Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13

987 visualizações

Publicada em

Relatório de avaliação final, do ano 2012-13 da biblioteca escolar da Escola Secundária de Alcácer do Sal.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
987
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13

  1. 1. Relatório de avaliação Contexto e caracterização 1. Contexto 1.1 Escola/agrupamento 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 1.2 Endereço Estrada Sr dos Mártires 7580-131 Alcácer do Sal 1.3 Oferta Curricular Cursos Científico-Humanísticos: Ciências e Tecnologias; Artes Visuais; Línguas e Humanidades. Cursos Profissionais: Curso Técnico de Sistemas Informáticos; Curso Técnico de Animação Socio-Cultural. Curso de Educação e Formação 1.4. Dados Escolares 1.4.1. Taxa média de transição/conclusão 64,00% 1.4.2. Taxa de abandono escolar -1.4.3. Nº de alunos com apoios educativos 15 2. Intervenientes no processo de avaliação Ano / Ciclo de Ensino Pré-Escolar 1.º Ano 2.º Ano 3.º Ano 4.º Ano Total 1.º Ciclo 5.º Ano 6.º Ano Outros cursos * Total 2.º Ciclo 7.º Ano 8.º Ano 9.º Ano Outros cursos * Total 3.º Ciclo 10.º Ano 11.º Ano 12.º Ano Outros cursos * Total N.º de N.º de % Alunos intervenientes ---------------0.0 0.0 ---------0.0 0.0 ---77 7 9,09% 30 6 20,00% ---107.0 13.0 59 7 11,86% 49 6 12,24% 61 6 9,84% 56 9 16,07% 332.0 41.0 Departamento/ outros intervenientes N.º de com funções pedagógicas Docentes Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 1/25 N.º de inquiridos %
  2. 2. ---Expressões Ciências Sociais e Humanas Ensino Especial Línguas e Humanidades Matemática e Ciências Experimentais Total Pais/ encarregados de educação -- N.º Outros a definir N.º ---- ---0.0 Total Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 2/25 N.º de % inquiridos --- -N.º de % inquiridos -- --- --- -0.0 ---9 11 2 10 14 46.0 ------2 22,22% 3 27,27% 1 50,00% 2 20,00% 3 21,43% 11.0
  3. 3. Secção A D. Gestão da biblioteca escolar D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. D.1.1 Integração/ação da BE na escola/agrupamento Evidências A Biblioteca Escolar (BE) está contemplada nos seguintes documentos: Regulamento Interno e Projeto Curricular de Escola; estes documentos referem a missão da BE, os seus objetivos, a sua organização, o seu funcionamento e a gestão dos recursos humanos, (v. os referidos documentos na página Web da escola). A BE é também referida nos Conselhos de Turma, na medida em que algumas atividades das turmas passam pela BE e pela sua equipa. O plano anual de actividades da BE tem em conta as finalidades do projeto educativo da escola e está relacionado com o plano anual de actividades da mesma e com o tema central do ano letivo de 2012/2013, a saber, promoção da leitura e da escrita. A professora bibliotecária tem assento no conselho pedagógico como coordenadora da equipa da BE onde intervém mensalmente para apresentar projetos, atividades e iniciativas de integração da BE na escola (ver atas de reuniões do Conselho Pedagógico - página web da escola). A professora bibliotecária apresentou em conselho pedagógico: - O balanço das atividades da BE referentes a 2011/2012 (v. ata de equipa pedagógica da BE e do conselho pedagógico de novembro de 2012 - página web da escola); - Os resultados do modelo de autoavaliação implementado; - Os pontos fracos e fortes e as medidas de ação apontadas, no sentido de ultrapassar os pontos fracos; - Os principais critérios de desenvolvimento da coleção. O regimento da BE é apresentado e reestruturado, em sede de Conselho Pedagógico, tendo em conta as sugestões do mesmo e as necessidades da escola (v. atas de Conselho Pedagógico do presente ano letivo página web da escola e atas da equipa pedagógica da Biblioteca Escolar). A professora-bibliotecária reúne-se assiduamente com a direção da escola e com alguns grupos disciplinares. Da análise dos questionários feitos aos docentes (QD4) verificou-se que 71,4% dos docentes inquiridos consideram a gestão da BE muito eficaz e capaz de favorecer o trabalho com os alunos e a articulação com o currículo. Pontos fortes identificados A integração da BE na escola está muito consolidada. A referência à BE e à sua missão é feita de forma explícita e precisa em documentos reguladores da escola, no plano anual de atividades e nalguns Conselhos de turma (Projetos Curriculares de Turma) onde os alunos realizam atividades com a BE. Pontos fracos identificados Não sendo propriamente um ponto fraco, o facto de se ter constituído um agrupamento de escolas, em meados de maio, levanta ainda algumas dificuldades a uma integração plena da BE relativamente aos restantes espaços, valências e comunidade escolar do agrupamento, apesar de já existir um protocolo estabelecido com a BE da Escola Básica Pedro Nunes no que diz respeito à partilha de recursos e realização de atividades em comum (v. protocolo de colaboração entre as BE). D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direção, administração e gestão da escola/agrupamento Evidências A direção do agrupamento entre o segundo e o terceiro períodos procedeu ao alargamento da equipa da BE de três elementos a seis (de diferentes grupos disciplinares). A BE tem um assistente operacional a tempo inteiro (v. equipa da BE - página web da escola). A direção da escola disponibilizou, no ano letivo de 2012/2013, uma verba de 300 euros, além das verbas que estavam indicadas no Plano Anual de Atividades(PAA), para atualização da coleção e realização de atividades. A professora bibliotecária apresentou em conselho pedagógico, entre outras iniciativas, os programas das Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 3/25
  4. 4. atividades relativas à Semana da Leitura, "O escritor vai à escola", Dia Internacional da Mulher, 1ª, 2ª e 3ª fases do Concurso Nacional de Leitura (v. atas do conselho pedagógico - página web da escola e página de Facebook da BE).A professora bibliotecária reúne-se com o grupo disciplinar de Português a propósito das atividades do Plano Nacional de Leitura (PNL). A diretora do agrupamento considerou como 'implementado com sucesso' seis dos sete pontos referentes à forma como a BE é apoiada para desenvolver as competências e o sucesso dos alunos, a saber, articulação pedagógica e curricular com os departamentos, demais estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e docentes; implementação de procedimentos para o desenvolvimento de competências de informação; de competências tecnológicas, de competências de leitura; na identificação de necessidades de formação para o desenvolvimento das competências tecnológicas e de literacias de informação dos docente; nas decisões relacionadas com a política de gestão da informação na escola/no agrupamento, ligação ao PTE e a outros projetos. Considerou como ‘implementado, mas a requerer ações para melhoria’ o ponto referente `a integração dos seus recursos e possibilidades de trabalho no processo de planificação e no desenvolvimento das atividades formativas e curriculares dos departamentos, demais estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e docentes, apoio dado à BE na identificação de necessidades de formação para o desenvolvimento das competências tecnológicas e de literacias de informação dos docentes. Pontos fortes identificados A BE é apoiada pelos órgãos de direção, administração e gestão da escola sendo-lhe atribuída uma verba consoante as necessidades que apresenta. É percecionada como um serviço indispensável na vida da escola. A direção da escola disponibilizou alguns recursos humanos e orçamentais indispensáveis ao seu funcionamento, afetando, aproximadamente, metade do horário de uma docente, colocada na escola sem componente letiva, ao serviço da BE. Pontos fracos identificados Não existe uma verba anual para despesas correntes da BE. As verbas são disponibilizadas mediante listas de necessidades indicadas em determinados momentos. D.1.3 Resposta da BE às necessidades da escola/agrupamento Evidências A BE tem um horário que cobre as principais necessidades da escola. A BE funciona de 2ª a 6ª feira, das 09:0 às 17:00. Nos quinze dias observados (5 dias por período letivo)houve, sensivelmente, 1845 visitas, entre alunos, professores e funcionários o que corresponde a uma média de 123 visitas por dia. Ao longo do ano letivo foram feitas 4755 utilizações de equipamentos informáticos, dos quais 1885 utilizações foram direcionadas para trabalhos escolares e 2870 para lazer. A professora-bibliotecária reúne, ao longo do ano, com diferentes grupos disciplinares no sentido de articular atividades em comum. Calendarizou com os diretores das turmas que chegam à escola, de modo a realizar uma visita guiada e proceder a uma formação de utilizadores, tendo em conta os diferentes recursos da BE (v. folheto de utilizador da BE). Produziu também os seguintes documentos pedagógico-didáticos: sinopse/ficha de leitura das obras da 2ª e 3ª fase do Concurso Nacional de Leitura; ficha de leitura e análise de conteúdo; guião de análise obra/literária/obra cinematográfica; Como elaborar um resumo; Dicas de segurança na net (v. documentos referidos e página web da escola). A BE desenvolveu projetos/atividades de articulação com a escola, a saber, 'Curtas de Terror' com o grupo disciplinar de Inglês 'Leiturando'; 'A Estatística Vai à Escola'; Apresentação dos livros, 'Mulheres de Armas', 'Plano Bullying - como apagar o bullying das escolas' (parceria com a Biblioteca Municipal), 'Perdidos', pelos autores, respetivamente, Isabel Lindim, Luís Fernandes e Rute Canhoto; Participação em concursos nacionais - Pordata e Concurso Nacional de Leitura; partipação em iniciativas da Biblioteca Municipal, Maratona da Leitura para assinalar o Dia Internacional do Livro e com a BE da Escola P. Nunes com o projeto 'Leituras Trocadas'. Também participou, igualmente, com os professores de Ensino Especial (Serafim Inocêncio e Ana Semião) e com a professora da equipa da BE, Mavilde Albino, no acompanhamento, em diversas atividades (lazer, Clube de Artes) dos alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente, a saber, Rute Melenas, José Diogo Correia, Cláudia Faustino e Duarte Sousa. Pontos fortes identificados O horário da BE responde grandemente às necessidades dos alunos e dos professores. Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 4/25
  5. 5. A taxa de utilização da BE por alunos, professores e funcionários é muito elevada e, no caso dos alunos inquiridos, regista-se que 100% dos mesmos utiliza a BE. Os recursos e os serviços da BE são todos utilizados, com destaque maior para a pesquisa na Internet e para a leitura na BE. A BE articula atividades e projetos com todas as estruturas pedagógicas da escola, disponibiliza os seus recursos e os materiais pedagógicos que produz e procede à formação de utilizadores. Questionários – alunos (QA4): 85,4% dos alunos consideraram que o horário da BE é adequado e responde às suas necessidades de acesso;85,2,8% dos alunos afirmaram que vão à BE todos os dias ou 1 ou 2 vezes por semana;81,2% dos alunos foram de opinião de que o regulamento de funcionamento da BE é adequado e responde às suas necessidades; 100% dos alunos afirmaram que a equipa da BE presta apoio aos utilizadores, se pedirem ajuda, quando precisam de um livro, de realizar uma pesquisa ou de fazer um trabalho;79,2% dos alunos consideraram que a BE informa a comunidade acerca das matérias existentes; 87,5% dos alunos consideraram que na BE existe documentação variada; 100% dos alunos opinaram no sentido de que o trabalho do professor bibliotecário e da equipa no acesso à BE, no apoio à pesquisa de informação e na realização de trabalhos se situa entre muito bom (68,8%) e bom (31,2%). Questionários – docentes (QD3): 76,5% dos docentes afirmaram que o horário de funcionamento da BE é muito bom; 76,5% dos docentes consideraram que a gestão da BE é muito eficaz e capaz de favorecer o trabalho com os alunos e a articulação com o currículo; 76,5 dos docentes consideraram muito bom o trabalho articulado com os docentes e o apoio ao desenvolvimento curricular, 23,5% consideraram bom; 82,4% dos docentes fizeram um balanço global do impacto da BE na vida da escola e no apoio ao seu trabalho enquanto docente como muito bom, 17,6% como bom; 70,6% dos docentes consideraram como muito bom a criação de condições de acesso e acompanhamento aos utilizadores na pesquisa e uso da informação e 29,4% consideraram como bom; 58,8% dos docentes consideraram como muito bom a criação de condições para o uso das TIC e para exploração e uso qualificado da Internet e disseminação de ferramentas Web, 35,3% consideraram como bom e 76,5% dos docentes considerou como muito bom a criação de condições para a promoção da leitura. Pontos fracos identificados A BE necessita de reforçar, pelo menos, em dois computadores os seus recursos tecnológicos. A BE necessita de maior diversidade nas revistas que disponibiliza e adequar melhor as revistas da zona informal ao público-alvo que, no próximo ano letivo, irá integrar um conjunto mais alargado de discentes (7º ano de escolaridade). D.1.4 Avaliação da BE na escola/agrupamento Evidências A BE implementa ao longo do ano instrumentos de recolha de informação sobre empréstimos de fundo documental – domiciliários, para a sala de aula e na própria biblioteca. A BE apresenta balanços/pontos da situação da execução do plano anual de atividades e das necessidades que vai realizando e apresentando ao longo do ano (v. atas do conselho pedagógico - página web da escola). A BE implementa o Modelo de auto-avaliação da biblioteca escolar através da aplicação dos respetivos questionários e elabora o relatório com referência aos pontos fortes e àquilo que deve ser objeto de melhoria. O relatório é divulgado ao diretor e ao conselho pedagógico (em reunião do 1º período do ano letivo seguinte; v. presente relatório). Questionário – director (v. CK1): O director considerou como 'implementado com sucesso' o apoio dado no processo de avaliação da BE, sendo facilitadas as condições necessárias à sua realização, e a inclusão de referências concretas à BE na autoavaliação da escola/do agrupamento, pelo seu contributo para a qualidade do ensino e da aprendizagem. Pontos fortes identificados O horário da BE responde grandemente às necessidades dos alunos e dos professores. A taxa de utilização da BE por alunos, professores e funcionários é muito elevada e, no caso dos alunos inquiridos, regista-se que 100% dos mesmos utiliza a BE. Os recursos e os serviços da BE são todos utilizados, com destaque maior para a pesquisa na Internet e para a leitura. 100% dos alunos inquiridos consideram que a equipa da BE e a professora bibliotecária lhes prestam apoio quando procuram documentos e recursos diversos; 100% dos docentes (média entre os que consideram Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 5/25
  6. 6. muito bom e bom) consideram a BE como tendo um impacto forte na escola/no agrupamento e no seu trabalho. A BE articula atividades e projetos com todas as estruturas pedagógicas da escola, disponibiliza os seus recursos e os materiais pedagógicos que produz, procede à formação e acompanhamento dos utilizadores. Pontos fracos identificados Não foram encontrados pontos fracos. D.2 Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços. D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento Evidências A professora bibliotecária / coordenadora da equipa da BE participou nas seguintes reuniões: - Conselho Pedagógico – Ver indicadores D.1.1 e D.1.2; - PNL – Ver indicador D.1.2; - Departamentos/Grupos disciplinares – Ver indicador D.1.3; - Professora bibliotecária da Escola Básica Pedro Nunes (estabelecimento de ensino do agrupamento recentemente formado – Ver indicador D.1.3); - Equipa da BE – A professora bibliotecária/coordenadora da equipa da BE presidiu às reuniões da equipa, distribuiu tarefas e competências aos seus elementos e partilhou conhecimentos com todos (v. extratos de atas da equipa da BE). Projetos e atividades: Ver os listados no indicador D. 1.3 A professora bibliotecária celebrou: - parcerias internas com as seguintes estruturas pedagógicas da escola/do agrupamento: departamentos; BE da Escola Básica Pedro Nunes (v. protocolo); - parceria externa com a Biblioteca Municipal (v. indicador D. 1.3). Questionários – docentes (QD4): 70,6% dos inquiridos consideraram com muito bom a capacidade de liderança do professor bibliotecário, trabalho com os departamentos, docentes e alunos na gestão da BE, 29,4% dos inquiridos consideraram como bom este parâmetro; 76,5% dos inquiridos consideraram como muito boa a interação da BE com a escola, 23,5% consideraram como boa e 64,7% dos docentes inquiridos consideraram como muito boa a articulação de atividades e partilha de recursos entre as escolas/bibliotecas do agrupamento, 35,3% consideraram boa. Pontos fortes identificados A capacidade de liderança da professora bibliotecária e trabalho global da mesma e da sua equipa é reconhecida pelos utilizadores e considerada como forte e consistente (v. resultados dos questionários aos alunos e docentes). A professora bibliotecária define com os elementos da equipa as funções e as tarefas de cada um e mobiliza-os para o trabalho a desenvolver. Estes contribuem, também, com sugestões, para a dinâmica e trabalho da BE. A comunicação entre a professora bibliotecária e os diversos órgãos de direção, administração e gestão da escola/do agrupamento, é regular, está consolidada e garante a gestão dos recursos físicos e humanos afetos à BE. O trabalho da professora bibliotecária com os docentes e com os representantes de outras estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica é feito regularmente para divulgar atividades, articular projetos e assegurar a utilização rentável dos serviços. A professora bibliotecária preocupa-se com a promoção da leitura e da literacia informática e dinamiza atividades nesse âmbito. A professora bibliotecária promove a realização de parcerias, internas ou externas à Escola/ao agrupamento, e potencia as condições do acesso dos utilizadores aos meios existentes. Pontos fracos identificados A integração da BE no trabalho curricular dos docentes, o desenvolvimento de competências digitais e da literacia da informação deve ser mais reforçado, em termos futuros, pela professora bibliotecária e pela equipa. D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na escola/agrupamento Evidências A professora bibliotecária (PB)/coordenadora da equipa da BE fez formação especializada (curso de Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 6/25
  7. 7. especialização em 'Gestão de informação educacional-Bibliotecas Escolares', na Escola Superior de Educação de Beja) e contínua, certificada e creditada, em bibliotecas escolares e em TIC, tendo, nos termos da legislação em vigor, e até julho de 2013, 36,6 pontos na área específica de bibliotecas escolares (curso de especialização e ações de formação creditadas contínuas)e 50 horas em TIC. A professora bibliotecária é coordenadora da equipa da BE (2010/2011 a 2012/2013) há três anos e fez parte da equipa da BE durante um ano (2009/2011). A equipa da BE é constituída por quatro professores, além da PB, sendo que até ao 2º período estavam dois professor na equipa e no 3º período a direção encaminhou mais dois. O total de tempos letivos dos professores da equipa, no final do ano letivo, era de 26. A equipa da BE é coadjuvada também por uma assistente operacional, com formação na área das BE, e com 35 horas semanais no período diurno. A equipa é coadjuvada por um aluno (curso profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos)que estava, semanalmente, na BE, seis tempos letivos. A professora bibliotecária/coordenadora da equipa da BE presidiu às reuniões da equipa,distribuiu tarefas e competências aos seus elementos, partilhou conhecimentos com todos (v. atas da equipa da BE). Questionários – alunos (v. QD4): 100% dos alunos afirmaram que a equipa da BE presta apoio aos utilizadores, se pedirem ajuda, quando precisam de um livro, de realizar uma pesquisa ou de fazer um trabalho. 68,8%% dos alunos opinaram no sentido de que o trabalho do professor bibliotecário e da equipa no acesso à BE, no apoio à pesquisa de informação e na realização de trabalhos é muito bom e 31,2% considerou bom. Questionários – docentes (v. QD4):68,8% dos docentes consideraram como muito bom o trabalho da equipa na criação de instrumentos de apoio ao trabalho escolar e aos utilizadores, 31,2% como bom. Questionário – director (v. CK1):O director considerou como 'implementado com sucesso' os recursos humanos – docentes e não docentes – necessários em número, disponibilidade e competências para o bom funcionamento da BE. Questionário – auto-avaliação do professor bibliotecário (v. CK2): A professora bibliotecária considerou como 'implementado com sucesso' o parâmetro 3.'a forma como gere a equipa fomentando boas relações interpessoais(...)'. Pontos fortes identificados A formação e as competências da professora bibliotecária / coordenadora da equipa da BE são adequadas às funções que desempenha. A equipa da BE mostrou uma boa capacidade de trabalho colaborativo na realização das principais tarefas a que se propuseram, estando sempre disponível para a auto-formação. A assistente operacional tens conhecimentos e formação adequada às necessidades da BE. A colaboração de um voluntário, aluno do curso profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos foi importante para adequar os recurso humanos às necessidades de funcionamento da BE, na medida em que este aluno trabalhava diretamente com outros discentes, no sentido de prestar apoio à utilização das TIC e na formação de utilizadores(v. ata de reunião da equipa pedagógica da BE). Igualmente importante foi a colaboração de um ex-aluno da escola, licenciado em Serviço Social que dinamizou atividades no âmbito Educação pela Cidadania, assinalando, na BE, com alunos da Escola Secundária de Alcácer do Sal e da Escola Básica Pedro Nunes algumas datas importantes, como o Dia Internacional dos Direitos Humanos (10 de dezembro). Pontos fracos identificados A equipa deveria ser mais estável, desde o princípio do ano letivo até ao seu término. Deveria igualmente apresentar-se mais pluridisciplinar para responder às diferentes necessidades relativas à realização das atividades da BE. Seria necessária mais uma assistente operacional, num número mais reduzido de horas, para fazer face à grande afluência que, em determinados dias da semana, se faz sentir. D.2.3 Adequação da BE em termos de espaço às necessidades da escola/agrupamento Evidências O espaço da BE contempla todas as zonas e áreas definidas pela RBE (v. planta na base de dados da RBE – 2012/2013): - Zona nuclear: área de atendimento, área de leitura informal, área de consulta de documentação impressa, área de consulta audiovisual, área multimédia e de Internet; - Gabinete de tratamento documental; - Arrecadação; - Sala polivalente. A área da zona nuclear é de 193 m2 e a área total dos restantes espaços é de 83 m2 (v. base de dados da RBE – 2012/2013). O número total de lugares sentados na zona nuclear é de 70, na zona de tratamento documental, 2 lugares e Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 7/25
  8. 8. 24 na zona polivalente (v. base de dados da RBE – 2012/2013). O mobiliário abarca as mesas, as cadeiras, as estantes, os armários, os expositores, os arquivos, as secretárias fornecidos pela Empresa Parque Escolar, dispostos no local de acordo com o projeto articulado entre esta empresa e a RBE (v. base de dados da RBE – 2012/2013). Questionários – alunos (v. QA4): 100% dos inquiridos afirmaram que a área da BE é adequada para circularem à vontade e realizarem bem os trabalhos. Questionários – docentes (v. QD4): 88,2% dos docentes consideraram com o parâmetro muito bom a área, a organização do espaço, o mobiliário existente e as condições de acomodação nas deslocações com alunos. Observação: A dimensão das cadeiras, apesar de em termos ergonómicos se adaptar à faixa etária dos alunos, não é compatível com a dimensão das mesas; deste modo, algumas cadeiras vão ficando danificadas, exigindo um cuidado constante no sentido de as arranjar. Pontos fortes identificados O espaço da BE contempla uma diversidade de valências que corresponde de forma muito adequada às necessidades da escola e dos utilizadores da BE. O espaço da BE tem uma área, uma organização e um número de lugares sentados muito adequados às necessidades dos utilizadores. O mobiliário e o equipamento garantem uma utilização individual e em grupo, permitem uma taxa de ocupação, em simultâneo, de aproximadamente 96 utilizadores (tendo em conta a área principal da BE e a sala polivalente ou 'multiusos') e asseguram uma boa qualidade de trabalho. Pontos fracos identificados As cadeiras fornecidas pela Empresa Parque Escolar, além de não possuírem as dimensões adequadas às mesas, também não se têm mostrado muito resistentes à sua constante utilização. D.2.4 Adequação dos computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrupamento. Evidências O equipamento informático é constituído por: - 10 computadores fixos do PTE, com ligação à Internet, para os utilizadores; - 4 computadores portáteis do CRIE, para os utilizadores e para o gabinete da coordenação da BE; - 1 computador fixo com ligação à Internet para o atendimento e tratamento documental. O equipamento fotográfico digital é constituído por uma máquina fotográfica. O equipamento vídeo é constituído por um televisor com leitor de vídeo/DVD e um leitor VHS. Existem três projetores multimédia. O hardware está atualizado (95% tem cerca de 2 anos) e o software é recente. A escola / o agrupamento dispõe de página Web e de plataforma Moodle, estando a BE aí contemplada (v. página web da escola) A BE divulga os recursos digitais organizados pela RBE e disponibiliza as ferramentas Web disponíveis em linha ou no software dos computadores. Questionários – alunos (v. QA4): 75% dos alunos consideraram que os computadores respondem às suas necessidades e que têm permitido a realização dos trabalhos. Questionários – docentes (v. QD4): 58,8% dos docentes consideraram como muito bom o número, a atualização e a adequação dos equipamentos tecnológicos da BE, 29,4% consideraram que é bom e 11,8%, razoável. 47,1% dos docentes consideraram como muito bom a disponibilização de recursos e de ferramentas Web para acesso, produção e difusão de informação, 35,3% consideraram bom, 17,6% consideraram razoável. Pontos fortes identificados O equipamento informático da BE é recente, tem software atualizado, embora o número ainda não esteja totalmente adequado às necessidades da escola e dos utilizadores. A BE utiliza as ferramentas Web e incentiva o seu uso. O bom nível de equipamentos tecnológicos é reconhecido por 81,6% dos utilizadores (média entre 75% dos alunos e a soma de 58,8% com 29,4% dos docentes que responderam entre muito bom e bom, ou seja, 88,2%). Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 8/25
  9. 9. Pontos fracos identificados A BE precisa de reforçar o seu equipamento em, pelo menos, dois computadores e necessitaria, igualmente, de atualizar alguns materiais de cariz tecnológico, tais como uma câmara de vídeo, um tablet e um ereader, mais adaptados às crescentes necessidades do agrupamento recentemente formado. D.3 Gestão da coleção/da informação. D.3.1 Planeamento/ gestão da coleção de acordo com a inventariação das necessidades curriculares e dos utilizadores da escola/agrupamento Evidências As normas de desenvolvimento da coleção da BE foram elaboradas de acordo com as orientações da RBE, contemplam critérios para a seleção, o desbaste, a oferta, a doação, a aquisição e a circulação do fundo documental que faz parte da coleção da BE (v. ata de equipa pedagógica e página web da escola). A equipa da BE procede anualmente à avaliação da coleção e toma decisões sobre o desbaste ou a aquisição de novos materiais (v. ata de equipa pedagógica). A BE solicita, anualmente, a todos os professores da escola e aos alunos que frequentam a BE, sugestões de títulos a adquirir com a verba atribuída pela direção. A BE divulga, em papel e em linha, à escola/ao agrupamento algumas das novas aquisições efetuadas (v. página web da escola e página da BE no Facebook). A BE aplica anualmente as verbas atribuídas pela escola (300 euros no ano letivo de 2012/2013). Questionário – desenvolvimento da coleção (v. CK3): O parâmetro 'o desenvolvimento da coleção faz-se de forma planeada, de acordo com uma avaliação sistemática da coleção e com os critérios formalizados na Política de desenvolvimento da coleção' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. O parâmetro ‘o órgão de gestão atribui uma verba para o desenvolvimento da coleção e os fundos documentais são atualizados, pelo menos, anualmente’ foi considerado como 'desenvolvido, mas a requerer ações para melhoria'. O parâmetro 'a BE desenvolve uma política de difusão da informação, recorrendo a diferentes meios e aos novos dispositivos facultados pela Web' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. O parâmetro 'existe uma rede de partilha de recursos documentais e de pesquisa/organização de informação relacionada com as necessidades de informação dos utilizadores no agrupamento, com outras bibliotecas e com a biblioteca municipal' foi considerado como 'desenvolvido, mas a requerer ações para melhoria'. Pontos fortes identificados O desenvolvimento da coleção da BE é sempre orientado por critérios e princípios analisados tendo em conta as necessidades dos utilizadores e dos currículos. A informação sobre as novas aquisições é disponibilizada aos utilizadores. Pontos fortes identificados O desenvolvimento da coleção da BE é sempre orientado por critérios e princípios analisados tendo em conta as necessidades dos utilizadores e dos currículos. A informação sobre as novas aquisições é disponibilizada aos utilizadores. Pontos fracos identificados Nem sempre os docentes dos diferentes grupos disciplinares colaboram no envio de sugestões para a BE quando são solicitados. D.3.2 Adequação dos livros e de outros recursos de informação (no local e em linha) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na escola/agrupamento. Evidências Os documentos impressos estão distribuídos pelas nove áreas do saber estipuladas na Classificação Decimal Universal (Língua. Linguística. Literatura, Geografia, Biografias, História, Generalidades, Ciências Sociais, Matemática, Ciências Naturais, Filosofia/Psicologia, Arte, Desporto, Medicina, Tecnologia, Ciências Aplicadas, Religião). Os documentos não impressos estão distribuídos de forma equilibrada em termos de suporte e abrangem filmes, documentários, música, poesia e materiais didáticos, além dos ebooks disponibilizados na plataforma Wuala, já referida anteriormente.(v. base de dados da RBE – 2012/2013 e https://www.wuala.com/profbiblio/A/?key=IDZXscXGoQUn) Pontos fortes identificados A coleção da BE é muito usada pelos utilizadores no local, em casa, na sala de aula e noutros espaços da Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 9/25
  10. 10. escola, através da política de empréstimos domiciliária e para utilização na sala de aula. Pontos fracos identificados Necessidade de dotar a BE com uma verba para despesas correntes de modo a, mais facilmente, responder às necessidades do agrupamento. A integração na coleção de recursos em linha deve ser desenvolvida. D.3.3 Uso da coleção pelos utilizadores da escola/agrupamento Evidências Durante o ano letivo foram consultados presencialmente 2278 livros, levados para trabalho com em sala de aula, 424 e para empréstimo domiciliário,782 documentos, entre monografias, Cd e DVD. A BE organiza sessões de formação de utilizadores sobre a coleção e o uso da mesma (v. ficha de trabalho – receção de alunos na BE). O número de empréstimos domiciliários ou para a sala de aula abrange, além dos alunos, professores e funcionários, os dois níveis de ensino da escola (3º ciclo e ensino secundário). Questionários – alunos (v. QA4): 100% dos alunos afirmaram que encontram os livros ou outros documentos que procuram. 58,3% dos alunos responderam que o catálogo é útil nas suas pesquisas e 41,7% disseram que não. Questionários – docentes (v. QD4): 62,5% dos docentes classificaram com o parâmetro muito bom a disponibilização de informação relacionada com o trabalho escolar / currículo, 37,5% considerou bom. A professora bibliotecária declarou como 'implementado, mas a requerer ações para melhoria' o parâmetro 'cria condições de acesso aos recursos e desenvolve estratégias de acompanhamento e de formação aos utilizadores. Questionário – desenvolvimento da coleção (v. CK3): O parâmetro 'o empréstimo domiciliário é implementado e regista índices de requisição elevados' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. O parâmetro 'a coleção regista índices de utilização muito elevados pelos alunos' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. O parâmetro 'a coleção regista índices de utilização muito elevados pelos docentes' foi considerado como 'desenvolvido, mas a requerer ações para melhoria'. O parâmetro 'a BE produz informação relacionada com a formação dos alunos, com projetos ou atividades em desenvolvimento ou com o desenho curricular' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. Pontos fortes identificados A coleção da BE é muito usada pelos utilizadores no local, em casa, na sala de aula e noutros espaços da escola, através da política de empréstimos domiciliária e para a utilização na sala de aula. Pontos fracos identificados É necessário estender o uso dos documentos da BE aos utilizadores de todo o agrupamento formado recentemente. D.3.4 Organização da informação. Informatização da coleção Evidências O tratamento da coleção da BE obedece a procedimentos normalizados. catalogação, classificação e indexação da coleção da BE são asseguradas pela equipa da BE e feitas de acordo com a Classificação Universal Decimal (CDU). A catalogação automatizada recorre ao software Porbase/Prisma (v. base de dados da RBE – 20102/2013). Questionário – desenvolvimento da coleção (v. CK3): O parâmetro 'a informação está organizada segundo um sistema de classificação normalizado' foi considerado como 'desenvolvido com sucesso'. Pontos fortes identificados A coleção da BE está bem organizada e permite a recuperação de documentos de forma rápida. A coleção está maioritariamente catalogada e informatizada. Pontos fracos identificados Não foram encontrados pontos fracos. Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 10/25
  11. 11. D.3.5 Difusão da informação Evidências A informação é difundida através da página web da escola, de folhetos informativos disponibilizados aos utilizadores, da rede social LibraryThing e da página do Facebook. A BE concebe atividades à volta da promoção dos livros durante a Semana da Leitura, o Dia Mundial da Poesia, nas ações da atividade de leitura "Leiturando" e na apresentação de obras por parte dos seus autores. A BE divulga listagens das aquisições feitas para reforço e atualização da coleção na sala de professores e no espaço da BE. A atividade "Livro do mês" e Filme do mês" permite, igualmente, aos utilizadores contactar com a coleção. A BE possui, junto à zona de leitura informal, um espaço dedicado à exposição de novidades. Pontos fortes identificados A BE divulga regularmente a sua coleção e recorre para isso a uma diversidade de meios de difusão. Pontos fracos identificados Desenvolver a base de dados, acrescentando mais títulos e informações, que se encontra na rede social "Library Thing". Quadro Síntese D. Gestão da biblioteca escolar Motivo da escolha do domínio Após, nos anos anteriores, a BE ter passado pelos restantes domínios (A, B e C) considerou-se que seria importante para a organização e melhor dinamização da BE escolher o Domínio D, referente à gestão da Biblioteca Escolar. Nível obtido 4.00 Ações para melhoria Na medida, em que o agrupamento se constituiu apenas em meados de maio do presente ano, a escola e a BE devem reforçar alguns dos seus materiais de modo a adequar-se à maior quantidade de alunos e professores que serão possíveis utilizadores das valências da BE, mobilizando mais recursos, materiais e humanos. Continuar, e reforçar, o trabalho partilhado com os diferentes departamentos e estruturas da escola nas atividades da BE. Observações -Nível obtido 4.00 Ações para melhoria A BE, na medida em que regista uma grande afluência de utilizadores necessitaria de mais horas de trabalho (atendimento) de outra assistente operacional. Seria, igualmente, necessário, como já foi referido, dois computadores para os utilizadores e uma impressora, pois a BE procede ao tratamento documental e à colocação de cotas nos documentos. A equipa da BE deve ser constituída no início do ano letivo, mantendo-se estável ao longo do mesmo, e apresentar uma formação pluridisciplinar. Observações No decorrer do presente ano letivo, a professora bibliotecária teve apenas dez horas das treze horas previstas na legislação do professor bibliotecário da escola com menos de 400 alunos. Este fator foi uma forte condicionante do desenvolvimento do trabalho necessário e nas ações fundamentais que o professor bibliotecário deve exercer. Nível obtido 3.71 Ações para melhoria Continuar a explorar e implementar as diversas valências do programa de tratamento documental (Prisma), Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 11/25
  12. 12. de modo a operacionalizar com maior rapidez e qualidade os serviços da BE. Observações -Fontes de evidências Neste item pode incluir excertos ou referências de diferentes documentos. Limite máximo de 2500 caracteres. Documentos de gestão da Escola/ Agrupamento (Projeto Educativo, Projeto Curricular, Plano de Ação, Regulamento Interno, Plano Anual de Atividades, relatórios de avaliação, currículos profissionais da equipa da BE, outros.) ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL ANO LECTIVO 2012/2013 Atividades Objectivos Dinamizadores Destinatários Recursos Custos (est.) Localização Data Atualização do espaço da Biblioteca Escolar na página da escola. Atualização da página da Biblioteca Escolar no Facebook - Dar conhecimento à comunidade educativa das actividades, aquisições e principais novidades da biblioteca. - Divulgar trabalhos realizados pela equipa da BE/CRE e de professores/alunos que colaborem com a Biblioteca. Equipa da Biblioteca Escolar (BE) Comunidade educativa Computador --- ESAS Ligação à página da escola (EsasDigital) Ao longo do ano lectivo Mês das Bibliotecas: - Visita guiada aos alunos do décimo ano e Curso de Educação e Formação. - Palestra para docentes com Cristina Taklim acerca das Bibliotecas Escolares. - Mostrar o espaço e as valências da biblioteca. Equipa da BE Directores de turma, outros docentes Biblioteca Municipal Alunos do 10º anos Computador, impressora, papel, material audiovisual 5 € Biblioteca Outubro Biblioteca Escolar – Plano de Actividades Atividades Objectivos Dinamizadores Destinatários Recursos Custos (est.) Localização Data Atividades no âmbito da formação para a cidadania e da temática do homem enquanto ser social, (em parceria com o voluntário Rui Espada). - Desenvolver competências sociais. - Promover a educação para a cidadania nos discentes. Equipa da BE, voluntário Rui Espada e outros docentes Discentes dos diferentes níveis de escolaridade Computador, impressora, papel, material audiovisual 10 € BE e salas de aula Ao longo do ano lectivo O Escritor vem à escola (apresentação da obra da escritora Dina Barco, em parceria com o Agrupam de Escolas de A.do Sal e/ou do autor Joaquim Marques). - Proporcionar o contacto dos discentes com um(a) autor(a) e com o processo criativo. -Desenvolver o gosto pela leitura. Equipa da BE Turmas do 8º ano Turmas do ensino secundário Computador, impressora, papel, material audiovisual 20€ ESAS 25 de janeiro de 2013 2º/3º Período Segurança na Net (atividade em parceria com o grupo de Informática). - Promover atitudes de segurança e responsabilidade Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 12/25
  13. 13. relativamente ao uso de recursos da net. Equipa da BE Professores do grupo de Informática 8º/9º anos Material diverso (impressora, papel, audiovisuais) Sala multimédia 5 € ESAS 2º Período (fevereiro) Apresentação da obra Mulheres de Armas pela autora Isabel Lindim (comemoração do Dia da Mulher Documentos pedagógicos da Escola/Agrupamento (Planificações dos departamentos, ACND, AEC, SAE, PTE-TIC, OTE, projetos curriculares das turmas, orientações/ recomendações do CP, trabalhos de alunos, resultados de avaliação dos alunos, outros) Trabalhos de alunos - Livro/Filme do mês O Livro O Filme As Palavras Que Nunca Te Direi é o nome de um best seller fantástico de Nicholas Sparks. Uma poética mensagem de amor na origem de um encontro arrebatador entre um homem e uma mulher cujos afetos já há muito se encontravam adormecidos… Um drama apaixonante. Deixa-te levar por sentimentos fortes! O livro proposto para este mês:” Contos Exemplares” de Sophia de Mello Breyner Andresen, escrito há aproximadamente cinquenta anos. O livro é constituído por um conjunto de textos narrativos com uma forte mensagem ética. A atividade literária da escritora pautou-se sempre pelas ideias de justiça, de liberdade e integridade moral. Um Livro intemporal! Um dos quadros mais amados de sempre é um mistério... O livro de Tracy Chavalier, o qual serviu de inspiração ao filme “Rapariga com Brinco de Pérola”, cria uma história fictícia sobre Johannes Veermer, pintor holandês renascentista que viveu entre 1632 e 1675. Esta história transporta-nos para o ano de 1665, na Holanda. A jovem Griet vê-se obrigada a trabalhar para sustentar a família. Com apenas 17 anos, torna-se criada na casa de Johannes Vermeer, um pintor cuja atenção se começa a voltar para a jovem Griet. Apesar das diferenças dos dois mundos, Vermeer leva-a para o mundo da arte, e ela torna-se sua musa... Um filme a não perder! Fernando Pessoa (1888-1935) foi o principal escritor do Modernismo português e, ao lado de Camões, um dos maiores poetas portugueses de todos os tempos. A principal obra de "Pessoa ele-mesmo" é Mensagem, uma coletânea de poemas sobre as grandes personagens históricas portuguesas. O livro foi, também, o único a ser publicado enquanto foi vivo. MAR PORTUGUÊS “Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena.” Embarca nesta aventura! Vale mesmo a pena ler Pessoa! Documentos de Gestão da BE (Plano de Ação, Plano Anual de Atividades, acordos de parceria, Política de Desenvolvimento da Coleção, Manual de Procedimentos, Regimento, horário, relatórios, plantas, inventários, outros) ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL Ata da reunião da equipa pedagógica da Biblioteca da Escola Secundária de Alcácer do Sal -----Aos dezassete dias do mês de outubro de dois mil e doze, pelas doze horas, reuniu-se a equipa pedagógica da Biblioteca Escolar (BE) com a seguinte ordem de trabalhos: ----------------------------------------------------------------------Ponto um: plano anual de atividades; --------------------------------------------------------Ponto dois: funções da equipa pedagógica da Biblioteca Escolar (BE). ------------Relativamente ao primeiro ponto, a professora-bibliotecária (PB) apresentou a proposta para o Plano Anual de Atividades (PAA). ------------------------Foi referido e calendarizado o conjunto de sessões para formação de utilizadores e apresentação das valências da BE junto dos alunos, no sentido de assinalar o mês das Bibliotecas Escolares. ------------------------------------------------Procedeu-se a um balanço das actividades do passado ano lectivo, ressaltando como aspeto importante a necessidade de envolver mais grupos disciplinares no trabalho colaborativo com a BE e na necessidade de produzir alguns materiais orientados para as necessidades de pesquisa e aprendizagem dos alunos. -----------------------------------------------------------------------------------------------Outro aspeto a Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 13/25
  14. 14. considerar será o facto de se proceder a uma avaliação mais sistemática, principalmente durante o primeiro período, da coleção da BE, tendo em conta as necessidades e sugestões dos diferentes utilizadores. Assim, e segundo critérios já estabelecidos, a equipa verificou alguns materiais no sentido de apurar a sua adequação ao público-alvo e a sua procura por este, de modo a também verificar possíveis necessidades da escola para a elaboração de uma lista de necessidades. ------------------------------------------------------E nada mais havendo a tratar deu-se por encerrada a reunião, da qual se lavrou a presente ata que, depois de lida e aprovada em minuta, vai ser assinada pela professora-bibliotecária e por mim que a secretariei. ---------------- A Professora-Bibliotecária A Secretária Julieta Machado Mavilde Albino ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL Ata da reunião da equipa pedagógica da Biblioteca da Escola Secundária de Alcácer do Sal -----Aos vinte e três dias do mês de nove Documentos de funcionamento e dinamização da BE (Atas/ registos de reuniões/ contactos, registos de projetos/ atividades realizados, estatísticas da BE, materiais de apoio produzidos e editados, catálogo e outras ferramentas utilizadas, resultados de avaliação da coleção, outros) ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL BIBLIOTECA ESCOLAR 2012/2013/Como fazer o resumo de um texto • Os resumos são documentos que abreviam a informação de um outro conteúdo. Trata-se de retirar dados de um texto, mas guardar somente o mais importante. Para aprender a fazer um bom resumo precisas de saber, antes de mais, o que é um resumo. É um tipo de texto abreviado, realizado a partir de outro. Não se trata de um conjunto de palavras desordenadas (isso seria, por exemplo, um diagrama), mas de uma composição coerente que possa ser compreendida, mesmo sem termos lido a versão original. A vantagem de fazeres um resumo é memorizares o que aprendeste e estudares um determinado tema com mais rapidez antes de uma prova. Praticas, também, as tuas competências de escrita. O primeiro passo para fazer um resumo eficaz é ler o material por completo. Dedica algum tempo a isso. Deves lê-lo com calma para que o entendas em profundidade. Se alguma dúvida surgir, esclarece-a antes de continuares a ler. Depois destaca os dados que consideras mais importantes. Cada parágrafo tem uma palavra-chave e cada capítulo tem um parágrafo imprescindível. Um bom resumo deve ter uma densidade que não supera 30% da capacidade total do documento original. Ou seja: se o texto-base tem 100 páginas, deves fazer um resumo com 30 páginas ou menos. Da mesma forma, não pode ter referências ao original. Tem que ser independente. Uma pessoa que não leu o textobase tem que entender perfeitamente o resumo. Em geral, o bom resumo deve responder a todas estas perguntas: ? Qual é o tema principal? ? Quais são os temas secundários? ? Há relação entre os temas principais e secundários? Se sim, quais? ? Onde e como se desenvolve o tema ou a ação? ? Qual é a conclusão do tema ou da ação? Boas leituras e bons resumos! ? Página Web da escola http://portal.esasdigital.net/index.php?option=com_content&view=section&layout=blog&id=9&Itemid=70 Facebook https://www.facebook.com/pages/Biblioteca-da-Escola-Secund%C3%A1ria-de-Alc%C3%A1cer-doSal/292533794104771?ref=hl Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 14/25
  15. 15. Perfis de desempenho D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. D1.1 Integração da BE no funcionamento global da escola e inclusão na formulação e desenvolvimento da sua missão, princípios e objetivos estratégicos e operacionais: 4. A BE Está bem integrada e contemplada. D1.2 Reconhecimento do valor da BE pelos órgãos de direção, administração e gestão e garantia de condições em termos de recursos humanos com qualidade e de verba para o seu funcionamento: 4. Reconhecem o valor da BE, garantindo boas condições. D1.3 A BE assume-se e é entendida como um recurso ativo ao serviço da escola / O professor bibliotecário integra o CP / Os órgãos de direção, administração e gestão reconhecem o valor da articulação/planificação entre a BE e os vários departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica: 4. Sim, por todos./ Sim / Sim, estabelecendo estratégias. D1.4 A BE faculta serviços e articula atividades/projetos com a escola: 4. Faculta serviços de grande qualidade e articula atividades/projetos com a escola – 80% ou mais avalia positivamente o trabalho da BE. D1.5 A BE: 4. Tem horário contínuo e alargado, responde eficazmente, faculta acompanhamento/formação e regista utilização igual ou superior a 80%. D1.6 A BE: 4. Implementa um sistema de avaliação sistemático que controla o processo de funcionamento, identificando pontos fracos e fortes e fomentando a melhoria da qualidade. D.2 Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços. D2.1 O professor bibliotecário possui formação: 4. Muito adequada ao seu conteúdo funcional, nos termos da legislação vigente (10 pontos ou mais). D2.2 O professor bibliotecário: 4. Exerce uma liderança forte e uma gestão efetiva, mobilizando a equipa e a escola – 80% ou mais avaliam muito positivamente este item. D2.3 A equipa é, no que respeita às competências e número dos seus elementos: 4. Muito adequada. Tem o seu conteúdo funcional bem definido e responde muito bem às necessidades da escola e solicitações dos utilizadores. D2.4 Condições de espaço, mobiliário e equipamento da BE: 4. A BE apresenta condições muito boas, garantindo uma utilização individual e em grupo e a satisfação das necessidades dos utilizadores. D2.5 Nível dos equipamentos tecnológicos (hardware e software) disponibilizados pela BE: 4. Bom nível, respondendo muito bem às necessidades da escola – 80% ou mais dos utilizadores avaliam positivamente este item. D.3 Gestão da coleção/da informação. D3.1 A coleção: 4. Responde muito bem às necessidades de informação da escola e é equilibrada nos suportes e diferentes áreas. D3.2 Uso da Coleção pelos docentes e alunos no desenvolvimento das suas atividades, para ler, para se recrear ou para satisfazer necessidades de informação: 4. Muito usada – 80% ou mais dos docentes e 80% ou mais dos alunos recorrem à coleção. D3.3 O catálogo: 3. Está maioritariamente informatizado e inclui recursos em linha, também devidamente organizados. D3.4 Existe uma política documental definida para a escola e o desenvolvimento da coleção realiza-se, tendo em conta os princípios definidos na Política de desenvolvimento da coleção (PDC): Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 15/25
  16. 16. 4. Sim. D3.5 A BE conta com uma verba anual para atualização da coleção: 4. Sim. D3.6 Existe uma rede partilhada de documentação entre as várias BE/ escolas/JI e, a nível local, com outras bibliotecas e com a BM: 3. Sim. D3.7 A BE desenvolve uma política permanente de difusão da informação com o objetivo de divulgar recursos de informação e incentivar o seu uso: 4. Sim, de forma permanente. Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 16/25
  17. 17. Secção B Domínio A. Apoio ao desenvolvimento curricular A.1. Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes. Relatório de avaliação Articulação com os grupos disciplinares: Artes Visuais, Português, Inglês, Filosofia, História, Geografia, Matemática. Com os Departamentos: Matemática e Ciências Experimentais; Ciências Sociais e Humanas; Línguas e Humanidades e Expressões. Directores de turma em geral e professores do Ensino Especial. Evidências que fundamentam o relatório Atas, fotografias, página web da escola, outros sítios web, material produzido pela BE, cartazes, registo de informações transmitidas. Ações para melhoria Continuar e alargar a articulação da BE com as diversas estruturas da escola/agrupamento. A.2. Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital. Relatório de avaliação Divulgação de informação diversa acerca da utilização segura da internet. Divulgação de sítios de interesse para visitar sobre diferentes áreas temáticas. Ações para assinalar o dia de segurança na net junto dos alunos da escola. Exposição de trabalhos realizados pelos alunos dos cursos CEF e Profissional da área de Informática. Produção de material pela equipa da BE acerca da segurança na net, pesquisa e análise de informação da web e do cyberbullying. Trabalho de acompanhamento do aluno voluntário do curso profissional da área de Informática aos utilizadores da BE, no sentido de orientar e transmitir informações sobre cuidados a ter e pesquisa na net. Também foi criado o Social Book Marks Diigo, com sítios web relativos a temáticas de cariz pedagógico e relevantes para os currículos dos discentes. Evidências que fundamentam o relatório Sítios web. Material produzido pela BE. Trabalhos dos alunos, atas. Ações para melhoria Reforçar as atividades ligadas à segurança na net e ao fornecimento de indicações para pesquisa e análise de informação da net. Domínio B. Leitura e literacia B.1. Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/agrupamento. Relatório de avaliação Ações no âmbito da atividade de leitura, "Leiturando" (embora apenas no 1º período por indisponibilidade dos docentes do grupo disciplinar de Português), ilustração de poemas/textos de José Luís Peixoto (12º de Artes Visuais). No âmbito da atividade "O escritor vem à escola", apresentação dos seguintes livros, pelos seus autores: "Plano bullying - como apagar o bullying da escola", "Mulheres de Armas" e "Perdidos". Divulgação de livros da BE, através do seu perfil criado na biblioteca digital/rede social online Library Thing, na página do Facebook, na página web da escola e divulgação de ebooks diversos através da plataforma Wuala. Semana da Leitura com exposições de trabalhos realizados pelos alunos acerca de obras analisadas; dinamização da atividade "Leituras Trocadas" que consistiu em levar alunos da Escola Secundária para leitura expressiva de textos/contos escolhidos por estes e preparada com a professora bibliotecária (PB), no sentido de lerem para alunos da Escola Básica de Pedro Nunes, do pré-escolar, do primeiro, segundo e terceiro ciclos e também para a direção. Participação com alunos do oitavo e décimos anos na atividade promovida pela Biblioteca Municipal, Maratona da Leitura, de modo a assinalar o Dia Internacional do Livro. Visita guiada aos alunos do décimo ano e Curso de Educação e Formação à BE para assinalar o mês das Bibliotecas Escolares. Realização do áudio livro "Fédon" de Platão em colaboração com o grupo de Filosofia, Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 17/25
  18. 18. envolvendo alunos de turmas do 10º,11º e 12º anos. Participação nas três fases do Concurso Nacional de Leitura. A aluna finalista da Escola Secundária de Alcácer do Sal, Carolina Flamino do 8º A, esteve presente na final nacional, em Lisboa, a 24 de junho onde obteve o segundo lugar. Evidências que fundamentam o relatório Material diverso produzido pela BE em conjunto com a equipa e docentes da escola. Sítios web, fotografias, cartazes e atas. Ações para melhoria Incrementar atividades mais ligadas à escrita criativa e tentar desenvolver melhor uma atividade consistente de leitura . B.2. Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da escola/agrupamento. Relatório de avaliação Colaboração em diversas atividades transversais aos grupos e projetos da escola, principalmente no domínio da promoção da leitura: colaboração com o grupo de Português na dinamização da atividade de leitura "Leiturando" (1º período), na Semana da Leitura (Português e Artes Visuais) nas atividades do Concurso Nacional de Leitura e no Plano Nacional de Leitura. Colaboração com o grupo de Inglês, relativamente à atividade de "Hallooween", "Curtas de Terror". Apresentação de livros pelos próprios autores em colaboração com o grupo de História e Diretora de Turma da turma do Curso de Educação e Formação (CEF). Colaboração com o grupo de Filosofia na realização do AudioLivro "Fédon". Evidências que fundamentam o relatório Atas, Plano Anual de Atividades, sítios web. Ações para melhoria Reforçar ou incrementar atividades de promoção da leitura e de escrita. B.3. Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e da literacia. Relatório de avaliação Verificou-se um aumento da requisição de livros/documentos diversos para o domicílio e de utilização na BE (v. base de dados 2012/2013). Evidências que fundamentam o relatório Atas. Sítios web. Trabalhos realizados pelos alunos. Ações para melhoria Manter atividades já iniciadas. Continuar a divulgação dos livros da BE, através de atividades como o "Livro do Mês" e da Biblioteca Digital/Rede Social dedicada à leitura, Library Thing. Estimular a utilização de livros em formato digital (ebooks partilhados pela BE). Domínio C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade C.1. Apoio a atividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular. Relatório de avaliação Promoção da leitura como atividade lúdica, através da divulgação das obras da escola no respetivo sítio web. Informação do conteúdo de alguns DVD da BE, igualmente, através do site da escola e expostos nas instalações da BE. Promoção da leitura, na sua vertente lúdica, através da prática de incentivo à colaboração voluntária de alunos na realização de sinopses de obras escolhidas e analisadas por estes, como é o caso do "Livro do Mês", presente na página da escola. Oferta de uma coleção atualizada de DVD para visualização nas instalações da BE.Divulgação de livros da BE, essencialmente, de obras mais recentes, também e principalmente,de carácter lúdico, através do perfil da BE na biblioteca digital/rede social online Library Thing, disponível através da página da escola. Divulgação de atividades diversas na página do Facebook da escola. Divulgação da plataforma de ebooks wuala. Dinamização, em conjunto com os professores do Ensino Especial, do grupo de Artes Visuais e com docentes da equipa, no Clube de Artes/Tempos Livres dos alunos com Necessidades Educativas Especiais de Carácter Permanente (NEECP). Estante para as novidades de material livro. Exposições abertas à comunidade, em datas comemorativas, ou Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 18/25
  19. 19. resultantes de trabalhos realizados por alunos em diferentes disciplinas. Evidências que fundamentam o relatório Sítios web onde se partilham e dinamizam estas atividades: Página Web da escola http://portal.esasdigital.net/index.php?option=com_content&view=section&layout=blog&id=9&Itemid=70 Facebook https://www.facebook.com/pages/Biblioteca-da-Escola-Secund%C3%A1ria-de-Alc%C3%A1cer-doSal/292533794104771?ref=hl Rede Social LibrarryThing http://www.librarything.com/profile/palavrasefragmentos Plataforma de ebooks Wuala https://www.wuala.com/profbiblio/A/?key=IDZXscXGoQUn Ações para melhoria Reforçar as atividades de enriquecimento curricular e continuar o trabalho de apoio às atividades livres. C.2. Projetos e parcerias Relatório de avaliação Pordata (Matemática); A Estatística Vai à Escola (Matemática e Geografia); parceria com a BE da Escola Pedro Nunes na partilha de atividades e recursos; atividades realizadas em parceria com a Biblioteca Municipal: "Encontro com Cristina Taklim" em outubro, a propósito do mês das BE; Maratona da Leitura e colaboração na apresentação do livro "Plano bullying-apagar o bullying da escola" à comunidade, alunos e encarregados de educação. Atividade de parceria, "Uma escolha consciente", com instituições superiores no sentido de apresentarem aos alunos, no espaço da BE e da escola, formação no ensino profissional e saídas profissionais. Evidências que fundamentam o relatório Atas, Plano Anual de Atividades, sítios web, cartazes. Ações para melhoria Continuar as parcerias já existentes. Fontes de evidências Neste item pode incluir excertos ou referências de diferentes documentos. Limite máximo de 2500 caracteres. Documentos de gestão da Escola/ Agrupamento (Projeto Educativo, Projeto Curricular, Plano de Ação, Regulamento Interno, Plano Anual de Atividades, relatórios de avaliação, currículos profissionais da equipa da BE, outros.) Biblioteca Escolar – Plano de Actividades Atividades Objectivos Dinamizadores Destinatários Recursos Custos (est.) Localização Data Atividades no âmbito da formação para a cidadania e da temática do homem enquanto ser social, (em parceria com o voluntário Rui Espada). - Desenvolver competências sociais. - Promover a educação para a cidadania nos discentes. Equipa da BE, voluntário Rui Espada e outros docentes Discentes dos diferentes níveis de escolaridade Computador, impressora, papel, material audiovisual 10 € BE e salas de aula Ao longo do ano lectivo O Escritor vem à escola (apresentação da obra da escritora Dina Barco, em parceria com o Agrupam de Escolas de A.do Sal e/ou do autor Joaquim Marques). - Proporcionar o contacto dos discentes com um(a) autor(a) e com o processo criativo. -Desenvolver o gosto pela leitura. Equipa da BE Turmas do 8º ano Turmas do ensino secundário Computador, impressora, papel, material audiovisual Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 19/25
  20. 20. 20€ ESAS 25 de janeiro de 2013 2º/3º Período Segurança na Net (atividade em parceria com o grupo de Informática). - Promover atitudes de segurança e responsabilidade relativamente ao uso de recursos da net. Equipa da BE Professores do grupo de Informática 8º/9º anos Material diverso (impressora, papel, audiovisuais) Sala multimédia 5 € ESAS 2º Período (fevereiro) Apresentação da obra Mulheres de Armas pela autora Isabel Lindim (comemoração do Dia da Mulher em parceria com o grupo de História). - Promover o contacto com autores. - Promover o gosto pela leitura. - Compreender o papel da mulher na Revolução de 25 de abril. Equipa da BE Professores de História 10º/11º/12º anos Material diverso (impressora, papel, audiovisuais) 40 € ESAS 2º Período (8 de março de 2013) Atividades Objectivos Dinamizadores Destinatários Recursos Custos (est.) Localização Data Dinamização do projecto de leitura e escrita – Leiturando – em articulação com o Plano Nacional de Leitura (8º e 10º/11º anos) -Desenvolver o gosto pela leitura. - Desenvolver competências ligadas à escrita. - Estimular a criatividade. - Dinamizar o espaço da BE. Equipa da BE e professores de Português Alunos do 8º, 10º, 11º anos Acervo da BE Impressora e papel, computadores Dependente das necessidades de obras para os alunos envolvidos ESAS (Instalações da BEe salas de aula) Ao longo do ano letivo Audiolivro Fédon de Platão - Desenvolver o gosto pela leitura; -Associar o CD ao livro em papel, procurando pôr em Documentos pedagógicos da Escola/Agrupamento (Planificações dos departamentos, ACND, AEC, SAE, PTE-TIC, OTE, projetos curriculares das turmas, orientações/ recomendações do CP, trabalhos de alunos, resultados de avaliação dos alunos, outros) SÍTIOS WEB REFERENTES À BIBLIOTECA DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL (RECURSOS, SERVIÇOS, COLEÇÃO, ATIVIDADES) Página Web da escola http://portal.esasdigital.net/index.php?option=com_content&view=section&layout=blog&id=9&Itemid=70 Moodle http://moodle.esasdigital.net/ Facebook https://www.facebook.com/pages/Biblioteca-da-Escola-Secund%C3%A1ria-de-Alc%C3%A1cer-doSal/292533794104771?ref=hl Twitter https://twitter.com/BiblioEsas Rede Social LibrarryThing Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 20/25
  21. 21. http://www.librarything.com/profile/palavrasefragmentos Plataforma de ebooks Wuala https://www.wuala.com/profbiblio/A/?key=IDZXscXGoQUn Social Book Marks Diigo https://www.diigo.com/user/becreesas Documentos de Gestão da BE (Plano de Ação, Plano Anual de Atividades, acordos de parceria, Política de Desenvolvimento da Coleção, Manual de Procedimentos, Regimento, horário, relatórios, plantas, inventários, outros) Protocolo de colaboração entre a Biblioteca da Escola Secundária de Alcácer do Sal e a Biblioteca do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal As Professoras-Bibliotecárias do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal e da Escola Secundária de Alcácer do Sal, respetivamente, Madalena Cabral e Julieta Machado, comprometem-se a colaborar, no sentido de melhorar os serviços, recursos materiais e humanos das suas bibliotecas escolares. Assim, fica estabelecido que poderão trocar livros e outros recursos pedagógicos fundamentais para os alunos que frequentam os estabelecimentos de ensino referidos. Do mesmo modo, poderão partilhar espaços e recursos humanos, tais como alunos voluntários das respetivas bibliotecas escolares, de modo a melhor responderem às necessidades dos utilizadores. A colaboração entre as professoras-bibliotecárias poderá estender-se, igualmente, à realização em conjunto de atividades para os utilizadores e na conceção de projetos que possam ser úteis à comunidade e enriquecidos, assim, por esta partilha. Alcácer do Sal, 2 de outubro de 2012 Professora-Bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal: Madalena Cabral Professora-Bibliotecária da Escola secundária de Alcácer do Sal: Julieta Machado Ata da reunião da equipa pedagógica da Biblioteca da Escola Secundária de Alcácer do Sal Ata de equipa pedagógica de 18 de janeiro de 2013: Ponto um: plano anual de atividades; ----------------------Ponto dois: alterações ao Regimento Interno. --------------Quanto ao primeiro ponto, os docentes presentes reviram o plano de actividades. A professorabibliotecária (Pb) referiu que existiam algumas dificuldades para concretizar a actividade prevista para janeiro do presente ano, pois a Pb da Escola Básica Pedro Nunes, à data, ainda não tinha obtido a confirmação junto da autora de livros infanto-juvenis, Dina Barco, no sentido de esta apresentar o seu mais recente livro – Diário de Sara a Verde. Do mesmo modo, a falta de verba da escola para adquirir alguns livros da autora é um obstáculo à realização da atividade .(...) A professora-bibliotecária informou, também, que a coordenadora interconcelhia tinha apresentado a proposta de a escola aderir ao projeto “Voluntários da leitura” que consiste em encontrar voluntários que estejam dispostos a trabalhar com alunos. A Pb considerou que o voluntário da BE, Rui Espada, poderia participar ao que este respondeu afirmativamente, não se encontrando, no entanto, de momento, disponível(...). Documentos de funcionamento e dinamização da BE (Atas/ registos de reuniões/ contactos, registos de projetos/ atividades realizados, estatísticas da BE, materiais de apoio produzidos e editados, catálogo e outras ferramentas utilizadas, resultados de avaliação da coleção, outros) SÍTIOS WEB REFERENTES À BIBLIOTECA DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALCÁCER DO SAL (RECURSOS, SERVIÇOS, COLEÇÃO, ATIVIDADES) Página Web da escola http://portal.esasdigital.net/index.php?option=com_content&view=section&layout=blog&id=9&Itemid=70 Moodle http://moodle.esasdigital.net/ Facebook https://www.facebook.com/pages/Biblioteca-da-Escola-Secund%C3%A1ria-de-Alc%C3%A1cer-doSal/292533794104771?ref=hl Twitter https://twitter.com/BiblioEsas Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 21/25
  22. 22. Rede Social LibrarryThing http://www.librarything.com/profile/palavrasefragmentos Plataforma de ebooks Wuala https://www.wuala.com/profbiblio/A/?key=IDZXscXGoQUn Social Book Marks Diigo https://www.diigo.com/user/becreesas DICAS DE SEGURANÇA PARA TE PROTEGERES NA INTERNET 1 – Fecha a porta sempre: Se o computador que usas para a ligação à internet, é usado também numa rede, não o ligues à internet com recursos compartilhados. Ao partilhar algo como uma simples pasta, deixas a “porta aberta” para possíveis invasões de hackers. Eles são identificados através de uma “mãozinha” que fica abaixo do ícone do recurso. Clica com o botão direito do rato em cima do ícone e escolhe “Não compartilhado”. Outra opção é permitir o acesso de outros computadores, desde que seja utilizada uma senha. Assim, o invasor terá que saber a senha se quiser usar o computador. 2 – Contacto de e-mail desconhecido: Ao usares o teu e-mail verificas que tens uma mensagem de um contacto desconhecido e, ainda por cima, a mensagem vem com um anexo. O que fazer? Passar um antivírus? Pode até resultar, no entanto, ainda assim há riscos, principalmente, se for um vírus novo e o teu antivírus não for capaz de o reconhecer. Qual a opção? Apaga a mensagem sem abrir o anexo! 3 – Sair mesmo: Se compartilhas o teu computador com alguém ou tens receio de que algum bisbilhoteiro olhe para o teu computador quando estás ausente, o melhor será saíres de todos os serviços de internet que usas, como webmail, noticiários, etc.. Para isso, basta clicar em Logout ou Sair no serviço que estás a usar. 4 – Apaga os teus vestígios: Se costumas adquirir serviços ou bens pela internet, principalmente num computador público (trabalho, escola…), corres o risco de ter todos os teus dados confidenciais expostos a qualquer um. Como? Simples. Qualquer página usada fica no cache do computador, mesmo as páginas seguras. Assim, qualquer pessoa lhe pode aceder e usar todos os teus dados. 5 – Cuidado com as tuas senhas. Síntese geral da avaliação das BE do agrupamento O preenchimento deste quadro só se aplica aos Agrupamentos. Apesar de feito no espaço da aplicação da escola sede, pretende ser uma síntese breve e geral da avaliação realizada ao nível das bibliotecas do Agrupamento, de modo a facilitar uma visão global do seu desempenho e a adopção de uma política de gestão integrada que promova o seu desenvolvimento harmonioso e articulado. Identificar domínio/ subdomínios avaliados e níveis obtidos em cada BE -Pontos fortes -Pontos fracos -Ações para melhoria -- Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 22/25
  23. 23. Secção C Domínio A. Apoio ao desenvolvimento curricular Ano de incidência da avaliação. 20102011 Data de apresentação ao Conselho Pedagógico. 2010/11/03 A.1. Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes. Nível obtido 3 Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. Verificou-se uma maior colaboração de mais professores e projetos da escola nas atividades da biblioteca, principalmente no que diz respeito a atividades relacionadas com a promoção da leitura. Quanto à frequência dos tempos disponibilizados no período noturno, não obstante, os alunos terem identificado a necessidade da BE estar aberta, por um período de tempo à noite, a frequência foi reduzida, embora alguns professores da turma EFA tenham utilizado a BE com os seus alunos para pesquisa e realização de trabalhos. Recomendações do Conselho Pedagógico Parcerias entre a BE, grupos disciplinares e projetos que promovam a leitura e a escrita. A.2. Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital. Nível obtido 3 Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. Foi realizada uma ação de informação acerca da segurança na net, para os alunos do 7º ano e encarregados de educação, o que resultou numa melhoria de atitude face à necessidade de avaliar a net, não só nos seus aspetos positivos, como negativos,por parte dos discentes. Houve um maior apoio,da equipa pedagógica da BE, principalmente devido ao próprio currículo que alguns membros da equipa apresentam, no que diz respeito às literacias de informação tecnológicas e digitais, aos alunos que utilizam a BE, em contexto livre. Estes fatores constituiram-se como aspetos positivos na formação de utilizadores. Recomendações do Conselho Pedagógico Realização de mais ações no sentido de melhorar as literacias de informação, tecnológica e digital. Domínio B. Leitura e literacia Ano de incidência da avaliação. 20092010 Data de apresentação ao Conselho Pedagógico. -Nível obtido -Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. -Recomendações do Conselho Pedagógico -Domínio C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade Ano de incidência da avaliação. 20112012 Data de apresentação ao Conselho Pedagógico. Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 23/25
  24. 24. 2011/10/12 C.1. Apoio a atividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular. Nível obtido 4 Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. Uma maior colaboração dos docentes dos diferentes departamentos curriculares nas atividades da BE. Parcerias mais consistentes com a Biblioteca Municipal e com a Biblioteca Escolar da Escola Básica Pedro Nunes. Recomendações do Conselho Pedagógico Reforçar as atividades de promoção da leitura e escrita. C.2. Projetos e parcerias Nível obtido 4 Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. Realizaram-se mais atividades que envolveram a comunidade e outras entidades, reforçando, assim, novas parcerias e as já existentes. Recomendações do Conselho Pedagógico Continuar a reforçar as parcerias. Domínio D. Gestão da biblioteca escolar Ano de incidência da avaliação. 20122013 Data de apresentação ao Conselho Pedagógico. -D.1. Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. Nível obtido -Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. -Recomendações do Conselho Pedagógico -D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços. Nível obtido -Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. -Recomendações do Conselho Pedagógico -D.3. Gestão da coleção/da informação. Nível obtido -Resultados das ações de melhoria implementadas, após avaliação, para o subdomínio. -Recomendações do Conselho Pedagógico -Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 24/25
  25. 25. Observações -- Relatório de avaliação 1501557 Escola Secundária de Alcácer do Sal 2013/09/09 18:03:42 25/25

×