Aula de logística empresarial

6.969 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.969
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
564
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • pesquisar
  • Aula de logística empresarial

    1. 1. LOGÍSTICA INICIANDO E AVALIANDO A LOGÍSTICA EMPRESARIAL UERN / Camean – Pau dos Ferros/RN Prof. Ranieri Araújo
    2. 2. Iniciando na Logística Empresarial  Visão Geral  Integração das Operações Logísticas  Logística no Brasil  Alianças e Desafios Logísticos  Posicionamento Logístico  Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos  Logística no Varejo Virtual
    3. 3. 1. Integração das Operações Logísticas  Iniciando na Logística Empresarial  Noção de Logística É o processo de elaboração, implementação e controle de um plano que serve para maximizar da produção ao consumo, enfrentando custos.  Mitos sobre a Logística: Não é só transporte!  Importância: aumento de produtividade por meio de vantagens competitivas, diferenciação de produtos e altos níveis de serviço ao cliente.  Atividades: Primárias: Tratam-se dos transportes, da manutenção de estoques e do processamento do pedido.. De apoio: São eles: a armazenagem, o manuseio de materiais, as embalagens de proteção e unitização de cargas, a obtenção, a programação do produto e a manutenção da informação.  Funções e Objetivos: Um dos objetivos mais importantes da logística é conseguir criar mecanismos para entregar os produtos ao destino final num tempo mais curto possível, reduzindo os custos
    4. 4. 1. Integração das Operações Logísticas  Visão Histórica  Surgimento da Logística Militar  Logística e Revolução Industrial  John Crowell  Logística no Século XXI “A logística é a última fronteira”. Peter Drucker
    5. 5. 1. Integração das Operações Logísticas  Conceito  É o processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e armazenagem de matérias-primas e estoque durante a produção e produtos acabados, e as informações relativas a estas atividades, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, visando a atender os requisitos do cliente – Co uncilo f Lo g istics Manag e m e nt
    6. 6. 1. Integração das Operações Logísticas  Conceito  É a função sistêmica de otimização do fluxo de materiais e informações de uma organização. Integra duas ou mais atividades gerenciais ou operacionais, planejando, implementando e controlando o fluxo eficiente de materiais e informações, do ponto de origem ao ponto de destino, com o propósito de adequá-los às necessidades dos fornecedores e clientes. ASLOG – Associação Brasileira de Logística
    7. 7. 1. Integração das Operações Logísticas  Logística Integrada ClientesFornecedores
    8. 8. 1. Integração das Operações Logísticas
    9. 9. 1. Integração das Operações Logísticas  Objetivos da Logística  Resposta rápida  Variância mínima  Estoque mínimo  Consolidação da movimentação  Qualidade e apoio ao ciclo de vida
    10. 10. 1. Integração das Operações Logísticas  Logística Integrada  Cadeia de Suprimentos (Supply Chain)
    11. 11. 1. Integração das Operações Logísticas  Gerenciamento da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).  Relacionamento com os clientes;  Serviços aos clientes;  Administração da demanda;  Atendimento de pedidos;  Administração do fluxo de produção;  Compras/suprimentos;  Desenvolvimento de novos produtos.
    12. 12. 1. Integração das Operações Logísticas  Logística Integrada  Processos Logísticos Direto e Indireto (Reverso)
    13. 13. 1. Integração das Operações Logísticas  Barreiras à Integração  Estrutura Organizacional  Sistemas de Mensuração  Propriedade de Estoque  Tecnologia da Informação  Capacidade de Transferência de Conhecimento
    14. 14. 1. Integração das Operações Logísticas  Logística Empresarial
    15. 15. 1. Integração das Operações Logísticas  Ciclos das Atividades Logísticas
    16. 16. 1. Integração das Operações Logísticas  Gerenciamento da Incerteza Operacional
    17. 17. 2. Logística no Brasil  Anos 70: Desconhecimento; a informática era um mistério e apenas o setor elétrico definia normas para embalagem. Etc.  Anos 80: 1º grupo de logística; é trazido do Japão o Just-in-time, kanban, criaçõ do pallet brasileiro e a ASLOG  Anos 90: Plano Real; TI; Entrada de novos operadores; privatização, monitoramento de cargas e e- commerce.
    18. 18. 2. Logística no Brasil Dias atuais
    19. 19. 3. Alianças e Desafios Logísticos  Possibilidade de fracasso das alianças  Cultura Organizacional  Relutância em compartilhar ideias  Comprometimentos desiguais
    20. 20. 3. Alianças e Desafios Logísticos  A possibilidade da aliança funcionar  Informações e confiança compartilhadas  Regras claras  Benefícios mútuos e riscos divididos
    21. 21. 4. Posicionamento Logístico  Dimensionamento da Rede de Instalações: Número de armazéns, localização, missão.  Localização dos Estoques: centralização e descentralização.  Políticas de Transporte: consolidação e expresso.  Políticas de Atendimento ao Cliente: resposta rápida e antecipação à demanda.
    22. 22. 4. Posicionamento Logístico • Tipos:  Rodoviário  Ferroviário  Marítimo  Hidroviário  Aéreo  Dutoviário
    23. 23. 4. Posicionamento Logístico • Fatores de escolha: - Volume (quantidade) - Distância - Momento (circunstâncias) - Valor específico do produto - Prazo de entrega - Aspectos físicos da carga (fragilidade, obsolescência)  - Periculosidade da carga
    24. 24. 5. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos  Conceito: É uma abordagem sistêmica de alta complexidade, que implica alta interação entre os participantes, exigindo a consideração simultânea de diversos trade -o ffs. (Fleury) 2012. Porporciona por meio da pesquisa identificar fornecedores e distribuidores melhores, aumentando a produtividade e o lucro.  Fases de Decisão  Estratégia ou Projeto  Planejamento  Operação
    25. 25. 6. Logística no Varejo Virtual  Vantagens  Expansão de Mercados  Criação de marcas fortes  Agregação de Valor e Serviços  Desvantagens  Tradicionalidade da venda física  Segurança  Tempo de resposta
    26. 26. Panorama da logística no Brasil.  Logística é umdos maiores gargalos na economia brasileira  Apenas 200 mil dos 1,6 milhão de quilômetros de estradas no Brasil são asfaltados. EUA têm mais de seis milhões de quilômetros de estradas, 70% com asfalto.  De tudo que é transportado no Brasil, 58% vão por estradas e 28%, seguem por ferrovias. Nos Estados Unidos, o transporte é feito, sobretudo, por trens. Em todo Brasil são 28 mil quilômetros de malha ferroviária. Nos Estados Unidos, 10 vezes mais (280 mil).  Fonte: http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2012/08/logistica-e-um- dos-maiores-gargalos-na-economia-brasileira.html
    27. 27. Exercícios  1.1. O fundamento da Logística é: a.( ) Parte da lógica. b.( ) A coisa certa, no lugar certo, no tempo certo no preço que quiser. c.( ) Gestão de recursos de forma otimizada. d.( ) Parte de uma ação militar. e.( ) A coisa certa, no lugar certo, no tempo certo e integrado pelas informações. X
    28. 28. Exercícios  1.2. Para agregar valor a um produto por meio de Logística teremos que: a.( ) Agregar vales-brindes aos produtos. b.( ) Associar elementos de satisfação do cliente no pós-venda. c.( ) Criar valores por meio de marketing dos produtos. d.( ) Desenvolver ferramentas de comunicação de como melhor associar produto e necessidade do cliente. e.( ) Associar valor de tempo, valor de lugar, valor de informação e valor de qualidade. X
    29. 29. Exercícios  Atividade II O que são alianças logísticas? Como afetam as relações entre duas ou mais organizações? As alianças logísticas são parcerias feitas pelas empresas de uma mesma cadeia de suprimentos buscando agregar valor e reduzir custos operacionais de distribuição e armazenagem, oferecendo oportunidades de melhoria na qualidade dos serviços aos clientes. As empresas bem sucedidas nas parcerias logísticas e o reconhecimento da atividade estratégica devem estar alinhadas aos ingredientes na competência de tempo e localização. A competência logística é uma forma de conquistar e conservar a fidelidade do cliente.
    30. 30. Exercícios  Atividade III Cite e explique as três fases de decisão na cadeia de suprimentos. Estratégia ou projeto da cadeia de suprimentos – nessa fase a empresa decide como será estruturada sua cadeia de suprimentos. Decisões como: local, capacidade de produção, de armazenamento em diversos locais, meios de transporte, produtos que serão fabricados, tipo de sistema de informações que será utilizado, etc., as decisões de projeto da cadeia de suprimentos são normalmente tomadas pensando-se em longo prazo (anos), pois usa mudança repentina pode sair muito caro.
    31. 31. Exercícios  Atividade III Cite e explique as três fases de decisão na cadeia de suprimentos. Planejamento da cadeia de suprimentos – como resultado da fase de planejamento, as empresas definem conjuntos de políticas operacionais que lideram as decisões de curto prazo, essa configuração estabelece restrições dentro das quais cada planejamento deve ser realizado. As empresas iniciam a fase de planejamento com uma previsão de demanda para o ano seguinte, incluindo decisões sobre quais mercados deverão ser supridos e de locais, as políticas que serão desempenhadas em relação a locais de reserva e no caso de incapacidade de atender a um pedido e como devem ser as campanhas de marketing.
    32. 32. Exercícios  Atividade III Cite e explique as três fases de decisão na cadeia de suprimentos. Operação da cadeia de suprimento – o período considerado aqui é semanal ou diário e durante essa fase as empresas tomam decisões sobre pedidos individuais de clientes. Na fase operacional, a configuração da cadeia de suprimentos é considerada fixa e as políticas de planejamento como já definidas. O objetivo das operações é implementar as políticas operacionais da melhor forma possível.
    33. 33. Exercícios  Pensei em propor um Grupo de vendas e planejamento de operações composto por representantes de diferentes departamentos encarregados de preparar a previsão de demanda, para podermos realizar um prognóstico do que acontecerá com os produtos que vendermos esta semana, considerando também as entradas de vendas, marketing, finanças e produção. Neste caso, o que você considera mais importante para darmos inicio ao planejamento?
    34. 34. Exercícios  1. DEFINIR O USO DE PREVISÃO E SELECIONAR OS ITENS A SEREM PREVISTOS.  2. DEFINIR O HORIZONTE TEMPORAL DA PREVISÃO, COLETAR DADOS E FAZER PREVISÀO.  3. SELECIONAR OS MODELOS DE PREVISÃO VALIDAR E IMPLEMENTAR OS RESULTADOS  Resposta? Número 1
    35. 35. Professor Esp. Ranieri admranieri@hotmail.co m

    ×