SSeor cvi i a ç l oCAadad tdeedr i e nv oi s        3
Universidade Anhanguera - Uniderp  Centro de Educação a Distância      Caderno de Atividades    Serviço Social            ...
Universidade Anhanguera - Uniderp                        Centro de Educação a DistânciaChanceler                          ...
Nossa Missão, Nossos ValoresDesde sua fundação, em 1994, os fundamentos da “Anhanguera Educacional” têm sido o principal m...
Sobre o Caderno de AtividadesCaro(a) Aluno(a),Você está recebendo o Caderno de Atividades, preparado pelos professores do ...
Autores                                           Ana Cristina da Silva                  Graduação: Psicologia - Universid...
SumárioFundamentos Históricos e Teóricos Metodológicos do Serviço Social II    Tema 1 - O “Mundo da Cultura” dentro da Aut...
A Organização Social no Brasil    Tema 1 - Para Desvendar o Brasil: Obras e Autores Clássicos ...............................
A OrganizaçãoSocial no BrasilAutora:Emanuela de Oliveira
A Organização Social no Brasil Orientações de estudo Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro “Três leit...
Tema 3Gilberto Freyre: Aspectos Metodológicos e LinguísticosAborda os conteúdos dos capítulos 3 e 4 do PLT. Neles, você ob...
Tema 6 Pensando as “Raízes do Brasil” Aborda os conteúdos do capítulo 8 do PLT. Neles, você observará que a obra “Raízes d...
Tema 1Para Desvendar o Brasil: Obras e AutoresClássicosObjetivos de aprendizagem•    Conhecer algumas obras de autores que...
Caio Prado Júnior enfatizava a importância de se compreender o processo de colonização a que o Brasil foi sub- metido, dem...
A Organização Social no Brasil                                     Tema 1 - Atividades  Atividades                        ...
Tema 1 - Atividades                                             A Organização Social no Brasil ___________________________...
A Organização Social no Brasil                                      Tema 1 - Atividades                                   ...
Tema 2 O Pensamento de Caio Prado Júnior Objetivos de aprendizagem •    Conhecer a obra de Caio Prado Júnior. •    Entende...
A Organização Social no Brasil                                        Tema 2 - Atividades  Atividades                     ...
Tema 2 - Atividades                                               A Organização Social no Brasil c) O Brasil era proibido ...
A Organização Social no Brasil                                    Tema 2 - Atividades  ___________________________________...
Tema 2 - Atividades                                                 A Organização Social no Brasil                        ...
Tema 3Gilberto Freyre: Aspectos Metodológicose LinguísticosObjetivos de aprendizagem•    Entender a obra e a metodologia d...
Tema 3 - Atividades                                                A Organização Social no Brasil Atividades              ...
A Organização Social no Brasil                                    Tema 3 - Atividades                                     ...
Tema 3 - Atividades                                                  A Organização Social no Brasil ______________________...
A Organização Social no Brasil                                  Tema 3 - Atividades  relações entre o negro, a ciência e o...
Tema 4 “Casa-Grande & Senzala”: Questões Estruturais Objetivos de aprendizagem •    Compreender a análise de Gilberto Frey...
A Organização Social no Brasil                                    Tema 4 - Atividades  Atividades                         ...
Tema 4 - Atividades                                               A Organização Social no Brasil                          ...
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Servico social 3b
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Servico social 3b

8.321 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
155
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Servico social 3b

  1. 1. SSeor cvi i a ç l oCAadad tdeedr i e nv oi s 3
  2. 2. Universidade Anhanguera - Uniderp Centro de Educação a Distância Caderno de Atividades Serviço Social Coordenação do Curso Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues Nobre Autores Ana Cristina da Silva Andrea Tochio de Antonio Emanuela de Oliveira Luciano Gamez (org.) Sílvia Cristina Aguetoni Marques Walter César Camuri
  3. 3. Universidade Anhanguera - Uniderp Centro de Educação a DistânciaChanceler Diretor-AdjuntoAna Maria Costa de Sousa Luciano SathlerReitor Coordenação de Qualidade do MaterialGuilherme Marback Neto DidáticoVice-Reitora Luciano Gamez: Coordenador e organizadorHeloisa Helena Gianotti Pereira da publicação Barbara Monteiro Gomes de CamposPró-Reitores Bruno Tonhetti GalassePró-Reitor Administrativo: Antonio Fonseca Fernanda Bocchi Balthazarde Carvalho Helena OkadaPró-Reitor de Extensão, Cultura e Lucia Helena Paula do CantoDesporto: Ivo Arcângelo Vendrúsculo Busato Waurie RolãoPró-Reitor de Graduação: Eduardo deOliveira Elias IlustraçõesPró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação: Carol Enguetsu LefèvreElizabeth Tereza Brunini Sbardelini Ednei Marx ThinkstockCENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADiretor-Geral ANHANGUERA PUBLICAÇÕESJosé Manuel Moran Gerente Editorial Adauto Damásio C129 Caderno de atividades: serviço social / Ana Cristina da Silva... [et. al.].; Organizador Luciano Gamez; Coordenação do curso Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues Nobre. – Valinhos : Anhangue- ra Publicações, 2011. 240 p. ISBN: 978-85-7969-066-2© 2011 AnhangueraPublicações - Proibidaa reprodução final ou 1. Serviço social – Fundamentos históricos. 2. Psicologia social.parcial por qualquer meio 3. Serviço social – Organização. 4. Serviço social - Antropologia. 5.de impressão, em formaidêntica, resumida ou Serviço social – Direito – Legislação. I. Silva, Ana Cristina da. II.modificada em línguaportuguesa ou qualquer Gamez, Luciano. III. Nobre, Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues.outro idioma. Impresso CDD – 20.ed. : 370.15no Brasil 2011
  4. 4. Nossa Missão, Nossos ValoresDesde sua fundação, em 1994, os fundamentos da “Anhanguera Educacional” têm sido o principal motivo doseu crescimento.Buscando permanentemente a inovação e o aprimoramento acadêmico em todas as ações e programas, é umaInstituição de Educação Superior comprometida com a qualidade do ensino, pesquisa de iniciação científica eextensão, que oferecemos.Ela procura adequar suas iniciativas às necessidades do mercado de trabalho e às exigências do mundo em cons-tante transformação.Esse compromisso com a qualidade é evidenciado pelos intensos e constantes investimentos no corpo docentee de funcionários, na infraestrutura, nas bibliotecas, nos laboratórios, nas metodologias e nos Programas Institu-cionais, tais como:• Programa de Iniciação Científica (PIC), que concede bolsas de estudo aos alunos para o desenvolvimento de pesquisa supervisionada pelos nossos professores.• Programa Institucional de Capacitação Docente (PICD), que concede bolsas de estudos para docentes cursa- rem especialização, mestrado e doutorado.• Programa do Livro-Texto (PLT), que propicia aos alunos a aquisição de livros a preços acessíveis, dos melhores autores nacionais e internacionais, indicados pelos professores.• Serviço de Assistência ao Estudante (SAE), que oferece orientação pessoal, psicopedagógica e financeira aos alunos.• Programas de Extensão Comunitária, que desenvolve ações de responsabilidade social, permitindo aos alunos o pleno exercício da cidadania, beneficiando a comunidade no acesso aos bens educacionais e culturais.A fim de manter esse compromisso com a mais perfeita qualidade, a custos acessíveis, a Anhanguera privilegiao preparo dos alunos para que concretizem seus Projetos de Vida e obtenham sucesso no mercado de trabalho.Adota inovadores e modernos sistemas de gestão nas suas instituições. As unidades localizadas em diversos Es-tados do País preservam a missão e difundem os valores da Anhanguera.Atuando também na Educação a Distância, orgulha-se em oferecer ensino superior de qualidade em todo o Terri-tório Nacional, por meio do trabalho desenvolvido pelo Centro de Educação a Distância da Universidade Anhan-guera - Uniderp, nos diversos polos de apoio presencial espalhados por todo o Brasil. Sua metodologia permitea integração dos professores, tutores e coordenadores habilitados na área pedagógica, com a mesma finalidade:aliar os melhores recursos tecnológicos e educacionais, devidamente revisados, atualizados e com conteúdo cadavez mais amplo para o desenvolvimento pessoal e profissional de nossos alunos.A todos, bons estudos! Prof. Antonio Carbonari Netto Presidente - Anhanguera Educacional
  5. 5. Sobre o Caderno de AtividadesCaro(a) Aluno(a),Você está recebendo o Caderno de Atividades, preparado pelos professores do Curso de Graduação em que vocêestá matriculado, com o objetivo de contribuir para a sua aprendizagem. Ele aprofunda os conteúdos disponíveisnas publicações que fazem parte do Programa do Livro-Texto (PLT), trazendo orientações de estudo, destaques,propostas de atividades individuais e em grupo e desafios de aprendizagem a serem realizados.As questões propostas foram elaboradas pelos docentes ou adaptadas de provas públicas já realizadas, inclusi-ve do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), que tem o objetivo de aferir o rendimento dosalunos dos cursos de graduação em relação a conhecimentos, habilidades e competências, necessários ao seufuturo desempenho profissional. Essa inclusão de perguntas, selecionadas a partir de avaliações ocorridas forado âmbito universitário, colabora na sua preparação para o enfrentamento de situações mais contextualizadas.Você também vai encontrar caminhos para vincular os textos e questões com as teleaulas do seu curso. Issopermite planejar com antecedência seu tempo e dedicação, estudar os temas previamente e se preparar paraaproveitar ao máximo a interação com a equipe docente.Desejamos que você tenha um ótimo semestre letivo. José Manuel Moran e Luciano Sathler Diretoria do Centro de Educação a Distância Universidade Anhanguera - UNIDERP
  6. 6. Autores Ana Cristina da Silva Graduação: Psicologia - Universidade Federal de Uberlândia (UFU), 1995. Pedagogia - Centro Universitário Moura Lacerda (CML), 2002. Mestrado: Comunicação e Cultura - Universidade de Sorocaba (UNISO), 2009. Andrea Tochio de Antonio Graduação: Ciências Sociais - Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), 2004. Graduação: Psicologia - Universidade Paulista, Jundiaí (UNIP), em andamento. Mestrado: Antropologia Social - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 2008. Emanuela de Oliveira Graduação: Ciências Sociais - Bacharel em Sociologia e Antropologia e Licenciatura em Ciências Sociais - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 2004. Mestrado: Mestrado em Antropologia Social - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 2007. Especialização: Didática e Metodologia do Ensino Superior - Universidade Anhanguera - UNIDERP, 2008. Luciano Gamez - Organizador da publicaçãoGraduação: Psicologia – Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação - Universidade de Lisboa (FPCE-UL), 1992. Mestrado: Engenharia Humana - Universidade do Minho (UMINHO), 1998.Doutorado: Engenharia de Produção - Área de concentração: Ergonomia - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2004. Sílvia Cristina Aguetoni Marques Graduação: Comunicação Social com Habilitação em Cinema - Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), 2000. Mestrado: Comunicação e Semiótica - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2003. Doutorado: Comunicação e Semiótica - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2009. Walter César Camuri Graduação: Direito - Faculdade de Direito de Bauru (FDB), 1998. Especialização: Gestão Estratégica de Negócios - Instituto Nacional de Pós Graduação (INPG), 2004. Mestrado: Administração - Centro Universal Salesiano (UNISAL), 2009.
  7. 7. SumárioFundamentos Históricos e Teóricos Metodológicos do Serviço Social II Tema 1 - O “Mundo da Cultura” dentro da Autocracia Burguesa............................... 16 Tema 2 - Educação e Política na Ditadura ................................................................... 25 Tema 3 - O Serviço Social e a Autocracia Burguesa ..................................................... 31 Tema 4 - O Serviço Social Tradicional e o seu Processo de Renovação ......................... 37 Tema 5 - Aspectos da Perspectiva Renovadora do Serviço Social no Brasil ................... 44 Tema 6 - O Processo de Reatualização no Conservadorismo ....................................... 50 Tema 7 - A Ruptura como Processo e sua Intencionalidade......................................... 56 Tema 8 - A Renovação Profissional: Possibilidades ...................................................... 63Psicologia Social Tema 1 - História, Epistemologia e Ética ..................................................................... 81 Tema 2 - Indivíduo, Cultura, Sociedade e Pesquisa Social ........................................... 88 Tema 3 - Ideologia e Representações Sociais .............................................................. 93 Tema 4 - Linguagem, Conhecimento e Comunicação ................................................. 97 Tema 5 - Identidade, Subjetividade e Gênero ........................................................... 103 Tema 6 - Processo Grupal......................................................................................... 108 Tema 7 - Psicologia Política ...................................................................................... 112 Tema 8 - Experiências da Psicologia Social ................................................................ 117
  8. 8. A Organização Social no Brasil Tema 1 - Para Desvendar o Brasil: Obras e Autores Clássicos .................................... 131 Tema 2 - O Pensamento de Caio Prado Júnior .......................................................... 136 Tema 3 - Gilberto Freyre: Aspectos Metodológicos e Linguísticos.............................. 141 Tema 4 - “Casa-Grande & Senzala”: Questões Estruturais ........................................ 146 Tema 5 - Sérgio Buarque de Hollanda: A Análise das Raízes do Brasil ....................... 151 Tema 6 - Pensando as “Raízes do Brasil” .................................................................. 156 Tema 7 - O Homem Cordial ..................................................................................... 160 Tema 8 - Um Balanço sobre a Sociedade Brasileira ................................................... 166Antropologia Aplicada ao Serviço Social Tema 1 - Conceitos Fundamentais da Antropologia e Metodologia da Pesquisa Antropológica ........................................................................................... 183 Tema 2 - A Antropologia nos Contextos Social, Econômico e Político ....................... 189 Tema 3 - A Antropologia nos Contextos Religioso e Urbano ..................................... 195 Tema 4 - O Brasil e o Futuro Vistos sob o Viés da Antropologia ................................ 201Direito e Legislação Tema 1 - Introdução ao Direito, Teoria Geral do Estado e Direito Constitucional ....... 212 Tema 2 - Direito Tributário e Direito Civil: Parte Geral e Direito de Família e das Sucessões ......................................................................................... 218 Tema 3 - Direito das Obrigações, Direito das Coisas e Direito Contratual e de Propriedade ....................................................................................... 223 Tema 4 - Direito do Consumidor, Direito Comercial e Direito do Trabalho ................. 228
  9. 9. A OrganizaçãoSocial no BrasilAutora:Emanuela de Oliveira
  10. 10. A Organização Social no Brasil Orientações de estudo Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro “Três leituras básicas para entender a cultu- ra brasileira”, de Gabriel Lomba Santiago, Editora Alínea, 2001, PLT 350. Ele é composto de oito temas: Tema 1 Para Desvendar o Brasil: Obras e Autores Clássicos Aborda os conteúdos do Prefácio e da Introdução do Livro-Texto. Neles, você observará que a proposta da disciplina e do livro adotado consiste em discutir a orga- nização social no Brasil por meio de obras e de autores clássicos voltados à compreensão dos significados do que é ser brasileiro e em que consiste a sociedade brasileira. Primeiramente, é discutida a obra de Caio Prado Júnior, por meio de pontos como a influência do pensamento materialista histórico e dialético sobre ela. Esse pensamento leva, por sua vez, às análises sobre seus respectivos métodos e pensamentos histórico, político e econômico. Em seguida, o estudo se volta ao contexto da produção de Gilberto Freyre, cuja metodologia, influenciada pela Antropologia, gerou uma obra que valoriza as diferenças étnico-culturais que constituem o brasileiro como povo. Assim, são abordados aspectos metodológicos, linguísticos e estruturais do trabalho desse autor. Por fim, tem destaque a obra de Sérgio Buarque de Hollanda que, influenciado pelo pensamento weberiano, se vale de diferentes conceitos estruturais para refletir sobre as tipologias em que se encaixam os brasileiros como indivíduos, desvendando, dessa forma, as fundamentações funcionais da sociedade brasileira. Tema 2 O Pensamento de Caio Prado Júnior Aborda os conteúdos dos capítulos 1 e 2 do PLT. Neles, você observará que o autor Caio Prado Júnior foi direta- mente influenciado pelos princípios do marxismo nas análises que desenvolveu sobre a sociedade brasileira. Sua metodologia rendeu uma nova perspectiva de olhar para a história do País que, até então, tinha no materialismo dialético um método bastante inovador para a conservadora sociedade brasileira. Sua principal obra foi a “Formação do Brasil Contemporâneo”, de 1942, na qual ele reflete sobre a colonização brasileira, pensando os aspectos como povoamento, vida material e vida social. De modo geral, ele se volta também a interpretações sobre a realidade econômica do Brasil, por meio de uma perspectiva histórica.128 4
  11. 11. Tema 3Gilberto Freyre: Aspectos Metodológicos e LinguísticosAborda os conteúdos dos capítulos 3 e 4 do PLT. Neles, você observará que Gilberto Freyre tem em “Casa-Grande& Senzala”, de 1933, uma de suas fundamentais obras. As análises do autor são voltadas à discussão sobre aimportância que o negro e a mestiçagem tiveram na formação da sociedade brasileira.Metodologicamente, ele inova ao fazer uma análise científica a partir da inserção no cotidiano e no doméstico. Aobra, envolvendo, por exemplo, questões sexuais, apresenta narrativas de conteúdos científicos e literários.O trabalho, que se caracteriza, aliás, pela pluralidade de métodos utilizados, em determinados momentos ultra-passa a meticulosidade das metodologias e teorias científicas, isso em nome da subjetividade para a compreensãodo humano e das complexidades culturais brasileiras.Gilberto Freyre fez de “Casa-Grande & Senzala” uma obra científica e também literária, em vista de seus recursosestilísticos de linguagem e escrita. O caráter científico da obra se apresenta com a marca de um lirismo poético eestético.“Casa-Grande & Senzala” é uma obra científica pela objetividade, ao mesmo tempo é uma obra literária peloestilo discursivo que apresenta.Tema 4“Casa-Grande & Senzala”: Questões EstruturaisAborda os conteúdos do capítulo 5 do PLT. Nele, você observará que a estrutura de “Casa-Grande & Senzala”apresenta uma perspectiva da sociedade brasileira como sendo articulada em três fundamentos: o patriarcado, ainterpenetração de etnias e culturas e o trópico.Ao revisar o problema racial brasileiro, Gilberto Freyre tem assimilada a diferença entre raça e cultura e, dessaforma, os problemas nacionais não são vistos como provenientes de características inatas, mas sim de fatoresambientais.A família é o elemento estrutural da obra, e a formação da família brasileira é analisada por Gilberto Freyre apartir da miscigenação racial, que tinha como atores o indígena, o colonizador português e o escravo negro. Des-se contexto, o autor desenvolve sua discussão sobre o que chama de “democracia racial” brasileira, ponto maisdebatido e criticado de sua obra.Tema 5Sérgio Buarque de Hollanda: A Análise das Raízes do BrasilAborda os conteúdos dos capítulos 6 e 7 do PLT. Neles, você observará que a obra clássica de Sérgio Buarque deHollanda é de 1936 e se chama “Raízes do Brasil”. Tinha como propósito redescobrir o Brasil, isto é, analisar oselementos estruturantes e as particularidades da sociedade brasileira.A intenção do autor era trazer à tona o inconsciente do brasileiro e, ao mesmo tempo, buscar caminhos para avida brasileira, de modo que, ao discutir a identidade do brasileiro, elabora uma análise crítica do Brasil.Para esboçar suas discussões, ele se vale de construções de tipos ideais, revelando, assim, uma influência meto-dológica da obra de Max Weber. 129
  12. 12. Tema 6 Pensando as “Raízes do Brasil” Aborda os conteúdos do capítulo 8 do PLT. Neles, você observará que a obra “Raízes do Brasil” aborda temáticas consideravelmente múltiplas e complexas. Com o objetivo de esclarecer o processo de transição sociopolítica entre as décadas de 1930 e 1940, são debati- das, ao longo de todo o livro, as formas de sociabilidade que o Brasil adotou para se tornar um país. Nesse contexto, o autor se vale de diferentes questões para desenvolver sua análise. Entre outras coisas, é apre- sentado um debate sobre como funcionava a relação família com instituições públicas, ou seja, as relações entre o público e o privado na sociedade brasileira. Com isso, se destaca a ausência de uma democracia representativa no País e a solução para o descompasso entre a sociedade e o Estado estaria em uma maior participação da sociedade no Estado. Tema 7 O Homem Cordial Aborda os conteúdos do capítulo 9 do PLT. Nele, você observará que a tipologia do homem ideal é o ponto central para a análise que Sérgio Buarque faz da formação social e dos costumes sociais e políticos dos brasileiros. O autor destaca que o brasileiro é marcado pela cordialidade que visa a levar vantagem. É cordial na busca por interesses próprios, isso porque os valores domésticos e familiares são determinantes na formação do brasileiro. Ressalta a obra que o indivíduo formado pelo patriarcalismo dificilmente distingue o público do privado, tendendo ao comportamento de um funcionário patrimonial. A cordialidade é a transposição para a sociedade de uma sociabilidade de laços comunitários que leva à procura do intimismo no tratamento dispensado à autoridade. Tanto o homem cordial como a indistinção entre o público e o privado geram na sociedade brasileira marcas au- toritárias. Tema 8 Um Balanço sobre a Sociedade Brasileira Aborda os conteúdos da conclusão do PLT. Nela, você observará que a compreensão da sociedade brasileira passa por algumas obras e por alguns autores clássicos do pensamento social do País. Caio Prado, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Hollanda desenvolveram importantes interpretações sobre a bra- silidade e o ser brasileiro, por meio de argumentos que discutiam o que faz o Brasil ser o Brasil. Os autores retomam o nascimento e a constituição da sociedade brasileira. Considerando essas origens, somam elementos para que se pense sobre suas influências, seja no presente ou no futuro do Brasil. ATENÇÃO! As respostas para as atividades deste caderno estão disponíveis no ambiente vir- tual do curso. Consulte seu tutor presencial para mais informações.130 4
  13. 13. Tema 1Para Desvendar o Brasil: Obras e AutoresClássicosObjetivos de aprendizagem• Conhecer algumas obras de autores que foram fundamentais para o desenvolvimento do pensamento social brasileiro.• Pensar como a sociedade brasileira foi interpretada por autores clássicos.• Analisar como leituras sobre a formação do Brasil podem se refletir na atual realidade do País.Para início de conversaVocê já percebeu como certos autores e obras se tornam clás-sicos? Percebeu que daí se tornam referências obrigatóriaspara quaisquer discussões que envolvam uma sociedade, suaformação e sua estrutura?A partir de agora você entenderá, nesse contexto, as contri-buições de Caio Prado Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Buar-que de Hollanda para a interpretação da sociedade brasileira.A compreensão de alguns dos atuais dilemas brasileiros obri-gatoriamente passa por essas leituras clássicas. Vale lembrarque não se pode entender o presente senão como um reflexodas origens passadas.Por dentro do temaA década de 1930 foi de grande intensidade no Brasil, pois desencadeou a amplia-ção da cultura no País. Destaca-se o surgimento das primeiras universidades, dasgrandes editoras e de coleções dedicadas ao estudo do País. Foi assim que a questãonacional passou a ser tida como fundamental para se pensar a questão social.A discussão da relação entre o povo, a nação e o Estado passava então pela discus-são de ideias sobre a identidade nacional, a herança escravista e as raízes ibéricas dasociedade brasileira. A formação brasileira dominava o debate intelectual por meiode perguntas como: “Que país é o Brasil?”, “Quem é o povo brasileiro?” e “Comose originou a sociedade brasileira?”.É nesse contexto que se inserem o pensamento e as obras de autores como CaioPrado Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Hollanda. 131
  14. 14. Caio Prado Júnior enfatizava a importância de se compreender o processo de colonização a que o Brasil foi sub- metido, demonstrando uma associação entre a estrutura social brasileira e as questões de povoamento e produ- ções coloniais. Gilberto Freyre defendia que a mestiçagem adoçava as relações sociais e neutralizava os conflitos no País. Por sua vez, Sérgio Buarque de Hollanda apontava que, no Brasil, o Estado era uma extensão da família e assim se destacava a figura do brasileiro como homem cordial. Esses autores e suas respectivas obras são, portanto, fundamentais para compreender a sociedade brasileira, pois é a partir desse tipo de entendimento que se pode atuar com consciência na sociedade hoje. Anotações _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________132 4
  15. 15. A Organização Social no Brasil Tema 1 - Atividades Atividades Questão 1 Individual, com consulta. INSTRUÇÕES Sobre as obras centrais do pensamento brasilei- É chegado o momento de você refletir, pesqui- ro da década de 1930, é possível dizer que: sar, elaborar e discutir pontos relativos à disci- a) Tais obras estão intelectualmente superadas plina Organização Social no Brasil. Para tanto, nos dias de hoje. você deve realizar as atividades que se seguem. b) Os autores e intelectuais dessa época não Antes de começar, dedique-se às leituras do mesclavam o pensamento social ao político. Livro-Texto e dos materiais indicados para a c) Havia nessas obras relações entre a socie- ampliação do seu conhecimento, pois elas são dade e as ideias, sendo as ideias tidas como fundamentais para seu bom desempenho no modificadoras e construtoras sociais. processo de ensino e aprendizagem. d) As obras representam a ausência da vida in- Cada questão apresentada possui objetivos es- telectual e cultural que prevalecia na época. pecíficos e trabalha pontos essenciais à temáti- ca discutida. Então, leia com cuidado os enun- e) As obras e os autores não apresentavam, ciados e atente para o que está sendo pedido nesse contexto, ideias interligadas a interes- e para o modo de resolução de cada questão: ses sociais. individual, sem consulta; em grupo; individual, com consulta. Questão 2 Ponto de partida Em grupo. Quais são os pontos que mais se destacam no Pense no Brasil, na sociedade e no povo brasi- conjunto da obra de Caio Prado Júnior? leiro. Se você tivesse de pensar em pontos que ____________________________________________ constituem e definem a brasilidade, quais você ____________________________________________ apontaria como os principais? Defina ao menos cinco pontos que, em sua opinião, sejam capa- ____________________________________________ zes de sintetizar as principais características do ____________________________________________ Brasil e do ser brasileiro. Depois, à medida que ____________________________________________ for conhecendo os autores e suas obras, você ____________________________________________ terá como refletir sobre esses pontos à luz de teorias clássicas. ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 3 ____________________________________________ ____________________________________________ Em grupo. ____________________________________________ Apesar das críticas que se faz a Gilberto Freyre, ____________________________________________ qual a inovação da sua obra quando se aborda a questão do mestiço e do negro na sociedade brasileira? Agora é com você! Responda às questões a ____________________________________________ seguir para conferir o que aprendeu. ____________________________________________ 133
  16. 16. Tema 1 - Atividades A Organização Social no Brasil ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 6 ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, com consulta. ____________________________________________ Um dos pontos mais criticados da obra de Gil- ____________________________________________ berto Freyre foi: ____________________________________________ a) A tese da democracia racial. ____________________________________________ b) O trânsito dialético entre o cientista e o es- critor. c) A influência da teoria analítica antropológi- ca. Questão 4 d) A relevância da mestiçagem na sociedade brasileira. Em grupo. e) A emergência do culturalismo como inova- Dê exemplos de elementos utilizados por Sérgio ção teórico-metodológica. Buarque Hollanda para explicar a formação his- tórica e a psicologia do ser brasileiro. ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 7 ____________________________________________ Individual, com consulta. ____________________________________________ Em relação à obra de Caio Prado Júnior, qual ____________________________________________ desses aspectos não se aplica a ela? ____________________________________________ a) Existe a influência marxista na obra do au- ____________________________________________ tor. ____________________________________________ b) A análise da Colônia e da formação do Impé- ____________________________________________ rio brasileiro. ____________________________________________ c) Discussão do povoamento, da interiorização e das raças na sociedade brasileira. d) A estrutura de classes não se apresenta no cerne de sua metodologia analítica. Questão 5 e) Associação entre os trópicos e a exploração agrária. Em grupo. Caio Prado Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Bu- arque Hollanda, para desenvolverem suas aná- lises, retomam o contexto da colonização bra- Questão 8 sileira. O que você sabe sobre esse período da história do Brasil? Individual, com consulta. ____________________________________________ Não faz parte do contexto brasileiro da década ____________________________________________ de 1930: ____________________________________________ a) Institucionalização da Sociologia como ciên- ____________________________________________ cia no Brasil. ____________________________________________ b) Perda da tradição e crise conservadora. ____________________________________________ c) Incorporação do debate sobre a formação brasileira. ____________________________________________ d) Intelectuais dependentes do aparelho do Es- ____________________________________________ tado. ____________________________________________ e) Criação de um mercado editorial e consumidor.134
  17. 17. A Organização Social no Brasil Tema 1 - Atividades b) Segundo as tendências dominantes das ciências Questão 9 sociais contemporâneas no Brasil, o discurso da democracia racial fundamenta-se em uma ide- ologia que esconde o preconceito racial. Individual, com consulta. c) A visão do brasileiro como homem cordial Caio Prado Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Buar- é uma proposta interpretativa de Mário de que de Hollanda são pensadores que, para en- Andrade. tender a sociedade brasileira, foram analisar e in- d) A Semana de Arte Moderna, que apresenta vestigar a formação e o passado desta sociedade. elementos constitutivos da identidade na- Elabore um texto, de no máximo 15 linhas, re- cional, aconteceu nos fins do século XX. fletindo a importância de se olhar para o pas- e) O pensamento autoritário foi concebido sado para entender o presente: por que uma para emancipar as classes populares e condu- sociedade é o resultado de sua história? zi-las à luta pela democracia racial no Brasil. ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ AMPLIANDO O CONHECIMENTO ____________________________________________ Você quer saber mais sobre esse assunto? Então: ____________________________________________ • Leia a apresentação que se faz da biografia ____________________________________________ e da obra de Caio Prado Júnior. Disponível em: <http://www.brasilcultura.com.br/sociologia/ ____________________________________________ caio-prado-Júnior/>. Acesso em: 16 out. 2010. O ____________________________________________ artigo apresenta aspectos da vida e da obra desse ____________________________________________ que é um dos maiores historiadores brasileiros, ____________________________________________ inovador em seu entendimento da História e ____________________________________________ que, até hoje, influencia gerações de pensadores de diversas áreas do conhecimento no Brasil. ____________________________________________ • Acesse o texto de VICENTE, S. M. Dispo- ____________________________________________ nível em: <http://www.gel.org.br/estudos ____________________________________________ linguisticos/edicoesanteriores/4publica-estudos- ____________________________________________ 2005/4publica-estudos-2005-pdfs/entre-o- inferno-e-o-paraiso-1343.pdf?SQMSESSID=a38f fc79c82bcbe561e1c641326fd16c>. Acesso em: 16 out. 2010. Nele, você pode aprender mais com Questão 10 essa boa discussão sobre a obra de Gilberto Freyre. • Leia o texto O dilema de Raízes do Brasil de HOLLANDA, B. B. B. de. Disponível em: <http:// Individual, sem consulta. r1.ufrrj.br/esa/art/200310-152-160.pdf>. Acesso (ENADE, 2005 - Ciências Sociais). A imaginação em: 16 out. 2010. O texto apresenta os principais sociopolítica brasileira formou-se no contexto dilemas presentes na obra de Sérgio Buarque de da sociedade pós-colonial, refletindo os desa- Hollanda. fios de construção de um pensamento sobre a sociedade nacional, a identidade do povo bra- sileiro e a política. Em decorrência desse pensa- FINALIZANDO mento, surgiu uma série de noções nas ciências sociais, tais como miscigenação, eugenismo, de- Neste tema, você viu que as obras de Caio Pra- mocracia racial, homem cordial, cultura popular do Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de e pensamento autoritário. Hollanda são clássicas e fundamentais referên- Considerando a temática do texto acima, assi- cias para se pensar, a partir de uma visão am- nale a opção correta. pla da história e da realidade, a formação social brasileira, por meio de conceitos e dicotomias. a) A miscigenação contribuiu para a melhoria da qualidade genética racial do povo brasi- Desse modo, as obras desses autores devem ser leiro e, por isso, constitui uma referência de analisadas em nome da compreensão do pensa- valor para as ciências sociais. mento e da estruturação social no Brasil. 135
  18. 18. Tema 2 O Pensamento de Caio Prado Júnior Objetivos de aprendizagem • Conhecer a obra de Caio Prado Júnior. • Entender aspectos metodológicos de sua obra. • Discutir o pensamento desse importante autor. Para início de conversa Você já ouviu falar de Caio Prado Júnior? Já leu algum texto dele? Caio Prado Júnior (1907–1990) é um autor que se des- taca por suas análises históricas sobre a sociedade brasileira e por suas atividades na militância política. O autor foi fiel a uma inspiração marxista e na sua obra a dia- lética revela uma tensão entre o passado e o futuro. Sua interpretação da formação da sociedade brasileira passou, sobretudo por reflexões sobre o período colonial e suas in- fluências na definição do Brasil e do ser brasileiro. Entre as suas principais obras estão “Evolução Política do Brasil de 1933” e “Formação do Brasil Contemporâneo” de 1942. Por dentro do tema Caio Prado Júnior é um dos principais nomes do pensamento social nacional, sobre- tudo no que se refere à formação e à estrutura da sociedade brasileira. Uma das suas importantes inovações, ao realizar estudos que visavam ao redesco- brimento do Brasil, se relaciona à utilização do materialismo histórico como funda- mento teórico-analítico. Daí a influência do marxismo em suas obras. Destaca-se que o materialismo histórico explica a história por meio de fatores ma- teriais (fatores econômicos, técnicos e outros) e não por meio de ideias (como no idealismo). Por exemplo, Marx afirmou que o estudo da sociedade requer o enten- dimento sobre como os homens produzem os bens materiais necessários para sua subsistência. Entre outras coisas, o autor tomou as classes sociais como objeto de análise social. Além disso, discutiu pontos como latifúndio, agricultura, pecuária, aspectos raciais, povoamento do interior do País e desenvolvimento. Por- tanto, sua obra é muito abrangente. Caio Prado Júnior, de maneira geral, ressalta que a colonização, sobretudo no que se refere à escravidão, influen- ciou notoriamente a estrutura social brasileira fundamentada na desigualdade.136 4
  19. 19. A Organização Social no Brasil Tema 2 - Atividades Atividades Questão 1 Individual, sem consulta. INSTRUÇÕES (AGECOM, 2010 - Historiador). Analise a letra É chegado o momento de você refletir, pesqui- da música a seguir: sar, elaborar e discutir pontos relativos à disci- É passado o período colonial plina Organização Social no Brasil. Para tanto, O país se transformou num bom quintal você deve realizar as atividades a seguir. E depois de dadas as contas a Portugal Antes de começar, dedique-se às leituras do Li- vro-Texto e dos materiais indicados para a am- Instaurou-se o latifúndio nacional, ai! pliação do seu conhecimento. Elas são funda- Subdesenvolvido, subdesenvolvido (refrão) mentais para seu bom desempenho no processo (Carlos Lyra/Chico de Assis) de ensino e aprendizagem. Acerca da letra, podemos afirmar corretamente Cada questão apresentada possui objetivos es- que os versos: pecíficos e trabalha pontos essenciais à temática discutida. Então, leia com cuidado os enunciados a) Fazem alusão ao caráter agroexportador da e atente ao que está sendo pedido e ao modo economia brasileira durante o período colo- de resolução das questões: individual, sem con- nial e que figura o algodão como principal sulta; em grupo; individual, com consulta. produto da nossa balança comercial nos sé- culos XVI e XVII. Bom estudo! b) Representam uma crítica à atuação do mo- vimento dos “sem terra” no Brasil que, de maneira inconstitucional, promovem inva- Ponto de partida sões de terras produtivas na região agrária do País. c) Enfatizam o caráter agrário da economia Caio Prado Júnior (2000 [1942], pp. 20–21) afir- brasileira durante o período colonial. Suge- mou que “o sentido da evolução brasileira” [...] rem ainda a dependência da economia bra- ainda se afirma por “aquele caráter inicial da sileira ao capital estrangeiro. colonização”. Qual seria esse caráter? d) Fazem apologia à concentração latifundiá- ____________________________________________ ria brasileira e incentivam o rompimento ____________________________________________ com o capital estrangeiro. ____________________________________________ e) Destacam a economia agropastoril do Bra- ____________________________________________ sil como a causa do subdesenvolvimento do País. ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 2 ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, sem consulta. (AGECOM, 2010 - Historiador). Assinale a única das características a seguir que não pertence ao Agora é com você! Responda às questões a período colonial brasileiro. seguir para conferir o que aprendeu. a) A economia brasileira tinha de complemen- tar a economia da metrópole, enviando a ela matéria-prima e consumindo os produ- tos manufaturados que vinham dela. b) O Brasil deveria ser submetido às práticas mercantilistas impostas pela sua metrópole. 137
  20. 20. Tema 2 - Atividades A Organização Social no Brasil c) O Brasil era proibido de possuir fábricas de ____________________________________________ manufaturas em seu território. ____________________________________________ d) Apesar de possuir uma economia baseada ____________________________________________ na monocultura açucareira, a produção agrí- ____________________________________________ cola brasileira era bem diversificada, o que contribuía para a expansão do mercado in- ____________________________________________ terno. ____________________________________________ e) Portugal possuía o monopólio comercial so- ____________________________________________ bre o Brasil, o que caracterizava a prática do ____________________________________________ chamado pacto colonial. ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 3 Questão 5 Individual, sem consulta. (IBGE, 2010 - Historiador). No seu conjunto, e Em grupo. vista no plano mundial e internacional, a coloni- zação dos trópicos toma o aspecto de uma vasta A economia agrária foi apontada por Caio Pra- empresa comercial, mais completa que a antiga do Júnior como sendo a base material da socie- feitoria, todavia sempre com o mesmo caráter dade colonial brasileira. Como funcionava en- que ela, destinada a explorar os recursos natu- tão a agricultura no País? rais de um território virgem em proveito do co- ____________________________________________ mércio europeu. É este o verdadeiro sentido da ____________________________________________ colonização tropical, de que o Brasil é uma das ____________________________________________ resultantes; e ele explicará os elementos funda- mentais, tanto no econômico como no social, ____________________________________________ da formação e evolução históricas dos trópicos ____________________________________________ americanos. (PRADO JÚNIOR, 1989, p. 31) ____________________________________________ O diagnóstico sobre o sentido da colonização, ____________________________________________ de acordo com o texto acima, esteve associado ____________________________________________ à: ____________________________________________ a) Crítica da desorganização do aparato admi- ____________________________________________ nistrativo colonial. b) Caracterização do uso inadequado do traba- lho escravo de indígenas e africanos. c) Análise das atividades econômicas imple- Questão 6 mentadas pelos colonizadores europeus. d) Denúncia das hierarquias raciais instituídas Em grupo. ao longo do processo de colonização. Segundo Caio Prado Júnior, a principal caracte- e) Valorização de rupturas entre a sociedade rística da economia brasileira é ser internacio- colonial e a sociedade imperial brasileira. nalista. O que isso significa e como esse quadro se liga à colonização do Brasil? ____________________________________________ Questão 4 ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, com consulta. ____________________________________________ As obras de Caio Prado Júnior foram fortemen- ____________________________________________ te influenciadas por interpretações materialis- ____________________________________________ tas da história do Brasil. Explique o materialis- ____________________________________________ mo histórico a partir da obra de Karl Marx.138
  21. 21. A Organização Social no Brasil Tema 2 - Atividades ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 7 ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, com consulta. ____________________________________________ (Câmara de São Paulo - Consultor Legislativo, ____________________________________________ 2007 - História). Sob o Mercantilismo, Portugal ____________________________________________ instituiu no Brasil o regime econômico do ex- ____________________________________________ clusivo colonial. Caracterizado por normas de ____________________________________________ severa restrição do comércio da colônia com potências estrangeiras, esse regime tinha por objetivo: a) Expandir a colonização nas colônias por Questão 9 meio da produção agrícola voltada ao supri- mento das necessidades da Metrópole. Individual, sem consulta. b) Implantar sistema de produção agrícola por monocultura, baseado no trabalho de escra- (ENADE, 2005 - História). “No seu conjunto, e vos capturados na África. vista no plano mundial e internacional, a co- lonização dos trópicos toma o aspecto de uma c) A implantação do comércio entre as colônias vasta empresa comercial, mais complexa que a e a metrópole por meio do sistema de frotas antiga feitoria, todavia, sempre com o mesmo metropolitanas. caráter que ela, destinada a explorar os recursos d) Contribuir para autossuficiência metropoli- naturais de um território virgem em proveito do tana por intermédio da depressão dos pre- comércio europeu. É este o verdadeiro sentido ços dos gêneros produzidos na colônia. da colonização tropical, de que o Brasil é uma e) Conter a decadência da expansão marítima das resultantes... .” (Caio Prado Júnior, História portuguesa e evitar a concessão comercial à Econômica do Brasil, 1945) Inglaterra e à Holanda. Considere, agora, as afirmações abaixo: I. A antiga feitoria portuguesa na Índia, como a colonização dos trópicos, supunha práticas Questão 8 agrícolas e comerciais. II. A colonização do Brasil estava relacionada a um amplo sistema comercial internacional. Em grupo. III. A colonização do Brasil foi o resultado das “As raças escravizadas e, assim, incluídas na so- determinações francesas e inglesas relativas ciedade colonial, mal preparadas e adaptadas, ao comércio internacional. vão formar nela um corpo estranho e incômo- IV. A produção açucareira no Nordeste Brasi- do. [...] O que pesou muito mais na formação leiro fazia parte de uma empresa comercial brasileira é o baixo nível destas massas escravi- com ligações internacionais. zadas, que constituirão a imensa maioria da po- São corretas as afirmações pulação do País”. (PRADO JÚNIOR, 2000, p. 284) a) I e IV, apenas. Por que a partir dessa afirmação é possível atri- buir a Caio Prado Júnior uma visão negativa so- b) II e III, apenas. bre a diversidade racial brasileira? c) III e IV, apenas. ____________________________________________ d) I e III, apenas. ____________________________________________ e) II e IV, apenas. ____________________________________________ ____________________________________________ 139
  22. 22. Tema 2 - Atividades A Organização Social no Brasil • Leia o artigo de MOREIRA. V. M. L., História, Questão 10 etnia e nação: o índio e a formação nacional sob a ótica de Caio Prado Júnior. Disponível em: <http://www.scielo.org.ar/pdf/memoam/n16-1/ Individual, sem consulta. n16-1a04.pdf> Acesso em: 16 out. 2010. Texto Caio Prado Júnior fez uma análise da coloniza- publicado na revista Memória Americana, v. 16, ção brasileira para tentar entender os proble- n. 1, pp. 63-84, 2008. A autora analisa a questão mas da realidade da sociedade brasileira na da mestiçagem como meio da integração qual ele viveu, chegando a escrever que: indígena na sociedade brasileira. Os problemas brasileiros de hoje, os fundamentais, pode- se dizer que já estavam defi- FINALIZANDO nidos e postos em equação há Neste tema, você viu que Caio Prado Júnior traz, 150 anos. E é da solução de no conjunto de sua obra, importantes contribui- muitos deles [... que depen- ções para reflexão sobre os conflitos da socie- de a de outros em que hoje dade brasileira, enfatizando as raízes históricas nos esforçamos inutilmente. deles. Isso é feito sob a perspectiva teórica fun- (PRADO JÚNIOR, 2000, p. 284) damentada no materialismo histórico e no mar- Em sua opinião, o que o autor quis dizer com xismo de modo geral. essa afirmação? É fundamental estar ciente da relação que o ____________________________________________ autor estabelece entre o modo como se deu a ____________________________________________ colonização brasileira e as desigualdades que passaram a estruturar historicamente a vida so- ____________________________________________ cial no Brasil. ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Anotações ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ AMPLIANDO O CONHECIMENTO ____________________________________________ ____________________________________________ Você quer saber mais sobre esse assunto? Então: ____________________________________________ • Leia o texto de SECCO, L., Ensaio: O marxismo de Caio Prado Jr. Disponível em: <http://www. ____________________________________________ fpabramo.org.br/o-que-fazemos/editora/ ____________________________________________ teoria-e-debate/edicoes-anteriores/ensaio-o- ____________________________________________ marxismo-de-caio-prado-jr>. Acesso em: 16 out. ____________________________________________ 2010. O artigo, publicado na revista Teoria e Debate nº 73, set./out. 2007, 1º abr. 2009, ajudará ____________________________________________ você a entender a influência do marxismo na ____________________________________________ obra de Caio Prado Júnior. ____________________________________________ • Leia o artigo de DEAECTO, M., Evolução ____________________________________________ Política do Brasil, de Caio Prado Jr.: itinerário ____________________________________________ de leitura. Disponível em: <http://www. espacoacademico.com.br/070/70esp_deaecto. ____________________________________________ htm> Acesso em: 16 out. 2010. Publicado na ____________________________________________ Revista Espaço Acadêmico, a. 6, n. 70, mar. 2007. ____________________________________________ A autora apresenta aspectos da história e da ____________________________________________ obra de Caio Prado Jr. ____________________________________________140
  23. 23. Tema 3Gilberto Freyre: Aspectos Metodológicose LinguísticosObjetivos de aprendizagem• Entender a obra e a metodologia de Gilberto Freyre.• Analisar a sociedade brasileira pelo viés apresentado em “Casa Grande & Senzala”.• Discutir algumas particularidades da obra, como os aspectos linguísticos.Para início de conversaVocê já ouviu falar em Gilberto Freyre? Conhece sua obra?Gilberto Freyre (1900–1987) estudou a sociedade brasileirapor meio de um viés regionalista: o autor pensou a questãonacional a partir do Nordeste.Nas suas perspectivas teórico-metodológicas se destacam aperspectiva culturalista e a análise do cotidiano. São feitas dis-cussões sobre o patriarcalismo, a questão racial e a interpene-tração das culturas, associadas ao contexto geral dos trópicos.Do ponto de vista conceitual, a grande evidência está no con-ceito de democracia racial elaborado por Gilberto Freyre.Entre suas principais obras estão “Casa Grande & Senzala”,de 1933, “Sobrados e Mucambos”, de 1936, e “Ordem eProgresso”, de 1959.Por dentro do temaGilberto Freyre é autor de obras marcadas por metodologias originais e plurais, nasquais as narrativas adquirem papel de destaque. Dessa forma, os aspectos linguísti-cos merecem especial atenção.“Casa Grande & Senzala” apresenta um texto no qual, ao lado de uma linguagemcientífica e análise conceitual, existe uma linguagem literária. Isso equivale a dizerque, na obra, os aspectos literários garantem ao leitor uma riqueza de detalhes que,possivelmente, não se encontrariam em uma descrição meramente científica. Sópara se ter uma ideia, na obra há toda uma discussão sobre a influência dos negrosna constituição da culinária brasileira.Em suas produções, Gilberto Freyre visa a desconstruir a perspectiva de que nostrópicos não poderia haver civilidade. Contrapõe-se, assim, à tendência de “branqueamento” do pensamentosocial, buscando demonstrar que a cultura miscigenada possibilita a convivência tanto da cultura europeia, comoda africana. Em outras palavras, segundo ele, uma não elimina a outra. 141
  24. 24. Tema 3 - Atividades A Organização Social no Brasil Atividades Questão 1 Individual, com consulta. INSTRUÇÕES Sobre o método de Gilberto Freyre em “Casa- Este é o momento de você refletir, pesquisar, Grande & Senzala”, é incorreto afirmar que: elaborar e discutir pontos relativos à disciplina a) Gilberto Freyre apresenta um retrato da his- Organização Social no Brasil. Para tanto, você tória íntima e cotidiana da sociedade brasi- deve realizar as atividades a seguir. leira. Antes de começar, dedique-se às leituras do b) “Casa-Grande & Senzala” é uma obra na Livro-Texto e dos materiais indicados para a qual se destaca o caráter literário. ampliação do seu conhecimento, pois elas são c) Em “Casa-Grande & Senzala”, Gilberto fundamentais para seu bom desempenho no Freyre apresenta uma obra inovadora em processo de ensino e aprendizagem. termos sociológicos e antropológicos. Cada questão apresentada possui objetivos es- d) A metodologia empregada por Gilberto pecíficos e trabalha pontos essenciais à temática Freyre revela uma visão conservadora do discutida. Então, leia com cuidado os enuncia- autor em relação à raça em “Casa-Grande & dos e atente ao que está sendo pedido, bem Senzala”. como ao modo de resolução das questões: e) Gilberto Freyre, em “Casa-Grande & Senza- individual, sem consulta; em grupo; individual, la”, apresenta um estilo de narrativa que com consulta. mescla ciência e literatura. Bons estudos!Ponto de partida Questão 2 Individual, com consulta. Em sua opinião, quais são as maiores diferenças Por ser uma obra de comunicação científica e entre um texto científico e um texto literário? literária, pode-se afirmar que em “Casa-Grande Qual seria a vantagem em se unir, em uma mes- & Senzala”: ma obra, esses dois estilos de escrita e lingua- gem? a) A literatura se sobrepõe à ciência, o que de- nota uma pesquisa não rigorosa de Gilberto ____________________________________________ Freyre. ____________________________________________ b) Se verifica uma presença dinâmica de Gilber- ____________________________________________ to Freyre como cientista e escritor. ____________________________________________ c) A utilização de termos cotidianos e corri- ____________________________________________ queiros para retratar a realidade brasileira ____________________________________________ gerou uma baixa aceitação acadêmica de ____________________________________________ Casa-Grande & Senzala. ____________________________________________ d) Não há uma inovação em termos de fontes de pesquisa e procedimentos metodológi- ____________________________________________ cos. ____________________________________________ e) A observação do cotidiano se liga apenas a narrativas literárias, já que para a ciência ela não gera avanços. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu.142
  25. 25. A Organização Social no Brasil Tema 3 - Atividades ____________________________________________ Questão 3 ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, com consulta. ____________________________________________ Quais aspectos diferenciam a obra literária da ____________________________________________ obra científica? ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 6 ____________________________________________ ____________________________________________ Em grupo. ____________________________________________ Com Casa-Grande & Senzala, Gilberto Freyre se ____________________________________________ propôs, metodologicamente, a apanhar o social ____________________________________________ por meio do cotidiano. Na prática, o que isso significou em sua obra? ____________________________________________ Questão 4 ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Individual, sem consulta. ____________________________________________ Entre os ensaístas brasileiros da década de 1930, ____________________________________________ está Gilberto Freyre. Casa-Grande & Senzala é uma obra classificada como um ensaio funda- ____________________________________________ mental para a interpretação da sociedade bra- ____________________________________________ sileira. ____________________________________________ Sobre um ensaio é incorreto afirmar que: ____________________________________________ a) O ensaio traz em si um esforço para ser crí- vel, a busca pela verdade. b) O texto ensaísta é exatamente equivalente ao texto literário. Questão 7 c) A literatura oferece uma ilusão de vida de algo ou de alguém; já o ensaio dá forma a Individual, sem consulta. uma vida a partir da sua visão. Gilberto Freyre, assim como Caio Prado Júnior e d) O ensaio transita na área da ciência. Sérgio Buarque de Hollanda, faz parte de uma e) O contexto da arte se faz presente em um geração de escritores que buscaram explicar o ensaio no que se refere ao seu formato. processo de formação do que se convencionou chamar de cultura brasileira. Em geral, esses au- tores fundamentaram suas análises no período de colonização do Brasil. Por quê? Questão 5 ____________________________________________ ____________________________________________ Em grupo. ____________________________________________ O regionalismo é um importante aspecto da ____________________________________________ obra de Gilberto Freyre. O que isso significa? ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ 143
  26. 26. Tema 3 - Atividades A Organização Social no Brasil ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 10 ____________________________________________ Individual, sem consulta. (ENADE, 2005 - Ciências Sociais). Gilberto Freire, Questão 8 no livro “Casa-Grande e Senzala”, analisa aspec- tos das relações interraciais no Brasil. Conside- rando a maneira como esse autor desenvolve, Individual, sem consulta. em sua análise, o mito da harmonia entre as três Gilberto Freyre afirmou que “[...] o passado está raças que constituíram a nação brasileira, assi- sempre se tornando futuro, através de um rápi- nale a opção correta. do presente”. (FREYRE, Gilberto. Como e por que a) Segundo esse autor, a miscigenação produz sou e não sou sociólogo. Brasília: UnB, 1968, p. 74) uma sociedade singular nos trópicos, carac- Explique, com suas palavras, o que isso significa. terizada principalmente pela convivência ____________________________________________ pacífica entre as raças. ____________________________________________ b) A análise de Gilberto Freire está focada na ideia de dissidência entre as três raças, o que ____________________________________________ constitui o principal ponto de conflito da na- ____________________________________________ ção brasileira. ____________________________________________ c) No mito da harmonia racial, Gilberto Freire ____________________________________________ sugere a preponderância absoluta do ele- ____________________________________________ mento branco sobre os negros e os índios. ____________________________________________ d) O preconceito racial é, segundo esse autor, um elemento fundador do mito da nação ____________________________________________ brasileira. ____________________________________________ e) Para o autor, o fenômeno da miscigenização indica um desequilíbrio entre as três raças constitutivas da nação brasileira. Questão 9 AMPLIANDO O CONHECIMENTO Individual, com consulta. Você quer saber mais sobre esse assunto? Então: Considerando a obra “Casa-Grande & Senzala”, • Acesse o site da Biblioteca Virtual Gilberto de Gilberto Freyre, julgue os elementos a seguir Freyre. Disponível em: <http://bvgf.fgf.org.br/ como VERDADEIROS ou FALSOS. portugues/index.html>. Acesso em: 17 out. I. Em “Casa Grande & Senzala”, Gilberto 2010. Nele, você conhecerá melhor a vida e as Freyre busca, com sua análise, aspectos po- obras desse importante autor. sitivos da colonização brasileira. • Leia o artigo de ALVES, T., O ensaio sociológico II. Gilberto Freyre apresenta em seu discurso a de Gilberto Freyre: dialogismo de formas perspectiva da conciliação entre o velho, o discursivas. Disponível em: <http://www. rural, e o novo, o industrial. revistafenix.pro.br/PDF21/ARTIGO_13_Tatiana_ III. Gilberto Freyre não faz uma afirmação positi- Batista_Alves.pdf> Acesso em: 17 out. 2010. En- va da cultura negra para a cultura brasileira. tenda como o discurso científico e a narrativa IV. Em “Casa-Grande & Senzala” a miscigena- literária se fazem presentes em “Casa Grande ção racial é apresentada como um fator de & Senzala”. construção da democracia brasileira. • Leia o artigo de ROSA, D. R. A., Negro, ciência a) V, V, V e V. e pensamento social. Disponível em: <http:// www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/ric/ b) V, F, V e F. article/viewFile/100/101> Acesso em: 16 out. c) V, V, V e F. 2010. O artigo foi publicado na Revista de d) V, F, F e F. Iniciação Científica da FFC, v. 4, n. 3, 2004. Por e) V, V, F e V. meio dele, você conhecerá um pouco sobre as144
  27. 27. A Organização Social no Brasil Tema 3 - Atividades relações entre o negro, a ciência e o pensamento ____________________________________________ social brasileiro. ____________________________________________ ____________________________________________ FINALIZANDO ____________________________________________ ____________________________________________ Neste tema, você viu que Gilberto Freyre é um importante analista da sociedade brasileira, res- ____________________________________________ ponsável por uma obra inovadora e vasta, mas ____________________________________________ também passível de certas críticas. ____________________________________________ Alguns pontos do trabalho do autor merecem ____________________________________________ mais cuidados, caso dos aspectos linguísticos ____________________________________________ presentes em “Casa-Grande & Senzala”. A ri- ____________________________________________ queza e a inovação dessa obra se devem, tam- bém, à mesclagem entre as linguagens científi- ____________________________________________ ca e literária. ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Anotações ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ 145
  28. 28. Tema 4 “Casa-Grande & Senzala”: Questões Estruturais Objetivos de aprendizagem • Compreender a análise de Gilberto Freyre. • Discutir a estrutura da obra “Casa-Grande & Senzala”. • Conhecer os conceitos desenvolvidos por Gilberto Freyre e que estão presentes em “Casa-Grande & Senzala”. Para início de conversa “Casa-Grande & Senzala” é uma obra de Gilberto Freyre, lançada em 1933, que foi de grande impacto para o pensa- mento social brasileiro. Ela, que visa a destacar elementos originais da cultura brasi- leira, aponta que a miscigenação entre raças é responsável pela constituição do Brasil como nação, e assim se afirma a democracia racial nessa sociedade. Apesar das críticas feitas à obra e ao autor, não há como ne- gar a importância dos aspectos metodológicos e os avanços analíticos que eles representam. Por dentro do tema “Casa-Grande & Senzala” é uma obra voltada à compreensão da sociedade brasilei- ra e aborda pontos bastante diversos sobre a formação dela, tomando como ponto de partida o período colonial. Gilberto Freyre apresenta que a sociedade colonial no Brasil se desenvolveu pa- triarcal e aristocraticamente à sombra das grandes plantações de açúcar, sendo o Catolicismo o cimento da unidade brasileira. O autor coloca a formação brasileira como um processo de equilíbrio de antagonismos, que foram harmonizados com condições de confraternização e mobilidade social peculiares ao Brasil. Um dos pontos mais trabalhados pelo autor foi a interpenetração de culturas como característica fundamental da sociedade brasileira. A inter-relação entre a casa gran- de e a senzala se fez das relações de dominação e subordinação, mas Gilberto Freyre ressalta também que no Bra- sil a escravidão se desenvolveu de forma particular e as relações e as misturas entre brancos e negros [bem como índios] foram predominantemente harmoniosas, o que rendeu ao País o que se chamou de democracia racial. O conceito de democracia racial é o mais importante da análise feita em “Casa-Grande & Senzala”; é também o mais inovador, já que até então não havia obras ou pensadores que apontassem aspectos positivos em relação à raça e à cultura negra. Posteriormente, porém esse foi um dos pontos mais criticados da obra de Gilberto Freyre porque se atribui a ela um caráter de ingenuidade e otimismo exagerado, já que as relações entre brancos e ne- gros durante a colonização brasileira não foram exatamente equilibradas e harmoniosas.146 4
  29. 29. A Organização Social no Brasil Tema 4 - Atividades Atividades Questão 1 Individualmente, sem consulta. INSTRUÇÕES (ENADE, 2008 - Ciências Sociais). Em “Casa-Gran- Este é o momento de você refletir, pesquisar, de & Senzala”, Gilberto Freyre oferece uma in- elaborar e discutir pontos relativos à disciplina terpretação da formação da sociedade brasilei- Organização Social no Brasil. Para tanto, você ra, destacando as características do patriarcado deve realizar as atividades que se seguem. brasileiro e o processo de interpenetração de Antes de começar, dedique-se às leituras do etnias e culturas. Nesse processo de formação, o Livro-Texto e dos materiais indicados para a português, o índio e o escravo de origem africa- ampliação do seu conhecimento, pois elas são na exerceram influências específicas. fundamentais para seu bom desempenho no Considerando esse assunto e as ideias do autor processo de ensino e aprendizagem. citado, qual das opções abaixo apresenta duas Cada questão apresentada possui objetivos es- características que não podem ser atribuídas ao pecíficos e trabalha pontos essenciais à temática colonizador português nesse processo de for- discutida. Então, leia com cuidado os enuncia- mação? dos e atente ao que está sendo pedido, bem a) Mobilidade e miscigenação. como ao modo em que se propõe a resolução b) Vulnerabilidade e preconceito étnico ou ra- das questões: individualmente, sem consulta; cial. em grupo; individualmente, com consulta. c) Adaptabilidade e aclimatabilidade. Bons estudos! d) Hibridização e preconceito religioso. e) Flexibilidade e plasticidade. Ponto de partida Questão 2 Gilberto Freyre, em suas análises, associa a mis- cigenação das raças (índios, negros e brancos) à democracia racial, ou seja, ele aponta que no Individualmente, sem consulta. Brasil as raças se misturaram e isso fez com que (SEDURP/PA, 2005 - Antropologia - adaptada). a sociedade brasileira se constituísse como ra- Gilberto Freyre, em seu livro “Casa Grande & cialmente democrática, isto é, aqui não haveria Senzala”, ao analisar o processo de formação desigualdades ou preconceitos raciais. da sociedade brasileira, identifica as caracterís- Você acredita no conceito de democracia racial ticas gerais da colonização portuguesa do Bra- vivendo a realidade da sociedade brasileira hoje? sil, pautada nos seguintes aspectos: ____________________________________________ a) Sociedade industrial, escravocrata e predo- minantemente mestiça. ____________________________________________ b) Sociedade agrária, formada por castas e com ____________________________________________ forte inclinação para a indústria. ____________________________________________ c) Sociedade mercantil, formada por castas e ____________________________________________ parcialmente híbrida. ____________________________________________ d) Sociedade agrária, escravocrata e híbrida. ____________________________________________ e) Sociedade comercial, igualitária e democrá- ____________________________________________ tica racialmente. ____________________________________________ ____________________________________________ Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu. 147
  30. 30. Tema 4 - Atividades A Organização Social no Brasil ____________________________________________ Questão 3 ____________________________________________ ____________________________________________ Individualmente, sem consulta. ____________________________________________ (SEDURP/PA, 2005 - Antropologia - adaptada). ____________________________________________ O discurso ideológico do “Mito da Democracia ____________________________________________ Racial”, amplamente difundido na sociedade ____________________________________________ brasileira, defende a tese de que: ____________________________________________ a) Não existe racismo, uma vez que as raças ____________________________________________ mantêm uma relação de complementação na construção da identidade nacional. ____________________________________________ b) O racismo no Brasil ocorre às avessas. c) Existe racismo no Brasil, principalmente da raça branca em relação àquelas considera- das subalternas. Questão 6 d) Não existe racismo, uma vez que as raças mantêm suas realidades culturais isoladas Em grupo. umas das outras. Segundo Gilberto Freyre, a síntese da família e) Não existe racismo no Brasil, porque os por- brasileira se deu a partir da interpenetração en- tugueses defendiam valores democráticos tre indígenas, o colonizador português branco e durante a colonização. o escravo negro. Como isso aconteceu ao longo da colonização brasileira? ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 4 ____________________________________________ ____________________________________________ Individualmente, com consulta. ____________________________________________ O caráter inovador da obra de Gilberto Freyre ____________________________________________ teve influência da antropologia culturalista nor- ____________________________________________ te-americana de Franz Boas. Por quê? ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Questão 7 ____________________________________________ ____________________________________________ Individualmente, sem consulta. ____________________________________________ No título “Casa-Grande & Senzala”, o símbolo & representa: a) O intercurso sexual e cultural entre homens portugueses e mulheres negras. Questão 5 b) A democracia racial da sociedade brasileira. c) A interpenetração democrática entre a casa Em grupo. grande e a senzala, entre os colonizadores Em “Casa-Grande & Senzala”, Gilberto Freyre portugueses e os escravos africanos. aponta que as particularidades brasileiras se as- d) A união dos povos que formaram a socieda- sociam diretamente às características dos colo- de brasileira. nizadores portugueses. Explique.148

×