SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
E.S.E. Cap. V (Allan Kardec) | Item 18
SOFRER: 1. Ser atormentado, afligido por. 2.
Suportar, aguentar. 3. Admitir, consentir. 4. Passar ou
experimentar coisa desagradável ou trabalhosa. 5. Dor
física ou moral. 6. Ser acometido de doença.

> Relação com angústia e aflição.
Fonte: Dicionário Aurélio de Língua Portuguesa
(Aurélio Buarque de Holanda Ferreira)
PROVAÇÃO: É A LUTA QUE ENSINA AO DISCÍPULO
REBELDE E PREGUIÇOSO A ESTRADA DO TRABALHO E DA
EDIFICAÇÃO ESPIRITUAL.

EXPIAÇÃO: PENA IMPOSTA AO MALFEITOR QUE
COMETE UM CRIME.

Q 246 – Qual a diferença entre prova e expiação?
Fonte: O consolador – Emmanuel / Chico Xavier
As expiações e provações têm por fim, na sua
vivência, provocar o arrependimento, a conscientização
dos sofrimentos causados, fazendo a pessoa arrepender-
se, a conhecer-se.

A evolução espiritual é consequência.
• Agente de desenvolvimento e progresso;
• Significado da dor nos seres inferiores;
• A dor moral aprimora os sentimentos.

    Fonte: “O problema do ser, do destino e da dor”
    (Léon Denis. Cap. 26)
Fonte: “O problema do ser, do destino e da dor”
(Léon Denis. Cap. 26)
Bíblia | Evangelho de Mateus | Cap. 5
O que Jesus quis dizer com:
"Bem-aventurados os aflitos, o reino
     dos céus lhes pertence.”?
RESIGNAÇÃO: Paciência diante da ingratidão, da
adversidade, do infortúnio.
São os bons sentimentos que alimentamos em nosso
coração. É compreender a necessidade de não nos
revoltarmos, de sermos bons, a fim de sermos
felizes.
“A resignação é o consentimento do coração.”


Fonte: Wikipédia (Enciclopédia Virtual).
(MACKENZIE, J. L. (S. J.). Dicionário Bíblico. São Paulo: Paulinas, 1984.
“O Homem Novo” de J. Herculano Pires.
(“O Homem Novo” de J. Herculano Pires.)
Sendo as dores de hoje o resgate de nossas dividas passadas, o
sofrimento constitui forma e oportunidade abençoada de quitação
daquelas dívidas. Portanto, é feliz aquele que salda débitos com a justiça
divina.
Moderando nossos desejos, evitando a inveja, o
ciúme, a ambição, dando à vida material o valor
relativo que lhe é peculiar, acima de tudo aceitando-a
com resignação, e praticando o bem ao próximo.
Segundo Lacordaire (Havre, 1863 – ESE. Cap. V)
tal bem-aventurança pode ser traduzida como:


“Bem-aventurados os que têm ocasião de
provar sua fé, sua firmeza, sua
perseverança e sua submissão à vontade de
Deus, porque terão centuplicada a alegria
que lhes falta na Terra, porque depois do
labor, virá o repouso.”
GLORIFIQUEMOS

“Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para
todo o sempre.” – Paulo (FILIPENSES 4:20)

Quando o vaso se retirou da cerâmica, dizia sem
palavras:
- Bendito seja o fogo que me proporcionou a
solidez.
Quando o arado se ausentou da forja, afirmava
em silêncio:
- Bendito seja o malho que me deu forma.
Quando a madeira aprimorada passou a brilhar
no palácio, exclamava, sem voz:
- Bendita seja a lâmina que me cortou
cruelmente, preparando-me a beleza.
Quando a seda luziu, formosa.. no templo,
asseverava no íntimo:
- Bendita seja a feia lagarta que me deu vida.
Quando a flor se entreabriu, veludosa e sublime,
agradeceu, apressada:
- Bendita a terra escura que me encheu de
perfume.
Quando o enfermo recuperou a saúde, gritou,
feliz:
- Bendita seja a dor que me trouxe a lição do
equilíbrio.
Tudo é belo, tudo é grande, tudo é santo na casa
de Deus.
Agradeçamos a tempestade que renova, a luta
que aperfeiçoa, o sofrimento que ilumina.
A alvorada é maravilha do céu que vem após a
noite na Terra.
Que em todas as nossas dificuldades e sombras
seja nosso Pai glorificado para sempre.

Fonte Viva (Emmanuel – Chico Xavier) - Lição 11
Palestra Espírita - Bem e mal sofrer

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIINatyMadeira
 
A verdadeira Pureza mãos não lavadas .
A verdadeira Pureza mãos não lavadas . A verdadeira Pureza mãos não lavadas .
A verdadeira Pureza mãos não lavadas . Vanda Machado
 
Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado meebpeixotinho
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasFelipe Guedes
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraDébora Homobono
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosEduardo Ottonelli Pithan
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosTiburcio Santos
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direitagmo1973
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Clair Bianchini
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Afliçõesigmateus
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadealice martins
 

Mais procurados (20)

LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
 
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
A verdadeira Pureza mãos não lavadas .
A verdadeira Pureza mãos não lavadas . A verdadeira Pureza mãos não lavadas .
A verdadeira Pureza mãos não lavadas .
 
Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestra
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Aflições
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
 

Destaque

Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasEduardo Ottonelli Pithan
 
Jesus no evangelho de marcos pe. bonifácio
Jesus no evangelho de marcos   pe. bonifácioJesus no evangelho de marcos   pe. bonifácio
Jesus no evangelho de marcos pe. bonifácioClarisse Kopp
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimafamiliaelopaz
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosGraça Maciel
 
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profunda
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profundaJesus e o evangelho a luz da psicologia profunda
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profundaLeonardo Pereira
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhorigmateus
 
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]Departamento de Comunicação - DECOM | FEEES
 
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligente
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligentePalestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligente
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligenteTaisy Silva
 
A era nova slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...
A era nova   slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...A era nova   slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...
A era nova slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...Nivaldo Santos
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareAlmir Silva
 
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ Danilo Galvão
 

Destaque (20)

Motivando-se ANTAQ
Motivando-se ANTAQMotivando-se ANTAQ
Motivando-se ANTAQ
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Jesus no evangelho de marcos pe. bonifácio
Jesus no evangelho de marcos   pe. bonifácioJesus no evangelho de marcos   pe. bonifácio
Jesus no evangelho de marcos pe. bonifácio
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da última
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
O porquê da dor
O porquê da dorO porquê da dor
O porquê da dor
 
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profunda
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profundaJesus e o evangelho a luz da psicologia profunda
Jesus e o evangelho a luz da psicologia profunda
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
 
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
 
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligente
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligentePalestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligente
Palestra Espírita | Evangelho Segundo o Espiritismo: Missão do homem inteligente
 
Marcos 007
Marcos   007Marcos   007
Marcos 007
 
Estudos do evangelho 12
Estudos do evangelho 12Estudos do evangelho 12
Estudos do evangelho 12
 
A era nova slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...
A era nova   slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...A era nova   slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...
A era nova slides da palestra aos trabalhadores do Centro Espírita Humildad...
 
Espiritismo e o Lar
Espiritismo e o LarEspiritismo e o Lar
Espiritismo e o Lar
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ
Causas anteriores das aflições - palestra espírita - Danilo Galvão SAJ
 
Evangelho por emmanuel marcos
Evangelho por emmanuel marcosEvangelho por emmanuel marcos
Evangelho por emmanuel marcos
 

Semelhante a Palestra Espírita - Bem e mal sofrer

Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigoLisete B.
 
O Cristo consolador
O Cristo consoladorO Cristo consolador
O Cristo consoladorHelio Cruz
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmoRicardo Azevedo
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 RenovaçãoEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 RenovaçãoJose Luiz Maio
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoEduardo Ottonelli Pithan
 
A razão da dor
A razão da dorA razão da dor
A razão da dorHelio Cruz
 
Adversidades da vida
Adversidades da vidaAdversidades da vida
Adversidades da vidaHelio Cruz
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e RespostaSérie Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e RespostaRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoRicardo Azevedo
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)Ricardo Akerman
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leveFatoze
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Fatima Carvalho
 
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1Patricia Farias
 

Semelhante a Palestra Espírita - Bem e mal sofrer (20)

Bem e mal sofrer
Bem e mal sofrer Bem e mal sofrer
Bem e mal sofrer
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
As Provas e Expiações - como lidar
As Provas e Expiações  - como lidarAs Provas e Expiações  - como lidar
As Provas e Expiações - como lidar
 
Preces e Orações com Chico Xavier
Preces e Orações com Chico XavierPreces e Orações com Chico Xavier
Preces e Orações com Chico Xavier
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
O Cristo consolador
O Cristo consoladorO Cristo consolador
O Cristo consolador
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmo
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 51 - Socorre a ti mesmo
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 RenovaçãoEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 Renovação
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
A razão da dor
A razão da dorA razão da dor
A razão da dor
 
BEM E MAL SOFRER.ppsx
BEM E MAL SOFRER.ppsxBEM E MAL SOFRER.ppsx
BEM E MAL SOFRER.ppsx
 
Crises e Dores Coletivas e Familiares
Crises e Dores Coletivas e FamiliaresCrises e Dores Coletivas e Familiares
Crises e Dores Coletivas e Familiares
 
8 entreaterraeoceu-1954-101008115411-phpapp01
8 entreaterraeoceu-1954-101008115411-phpapp018 entreaterraeoceu-1954-101008115411-phpapp01
8 entreaterraeoceu-1954-101008115411-phpapp01
 
Adversidades da vida
Adversidades da vidaAdversidades da vida
Adversidades da vida
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e RespostaSérie Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
Série Evangelho no Lar - Cap. 18 - Petição e Resposta
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
 
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
 

Mais de Divulgador do Espiritismo

Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaDivulgador do Espiritismo
 
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análise
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análiseREFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análise
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análiseDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmoDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritos
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritosPalestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritos
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritosDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritos
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritosPalestra Espírita - Nossos filhos são espíritos
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritosDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralPalestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiososPalestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiososDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosDivulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Divulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divina
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divinaPalestra Espírita - A fé humana e a fé divina
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divinaDivulgador do Espiritismo
 

Mais de Divulgador do Espiritismo (19)

Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análise
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análiseREFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análise
REFORMA ÍNTIMA NA PRÁTICA - Perguntas para auto-análise
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
 
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritos
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritosPalestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritos
Palestra Espírita - Ocupações e missões dos espíritos
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
 
Palestra Espírita - Sede perfeitos
Palestra Espírita - Sede perfeitosPalestra Espírita - Sede perfeitos
Palestra Espírita - Sede perfeitos
 
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritos
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritosPalestra Espírita - Nossos filhos são espíritos
Palestra Espírita - Nossos filhos são espíritos
 
Palestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mentePalestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mente
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
Palestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigoPalestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigo
 
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralPalestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiososPalestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
 
Palestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelaçõesPalestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelações
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divina
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divinaPalestra Espírita - A fé humana e a fé divina
Palestra Espírita - A fé humana e a fé divina
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 

Último (13)

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 

Palestra Espírita - Bem e mal sofrer

  • 1. E.S.E. Cap. V (Allan Kardec) | Item 18
  • 2. SOFRER: 1. Ser atormentado, afligido por. 2. Suportar, aguentar. 3. Admitir, consentir. 4. Passar ou experimentar coisa desagradável ou trabalhosa. 5. Dor física ou moral. 6. Ser acometido de doença. > Relação com angústia e aflição. Fonte: Dicionário Aurélio de Língua Portuguesa (Aurélio Buarque de Holanda Ferreira)
  • 3. PROVAÇÃO: É A LUTA QUE ENSINA AO DISCÍPULO REBELDE E PREGUIÇOSO A ESTRADA DO TRABALHO E DA EDIFICAÇÃO ESPIRITUAL. EXPIAÇÃO: PENA IMPOSTA AO MALFEITOR QUE COMETE UM CRIME. Q 246 – Qual a diferença entre prova e expiação? Fonte: O consolador – Emmanuel / Chico Xavier
  • 4. As expiações e provações têm por fim, na sua vivência, provocar o arrependimento, a conscientização dos sofrimentos causados, fazendo a pessoa arrepender- se, a conhecer-se. A evolução espiritual é consequência.
  • 5.
  • 6. • Agente de desenvolvimento e progresso; • Significado da dor nos seres inferiores; • A dor moral aprimora os sentimentos. Fonte: “O problema do ser, do destino e da dor” (Léon Denis. Cap. 26)
  • 7. Fonte: “O problema do ser, do destino e da dor” (Léon Denis. Cap. 26)
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. Bíblia | Evangelho de Mateus | Cap. 5
  • 12. O que Jesus quis dizer com: "Bem-aventurados os aflitos, o reino dos céus lhes pertence.”?
  • 13.
  • 14. RESIGNAÇÃO: Paciência diante da ingratidão, da adversidade, do infortúnio. São os bons sentimentos que alimentamos em nosso coração. É compreender a necessidade de não nos revoltarmos, de sermos bons, a fim de sermos felizes. “A resignação é o consentimento do coração.” Fonte: Wikipédia (Enciclopédia Virtual). (MACKENZIE, J. L. (S. J.). Dicionário Bíblico. São Paulo: Paulinas, 1984. “O Homem Novo” de J. Herculano Pires.
  • 15.
  • 16. (“O Homem Novo” de J. Herculano Pires.)
  • 17. Sendo as dores de hoje o resgate de nossas dividas passadas, o sofrimento constitui forma e oportunidade abençoada de quitação daquelas dívidas. Portanto, é feliz aquele que salda débitos com a justiça divina.
  • 18. Moderando nossos desejos, evitando a inveja, o ciúme, a ambição, dando à vida material o valor relativo que lhe é peculiar, acima de tudo aceitando-a com resignação, e praticando o bem ao próximo.
  • 19. Segundo Lacordaire (Havre, 1863 – ESE. Cap. V) tal bem-aventurança pode ser traduzida como: “Bem-aventurados os que têm ocasião de provar sua fé, sua firmeza, sua perseverança e sua submissão à vontade de Deus, porque terão centuplicada a alegria que lhes falta na Terra, porque depois do labor, virá o repouso.”
  • 20. GLORIFIQUEMOS “Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo o sempre.” – Paulo (FILIPENSES 4:20) Quando o vaso se retirou da cerâmica, dizia sem palavras: - Bendito seja o fogo que me proporcionou a solidez. Quando o arado se ausentou da forja, afirmava em silêncio: - Bendito seja o malho que me deu forma.
  • 21. Quando a madeira aprimorada passou a brilhar no palácio, exclamava, sem voz: - Bendita seja a lâmina que me cortou cruelmente, preparando-me a beleza. Quando a seda luziu, formosa.. no templo, asseverava no íntimo: - Bendita seja a feia lagarta que me deu vida. Quando a flor se entreabriu, veludosa e sublime, agradeceu, apressada: - Bendita a terra escura que me encheu de perfume.
  • 22. Quando o enfermo recuperou a saúde, gritou, feliz: - Bendita seja a dor que me trouxe a lição do equilíbrio. Tudo é belo, tudo é grande, tudo é santo na casa de Deus. Agradeçamos a tempestade que renova, a luta que aperfeiçoa, o sofrimento que ilumina. A alvorada é maravilha do céu que vem após a noite na Terra. Que em todas as nossas dificuldades e sombras seja nosso Pai glorificado para sempre. Fonte Viva (Emmanuel – Chico Xavier) - Lição 11