Jornal Paraná Notícias

9.689 visualizações

Publicada em

jornal Paraná Notícias

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.689
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8.739
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Paraná Notícias

  1. 1. Sociedade Notícias Um ateu que se encontrou com Deus Pág. 03 Pág. 05 Espetáculo “A Guardiã do Fogo” emocionou público na Praça São José Pág. 06 "No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder." (Efésios 6: 10) Pág. 04 Campo Mourão, 24 de julho de 2015 Pág. 06 Estado em desenvolvimento IV Encontro Municipal vai reunir trabalhadores rurais em Luiziana O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Mourão, com extensão de base em Luiziana e Farol, em parceira com o Instituto EMATER e com apoio do SENAR e FITAEP, promove nessa sexta-feira, o IV Encontro Municipal da Agricultura Familiar. Eleições 2016: sondagem eleitoral em Rancho Alegre D’Oeste Acicam promove jantar para marcar o Dia do Comerciante Acompanhe o trabalho dos vereadores de Peabiru DEVIDO AOS ESTRAGOS E TRANSTORNOS CAUSADOS PELO EXCESSO DE CHUVAS DESDE O INÍCIO DO MÊS DE JULHO, A PREFEITURA DE CAMPO MOURÃO, DECRETOU SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA, DURANTE O ÚLTIMO FINAL DE SEMANA. Situação de Emergência DEVIDO AOS ESTRAGOS E TRANSTORNOS CAUSADOS PELO EXCESSO DE CHUVAS DESDE O INÍCIO DO MÊS DE JULHO, A PREFEITURA DE CAMPO MOURÃO, DECRETOU SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA, DURANTE O ÚLTIMO FINAL DE SEMANA. O número de pedidos de financiamento na agência do Banco Regional de Desenvolvimento do Extre- mo Sul (BRDE) no Paraná segue em alta para o segundo semestre desse ano. O Banco já registrou R$ 958 milhões em financiamentos no primeiro se- mestre. Somente na área energética estão em aná- lise oito projetos, que reivindicam R$ 310 milhões em financiamentos especialmente para a constru- ção de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs). Pág. 03 Pág. 06 Pág. 08 Pág. 02 Pág. 07
  2. 2. & Fatos “ FRASE Política Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.” (Roberto Shinyashiki) PARANÁ NOTÍCIASPágina 02 Campo Mourão, 24 de julho de 2015 O Instituto 399 Pes- quisas de Campo Mourão, realizou uma sondagem eleitoral em Rancho Ale- gre D’Oeste, foram ouvi- das 93 pessoas, o que equi- vale a aproximadamente 4,4% dos eleitores do mu- nicípio. O levantamento de dados foi realizado em quatro regiões diferentes, levando em consideração o número de habitantes por bairro visitado. Além de ouvir uma avaliação da atual adminis- tração,oquestionárioapre- sentava as prioridades que a população anseia, como saúde, educação, seguran- ça e empregos. Também foram ava- liados os vereadores e cin- co nomes que pretendem disputar a prefeitura o ano que vem. A rejeição e a popu- laridade de cada um tam- bém foram analisadas, as- Sondagem Política O Instituto 399 Pesquisas de Campo Mourão, realizou uma sondagem eleitoral em Rancho Alegre D’Oeste sim como o enfrentamen- to direto dos dois princi- pais nomes envolvidos na disputa municipal do ano que vem. A sondagem foi encomenda pelo Jornal Pa- raná Notícias e foi realizada no último sábado, 18. Aécio, Alckmin e Serra venceriam Lula no 2º turno, diz CNT/MDA Nas eleições presiden- ciais, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) venceria o ex- presidenteLula(PT),segun- do a pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, 21. No primeiro cenário, o primeiroturnomostraAécio na frente com 35,1%, e Lula emsegundo,com22,8%.Em seguida, Marina Silva (PSB) com 15,6% e Jair Bolsonaro (PP) com 4,6%. No segundo turno, 49,5% dos entrevista- dos votam em Aécio e 28,5% em Lula. Numsegundocenário, com o tucano Geraldo Alck- min,Lulaficacom24,9%,se- guido de Marina Silva com 23,1%, Alckmin com 21,5% e Bolsonaro com 5,1%. Num segundo turno, Alckmin toma a dianteira com 39,9% e Lula teria 32,3%. No ter- ceiro cenário, com o tucano José Serra, o ex-presidente Lula teria no primeiro turno 25%, contra 23,3% de Mari- na Silva, 21,2% de Serra e 5,5% de Bolsonaro. Nesse caso, num segundo turno entre PT e PSDB, Serra fica com 40,3% e Lula com 31,8%. Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 137 muni- cípios de 25 estados entre os dias12e16dejulhode2015. A margem de confiança é de 2,2 pontos porcentuais para cima ou para baixo. Senadores fecham o semestre com aprovação de sete projetos da reforma política Fechando os traba- lhos do primeiro semestre, os senadores aprovaram sete projetos que integram a reforma política. Além desses, outros cinco entra- rão para votação a partir de agosto. Segundo os senado- res, as matérias ficaram para depois para serem comparadas com o projeto que apresenta alterações nas regras da reforma polí- tica, aprovado na Câmara dos Deputados. A proposta chegou recentemente ao Senado. Dentre as propostas que aguardam votação no Senado no segundo semes- tre estão o Projeto 4440/ 2015, que prevê distribui- ção do tempo semestral de propaganda partidária em cadeia de rádio e TV de acordo com o tamanho da bancada do partido na Câ- mara dos Deputados. A outra matéria é a 442/2015, que prevê novas eleições se o eleito em car- go majoritário (prefeito, go- vernador, senador e presi- dente) for cassado ou per- der o mandato por qualquer outro motivo, independen- temente do número de vo- tos anulados. Está previsto tam- bém a votação do texto 464/2015 que altera o ca- lendário das eleições adian- do escolha e registro de can- didatos, retardando o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, reduzindo o tempo diário de propagan- daediminuindooperíodode campanha. Também limita gastos de campanha com pessoal e restringe o conteú- do das propagandas a ima- gens apenas dos próprios candidatos. A proposta 474/2015 também espera por votação. A matéria confere efeito sus- pensivo aos recursos contra sentençadejuizeleitoralque casse o diploma de prefeito, vice-prefeito e vereador. Hoje, esse efeito, que permi- te o não cumprimento ime- diato da decisão, é possível, masapenasseexpressamen- te pedido e condicionado à concordância do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). E por fim, o projeto 481/2015 que determina que o tempo de propaganda eleitoral de rádio e TV para candidatos a cargos do Exe- cutivo (presidente, governa- dores e prefeitos) será ape- nas o tempo a quem têm di- reito os partidos do candi- dato e do vice. Hoje, o tem- po corresponde à soma dos tempos de todos os partidos que formam a coligação. (msnoticias.com.br)
  3. 3. Página 03PARANÁ NOTÍCIAS Local Campo Mourão, 24 de julho de 2015 Campo Mourão decreta Situação de Emergência em função dos estragos causados pelas chuvas Devido aos estragos e transtornos causados pelo excesso de chuvas desde o início do mês de julho, a Pre- feitura de Campo Mourão, decretou Situação de Emer- gência, durante o último fi- nal de semana. O decreto nú- mero 6644 considera a inci- dência de fortes chuvas, com registro de um dos maiores volumes do estado; vendavais e eventuais ocorrências de granizo que danificaram es- tradas, pontes e bueiros, na zona rural, bem como vias pavimentadas na área urba- na e destelhamento de resi- dências em várias partes do município. Paralelo ao trabalho emergencial de atendimento as famílias prejudicadas, atra- vés da Secretaria Municipal de Ação Social e da Defesa Civil, a prefeita Regi- na Dubay também es- tará reivindicando apoio junto a órgãos dos governos federal e estadual, deputados estaduais e federais e entidades, visando ações de recuperação do município. Regina explica que a prefei- tura de Campo Mou- rão vem investindo em obras de recupe- ração de vias, ruas centrais e bairros, bem como estradas rurais e que aguarda a liberação de finan- ciamento na ordem de R$ 5 milhões para obras de recuperação da pavimentação das avenidas centrais. “A prefeitura vem trabalhando, e diante aos problemas causados pelas chu- vas, vamos reivindi- car para fazer ainda mais”, frisa a prefeita Regina, argumentan- do que foram muitos os estra- gos. A prefeita ainda destaca “A prefeitura vem trabalhando, e diante aos problemas causados pelas chuvas, vamos reivindicar para fazer ainda mais” Regina Dubay que a prioridade é atender as famílias prejudicadas e recuperar as principais vias nas áreas rural e urbana. Prefeita de Campo Mourão determina contenção de gastos A prefeita de Campo Mourão, Regina Dubay, atra- vés do decreto n° 6643, pu- blicado nesta terça-feira , 21, no Órgão Oficial do Municí- pio, determinou a todas as se- cretarias a imediata aplicação de medidas visando a conten- ção de despesas pela adminis- tração municipal. O objetivo é adequar a execução orça- mentária e os limites com gasto de pessoal. Entre as justificativas da prefeita estão a situação de emergência do município pro- vocada pelas chuvas; a necessi- dade de adequação à Lei de Res- ponsabilidade Fiscal; prevenção de riscos ao cumprimento de metas e resultados entre recei- tas e despesas; estagnação eco- nômica e necessidade de redu- ção de despesas para o equilí- brio das contas públicas em todo o território nacional, ten- do em vista a queda de arreca- dação de impostos municipais. As medidas envolvem despesas com pessoal, bens de consumo, contratos de pres- tação de serviços e licita- ções. Além de reavaliações de despesas, todos os ór- gãos ou entidades deverão reduzir o consumo das des- pesas correntes em pelo menos 20 por cento, em es- pecial com telefone, servi- ços de postagem e repro- grafia, bem como consumo de água, energia elétrica e combustíveis. O decreto também constitui uma Comissão de Acompanhamento e Avaliação de Gastos Públi- cos, encarregada de elaborar estudos e relatórios mensais referentes às medidas, assim como deliberar sobre casos e situaçõesdecaráterextraor- dinário. Compõem a comis- são Carlos Augusto Garcia (coordenador geral), Márcio Berbet (procurador geral), AltairCasarim(secretárioda Fazenda e Administração) e Renato Ikeda (secretário do Planejamento). ObrasObrasObrasObrasObras Depois de executar obras de pavimentação com instalação de galerias pluviais, a Prefeitura de Campo Mourão iniciou as obras de construção de calçada para pedestres em vias do Jardim Cidade Nova, resolvendo uma antiga reivindicação da comuni- dade. As obras beneficiam as ruas Vani Borges Macedo e Pio- neiro Alfeu Teodoro de Olivei- ra, com investimentos na ordem de R$ 542.133,79, sendo R$ 500 mil viabilizados pelo Governo Federal, através de emenda par- lamentar do deputado federal Fernando Giacobo e contra- Prefeitura realiza obras de calçada para pedestres no Jardim Cidade Nova partida de R$ 42.133,79 do próprio município. A prefeita Regina Dubay, esteve vistoriando os trabalhos PrefPrefPrefPrefPrefeitura adqeitura adqeitura adqeitura adqeitura adquireuireuireuireuire triturador de galhostriturador de galhostriturador de galhostriturador de galhostriturador de galhos para serpara serpara serpara serpara serviços deviços deviços deviços deviços de podas de árpodas de árpodas de árpodas de árpodas de árvvvvvoresoresoresoresores Agilizando os trabalhos de podas de árvores em vias públicas, ainda contribuindo com as ativida- des do Horto Municipal, a Prefei- turadeCampoMourãoadquiriuum Triturador de Galhos para ações da Secretaria Municipal de Agricultu- raeMeioAmbiente(Seama).Foram investidos R$ 78 mil, recursos oriundos do Fundeflor, na aquisição do equipamento que tritura galhos de árvores de pequeno e médio por- te no local da poda, facilitando o transporte e garantindo adubo para a produção de mudas no Horto Mu- nicipal. A prefeita Regina Dubay es- teve conferindo o novo equipamen- to juntamente com o diretor da Se- ama, Ademir Franco de Lima “Pe- zão” e vereador Edilson Martins, na manhã desta quarta-feira, 22, quan- do falou dos investimentos no setor de Agricultura e Meio Ambiente. Ela argumentou que o equipamen- to melhora os trabalhos de manu- tenção em área urbana, ainda con- tribuindo as atividades de produção de mudas do município. na tarde desta segunda-feira, 20, quando falou sobre os projetos e investimentos do município. Ela argumentou que as obras complementam outros trabalhos, como a revitalização da via de acesso ao bairro. “São obras que melhoram o dia a dia das pessoas e o visual do Jardim Cidade Nova”, disse a prefeita, lembran- do que o bairro também vem sen- do beneficiado com um campo de futebol com alambrado; reforma da Escola Municipal, além da re- vitalização da pavimentação de acesso; nova Unidade Básica de Saúde e reforma do Centro Mu- nicipal de Educação Infantil, já entregas a população. Maratona Noturna com recorde de inscritos para o próximo sábado Será realizada no sábado, 25, em Campo Mourão, a terceira etapa da Maratona Noturna – Saia de Casa Correndo, promovi- da pelo Município, por meio da Fundação de Esportes (Fecam). De acordo com a organização, em torno de 700 pessoas já se inscre- veram, se tratando de um recorde desde que foi instituída esta ma- ratona, no ano passado. A larga- da será em frente à Prefeitura Municipal, às 18 horas. O percur- so será de 4 quilômetros, percor- ridos na Avenida Manoel Mendes de Camargo. As duas primeiras etapas foram na Avenida Arme- lindo Trombini. Até então a or- ganização tinha aberto para 500 inscritos, mas em razão da exce- lente procura, optou-se por abrir mais 200 inscrições, fechando as- sim em 700 participantes para manter a qualidade do evento. O número de inscritos é surpreendente, e mensura muito bem a credibilidade e a proporção queoeventovemtomandoaolon- go do tempo, com as pessoas va- lorizando e preocupando-se abso- lutamente com a sua qualidade de vida. “Neste ano promovemos uma série de inovações no even- to, procurando trazer mais como- didade aos participantes. Nas edi- ções passadas a participação foi muito boa, e desta vez, certamen- te,vimosestenúmerocrescerain- da mais, o que para nós é gratifi- cante, principalmente pelo apoio que a administração municipal tem trazido ao esporte”, destaca Ricardo Arty Echelmeier, Secre- tário Especial do Esporte, Recre- ação e Lazer do Município de Campo Mourão. Em cada etapa, o principal desafio é cada participante supe- rar seus próprios limites, seja cor- rendo ou caminhando. Os parti- cipantes recebem uma medalha especial como mérito de partici- pação. Aos participantes que completarem no mínimo cinco etapas, o Amazônico Gastrono- mia Bistrô oferecerá uma premi- ação especial. Trata-se de um cir- cuito pedestre de corrida, ou ca- minhada de rua. Todos os parti- cipantes devidamente inscritos receberão uma medalha especial como mérito de participação. Realização e Parcerias - A realização é do Município de Campo Mourão, por meio da Fundação de Esportes (Fecam) – Departamento de Qualidade de Vida, com patrocínio é de Ama- zônico Gastronomia Bistrô, com apoio das academias Coliseu, Athletic Sport, Sesc (Ginástica Multifuncional), Evolução, Po- wer, X-Play, Clube 10 de Outu- bro, Clini Fit, Trainer e Studio Corpo, além de Ricardo Allemann As- sessoria Esportiva, Associação dos Corredores de Campo Mourão (Acor- recam), Pró-Umb (Superando seus Li- mites), Vida Fit - Studio de Treina- mento Funcional e Clube de Corrida Juliana Martins.
  4. 4. Página 04 Campo Mourão, 24 de julho de 2015 PARANÁ NOTÍCIAS De segunda a sábado R$ 14,00 - Domingos e feriados R$ 16,00 - Marmitex pequena R$ 7,00 - Média R$ 9,00 - Grande R$ 11,00 Rua Santa Catarina, 2120 - Centro - Campo Mourão PR Fone: (44) 3017-1141 O restaurante do Moacir, localizado na área central de Campo Mourão, vem se tornando ponto de encontro de pessoas de toda região. A passeio ou a trabalho, muitas pessoas tem preferido o restaurante para fazer uma saborosa refeição. Com preços acessíveis e uma ótima qualidade,o restaurante já virou referencia na região da Comcam. Espetáculo “A Guardiã do Fogo” emocionou público na Praça São José Sociedade Notícias Devido à impossibilidade de apresentação no Parque de Exposições no dia 11, em função das chuvas. O espetáculo “A Guardiã do Fogo” foi apresentado na noite da última sexta-feira, 17, complementando a programação da 25ª Festa Nacional do Carneiro no Buraco. O evento foi realizado na Praça São José em área central.
  5. 5. PARANÁ NOTÍCIAS Campo Mourão, 24 de julho de 2015 Página 05 Piada PIADA Respostas: (1a – 2a – 3b) Memória Viva Por onde andas? Ilustrações Cristãs: Um ateu que se encontrou com Deus Um farmacêutico, dono de uma grande rede de farmácias de manipulação de medicamentos, se van- gloriava de tudo que tinha conseguido com a força de seu trabalho e também pelo fato de ser ateu desde sua tenra idade, não precisando se apoiar em um “Deus” como as demais pessoas fra- cas. Ele acreditava que Deus era uma invenção, uma fan- tasia criada para enganar pessoas sem cultura e sem conhecimento. Certo dia estava dan- do atendimento em uma de suas farmácias, quando re- cebeu uma pequena garota com uma receita em mãos. Ele fez sinal para a atenden- te para que deixasse que ele mesmo fizesse. - Olá, garotinha, qual é o seu nome? - Ana. - Por que você está com o rostinho tão triste? - Porque preciso com muita urgência deste remé- dio, pois o médico disse que minha mãe só vai sobrevi- ver se começar a tomar este medicamento o mais rápido possível. - Você veio à pessoa certa, Ana. Vou preparar ra- pidamente esse medicamen- te para você! Disse o farma- cêutico ateu comovido com a história da menina. - Prepare logo, moço, é um caso de vida ou mor- te! O farmacêutico ateu, a toda pressa, pegou a re- ceita, separou alguns com- postos químicos e iniciou a mistura da fórmula do re- médio. Em apenas alguns minutos tudo estava pron- to. Ele embrulhou o remé- dio, recebeu o pagamento de Ana e entregou rapidamen- te o pacote a ela. Então, o farmacêuti- co ateu, gabando-se de sua habilidade e rapidez, voltou até o laboratório para orga- nizar os compostos que ha- via retirado da prateleira para preparar a fórmula. Foi quando, de repen- te, ao olhar para um frasco sentiu um arrepio em sua coluna. - Não acredito! Excla- mou o farmacêutico colo- cando as mãos na cabeça! Cometi um terrível engano! Em vez de usar certa subs- tância a troquei por outra e isso transformou a fórmula que entreguei a Ana em um veneno mortal! As pernas do farma- cêutico bambearam, sua respiração ficou ofegante, ele saiu correndo da farmá- cia tentando achar a garo- tinha, mas nada, ela não es- tava em lugar algum. Ele entrou correndo na farmá- cia, andando de um lado para outro, tentando pen- sar no que poderia fazer. Foi quando um pensamen- to lhe ocorreu: - E se Deus realmen- te existir? Já ouvi tantas pessoas falando que oram para ele e conseguem rece- ber bênçãos das mãos Dele. E se ele existir? Ele, então, abaixa a sua cabeça e, baixinho, co- meça a dizer algumas pa- lavras: - Deus, se o Senhor existir, me perdoe. Eu co- meti um grande erro! Se é verdade que o Senhor exis- te, faça alguma coisa para livrar aquela vida inocente que acabarei matando por causa da minha falta de atenção. Me salva dessa terrível situação, eu implo- ro! Ainda de cabeça bai- xa perto do balcão, o gran- de farmacêutico escuta al- guém acionar a campainha buscando atendimento. Quando ergue os olhos, eis que está dian- te dele a garotinha que le- vara aquele veneno, com as mãos todas molhadas, cheia de cacos de vidro e com olhos cheios de lágri- mas. - O que aconteceu, Ana? - Sem querer, en- quanto estava indo levar o remédio para minha mãe, tropecei e derrubei o paco- te e o vidro quebrou! O farmacêutico le- vanta, e com o coração re- animado pelo que acabara de presenciar, entra nova- mente no laboratório e, dessa vez, com toda a aten- ção, preparar a fórmula que iria salvar a mãe de Ana. Então, entrega o re- médio nas mãos de Ana, di- zendo que o novo vidro do remédio era um presente para ela e que desejava que sua mãe logo se curasse. Daquele momento em diante, o farmacêutico, ex-ateu, resolveu procurar mais a fundo as respostas que desejava a respeito de Deus e prometeu nunca mais dizer que não cria em algo que ele não conhecia de fato. Discussão do casal Um casal vinha por uma estrada do interior, sem dizer uma palavra. Uma discussão anterior havia levado a uma briga, e ne- nhum dos dois queria dar o bra- ço a torcer. Ao passarem por uma fa- zenda em que havia mulas e por- cos, a mulher perguntou sarcás- tica: - Parentes seus? - Sim. - respondeu ele. - Cunhados e sogra... O sequestro da esposa Ontem de noite ligaram para um amigo às 3 da manhã dizendo que tinham sequestra- do a esposa dele e se ele não pagasse R$ 10.000,00 eles a ma- tariam. Ele respondeu: -Amigosãotrêsdamanhã, estou muito cansado e ela está dormindoaquidomeulado.Mas me liga amanhã que o negócio me interessa. 1- Qual é a cidade mais antiga do mundo? a) A cidade maisantiga do mundo é Jericó, na Palestina. Com aproximada- mente 10 mil anos de exis- tência. b) O título de cidade mais an- tiga era de Ur, na Suméria (no Sudeste do Iraque atual), que teria sido construída há 6 mil anos. c) Damasco, capital da Síria, cidade mais antiga que nun- ca deixou de ser habitada du- rante 5 mil anos. 2) Qual o significado da pa- lavra aborígene a) Habitantes originais b) Povo desconhecido c) Da descendência da tribo de Abori 2- O nome verdadeiro da cantora Anitta é: a) Fernanda Maciel b) Larissa de Macedo Macha- do c) Anna Cristina da Silva Sucesso dos anos 80, ele arrancava suspiros e gritinhos da mulherada com suas baladas românticas no “Cassin do Chacrinha”. Gilliard completa 33 anos de carreira. Com o 23º disco gravado, o cantor também lançou um CD com clássicos da MPB e ainda finalizou um documentário sobre a vida dele. Giliard que agora se dedica mais a carreira internacional, segundo ele, África e Europa é o destino preferido dele, que se eternizou com os suces- sos “Aquela Nuvem” e “Festa dos insetos”. 1971 - Av. Cap. Índio Bandeira, centro de Campo Mourão (viajandonotempo.com.br)
  6. 6. Página 06 Campo Mourão, 24 de julho de 2015 PARANÁ NOTÍCIASCidades IV ENCONTRO MUNICIPAL VAI REUNIR TRABALHADORES RURAIS EM LUIZIANA O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Mourão, com extensão de base em Luiziana e Farol, em parceira com o Instituto EMATER e com apoio do SENAR e FITAEP, promovem hoje, 24, o IV Encontro Municipal da Agricultura Familiar. O evento será realizado a partir das 8hs da manhã, no salão Paroquial Nossa Senhora Aparecida, no centro de Luiziana. Todos os agricultores estão convidados a participar. PROGRAMAÇÃO: 08h às 09h – Inscrição e Café da Manhã (levar RG ou CPF) 09h às 09h30min – Abertura 09h30min às 10h30min – Palestra com o tema Alimenta- ção Saudável X Doenças 10h30min às 11h – Intervalo 11h às 12h – Palestra sobre Plano Safra – 2015/2016 12h às 13h30min – Almoço 13h30min às 14h30min – Palestra com o tema Gestão Agropecuária da Propriedade Rural 14h30min às 15h – intervalo e distribuição de brindes 15h às 16h – Palestra com o tema CAR e Código Florestal 16h às 17h – Café e Encerramento Professores da rede municipal de ensino participam de curso de capacitação O município de Lui- ziana, através da Secretaria Municipal da Educação, está sempre buscando no- vos cursos para os profissi- onais da rede municipal, que nesta segunda-feira, 20, os educadores e secretárias das escolas e CMEIs participa- ram de um curso de capaci- tação sobre com a seguinte temática: “Cultura negra no cotidiano escolar: desafios e possibilidades”, que foi mi- nistrada pelo palestrante Delton Aparecido Felipe, professor da universidade Estadual de Maringá – UEM e da Universidade Estadual do Paraná, Cam- pos de Campo Mourão – UNESPAR. A capacitação faz parte do programa de for- mação continuada dos pro- fissionais da rede munici- pal, desenvolvido pela Pre- feitura de Luiziana, através da Secretaria de Educação e foi realizado na Escola Municipal Rita de Cássia. Além de educadores estiveram participando a Secretaria de Educação Cleonice Dalapolla de Bri- to, o diretor da Escola Mu- nicipal Rita de Cássia Adil- son Diniz de Medeiros, além da equipe pedagógi- ca. A secretaria de Edu- cação, falou da importância da capacitação para profis- sionais da educação, “esta é uma ótima oportunidade para que os gestores apri- morarem seus conheci- mentos, eles que são res- ponsáveis por multiplicar os ensinamentos a nossos alunos”, destacou Cleonice Dalapolla de Brito. Festa Julina garante diversão à terceira idade de Luiziana O município de Luiziana, através da Secretaria Mu- nicipal da Educação, está sempre buscando novos cursos para os profissionais da rede municipal, que nesta segun- da-feira, 20, os educadores e secretárias das escolas e CMEIs participaram de um curso de capacitação sobre com a seguinte temática: “Cultura negra no cotidiano escolar: desafios e possibilidades”, que foi ministrada pelo palestrante Delton Aparecido Felipe, professor da uni- versidade Estadual de Maringá – UEM e da Universida- de Estadual do Paraná, Campos de Campo Mourão – UNESPAR. A capacitação faz parte do programa de formação continuada dos profissionais da rede municipal, desen- volvido pela Prefeitura de Luiziana, através da Secretaria de Educação e foi realizado na Escola Municipal Rita de Cássia. Além de educadores estiveram participando a Secre- taria de Educação Cleonice Dalapolla de Brito, o diretor da Es- cola Municipal Rita de Cássia Adilson Di- niz de Medeiros, além da equipe pedagógica. A secretaria de Educação, falou da importância da capa- citação para profissio- nais da educação, “esta é uma ótima oportuni- dade para que os ges- tores aprimorarem seus conhecimentos, eles que são responsá- veis por multiplicar os ensinamentos a nossos alunos”, destacou Cleonice Dalapolla de Brito. Legislativo em destaque Indicações Verbais dos vereadores de Peabiru O vereador Paulo Sérgio Avanço solicitou que derru- be o morro localizado na es- trada entre Peabiru e o Rio do Campo, antiga trilha do índio, onde têm acontecido vários acidentes por ser um morro muito acentuado. Pe- diu também que viabilize na estrada Bangu à Graciosa a limpeza das caixas e tire a água das estradas. E ainda que o Executivo Municipal realize fiscalização na Rodo- viária Municipal “Prefeito Jorge da Silva Pinto”, visan- do evitar que as crianças do skatepratiquemesteesporte na rodoviária, pois tem cau- sado transtornos, além de não ser um lugar adequado, oferecendo risco às crianças. Paulinho solicitou também que sejam encami- nhadasorientaçõesàsempre- sas de ônibus rodoviário que Antônio Pedro da Sil- va - Toninho da Am- bulância - pediu a rea- lização com urgência o recapeamento das Ruas João Albino Casali e Cassemiro Radominsk, uma vez que segundo informações os ônibus que fazem a linha de Peabiru não entrarão mais no Município, em virtude das dificulda- des em chegar a Rodo- viária Municipal pro- vocada pelo grande nú- mero de buracos na malha asfáltica. Felício Palma Junior solicitou ao Executivo Municipal para que o mesmo encaminhe ao Poder Legislativa a cópia da folha de pagamento do mês de junho de 2015. durante as obras de implan- tação das galerias pluviais, utilizem caminhos alternati- vos para chegar à Rodoviá- ria Municipal “Prefeito Jor- ge da Silva Pinto”. Como Avenida Vila Rica para os ônibus que vem do sentido CampoMourãoeoTrevode acesso ao prolongamento da Avenida Raposo Tavares paraquemvemdosentidodo Município de Maringá. O vereador Cícero Souza da Silva solicitou ao Executivo Municipal para que o mesmo transfira a cobertura de pa- rada de ônibus que não está sendo utilizada na localidade conhecida como campo do Zoreia e seja instalada nas proximidades da proprieda- de do Sr. Denglar, para pro- teger as crianças que espe- ram o ônibus escolar. Já o vereador Ângelo Pru- dêncio de Britto pediu có- pia do contrato de operação de crédito firmado no exer- cício de 2014, entre o Muni- cípio de Peabiru e a Agência de Fomento do Paraná S/A, no valor de R$ 1.000.000,00.
  7. 7. Campo Mourão, 24 de julho de 2015 Página 07PARANÁ NOTÍCIAS Governo AROL Pedidos em carteira do BRDE somam mais de meio bilhão para o segundo semestre O número de pedidos de financiamento na agên- cia do Banco Regional de Desenvolvimento do Extre- mo Sul (BRDE) no Paraná segue em alta para o segun- do semestre desse ano. De- pois de registrar R$ 958 milhões em financiamentos no primeiro semestre – pra- ticamente a totalidade da previsão inicial de contra- tações para 2015, de R$ 1 bilhão – o banco já possui mais R$ 534 milhões em propostas em análise no Estado. Ao todo são 178 pedidos de financiamento. Os setores de energia, indústria química e agrone- gócio puxam os projetos, de acordo com Paulo Cesar Starke Junior, superinten- dente do BRDE no Paraná. Somente na área energéti- ca estão em análise oito pro- jetos, que reivindicam R$ 310 milhões em financia- mentos especialmente para a construção de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e Centrais Gerado- ras Hidrelétricas (CGHs). “Esta perspectiva nos ani- ma muito”, afirmou o go- vernador Beto Richa, a res- peito da carteira de novos pedidos. “É uma sinalização clara de que, apesar da cri- se no País, alguns setores mostram maior resiliência e que o Estado do Paraná exi- be um dinamismo econômi- co diferenciado”. Para Ri- cha, as dificuldades atuais podem ensejar uma oportu- nidade para segmentos que planejam uma retomada mais vigorosa no momento em que o País superar a atu- al recessão. RECUPERAÇÃO - Os pe- didos em carteira do BRDE precisam passar, ainda, pela análise do banco e tradicio- nalmente apenas parte é aprovada e se converte em financiamentos, mas a pro- cura por recursos costuma ser um termômetro do ní- vel de atividade econômica. Com a procura maior do que o esperado, a proje- ção do BRDE é retomar o volume de financiamentos de 2013, quando foram contratados R$ 1,3 bilhão pelo Paraná. No ano passa- do, o banco financiou R$ 874 milhões. No primeiro semes- tre de 2015, o volume ele- vado de contratações foi in- fluenciado pela antecipação dos financiamentos do agronegócio com a pers- pectiva de elevação dos ju- ros do crédito rural, de acordo com Starke Junior. Foram R$ 852 milhões contratados para o setor com linhas de crédito para cooperativas e produtores rurais. Apesar da predomi- nância do agronegócio, ou- tros setores também foram destaque, como de serviços, com lavanderias, gráficas, hotéis, supermercados e clí- nicas. RECURSOS. De acordo com Starke Junior, o banco possui pelo menos R$ 400 milhões disponíveis para empréstimos para os seto- res público e privado no se- gundo semestre. Desse vo- lume, R$ 200 milhões pro- venientes da capitalização realizada pelo Estado do Paraná e outros R$ 200 mi- lhões em linhas do Banco Nacional de Desenvolvi- mento Econômico e Social (BNDES) e da Financiado- radeEstudoseProjetos(Fi- nep), que deverão ser desti- nados ao financiamento de micro, pequenas e médias empresas paranaenses. O BRDE também conta com o retorno dos volumes emprestados nos últimos anos. A instituição tem hoje R$ 5 bilhões em financia- mentos ativos no mercado, dos quais R$ 2 bilhões de- vem retornar para o caixa do banco nos próximos três anos para financiar mais projetos. INADIMPLÊNCIA FICA ABAIXO DA MÉDIA, MESMO COM A CRISE Apesar da recessão brasileira, a inadimplência nos contratos no BRDE se mantém como uma das mais baixas do Brasil. Os atrasos acima de 90 dias re- presentavam 1,21% da car- teira em maio, bem abaixo da média do Sistema Fi- nanceiro Nacional (SFN), que estava em 3% segundo o Banco Central. A inadimplência su- biu desde o ano passado, quando estava em 0,33% em junho, mas ainda assim permanece como a menor nos três estados do Sul. Em maio, Santa Catarina regis- trava um índice de atrasos acima de 90 dias de 1,98% e o Rio Grande do Sul de 1,98%. O bom resultado no Paraná se deve a uma com- binação de fatores. “Como banco público, há todo um cuidado para financiar em- presas que estão na formali- dade. São operações de lon- go prazo, de até 15 anos. São empresas que planejam mais, que não estão miran- do o seu lucro imediato, mas uma sustentabilidade no seu negócio. Com isso, há uma seleção natural em relação à qualidade das empresas que a gente financia. Quem está buscando o BRDE são em- presas, que, por caracterís- tica, tem um rating melhor”, afirma Paulo Cesar Starke Junior, superintendente do banco. De acordo com ele, o bancotemocuidadoemche- car se são empresas que es- tão em dia com o pagamen- to de tributos e têm bom ca- dastro, além da exigência de garantias compatíveis – como alienação hipotecária em prazos mais longos. AÇÃO PREVENTIVA- O BRDE também atua de ma- neira preventiva. Quando a empresa passa por alguma dificuldade, o banco muitas vezes negocia com o cliente um plano de carência que permite a ele se reorganizar e voltar a pagar em dia seus compromissos. A inadimplência do BRDE também é influenci- ada pelo agronegócio, que tem grande participação na carteira. Quando o campo vai bem – sem quebra na sa- fra e preços bons – a inadim- plência se mantém em pata- mares comportados, como nesse ano. “É uma sinalização clara de que, apesar da crise no País, alguns setores mostram maior resiliência e que o Estado do Paraná exibe um dinamismo econômico diferenciado” Beto Richa Paraná tem 1.485 propriedades rurais certificadas com produção de orgânicos O Paraná é o segundo estado brasileiro com o mai- or número de propriedades certificadas para a produção de alimentos orgânicos. São 1.485 propriedades, de acor- do com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, atrás apenas do Rio Grande do Sul. O bom desempenho do Estado se deve, principalmente, ao Programa Paranaense de Certificação de Produtos Orgânicos (PPCO), o único programa público no País a orientar e capacitar os pro- dutores, auditar e certificar a produção de alimentos or- gânicos. Só nos últimos três anos,forammaisde200pro- priedades certificadas pelo programa, em todas as re- giões paranaenses. Outras 100 aguardam a chancela e serão contempladas na nova etapa do programa, lançada pelo governador Beto Richa no início deste mês de julho. OPPCOenvolveaSe- cretariaEstadualdaCiência, Tecnologia e Ensino Supe- rior, por meio das universi- dades estaduais; o Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), vinculado à Secretaria Esta- dual da Agricultura e do Abastecimento, e o Institu- to de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que é o órgão cer- tificador. O programa foi um dos contemplados com as novas bolsas para pesquisa e extensão autorizadas pelo governador Beto Richa, dia 1º de julho, com investimen- to total de R$ 32,7 milhões. Destes, R$ 4,5 milhões serão destinados para as atividades de certificação. C A PAC I TA - ÇÃO – Os agri- cultores que pre- tendem passar da produção convencional para a orgânica são orienta- dos por técnicos e estudan- tesdasseteuniversidadeses- taduais paranaenses, que fa- zem um acompanhamento técnico e a capacitação dos produtores paranaenses, para que trabalhem dentro das normas previstas na le- gislação brasileira para pro- dutos e sistemas de produ- ção orgânica. Para que receba a cer- tificação, a propriedade deve atender a uma série de nor- mativas, que inclui a troca de agrotóxicos e insumos quí- micos por técnicas agroeco- lógicas, a preservação dos ecossistemas, promoção do uso saudável do solo e da água e adotar critérios de comércio justo. “Para uma proprieda- de que tenha plantações com uso de agrotóxicos nas pro- ximidades, por exemplo, a orientação é que utilizem uma barreira vegetal em sua volta para proteger as plan- tações orgânicas”, explica o professor Rogério Barbosa Macedo, coordenador do Núcleo de Estudos de Agro- ecologia e Territórios, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Entre os principais alimen- tos orgânicos produzidos no Estado estão as hortaliças, leite, soja, açúcar mascavo e até a cachaça orgânica. ESTRUTURA – A certifi- cação é auditada pelo Insti- tuto de Tecnologia do Para- ná (Tecpar), que é responsá- vel pela capacitação dos bol- sistas que atuam no progra- ma. Hoje, são 43 bolsistas trabalhandonoprogramade certificação de orgânicos. Cada uma das sete universi- dades estaduais conta com um professor orientador,um aluno da graduação e três profissionais recém-forma- dos das áreas de agronomia, veterinária e biologia, que são responsáveis pela orien- tação e acompanhamento dos produtores. AGRICULTURA FAMI- LIAR – O professor Rogé- rio Barbosa Macedo destaca que o programa é voltado para as pequenas proprieda- des, fortalecendo o trabalho da agricultura familiar. “O modelo de produção orgâni- co está adaptado à realidade da agricultura familiar, que é extremamente importante econômica e socialmente no País”, afirma. “Comacertificação,os agricultores familiares con- tam com o incentivo econô- mico, já que há uma valori- zaçãodoprodutoorgânico,e também são habilitados para programas públicos, como a venda de alimentos para a merenda escolar e para o Programa de Aquisição de Alimentos”, ressalta. O programa também se destaca pela formação de profissionais preocupados com o meio ambiente. “O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, que trazem prejuízos ambi- entais e à saúde do consumi- dor. Este programa está for- mando, a médio e longo pra- zo, profissionais mais sensí- veis a esta questão e que irão procurar alternativas à pro- dução convencional”, desta- ca Luiz Cezar Kawano, Co- ordenador-geral da Unida- de Gestora do Fundo Para- ná, da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Supe- rior. (aenpr)
  8. 8. PARANÁ NOTÍCIASPágina 08 Campo Mourão, 24 de julho de 2015 Especial Acicam comemora o Dia do Comerciante A Associação Comer- cial e Industrial de Campo Mourão (Acicam) substi- tuiu a reunião ordinária mensal de julho por um jan- tar comemorativo ao Dia do Comerciante que aconteceu na noite desta quarta-feira, 22. Realizado no Espaço Allure, o evento reuniu grande números de empre- sários do setor, lideranças da comunidade e autorida- des. Praticamente todos os convites foram comerciali- zados. A programação tam- bém contou com o sorteio de brindes – cestas de fru- tas, mídia, etc. entre os par- ticipantes e palestra profe- rida por Miguel Ferreira Santos, que abordou o tema “Comércio – Um Cataliza- dor Multifacetado”. O pa- lestrante enalteceu os mui- tos segmentos que com- põem o comércio local, des- tacou a importância do se- tor em termos econômicos e de geração empregos e renda. Falou também sobre a contribuição do comércio para o desenvolvimento do Município e enfatizou os objetivos da campanha Se- jam Bem-Vindos, que bus- ca o fortalecimento do co- mércio local. O cerimonial do even- O Dia do Comerciante - Data Criado pela Lei nº 2048, de 26 de outubro de 1953, o Dia do Empresá- rio do Comércio (dia do Comerciante) teve como base a data de nascimento do economista e político José Maria da Silva Lis- boa, o Visconde de Cairu, Patrono do Comércio Bra- sileiro. A data é comemo- rada em 16 de julho. O baiano José Maria da Silva Lisboa Newton dos Santos Leal - Presidente da Acicam to incluiu ainda a exibição de um vídeo sobre as reali- zações do primeiro ano de gestão da atual diretoria da Acicam, sob a presidência de Newton dos Santos Leal. Foi o segundo ano consecu- tivo em que a data foi mar- cada com um jantar e, em 2014, no evento também foi lançada a campanha Sejam Bem-Vindos. foi deputado, senador e se- cretário da Fazenda Real. Economista por formação acadêmica, possuía tam- bém vasto conhecimento em outras áreas do saber. Recebeu o título de Patro- no do Comércio do Brasil por suas iniciativas em prol do desenvolvimento das relações comerciais do país com outras nações. Ele foi o responsá- vel, por exemplo, pela ob- tenção de leis que benefi- ciaram o iniciante comér- cio brasileiro, na época to- talmente dependente de Portugal. Sua ação ficou reconhecida com a assina- tura da histórica Carta Régia, de 28 de janeiro de 1808. Por ela, D. João VI, aconselhado pelo Viscon- de durante passagem pela Bahia, abriu os portos bra- sileiros ao comércio exte- rior. Com o livre comér- cio, a estrutura colonial se rompeu, e a partir daí o comércio brasileiro come- çou a se desenvolver. Bons negócios passaram a ser feitos com outros países, gerando lucros para a nova Nação. O Visconde de Cairu nasceu no dia 16 de julho de 1756, em Sal- vador. Em 1801 publicou, em Portugal, o livro Prin- cípio de Direito Mercantil, primeira obra de um bra- sileiro sobre economia po- lítica. Lisboa morreu em 1835, no Rio de Janeiro.

×