Nascido em 17 de janeiro de 1706
Boston, Nova Inglaterra, atual Massachusetts
Podemos dividir a vida de Benjamin em antes e
depois de 1748.
Filho do segundo casamento de Josiah Franklin, com Abiah
Folger, tinha 17 irmãos (10 irmãos e 7 irmãs). Benjamin
aprendeu ...
Na Pensylvânia trabalhou como tipógrafo e conheceu o
governador Willian Keith que o motivou à viajar para
Londres quando s...
Em Londres verificou que as cartas não tinham valor, procurou
emprego e trabalhou em duas grandes tipografias. No início p...
Na Filadélfia, com a morte de Denham, Benjamin pode adquirir
um jornal chamado gazeta da Pensylvânia, que depois de
melhor...
Em 1748, rico e reconhecido, afastou-se dos negócios para
Dedicar-se às pesquisas científicas.
Provou que os raios tinha n...
Durante seu retorno como representante do rei perdeu muito de
seu prestigio ao manter no cargos inspetores amigos.
Sua pos...
Em 1776, com 71 anos, viajou para a França para negociar o
apoio aos rebeldes e fornecimento de tropas e meios para lutar
...
Desencarnou em 17 a abril de 1790
Seu corpo foi sepultado no pátio de uma igreja.
www.apollo.org
Centro de Porto Alegre
11...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Benjamin Franklin

536 visualizações

Publicada em

Biografia de Benjamin Franklin

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Benjamin Franklin

  1. 1. Nascido em 17 de janeiro de 1706 Boston, Nova Inglaterra, atual Massachusetts
  2. 2. Podemos dividir a vida de Benjamin em antes e depois de 1748.
  3. 3. Filho do segundo casamento de Josiah Franklin, com Abiah Folger, tinha 17 irmãos (10 irmãos e 7 irmãs). Benjamin aprendeu a ler muito cedo, freqüentou as escolas formais por dois anos. Ao completar 10 anos abandonou a escola, tornou-se auto-didata, e foi trabalhar na fabrica de velas e sabão da família. Nesta época o pai de Benjamin procurava influenciar o menino para que escolhesse um ofício, visitando com ele os artesões da época, na tentativa de evitar que Benjamin fosse atraído para a vida no mar como um irmão já o tinha feito a seu contragosto. Aos 12 anos foi trabalhar como aprendiz na tipografia do meio-irmão James executando entrega de jornais. No jornal do irmão chamado New England Courant, publicou 13 artigos anonimamente que foram muito bem recebido pelos leitores. Permaneceu neste jornal até 1723, com 17 anos desentendeu- se com o irmão e foi para Nova York, uma cidade grande para os padrões de Boston e depois para Filadélfia, na Pensylvânia.
  4. 4. Na Pensylvânia trabalhou como tipógrafo e conheceu o governador Willian Keith que o motivou à viajar para Londres quando soube de sua idéia de criar um novo jornal. Prometeu cartas de crédito para aquisição de maquinas e papel. Benjamin conseguiu uma soma em dinheiro com sua futura sogra e preparou-se para a viagem no barco anual que passava por Filadélfia. Mas na partida o governador não veio entregar as cartas como prometido, enviando por um porta-voz. Aquilo deixou Benjamin transtornado e não recebeu as cartas, ficando em posse do capitão. Somente durante a viagem Benjamin refletiu que seria bom ter as cartas, mas o capitão negou acesso as cartas até a chegada ao canal da mancha, quando Benjamin vasculhou as cartas das colônias e identificou o que poderia ser a carta de
  5. 5. Em Londres verificou que as cartas não tinham valor, procurou emprego e trabalhou em duas grandes tipografias. No início para ter como sobreviver vendeu uma bolsa de amianto para um colecionador de artigos exóticos. Nesta época encontrou pessoas que gostavam de literatura e filosofia, encontravam-se regularmente durante os dois anos que permaneceu em Londres. Teve contato com as novidades científicas da época, foi contemporâneo de Isaac Newton e nestes encontros regulares veio a conhecer o Sr. Denham, prospero mercador que o colocou a frente de seus negócios na América. Franklin voltou à Filadélfia em 1726, casando com Deborah Read, conforme combinado na partida com a então futura sogra. Tiveram um filho que faleceu com 4 anos e uma filha que sobreviveu aos dois.
  6. 6. Na Filadélfia, com a morte de Denham, Benjamin pode adquirir um jornal chamado gazeta da Pensylvânia, que depois de melhoramentos foi considerado o melhor jornal das colônias. Publicou um Almanaque sob pseudônimo de Richard Saunders com vários ditados de sua autoria, entre eles está o mundialmente conhecido: “Tostão poupado é tostão ganho”. Também imprimia a moeda papel corrente na Pensylvânia além de fundar a primeira biblioteca pública, que serviu de modelo para as demais cidades americanas, o primeiro corpo de bombeiros, uma força policial e a Academia da Filadélfia que mais tarde se tornaria a Universidade de Pensylvânia e o hospital de Pensylvânia.
  7. 7. Em 1748, rico e reconhecido, afastou-se dos negócios para Dedicar-se às pesquisas científicas. Provou que os raios tinha natureza elétrica com o experimento da chave e da pipa que fez saltar fagulhas na chave ao passar por nuvens carregadas eletricamente. Aperfeiçoou o óculos, criando o bi-focal, aperfeiçoou a estufa, canalizando o ar quente para distribuição no ambiente e inventou um fogão que reduzia a emissão de fumaça no chaminé, utilizado até os dias de hoje. Foi representante dos colonos da Pensylvânia junto à coroa britânica durante 5 anos defendendo os interesses dos colonos contra a ingerência da família Penn e solicitando que essa colônia se tornasse uma colônia real. Representou os interesses de outras colônias junto ao rei durante 14 anos e retornou para América como representante do rei com poderes para nomear inspetores.
  8. 8. Durante seu retorno como representante do rei perdeu muito de seu prestigio ao manter no cargos inspetores amigos. Sua postura de negociador foi considerada pró inglesa durante o Congresso Continental que esboçava a Independência. Os congressistas novos, ainda não haviam nascidos quando Benjamin já atuava na política e conheciam Benjamin pela sua postura combativa que naqueles dias não tinha manifestação. Somente quando circulou uma carta ofensiva à um antigo amigo no parlamento inglês é que ficou a salvo das desconfianças. A carta foi realmente escrita, mas não enviada e Benjamin permitiu sua divulgação. E foi com uma semana de antecedência Ao congresso que Benjamin tornou pública a sua postura pró- independência após ficar um bom tempo sem manifestar sua idéias na esperança de influenciar amigos e o seu filho Willian que era governador real de Nova Gersey. Como seu filho não apoiou os rebeldes, foi deposto e preso.
  9. 9. Em 1776, com 71 anos, viajou para a França para negociar o apoio aos rebeldes e fornecimento de tropas e meios para lutar contra os ingleses. Levou dois netos nesta viagem para protege- los dos reveses da guerra que iniciava. Na França foi tido como herói, sendo bem quisto pela nobreza e diplomatas. Nesta época tornou-se elegante manter um retrato de Benjamin na parede. Benjamin foi um dos três enviados do Congresso Continental para negociar em nome dos rebeldes. Retornando para Filadélfia após dois anos, tornou-se integrante da Convenção Constitucional pela Pensylvânia e um dos últimos atos públicos que teve foi a assinatura de uma petição para o Congresso Americano revogar a escravidão, dois meses antes de sua morte.
  10. 10. Desencarnou em 17 a abril de 1790 Seu corpo foi sepultado no pátio de uma igreja. www.apollo.org Centro de Porto Alegre 11/05/2005

×