Estágio Supervisionado IIO Grande Desafio
Universidade do Estado da Bahia –UNEB                 Campus II –Alagoinhas     Departamento de Ciências Exatas e da Terra...
Ser professoré professar a fée a certeza de que tudoterá valido a penase o aluno sentir-se felizpelo que aprendeu com você...
Índice                           Mensagem                                      "Depois de algum tempo,            Estágio ...
Estágio                                           “Feliz aquele que transfere o                                           ...
A Importância do Estágio          O estágio funciona como eixo central na formação deprofessores, pois é através dele que ...
Templo do SaberO estágio supervisionado II foi         área destinada para servir umrealizado no Colégio Estadual         ...
Os laboratórios também são     equipados: O laboratório de         Fundamentação teórica     biologia em particular possui...
A Guerreira        A    Iluminada    professora    Fundamentação teóricaregente Norma Sueli formou-se emLicenciatura em Ci...
O Manancial do Conhecimento                                     Fundamentação teórica                                     ...
O Futuro do Brasil•   A turma em que tive o prazer e    a oportunidade de estagiar foi    a turma do 2º ano do ensino    m...
A Família Escolar      Gostaria de agradecer a todos os      funcionários que compõem a estrutura      funcional da escola...
Reflexões sobre as atividades desenvolvidasA minha atividade de       Durante    o    tempo      dedocência teve início no...
Atividades desenvolvidas  1ª semana: 27.10.2010                            Horário:     8h10 – 9hIniciei as atividades con...
2ª semana: 03 e 05 .11.2010               Horário:    7h20 – 8h10                                                       8h...
3ª semana: 10 e 12 .11.2010             Horário:    7h20 – 8h10                                                     8h10 –...
4ª semana: 17 e 19 .11.2010                Horário:     7h20 – 8h10                                                       ...
5ª semana: 24 e 26 .11.2010        Horário:   7h20 – 8h10                                              8h10 – 9hIniciei   ...
6ª semana: 01 e 03 .12.2010                Horário:    7h20 – 8h10                                                       8...
Palestra de Primeiros Socorros.No dia 12 de novembro de 2010, atendendo a solicitação da ProfessoraNorma Sueli, fiz uma pa...
Universidade do Estado da Bahia                    “Compete à universidade não só a transmissão e produção do             ...
o relacionamento e nossa conduta está sempre em rota de colisão com osnossos pupilos. Temos de ter a sabedoria para conseg...
Reflexão                       Um professor afeta a eternidade; é                       impossível dizer até onde vai sua ...
ReferênciasCAVALCANTI, O .C. etal. A resenha crítica como estratégia de ensino: Visão                                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Portfólio paulo bio

1.429 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portfólio paulo bio

  1. 1. Estágio Supervisionado IIO Grande Desafio
  2. 2. Universidade do Estado da Bahia –UNEB Campus II –Alagoinhas Departamento de Ciências Exatas e da Terra –DCETEste portfólio está sendo apresentado como requisitopara avaliação e reflexão da prática pedagógica nocomponente curricular Estágio Supervisionado II,sobregência da Professora Cláudia Regina Teixeira deSouza. Antonio Paulo Batista de Jesus Autor
  3. 3. Ser professoré professar a fée a certeza de que tudoterá valido a penase o aluno sentir-se felizpelo que aprendeu com vocêe pelo que ele lhe ensinou...Ser professor é consumir horas e horaspensando em cada detalhe daquela aulaque, mesmo ocorrendo todos os dias,a cada dia é única e original...Ser professor é entrar cansado numa salade aula e, diante da reação da turma,transformar o cansaço numa aventuramaravilhosa de ensinar e aprender...Ser professor é importar-se com o outronuma dimensão de quem cultiva umaplanta muito rara que necessita deatenção, amor e cuidado.Ser professor é ter a capacidade de "sairde cena, sem sair do espetáculo".Ser professor é apontar caminhos,mas deixar que o aluno caminhe com seuspróprios pés...Autor Desconhecido
  4. 4. Índice Mensagem "Depois de algum tempo, Estágio você aprende a diferença, a sutil diferença A Importância do Estágio entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, Templo do Saber e que companhia nem sempre significa segurança. A Guerreira E começa a aprender que beijos não são contratosO Manancial do Conhecimento e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas O Futuro do Brasil derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante com a graça de um adulto, A Família Escolar e não com a tristeza de uma criança. Reflexões sobre as atividades E aprende a construir todas as desenvolvidas suas estradas hoje, porque o terreno do amanhã é Atividades desenvolvidas incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vôo.Palestra de Primeiros Socorros. Depois de um tempo, você aprende que até o sol queimaUniversidade do Estado da Bahia se você ficar exposto por muito tempo. Portanto, plante seu jardim e Reflexão decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores. Referências E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte e que realmente tem valor..." Willian Shakespeare.
  5. 5. Estágio “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. Cora Coralina O professor é visto como facilitador no processo de busca doconhecimento que deve partir do aluno. Cabe ao professor organizar ecoordenar as situações de aprendizagem, adaptando suas ações àscaracterísticas individuais dos alunos, para desenvolver suascapacidades e habilidades intelectuais. O Estágio de Licenciatura é uma exigência da Lei deDiretrizes e Bases da Educação Nacional (nº 9394/96). Este é importanteao desenvolvimento profissional do licenciando, pois tem o objetivo deadequar essa formação às expectativas do mercado de trabalho. Deacordo com Francisco e Pereira (2004), o estágio surge como um processo fundamental para a preparação dos alunos nos cursos de licenciatura, pois é a forma de se fazer a transição de aluno para professor ‘aluno de tantos anos descobre-se no lugar de professor’. Este é um momento da formação em que o licenciando pode vivenciar experiências, conhecendo melhor sua área de atuação. Segundo Braga (1999) o estágio supervisionado tem porfinalidade inserir o “estagiário na realidade viva do mercado de trabalho,possibilitando consolidar a sua profissionalização”.
  6. 6. A Importância do Estágio O estágio funciona como eixo central na formação deprofessores, pois é através dele que o profissional conhece osaspectos indispensáveis para a formação da construção daidentidade e dos saberes do dia-a-dia. Para Silva (2005), no cotidiano acadêmico tornaperceptível que os graduandos se envolvam com muita disposição eânimo quando a Universidade lhes proporciona a participação emque consiga transformar conhecimentos teóricos em prática,acompanhados de um profissional supervisor ou quando possuiuma instituição conveniada que estão em permanente contato coma Universidade. É necessário que o estagiário aprenda a observar eidentificar os problemas, estar sempre aprendendo e buscandoinformações, questionar o que encontrou além de trocarinformações com professores mais experientes. O estágio é um momento de fundamental importância noprocesso de formação profissional. Constitui-se em um treinamentoque possibilita os estudantes vivenciar o que foi aprendido naFaculdade, tendo como função integrar as inúmeras disciplinas quecompõem o currículo acadêmico, dando-lhes unidade estrutural etestando-lhes o nível de consistência e o grau de entrosamento. A teoria é uma ferramenta essencial para aconsolidação da prática. Assim, Estágio Supervisionado possui umpapel substancial no processo de graduação, pois, o mesmocaracteriza-se como a prática em meio à aprendizagem nagraduação. “Art. 2 A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.” -(Diretrizes e bases da educação nacional).)
  7. 7. Templo do SaberO estágio supervisionado II foi área destinada para servir umrealizado no Colégio Estadual cafezinho. A sala é bemSeverino Vieira, que recebeu a ventilada, além das janelas,elanova denominação de Centro possui ventiladores,e tem umaEstadual de Educação Profissional boa iluminação natural.em Gestão Severino Vieira. Eleestá situado na Av. Joana Angélica, A escola possui sala danº 253, no bairro de Nazaré, na secretaria, direção, vice-direção,cidade de Salvador, Bahia. O coordenação, sala de Xerox,colégio funciona desde o ano de todas bem distribuídas pela1948. estrutura física do prédio. A sala do diretor é a única que possuiO ensino médio/técnico fica ar-condicionado.separado do ensino fundamental,cada um possui seu prédio, com As salas de aula são limpas, comentradas diferentes. O colégio boa ventilação e bem iluminadas,possui quadra poli-esportiva cada sala possui uma TV pen-coberta, pátio, cantina e copa, drive, as cadeiras estão em bomestacionamento, biblioteca, sala de estado de conservação e eminformática, sala de vídeo, sala de quantidades adequadas para oartes, laboratório de química, física número de alunos. Cada salae de biologia. Possui auditório, sala também possui mesa e cadeirados professores ampla e equipada para o professor, bem como umcom móveis e equipamentos quadro branco.eletrônicos, um espaço reservado O colégio além dospara guardar materiais pessoais, equipamentos presentes nasdois banheiros (feminino e salas de aula, também possuimasculino), retroprojetor, DVD, caixas de som, computadores, televisão, vídeo-cassete, entre outros.
  8. 8. Os laboratórios também são equipados: O laboratório de Fundamentação teórica biologia em particular possui diversos materiais utilizados para o estudo da anatomia e fisiologia humana: esqueletos, bonecos representando o corpo A Lei nº 5.692/71, que em seu Art. humano, assim também 2º, Parágrafo Único, especifica: como os órgãos, maquetes, “A organização administrativa, dorso do corpo humano, didática e disciplinar de cada diagramas (corpo humano) e estabelecimento de ensino será muitos outros materiais, regulada no respectivo como por exemplo: lupas, regimento, a ser aprovado pelo microscópio, laminas entre outros. Pode-se afirmar que órgão próprio do sistema, com o colégio dispõem de uma observância de normas fixadas boa estrutura física de pelo respectivo Conselho de ensino. Educação” A escola está inserida em uma totalidade social que se constitui historicamente, com formas de organização, valores, normas e regras. Neste contexto, e por se tratar de uma instituição que tem como função social a apropriação do conhecimento, de forma a tornar possível a compreensão da realidade e a atuação consciente sobre ela pelos cidadãos que a compõem está deve estar a serviço da comunidade. A educação, numa perspectiva de democratização da escola pública, é direito de todo cidadão, independentemente de sua condição social, econômica, étnica, de gênero e cultural. A garantia de realização desse direito, em uma sociedade que se pretende democrática, acontece com a participação dos sujeitos envolvidos no processo, que, discutindo coletivamente as posições, os princípios filosóficos e as concepções de homem, sociedade e educação, elaboram o Projeto Político-Pedagógico doVista aérea do Colégio Severino Vieira estabelecimento de ensino ao qual estão vinculados.
  9. 9. A Guerreira A Iluminada professora Fundamentação teóricaregente Norma Sueli formou-se emLicenciatura em Ciências Biológicaspela Universidade Federal da Bahia(UFBA) e desde então ela leciona as Ensinar é uma prática social ou,disciplinas ciências, biologia e como Freire (1974) imaginava, umaprograma de saúde. Umaprofessora que gosta de sua ação cultural, pois se concretiza naprofissão e que se dedica a ela com interação entre professores etodo amor e carinho. Apaixonada alunos, refletindo a cultura e opela vida, pela biologia e por tudo o contextos sociais a que pertencem.que a envolve. Profissional de grande Ser professor significa, antes decaráter, que em muito nos ensinou tudo, ser um sujeito capaz dena arte da docência e também nosmostrou que ainda há esperança no utilizar o seu conhecimento e a suaensino público, cabendo a cada um experiência para desenvolver-se emde nós, darmos o melhor de si para contextos pedagógicos práticosa transmissão do conhecimento. preexistentes. Isso nos leva à visão Procura sempre incentivar do professor como um intelectual, oos alunos a querer aprender mais,utilizando de diversos recursos para que implicará em maior aberturaensinar o aluno, não ficando para se discutir as açõessomente no método tradicional do educativas. Além disso, envolve agiz e quadro negro. discussão e elaboração de novos Solicita trabalhos de todos processos de formação, inclusive deos alunos a participarem das aulas edas atividades. Sempre muito se estabelecerem novas habilidadescompreensiva e amável com os e saberes para esse novoalunos e estagiários, mas nunca profissional.perdendo a autoridade que lhecabe.
  10. 10. O Manancial do Conhecimento Fundamentação teórica O livro didático pode ser definido, conforme Stray, como um produto cultural composto, híbrido, que se encontra no “cruzamento da cultura, da pedagogia, da produção editorial e da sociedade” (1993, p.77-78). No universo escolar atual o livro didático coexiste com diversos outros instrumentos como quadros, mapas, enciclopédias, audiovisuais, softwares didáticos, CD-Rom, Internet, dentre outros, mas ainda assim continua ocupando um papel central. Este faz parte da cultura e daO livro escolhido pelos alunos e memória visual de muitas geraçõesutilizados nas aulas de biologia foi e, ao longo de tantaso de : transformações na sociedade, ele ainda possui uma função relevanteLINHARES,Sérgio;GEWANDSZNAJ para o estudante, na missão deDER,Fernando.Biologia: volume atuar como mediador na construçãoúnico.1ªEd.– São Paulo,SP, Ed. do conhecimento. O meio impressoÁtica, 2005. exige atenção, intenção, pausa e concentração para refletir eTem como fator positivo uma compreender a mensagem,linguagem de fácil entendimento e diferente do que acontece comatividades que estimulam a outras mídias como a televisão e o rádio, que não necessariamenteprática, porém o seu conteúdo e obrigam o sujeito a parar. O livro,bastante limitado, assim foi por meio de seu conteúdo, masnecessário recorrer a outras também de sua forma, expressa emfontes para enriquecer as um projeto gráfico, tem justamenteinformações. a função de chamar a atenção, provocar a intenção e promover a leitura.
  11. 11. O Futuro do Brasil• A turma em que tive o prazer e a oportunidade de estagiar foi a turma do 2º ano do ensino médio, grupo 03. Estavam matriculados 33 alunos, 31 freqüentavam assiduamente as aulas. Alguns haviam desistido da escola e outros mudaram de turno, por causa do trabalho. A faixa etária variava entre 15 a 20 anos. A turma era bem unida e agitada, mas eles se Fundamentação teórica mostravam bastante interessados na aprendizagem, participavam animados das aulas, A compreensão de teorias e a especialmente quando esta aplicação de modelos explicativos ocorria no laboratório, sempre exige de nossos alunos o traziam dúvidas e estabelecimento de relações questionamentos, faziam e entregavam os trabalhos entre os fenômenos observáveis e passados. Eles me aceitaram o não diretamente observável e me receberam muito bem, universo das partículas de sempre com muito carinho e atenção. Vou sentir saudades. dimensões atômicas. Por outro lado, apresentar aos alunos do ensino médio as teorias e os modelos explicativos já prontos, sem que eles tenham conhecimento dos processos que levam a sua construção, não constitui a melhor estratégia para torná-los independentes nas elaborações de tais raciocínios. Lopes (1996) afirma: “...ser muito mais importante que os alunos compreendam a multiplicidade dos fenômenos com que trabalhamos, reconhecendo-os, sabendo descrevê-los e explicá- los com modelos, em vez de se prenderem a classificações mecânicas, como reações de dupla troca, simples troca etc.”
  12. 12. A Família Escolar Gostaria de agradecer a todos os funcionários que compõem a estrutura funcional da escola: os professores, diretor e vice-diretor, coordenadores, porteiros, o responsável pela Xerox, os responsáveis pela cantina e o pessoal da limpeza, entre outros sempre se mostraram muito atenciosos e receptivos, o que de certa maneira facilitou o nosso trabalho. Aceitaram minha presença com muita afeição e carinho, assim me entrosei rapidamente com todos eles e aos poucos fui me incorporando com a rotina da escola. Fundamentação teórica Para que a Escola alcance o resultado pretendido - contribuir para o processo de humanização do aluno-cidadão consciente de si no mundo, capaz de ler e interpretar o mundo no qual está e nele inserir-se criticamente para transformá-lo - não se consegue pelo trabalho parcelado e fragmentado da equipe escolar -, mas sim com o trabalho coletivo. Neste há a contribuição de todos no todo e de todos no de cada um. A especialização de um não é somada à especialização de outro, mas ela colabora com e se nutre da especialização do outro, visando assim a colaborar com o objetivo principal a Educação. Conforme HYPOLITO (1991, p. 18), é fundamental a união e cooperação de todos os elementos constituintes da equipe de coordenação e de apoio para que o trabalho da Escola se realize de acordo com os objetivos.
  13. 13. Reflexões sobre as atividades desenvolvidasA minha atividade de Durante o tempo dedocência teve início no convivência que tive com adia 27 de outubro de turma 203, que infelizmente2010. Confesso que encerrou no dia 03 deestava muito apreensivo dezembro de 2010 pudee um pouco inseguro do colocar em prática todos osque faria diante dessa ensinamentos adquiridos nonova realidade. Ser curso de licenciatura emestagiário de uma turma Ciências biológicas,do ensino médio. especialmente aquelesApesar do nervosismo relacionados com o estágio.aparente, procurei e Agradeço especialmente asconseguir tomar conta professoras Cláudia Regina eda situação, pois estava Norma Sueli por tudo quetudo planejado de como fizeram e ainda fazem peloseria o meu primeiro bem da Educação.contato com os alunos. Segue abaixo um resumo dasCom o apoio da atividades desenvolvidasprofessora regente e a durante o meu estágio.colaboração eparticipação dos jovensali presentes a primeirae inesquecível aula foium sucesso.
  14. 14. Atividades desenvolvidas 1ª semana: 27.10.2010 Horário: 8h10 – 9hIniciei as atividades conduzindo os alunospara o laboratório de ciências. Após as 11h-11h50devidas apresentações, fiz uma breveexplanação da necessidade de se adotaruma dieta equilibrada e sadia, e daimportância dos nutrientes para um bomfuncionamento do organismo, tendo emvista que precisamos de energia paratodas as atividades diárias, bem comoadoção de medidas de higiene para evitarfuturas doenças relacionadas ao tratodigestivo.Com a utilização do busto anatômico osalunos puderam fazer a identificação dos o tema e apontar desdobramentosórgãos componentes do SistemaDigestório, à medida que iniciamos a futuros que poderão ou não serdiscussão sobre a função destes dentro desenvolvidos através de outras aulasdo contexto da digestão. Com a utilização expositivas ou outras técnicas de ensino.dos slides fiz a explicação da fisiologia e É um momento para colocar em prática ados processos enzimáticos e hormonais chamada diferenciação progressivaque atuam no processo da digestão. Fundamentação teóricaAs estratégias de ensino sãoconsideradas por diversosautores como essenciais noprocesso da construção daaprendizagem. E esse aspecto épontuado por StacciarinieEsperidião (1999) comofundamental no exercício dadocência. Para o referido teóricoo docente deve buscar e utilizarnovas estratégias de ensino, queextrapolem o simples repassar As atividades experimentais, em sala dede conhecimento, despertando aula ou em laboratórios, têm sidoassim no aluno sua consciência consideradas como essenciais para acrítica. aprendizagem científica. É durante a atividade prática que o aluno consegueSegundo Rosa (1999) o caráter interagir muito mais com seu professor. Éintrodutório do tema a ser utilizando esse tipo de atividade que oabordado é uma das principais aluno pode elaborar hipóteses, discutirfunções nas quais uma aula com os colegas e com o professor eexpositivo-dialógica é útil, testar para comprovar ou não a ideia queespecialmente no início de uma teve. Isso tudo, sem dúvida, resulta numaunidade como forma de melhor compreensão das Ciências.apresentar
  15. 15. 2ª semana: 03 e 05 .11.2010 Horário: 7h20 – 8h10 8h10 – 9h 11h-11h50A aula não começou no horárioprevisto, tendo em vista que o Fundamentação teóricaprofessor da aula anterior por estaraplicando uma atividade avaliativa, Ainda segundo Rosa (1999), acomprometeu praticamente 50% do forma de aula expositivo-dialógicatempo destinado a minha aula. Sendo é útil também quando o tempo deassim para que pudéssemos concluir o que dispomos para determinadoassunto foi necessário utilizar o tempo conteúdo é limitado e insuficienteadicional. diante o necessário para oIniciei as atividades solicitando que os desenvolvimento satisfatório doalunos formassem um semicírculo na assunto a ser ministrado. Quando osala de aula. Com a utilização do busto Professor não tem possibilidade deanatômico os alunos fizeram a organizar outro tipo de atividadeidentificação dos órgãos componentes por falta de recursos esta tornar-sedo Sistema Circulatório, à medida que adequada.fiz a discussão sobre a função destes “A atividade dirigida consiste nadentro do contexto da circulação. orientação aos alunos no estudo deNo dia 05 de novembro a nossa determinado conteúdo. O usoatividade começou com um atraso de desse método é recomendado para20 minutos, tendo em vista que os que cada aluno possa caminharalunos ainda não haviam chegado ao por si mesmo, conforme seucolégio, quando indagados sobre o próprio ritmo.”(Marion,1999).atraso eles informaram a dificuldade Segundo a autora, “A resolução dede chegar no horário especificado para exercícios deve ser usado de modoo início das aulas aos engarrafamentos complementar às aulas expositivas,na cidade. servindo para fixar e compreenderA seguir com a utilização dos slides melhor o ensino teórico”.fizemos a explicação da fisiologia e docaminho percorrido pelo sangue nocorpo, bem como sua importância.Para finalizar iniciaremos a resoluçãoda atividade dirigida sobre o temaabordado.
  16. 16. 3ª semana: 10 e 12 .11.2010 Horário: 7h20 – 8h10 8h10 – 9hNo dia 10 nov 2010 estava previsto odesenvolvimento do tema sistema 11h-11h50imunitário, mas por não ter sidoconcluído o tema sistema circulatório “A avaliação descreve quena aula anterior, tive que alterar a conhecimentos, atitudes ouseqüência prevista para esse dia. aptidões que os alunosTive a grata surpresa nesse dia, pois adquiriram, ou seja, que objetivosao chegar ao colégio para inicio das do ensino já atingiram numatividades, a professora Cláudia determinado ponto de percurso eRegina, supervisora do estágio, vinha que dificuldades estão a revelarchegando para assistir a minha aula. relativamente a outros”No primeiro instante, fiquei um pouco (Kraemer,2005).nervoso, mas com o passar do tempofui me estabilizando e preparandopara o desafio. Com a utilização dosslides desenvolvi o tema acimaespecificado com a participação ativados alunos, ao mesmo tempo percebio interesse deles no assunto o quefacilitou ainda mais o nosso trabalho.Ao término a turma 203 foi Fundamentação teóricaencaminhada para a biblioteca docolégio para que pudessem A Unesco colocou a Bibliotecaresponder as questões referentes ao Escolar entre os objetivossistema imunitário. prioritários de sua atuação emNo dia 12 nov de 2010 fizemos a favor das bibliotecas. “É precisoavaliação de aprendizagem que criar um ambiente favorável àapesar de constar de 15 questões leitura para se conseguir umaobjetivas, foi confeccionada em três sociedade consciente dosmodelos distintos, modificando benefícios que lhe podem advir daapenas a ordem das respostas. O leitura e no qual os livros esteja aovalor da avaliação foi de 3,0 pontos alcance de todos.” (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Declaração de Londres: para uma sociedade que lê. Londres,7 a 11 de junho. 1982. 3p). “Deveria ser proibido abrir escolas que não dispusessem de uma Biblioteca Escolar.” (LIMA, Lauro de Oliveira. In: Anais do Primeiro Seminário Nacional sobre Bibliotecas Escolares. Brasília,1982).
  17. 17. 4ª semana: 17 e 19 .11.2010 Horário: 7h20 – 8h10 8h10 – 9hNo dia 17 nov 2010 Iniciei as atividadesfazendo uma breve revisão sobre o 11h-11h50sistema circulatório, enfatizando osistema linfático, tendo em vista servircomo base para o desenvolvimento do Fundamentação teóricatema sistema imunológico. Trabalhar com filmes em sala de aula pode ser extremamente gratificante, pois invariavelmente os resultados alcançados superam as expectativas dos professores. Os filmes são utilizados como recurso de chamamento dos alunos ao tema, tem o propósito de despertá-los para os temas em questão, introduzem o assunto emAs atividades previstas aconteceram aulas. A prática da projeção dosem maiores contratempos, tendo em filme em ambiente escolar devevista o interesse e a participação dos estar alicerçada no planejamentoalunos. Durante a exposição dos de ensino. Não adianta levar osassuntos fiz perguntas de mediação alunos para a sala de TV ou o vídeopara avaliar os conhecimentos para a sala sem definir exatamenteadquiridos pelos alunos no seu o conteúdo que se desejacotidiano o que de certa forma trabalhar.enriqueceu a nossa apresentação. O papel do professor será·No dia 19 nov 2010 comecei as estimular a criticidade do aluno,atividades diárias com os alunos levantando ou suscitando oassistindo um filme educacional da levantamento de questõescoleção Super interessante que referentes ao tema. Isto não deveaborda o funcionamento do sistema aparentar uma imposição de umimunitário de forma bastante didática detentor do saber, alguém quee explicativa e em seguida fiz a possui todas as informações e é ocorreção da atividade de fixação maior conhecedor do assunto. Osobre o tema proposto. professor também é um espectador e deve se portar como tal, ou seja, aberto a novas visões sobre o que assistiu. Nas palavras de Nelson Pretto (1996, p.2) necessário fazer da experiência com o audiovisual um exercício de capacidade crítica, através do qual o aluno possa estabelecer uma relação o entre o transmitido na tela e o mundo ao seu redor.
  18. 18. 5ª semana: 24 e 26 .11.2010 Horário: 7h20 – 8h10 8h10 – 9hIniciei as atividadessolicitando que os alunosformassem um semicírculona sala de aula. Para Fundamentação teóricaintroduzir o conteúdo fiz umabreve explanação danecessidade de se adotar Segundo Marion (1999), o debateuma atitude saudável para o ou discussão em classe, é umbom funcionamento do método de ensino bastantesistema respiratório, bem tradicional, pois sua aplicaçãocomo estimulando-os a sugere aos alunos a reflexãopraticarem atividade física acerca de conhecimentosregular. adquiridos após a leitura ou exposição, assim sendo dando-seCom a utilização do busto oportunidade aos alunos paraanatômico os alunos fizeram formular princípios ou teoriasa identificação dos órgãos com suas próprias palavras,componentes do Sistema sugerindo a aplicação destes.Respiratório, à medida quecom a utilização dos slides fiz É um método onde todos osuma abordagem sobre a participantes, já se conhecem,função destes dentro do deixando de lado a inibição. Aocontexto da respiração, bem final da aula, sugere-se que ocomo a fisiologia da professor dê sua opinião sobre orespiração pulmonar e assunto discutido, bem como acelular. Para finalizar reunir conclusão e fechamento da aula.os alunos em grupo de 5componentes e fizemos umdebate sobre o assuntoministrado.26 nov 2010: utilizei a mesmametodologia citada acimapara abordar o sub temaSistema Excretor.
  19. 19. 6ª semana: 01 e 03 .12.2010 Horário: 7h20 – 8h10 8h10 – 9h01 dez 2010: Iniciei as atividadesfazendo uma arrumação na sala deaula colocando os alunos em filaindiana, para em seguida fazermos aaplicação da avaliação deaprendizagem referente à 4ª unidade.Essa avaliação foi composta de 15(quinze) questões objetivas, a qual foifeita individualmente e teve o valor de5,0 pontos.03 dez 2010: Iniciei as atividadessolicitando que os alunos formassemum semicírculo na sala de aula, paraem seguida fazermos as devidasconsiderações e/ou correções sobre a Fundamentação teóricaavaliação que fora aplicada na quarta-feira. Para Nérici (1977), a avaliação é uma etapa de um procedimento maior que incluiria uma verificação prévia. A avaliação, para este autor, é o processo de ajuizamento, apreciação, julgamento ou valorização do que o educando revelou ter aprendido durante um período de estudo ou de desenvolvimento do processo ensino/aprendizagem. Segundo Bloom, Hastings e Madaus (1975), a avaliação pode ser considerada como um método de adquirir e processar evidências necessárias para melhorar o ensino e a aprendizagem, incluindo uma grande variedade de evidências que vão além do exame usual de papel e lápis‟.
  20. 20. Palestra de Primeiros Socorros.No dia 12 de novembro de 2010, atendendo a solicitação da ProfessoraNorma Sueli, fiz uma palestra de Primeiros Socorros para todos os alunos do2º ano do ensino médio e para as turmas do curso profissionalizante, noauditório do Colégio Severino Vieira. Foi um momento muito especial, tendoem vista a participação e o entusiasmo dos alunos presentes. Todos queriamparticipar das demonstrações, especialmente, no treinamento emRessuscitação Cardiorrespiratória utilizando o manequim. P R I M E I R O S S O C O R R O S
  21. 21. Universidade do Estado da Bahia “Compete à universidade não só a transmissão e produção do conhecimento, mas, sobretudo, a responsabilidade de fazer retornar à sociedade o conhecimento produzido, quer em nível objetivo imediato, quer no sentido maior de desenvolvimento social, de melhoria da qualidade de vida da população a qual ela está inserida”. Lima (2002)Tudo começou em março de 2007, quando adentrei as portas da Universidade doEstado da Bahia – Campus II – Alagoinhas. Minha expectativa era grande em relaçãoao novo futuro que estava se descortinando a minha frente. Curso de Licenciaturaem Ciências Biológicas. Um sonho que estava prestes e se tornou realidade. Comograduando e futuro biólogo/professor a minha imaginação fluía para a nova missãoque Nosso Pai me atribuiu. Quando chegou o 9º semestre do curso, uma discipliname chamou muito a atenção: Estágio Supervisionado II tendo como professoraregente Cláudia Regina que com paciência, profissionalismo e acima de tudoexperiência passou a construir conosco tudo o que era necessário para ter um bomdesempenho como estagiário quando começasse a minha atividade na unidade deensino. Durante as aulas ficava imaginando como seria a minha conduta diante dosalunos e se ao final do estágio estaria seguro para encarar esse novo desafio: serPROFESSOR. Porém, a medida que fui tendo meus primeiros contatos com oprocesso do estágio, pude perceber o quanto essa fase é importante para ocrescimento profissional do graduando em licenciatura e futuro professor.Finalmente chegou o grande dia: 27 de outubro de 2010, lá estava diante da turmado segundo ano do ensino médio, grupo 03, a qual seria meu laboratório de ensino eaprendizagem. O nervosismo e a desconfiança tentaram invadir o meu coração, mascom os conhecimentos passados pela Professora Cláudia Regina, fui aos poucosdominando essa situação e assim assumindo o controle. Com o passar das aulas,pude perceber que para ser professor não é necessário somente se formar numcurso de licenciatura na Universidade e nem somente cumprir todos as etapas doestágio. Ser professor é se doar de corpo, alma e coração a esse mister, é acreditarque você poderá contribuir para fazer um mundo melhor, que a educação é a basede desenvolvimento de uma grande nação e que o futuro de cada criança ouadolescente que adentra em uma sala de aula é também responsabilidade nossacomo cidadão consciente e que aliado com a família, a unidade escolar, acomunidade e o poder público constituído poderemos sim melhorar a vida de cadaum deles, pois estes são o FUTURO DO BRASIL.Mas para ser um bom professor é preciso ter fé e crer acima de tudo em DEUS, eperseverar diante do impossível, é ter coragem de seguir em frente perante a tantosobstáculos que enfrentamos, seja dentro da escola, no convívio dentro dasociedade bem como dentro da própria sala de aula onde a convivência,
  22. 22. o relacionamento e nossa conduta está sempre em rota de colisão com osnossos pupilos. Temos de ter a sabedoria para conseguir superar todas essasituações e ao final do processo juntamente com os alunos sermos vencedores,pois as portas da vida não são obstáculos e sim diferentes passagens.Esse momento no qual estava estagiando me mostrou realmente o que é serprofessor, não apenas um mero instrumento de transmissão de conhecimentos,sua missão transcende o imaginário, uma missão divina. hoje me vejo no futurodentro de uma sala de aula ensinando, compartilhando saberes e mudando ahistória de muitos alunos que por ventura venha a ter a oportunidade de ensinar.Sinto que esse foi o caminho escolhido por Deus pra mim. Vou me dedicar e serdigno de exercer essa nobre função: a docência. O estágio me serviu como maisuma etapa para meu crescimento pessoal e profissional. Encarei essa fase commuita alegria e de coração aberto. " O entusiasmo permanente é multiplicador de forças." -Colin L. Powell
  23. 23. Reflexão Um professor afeta a eternidade; é impossível dizer até onde vai sua influência." Henry AdamsSer Professor é buscar dentro de cada um de nós forçaspara prosseguir, mesmo com toda pressão, toda tensão,toda falta de tempo...Esse é nosso exercício diário! Serprofessor é se alimentar do conhecimento e fazer de simesmo janela aberta para o outro. Ser professor éformar gerações, propiciar o questionamento e abrir asportas do saber. Ser professor é lutar pelatransformação... É formar e transformar, através dasletras, das artes, dos números... Ser professor éconhecer os limites do outro. E, ainda assim, acreditarque ele seja capaz... Ser professor é tambémreconhecer que todos os dias são feitos paraaprender...Sempre um pouco mais...Ser professor ésaber que o sonho é possível... É sonhar com asociedade melhor... Inclusiva... Onde todos possam teracesso ao saber... Ser professor é também reconhecerque somos, acima de tudo, seres humanos, e que temoslicença para rir, chorar, esbravejar e amar.Adaptado por: Paulo Batista
  24. 24. ReferênciasCAVALCANTI, O .C. etal. A resenha crítica como estratégia de ensino: Visão ensino:de graduandos em Fisioterapia 2008. In: XII Encontro de Iniciação à Fisioterapia.Docência. UFPB-PRG.HORTA, P. D. S. Importância do Estágio Supervisionado em Cursos deLicenciatura.Licenciatura 2009. Disponível em: http://www.webartigos.com/articlesImportancia–do-Estagio-Supervisionado. Acesso em: 02 fev.2011.JANUARIO, G. O Estágio Supervisionado e suas contribuições para aprática pedagógica do professor. In: Seminário de história e investigações professorem aulas dematemática.http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/conteudo/artigosteses/MATEMATICA/Artigo_Gilberto_06.pdf> . Acesso em 02 fev 2011.LIMA, V. M. R. & FREITAS, A. L. S. Aula expositiva 2000. Disponível em: expositiva.<http://fisica.uems.br/arquivos/instrumentacao/Capitulo_7.pdf. Acesso em:02 fev.2011.LIMA, V. M. R. & FREITAS, A. L. S. O livro didático 2000. Disponível em: didático.<http://fisica.uems.br/arquivos/instrumentacao.Acesso em: 02 fev.2011.KRAEMER, P. E. M. A avaliação da aprendizagem como processoconstrutivo de um novo fazer. fazer. 2005. Disponível em:<http://www.gestiopolis.com/Canales4/rrhh/aprendizagem.htm>.Acesso em:03 fev.2011.Mapa do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão SeverinoVieira. Disponível em: <http://wikimapia.org/lat=-12.9763208&lon=-38.5029334&z=18&l=9&m=b>.Acesso em:03 fev.2011.MARION, C. J. etal. Discussão sobre metodologias de ensino aplicáveis àcontabilidade.contabilidade.1999. http://www.face.ufmg.br/revista/index.php.Acesso em:03 fev.2011.MAZZIONI, S. As estratégias utilizadas no processo de ensino- ensino-aprendizagem:aprendizagem: concepções de alunos e professores de ciências contábeis.2006.<http://www.congressousp.fipecafi.org/artigos92009/283.pdf>.Acessoem: 04 fev.2011.MONTEIRO, G. C. O papel educativo dos meios de comunicação. Disponível comunicação.em:<http://www.ipv.pt/forumedia.Acesso em: 04 fev.2011. <SILVA, V. A. Estágio curricular supervisionado no curso de licenciatura: licenciatura:momentos de vivência da profissão professor nas escolas de educaçãobásica.Disponível em:<http://www.espacoacademico.com.br.Acesso em: 04fev.2011.

×