6 ano atmosfera

811 visualizações

Publicada em

Atmosfera
6º ano Ensino Fundamental

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
811
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 ano atmosfera

  1. 1. Alterações na atmosfera e suas implicaçõesAlterações na atmosfera e suas implicações Profª: Cristiane Bassani Medeiros
  2. 2. Qual a importância da atmosfera? A atmosfera é a camada gasosa que envolve o globo terrestre e o acompanha nos seus movimentos de rotação e translação, constituindo, assim, um elemento vital para a vida no nosso planeta. Proporciona os gases necessários à respiração e à fotossíntese Evita que uma parte significativa dos meteoritos e das radiações solares prejudiciais à vida atinjam a superfície terrestre É responsável pelo equilíbrio térmico
  3. 3. Qual a composição da atmosfera? Apesar de existirem em pequenas percentagens na atmosfera: A atmosfera é constituída por uma mistura de gases cuja proporção se mantém praticamente constante nos primeiros quilômetros de altitude devido à ação dos ventos (que a torna homogênea). o dióxido de carbono é importantíssimo na manutenção da temperatura na Terra; o vapor de água mantém a temperatura e permite a precipitação; o ozônio absorve a maior parte das radiações solares nocivas ao Homem.
  4. 4. Qual a estrutura da atmosfera? A atmosfera é constituída por uma série de camadas horizontais sobrepostas, separadas umas das outras por zonas de inversão de temperatura (pontos de inflexão). Essas camadas são, a partir da superfície terrestre, a troposfera, a estratosfera, a mesosfera e a termosfera. A poluição atmosférica afeta, principalmente, a troposfera e a mesosfera. A atmosfera é constituída por uma série de camadas horizontais sobrepostas, separadas umas das outras por zonas de inversão de temperatura (pontos de inflexão). Essas camadas são, a partir da superfície terrestre, a troposfera, a estratosfera, a mesosfera e a termosfera. A poluição atmosférica afeta, principalmente, a troposfera e a mesosfera.
  5. 5. A atmosfera tem cinco camadas Troposfera: formas de vida, poluição do ar e eventos meteorológicos.Troposfera: formas de vida, poluição do ar e eventos meteorológicos.
  6. 6. A atmosfera tem cinco camadas Estratosfera: camada de ozônio e efeito estufa.Estratosfera: camada de ozônio e efeito estufa.
  7. 7. A atmosfera tem cinco camadas Mesosfera: temperaturas são baixíssimas.Mesosfera: temperaturas são baixíssimas.
  8. 8. A atmosfera tem cinco camadas Termosfera: chega a 1000ºC e auroras polares (boreal e austral).Termosfera: chega a 1000ºC e auroras polares (boreal e austral).
  9. 9. A atmosfera tem cinco camadas Exosfera: as moléculas tendem a se perder no espaço sideral, onde encontramos o vácuo. Exosfera: as moléculas tendem a se perder no espaço sideral, onde encontramos o vácuo.
  10. 10. Propriedades do ar O ar é matéria, portanto tem massa (peso) e ocupa um lugar no espaço. Objetos que apresentam estar vazios, como um copo, estão cheios de ar. O ar é matéria, portanto tem massa (peso) e ocupa um lugar no espaço. Objetos que apresentam estar vazios, como um copo, estão cheios de ar.
  11. 11. Compressão ou compressibilidade É a propriedade que o ar tem de diminuir de volume quanto comprimido.É a propriedade que o ar tem de diminuir de volume quanto comprimido.
  12. 12. À medida que comprimimos o ar, suas moléculas ficam cada vez mais próximas, e a mesma quantidade de ar passa a ocupar um espaço menor. À medida que comprimimos o ar, suas moléculas ficam cada vez mais próximas, e a mesma quantidade de ar passa a ocupar um espaço menor. Compressão ou compressibilidade
  13. 13. Elasticidade É a propriedade que o ar tem de voltar ao seu volume inicial após ser comprimido.É a propriedade que o ar tem de voltar ao seu volume inicial após ser comprimido. Sem compressão o embolo da seringa sobe. Aí, então, o ar volta a ter o seu volume inicial. Sem compressão o embolo da seringa sobe. Aí, então, o ar volta a ter o seu volume inicial.
  14. 14. Expansibilidade É a propriedade que o ar tem de aumentar de volume, ocupando todo o espaço disponível. O ar de alguns ambientes da casa ocupa todos os espaços, ele se expande. Por isso, quando uma substância volátil (pode se transformar em gás) entra em contato com o ar, sentimos o seu cheiro. Por exemplo: perfume, álcool, éter, etc... É a propriedade que o ar tem de aumentar de volume, ocupando todo o espaço disponível. O ar de alguns ambientes da casa ocupa todos os espaços, ele se expande. Por isso, quando uma substância volátil (pode se transformar em gás) entra em contato com o ar, sentimos o seu cheiro. Por exemplo: perfume, álcool, éter, etc...
  15. 15. Pressão atmosférica É a pressão exercida pela camada de ar que envolve a terra. Quanto maior a altitude, menor será a pressão atmosférica. Isso ocorre porque, em grandes altitudes, a camada de ar é menor que a encontrada ao nível do mar. É a pressão exercida pela camada de ar que envolve a terra. Quanto maior a altitude, menor será a pressão atmosférica. Isso ocorre porque, em grandes altitudes, a camada de ar é menor que a encontrada ao nível do mar.
  16. 16. Medindo a pressão atmosférica - Experimento de Torricelli (1643) Torricelli concluiu que a pressão atmosférica sobre o mercúrio que estava no recipiente impedia que a coluna de mercúrio descesse mais. Torricelli concluiu que a pressão atmosférica sobre o mercúrio que estava no recipiente impedia que a coluna de mercúrio descesse mais.
  17. 17. A partir do experimento de Torricelli... Tornou-se possível medir a pressão do ar em qualquer lugar. Basta medir a altura máxima do mercúrio no tubo. Esse valor vai diminuindo à medida que a altitude se eleva. Tornou-se possível medir a pressão do ar em qualquer lugar. Basta medir a altura máxima do mercúrio no tubo. Esse valor vai diminuindo à medida que a altitude se eleva.
  18. 18. Porque conseguimos tomar suco de canudinho?
  19. 19. Ventos O vento consiste no deslocamento de massas de ar. Esse fenômeno é consequência do movimento do ar de um ponto no qual a pressão atmosférica é mais alta em direção a um ponto onde ela é mais baixa. Os principais elementos que interferem na pressão atmosférica são a temperatura e a altitude. Zona de baixa altitude = zona de baixa pressão atmosférica; Zona de alta altitude = zona de alta pressão atmosférica. O vento consiste no deslocamento de massas de ar. Esse fenômeno é consequência do movimento do ar de um ponto no qual a pressão atmosférica é mais alta em direção a um ponto onde ela é mais baixa. Os principais elementos que interferem na pressão atmosférica são a temperatura e a altitude. Zona de baixa altitude = zona de baixa pressão atmosférica; Zona de alta altitude = zona de alta pressão atmosférica.
  20. 20. Correntes de convecção Entra em contato com ar frio e resfria Ar quente sobe Entra em contato com a superfície e se aquece Ar frio desce
  21. 21. Brisas marítimas e brisas continentais
  22. 22. A camada de ozônio Estratosférica. Rica em gás ozônio (O3). Atua como um filtro de raios nocivos (raios UV). Estratosférica. Rica em gás ozônio (O3). Atua como um filtro de raios nocivos (raios UV).
  23. 23. Como a camada de ozônio funciona? Bloqueia a entrada do excesso de raios UVBloqueia a entrada do excesso de raios UV O solo e seus diversos componentes absorvem uma parte dos raios UV que entraram O solo e seus diversos componentes absorvem uma parte dos raios UV que entraram A temperatura do planeta é mantidaA temperatura do planeta é mantida
  24. 24. A poluição atmosférica Formação de “buracos”. Gás carbônico em excesso. Gases do grupo dos Clorofluorcarbonetos (CFC’s). Formação de “buracos”. Gás carbônico em excesso. Gases do grupo dos Clorofluorcarbonetos (CFC’s).
  25. 25. “Buraco” na camada de ozônio A destruição da camada de ozônio intensifica o efeito estufa, o que acelera o aquecimento global. A destruição da camada de ozônio intensifica o efeito estufa, o que acelera o aquecimento global.
  26. 26. Quais são os principais impactos da atividade humana no ar? A modificação das práticas produtivas levou, no século XIX, ao aumento das emissões gasosas para a atmosfera. Revolução Industrial Estes gases podem provocar não só problemas de saúde humana, afetando a qualidade de vida, como causar danos a outras formas de vida e a materiais diversos.
  27. 27. Os contaminantes podem ser divididos em duas classes: Quais são as principais fontes dos contaminantes atmosféricos? Secundários Primários A queima dos combustíveis fósseis (derivados do petróleo) pelos veículos motorizados, ou pela indústria (produção de energia) é a principal fonte de poluição atmosférica. Resultam diretamente da combustão ou evaporação dos combustíveis fósseis, ou de fontes naturais (vulcões, etc.). Resultam da reação dos contaminantes primários na atmosfera, pela ação da luz solar.
  28. 28. A poluição atmosférica nas cidades Inversão térmica: o ar quente não sobe e o ar frio não desce.Inversão térmica: o ar quente não sobe e o ar frio não desce.
  29. 29. A poluição atmosférica nas cidades Chuva ácida: é levemente corrosiva.Chuva ácida: é levemente corrosiva.
  30. 30. O efeito estufa
  31. 31. O efeito estufa
  32. 32. Quais são os impactos da poluição no efeito de estufa? O aumento da emissão de gases com efeito de estufa provoca um aumento da temperatura média do planeta, com efeitos ao nível do clima e de todos os ecossistemas. A concentração dos gases com efeito de estufa tem vindo a aumentar em resultado da intensiva queima de combustíveis fósseis.
  33. 33. Deformações e atrofia Deficiências no sistema imunitário Quais são os impactos da redução da camada de ozônio? Ao nível da saúde humana, os efeitos de uma maior exposição às radiações UV são devastadores: Lesões oculares (cataratas, etc.) Aparecimento de queimaduras e cancro da pele
  34. 34. Que alterações climáticas provoca o aquecimento global? Degelo dos glaciares existentes nas regiões polares e nas áreas montanhosas 1978 2006
  35. 35. Que alterações climáticas provoca o aquecimento global? Subida do nível das águas do mar, devido: ao degelo das calotas polares e dos glaciares das áreas montanhosas; à dilatação térmica dos oceanos (aumento do volume da água devido à diminuição da sua densidade, causada pelo aumento da temperatura). ao degelo das calotas polares e dos glaciares das áreas montanhosas; à dilatação térmica dos oceanos (aumento do volume da água devido à diminuição da sua densidade, causada pelo aumento da temperatura).
  36. 36. Ocorrência de situações meteorológicas extremas: Desertificação Ondas de calor Secas Aumentam o risco de incêndio, destruindo a vegetação e acelerando a erosão dos solos Que alterações climáticas provoca o aquecimento global? Uma maior ocorrência de tempestades e inundações
  37. 37. Qual o impacto do aquecimento global na biodiversidade do nosso planeta? Desaparecimento de espécies animais e vegetais que vivem em regiões costeiras e/ou geladas Branqueamento dos corais sob o efeito do aquecimento da água do mar Acréscimo de riscos para a saúde humana devido a uma maior proliferação de doenças infecciosas
  38. 38. Reduzir as emissões de dióxido de carbono Apostar nas energias alternativas limpas, em detrimento dos combustíveis fósseis. Apostar nas energias alternativas limpas, em detrimento dos combustíveis fósseis. Introduzir filtros para o carbono nas centrais térmicas. Introduzir filtros para o carbono nas centrais térmicas. Proteger e incrementar as florestas e outros sumidouros de carbono. Proteger e incrementar as florestas e outros sumidouros de carbono. Como reduzir o efeito de estufa?
  39. 39. Como reduzir o efeito de estufa? O protocolo de Quioto, assinado em 1997, fixou metas para combater as alterações climáticas. Tendo entrado em vigor a 16 de Fevereiro de 2005, propõe reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em cerca de 5,2% abaixo do nível registado em 1990. O protocolo de Quioto, assinado em 1997, fixou metas para combater as alterações climáticas. Tendo entrado em vigor a 16 de Fevereiro de 2005, propõe reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em cerca de 5,2% abaixo do nível registado em 1990.
  40. 40. Como normalizar a camada de ozono? O protocolo de Montreal, assinado em 1987, estabeleceu metas de forma a que, em 2010, o fabrico de CFC’s seja completamente proibido em todo o mundo. O protocolo de Montreal, assinado em 1987, estabeleceu metas de forma a que, em 2010, o fabrico de CFC’s seja completamente proibido em todo o mundo. Proibir a produção de CFC’s (clorofluorcarbonetos) Os maiores produtores de CFC Evolução do ozônio estratosférico: efeito dos acordos internacionais

×