O batismo e as tentações_222015_GGR

204 visualizações

Publicada em

O Objetivo deste material e colocar os textos bíblicos diretos em negrito e sublinhado, somados aos escritos de Ellen White que trazem mais luz sobre o assunto, para facilitar o entendimento, e capacitar a responder as questões da lição com maior amplitude.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O batismo e as tentações_222015_GGR

  1. 1. Lições Adultos O evangelho de Lucas Lição 2 - O batismo e as tentações 4 a 11 de abril ❉ Sábado - “O Espírito Santo desceu sobre Ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do céu: Tu és o Meu Filho amado, em Ti Me comprazo.” Lc 3:22. O Batismo de Jesus Anjos de Deus pairaram sobre a cena de Seu batismo; o Espírito Santo desceu sob a forma de uma pomba e resplandeceu sobre Ele; e, ficando o povo grandemente admirado, com os olhos fixos nEle, ouviu-se do Céu a voz do Pai, dizendo: "Tu és o Meu Filho amado em quem Me comprazo." Mar. 1:11. João não estava certo de que era o Salvador que viera para ser por ele batizado no Jordão. Mas Deus lhe prometera um sinal pelo qual conheceria o Cordeiro de Deus. Aquele sinal foi dado ao repousar sobre Jesus a pomba celestial, e a glória de Deus resplandeceu em redor dEle. João estendeu a mão, apontando para Jesus, e com grande voz exclamou: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo." João 1:29. História da Redenção, 196-197. ❉ Domingo - “Preparai o caminho do Senhor” Ano Bíblico: 2Sm 13, 14 ● 1. Leia Lucas 3:1-14. As palavras de João Batista estão carregadas de importantes verdades para todos nós. Que lições em particular você pode tirar do que João estava dizendo? Lc 3:1-14, (ACF); 1 E no ano quinze do império de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos presidente da Judéia, e Herodes tetrarca da Galileia, e seu irmão Filipe tetrarca da Ituréia e da província de Traconites, e Lisânias tetrarca de Abilene, 2 Sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, veio no deserto a palavra de Deus a João, filho de Zacarias. 3 E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados; 4 Segundo o que está escrito no livro das palavras do profeta Isaías, que diz: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; Endireitai as suas veredas. 5 Todo o vale se encherá, E se abaixará todo o monte e outeiro; E o que é tortuoso se endireitará, E os caminhos escabrosos se aplanarão; 6 E toda a carne verá a salvação de Deus. 7 Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir? 8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão. 9 E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não dá bom fruto, corta-se e lança-se no fogo. 10 E a multidão o interrogava, dizendo: Que faremos, pois? 11 E, respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira. 12 E chegaram também uns publicanos, para serem batizados, e disseram-lhe: Mestre, que devemos fazer? 13 E ele lhes disse: Não peçais mais do que o que vos está ordenado. 14 E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo. ► "O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia." Prov. 28:13. “As condições para obter misericórdia de Deus são simples, justas e razoáveis. O Senhor não requer de nós atos penosos a fim de que alcancemos o perdão dos pecados. Não precisamos empreender longas e cansativas peregrinações, nem praticar duras penitências a fim de recomendar nossa alma ao Deus do Céu ou expiar nossas transgressões; mas o que confessa os seus pecados e os deixa, alcançará misericórdia”. Caminho a Cristo, p. 37. ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. ► A Importância do batismo Jo 3:5-6, (ACF); 5 Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. 6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Ao se submeterem os cristãos ao solene rito do batismo, Ele registra o voto feito por eles de Lhe serem fiéis. Esse voto é seu compromisso de lealdade. Eles são batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Acham-se assim unidos aos três grandes poderes do Céu. Comprometem-se a renunciar ao mundo e a observar as leis do reino de Deus. Devem, portanto, andar em novidade de vida. Não mais devem eles seguir as tradições dos homens. Não mais devem seguir métodos desonestos. Cumpre-lhes obedecer aos estatutos do reino do Céu. Devem buscar a honra de Deus. Caso sejam fiéis a seu voto, ser-lhes-ão proporcionados graça e poder que os habilitarão a cumprir toda a justiça. "Mas a todos quantos O receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no Seu nome." João 1:12. Carta 129, 1903. Evangelismo pp. 307-308. "Mas quando apareceu a benignidade e caridade de Deus, nosso Salvador, para com os homens; não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a Sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo; que abundantemente Ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador; para que, sendo justificados pela Sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna. Fiel é a palavra e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens." Tito 3:4-8. O homem foi de novo trazido ao favor de Deus pela lavagem da regeneração. A lavagem foi o sepultamento com Cristo nas águas à semelhança de Sua morte, representando que todos os que se arrependem de terem transgredido a lei de Deus recebem a purificação e a limpeza pela atuação do Espírito Santo. O batismo representa a verdadeira conversão pela transformação do Espírito Santo. Manuscrito 57, 1900. Os que foram sepultados com Cristo no batismo, sendo ressuscitados com Ele na semelhança de Sua ressurreição, comprometeram-se a viver em novidade de vida. "Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da Terra." Col. 3:1 e 2. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 258. ❉ Segunda - “Tu és Meu Filho amado” Ano Bíblico: 2Sm 15–17 ● 2. Leia Mateus 3:13-17, João 1:29-34 e Lucas 3:21, 22. Qual é o significado do batismo de Jesus? Mt 3:13-17, (ACF); 13 Então veio Jesus da Galileia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. 14 Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? 15 Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. 16 E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. 17 E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Lc 3:21-22, (ACF); 21 E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu; 22 E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo. Jo 1:29-34, (ACF); 29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. 30 Este é aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem que é antes de mim, porque foi primeiro do que eu. 31 E eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com água. 32 E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele. 33 E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. 34 E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de Deus. ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. ► Jesus recebeu o batismo porque se identificou com os pecadores, Ele mesmo sem pecado, mas o fez para mostrar os passos que nos cumpre dar. Sua vida de fidelidade em abnegação, sofrimento e perseverança que viveu depois do batismo nos mostra como o modelo perfeito de como obedecer ao Pai. Mt 3:13-17. Quando Jesus foi para ser batizado, João nEle reconheceu pureza de caráter que nunca divisara em homem algum. A própria atmosfera de Sua presença era santa e inspirava respeito. Entre as multidões que se haviam congregado em torno dele no Jordão, ouvira João negras histórias de crime, e encontrara almas curvadas ao fardo de milhares de pecados; nunca, entretanto, estivera em contato com um ser humano de quem brotasse tão divina influência. Tudo isso estava em harmonia com o que lhe fora revelado acerca do Messias. No entanto, esquivou-se a fazer o pedido de Jesus. Como poderia ele, pecador, batizar o Inocente? E por que haveria Aquele que não necessitava de arrependimento, de submeter-Se a um rito que era uma confissão de culpa a ser lavada? Ao pedir Jesus, o batismo, João recusou, exclamando: "Eu careço de ser batizado por Ti, e vens Tu a mim?" Com firme, se bem que branda autoridade, Jesus respondeu: "Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça". E João, cedendo, desceu com o Salvador ao Jordão, sepultando-O nas águas. "E logo que saiu da água" Jesus "viu os céus abertos, e o Espírito, que como pomba descia sobre Ele" Mat. 3:14 e 15. Jesus não recebeu o batismo como confissão de pecado de Sua própria parte. Identificou-Se com os pecadores, dando os passos que nos cumpre dar. A vida de sofrimento e paciente perseverança que viveu depois do batismo, foi também um exemplo para nós. … A solenidade da divina presença repousou sobre a assembleia. O povo ficou silencioso, a contemplar a Cristo. Seu vulto achava-se banhado pela luz que circunda sem cessar o trono de Deus. Seu rosto erguido estava glorificado como nunca antes tinham visto um rosto de homem. Dos céus abertos, ouviu-se uma voz, dizendo: "Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mat. 3:17. ... E as palavras dirigidas a Jesus no Jordão... abrangem a humanidade. Deus falou a Jesus como nosso representante. Com todos os nossos pecados e fraquezas, não somos rejeitados como indignos. Deus "nos fez agradáveis a Si no Amado". Efés. 1:6. A glória que repousou sobre Cristo é um penhor do amor de Deus para conosco. ... Seu amor circundou o homem e atingiu o mais alto Céu. A luz que se projetou das portas abertas sobre a cabeça de nosso Salvador, incidirá sobre nós ao pedirmos auxílio para resistir à tentação. A voz que falou a Cristo, diz a todo crente: "Este é Meu Filho amado, em quem Me comprazo". … Nosso Redentor abriu o caminho, de maneira que o mais pecador, necessitado, opresso e desprezado pode achar acesso ao Pai. Todos podem ter um lar nas mansões que Jesus foi preparar. O Desejado de Todas as Nações, págs. 110-113. ❉ Terça - “Não só de pão” Ano Bíblico: 2Sm 18, 19 ● 3. Note o que Satanás disse a Cristo: “Se és o Filho de Deus, manda que esta pedra se transforme em pão” (Lc 4:3). Nesse relato, o que Satanás estava procurando fazer que reflete o que ele tentou fazer no Céu? ► Satanás estava tentando colocar dúvida na autoridade de Jesus Cristo como Deus, para que pudesse induzi- lo ao erro, e assim vence-lo. Lc 4:3. cf. Lc 3:22; Hb 1:4-12. "E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto; e quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome. E disse-Lhe o diabo: Se Tu és o Filho de Deus, dize a esta pedra que se transforme em pão. E Jesus lhe respondeu, dizendo: Escrito está que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus." Luc. 4:1-4. Ali estava o Filho do infinito Deus, e Satanás veio a Ele como um anjo de luz. Aí tentou-O no ponto do apetite. Cristo estava faminto e em necessidade de alimento. Por que não operou Ele este milagre? Isto não estava no plano de Deus, pois Cristo não devia realizar nenhum milagre em Seu próprio benefício. Em que posição Se achava Ele? Estava passando pelo terreno em que Adão caiu. Adão tinha tudo que sua necessidade exigia. Terrível era a fome de Cristo, e tudo de que precisava era alimento. O diabo foi derrotado nesta tentação. Temperança, 285. Após o Salvador ter jejuado "quarenta dias e quarenta noites", Ele "teve fome". Mat. 4:2. Foi então que Satanás Lhe apareceu. Ele surgiu como um belo anjo do Céu, alegando ser autorizado por Deus a declarar que o jejum do Salvador estava no fim. "Então, o tentador, aproximando-se, Lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães." Mat. 4:3. Mas na insinuação de desconfiança, Cristo reconheceu o ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. inimigo cujo poder Ele tinha vindo à Terra para resistir. Ele não aceitaria o desafio nem seria movido pela tentação. Apegou-Se firmemente à afirmativa: "Não só de pão viverá o homem", disse, "mas de toda palavra que procede da boca de Deus." Mat. 4:4. Cristo permanecia fiel a toda palavra de Deus, e prevaleceu. Se sempre tomássemos tal posição quando tentados, recusando dar margem à tentação ou argumentar com o inimigo, a mesma experiência seria nossa. É quando paramos para dialogar com Satanás que somos vencidos. Devemos saber individualmente que estamos em combate, lançar mão da afirmativa à vista de Deus e ali permanecer. É assim que obteremos o divino poder prometido, pelo qual podemos receber "todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo dAquele que nos chamou para a Sua própria glória e virtude". II Ped. 1:3. Poderemos ser participantes da natureza divina. Seremos todos tentados de maneiras diversas, mas quando somos tentados precisamos recordar que uma provisão foi feita pela qual podemos vencer. ... Aquele que realmente crê em Cristo torna-se participante da natureza divina e tem poder do qual se pode valer sob toda tentação. Não cairá em tentação nem será derrotado. Em tempo de prova reclamará as promessas, e por tal meio escapará às corrupções que há no mundo. Manuscrito 992, 1908. ❉ Quarta - “Se… me adorares” Ano Bíblico: 2Sm 20, 21 ● 4. Leia Lucas 4:5-8. Por que Satanás desejava que Jesus o adorasse? Que assunto crucial estava em jogo? Lc 4:5-8, (ACF); 5 E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. 6 E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. 7 Portanto, se tu me adorares, tudo será teu. 8 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o SENHOR teu Deus, e só a ele servirás. ► O desejo de Satanás, desde o Céu, era de ser igual a Deus e receber a adoração dos seres que o Senhor criou (só Deus deve ser adorado “E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o SENHOR teu Deus, e só a ele servirás.” Lc 4:8. cf. Dt 6:13; 10:20; 1Sm 7:3. Veja também At 14:7-15; Ap 14:7; 19:10; 22:9-10), por isso fez um governo paralelo para reinar em oposição ao trono do Céu. Lc 4:5-8; Is 14:11-17; Ez 28:11-19; Dn 11:39; 2Ts 2:7-10; 2Co 4:4. Satanás apresentou diante de Jesus os reinos do mundo sob o mais atraente aspecto. Se Jesus o adorasse ali, oferecer-se-ia para abandonar suas pretensões a posses na Terra. Se o plano da salvação fosse executado, e Jesus morresse para remir o homem, sabia Satanás que seu poder deveria limitar-se e finalmente ser tirado, e que ele seria destruído. Portanto, foi seu meditado plano impedir, sendo possível, o cumprimento da grande obra que havia sido começada pelo Filho de Deus. Se o plano da redenção humana falhasse, Satanás conservaria o reino a que tinha pretensões. E, sendo ele bem-sucedido, lisonjeava-se de que reinaria em oposição ao Deus do Céu. Satanás exultou quando Jesus depôs Seu poder e glória e deixou o Céu. Achou que o Filho de Deus estava então colocado sob o seu poder. A tentação fora tão vitoriosa com o santo par no Éden que ele esperou pelo seu poder e engano satânicos derrotar mesmo o Filho de Deus, salvando por esse meio sua própria vida e reino. Se ele pudesse tentar Jesus a afastar-Se da vontade do Pai, seu objetivo estaria ganho. Mas Jesus defrontou o tentador com a repreensão: "Vai-te, Satanás." Mat. 4:10. Ele deveria curvar-Se unicamente ante Seu Pai. Satanás pretendia como seu o reino da Terra, e insinuou a Jesus que todos os Seus sofrimentos poderiam ser evitados; que não necessitava morrer para obter os reinos deste mundo; se o adorasse poderia ter todas as possessões da Terra, e a glória de reinar sobre elas. Jesus, porém, permaneceu firme. Sabia que deveria vir o tempo em que Ele, pela Sua própria vida, resgataria de Satanás o reino, e que, depois de algum tempo, tudo no Céu e na Terra se Lhe submeteria. Preferiu Sua vida de sofrimento e Sua terrível morte, como o caminho indicado pelo Pai a fim de tornar-Se o legítimo herdeiro dos reinos da Terra, e tê-los entregues em Suas mãos como uma posse eterna. Satanás também será entregue em Suas mãos para ser destruído pela morte, para nunca mais molestar a Jesus ou aos santos na glória. Primeiros Escritos, 157-158. ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. ❉ Quinta - Cristo, o Vencedor Ano Bíblico: 2Sm 5–7 ● 5. Leia Lucas 4:9-13 e Mateus 4:5-7. Nas duas primeiras tentações, Jesus usou as Escrituras para vencer as provocações de Satanás. Então, na terceira, Satanás fez o mesmo e citou as Escrituras para testar se Jesus realmente levava a Palavra de Deus a sério. O que estava acontecendo ali, e como Jesus reagiu? Lc 4:9-13, (ACF) 9 Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; 10 Porque está escrito: Mandará aos seus anjos, acerca de ti, que te guardem, 11 E que te sustenham nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra. (Sl 91:11-12) 12 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus. (Dt 6:16; 1Co 10:9) 13 E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo. Mt 4:5-7. (ACF); 5 Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, 6 E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra. 7 Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. ► Satanás citou as Escrituras modificando habilmente o pensamento ali contido, para induzir a Jesus à se colocar fora da vontade do Pai, só para provar que era Seu Filho. Mt 4:5-7; Lc 4:9-13. Nunca Aceitar o Desafio de Satanás Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. Mat. 4:7. Lembremo-nos todos de quão hábil e astutamente Satanás ordenou a Cristo que Se lançasse do templo, citando a Bíblia para Lhe mostrar que era justamente a coisa que devia fazer, pois deste modo poderia dar prova a todo o povo, de que Ele era mesmo o que pretendia ser. "Se Tu és o Filho de Deus, lança-Te daqui abaixo; porque está escrito: Aos Seus anjos dará ordens a Teu respeito, e tomar-Te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra." Mat. 4:6. Citando a Escritura, Satanás omitiu um ponto muito importante: ... "para Te guardarem em todos os Teus caminhos". Sal. 91:11. Se consentisse em cumprir a ordem de Satanás, Cristo Se haveria aventurado nos caminhos de Satanás, e não nos caminhos que Deus destinara a Seu Filho. Isso foi um desafio, e os agentes de Satanás estão cheios de desafios presunçosos, para conseguir oportunidade de fazer a sua vontade com os que aceitam o seu desafio. Cristo, porém, não aceitou o desafio de Satanás. Cristo não entrava em arrazoamento com o arqui-inimigo e tentador. Disse Ele: "Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus." Mat. 4:7. Anjos, como espíritos ministradores, estão nos caminhos para onde o dever chama a trabalhar os herdeiros da salvação, e Deus os protegerá de todo o mal. Mas quando Satanás delineou um caminho seu mesmo, ... Cristo não tinha o direito de andar nele. Devia Ele conservar os pés no caminho que o Senhor designara. Assim Cristo, em Sua humanidade, deu um exemplo do que o homem deve fazer quando tentado pelas sugestões de Satanás. Não devemos... nunca aceitar um desafio para provar a verdade aos homens que são inspirados por Satanás a fazer propostas que não provêm de Deus; pois dessa maneira Satanás nos quer levar a sair do caminho da providência de Deus, e a colocar-nos em lugar onde o inimigo poderá levar a melhor, e nós sermos vencidos, para nosso dano e detrimento da causa de Deus. Nossa única segurança, cada dia e cada hora, é estar vigilantes. Não podemos tornar-nos indolentes e descuidados. Digo-vos que Deus deseja que Seu povo esteja sempre alerta. Carta 96, 1900. ❉ Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: 2Sm 8–10 “Se José e Maria houvessem firmado a mente em Deus, mediante meditação e oração, teriam avaliado a santidade do depósito que lhes era confiado, e não teriam perdido Jesus de vista. Pela negligência de um dia perderam o Salvador. Custou-lhes, porém, três dias de ansiosas buscas para tornar a encontrá-Lo. O mesmo quanto a nós; pelas conversas ociosas, por maledicência ou negligência da oração, podemos perder num dia a presença do Salvador, e talvez leve muitos dias de dolorosa busca para tornar a achá-Lo, e reconquistar a paz que perdemos.” O Desejado de Todas as Nações, p. 83. ramos@advir.comramos@advir.com

×