A Beneficência - Palestra Espírita

3.825 visualizações

Publicada em

Palestra Espírita sobre Beneficência.

A principal referência bibliográfica está em O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 13, nos itens de 11 a 14.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.825
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
177
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Beneficência - Palestra Espírita

  1. 1. A BENEFICÊNCIA O Evangelho Segundo o Espiritismo capítulo XIII itens 11 à 14
  2. 2. O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO Capítulo XIII “Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita” Instruções dos Espíritos Itens 11 à 14 “A Beneficência”
  3. 3. TRÊS “OBRAS DE JUSTIÇA” 6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante dos homens, para serdes contemplados por eles; de outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai {que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva não trombeteies diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém, quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em segredo e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará. Mateus 6:1-4 6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante dos homens, para serdes contemplados por eles; de outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai {que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva não trombeteies diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém, quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em segredo e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará. Mateus 6:1-4
  4. 4. QUAIS SÃO AS TRÊS “OBRAS DE JUSTIÇA”? Esmola Jejum Oração Justiça
  5. 5. ESMOLA OU DÁDIVA ... para com o próximo O que estamos “dando” ao nosso próximo? O que podemos dar ao próximo para que se faça justiça? O livro dos Espíritos – questão 886 “Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entedia Jesus? Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas”
  6. 6. JEJUM ... para consigo mesmo O que estou “fazendo”, de verdadeiramente bom, para mim? O que posso fazer à mim para que se faça justiça? O Livro dos Espíritos – questão 909 “Poderia sempre o homem, pelos seus esforços, vencer suas más inclinações? Sim, e, frequentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O que lhe falta é a vontade. Ah! quão poucos dentre vós fazem esforços!”
  7. 7. ORAÇÃO OU PRECE ... para com Deus Deus está em em nossas vidas? Só nos lembramos Dele quando nos é conveniente ou necessário, ou fazemos dele nosso parceiro? O Livro dos Espíritos – questão 660 “A prece torna melhor o homem? Sim, porquanto aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. É este um socorro
  8. 8. QUANDO SOU ALVO DE UMA FALTA 5:38 Ouvistes que foi dito: “Olho por olho e dente por dente”. 5:39 Eu, porém, vos digo para não se opor ao malvado. Pelo contrário, ao que te bater na face direita, vira-lhe também a outra. Mateus 5:38-39
  9. 9. QUANDO EU COMETO A FALTA “O arrependimento, conquanto seja o primeiro passo para a regeneração, não basta por si só; são precisas a expiação e a reparação. Arrependimento, expiação e reparação constituem, portanto, as três condições necessárias para apagar os traços de uma falta e suas consequências. O arrependimento suaviza os travos da expiação, abrindo pela esperança o caminho da reabilitação; só a reparação contudo, pode anular o efeito destruindo-lhe a causa. Do contrário, o perdão seria uma graça, não uma anulação.” O Céu e o Inferno Primeira parte Capítulo VII “As penas futuras segundo o Espiritismo” Código penal da vida futura §16°
  10. 10. A BENEFICÊNCIA “Pudésseis, meus amigos, ter por única ocupação tornar os outros felizes!” Adolfo, bispo de Argel “Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprindo esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.” São Vicente de Paulo “A esmola, meus amigos, é algumas vezes útil, porque dá alívio aos pobres; mas é quase sempre humilhante, tanto para o que dá, como para o que a recebe. A caridade, ao contrário, liga o benfeitor ao beneficiado e se disfarça de tantos modos! Pode-se ser caridoso, mesmo com os parentes e com os amigos, sendo uns indulgentes para com os outros, perdoando-se mutuamente as fraquezas, cuidando não ferir o amor-próprio de ninguém.”

×