Divulgação de Resultados do 4T07
Rubens Menin Teixeira de Souza - Presidente
Comentários do 4T07
2
Baixa renda tem margem !
Comentários do 4T07
PASSADO PRESENTE FUTURO
MERCADO EM
CRESCIMENTO
EXPANSÃO
DO CRÉDITO
DEMANDA
AQ...
Leonardo Corrêa – Vice-Presidente Executivo e Diretor de Relações com Investidores
Desempenho Operacional e Financeiro
4
VGV de R$513,2 milhões no 4T07, com o lançamento de 4.531 unidades. No acumulado do ano, VGV de
R$1.199,9 milhões  cresci...
Mercado Imobiliário para o Segmento Popular - Expansão do Crédito
115.258 126.853 135.412 150.413
173.102
41.972
43.103
56...
105,3
513,2
337,3
1.199,9
254,3
513,2
-
200
400
600
800
1.000
1.200
1.400
4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07
4T07 x 3T07
102% ...
58,1
249,8
206,2
717,0
191,5
249,8
-
100
200
300
400
500
600
700
800
4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07
4T07 x 3T07
31% 
2007 ...
1.432,7 1.419,6
3.431,0
6.411,9
10.009,0
10.384,4
31-Dez-06 31-Mar-07 31-Jul-07 31-Out-07 31-Dez-07 29-Fev-08
Banco de Ter...
44,7
128,9
140,3
384,1
113,3
128,9
-
50
100
150
200
250
300
350
400
450
4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07
4T07 x 3T07
13,8% 
...
18,6
54,7 49,6
153,8
45,9
54,7
41,7%
42,4%
35,3%
40,0%
40,5%
42,4%
4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07
Lucro Bruto (R$'MM) Marge...
EBITDA Ajustado e Margem EBITDA Ajustada
12
9,1
32,1
22,5
93,4
31,4 32,1
20,4%
24,9%
16,0%
24,3%
27,7%
24,9%
4T06 4T07 200...
6,7
45,4
17,0
107,7
37,9
45,4
15,0%
35,2%
12,1%
28,0%
33,4%
35,2%
4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07
Lucro Líquido Ajustado (R$...
G&A ajustadas (R$ MM) e G&A ajustadas s/ vendas contratadas (%)
8,5
19,5
24,2
54,6
14,1
19,5
14,6%
7,8%
11,7%
7,6% 7,4%
7,...
Despesas Comerciais (R$ MM) e Despesas Comerciais s/ vendas contratadas (%)
3,4
10,9 11,4
31,0
8,4
10,9
5,9%
4,4%
5,5%
4,3...
Em R$'MM
RESULTADOS A APROPRIAR 4T07 3T07 4T06
Var %
4T07 x 3T07
Var %
4T07 x 4T06
Receita de vendas a apropriar 438,3 326...
A MRV acredita fortemente no crescimento do mercado de construção civil. Esta crença tem pautado o
planejamento de nossa a...
Práticas Contábeis e Regime Tributário
Práticas Contábeis em 2007
Despesas de Vendas: despesas referentes a propaganda, mí...
Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem
as metas...
Leonardo Corrêa
Vice-Presidente Executivo e Diretor de Relações com Investidores
Mônica Simão
Diretora Financeira
Tel.: (3...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação dos Resultados do Quarto Trimestre de 2007.

84 visualizações

Publicada em

Apresentação dos Resultados do Quarto Trimestre de 2007.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
84
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação dos Resultados do Quarto Trimestre de 2007.

  1. 1. Divulgação de Resultados do 4T07
  2. 2. Rubens Menin Teixeira de Souza - Presidente Comentários do 4T07 2
  3. 3. Baixa renda tem margem ! Comentários do 4T07 PASSADO PRESENTE FUTURO MERCADO EM CRESCIMENTO EXPANSÃO DO CRÉDITO DEMANDA AQUECIDA MARGEM LÍQUIDA AJUSTADA 2007  28% MODELO INTEGRADO DE NEGÓCIOS PARTNERSHIP CULTURE DIVERSIFICAÇÃO GEOGRÁFICA EQUIPE QUALIFICADA + EXPERTISE NA AQUISIÇÃO E PROSPECÇÃO DE TERRENOS FOCO EM CONSTRUÇÕES POPULARES CONSTRUÇÃO INCORPORAÇÃO CRESCIMENTO ORGÂNICO SUSTENTADO 3
  4. 4. Leonardo Corrêa – Vice-Presidente Executivo e Diretor de Relações com Investidores Desempenho Operacional e Financeiro 4
  5. 5. VGV de R$513,2 milhões no 4T07, com o lançamento de 4.531 unidades. No acumulado do ano, VGV de R$1.199,9 milhões  crescimento de 255,7% em relação ao ano anterior. Vendas contratadas de R$249,8 milhões no 4T07. Crescimento de 30,8% em relação ao 3T07 e 330,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. No comparativo anual (2007 vs. 2006), as vendas contratadas cresceram 247,7%. Banco de terrenos de R$10,4 bilhões em 29 de fevereiro de 2008 apresentando crescimento de 62,0% em relação a 31 de outubro de 2007. Expansão geográfica crescente, atingindo a cobertura de 56 cidades em fevereiro de 2008. Aumento de 188,6% da receita operacional líquida no 4T07 em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$128,9 milhões. No acumulado de 2007, a receita operacional líquida atingiu R$384,1 milhões, um crescimento de 173,8% em relação a 2006. Margem bruta de 42,4% no 4T07. No ano, a margem bruta atingiu 40,0%, crescimento de 4,7 p.p. em relação a 2006. Margem EBITDA ajustada de 2007 alcançou 24,3%, crescimento de 8,3 p.p. em relação a 2006. Lucro líquido ajustado do 4T07 de R$45,4 milhões, com margem líquida ajustada de 35,2%. No ano, o lucro líquido ajustado atingiu R$107,7 milhões. Principais Destaques 5
  6. 6. Mercado Imobiliário para o Segmento Popular - Expansão do Crédito 115.258 126.853 135.412 150.413 173.102 41.972 43.103 56.193 71.074 80.924 - 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000 35.000 - 50.000 100.000 150.000 200.000 250.000 300.000 2003 2004 2005 2006 2007* FGTS SBPE Contratado TOTAL DE RECURSOS SBPE + FGTS E VOLUME CONTRATADO (R$’MM) Nº DE MORADIAS FINANCIADAS COM RECURSOS DO FGTS E SBPE Fonte: CBIC - Boletim Estatístico Jan/2008; Bacen, Abecip *2007, em Set/07 Fonte: BACEN, CEF e CBIC em www.cbicdados.com.br Nota: O número de moradias financiadas com recursos do SBPE é obtido pela soma dos financiamentos para a aquisição de imóveis (novos e usados) e para a construção (que a partir de janeiro de 1998 inclui também Materiais de Construção, Reforma e Ampliação) 206 163 135 197 284 241 248 320 399 522 524 0 100 200 300 400 500 600 97 98 99 2000 01 02 03 04 05 06 07 SBPE FGTS 6
  7. 7. 105,3 513,2 337,3 1.199,9 254,3 513,2 - 200 400 600 800 1.000 1.200 1.400 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 4T07 x 3T07 102%  2007 x 2006 256%  4T07 x 4T06 387%  VGV (R$’MM - %MRV) Até 80.000 14% De 80.001 até 130.000 56% De 130.001 até 180.000 17% De 180.001 até 260.000 7% Acima 260.000 6% Mix Lançamentos -12M07 7 Até 80.000 14% De 80.001 até 130.000 56% De 130.001 até 180.000 8% De 180.001 até 260.000 8% Acima 260.000 14% Mix Lançamentos -4T07
  8. 8. 58,1 249,8 206,2 717,0 191,5 249,8 - 100 200 300 400 500 600 700 800 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 4T07 x 3T07 31%  2007 x 2006 248%  4T07 x 4T06 330%  De 38.170 até 80.000 19% De 80.001 até 130.000 41% De 130.001 até 180.000 23% De 180.001 até 260.000 14% Acima 260.000 3% Mix de Vendas - 12M07 Vendas Contratadas (R$’MM - %MRV) 8 De 38.170 até 80.000 18% De 80.001 até 130.000 43% De 130.001 até 180.000 21% De 180.001 até 260.000 13% Acima 260.000 5% Mix de Vendas - 4T07
  9. 9. 1.432,7 1.419,6 3.431,0 6.411,9 10.009,0 10.384,4 31-Dez-06 31-Mar-07 31-Jul-07 31-Out-07 31-Dez-07 29-Fev-08 Banco de Terrenos (%MRV) Banco de Terrenos - Distribuição Em 29-Fev-2008 Capitais e Regiões Metropolitanas 43% Interior 57% 9 Em 29-Fev-08 (%MRV) BANCO DE TERRENOS POR ESTADO VGV (R$ MM) % por Estado Nº Empreend. Unidades (Mil) Preço Médio (R$'000) % Permuta São Paulo SP 6.762,4 65,1% 132 70,5 95,9 25,2% Minas Gerais MG 1.487,0 14,3% 59 18,1 82,3 7,9% Rio de Janeiro RJ 323,3 3,1% 17 3,8 86,1 28,0% Goiás GO 502,7 4,8% 14 5,7 88,5 60,8% Distrito Federal DF 21,0 0,2% 3 0,2 100,4 72,7% Paraná PR 263,5 2,5% 14 2,5 107,4 12,6% Rio Grande do Sul RS 203,1 2,0% 10 1,9 104,4 16,6% Espírito Santo ES 460,4 4,4% 8 5,2 87,7 0,0% Santa Catarina SC 157,7 1,5% 9 1,5 105,4 4,6% Bahia BA 37,7 0,4% 4 0,4 98,1 0,0% Ceará CE 132,6 1,3% 6 1,5 89,0 0,0% Rio Grande do Norte RN 33,2 0,3% 1 0,4 85,0 0,0% TOTAL 10.384,4 100% 277 111,6 93,0 21,9% R$ Milhões
  10. 10. 44,7 128,9 140,3 384,1 113,3 128,9 - 50 100 150 200 250 300 350 400 450 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 4T07 x 3T07 13,8%  2007 x 2006 173,8%  4T07 x 4T06 188,6%  Receita Operacional Líquida 10
  11. 11. 18,6 54,7 49,6 153,8 45,9 54,7 41,7% 42,4% 35,3% 40,0% 40,5% 42,4% 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 Lucro Bruto (R$'MM) Margem bruta (%) Lucro Bruto e Margem Bruta 11
  12. 12. EBITDA Ajustado e Margem EBITDA Ajustada 12 9,1 32,1 22,5 93,4 31,4 32,1 20,4% 24,9% 16,0% 24,3% 27,7% 24,9% 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 EBITDA Ajustado (R$'MM) Margem EBTIDA Ajustada (%)
  13. 13. 6,7 45,4 17,0 107,7 37,9 45,4 15,0% 35,2% 12,1% 28,0% 33,4% 35,2% 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 Lucro Líquido Ajustado (R$'MM) Margem Líquida Ajustada (%) Lucro Líquido Ajustado e Margem Líquida Ajustada 13
  14. 14. G&A ajustadas (R$ MM) e G&A ajustadas s/ vendas contratadas (%) 8,5 19,5 24,2 54,6 14,1 19,5 14,6% 7,8% 11,7% 7,6% 7,4% 7,8% 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 G&A Ajustado (R$'MM) G&A Ajustado s/ Vendas (%) Indicadores de Produtividade – G&A 14
  15. 15. Despesas Comerciais (R$ MM) e Despesas Comerciais s/ vendas contratadas (%) 3,4 10,9 11,4 31,0 8,4 10,9 5,9% 4,4% 5,5% 4,3% 4,4% 4,4% 4T06 4T07 2006 2007 3T07 4T07 Despesa Comercial (R$'MM) Despesa Comercial s/ Vendas (%) Indicadores de Produtividade – Despesas Comerciais 15
  16. 16. Em R$'MM RESULTADOS A APROPRIAR 4T07 3T07 4T06 Var % 4T07 x 3T07 Var % 4T07 x 4T06 Receita de vendas a apropriar 438,3 326,9 119,3 34,1% 267,5% Custo unid. vendidas a apropriar (208,0) (145,5) (55,9) 43,0% 272,2% Resultado a apropriar 230,3 181,4 63,4 26,9% 263,4% Margem a apropriar (%) 52,5% 55,5% 53,1% -3 p.p. -0,6 p.p. Resultados a Apropriar 16
  17. 17. A MRV acredita fortemente no crescimento do mercado de construção civil. Esta crença tem pautado o planejamento de nossa atividade. Abaixo fornecemos projeções para o ano de 2008: Projeções PROJEÇÕES 2008 2008 1ª revisão VGV (% MRV) - R$ MM 2.000 ~ 2.200 2.500 ~ 2.800 Vendas contratadas (% MRV) - R$ MM 1.500 ~ 1.700 1.800 ~ 2.000 Margem bruta 40% ~ 44% 40% ~ 44% Margem EBITDA 24% ~ 28% 24% ~ 28% Margem líquida 21% ~ 25% 21% ~ 25% 17
  18. 18. Práticas Contábeis e Regime Tributário Práticas Contábeis em 2007 Despesas de Vendas: despesas referentes a propaganda, mídia, construção dos “stands” de vendas, mobílias e apartamento decorado do empreendimento são diferidas e apropriadas ao resultado, em função do percentual de vendas de cada empreendimento. Juros de empréstimos: são capitalizados como custo de imóveis a comercializar para posterior apropriação no resultado. Unidades Permutadas: o custo efetivo de construção é diluído nas demais unidades. Regime Tributário Lucro Real na Controladora e Lucro Presumido nas Controladas. PIS e COFINS não-cumulativo na Controladora e PIS e COFINS cumulativo nas Controladas. IFRS A partir de 2009. 18
  19. 19. Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas da direção da MRV Engenharia. As palavras "antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima", "projeta", "objetiva" e similares são declarações prospectivas. Embora acreditemos que essas declarações prospectivas se baseiem em pressupostos razoáveis, essas declarações estão sujeitas a vários riscos e incertezas, e são feitas levando em conta as informações às quais a MRV Engenharia atualmente tem acesso. Esta apresentação está atualizada até o final do 4T07 e a MRV Engenharia não se obriga a atualizá-la mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. A MRV Engenharia não se responsabiliza por operações ou decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas nesta apresentação. O EBITDA, de acordo com o Oficio Circular CVM 1/2005, pode ser definido como lucros antes das receitas (despesas) financeiras líquidas, imposto de renda e contribuição social, depreciação e amortização e resultados não operacionais. O EBITDA é utilizado como uma medida de desempenho pela administração da Companhia e não é uma medida adotada pelas Práticas Contábeis Brasileiras ou Americanas, não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados e não deve ser considerado como um substituto para o lucro líquido, como indicador do desempenho operacional da MRV ou como substituto para o fluxo de caixa, nem tampouco como indicador de liquidez. A administração da MRV acredita que o EBITDA é uma medida prática para aferir seu desempenho operacional e permitir uma comparação com outras companhias do mesmo segmento. Entretanto, ressalta-se que o EBITDA não é uma medida estabelecida de acordo com os Princípios Contábeis Brasileiros (Legislação Societária ou BR GAAP) ou Princípios Contábeis Norte-Americanos (US GAAP) e pode ser definido e calculado de maneira diversa por outras companhias. Aviso 19
  20. 20. Leonardo Corrêa Vice-Presidente Executivo e Diretor de Relações com Investidores Mônica Simão Diretora Financeira Tel.: (31) 3348-7171 E-mail: ri@mrv.com.br www.mrv.com.br/ri Contatos 20

×