SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTUDO METÓDICO
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO
BEM-AVENTURADOS OS
QUE TÊM PURO O
CORAÇÃO
CAPÍTULO VIII
 ESCÂNDALOS.
SE A VOSSA MÃO É
MOTIVO DE ESCÂNDALO,
CORTAI-A.
AI DO MUNDO POR CAUSA DOS ESCÂNDALOS;É NECESSÁRIO QUE VENHAM ESCÂNDALOS;
MAS AI DO HOMEM POR QUEM O
ESCÂNDALO VENHA.
PRIMEIRA ADVERTÊNCIA:
(Mateus, 18:6 a 11; 5:29 e 30)
SE A VOSSA MÃO OU O VOSSO PÉ VOS É
OBJETO DE ESCÂNDALO, CORTAI-OS E
LANÇAI-OS LONGE DE VÓS;
SE O VOSSO OLHO É OBJETO DE ESCÂNDALO,
ARRANCAI-O E LANÇAI-O LONGE DE VÓS;
É PREFERÍVEL QUE ENTREIS NA VIDA TENDO UM
SÓ PÉ E UM SÓ OLHO, DO QUE TERDES DOIS
E SERDES LANÇADOS NO FOGO ETERNO.
SEGUNDA ADVERTÊNCIA:
REPERCUSSÃO DE UMA AÇÃO QUE VAI DE
ENCONTRO À MORAL OU AO DECORO.
SENTIDO
VULGAR:
TUDO QUE RESULTA DOS VÍCIOS E DAS
IMPERFEIÇÕES HUMANAS, COM OU SEM
REPERCUSSÃO.
SENTIDO
EVANGÉLICO:
O SIGNIFICADO DE “ESCÂNDALO”
COMO DECORRÊNCIA DAS IMPERFEIÇÕES
HUMANAS
TORNA-SE MECANISMO DE PUNIÇÃO PARA
UNS E DE PROVAS PARA OUTROS
É PRECISO QUE HAJA ESCÂNDALO?
NÃO HÁ PARA OS HOMENS A OBRIGAÇÃO
DE PRATICAR O MAL
QUANDO O MAL FOR BANIDO, TODOS
SERÃO DITOSOS POR SEREM BONS
É DIGNO DE PENA AQUELE QUE
PROVOCA ESCÂNDALO!
AQUELE QUE CAUSA ESCÂNDALO SERVE DE
INSTRUMENTO À PROVIDÊNCIA DIVINA, QUE
UTILIZA DAS SUAS MÁS TENDÊNCIAS PARA
APLICAR CORRETIVOS ÀQUELES QUE
ERRARAM NO PASSADO.
O ESCÂNDALO DE HOJE NÃO FICARÁ IMPUNE,
POIS SOB A AÇÃO DA LEI DE CAUSA E EFEITO,
SOFRERÁ O QUE FEZ O PRÓXIMO SOFRER.
SENTIDO
ALEGÓRICO
SERIA UM ABSURDO
SE TOMADO AO
PÉ DA LETRA
CORTAR
SIGNIFICA: CADA UM
DEVE DESTRUIR EM
SI TODA CAUSA DE
ESCÂNDALO, ISTO É,
DE MAL.
RECURSO UTILIZADO POR JESUS, USANDO
PALAVRAS CONHECIDAS NA ÉPOCA
FOGO ETERNO
OBJETIVO: DESCREVER O PONTO EXTREMO
DO SOFRIMENTO QUE PADECE AQUELE QUE
PRATICA O MAL.
FOGO ETERNO
EM RESPEITO AO NOSSO LIVRE-ARBÍTRIO
O SOFRIMENTO RESULTANTE DE MAUS ATOS
RECONDUZIRÁ A CRIATURA AO CAMINHO DO BEM
POR QUE
DEUS
PERMITE?
É ASSIM QUE DO MAL DEUS TIRA O BEM
É ATRAVÉS DO AMOR
O SOFRIMENTO É APENAS
UM RECURSO TEMPORÁRIO,
DECORRENTE DO MAU
PROCEDER DO HOMEM.
1. IDEALIZAR UM OBJETIVO PARA CONTEÚDO
2. COMENTAR A IDEIA DE COMPREENSÃO MAIS DIFÍCIL
3. EXPOR A IDEIA QUE LHE CAUSOU MAIOR IMPACTO
4. PROPOR APLICAÇÕES PRÁTICAS DO TEMA ESTUDADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
gmo1973
 
Caridade para com os criminosos
Caridade para com os criminososCaridade para com os criminosos
Caridade para com os criminosos
Izabel Cristina Fonseca
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
Izabel Cristina Fonseca
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
Jorge Luiz dos Santos
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
Almir Silva
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
Marcos Antônio Alves
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Fernando Pinto
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
Denise Tamaê
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
Divulgador do Espiritismo
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
Clair Bianchini
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
home
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
Lorena Dias
 

Mais procurados (20)

Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
Caridade para com os criminosos
Caridade para com os criminososCaridade para com os criminosos
Caridade para com os criminosos
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
 

Mais de Izabel Cristina Fonseca

O advento do cristo
O advento do cristoO advento do cristo
O advento do cristo
Izabel Cristina Fonseca
 
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentesMisterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Izabel Cristina Fonseca
 
Melodia natalina
Melodia natalinaMelodia natalina
Melodia natalina
Izabel Cristina Fonseca
 
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechadosBem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Izabel Cristina Fonseca
 
Misterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentesMisterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentes
Izabel Cristina Fonseca
 
Poemas
PoemasPoemas
Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
Izabel Cristina Fonseca
 
Simpatia
SimpatiaSimpatia
Progressão e escala espírita
Progressão e escala espíritaProgressão e escala espírita
Progressão e escala espírita
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra lei destruição
Palestra lei destruiçãoPalestra lei destruição
Palestra lei destruição
Izabel Cristina Fonseca
 
Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017
Izabel Cristina Fonseca
 
Oração nossa
Oração nossaOração nossa
Oração nossa
Izabel Cristina Fonseca
 
O mancebo rico
O mancebo ricoO mancebo rico
O mancebo rico
Izabel Cristina Fonseca
 
O bem e o mal esde - leis divinas
O bem e o mal  esde - leis divinasO bem e o mal  esde - leis divinas
O bem e o mal esde - leis divinas
Izabel Cristina Fonseca
 
Natal palestra
Natal palestraNatal palestra
Natal palestra
Izabel Cristina Fonseca
 
Não desanimar bezerra
Não desanimar   bezerraNão desanimar   bezerra
Não desanimar bezerra
Izabel Cristina Fonseca
 
Inteligência e instinto
Inteligência e instintoInteligência e instinto
Inteligência e instinto
Izabel Cristina Fonseca
 
Incompreensão palestra 2016
Incompreensão   palestra 2016Incompreensão   palestra 2016
Incompreensão palestra 2016
Izabel Cristina Fonseca
 
Firmeza e constância
Firmeza e constânciaFirmeza e constância
Firmeza e constância
Izabel Cristina Fonseca
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais de Izabel Cristina Fonseca (20)

O advento do cristo
O advento do cristoO advento do cristo
O advento do cristo
 
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentesMisterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
 
Melodia natalina
Melodia natalinaMelodia natalina
Melodia natalina
 
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechadosBem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechados
 
Misterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentesMisterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentes
 
Poemas
PoemasPoemas
Poemas
 
Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
 
Simpatia
SimpatiaSimpatia
Simpatia
 
Progressão e escala espírita
Progressão e escala espíritaProgressão e escala espírita
Progressão e escala espírita
 
Palestra lei destruição
Palestra lei destruiçãoPalestra lei destruição
Palestra lei destruição
 
Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017
 
Oração nossa
Oração nossaOração nossa
Oração nossa
 
O mancebo rico
O mancebo ricoO mancebo rico
O mancebo rico
 
O bem e o mal esde - leis divinas
O bem e o mal  esde - leis divinasO bem e o mal  esde - leis divinas
O bem e o mal esde - leis divinas
 
Natal palestra
Natal palestraNatal palestra
Natal palestra
 
Não desanimar bezerra
Não desanimar   bezerraNão desanimar   bezerra
Não desanimar bezerra
 
Inteligência e instinto
Inteligência e instintoInteligência e instinto
Inteligência e instinto
 
Incompreensão palestra 2016
Incompreensão   palestra 2016Incompreensão   palestra 2016
Incompreensão palestra 2016
 
Firmeza e constância
Firmeza e constânciaFirmeza e constância
Firmeza e constância
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
 

Último

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 

Último (14)

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 

Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a

  • 1. ESTUDO METÓDICO O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO BEM-AVENTURADOS OS QUE TÊM PURO O CORAÇÃO CAPÍTULO VIII  ESCÂNDALOS. SE A VOSSA MÃO É MOTIVO DE ESCÂNDALO, CORTAI-A.
  • 2. AI DO MUNDO POR CAUSA DOS ESCÂNDALOS;É NECESSÁRIO QUE VENHAM ESCÂNDALOS; MAS AI DO HOMEM POR QUEM O ESCÂNDALO VENHA. PRIMEIRA ADVERTÊNCIA: (Mateus, 18:6 a 11; 5:29 e 30)
  • 3. SE A VOSSA MÃO OU O VOSSO PÉ VOS É OBJETO DE ESCÂNDALO, CORTAI-OS E LANÇAI-OS LONGE DE VÓS; SE O VOSSO OLHO É OBJETO DE ESCÂNDALO, ARRANCAI-O E LANÇAI-O LONGE DE VÓS; É PREFERÍVEL QUE ENTREIS NA VIDA TENDO UM SÓ PÉ E UM SÓ OLHO, DO QUE TERDES DOIS E SERDES LANÇADOS NO FOGO ETERNO. SEGUNDA ADVERTÊNCIA:
  • 4. REPERCUSSÃO DE UMA AÇÃO QUE VAI DE ENCONTRO À MORAL OU AO DECORO. SENTIDO VULGAR:
  • 5. TUDO QUE RESULTA DOS VÍCIOS E DAS IMPERFEIÇÕES HUMANAS, COM OU SEM REPERCUSSÃO. SENTIDO EVANGÉLICO: O SIGNIFICADO DE “ESCÂNDALO”
  • 6. COMO DECORRÊNCIA DAS IMPERFEIÇÕES HUMANAS TORNA-SE MECANISMO DE PUNIÇÃO PARA UNS E DE PROVAS PARA OUTROS
  • 7. É PRECISO QUE HAJA ESCÂNDALO? NÃO HÁ PARA OS HOMENS A OBRIGAÇÃO DE PRATICAR O MAL QUANDO O MAL FOR BANIDO, TODOS SERÃO DITOSOS POR SEREM BONS
  • 8. É DIGNO DE PENA AQUELE QUE PROVOCA ESCÂNDALO! AQUELE QUE CAUSA ESCÂNDALO SERVE DE INSTRUMENTO À PROVIDÊNCIA DIVINA, QUE UTILIZA DAS SUAS MÁS TENDÊNCIAS PARA APLICAR CORRETIVOS ÀQUELES QUE ERRARAM NO PASSADO. O ESCÂNDALO DE HOJE NÃO FICARÁ IMPUNE, POIS SOB A AÇÃO DA LEI DE CAUSA E EFEITO, SOFRERÁ O QUE FEZ O PRÓXIMO SOFRER.
  • 9. SENTIDO ALEGÓRICO SERIA UM ABSURDO SE TOMADO AO PÉ DA LETRA CORTAR SIGNIFICA: CADA UM DEVE DESTRUIR EM SI TODA CAUSA DE ESCÂNDALO, ISTO É, DE MAL.
  • 10. RECURSO UTILIZADO POR JESUS, USANDO PALAVRAS CONHECIDAS NA ÉPOCA FOGO ETERNO
  • 11. OBJETIVO: DESCREVER O PONTO EXTREMO DO SOFRIMENTO QUE PADECE AQUELE QUE PRATICA O MAL. FOGO ETERNO
  • 12. EM RESPEITO AO NOSSO LIVRE-ARBÍTRIO O SOFRIMENTO RESULTANTE DE MAUS ATOS RECONDUZIRÁ A CRIATURA AO CAMINHO DO BEM POR QUE DEUS PERMITE? É ASSIM QUE DO MAL DEUS TIRA O BEM
  • 13. É ATRAVÉS DO AMOR O SOFRIMENTO É APENAS UM RECURSO TEMPORÁRIO, DECORRENTE DO MAU PROCEDER DO HOMEM.
  • 14. 1. IDEALIZAR UM OBJETIVO PARA CONTEÚDO 2. COMENTAR A IDEIA DE COMPREENSÃO MAIS DIFÍCIL 3. EXPOR A IDEIA QUE LHE CAUSOU MAIOR IMPACTO 4. PROPOR APLICAÇÕES PRÁTICAS DO TEMA ESTUDADO