Metalinguagem e intertextualidade

6.598 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
993
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metalinguagem e intertextualidade

  1. 1. Metalinguagem eIntertextualidadeLiteratura – 1ª sérieProfessor Thiago Eugênio
  2. 2. 1. MetalinguagemA metalinguagem é alinguagem através da próprialinguagem, isto é, ela explicaou comenta a si mesma.O Etimologia: meta = quedebruça sobre si. Ou seja,trata-se da linguagem sobrea linguagem.O que é a poesia?Que é poesia?Uma ilhacercadade palavraspor todosos lados.(Cassiano Ramos)
  3. 3. 2. Intertextualidade“Todo texto é um mosaico de citações, todotexto é uma retomada de outros textos”.Julia Kristeva“Sinto que meu copo é grande demais paramim, e ainda bebo no copo dos outros”.Mário de Andrade
  4. 4. 2.1 - EpígrafeO Etimologia: epi = em posição superior +graphé = escrita.O A epígrafe constitui uma escritaintrodutória de outra.O Ela funciona como um elemento decontinuidade, geralmente, utilizada comomote (tema a ser comentado).
  5. 5. 2.2 - CitaçãoO À retomada explícita de um fragmento detexto no corpo de outro texto denomina-secitação.O Marca-se com aspas ou com outrosrecursos gráficos a presença do texto dooutro para o leitor.
  6. 6. 2.3 - AlusãoO Nota-se apenas uma leve menção a outrotexto (ou a um componente seu), pessoaou fato.O Nos versos abaixo, Bocage faz umaalusão ao grande poeta Luís Vaz deCamões.Camões, grande Camões, quão semelhanteAcho teu fado ao meu, quando os cotejo!(Bocage)
  7. 7. 2.4 - ParáfraseO Quando a recuperação de um texto poroutro se faz de maneira dócil, isto é,retomando seu processo de construçãoem seus efeitos de sentido, dá-se aparáfrase.O A paráfrase não se confunde com oplágio, porque ela deixa clara a fonte, aintenção de dialogar com o textoretomado, e não de tomar o seu lugar.
  8. 8. 2.5 - ParódiaO A paródia é uma forma de apropriaçãoque, em lugar de endossar o modeloretomado, rompe com ele, sutil ouabertamente.O Muitas vezes a paródia, ainda queconservando sua característica derompimento, presta uma homenagem aotexto retomado ou ao seu autor.
  9. 9. Questão para refletir
  10. 10. ReferênciasO PAULINO, Graça at. Al., Intertextualidade – teoria eprática. Belo Horizonte:Lê, 1995.O OLIVEIRA, Ângela Maria Arêas. Literatura. EJA.Ensino Médio. v. 2. Rio de Janeiro: Fundação DarcyRibeiro, 2000.O Questão: Concurso para Professor – IFF/2011

×