Relato de experiência kathia

470 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relato de experiência kathia

  1. 1. CURRÍCULO EM DEBATE Kathia Alexandra Lara CanizaresATIVIDADE 3RELATO DE EXPERIÊNCIA. Experiência resultante da disciplina de espanhol à luzdos objetivos do desenvolvimento das competências (ENEM e PCN) e contextualizadanos princípios pedagógicos que orientam as ETECs.ESCOLA: Etec. 051. Dr. Domingos Minicucci Filho/Botucatu.SÉRIE: 2º e 3º ano.ÁREAS DO CONHECIMENTOLinguagens, tecnologias e seus códigos (LPL, Espanhol, Inglês), Ciências humanas e suastecnologias (História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Ações de Cidadania).OBJETIVOS PELAS COMPETÊNCIAS Dentro dos princípios pedagógicos que estruturam e orientam o ensino-aprendizagemna proposta de currículo por competências para o ensino médio das Etecs, o ensino-aprendizagem com foco no desenvolvimento de competências é, sem dúvida, a que permeiatodas as outras. Desta forma, os objetivos, pelas competências, propostos e desenvolvidos durantesasatividades relatadas foram: 1. Dominar linguagens: dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso da língua espanhola. 2. Enfrentar situações-problema: selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema. 3. Construir argumentação: relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente. 4. Elaborar propostas: recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 5. Confrontar opiniões e pontos de vista expressos em diferentes linguagens e suas manifestações específicas, analisando o processo de construção dos argumentos utilizados.
  2. 2. METODOLOGIA Durante as aulas de Espanhol, e ao longo de um mês, foram realizadas uma série deatividades com os alunos dos segundo anos, que, dentre os vários objetivos próprios einerentes ao ensino da língua espanhola (descripción de personas, pronombres, muy/mucho,),tinha um outro alvo: o de levantar a discussão sobre a possibilidade da ocorrência de Bullyingna escola. (Princípio pedagógico: contextualização do ensino-aprendizagem). A partir de uma unidade didática do livro Enlaces, Español para jóvenes brasileños,realizaram-se várias atividades que enfatizaram a leitura aleatória (hipertexto) com o intuitode permitir ao aluno a realização da sua própria leitura, considerando sua vivência, suaideologia, sua história para entender e se posicionar perante os acontecimentos que lhe seriamapresentados. (Princípio pedagógico: leitura crítica da realidade e inclusão construtiva nasociedade da informação e do conhecimento). O primeiro passo foi assistir ao filme Elephant, sugerido pelo próprio materialdidático (livro Enlaces). Antes de dar início à rodagem do filme, resgataram-se conceitos degêneros discursivos, sinopses, documental, e do fato histórico de Columbine (colégioamericano onde acontecera a tragédia, localizando o fato social, histórico e geograficamente).(Princípio pedagógico: interdisciplinaridade, transdisciplinaridade e formação deprofissionais polivalentes). Durante o filme, várias interrupções aconteceram para comentar sobre as práticas deBullying dissimuladas, no banheiro, na sala de aula, entre os esportistas, panelinhas demeninas, e a omissão de professores e diretoria. Neste momento propiciaram-se situações deconstrução de futuros argumentos. Após o filme, houve um pequeno debate que se estenderia para um grande debate,com os alunos de terceiro ano. Esse grande debate resultou em um projeto ainda maior que foidesenvolvido na disciplina de Ações de Cidadania, a cargo da professora Valéria. O temaBullying foi discutido, pesquisado e terminou com a confecção de folhetos informativos.(Princípio pedagógico: compartilhamento da responsabilidade do ensino-aprendizagem porprofessores e alunos; autonomia, protagonismo e aprendizagem do aprender). Nas aulas de Espanhol continuaram sendo desenvolvidas as atividades da unidadedidática, todas em forma coletiva e vinculadas ao tema do Bullying, além de abordar uma dascausas do problema: a aceitação e o respeito às diferenças. (Princípio pedagógico: aaprendizagem como processo de construção coletiva em situações e ambientes cooperativos).Falou-se de negros, brancos, índios, mulatos, caboclos, bolivianos, brasileiros, argentinos,
  3. 3. gordos, magros, altos, baixos, paulistanos, paulistas, nordestinos, gaúchos etc. (Princípiopedagógico: respeito à diversidade, valorização da subjetividade e promoção da inclusão;ética de identidade, estética da sensibilidade e política da igualdade). Depois de muitas atividades e trocas de informações, conversas pelos corredores daescola e inseridos totalmente no clima do debate foi feita a proposta da redação dissertativa -argumentativa, solicitando-se uma proposta de intervenção social (Princípio pedagógico:problematização do conhecimento). A produção de textos seria feita em duas etapas, umaprimeira com frases em espanhol para a construção de um painel de frases comunicativas. Jána segunda, a redação poderia ser em língua portuguesa para deixar o aluno desenvolver aargumentação de forma confortável e poder elaborar propostas de intervenção solidária narealidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural daescola. O tema da redação foi: El acoso escolar, assédio escolar ou bullying.AVALIAÇÃO Por um lado, a aquisição do espanhol como segunda língua pode ser um processo deaprendizagem que leva a vida toda para muitos, e para tantos outros, o imput inicial pode serativado em qualquer etapa da vida. Por outro lado, a aprendizagem consciente, participativa econstante pode ser desenvolvida em períodos curtos que no neste caso consistiu em um mês. A avaliação contínua (Princípio pedagógico: trabalho por projeto no desenvolvimentoe na avaliação do ensino-aprendizagem) através de exercícios de completar lacunas embranco depois de assistir ao filme (compreensão oral); conversação com alunos e discussõessobre as diferentes possibilidades que oferece o filme (expressão oral); exercíciosverdadeiro/falso, múltipla opção, preenchimento de espaços, identificação gramatical(compreensão escrita); produção de um texto de opinião sobre o Bullying utilizando-se dequestionamentos levantados durante o desenvolvimento da unidade didática, finalizando coma exposição de trechos textuais escolhidos pelos alunos (expressão escrita).RESULTADOS ALCANÇADOS Visivelmente, a maior transformação observada na escola foi o envolvimento,interesse e mobilização dos alunos dos segundos e terceiros anos. Houve momentos delicados, pois alguns alunos se identificaram com o problema esituações de choro foram inevitáveis. Esses momentos foram aproveitados para conversar,trocar informações e experiências entre jovens e adultos.
  4. 4. A confecção do material informativo sobre Bullying, realizado pelos alunos dosterceiros anos, permitiu que, vítimas, valentões e testemunhas coniventes com o problemafizessem uma análise crítica e auto crítica da situação, e propusessem medidas preventivas eeducativas para controlar o Bullying na escola. Através das redações, os alunos ganharam voz e fizeram exposições muito claras sobrea situação escolar, argumentaram suas opiniões e realizaram várias propostas que foramrepassadas à Coordenação da Escola.COMENTÁRIO Através do uso de conhecimentos da língua espanhola, das habilidades, atitudes evalores é possível trabalhar a "idéia fundamental" e estimular, nos alunos, a capacidade derepresentar, comunicar ideias, investigar, compreendera a realidade, contextualizar osproblemas socioculturais, durante as aulas numa perspectiva transversal, permitindo assim, odesenvolvimento de várias competências que se espera de um aluno concluinte do ensinomédio: articular entre si diferentes linguagens, códigos e tecnologias de informação ecomunicação; informar-se, comunicar-se e representar idéias e sentimento utilizando textos etecnologias de diferentes naturezas; usar línguas estrangeiras para informa-se, comunicar-se econhecer outras culturas; observar criticamente e questionar processos socioculturais e ternoções básicas de como se desenvolvem as relações sociais; planejar, executar, acompanhar eavaliar projetos; confrontar opiniões e pontos de vista diferentes e argumentar na defesa desuas idéias; pesquisar e sistematizar informações relevantes para a compreensão e resoluçãode problemas; propor ações de intervenção solidária na realidade.

×