03 t2 nervos cranianos

3.278 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

03 t2 nervos cranianos

  1. 1. FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Nervos Cranianos Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br
  2. 2. Objetivos de Aprendizagem Nervos Cranianos e Núcleos dos NNCC     Identificar os nervos cranianos (NNCC) Conhecer seus núcleos, sua origem no encéfalo e suas relações anatômicas Entender sua classificação funcional Conhecer as principais funções de cada par
  3. 3. Nervos Cranianos Generalidades  Nervos que fazem conexão com o encéfalo    Olfatório (I par)  telencéfalo Óptico (II par)  diencéfalo III ao XII pares  tronco encefálico
  4. 4. Nervos Cranianos Generalidades  12 pares    I par (nervo olfatório) II par (nervo óptico) III par (nervo oculomotor), IV par (nervo troclear) e VI par (nervo abducente)   Inervam os músculos do olho V par (nervo trigêmeo)   Três ramos: nervos oftálmico, maxilar e mandibular Principal nervo sensitivo da cabeça
  5. 5. Nervos Cranianos Generalidades  12 pares  VII par (nervo facial)    VIII par (nervo vestíbulo-coclear)   Nervo facial propriamente dito e nervo intermédio Principal nervo motor da cabeça Partes vestibular (equilíbrio) e coclear (audição) IX par (nervo glossofaríngeo)  Gustação; deglutição
  6. 6. Nervos Cranianos Generalidades  12 pares  X par (nervo vago)    XI par (nervo acessório)    Inervação vegetativa visceral Deglutição; fonação Raizes craniana (bulbar) e espinhal Gira a cabeça; eleva os ombros XII par (nervo hipoglosso)  Motilidade lingual
  7. 7. Nervos Cranianos Componentes Funcionais temperatura, dor, gerais exteroceptores e pressão, tato, V, somáticas VII(i), proprioceptores IX e X propriocepção pares retina e ouvidovisão, audição, especiais interno Fibras equilíbrio II e VIII pares aferente sensib. visceral, dor visceroceptore gerais s visceral VII(i), IX e X pares s viscerais receptores gustativos (e olfação gustação sist. especiais digestório) e olfatórios (sist. I, VII(i), IX e X respiratório) pares mm. esqueléticos miotômicos somáticas III, IV, VI e XII pares VII(i) – n. intermédio do facial Fibras mm. lisos gerais eferente m. cardíaco III, VII(i), IX, X e XI pares s glândulas viscerais SNA parassimpático craniano especiais mm. esqueléticos V (raiz motora), VII, IX, X e XI branquioméricos
  8. 8. Nervos Cranianos Componentes Funcionais gerais Fibras aferente s exteroceptores e proprioceptores somáticas especiais retina e ouvido interno gerais visceroceptore s viscerais receptores gustativos (sist. especiais digestório) e olfatórios (sist. respiratório) mm. esqueléticos miotômicos somáticas Fibras gerais eferente s viscerais especiais mm. lisos m. cardíaco glândulas mm. esqueléticos branquioméricos
  9. 9. Nervos Cranianos Componentes Funcionais gerais somáticas Fibras aferente s V, VII(i), IX e X pares especiais II e VIII pares gerais VII(i), IX e X pares viscerais especiais somáticas temperatura, dor, pressão, tato, propriocepção visão, audição, equilíbrio sensib. visceral, dor visceral gustação e olfação I, VII(i), IX e X pares mm. esqueléticos miotômicos III, IV, VI e XII pares Fibras gerais eferente III, VII(i), IX, X e XI pares s viscerais VII(i) – n. intermédio do facial especiais SNA parassimpático craniano mm. esqueléticos V (raiz motora), VII, IX, X e XI branquioméricos
  10. 10. Nervos Cranianos Funções  Sensitivos/Sensoriais     Motores     I (olfação) II (visão) VIII (equilíbrio e audição) III, IV e VI (motricidade ocular) XI (cefalogiria e elevação dos ombros) XII (motricidade da língua) Mistos (motores e sensitivos)     V (sensibilidade exteroceptiva da face; mastigação) VII (mímica facial, função lacrimal e salivar; gustação) IX (deglutição, salivação (parótida); gustação) X (deglutição, fonação (parte craniana do XI); inervação das vísceras do tórax e abdome)
  11. 11. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo Olfatório - I Par    Pequenos e numerosos feixes nervosos Atravessam a lâmina crivosa do osso etmóide e terminam no bulbo olfatório Função   Aferente visceral especial Olfação
  12. 12. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo Óptico - II Par    Origem na retina Penetra no crânio pelo canal óptico Unem-se para formar o quiasma óptico    Ocorre cruzamento parcial das fibras As fibras continuam como tracto óptico até o corpo geniculado lateral Função   Aferente somático especial Visão
  13. 13. Nervos Cranianos Estrutura e Função  III, IV e VI Pares   Penetram na órbita pela fissura orbital superior Distribuem-se aos mm. extrínsecos do bulbo ocular         M. M. M. M. M. M. M. elevador da pálpebra superior (III) reto superior (III) reto inferior (III) reto medial (III) reto lateral (VI) oblíquo superior (IV) - tróclea oblíquo inferior (III) Função   Eferentes somáticos Motricidade ocular extrínseca
  14. 14. Nervos Cranianos Estrutura e Função  III, IV e VI Pares  III par   Eferente visceral geral (parassimpático) Motricidade ocular intrínseca  mm. intrínsecos do bulbo ocular (mm. lisos)  M. ciliar (regula convergência do cristalino)  M. esfíncter da pupila
  15. 15. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo trigêmeo - V Par   Raiz sensitiva origina-se no gânglio trigeminal (gânglio semilunar ou de Gasser) Perifericamente, do gânglio trigeminal partem três ramos (divisões) do trigêmeo:     N. oftálmico N. maxilar N. mandibular Raiz motora – acompanha o nervo mandibular
  16. 16. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo trigêmeo - V Par  Função  Aferente somático geral (raiz sensitiva)    Temperatura, dor, pressão e tato da face Propriocepção  impulsos oriundos dos mm. mastigatórios e articulação têmporo-mandibular Eferente visceral especial (raiz motora)  Mastigação  mm. temporal, masséter, pterigóideo lateral, pterigóideo medial, milo-hióideo, digástrico (ventre anterior)
  17. 17. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo facial - VII Par       Emerge do tronco cerebral no sulco bulbo-pontino Penetra no meato acústico interno, juntamente com o VIII par Penetra no canal facial (parte petrosa do osso temporal) Encurva-se para trás, formando o joelho externo (genículo do nervo facial; gânglio geniculado) Encurva-se para baixo e emerge do crânio pelo forame estilomastóideo Atravessa a parótida e emite diversos ramos para:    Mm. mímicos M. estilo-hióideo M. digástrico (ventre posterior)
  18. 18. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo facial - VII Par    Raiz motora (n. facial propriamente dito) Raiz sensitiva (n. intermédio) Função (nervo facial propriamente dito)  Eferente visceral especial  Mímica facial
  19. 19. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo facial - VII Par  Função (nervo intermédio)  Aferente visceral especial     Gustação 2/3 anterior da língua Aferente visceral geral Aferente somático geral Eferente visceral geral (parassimpático)   Função lacrimal (glândulas lacrimais) Função salivar (glândulas submandibular e sublingual)
  20. 20. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo glossofaríngeo - IX Par   Emerge do bulbo pelo sulco lateral posterior na forma de filamentos radiculares Emerge do crânio pelo forame jugular, seguindo trajeto descendente até a raiz da língua e faringe
  21. 21. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo glossofaríngeo - IX Par  Função  Aferente visceral especial   Aferente visceral geral (sensibilidade geral)    1/3 posterior da língua; faringe; úvula; tonsilas; tuba auditiva; seio e corpo carotídeo Eferente visceral geral (parassimpático)   Gustação no 1/3 posterior da língua Inervação da parótida Eferente visceral especial Aferente somático geral
  22. 22. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo vago - X Par    Emerge do bulbo no sulco lateral posterior na forma de filamentos radiculares Emerge do crânio pelo forame jugular Percorre o pescoço e o tórax, terminando no abdome
  23. 23. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo vago - X Par  Função  Eferente visceral geral   Eferente visceral especial (fonação)   Mm. da faringe e laringe (n. laringeo recorrente) Aferente visceral geral (sensibilidade geral)   Inervação parassimpática das vísceras torácicas e abdominais Faringe, laringe, traquéia, esôfago, vísceras do tórax e abdome Aferente visceral especial
  24. 24. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo vestíbulo-coclear - VIII Par    Penetra na ponte na porção lateral do sulco bulbo-pontino, entre o VII par e o flóculo do cerebelo (ângulo ponto-cerebelar) Ocupa o meato acústico interno (porção petrosa do osso temporal), juntamente com o VII par Função  Aferente somática especial  Equilíbrio (parte vestibular)  Audição (parte coclear)
  25. 25. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo acessório - XI Par  Emerge como filamentos radiculares do bulbo pelo sulco lateral posterior (raiz craniana) e dos segmentos C1-C5/C6 da medula (raiz espinhal)      A raiz espinhal penetra no crânio pelo forame magno Atravessa o forame jugular juntamente com os IX e X pares Divide-se em ramos interno (fibras da raiz craniana) e externo (fibras da raiz espinhal) O ramo interno junta-se ao vago O ramo externo inerva os mm. trapézio e esternocleidomastóideo
  26. 26. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo acessório - XI Par  Função  Eferente visceral especial    Mm. da laringe (raiz craniana – n. laringeo recorrente) Mm. esternocleidomastoideo e trapézio (raiz espinhal) Eferente visceral geral
  27. 27. Nervos Cranianos Estrutura e Função  Nervo hipoglosso - XII Par    Emerge do bulbo pelo sulco lateral anterior na forma de filamentos radiculares Emerge do crânio pelo canal do hipoglosso Função  Eferente somático   Mm. intrínsecos e extrínsecos da língua Motricidade da língua

×