Chico Zé

367 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chico Zé

  1. 1. Chico-Zé BOLETIM INFORMATIVO 7.º E 6.ª EDIÇÃO - JUNHO DE 2010 Na voz dos Encarregados de Educação...Terminado o trabalho com o “Bole m Informa vo”, que foi criado para nos fazerem che- Espaço degar a casa no cias da escola, considero oportuno, na voz de representante dos encarrega-dos de educação, tecer alguns comentários sobre a turma dos nossos filhos. despedidas eDesde o quinto ano que os nossos filhos têm sido convidados a realizar ac vidades pecu-liares. Este ano supreenderam-nos com dois projectos bastante cria vos: a criação de uma agradecimentos“Horta Aromá ca” e a criação deste “Chico-Zé”. Mais um ano juntos... Em relação à primeira inicia va vale o esforço de todos nós que decorámos uma tábua Vós sabeis que foi um gosto para mim(que serviu de cerca) e levámos as ervas aromá cas que no dia plantámos. Vale o esforço receber os vossos filhos novamentedos alunos e da directora de turma que as gravaram, uniram e que nos prepararam o es- como alunos da minha direcção depaço. Vale ainda o esforço da professora de Ciências que recolheu informação sobre cada turma. Sabeis que cada recado, cadauma dessas ervas e no-la deu a conhecer. chamada de atenção, cada telefone-Em relação ao segundo projecto, vale acima de tudo o esforço dos nossos filhos que a cada ma, cada reunião, cada “correcção”mês nos davam a conhecer um “pedacinho” da escola e de quem na retaguarda permi a que fui fazendo ao longo do ano coma gráfica e a correcta composição dos textos. e por causa dos vossos filhos, foi por-É isto trabalho em equipa e é assim que as coisas resultam!!! que os vejo não só como alunos, masContudo e fazendo memória, esta turma realizou connosco, encarregados de educação, como amigos a quem muito carinhonos dois anos anteriores uma história, onde cada um de nós teve uma página de cria vida- dedico.de e de con nuidade do assunto tratado. Este projecto contou, mais uma vez, com a direc- A vós pais resta-me agradecer a con-tora de turma que o criou e de outros professores que a foram auxiliando com sugestões fiança, o apoio que sempre ve datemá cas para a história e com a correcção dos textos. Resultou um livro muito cria vo, vossa parte e o contributo em todosengraçado e com muitas lições de vida (se o lermos com atenção). os projectos que já desenvolvemosConsidero que todos estes projectos foram bem sucedidos e mo vadores para os nossos ao longo destes três anos de traba-filhos. lho em equipa (e que de muito meEm nome de todos os pais agradeço todo o esforço, dedicação, paciência e atenção da di- orgulho).rectora de turma e dos professores que a ela se quiseram juntar ao longo destes três anos: Termina mais uma etapa para oso nosso muito obrigada por tudo! vosso filhos. Con nuem a apoiá-losFinalmente gostava de dizer que o trabalho dos professores, mesmo quando se relaciona sempre, porque sois, sem dúvida, ocom a correcção de a tudes e comportamentos dos nossos filhos, são para eles aprende- porto seguro deles.rem, para que sejam bem sucedidos no futuro... eles são o futuro e no futuro são precisos Em mim encontrem sempre umaHomens com conhecimentos, mas também Homens com a tudes correctas e justas.Umas amiga que estará na escola para oboas férias para todos! que precisarem... Aproveito também para agradecer aos professores da turma o apoio no bole m, de forma especial, à Profes- sora de Português que sempre corri- giu os nossos textos. Agradeço ainda à Professora de Ciências Naturais a parceria no projecto da “Horta Aro- Ana Sameiro Oliveira má ca”. A todos um sen do OBRIGADA! A Directora de Turma
  2. 2. Passatempos Entrevista à Directora do Agrupamento Descobre as 4 diferenças É do conhecimento da Direcção da Escola a realização do nosso “Bole mInforma vo” e os seus objec vos. Terminados os seis meses de vida que teve, aturma considerou digno concluir, o úl mo bole m da mesma forma que come-çou: interagindo com a Direcção Execu va. Solicitámos para isso uma entrevistacom a Directora da Escola.Nós: Srª Directora tendo presente os objec vos do bole m informa vo da nossaturma, considera que este projecto foi válido para dar a conhecer a nossa escolae aproximá-la das nossas famílias? Directora: Claro. Foi uma forma posi va e personalizada de aproximar a escola da família e vice-versa. Nós: Considera que os assuntos escolares que tratámos, ao longo dos úl mos cinco bole ns, foram apropriados para darmos a conhecer a realidade da nossa escola, aos encarre- gados de educação? Anedotas Directora: Muito. Os temas tratados conseguiram transmi r a realidade da nossa escola, embora tenham ficado alguns Matemá ca aspectos/serviços por dar a conhecer, uma vez que o ano ter-mina. Depois de uma longa demonstração noNós: Estando no úl mo número do nosso bole m, gostaria de deixar algum co- quadro, a professora de matemá ca conclui:mentário ou uma palavra aos nossos encarregados de educação? - ...E assim chegámos ao seguinte resultado:Directora: Gostei da forma como cooperaram com os vossos educandos e com X = 0.a escola em geral. Numa altura em que se diz que muitos pais estão divorciados - Incrível! Exclama uma aluna, trabalhámosda escola, que não acompanham os seus educandos, o vosso exemplo é louvável durante uma hora para nada!e espero que tenha efeitos posi vos na postura de outros encarregados de edu-cação. Cem anos O diminuto espaço gráfico, infelizmente, condiciona-nos a escrita.Por isso, demos por encerrada esta breve entrevista com a Directora da – Carlitos, diz-nos duas coisas que há cemEscola,agradecendo a sua disponibilidade e acompanhamento na nossa vida es- anos não exis am...colar. – Eu e o senhor professor! Ana Catarina, Ana Isabel, Inês, Fá ma e Tiago Bruxa Em Acção - A nossa “Horta Aromática” Um empregado que se acha dominado pela mania da perseguição entrega a uma bruxa uns fios de cabelo do seu chefe e No passado dia 9 de Junho, os nossos encarregados de edu- pergunta-lhe: cação responderam posi vamente ao nosso convite e vieram à - Esta pessoa gosta de mim ou odeia-me? escola para construírmos a nossa “Horta Aromá ca”. Os prepa- - Ama-o loucamente e será sua esposa!!! ra vos foram muitos e trabalhosos, mas no dia deu gosto ver tudo a resultar. A família contribuiu com a decoração das tábu- Cansaço as que serviram de cerca e com as ervas aromá cas que plan- támos. Trouxeram salsa, coentros, louro, oregãos, hortelã... - Pai, como correu hoje o seu dia, na fábrica? No fim da ac vidade, cada aluno ofereceu ao seu encarregado de educação uma rosa - Nem me fales! Foi um dia tão cansa vo,como gesto de gra dão, pelo apoio que nos deram em todas as ac vidades que desen-volvemos ao longo do ano. que não tenho forças nem sequer paraFica também o nosso agredecimento à directora de turma por apostar em nós e desen- levantar um braço!volver connosco este po de ac vidades, á professora de Ciências Naturais e ao pro- - Então, pai, veja a caderneta com as minhasfessor de Geografia que, neste dia ,es veram presentes na plantação. Na disciplina de notas do período!Ciências Naturais foi elaborada uma recolha das caracterís cas/finalidades das plantasque temos na nossa horta. Em Área de Projecto, Ferroencadernamos essa recolha e cada encarregadode educação recebeu um livro. Estamos muito sa- Médico – Precisa de tomar fósforo e ferro. sfeitos com o resultado e com a par cipação das Doente – Valha-me Deus, senhor Doutor:nossa familias nos nossos projectos: um bem-hajapara todos! eu mal posso mas gar pão! Ana Cris na, Ana Margarida, José, Marta Carlos, Cris na, Diogo, Márcio e Rita e Miguel

×