7 ano invertebrados

264 visualizações

Publicada em

Invertebrados
7º ano Ensino Fundamental

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
264
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7 ano invertebrados

  1. 1. Profª Cristiane Bassani Medeiros
  2. 2. Poríferos (“porus”=poro, “ferre”=portador)
  3. 3. • Existem cerca de 5 mil espécies, 300 brasileiras; • São sésseis (vivem fixos); • Aquáticos (maioria marinhos); • Existem indivíduos isolados ou coloniais; • Corpo cheio de poros; • Alto grau de regeneração; • Filtradores; • Não possuem órgãos; • São representados pelas esponjas. Características Gerais
  4. 4. Colônia de esponjas
  5. 5. Esponja-baú
  6. 6. As células e as outras estruturas • Ósculo: abertura de saída da água; • Espícula: auxilia na sustentação do corpo; • Porócito: por onde entra a água; • Amebócitos: auxiliam nos processos de digestão e defesa; • Coanócitos: célula flagelada filtradora.
  7. 7. Espícula
  8. 8. • Assexuada: formação de brotos. Reprodução
  9. 9. • Sexuada: fecundação (geralmente interna) com formação de larva ciliada. Reprodução
  10. 10. Cnidários (“knidos”=que queima)
  11. 11. Características gerais • Animais aquáticos (maioria marinhos); • Flutuantes ou sésseis; • Primeiros a apresentar cavidade digestória; • Simetria radial; • Apresentam-se em duas formas: pólipo e medusa. • Possuem cnidoblastos (células urticantes presentes nos tentáculos).
  12. 12. Reprodução • Assexuada: ocorre por brotamento, podendo ou não formar colônias.
  13. 13. Reprodução • Sexuada: a fecundação é geralmente externa; os indivíduos podem ser monóicos ou dióicos.
  14. 14. Anêmonas
  15. 15. Os corais são formados por pólipos semelhantes a pequenas anêmonas e produzem um esqueleto de carbonato de cálcio, que resiste após a morte do animal.
  16. 16. Grande barreira de corais australiana, cerca de 2400 quilômetros de extensão.
  17. 17. Platelmintos (vermes de corpo achatado)
  18. 18. Características Gerais • Corpo alongado e achatado, com simetria bilateral; • Aglomerado de células nervosas na região anterior do corpo; • Digestão extra e intracelular. Restos de alimentos não aproveitados são eliminados pela boca; • Podem ser parasitas ou de vida livre; • Respiração cutânea.
  19. 19. • Estruturas do corpo: - Ocelos: percebem a luz; - Aurículas: percebem substâncias químicas na água; - Boca: região ventral; - Sistema digestivo: incompleto (ausência de ânus).
  20. 20. • Reprodução sexuada: São hermafroditas, mas não fazem autofecundação. Normalmente há cópula, com fecundação interna.
  21. 21. • Reprodução assexuada: Ocorre regeneração.
  22. 22. Doenças causadas por platelmintos • Esquistossomose (ou barriga d’água)
  23. 23. Doenças causadas por platelmintos • Teníase e Cisticercose T. sollium T. saginata
  24. 24. Doenças causadas por platelmintos • Cisticercose: Ingestão de carne de porco crua que contenha o cisticerco; • Teníase: Ingestão de alimentos contaminados com ovos de tênia.
  25. 25. Cisticercose
  26. 26. Exercícios 1. Os poríferos são animais também conhecidos como esponjas por possuírem poros por todo corpo. Em qual ambiente podemos encontrar os poríferos? 2. Os poríferos, quanto ao seu modo de vida, são animais sésseis, por quê? 3. (FUVEST-SP) Por que as medusas podem, pelo simples contato, levar pequenos animais à morte ou provocar irritações na pele de seres humanos? 4. Como ocorre a reprodução assexuada em poríferos? E em cnidários? E em platelmintos? 5. A esquistossomose, a teníase e a cisticercose são doenças causadas por platelmintos. Caracterize cada uma.
  27. 27. Nematódeos (vermes de corpo cilíndrico)
  28. 28. Características gerais • Corpo cilíndrico, alongado e com as extremidades afinadas; • Simetria bilateral; • Sistema digestório completo (boca e ânus), com digestão extra e intracelular; • Apresentam cutícula protetora revestindo externamente o corpo do verme; • Muitos são de vida livre no solo ou na água; alguns parasitam outros animais.
  29. 29. • Sistema nervoso constituído por anel nervoso e dois cordões nervosos; • Maioria dióica (sexos separados) e com fecundação interna. Características gerais
  30. 30. Características gerais • Possuem boca com “dentes”cortantes Fêmea Macho
  31. 31. Ascaridíase • Provocada pelo Ascaris lumbriocoides; • Causa cansaço, dores abdominais e emagrecimento; • Em casos mais graves pode ocorrer obstruções intestinais e são necessárias intervenções cirúrgicas.
  32. 32. Ciclo evolutivo da ascaridíase:
  33. 33. Infestação de Ascaris lumbricoides Ascaris lumbricoides adultas Ovos de Ascaris lumbricoides
  34. 34. Medidas preventivas: • Saneamento básico; • Ferver ou filtrar água a se ingerida; • Lavar cuidadosamente frutas e verduras.
  35. 35. Bicho-geográfico
  36. 36. Prevenção:  Evitar o contato direto com áreas arenosas.
  37. 37. Moluscos
  38. 38. • Animais com corpo mole e musculoso; • Podem ser encontrados em ambientes aquáticos, principalmente marinhos, ou terrestres; • Presença de um tecido chamado manto, responsável pela produção da concha; • Sistema digestório completo (boca e ânus), com digestão intra e extracelular; • Reprodução sexuada, com fecundação interna ou externa; • Corpo dividido em cabeça, massa visceral e pé. Características Gerais
  39. 39. Características gerais • Na cabeça estão a boca e os órgãos relacionados à percepção de estímulos, como olhos e tentáculos; • A massa visceral contém órgãos internos relacionados à alimentação, respiração, excreção, circulação e reprodução; • O pé é uma estrutura musculosa responsável pela movimentação do animal.
  40. 40. Características gerais
  41. 41. Características Gerais Rádula é uma “língua” áspera usada para raspar folhas ou algas.
  42. 42. Gastrópodes • Representado por lesmas e caracóis; • Encontrados em ambiente aquático e terrestre; • Concha única e espiralada ou ausente; • Pé bem desenvolvido; • Com rádula; • Os aquáticos respiram por brânquias, e os terrestre por “pulmões”.
  43. 43. Bivalves • Representados pelas ostras; • Exclusivamente aquáticos; • Alguns vivem enterrados na areia e possuem pés apropriados para cavar; • Corpo achatado lateralmente; • Concha dividida em duas partes, chamadas valvas; • Cabeça sem olhos nem tentáculos; • Grande importância comercial.
  44. 44. Cefalópodes • Representados por: o Náutilos (concha externa); o Lulas (concha interna reduzida); o Polvos (sem concha); • Exclusivamente marinhos; • Apresentam tentáculos ou braços que partem da cabeça; • Os tentáculos são utilizados na locomoção e na captura de presas.
  45. 45. Anelídeos
  46. 46. Características gerais • Representado por minhocas e sanguessugas; • Corpo cilíndrico dividido em vários segmentos ou anéis; • Podem viver em ambiente aquático ou terrestre; • Possuem cerdas que auxiliam na locomoção; • Sistema digestório completo e digestão extracelular;
  47. 47. Características Gerais • Temperatura corporal: Ectotérmicos; • Sistema Tegumentar: Epiderme com cutícula; • Sistema Esquelético: Ausente; • Contém órgãos dos sentidos para: Tato, paladar e percepção de luz; • Reprodução: Sexuada; maioria monóicos (hermafroditas); Fecundação cruzada; Desenvolvimento direto;
  48. 48. Características Gerais
  49. 49. Características Gerais
  50. 50. Principais Classes
  51. 51. Principais Classes • Hirudíneos – Ausência de cerdas; – Sanguessugas; – Monóicos (Hermafroditas);
  52. 52. Principais Classes • Poliquetos – Apresentam muitas cerdas no corpo; – Todos com função sensorial.
  53. 53. Principais Classes • Oligoquetos – Poucas cerdas; – Minhocas; – Terrestres; – Monóicos; – Agricultura.
  54. 54. Artrópodes
  55. 55. Características Gerais • Presença de um exoesqueleto rígido, que confere rigidez e proteção; • Esqueleto com articulações que permitem movimentos, como nas patas; • Mudança de exoesqueleto (muda ou ecdise); • Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome; • Em alguns a cabeça e o tórax se fundem, formando cefalotórax (aranhas, caranguejos); • Digestão extracelular, e tubo digestório completo; • Maioria com reprodução sexuada; • Fecundação externa ou interna.
  56. 56. Principais Classes • Crustáceos – Camarão, siri e lagosta; – Maioria marinhos; – Exoesqueleto bem rígido.
  57. 57. Principais Classes • Insetos – Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome; – Cabeça com:  Um par de antenas;  Um par de olhos compostos ou simples;  Peças bucais, relacionadas à alimentação, que diferem de acordo com o alimento.
  58. 58. Principais Classes • Insetos – Tórax com:  Três pares de pernas;  Asas;  Maioria com dois pares de asas;  Existem com um par e sem asas;
  59. 59. Principais Classes • Insetos – São dioicos (sexos separados); – Fêmea põe ovos; – Desenvolvimento direto ou indireto (metamorfose):  Metamorfose completa (ovo – larva – pupa – adulto); – Besouros, borboletas, moscas;  Metamorfose incompleta (ovo – ninfa – adulto); – Baratas, gafanhotos.
  60. 60. Principais Classes • Aracnídeos – Aranhas, escorpiões, ácaros e carrapatos; – Corpo dividido em cefalotórax e abdome; – Cefalotórax:  Quatro pares de patas;  Um par de apêndices para alimentação (pedipalpos);  Um par de apêndices em forma de pinça (quelíceras); – Sem asas nem antenas.
  61. 61. Principais Classes • Aracnídeos  Aranhas e escorpiões: – Se alimentam de insetos; – Muitos têm peçonha; – Aranhas (quelíceras) e escorpiões (aguilhão); – Digestão começa sobre o corpo da presa; – Aranhas mais perigosas são: viúva-negra, armadeira e aranha- marrom; – Escorpiões mais comuns são: escorpião-preto e escorpião- amarelo.
  62. 62. Principais Classes • Aracnídeos  Carrapatos e ácaros: – Fusão do abdome e cefalotórax; – Maior parte é parasita; – Podem ser vetores de diversas doenças; – Alguns ácaros parasitam plantações e estão associados ao pó doméstico.
  63. 63. Principais Classes • Quilópodes – Lacraias e centopeias; – Corpo dividido em cabeça e tronco; – Um par de pernas por segmento; – As do primeiro segmento são modificadas; – Garras venenosas (forcípulas); – As do último segmento são utilizadas para defesa; – Maioria predadores.
  64. 64. Principais Classes • Diplópodes – Piolhos-de-cobra; – Corpo dividido em cabeça e tronco; – Dois pares de pernas por segmento; – Se alimentam de plantas em decomposição; – Enrolam o tronco e liberam um líquido tóxico.
  65. 65. Equinodermos “pele com espinhos”
  66. 66. Características Gerais • Ouriço e estrela-do-mar; • Simetria radial; • Possuem endoesqueleto (esqueleto interno); • Digestão extracelular; • Sistema Digestório Completo (boca e ânus); • Sistema aquífero no interior, preenchido por água do mar; • Possuem pés ambulacrais, que auxiliam na locomoção.
  67. 67. Características Gerais • Maioria dióicos; • Reprodução sexuada; • Fecundação externa; • Reprodução assexuada; • Regeneração das estrelas-do-mar.

×