Universidade Federal doRio de Janeiro
Biomedicina
LudmilaAlem
Parasitologia/2015
Bloco II – Parasitas Teciduais II
Fungos ...
Universidade Federal doRio de Janeiro
Biomedicina
LudmilaAlem
Parasitologia/2015
As MICOSES SUPERFICIAIS são infecções cau...
Universidade Federal doRio de Janeiro
Biomedicina
LudmilaAlem
Parasitologia/2015
2. Micoses Cutâneas (Dermafitoses/Tinea) ...
Universidade Federal doRio de Janeiro
Biomedicina
LudmilaAlem
Parasitologia/2015
Vida Parasitária: Hifa Septadae Artroconí...
Universidade Federal doRio de Janeiro
Biomedicina
LudmilaAlem
Parasitologia/2015
3. Epidermophyton:Hifasseptadas, Ausência...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parasitologia Fungos

262 visualizações

Publicada em

Resumo Parasitologia Fungos em Infecções Superficiais e Cutâneas

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parasitologia Fungos

  1. 1. Universidade Federal doRio de Janeiro Biomedicina LudmilaAlem Parasitologia/2015 Bloco II – Parasitas Teciduais II Fungos da Pele – Infecções Superficiais e Cutâneas  Características -Eucariotos(núcleodiferenciado) -AeróbioouAnaeróbiofacultativo -SaprófitosouPatógenos -PatogeniaporLeveduras:normalmentepresentesnocorpo mas podemsofrerumaproliferaçãoanormal e espalhar-se poroutrasáreasdo corpo.(Malasseziae Candida) -PatogeniaporFungosFilamentosos:contraídosdoambiente,pelocontatocomanimaisououtraspessoas, partilhade toalhas(Dermatófitos) -Organelascomunsàscélulasdosmamíferos -Metabolismosimilaràscélulasdosmamíferos -Unicelulares(leveduriformes) ou Multicelulares(filamentosos) -Reproduçãosexuada(esporos) e Reproduçãoassexuada(conídeos) Os esporosouconídios quandogerminamformam umou maisfilamentos finosconhecidoscomotubos germinativos.Estestubosse ramificamem todosossentidosformandouma massafilamentosa,chamadamicélio, que constitui osistemavegetativo,responsável pelodesenvolvimentofúngicoe pelaabsorçãodosalimentos. Os filamentossimplesouramificados que formam o micéliosão denominadoshifas.(1 hifa= 1 filamento; Conjuntode hifas= Micélio(conjuntode filamentos) ) -Envoltórios Fúngicos:MembranaCelular(ergosterol) –a parede dascélulasdosmamíferostemprevalênciade colesterol. Parede Celular(ricaem quitinae glucano) –confere resistênciaàsalteraçõesosmóticase de temperatura,motivopeloqual osfungosconseguemse manternanaturezae no corpo do homem. Cápsula:estruturamaisdensapresente emalgumasespéciesde fungoscomoumterceiro envoltório.Ex:Cryptococcussp (única leveduracapsulada) Obs.: Há medicamentosantifúngicosqueinibema divisão celular, masnão matamosfungospresentesna região. Outrosse ligamao ergosterolna membrana celulare lisama célula levando esta à morte.  MICOSES - Fungos Patogênicos 1. Micoses Superficiais (Levedura) Micélio Contínuo ou Micélio Septado (multinuclear)
  2. 2. Universidade Federal doRio de Janeiro Biomedicina LudmilaAlem Parasitologia/2015 As MICOSES SUPERFICIAIS são infecções causadas por fungos que invadem as camadas mais superficiais da capa córnea da pele ou a haste livre dos pelos. As lesões se manifestamcomo mancha pigmentar na pele, nódulo ou pelos. A forma invasiva do fungo é uma hifa, característica de cada micose. o Pitiríase Versicolor  Malassezia furfur -Sãolevedurasque vivemnormalmentesobre apele dohomem (microbiotanatural) naformadeleveduras. -Ocasionalmente podemfilamentare invadirascélulasqueratinizadasdascamadassuperficiaisdapele determinandoamicose. -É lipo-dependente:secretalípase paraconsumiroslipídeosdaregião. -Manifesta-secomomanchasdescamativas pelotórax,abdome e membrossuperiores. -Despigmentaçãoda pele:o fungosecretaalgunsmetabólitose dentre elesoácidoazelaícoque é um inibidordavia inicial dasíntese de melanina -Fatoresde pré-disposição:Pele oleosa,SudoreseIntensae FatoresHereditários -Nãoé adquiridanapraia,ao contrário,os locaisda pele onde ofungoestáemparasitismonãose queimam permitindoque aslesõespossamservisualizadascommaiorfacilidade. -Diagnóstico:Raspado cutâneo-> Exame diretodaobservaçãoemculturade hifascurtas(pequenosfragmentos filamentosos) e agrupamentosde leveduras(elementosredondos). Obs1. A Malassezia não crescenosmeios de cultura habituaisusadosna rotina porquenecessita desuplemento lipídico para seu crescimento. Obs2. A transformação da forma deleveduraspara a forma dehifasé nutricionalmentevantajosa,poisa forma de hifa permite alcançaralimentosem regiões maislonges/maisalimento disponível. -Doenças Associadas:dermatite seborréicae caspa.Como aumentoda oleosidade naregião,haverámaior disponibilidadede lipídiose logomaiorcrescimentofúngicoserápossibilitado. Trata-se comusode loções, shampoosousabonetesantifúngicose controladoresdaoleosidade. -Tratamento da Pitiríase Versicolor Uso de sabonetesabase de Zincoe Enxofre:elementostóxicosparao crescimentodofungo. Medicamentos:Miconazol e Terbinafina(usotópico) e Fluconazol e Cetoconazol-usocontrolado,apresenta toxicidade paraofígado (usooral) Malassezia fufur – Levedura Comentário: Lâmina micologia UFRJ mostrando a forma levedura em cultura da Malassezia fufur. Entretanto, como comentado em aula, também seria possível a observação depequenos fragmentos de hifas septadas.
  3. 3. Universidade Federal doRio de Janeiro Biomedicina LudmilaAlem Parasitologia/2015 2. Micoses Cutâneas (Dermafitoses/Tinea) - Filamentosos As MICOSESCUTÂNEASse caracterizampor serem causadaspor fungosque invademtodaaespessurada capa córnea da pele oua parte queratinizadaintrafolicular dospelosoualâminaungueal.Napele,aslesõesse manifestamcomomanchainflamatória,nospêloscomolesãode tonsurae na unhapor destruiçãodalâmina ungueal.Ocontágioé feitoatravésde animais,homens oude soloinfectado. -Os fungosdermatófitos são FILAMENTOSOSdegradamqueratina e pertencemaosgêneros Epidermophyton, Microsporum e Trichophyton. -Existem27 espéciespatogênicasparao homemsendoque asprincipaisnoBrasil são: Trichophyton rubrum, Epidermophyton floccosum,T.mentagrophytes,Microsporumcanis,M.gypseumeT. tonsurans. -Em cultivo,osdermatófitos,em suamaioria,produzemdoistiposde conídios:macroconídiose microconídios. -Evolução da Dermafitose:Colonizaçãodacamadacórnea->Adesãodofungoaotecido->Proliferaçãodofungo- >Secreçãoda queratinase->Invasãodaderme->RespostaInflamatória->Puridoe Coceira -Lesõescircularese mais pigmentadas,borda da lesãohipercrômica. -Classificaçãodos fungosDermatófitosem: a) Antropofílicos:causaminfecçõescrônicas,nãoinflamatórias.(Serhumano->Serhumano) Ex.:Epidermophyton floccosume Trichophytonrubrum. b) Geofílicose Zoofílicos:causaminfecçõesmaisagressivas,compresençade lesõesinflamatórias. Geofílicos(solo->homem) Ex.:Microsporumgypseum Zoofílicos(animal->homem)Ex.:Microsporumcanis -Apesarde existiremmuitasdoenças,muitasvezesosagentesetiológicos(osfungos) sãoosmesmos. Doença:Tineapedis(pé de atleta) –Tineacruris – Tineaungium(onicomisose) Agentes:Trichophyto rubrum ouEpidermophyton floccosum -Diagnóstico: Laboratorial atravésde exame diretodapele,unhae pelosinfectados Haverá presençade hifas(micélioseptado) e atroconídeos(fragmentaçãodashifas) 1. Exame de cultura: cultivoemmeioAgar-Saboraud.Permiteavaliarmacroscopicamente as característicasdo fungo. 2. Microcultivoem Lamina: Permite visualizarcaracterísticasmorfológicas (macroconídeose microconídoes), Identificaçãode gêneroe espécie. 3. Testesadicionaispara identificarfungosdo mesmo gênero: provade uréase,perfuraçãodocabeloinvitro e cultivoemmeioespecial BCP. -Tratamentos  Os principaisalvosdosantifúngicossãoosconstituintesdaparede celulare membranaplasmática.Ex.:Alvo Ergosterol namembranaplasmática Fármacos Poliênicos(se ligamaoergosterol), Azoles(inibemsuasíntese) e Terbinafina(inibe asíntese)  A maioriadosantifúngicosexibe efeitofungistático:inibe suaproliferaçãomasnãodestrói a célulafúngica. Uso Tópico:pomadas,loções,shampoospreparadosàbase de enxofre e iodo. Azolesde uso restrito (miconazol) e Azolesde uso tópico ou oral (cetoconazol) Outros agentes:Terbinafina  Importante identificare tratar os focosde contágio  PrevenirinfecçõesfungicasSUPERFICIAISE CUTANEAS ao: manteros pésregulamente secose limpos,não compartilhartoalhas,meias, roupas,escovas;nãoandardescalçoempiscinase saunas;lavar bemas mãos após contatocom animaise encaminharestesaoveterinárioparatratamento.
  4. 4. Universidade Federal doRio de Janeiro Biomedicina LudmilaAlem Parasitologia/2015 Vida Parasitária: Hifa Septadae Artroconídeos Artroconídeossãoesporosque se formampelosimplesdesmembramentodashifasseptadas Vida Saprófita 1. Microsporum: Hifaseptada,Microconídeose Macroconídeoscom as extremidadesafiladas. (Sãogrades, multiseptadosde parede rugosa) 2. Tricophyton: Hifasseptadas,Microconídeose Macroconídeosemforma de bastão semelhante acharuto. (São delicados,multisseptadosde paredesfinase lisas)
  5. 5. Universidade Federal doRio de Janeiro Biomedicina LudmilaAlem Parasitologia/2015 3. Epidermophyton:Hifasseptadas, Ausência demicronídeos e Macronídeosbifurcadosou dispostos em verticílio.(Não tinha lâmina)

×