1/27
A GÊNESEA GÊNESE
2/27
Cap. XIX – Os fluidos
Cap. XV – Os milagres do evangelho
– Superioridade da natureza de Jesus
– Sonhos
– Estrela dos ...
3/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
superioridade da natureza de Jesus
Os fatos que o Evangelho relata e que foram
até...
4/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
superioridade da natureza de Jesus
Sem nada prejulgar quanto à natureza do
Cristo,...
5/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
superioridade da natureza de Jesus
Como homem, tinha a organização dos seres
carna...
6/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Sonhos
“José, diz o Evangelho, foi avisado por um
anjo, que lhe apareceu em sonho ...
7/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Estrela dos magos
“Diz-se que uma estrela apareceu aos magos
que foram adorar a Je...
8/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Dupla vista
Entrada de Jesus em Jerusalém
Beijo de Judas
Pesca milagrosa
Vocação d...
9/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Dupla vista
Nada apresentam de surpreendentes estes
fatos, desde que se conheça o ...
10/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Perda de Sangue
É de notar-se que o efeito não foi provocado
por nenhum a...
11/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Perda de Sangue
A corrente fluídica pode ser dirigida pela
vontade do cur...
12/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Cego de Betsaida
Aqui, é evidente o efeito magnético; a cura
não foi inst...
13/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – paralítico
A enfermidade daquele homem era uma
expiação do mal que ele pr...
14/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Os dez leprosos
Curando indistintamente os judeus e os
samaritanos, dava ...
15/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Mão seca - A mulher curvada
Curas realizadas intencionalmente por Jesus
n...
16/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – O paralítico da piscina
Jesus curando no sabádo, protestava contra
o rigo...
17/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – O cego de nascença
Este caso, além da cura, expõe ensinamento
de Jesus re...
18/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – O cego de nascença
A pergunta dos discípulos: Foi algum pecado
deste home...
19/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – O cego de nascença
Se Jesus considerasse falsa semelhante idéia,
ter-lhes...
20/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Curas – Numerosas curas operadas por Jesus
De todos os fatos que dão testemunho d...
21/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Possessos
Com as curas, as libertações de possessos
figuram entre os mais numeros...
22/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Possessos
Outros em que nada tem de duvidosa a ação
dos maus Espíritos, com uma g...
23/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Possessos
O fato de serem alguns maus Espíritos
mandados meter-se em corpos de po...
24/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Possessos
Parece que, ao tempo de Jesus, eram em
grande número, na Judéia, os obs...
25/27
Cap. XI – os milagres do evangelho
Possessos
Os fariseus diziam que por influência dos
demônios é que Jesus expulsav...
26/27
Cap. XV – Os milagres do evangelho
– … Possessos
– Ressurreições (A filha de Jairo - O filho da viúva de Naim)
– Jes...
27/27
“Um dia, as obsessões
individuais virão a ser,
incontestavelmente, arroladas
entre as causas patológicas que
requere...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ag 110316-os milagres do evangelho-i

175 visualizações

Publicada em

Estudo do livro da codificação espirita em ppt " A GÊNESE"

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ag 110316-os milagres do evangelho-i

  1. 1. 1/27 A GÊNESEA GÊNESE
  2. 2. 2/27 Cap. XIX – Os fluidos Cap. XV – Os milagres do evangelho – Superioridade da natureza de Jesus – Sonhos – Estrela dos magos – Dupla vista • Entrada de Jesus em Jerusalém-Beijo de Judas-Pesca Milagrosa-Vocação de Pedro, André, Tiago, João e Mateus – Curas • Perda de sangue - Cego de Betsaida - Paralítico - Os dez leprosos - Mão seca - A mulher curvada - O paralítico da piscina - Cego de nascença - Numerosas curas operadas por Jesus – Possessos A GÊNESEA GÊNESE
  3. 3. 3/27 Cap. XI – os milagres do evangelho superioridade da natureza de Jesus Os fatos que o Evangelho relata e que foram até hoje considerados milagrosos pertencem, na sua maioria, à ordem dos fenômenos psíquicos, isto é, dos que têm como causa primária as faculdades e os atributos da alma. A História registra outros análogos, em todos os tempos e no seio de todos os povos. Repetição indica a existência de uma lei A GÊNESEA GÊNESE
  4. 4. 4/27 Cap. XI – os milagres do evangelho superioridade da natureza de Jesus Sem nada prejulgar quanto à natureza do Cristo, natureza cujo exame não entra no quadro desta obra, considerando-o apenas um Espírito superior, não podemos deixar de reconhecê-lo um dos de ordem mais elevada e colocado, por suas virtudes, muitíssimo acima da humanidade terrestre. A GÊNESEA GÊNESE
  5. 5. 5/27 Cap. XI – os milagres do evangelho superioridade da natureza de Jesus Como homem, tinha a organização dos seres carnais; porém, como Espírito puro, desprendido da matéria, havia de viver mais da vida espiritual, do que da vida corporal, de cujas fraquezas não era passível. O Cristo não precisava de assistência, pois que era ele quem assistia os outros. Agia por si mesmo, em virtude do seu poder pessoal A GÊNESEA GÊNESE
  6. 6. 6/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Sonhos “José, diz o Evangelho, foi avisado por um anjo, que lhe apareceu em sonho e que lhe aconselhou fugisse para o Egito com o Menino” “São numerosos os casos de avisos em sonho, porém, não se deve inferir daí que todos os sonhos são avisos, nem, ainda menos, que tem uma significação tudo o que se vê em sonho.” A GÊNESEA GÊNESE
  7. 7. 7/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Estrela dos magos “Diz-se que uma estrela apareceu aos magos que foram adorar a Jesus; que ela lhes ia à frente indicando-lhes o caminho e que se deteve quando eles chegaram. (Mateus, 2:1 a 12.) Se o fato foi real e não é uma figura, o certo é que não era uma estrela. É possível os espíritos se fazerem visíveis sob formas luminosas A GÊNESEA GÊNESE
  8. 8. 8/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Dupla vista Entrada de Jesus em Jerusalém Beijo de Judas Pesca milagrosa Vocação de Pedro, André, Tiago, João e Mateus E muitos outros fatos, como a negação de pedro A GÊNESEA GÊNESE
  9. 9. 9/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Dupla vista Nada apresentam de surpreendentes estes fatos, desde que se conheça o poder da dupla vista e a causa, muito natural, dessa faculdade. Jesus a possuía em grau elevado e pode dizer-se que ela constituía o seu estado normal, conforme o atesta grande número de atos da sua vida, os quais, hoje, têm a explicá- los os fenômenos magnéticos e o Espiritismo. A GÊNESEA GÊNESE
  10. 10. 10/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Perda de Sangue É de notar-se que o efeito não foi provocado por nenhum ato da vontade de Jesus; não houve magnetização, nem imposição das mãos. Bastou a irradiação fluídica normal para realizar a cura. Mas, por que essa irradiação se dirigiu para aquela mulher e não para outras pessoas, uma vez que Jesus não pensava nela? A GÊNESEA GÊNESE
  11. 11. 11/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Perda de Sangue A corrente fluídica pode ser dirigida pela vontade do curador, ou atraído pelo desejo ardente, pela confiança, numa palavra: pela fé do doente. Razão, pois, tinha Jesus para dizer: Tua fé te salvou. A GÊNESEA GÊNESE
  12. 12. 12/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Cego de Betsaida Aqui, é evidente o efeito magnético; a cura não foi instantânea, porém gradual e conseqüente a uma ação prolongada e reiterada, se bem que mais rápida do que na magnetização ordinária. A GÊNESEA GÊNESE
  13. 13. 13/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – paralítico A enfermidade daquele homem era uma expiação do mal que ele praticara em outras vidas, o dizer-lhe Jesus: “Teus pecados te são perdoados” equivalia a dizer-lhe: “Pagaste a tua dívida; a fé que agora possuis eliminou a causa da tua enfermidade; conseguintemente, mereces ficar livre dela.” A GÊNESEA GÊNESE
  14. 14. 14/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Os dez leprosos Curando indistintamente os judeus e os samaritanos, dava Jesus, ao mesmo tempo, uma lição e um exemplo de tolerância; Dizendo ao samaritano: “Tua fé te salvou”, dá Jesus a entender que o mesmo não aconteceu aos outros. A GÊNESEA GÊNESE
  15. 15. 15/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Mão seca - A mulher curvada Curas realizadas intencionalmente por Jesus no Sábado e que causavam a ira dos fariseus. O poderoso influxo de fluidos curativos de Jesus agiram na mão do homem; Este fato prova que naquela época a maior parte das enfermidades era atribuída ao demônio e que todos confundiam, como ainda hoje, os possessos com os doentes. A GÊNESEA GÊNESE
  16. 16. 16/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – O paralítico da piscina Jesus curando no sabádo, protestava contra o rigorismo dos fariseus. Queria mostrar-lhes que a verdadeira piedade não consiste na observância das práticas exteriores e das formalidades; que a piedade está nos sentimentos do coração. Justificava-se, declarando: “Meu Pai não cessa de obrar até ao presente e eu também obro sem cessar” A GÊNESEA GÊNESE
  17. 17. 17/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – O cego de nascença Este caso, além da cura, expõe ensinamento de Jesus relativo à reencarnação; Relata também a intolerância religiosa que, infelizmente ainda permanece nos dias de hoje; Ser expulso da sinagoga eqüivalia a ser posto fora da Igreja. Era uma espécie de excomunhão. O Catolicismo não se comporta da mesma forma? A GÊNESEA GÊNESE
  18. 18. 18/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – O cego de nascença A pergunta dos discípulos: Foi algum pecado deste homem que deu causa a que ele nascesse cego? revela que eles tinham a intuição de uma existência anterior, pois, do contrário, não teria sentido, visto que um pecado somente pode ser causa de um mal de nascença, se cometido antes do nascimento, portanto, numa existência anterior. A GÊNESEA GÊNESE
  19. 19. 19/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – O cego de nascença Se Jesus considerasse falsa semelhante idéia, ter-lhes-ia dito: “Como houvera este homem podido pecar antes de ter nascido?” Em vez disso, diz que ele estava cego, não por ter pecado, mas para que nele se patenteasse o poder de Deus. Se não era uma expiação do passado, era uma provação apropriada ao progresso daquele Espírito, porquanto Deus, que é justo, não lhe imporia um sofrimento sem utilidade. A GÊNESEA GÊNESE
  20. 20. 20/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Curas – Numerosas curas operadas por Jesus De todos os fatos que dão testemunho do poder e o amor de Jesus, os mais numerosos são, não há contestar, as curas. Aliviando os sofrimentos, prendia a si as criaturas pelo coração e fazia prosélitos mais numerosos e sinceros, do que se apenas os maravilhasse com espetáculos para os olhos. A GÊNESEA GÊNESE
  21. 21. 21/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Possessos Com as curas, as libertações de possessos figuram entre os mais numerosos atos de Jesus. Naquela época, como ainda hoje acontece, atribuía-se à influência dos demônios todas as enfermidades cuja causa se não conhecia, principalmente a mudez, a epilepsia e a catalepsia. A GÊNESEA GÊNESE
  22. 22. 22/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Possessos Outros em que nada tem de duvidosa a ação dos maus Espíritos, com uma grande analogia com o que o espiritismo denomina obsessão. A imensa superioridade do Cristo lhe dava tal autoridade sobre os Espíritos imperfeitos, chamados então demônios, que lhe bastava ordenar se retirassem para que não pudessem resistir a essa injunção. A GÊNESEA GÊNESE
  23. 23. 23/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Possessos O fato de serem alguns maus Espíritos mandados meter-se em corpos de porcos é o que pode haver de menos provável. Um Espírito, porque mau, não deixa de ser um Espírito humano, embora tão imperfeito que continue a fazer mal depois da morte, e é contra todas as leis da Natureza que lhe seja possível fazer morada no corpo de um animal. A GÊNESEA GÊNESE
  24. 24. 24/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Possessos Parece que, ao tempo de Jesus, eram em grande número, na Judéia, os obsidiados e os possessos, donde a oportunidade que ele teve de curar a muitos. Sem dúvida, os Espíritos maus haviam invadido aquele país e causado uma epidemia de possessões. O que Kardec denomina “epidemia de possessões” é o que hoje chamamos “obsessões coletiva” A GÊNESEA GÊNESE
  25. 25. 25/27 Cap. XI – os milagres do evangelho Possessos Os fariseus diziam que por influência dos demônios é que Jesus expulsava os demônios; segundo eles, o bem que Jesus fazia era obra de Satanás É esse mais um ponto de semelhança daquela com a época atual e tal doutrina é ainda a que a Igreja procura fazer que prevaleça hoje, contra as manifestações espíritas. A GÊNESEA GÊNESE
  26. 26. 26/27 Cap. XV – Os milagres do evangelho – … Possessos – Ressurreições (A filha de Jairo - O filho da viúva de Naim) – Jesus caminha sobre a água – Transfiguração – Tempestade aplacada – Bodas de Caná – Multiplicação dos pães – O fermento dos fariseus – O pão do céu – Tentação de Jesus – Prodígios por ocasião da morte de Jesus – Aparição de Jesus, após sua morte – Desaparecimento do corpo de Jesus A GÊNESEA GÊNESE
  27. 27. 27/27 “Um dia, as obsessões individuais virão a ser, incontestavelmente, arroladas entre as causas patológicas que requerem, pela sua natureza especial, especiais meios de tratamento..” Allan Kardec A GÊNESEA GÊNESE

×