Apostilagmcwb

3.818 visualizações

Publicada em

Apostila do curso ministrado a Guarda Municipal de Curitiba em 2005 na materia de defesa pessoal.

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.818
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
336
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostilagmcwb

  1. 1. MANUAL DE USO LEGAL DA FORÇA E DEFESA PESSOAL 2005
  2. 2. PREFÁCIO Elaborado pela equipe de docentes, da FRONTLINE, o presente manual objetiva complementar os assuntos teóricos e práticos ministrados no "CURSO DE USO LEGAL DA FORÇA E DEFESA PESSOAL", destinado aos integrantes da Guarda Municipal de Curitiba. Atendendo exigências do conteúdo programático do citado curso, este manual apresenta assuntos relativos às diciplinas de Defesa Pessoal, Legislação e Abordagem de Pessoas com Transtornos Psíquicos, com uma linguagem simples, acompanhada de ilustrações que objetivam atingir eficácia metodológica. FRONTLINE TECHNOLOGIES 01
  3. 3. DEFESA PESSOAL 03
  4. 4. DEFESA PESSOAL I. APRESENTAÇÃO A presente unidade didática, ministrada pela Equipe de Instrutores Pertencentes ao " CENTRO DE EXCELÊNCIA ARCANJO PROTECTION", é fundamentada em técnicas e táticas de origens variadas, (Orientais, Norte americanas e Israelenses), pertencente a várias escolas de Artes Marciais, bem como, de Artes de Combate existentes, no mundo, difundidas por instituições de reconhecimento internacional. II. OBJETIVO O programa objetiva capacitar o homem quanto ao emprego das técnicas e táticas de defesa pessoal, no desenvolvimento da atividade de Guarda Municipal, em situações diversas de adversidades, utilizando para isso "Mãos Livres", " Bastões PR-24 e 90", e outros mecanismos de defesa " menos letais". III. DEFINIÇÕES Entende-se por DEFESA PESSOAL a aglotinação de conhecimentos, técnicas e táticas pertencentes às Artes Marciais e Artes de Combate, que dão ao homem estrutura de defesa compatível ao mantenimento de sua integridade física, utilizando para tanto de meios "menos letais". Ao contrário do que se pense, Defesa Pessoal não é sinônimo de força física, mas sim, a aptidão de prever, evitar e controlar o agressor com técnicas que envolvem destreza, muscular e acima de tudo, controle mental e agressividade controlada. 05
  5. 5. IV. DESENVOLVIMENTO 1. LINGUAGEM DE CORPO Aprender a distinguir a intenção do agressor através da leitura postural do oponente para se saber qual a providência deverá ser tomada. a - POSTURAS Relaxado Desconfiado Atento Questionador Ameaçador Agressor b - POSIÇÕES DE COMBATE Frontal Lateral 07
  6. 6. SASEFED E SETUHC ,SOIEUQOLB .2 BLOQUEIO DE SOCO SEGUIDO DE CONTRA-ATAQUE. Golpe com a mão aberta no plexo na costela Joelhada na coxa 08
  7. 7. BLOQUEIO SEGUIDO DE CHUTE. Chute na área externa da coxa Chute na área interna da coxa Chute frontal no tórax 09
  8. 8. DEFESA DE CHUTES. Defesa de chute frontal Defesa de chute lateral baixo Defesa de chute lateral alto 10
  9. 9. DEFESA CONTRA ESTRANGULAMENTO SEGUIDO DE COTOVELADA, PROJEÇÃO, IMOBILIZAÇÃO E ALGEMAMENTO. 11
  10. 10. DEFESA CONTRA AGRESSÃO FRONTAL, SEGUIDO DE TORÇÃO DE PULSO, IMOBILIZAÇÃO E ALGEMAMENTO. 12
  11. 11. DEFESA CONTRA ESTRANGULAMENTO LATERAL, SEGUIDO DE PROJEÇÃO PARA TRÁS. 13
  12. 12. 3. USO DO BASTÃO “PR 24” a. POSIÇÕES Descanso Combate Defesa lateral superior direita Defesa lateral superior esquerda Defesa lateral inferior direita Defesa frontal 14
  13. 13. b. DEFESA COM BASTÃO “PR 24” CONTRA BASTÃO "90”. Defesa lateral superior direita Defesa lateral superior esquerda Defesa lateral inferior direita Defesa lateral inferior direita Estocada 15
  14. 14. c. DEFESA COM O BASTÃO “PR 24” CONTRA GOLPES DIVERSOS. Chute frontal baixo Soco frontal alto seguido de estocada Controle do agressor através de mata leão 16
  15. 15. b. CONTROLE ATRAVÉS DE ESTOCADA SEGUIDO DE TORÇÃO DE BRAÇO, IMOBILIZAÇÃO E ALGEMAMENTO. 17
  16. 16. e. DEFESA CONTRA ESTRANGULAMENTO FRONTAL, SEGUIDO DE TORÇÃO DE BRAÇO, IMOBILIZAÇÃO E ALGEMAMENTO. 18
  17. 17. f. CONTROLE DO AGRESSOR ATRAVÉS DE TORÇÃO DE PULSO, SEGUIDO DE CHAVE DE OMOPLATA. g. CONTROLE DO AGRESSOR ATRAVÉS DE CHAVE DE PULSO, SEGUIDO DE TORÇÃO DE BRAÇO E ALGEMAMENTO. 19
  18. 18. h. CONTROLE DO AGRESSOR ATRAVÉS DE CHAVE DE ANTEBRAÇO. 20
  19. 19. 4. USO DO BASTÃO “90” a. GOLPE NOS MEMBROS INFERIORES. b. GOLPE NO OMBRO. 21
  20. 20. c. ESTOCADA. 22
  21. 21. 5. DEFESA CONTRA FACAS E SIMILARES a. DEFESA CONTRA ATAQUE FRONTAL. 23
  22. 22. b. DEFESA CONTRA ATAQUE FRONTAL, SEGUIDO DE CONTRA-ATAQUE NO TRAPÉZIO. 24
  23. 23. c. DEFESA CONTRA ATAQUE FRONTAL, SEGUIDO DE ESTOCADA, TORÇÃO DE BRAÇO E CHAVE DE PULSO. 25
  24. 24. d. DEFESA CONTRA ATAQUE FRONTAL, SEGUIDO DE ESTOCADA, TORÇÃO DE BRAÇO E CHAVE DE OMBRO. 26
  25. 25. 6. RETENÇÃO DE ARMAS a. RETENÇAÕ COM AUXÍLIO DO BASTÃO "PR 24". Retenção frontal seguido de giro lateral. Reação à retaguarda seguido de giro lateral. 27
  26. 26. b. RETENÇÃO SEM MEIOS AUXILIARES. Reação à tentativa de retirada da arma por parte de agressor. Reação à retaguarda seguido de giro lateral. 28
  27. 27. REAÇÃO FRONTAL, SEGUIDA DE PROJEÇÃO LATERAL ATRAVÉS DE ALAVANCA DE BRAÇO. 29
  28. 28. 7. DEFESA CONTRA ARMA DE FOGO ATAQUE À RETAGUARDA, GIRO LATERAL, SEGUIDA DE CHAVE DE BRAÇO, DESARMAMENTO E SAQUE 30
  29. 29. ATAQUE LATERAL. RETENÇÃO DA ARMA, SEGUIDO DE GIRO DA ARMA, DESARMAMENTO E GOLPE. ATAQUE FRONTAL. RETENÇÃO DA ARMA COM AS DUAS MÃOS, EM SEGUIDA LEVANTAR OS BRAÇOS E AGACHAR, GIRAR A ARMA EM DIREÇÃO AO AGRESSOR, DESARMAR E SACAR SUA ARMA. 31
  30. 30. ATAQUE LATERAL. GIRAR O CORPO PARA FRENTE, EM SEGUIDA RETER A ARMA COM TORÇÃO DE MÃO, DESARMAR E SACAR SUA ARMA. 32

×