1MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IINTRODUÇÃO À ANATOMIA HUMANANOÇÕES GERAISCélulaSão unidades funcionais e e...
2MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ICitoplasmaO constituinte mais externo do citoplasma é a membrana plasmátic...
3MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ISISTEMAS ORGÂNICOSAs unidades biológicas, ou células, organizam-se em teci...
4MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA Ia) Sistema Esquelético: compreende os ossos, que formam o arcabouço de sus...
5MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I M.= músculo, Mm.= músculos N.= nervo, Nn= nervos R.= ramos, Rr.= ramos...
6MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IPosição de Descrição AnatômicaPara evitar o uso de termos diferentes nas d...
7MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I Dois planos horizontais, um tangente à cabeça: plano cranial ou superior...
8MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IEixos do Corpo HumanoSão linhas imaginárias traçadas no indivíduo consider...
9MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ITermos de posição e direçãoDescrevem as relações das partes do nosso corpo...
10MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I Rotação Superior da Escápula: movimento em torno de um eixo sagital no ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução à anatomia humana

1.364 visualizações

Publicada em

Introdução à Anatomia Humana; Curso técnico de Enfermagem; Planos de Secção; Eixos do Corpo Humano

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução à anatomia humana

  1. 1. 1MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IINTRODUÇÃO À ANATOMIA HUMANANOÇÕES GERAISCélulaSão unidades funcionais e estruturais dos seres vivos. Apesar da grande variedade deanimais, plantas, fungos, protistas e bactérias, existem somente dois tipos básicos de célula:as procariontes e as eucariontes.As células procariontes constituem as bactérias. São células menores (1-5mm),geralmente com uma parede por fora da membrana celular, e que não apresentam envoltórionuclear separando o material genético (DNA) dos outros constituintes celulares. Nãopossuem organelas citoplasmáticas envolvidas por membrana.Excluídas as bactérias, todos os demais seres vivos sãoconstituídos por células eucariontes, que são maiores do que asprocariontes e apresentam o núcleo celular circundado por umadupla membrana, o envoltório nuclear.Principais Constituintes das CélulasAs células eucariontes apresentam três partes fundamentais: a membrana, o citoplasma e o núcleo. Os diversos componentes docitoplasma geralmente não são vistos nos preparados comuns.
  2. 2. 2MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ICitoplasmaO constituinte mais externo do citoplasma é a membrana plasmática, que é o limite entre o meio intracelular e o ambienteextracelular. No citoplasma se localizam o citoesqueleto, as organelas e os depósitos. São exemplos de organelas as mitocôndrias, oretículo endoplasmático, o complexo de Golgi, os lisossomos e os peroxissomos. O espaço entre as organelas e os depósitos épreenchido pela matriz citoplasmática ou citossol, de consistência variável, chegando a se parecer com um gel.
  3. 3. 3MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ISISTEMAS ORGÂNICOSAs unidades biológicas, ou células, organizam-se em tecidos, definidos como um conjunto de células semelhantes paradesempenhar a mesma função geral. Por sua vez, os tecidos reúnem-se para constituir órgãos, instrumentos de função. Umconjunto de órgãos, de mesma origem e estrutura, cujas funções se integram para realizar funções complexas, denomina-se sistema.Em conjunto, os sistemas constituem o corpo humano. É possível a reunião de vários sistemas, dois ou três, para constituir umaparelho. Um aparelho reúne sistemas que tenham relações íntimas no desenvolvimento (embriologia), na situação topográfica oufunção.Os sistemas que, em conjunto, compõem o organismo do indivíduo são os seguintes:
  4. 4. 4MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA Ia) Sistema Esquelético: compreende os ossos, que formam o arcabouço de sustentação do corpo, além de servir à fixaçãode músculos, delimitar cavidades para a proteção de órgãos nelas contidos e cumprir funções hematopoéticas(formação de células sanguíneas);b) Sistema Articular: compreende as conexões (articulações) entre os ossos para permitir o movimento;c) Sistema Muscular: é constituído pelos músculos, denominados esqueléticos por se fixarem nos ossos. Estão sujeitos àvontade, razão pela qual também são conhecidos como músculos voluntários. Assim como os ossos são elementospassivos do movimento, os músculos são seus elementos ativos.d) Sistema Circulatório: compreende o conjunto de tubos, os vasos, condutores do sangue, acoplados a um órgão central,na verdade um vaso de paredes espessadas e muito modificado, o coração. Os vasos que levam o sangue,centrifugamente, do coração para as células, são as artérias; aqueles que, pelo contrário, levam o sangue das célulaspara o coração são as veias.e) Sistema Linfático: trata-se de um outro sistema de tubos, os vasos linfáticos, que conduzem a linfa, que, como o sangue,é um líquido nutritivo ou relacionado com a nutrição do corpo. Ao sistema linfático pertencem também os órgãoslinfáticos secundários: linfonodos, órgãos ovoides situados no trajeto dos vasos linfáticos; o baço, o grande órgãolinfoide do corpo; e o anel linfático da faringe (tonsilas lingual, palatina, faríngea e tubária). Pertencem ainda ao sistemalinfático os chamados órgãos linfáticos primários, que incluem a medula óssea e o timo.f) Sistema Respiratório: trata-se do conjunto de órgãos responsáveis pela respiração, que compreende a inspiração dooxigênio do ar atmosférico e expiração do gás carbônico, o dióxido de carbono. Ao sistema pertencem as viasrespiratórias (tubos condutores de oxigênio e gás carbônico), e os pulmões nos quais se verifica a troca dos gases entre osangue e o ar.g) Sistema Digestório: é constituído pelo canal alimentar, que se inicia na boca e termina no ânus. No seu trajeto o tuboapresenta forma e estruturas diferentes, com grandes variações nas dimensões do seu lume. Entre os anexos do sistemadigestório incluem-se os dentes, as glândulas salivares, o fígado e o pâncreas.h) Sistema Endócrino: compreende o conjunto de glândulas endócrinas, isto é, sem ducto excretor, conhecidas tambémcomo glândulas de secreção interna. O sistema endócrino, na verdade é constituído por órgãos muito diversos, semconexão direta, tendo em comum a função de drenar suas secreções diretamente no sangue venoso. Incluem nessesistema a hipófise, a glândula pineal, a tireoide, a paratireoides, a supra-renal e a ilhotas pancreáticas.i) Sistema Urinário: é formado pelos dois rins, que excretam a urina, e pelas vias uriníferas, que a conduzem ao meioexterior e incluem os ureteres, a bexiga e a ureta.j) Sistema Genital: o feminino e o masculino servem à reprodução. Na mulher, o sistema genital compreende os ovários,as tubas uterinas, o útero e a vagina, considerados órgãos genitais internos; aos genitais externos pertence o pudendofeminino. No homem, o sistema genital constitui-se dos órgãos genitais internos: testículos e vias espermáticas, além dapróstata e das glândulas bulbouretrais; os órgãos genitais externos incluem o pênis e o escroto.k) Sistema Sensorial: é constituído pelos órgãos dos sentidos, capazes de captar sensações gerais, como as catadas pelapele (táteis, térmicas e dolorosas), ou sensações específicas como as gustativas, olfatórias, auditivas e visuais.l) Sistema Nervoso: compreende uma parte central, uma parte periférica e autônomo.m) Sistema Tegumentar: é o revestimento cutâneo do corpo que inclui a pele, os cabelos e outros pelos, unhas e glândulassudoríparas e sebáceas, assim como as glândulas mamárias.Abreviaturas para os termos gerais de anatomia: A.= artéria, Aa.=artérias Lig.= ligamento, Ligg.= ligamentos
  5. 5. 5MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I M.= músculo, Mm.= músculos N.= nervo, Nn= nervos R.= ramos, Rr.= ramos V.= veia, Vv.= veiasDIVISÃO DO CORPO HUMANOO corpo humano divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. Sendo a cabeçacomposta pela fronte (testa); occipital (porção posterior e inferior da cabeça); têmpora(porção lateral, anterior à orelha); orelha e face (olhos, bochechas, nariz, boca); e oTronco composto por tórax, abdome, pelve e dorso.Em Anatomia define-se o que é normal pelo a estrutura que se encontra maisfrequentemente na amostragem de indivíduos. Aquilo que é diferentemorfologicamente da maioria, chamamos de variação anatômica. As variaçõesanatômicas podem apresentar-se externamente ou em qualquer dos sistemas doorganismo, sem que isto traga prejuízo funcional para o indivíduo, portanto estão dentro dos limites da normalidade.Quando o desvio do padrão anatômico perturba a função, diz-se que se trata de uma anomalia e não de uma variação. Asanomalias podem ser congênitas ou adquiridas (lesão, doença). Se a anomalia for tão acentuada de modo a deformarprofundamente a construção do corpo do indivíduo, sendo, em geral, incompatível com a vida, denomina-se monstruosidade.Fatores Gerais de Variação Anatômica Idade Sexo: órgãos genitais; distribuição de gordura corporal; tipo de respiração (diafragmática e costal); Etnia: reconstrução da pele em negros – queloide; Biótipo Longilíneo: indivíduo magro, em geral altos, com pescoço longo, tórax muito achatado ântero-posteriormente, commembros longos em relação à altura do tronco. Brevelíneo: indivíduo atarracado, em geral baixos, com pescoço curto, tórax de grande diâmetro ântero-posterior,membros curtos em relação à altura do tronco. Mediolíneo: apresentam caracteres intermediários aos dos tipos anteriores.
  6. 6. 6MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IPosição de Descrição AnatômicaPara evitar o uso de termos diferentes nas descrições anatômicas, considerando-se que a posição pode servariável, optou-se por uma posição padrão, denominada posição de descrição anatômica: indivíduo emposição ereta (em pé, ortostática ou bípede), com face voltada para a frente, o olhar dirigido para o horizonte,membros superiores estendidos, aplicados ao tronco e com as palmas voltadas para frente, membrosinferiores unidos com as pontas dos pés dirigidas para frente.Planos de Delimitação do Corpo HumanoO corpo humano pode ser delimitado por planos tangentes à sua superfície, os quais determinam a formaçãode um sólido geométrico, um paralelepípedo. Tem-se, assim, para as faces desse sólido, os seguintes planoscorrespondentes: Dois planos verticais, um tangente ao ventre: plano ventral ou anterior – e outro ao dorso: plano dorsal ou posterior; Dois planos verticais tangentes aos lados do corpo: planos laterais direito e esquerdo;
  7. 7. 7MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I Dois planos horizontais, um tangente à cabeça: plano cranial ou superior – e outro à planta dos pés: plano podálico ouinferior.Planos de Secção do Corpo HumanoAlém dos planos de delimitação, descrevem-se também os planos de secção do corpo humano: O plano que divide o corpo humano em metades direita e esquerda é denominado mediano – Fig A. Os planos de secção que são paralelos aos planos ventral e dorsal são ditos frontais e a secção é também denominadafrontal (corte frontal) – Fig B. Os planos de secção que são paralelos aos planos cranial, podálico e caudal são horizontais. A secção é denominadatransversal (corte transversal) – Fig.C.
  8. 8. 8MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA IEixos do Corpo HumanoSão linhas imaginárias traçadas no indivíduo considerado incluído no paralelepípedo. Os eixos principais seguem três direçõesortogonais: Eixo Sagital, ântero-posterior: estende-se em sentido anterior para posterior, perpendicular ao plano frontal. Esse eixotambém é chamado de sagital. Esse eixo possibilita os movimentos de abdução e adução. Ex.: Articulação do ombro, doquadril, etc. Eixo Látero-Lateral: estende-se de um lado ao outro, tanto da direita para esquerda quanto o inverso, perpendicular aoplano sagital. Esse eixo também é conhecido como Transversal ou Horizontal. Esse eixo possibilita os movimentos deflexão e extensão. Ex.: Articulação do ombro, do cotovelo, etc. Eixo Longitudinal: estende-se de cima para baixo (ou vice e versa), perpendicular ao plano transversal. Esse eixopossibilita os movimentos de rotação lateral e rotação medial. Ex.: Articulação do ombro, do cotovelo, etc.
  9. 9. 9MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA ITermos de posição e direçãoDescrevem as relações das partes do nosso corpo em posição anatômica.• Anterior ou ventral: voltado ou mais próximo da fronte;• Posterior ou dorsal: voltado ou mais próximo do dorso;• Superior ou cranial: voltado ou mais próximo da cabeça;• Inferior ou podálico: voltado ou mais próximo do pé;• Medial: mais próximo do plano mediano;• Lateral: mais próximo do plano mediano;• Intermédio: entre uma estrutura lateral e outra medial;• Proximal: mais próximo do tronco ou do ponto de origem do membro;• Distal: mais distante do tronco ou do ponto de origem do membro;• Médio: entre uma estrutura proximal e outra distal;• Superficial: mais próximo da superfície;• Profundo: mais distante da superfície;• Interno: no interior de um órgão ou de uma cavidade;• Externo: externamente a um órgão ou a uma cavidade;• Ipsilateral: do mesmo lado;• Contralateral: do lado oposto.Termos de Movimento Flexão: curvatura ou diminuição doângulo entre os ossos ou partes do corpo. Extensão: endireitar ou aumentar oângulo entre os ossos ou partes do corpo. Adução: movimento na direção doplano mediano em um plano coronal. Abdução: afastar-se do planomediano no plano coronal. Rotação Medial: traz a face anteriorde um membro para mais perto do planomediano. Rotação Lateral: leva a face anteriorpara longe do plano mediano. Retrusão: movimento de retração (para trás) como ocorre na retrusão da mandíbula e no ombro. Protrusão: movimento dianteiro (para frente) como ocorre na protrusão da mandíbula e no ombro. Oclusão: movimento em que ocorre o contato da arcada dentário superior com a arcada dentária inferior. Abertura: movimento em que ocorre o afastamento dos dentes no sentido súpero-inferior. Rotação Inferior da Escápula: movimento em torno de um eixo sagital no qual o ângulo inferior da escápula move-semedialmente e a cavidade glenóide move-se caudalmente.
  10. 10. 10MÓDULO I – ANATOMIA E FISIOLOGIA I – APOSTILA I Rotação Superior da Escápula: movimento em torno de um eixo sagital no qual o ângulo inferior da escápula move-selateralmente e a cavidade glenóide move-se cranialmente. Elevação: elevar ou mover uma parte para cima, como elevar os ombros. Abaixamento: abaixar ou mover uma parte para baixo, como baixar os ombros. Retroversão: posição da pelve na qual o plano vertical através das espinhas ântero-superiores é posterior ao plano verticalatravés da sínfise púbica. Anteroversão: posição da pelve na qual o plano vertical através das espinhas ântero-superiores é anterior ao plano verticalatravés da sínfise púbica. Pronação: movimento do antebraço e mão que gira o rádio medialmente em torno de seu eixo longitudinal de modo que apalma da mão olha posteriormente. e no ombro. Supinação: movimento do antebraço e mão que gira o rádio lateralmente em torno de seu eixo longitudinal de modo quea palma da mão olha anteriormente. e no ombro. Inversão: movimento da sola do pé em direção ao plano mediano. Quando o pé está totalmente invertido, ele também estáplantifletido. Eversão: movimento da sola do pé para longe do plano mediano. Quando o pé está totalmente evertido, ele também estádorsifletido. Dorsi-flexão (flexão dorsal): movimento de flexão na articulação do tornozelo, como acontece quando se caminha morroacima ou se levantam os dedos do solo. Planti-flexão (flexão plantar): dobra o pé ou dedos em direção à face plantar, quando se fica em pé na ponta dos dedos.

×