Sistema Imunitário

63.303 visualizações

Publicada em

trabalho de area de projecto secundario 2006 2007

2 comentários
14 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
63.303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
332
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.947
Comentários
2
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Imunitário

  1. 1. O Sistema Imunitário 17 de Maio de 2007 Escola Secundária de Carregal do Sal Ano lectivo 2006/2007 12ºano Apresentação elaborada pelas alunas Andreia Santos Bernardo & Sophie Borges Costa
  2. 2. O Sistema Imunitário O nosso meio é povoado por uma multidão de micróbios, bactérias, fungos e vírus, muitos dos quais são patogénicos. Cada ser humano está sujeito, a todo o momento, a ser infectado por esses microorganismos. E aí o sistema imunitário intervém, obrigando a que se desencadeiem mecanismos para combater essa infecção.
  3. 3. O Sistema Imunitário Órgãos do Sistema imunitário • Órgãos linfóides primários: -timo -medula óssea ›Local de formação das células imunitárias • Órgãos linfóides secundários: -baço -gânglios linfáticos -amígdalas -tecido linfático ›Local de circulação e armazenamento das células imunitárias.
  4. 4. O Sistema Imunitário Leucócitos • São células circulantes no sangue, na linfa intersticial ou ainda na linfa circulante. • Têm capacidade de se deformar e penetrar entre as células da parede dos vasos capilares, atravessando-a. • Apresentam à superfície da membrana glicoproteinas específicas que funcionam como receptores.
  5. 5. O Sistema Imunitário Leucócitos Granulócitos Agranulócitos Eosinófilos LinfócitosNeutrófilos Basófilos Monócitos
  6. 6. O Sistema Imunitário Resposta imunitária •Linfócitos Os fagócitos são células que têm capacidade fagocitária, isto é de prolongar porções celulares (pseudópodes) com o objectivo de englobar partículas estranhas. A acção dos fagócitos é denominada por fagocitose. •Fagócitos Esta processa-se em várias etapas: Adesão Ingestão Digestão Exocitose
  7. 7. O Sistema Imunitário • Agentes estranhos invadem o organismo como agentes patogénicos • Células envelhecidas • Células cancerosas • Células lesionadas • Marcadores celulares - glicoproteínas que existem na superfície membranar das células.  Agentes que desencadeiam uma resposta imunitária
  8. 8. O Sistema Imunitário Os seres vivos conseguem manter a sua integridade graças a um sistema defensivo, denominado imunitário que engloba todos os mecanismos que permitem a defesa do organismo. É formado por dois grupos principais de defesa: •Defesa não específica •Defesa específica Mecanismos de defesa
  9. 9. O Sistema Imunitário Defesa não específica • A imunidade inata é composta por todos os processos envolvidos nos mecanismos que defendem o organismo de forma não específica contra um invasor. • Estes mecanismos desempenham uma acção geral contra corpos estranhos, independentemente da sua natureza, ou impedindo a sua entrada no organismo ou destruindo-os quando penetram no mesmo.
  10. 10. O Sistema Imunitário Processos da defesa não específica • Barreiras anatómicas: -pele -ácido gástrico -saliva e lágrimas -muco -pêlos das narinas • Resposta inflamatória: é traduzida por uma sequência complexa de acontecimentos que visam inactivar ou destruir agentes invasores. •Vasodilatação •Efeitos de reacção inflamatória: Rubor, calor, edema, dor •Reacção sistémica: aumento do numero de leucócitos, febre.
  11. 11. O Sistema Imunitário Defesa específica • Acção específica sobre determinados agentes estranhos Antigénios: componentes moleculares estranhos que estimulam uma resposta imunitária específica_ Linfócitos B e T. Pólen Órgão transplantado Toxinas bacterianas Hemácias de outros indivíduos
  12. 12. O Sistema Imunitário Medula óssea vermelha Medula óssea Linfócitos B Timo Linfócitos T Linfoblastos Onde se formam os Linfócitos? •Desenvolvem receptores tornando-se células imunocompetentes. •Passam para a corrente sanguínea podendo migrar para o tecido linfóide secundário.
  13. 13. O Sistema Imunitário Resposta imunitária específica Reconhecimento O invasor é reconhecido como um corpo estranho Reacção O S.I reage preparando os agentes específicos que vão intervir no processo 3 Acção Os agentes do S.I neutralizam ou destroem o corpo estranho. 1 2 Imunidade humoral (Linfócitos B) Imunidade celular (Linfócitos T)
  14. 14. O Sistema Imunitário Imunidade Humoral Ocorrem diferentes fases: Selecção clonal: são seleccionados os linfócitos (clones) que são específicos para determinados antigénios. Proliferação clonal dos linfócitos activados: ocorre multiplicação dos linfócitos seleccionados por mitoses. Diferenciação dos linfócitos B plasmócitos Células de memória
  15. 15. O Sistema Imunitário Anticorpos Os anticorpos são proteínas que interagem com o antigénio que inicialmente estimula os linfócitos B. Os anticorpos também recebem o nome de imunoglobulinas. Existem cinco classes de imunoglobulinas: IgG, IgM, IgA, IgD e IgE. Estrutura básica em Y dos anticorpos Todas as moléculas dos anticorpos têm uma estrutura básica em forma de Y. Uma molécula de anticorpo divide-se em regiões variáveis e constantes. A região variável determina a que antigénio se unirá o anticorpo. A região constante determina a classe de anticorpo (IgG,IgM,IgD,IgE ou IgA).
  16. 16. O Sistema Imunitário Imunidade celular Macrófagos fagocitam e digerem agentes patogénicos Resultam fragmentos moleculares antigénicos Ligam-se aos marcadores e formam o MHC Forma-se o complexo MHC-antigénio Activação dos linfócitos T Divisão e diferenciação das células T Células de memória Linfócitos supressores TS Linfócitos TH Linfócitos TC
  17. 17. O Sistema Imunitário Vigilância imunitária Principal função da imunidade celular Reconhecer e destruir células cancerosas Antigénios superficiais Estranhos Linfócitos T Destruição por apoptose
  18. 18. O Sistema Imunitário Por que é que há rejeição de órgãos transplantados/ enxertados? Para minimizar as reacções de rejeição no organismo humano, procuram-se tecidos ou órgãos que sejam, tanto quanto possível, compatíveis com as características bioquímicas do receptor.
  19. 19. O Sistema Imunitário Memória Imunitária Resposta imunitária Primária – reacção imunitária do organismo após um contacto com um determinado antigénio. Secundária – reacção imunitária do organismo após um novo contacto com o mesmo antigénio. Resposta mais rápida, mais intensa e duração mais longa.
  20. 20. O Sistema Imunitário Vacinação Vacina Solução que contem agentes patogénicos mortos ou atenuados que não se reproduzem.  Produção de células de memória  Resposta imunitária primária
  21. 21. O Sistema Imunitário Alergias  Reposta imunitária exagerada a determinados antigénios do meio ambiente – alergénios – resultante de uma hipersensibilidade imunitária. Edema Contracção dos bronquíolos Eczema Dor
  22. 22. O Sistema Imunitário Doenças Auto-imunes  Reacções de hipersensibilidade do sistema imunitário para antigénios das suas próprias células ou tecidos.  Diabetes insulinodependentes: destruição das células do pâncreas por acção de anticorpos ou linfócitos T.  Artrite Reumatóide: destruição da cartilagem das articulações por acção dos anticorpos.
  23. 23. O Sistema Imunitário Imunodeficiência Redução da capacidade imunitária para combater agentes patogénicos Inata Adquirida Ausência de linfócitos B e T Sobrevive em condições completamente esterilizadas Destrói os linfócitos TH e macrófagos Enfraquecimento do Sistema Imunitário
  24. 24. O Sistema Imunitário
  25. 25. O Sistema Imunitário Este trabalho foi realizado pelas alunas Andreia Santos Bernardo & Sophie Borges Costa _ 12º B, no âmbito da disciplina de Área de Projecto, com base no manual da discliplina Terra, Universo de Vida _ 12ºano; a wikipédia (www.wikipédia.com) e o site www.manualmerck.com

×