Clipping

1.828 visualizações

Publicada em

Material para apresentação da ferramenta Clipping.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.828
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Clipping

  1. 1. CLIPPING Apresentação acerca das definições e funções da ferramenta para esclarecimento dos participantes do grupo focal virtual do estudo “Perspectivas metodológicas para estudo do uso da linguagem cotidiana na busca de informações em plataformas interativas virtuais”. Letícia Reis da Silveira São Carlos 2011
  2. 2. DEFINIÇÃO <ul><li>Clipping é uma expressão idiomática da língua inglesa, uma &quot;gíria&quot;, que define o processo de selecionar notícias em jornais, revistas, sites e outros meios de comunicação, geralmente impressos, para resultar num apanhado de recortes sobre assuntos de total interesse de quem os coleciona. </li></ul><ul><li>(WIKIPEDIA) </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Este produto, ao ser finalizado, transforma-se em uma fonte secundária de informação. </li></ul><ul><li>A tal finalização implicam-se os processos de seleção, classificação, indexação e recuperação da informação segundo critérios previamente determinados por um usuário, a partir de suas necessidades de informação. </li></ul><ul><li>(TEIXEIRA, 2001, p. 17) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O clipping de mídia impressa pode ser classificado nas seguintes formas principais: </li></ul><ul><li>1) Clássica: recortes de periódicos (notícias, reportagens, artigos, editoriais, principais colunas); </li></ul><ul><li>2) Sinopse: resumo das principais notícias de interesse do cliente publicadas nos jornais e revistas, incluindo ou não a transcrição de trechos; </li></ul><ul><li>3) Análise: interpretação crítica das informações, revelando intenções e dados omitidos. </li></ul><ul><li>(KOPPLIN; FERRARETTO, 1996 apud TEIXEIRA, 2001) </li></ul>
  5. 5. Outros tipos de Clipping <ul><li>O clipping de mídia impressa não é uma exclusividade. Existem outros tipos de clipping advindos de outras mídias, como o eletrônico , originado da televisão; o de áudio , originado do rádio e um outro tipo de clipping eletrônico originado do desenvolvimento da Internet e da consequente disseminação de notícias dada através do meio virtual. </li></ul><ul><li>(TEIXEIRA, 2001, p. 18) </li></ul>
  6. 6. O SERVIÇO <ul><li>O serviço de clipping é, portanto, de acordo com os conceitos da ciência da informação, um gerenciador de informações externas ao ambiente do solicitante. (...) Estas informações podem definir ações essenciais para o processo de tomada de decisão de uma forma geral. </li></ul><ul><li>(TEIXEIRA, 2001, p. 18) </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Além disso, também serve como instrumento de preservação da memória de uma Instituição, como no caso do clipping da UFSCar, que armazena os 40 anos de história da Universidade. </li></ul>
  8. 8. O CLIPPING DA UFSCAR <ul><li>O clipping da UFSCar, desde o princípio era armazenado no formato físico. A partir de 2008 passou a ser disponibilizado no meio eletrônico por meio de uma base de dados própria. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Pesquisa Simples </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Pesquisa Avançada </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Exemplo de busca </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Resultado da busca </li></ul>
  13. 13. REFERÊNCIAS <ul><li>TEIXEIRA, H. M. L. O c lipping de mídia impressa numa abordagem interdisciplinar sob os prismas da ciência da informação e da comunicação social: o jornal de recortes da Assembléia Legislativa de Minas Gerais . Dissertação de Mestrado. Escola de Ciência da Informação da UFMG, 2001. </li></ul><ul><li>WIKIPEDIA: a enciclopédia livre. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Clipping </li></ul>

×