Proposta projeto escola verde versão final

10.920 visualizações

Publicada em

Projeto Escola Verde (sustentabilidade).


Serão cinco grupos mistos que trabalharão os seguintes sub-temas:
a) Consumo de energia elétrica – uso consciente
- trabalhos com contas de luz, palestras, gincana.
b) Consumo de água –“ economizando não vai faltar”
- visitas a concessionária Águas do Paraíba, limpeza, captação de água de chuva.
c) Alimentos: aproveitamento – reaproveitamento – tratamento dos resíduos orgânicos
- receitas com cascas de alimentos, composteira, horta suspensa.
d) Uso de material diverso – resíduo seco –reaproveitamento e eliminação
- escolha de material que não agrida o ambiente, reutilização de embalagens, reciclagem de papel, artesanato.
e) Aproveitamento do espaço externo
- horta, área de lazer do aluno e dos funcionários, pomar, visitas a parques ambientais.

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.920
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
529
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
165
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta projeto escola verde versão final

  1. 1. Proposta de ProjetoC.E.Visconde do Rio Branco 2012
  2. 2. COLÉGIO ESTADUAL VISCONDE DO RIO BRANCO TÍTULO DO PROJETO Projeto Escola Verde PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Campos dos Goytacazes 2012
  3. 3. IDENTIFICAÇÃOInstituição de Ensino: Colégio Estadual Visconde do Rio BrancoPúblico –Alvo: alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e MédioResponsáveis: Equipe Pedagógica, Professores e DireçãoPeríodo de Realização: Ano letivo de 2012
  4. 4. INTRODUÇÃO A educação está altamente atrelada àsatitudes sociais, sendo a escola a base paraformação de indivíduos conscientes eresponsáveis. Portanto, um aprendizado focadona educação sustentável pode gerar cidadãospreocupados com os problemas ambientais ecom suas devidas soluções. Mas para isso, épreciso difundir a importância dasustentabilidade na escola e como ela interferena formação dos alunos, seja no ensino infantilou na universidade.
  5. 5. JUSTIFICATIVA Na teoria, a educação ambiental ensina como deve ser feita a coleta seletiva, a importância de se preservar a natureza e como utilizar os recursos naturais e minerais de forma responsável. Porém a teoria não basta, é preciso que os estudantes vejam na prática o que aprendem no dia a dia. Atividades extracurriculares, como visitas a depósitos de reciclagem, plantio de árvores e ações comunitárias, ajudam a desenvolver a cidadania das crianças. E sempre que for introduzido um novo assunto na educação escolar é preciso que se faça uma pesquisa sobre os recursos, a qualidade e a metodologia que serão utilizados na abordagem do tema, pois, desse modo, o aluno aprende de forma clara e precisa.•
  6. 6. A sustentabilidade na escola, então, podeformar cidadãos conscientes sobre osproblemas do meio ambiente. Mas para quehaja essa formação e ocorra uma mudançareal da situação é imprescindível à união dogoverno, da sociedade e da escola.
  7. 7. • Objetivos - Geral : Implantar práticas sustentáveis na escola. - Para a direção, a coordenação pedagógica, os professores e os funcionários Identificar e promover atitudes sustentáveis no coletivo e, individualmente, agir coerentemente com elas. - Para os alunos: Desenvolver atitudes diárias de respeito ao ambiente e à sustentabilidade, apoiadas nos conteúdos trabalhados em sala de aula. - Para a comunidade do entorno Ampliar o interesse por projetos ambientais e se integrar em sua organização e implantação.
  8. 8. • Conteúdos de Gestão Escolar - Administrativo : Levantamento da demanda dos recursos naturais que entram na escola (água, energia, materiais e alimentos), dos resíduos e da situação estrutural do edifício (instalações elétricas e hidráulicas). - Comunidade : Envolvimento na questão ambiental, com construção de novas práticas e valores e a realização de interferências na paisagem. - Aprendizagem : Desenvolvimento de habilidades que contemplem a preocupação ambiental nos âmbitos de energia, água, resíduos e biodiversidade.
  9. 9. • Tempo estimado O ano todo. Material necessário Contas de luz e água, plantas do projeto da escola, planilhas para a anotação de dados sobre o consumo de recursos naturais, cartazes de papel reciclado para a confecção de avisos sobre desperdício, papeis para mapas e croquis e material escolar em geral.
  10. 10. • Desenvolvimento 1ª etapa: Planejamento em equipe Reunião dos funcionários para uma conversa sobre a importância de criar um ambiente voltado à sustentabilidade ambiental. Propomos a formação de grupos que avaliarão como a escola lida com os recursos naturais, o descarte de resíduos e a manutenção de áreas verdes ou livres de construção. É importante que a composição das equipes esteja acordada por todos, assim haverá motivação e interesse. Os gestores irão organizar a formação dos grupos, estimar os tempos e objetivos das tarefas e sugerir parcerias. Por exemplo, funcionários que cuidam da compra de alimentos podem atuar com a equipe da cozinha.
  11. 11. • 2ª etapa : Diagnóstico inicial Orientação de cada grupo para fazer uma avaliação atenta do assunto escolhido. A equipe que analisará o uso da energia irá levantar informações sobre a distribuição de luz natural, os períodos e locais em que a energia artificial fica ligada, as luminárias usadas e a sobrecarga de tomadas. Já o grupo que cuidará da água levantará o consumo médio na escola e verificará as condições de caixas- d’água, canos e mangueiras. No fim, os resultados serão compartilhados com a comunidade escolar.
  12. 12. • 3ª etapa Implantação Com base no diagnóstico inicial, serão montados com os grupos um projeto que contemple os principais pontos a serem trabalhados. Algumas soluções são: ● Energia Incentivar a todos, com conversas e avisos perto de interruptores, a desligar a energia quando houver luz natural ou o ambiente estiver vazio; efetuar a troca de lâmpadas incandescentes por fluorescentes, mais econômicas e eficientes, e fazer a manutenção periódica de equipamentos como geladeiras e freezers.
  13. 13. • Água : Providenciar o conserto de vazamentos e disseminar, com lembretes nas paredes, a prática de fechar torneiras durante a lavagem da louça, a escovação dos dentes e a limpeza do edifício
  14. 14. • - Resíduos: Há coleta seletiva no bairro pelo serviço público, devemos estimular a prática por todos na escola e também podemos buscar parcerias com cooperativas de catadores. Além disso, é possível substituir, sempre que possível, sulfite, cartolina, isopor e EVA por papel craft reciclado. Outras iniciativas: manter composteiras para a destinação do lixo orgânico e a produção de adubo, implantar programas contra o desperdício de comida e promover o uso e o descarte corretos dos produtos de limpeza.
  15. 15. • Biodiversidade : Investir no aumento da superfície permeável e de áreas verdes cria espaços para o desenvolvimento de espécies animais e vegetais, além de refrescar o ambiente, diminuir a poeira e aumentar a absorção de água da chuva.
  16. 16. • 4ª etapa• Definição de conteúdos disciplinares Em reuniões com coordenadores e professores, levantaremos os conteúdos pedagógicos que podem receber o apoio do projeto ao ser trabalhados em sala, como: - A importância da água para a vida na Terra; - O desenvolvimento dos vegetais; - A dinâmica da atmosfera terrestre; - As transformações químicas; - Os tipos de poluição; - Os combustíveis renováveis e não-renováveis; - As cadeias alimentares; - Os ciclos do carbono e do nitrogênio; - A importância dos aquíferos; - O estudo das populações, entre outros.
  17. 17. • 5ª etapa Sensibilização da comunidade Para aproximar as famílias e permitir que elas também apliquem as ações sustentáveis do projeto em seu dia a dia, é preciso envolvê-las desde o início. Nesse sentido, a direção irá convocá-las a participar de reuniões e eventos sobre o tema, expor as mudanças implantadas na escola em painéis, apresentar as reduções nas contas de água e de luz e convidá-las a ver de perto a preocupação ambiental aplicada nos diferentes locais da escola.
  18. 18. • 6ª etapa• Manutenção permanente das ações Acompanhe o andamento das mudanças, anotando os resultados e as pendências. Reuniremos os envolvidos para fazer as avaliações coletivas das medidas adotadas. É importante ter em mente que essa manutenção deve ser permanente e não apenas parte isolada do projeto.
  19. 19. • ATIVIDADES E EVENTOS COLETIVOS(cada uma com responsabilidade de um grupo de professores de cada área, embora todos participem)• Gincana Ecológica• Excursões (sugestão Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba e Parque do Desengano)• Mutirão de Limpeza• Jornal• Doação para asilos (material de limpeza e hge higiene pessoal)
  20. 20. • ATIVIDADES FIXAS DURANTE O ANO• Artesanato com material reciclável• Coleta seletiva• Registro de todas as atividades no blog além de convocação para eventos e material de divulgação em geral• Projeto Ciranda de Livros (bimestral)• Espaço Cinema (um filme por mês)• Horta• Biblioteca (projeto Marta)
  21. 21. • Avaliação Retomaremos os objetivos do projeto, recordando o que a escola espera alcançar, e questione se eles foram atingidos, total ou parcialmente. Será montada uma pauta de avaliação sobre cada item trabalhado e retomaremos aqueles que merecem mais aprofundamento. Avaliaremos também o envolvimento da equipe e dos alunos, se todos estão interessados na questão ambiental e se eles mudaram as atitudes cotidianas em relação ao desperdício e ao consumo.

×