O JORNAL ESCOLARGêneros textuaisProfessoras:Valéria Alves de Arantes.Márcia Paris.
Artigo de opinião• Temas polêmicos, onde o autor geralmente apresenta seu ponto de vista sobre o tema.• o autor deve apres...
Estrutura                         INTRODUÇÃO Contextualização e/ou apresentação da questão em discussão.                 A...
CARTA DO LEITORAs principais características:• PRODUTOR DO TEXTO – alguém que deseja se posicionar frente a algum assunto ...
Exemplo de Carta do LeitorFoz do Iguaçu, 28 de setembro de 2007.À ISTOÉ,       Parabenizo a ISTOÉ pela reportagem. É preci...
EDITORIAL• Expressa a opinião de um jornal ou revista em relação a    um determinado assunto•   opinião coletiva,•   A aut...
Estrutura do editorial• * Uma síntese, constituída por uma apresentação – Constituída geralmente pelo 1º e 2º parágrafo, r...
NOTÍCIA• 1. A notícia é um relato curto e objetivo de um  acontecimento atual com interesse geral.• É, por excelência, o t...
Partes constituintes:Título – pode eventualmente ser precedido de um ante títuloe/ou sucedido de um subtítulo e deve ser c...
Linguagem• Clara, breve, concisa, objetiva, atual, acessível;• Recorrer ao nome e ao verbo;• Evitar o uso de adjetivos val...
SINOPSEEsse gênero deverá levar o leitor/ expectador sentir odesejo de conhecer a obra.Tem a finalidade de apresentar a ob...
Características• Contar o tema principal da história;• caracterizar alguns ou todos os personagens;• contextualizar a narr...
TIRINHASUma narrativa que combine imagem e texto de forma quea mensagem nele inserida seja captada com facilidadepelo leit...
Características• O quadro é o primeiro elemento a ser apresentado.  Aconselha-se de 3 a 4, o aluno deve estabelecer as  pr...
CHARGECharge é um estilo de ilustração que tem porfinalidade satirizar por meio de uma caricatura, algumacontecimento atua...
Características• Linguagem visual: às imagens se alia a linguagem verbal para    enriquecer o discurso elaborado.•   Exage...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O jornal escolar

934 visualizações

Publicada em

Gêneros Textuais - jornal

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O jornal escolar

  1. 1. O JORNAL ESCOLARGêneros textuaisProfessoras:Valéria Alves de Arantes.Márcia Paris.
  2. 2. Artigo de opinião• Temas polêmicos, onde o autor geralmente apresenta seu ponto de vista sobre o tema.• o autor deve apresentar bons argumentos, que consistem em verdades e opiniões.
  3. 3. Estrutura INTRODUÇÃO Contextualização e/ou apresentação da questão em discussão. Apresentação do ponto de vista. DESENVOLVIMENTO Utilização de argumentos que sustentam a posição assumida. Consideração de posição contrária e antecipação de possíveis argumentos contrários à posição assumida. Utilização de argumentos que refutam a posição contrária. CONCLUSÃORetomada da posição assumida e/ou retomada do argumento mais enfático. Proposta ou possibilidade de negociação. Conclusão (pode ser retomada da tese ou posição defendida).
  4. 4. CARTA DO LEITORAs principais características:• PRODUTOR DO TEXTO – alguém que deseja se posicionar frente a algum assunto lido em revista, jornal ou site;• DESTINATÁRIO – instituição de comunicação que publicou o assunto;• CONTEÚDO - assuntos publicados;• OBJETIVO – posicionar-se sobre o assunto publicado, questionar e/ou parabenizar o orgão de comunicação;• Em situação de vestibular, TODA carta deve ser redigida de acordo com a estrutura tradicional (cabeçalho, corpo, despedida) ; exceto aviso no comando.
  5. 5. Exemplo de Carta do LeitorFoz do Iguaçu, 28 de setembro de 2007.À ISTOÉ, Parabenizo a ISTOÉ pela reportagem. É preciso que esse assunto entre na pauta da sociedade brasileira e que a família brasileira reassuma o seu papel de reorientar os jovens. O álcool se torna ainda mais perigoso diante da hipocrisia de que “beber socialmente” é plenamente aceitável. O número de mortos dá uma clara medida de que pouco ou nada se faz para evitar a tragédia. José Elias Neto
  6. 6. EDITORIAL• Expressa a opinião de um jornal ou revista em relação a um determinado assunto• opinião coletiva,• A autoria não é identificada• Fatos polêmicos ligados ao cotidiano social.• O predomínio do padrão formal, 3ª pessoa do singular.
  7. 7. Estrutura do editorial• * Uma síntese, constituída por uma apresentação – Constituída geralmente pelo 1º e 2º parágrafo, refere-se à exposição da ideia principal com base na ideia a ser defendida. * O corpo do editorial – Revela os argumentos que fundamentam a ideia principal em relação ao posicionamento atribuído pelo veículo de comunicação em referência. * A conclusão – Refere-se a uma possível solução para o problema levantado ou, em determinados casos, incita o leitor a uma reflexão sobre o assunto em pauta.
  8. 8. NOTÍCIA• 1. A notícia é um relato curto e objetivo de um acontecimento atual com interesse geral.• É, por excelência, o texto jornalístico mais informativo.
  9. 9. Partes constituintes:Título – pode eventualmente ser precedido de um ante títuloe/ou sucedido de um subtítulo e deve ser curto, informativo eexpressivo;Lead, cabeça ou parágrafo-guia –corresponde ao primeiroparágrafo da notícia, onde se resume o acontecimento, secativa a atenção do público e se dá resposta às questões:Quem?, O quê?, Onde? e Quando?Corpo da Notícia –corresponde ao desenvolvimento danotícia, onde são fornecidos pormenores sobre oacontecimento em causa e se responde às questõesComo? e Por quê?
  10. 10. Linguagem• Clara, breve, concisa, objetiva, atual, acessível;• Recorrer ao nome e ao verbo;• Evitar o uso de adjetivos valorativos e de frases feitas;• Usar frases de tipo declarativo;• Ser escrita na 3ª pessoa gramatical
  11. 11. SINOPSEEsse gênero deverá levar o leitor/ expectador sentir odesejo de conhecer a obra.Tem a finalidade de apresentar a obra ao leitor. Pode-se informar a parte que quiser da história, semdeixar, é claro, que as pessoas saibam o desfecho.
  12. 12. Características• Contar o tema principal da história;• caracterizar alguns ou todos os personagens;• contextualizar a narrativa;• Apontar os fatos marcantes da trama, seja de um filme ou de um livro, mas não apresentar suas consequências e seus resultados.
  13. 13. TIRINHASUma narrativa que combine imagem e texto de forma quea mensagem nele inserida seja captada com facilidadepelo leitor..
  14. 14. Características• O quadro é o primeiro elemento a ser apresentado. Aconselha-se de 3 a 4, o aluno deve estabelecer as proporções métricas que deve ter cada quadro.• Códigos visuais e cinéticos, devem ser explorados.( aconselha-se pelo menos o uso de dois códigos visuaisem uma tira. Exemplos: onomatopeias, linhas cinéticas,desenhos iconográficos, metáforas visuais, etc.)• Os balões são uma das características mais marcantes.( explorar diferentes tipos de balões)
  15. 15. CHARGECharge é um estilo de ilustração que tem porfinalidade satirizar por meio de uma caricatura, algumacontecimento atual com um ou mais personagensenvolvidos. Muito utilizadas em críticas políticas no Brasil. Para entendê-la, não é preciso ser necessariamente umapessoa culta, basta estar por dentro do que acontece aoseu redor. como desenho crítico, é temida pelos poderosos.
  16. 16. Características• Linguagem visual: às imagens se alia a linguagem verbal para enriquecer o discurso elaborado.• Exagero: Grande parte das charges trabalham com a questão do exagero.• Ridículo: As charges procuram expor figuras públicas a situações ridículas ou a mostrar de forma não convencional temas normalmente tratados com maior seriedade, suscitando assim o riso.• Ruptura discursiva: Um final inesperado é um fator muito usado para provocar o efeito de comicidade.• Polifonia: pode ser aplicada de variadas maneiras: dois personagens; um personagem e um texto explicativo que contextualize a situação; etc.• Intertextualidade: O discurso chargístico: está associado a outros textos, a acontecimentos que o contextualizam com determinada situação da sociedade

×