O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Jornal Paraná Notícias

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 8 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (19)

Anúncio

Semelhante a Jornal Paraná Notícias (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Jornal Paraná Notícias

  1. 1. Pág. 07 "Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor, e deleita-se no seu caminho. Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão” (Salmo 37: 23-24) Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 Pág. 06 Por que os Judeus não aceitam Jesus Cristo como o verdadeiro Messias? Legislativo em destaque Acompanhe as Indicações e os Requerimentos dos vereadores de Peabiru “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel.” (Isaías 7. 14). Em Farol, vereador denuncia irregularidades em concursos Pág. 02 Porto de Paranaguá bate recorde de movimentação total de cargas O Porto de Paranaguá voltou a registrar marcas históricas. No primeiro trimestre deste ano, bateu o recorde de movimentação total de cargas. Em importações e exportações, o porto movimentou 11,18 milhões de toneladas de cargas e superou o recorde anterior, o de 11,10 milhões de toneladas registradas em 2014. Levando em conta o mesmo período do ano passado, a alta é ainda maior: 23% de aumento. Pág. 05 Paraná é destaque na região Sul em avanços na carreira dos professores Os avanços da carreira dos profissionais da educação nos últimos anos tornaram o Paraná o melhor Estado da região Sul para o exercício da profissão. A afirmação é de professores dos estados vizinhos que atuam na rede paranaense de ensino através do sistema de permuta, no qual profissionais concursados em outros estados podem assumir a mesma função no estado de sua escolha. Entre os principais atrativos está a hora- atividade, o plano de carreira, o salário e a estrutura. Engenheiro Beltrão realiza evento em comemoração ao dia do livro A secretaria de Educação e Cultura em parceria com as escolas realizou na semana passada, uma semana do livro, em comemoração ao dia nacional do livro, 18. A semana contou com visita de alunos do Centro Municipal de Educação Pequeno Príncipe e do Centro Municipal de Educação Padre Léo a Biblioteca Cidadã Paulo Cezar Cordiola. Em Goioerê, Colégio Estadual Duque de Caxias recebe investimentos do Governo do Estado Nesta quinta-feira, 28, o Governo do Estado, através da SEED, disponibilizou recursos para melhorias na estrutura de Colégio da COMCAM. A instituição beneficiada é o Colégio Estadual Duque de Caxias, de Goioerê. Na oportunidade, foi assinado o contrato para início das obras na instituição. Pág. 08 Pág. 04
  2. 2. GeralPágina 02 Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 PARANÁ NOTÍCIAS LEGISLATIVO EM DESTAQUE ILUMINAÇÃO PÚBLICA O vereador Claudino de Oliveira Linosolicitou ao Executivo Municipal a que o mesmo viabilize a troca das lâmpadas queimadas dos postes de iluminação pública do Conjunto Le- blon. Segundo o vereador, tem ruas que todas as lâm- padas estão queimadas, trazendo muita inseguran- ça para todos. O vereador também solicitou o recape- amento asfáltico das se- guintes localidades: - Rua João Albino Casali, próximo a Escola Municipal Princesa Isabel; e - Rua Palmeira, próxi- mo ao Conjunto Orlando Bassi. O vereador também solicitou para que viabilize a roçada e limpeza das mar- gens das seguintes Ruas: - Rua que dá acesso ao Parque Industrial; - Rua Santos Dumont, próximo à chácara dos Bai- se; - Rua Papa João XXIII, próximo a Associação Vi- deiraComunidadeTerapêu- tica. “Nos locais mencio- nados acima é grande o nú- mero de reclamações dos moradores pelo acúmulo de mato e lixo, uma vez que causa muita preocupação e transtornos os mesmos”. Disse o vereador. Claudino ainda pediu comurgênciaorecolhimen- to dos entulhos das ruas do Residencial Donatti. INFORMAÇÕES SOBRE A PISTA DE SKATE Claudinosolicitaainda quesejaencaminhadoaoPo- der Legislativo, informações sobre a situação da constru- ção da Pista de Skate. “Temos conhecimen- to que os recursos para a construção da pista de Ska- te estão disponíveis pelo Governo do Estado, porém não vemos nenhuma movi- mentação para se começar a construção. Portanto gos- taríamos de informações, no prazo legal, sobre a real situação para as obras não terem se iniciado”, explicou o vereador. RECAPEAMENTO ASFÁLTICA O Vereador Osmar Pereira solicitou que seja realizado com ur- gência o recapeamento asfáltico da Avenida Ra- poso Tavares, entre as Ruas Cassemiro Rado- minski e Souza Naves. Sabemos que são muitas as ruas de nossa cidade que se encon- tram em péssimo estado de conservação asfáltica, porém salientamos que a Avenida Raposo Tavares é uma das avenidas principais denossacidadeeotrechomencionadoencontra-sepra- ticamente intransitável. A Administração já realizou o recapeamento de algumas ruas e não sabemos o crité- rio utilizado para até o momento não ter sido realizado este importante serviço no centro da cidade. O vereador Osmar Pereira - Botinha – também requereu que a este subscreve, com fundamento no art. 31 da Constituição Federal, nos arts: 253, e 155, inciso IV, combinado com o art. 325, do Regimento In- terno da Câmara Municipal de Peabiru, e o art. 55, in- ciso XVI, da Lei Orgânica Municipal, Lei Federal nº 12.257/2011, Lei de Acesso à Informação, requer que, após os trâmites regimentais, seja encaminhado re- querimento ao Excelentíssimo Prefeito, solicitando o encaminhado a este Poder Legislativo, o que abaixo segue: 1. Informações acerca da situação do funciona- mento do POÇO ARTESIANO, localizado na Vila Rural de nosso Município, perfurado pelo Instituto das Águas do Paraná, há aproximadamente três anos, e a Prefei- tura Municipal ficou responsável pela instalação da bomba e fazer a distribuição. 2. Existe uma data para que esse poço entre em operação. RECAPEAMENTO ASFÁLTICO E INFORMAÇÕES SOBRE EVENTOS REALIZADOS PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, NO PERÍODO REFERENTE AO EXERCÍCIO DE 2015 A MARÇO DE 2016 OJosinelPezinidosSan- tos solicitou o Recapeamen- toasfálticonofinaldaAveni- da Raposo Tavares, entre as Ruas José Maria de Barros e Santos Dumont. “Nossa soli- citação é em virtude de aci- dentes que já ocorreram no local e dos transtornos que acontecem diariamente em decorrência das péssimas condições que se encon- tram a pavimentação asfál- tica. Esperamos contar com a compreensão do Excelen- tíssimo Senhor Prefeito no que tange ao atendimento ao nosso pedido”, salientou o vereador Pezini. Por meio de requeri- mento Pezini solicitou seja encaminhado um oficio a Secretária Municipal de As- sistência Social do Municí- pio de Peabiru, Sra. Isabel Cristina Carlos, solicitando o encaminhamento a este Poder Legislativo, o que abaixo segue: - Cópias de contratos, empenhos, notas fiscais, e comprovantes de paga- mentos, de forma individu- alizado, referente aos even- tos realizados pela Secreta- ria Municipal de Assistência Social, no período referen- te ao exercício de 2015 a março de 2016. CASCALHAMENTO DE ESTRADAS O vereador Paulo Sérgio Avanço solicitou a viabilização de cascalho da Estrada Lambari, subida para a propriedade do Sr. Braz. “Nossa indicação visa atender a solicitação dos moradores que reclamam que a falta de cascalho traz muitos transtornos”, disse o vereador. INFORMAÇÕES SOBRE A SAAE Os vereadores Cícero Souza da Silva, Ângelo Pru- dêncio de Britto e Osmar Pereira, por meio de requeri- mento encaminhado ao Diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto-SAAE, de Peabiru, Sr. Luiz Carlos Bertipa- lha, solicitando o que abaixo segue: Seja encaminhado o Laudo assinado pelo res- ponsável (eis), que qualificou o reservatório de água com capacidade de 100 mil litros, na cate- goria de inservível, de propriedade do SAAE, ci- tado na Portaria 7/2015, de 05 de dezembro de 2015; Seja encaminhado informação do local a onde se encontra o mencionado reservatório de água, e qual o destino dado a este bem; Caso tenha sido transferido para terceiro, seja encaminhado o processo completo da respecti- va alienação. O vereador Ângelo Prudêncio de Britto reque- reu que seja encaminhado requerimento ao Excelen- tíssimo Prefeito, solicitando o encaminhado a este Po- der Legislativo, o que abai- xo segue: Cópia completa das normas que instituíram as seguintesreceitas,noâmbi- to do Município de Peabiru, e as justificativas a saber: RECEITAS: 1. Correção monetá- ria de reparcelamento; 2. Emolumentos; 3. Juros e Multas de outros tributos; 4. Juros e multas do IPTU; 5. Juros e multas de outros tributos; 6. Licença sanitária, e 7.Taxadelicençap/lo- calização e funcionamento Nosso pedido tem fundamento em carnês de reparcelamento fiscal, cujo rol de tributos que compõe o montante de cada parce- la registra as denominações acima especificados, que, numa análise geral, suscita algumas dúvidas tais como: a) O Reparcelamento não trata de IPTU, portan- to, porque do registro de “Juros e multas de IPTU”? b) Qual a razão do re- gistro em duplicidade de “Juros e multas de outros tributos? c) A denominação “Outros Tributos”, refere-se a que tipo de tributo? d) Porque não especi- ficar, haja vista que tributo égênerocujasespéciessão: Imposto, Taxas e Contribui- ção de Melhoria? e) À quais destas es- pécies refere-se o título “Outros Tributos”? O vereador também requer que, após os trâmi- tes regimentais, seja enca- minhado requerimento ao Poder Legislativo, o que abaixo segue: 1. Cópia completa do Processo n.º 04/2016 da Li- citaçãon.º02/2016,promo- vido pelo Município de Pea- biru, na modalidade de Pre- gão, cujo objeto trata de re- gistro de preços para futura contratação, sob demanda, deempresaspararealização de serviços de manutenção preventivaecorretiva,inclu- ídofornecimentodePeçase Serviços para veículos da Frota Municipal. 2. Encaminhar justifi- cativa esclarecendo qual a razão de não ter observado, nestalicitação,aLeiComple- mentarFederalnº147/2014, com relação ao tratamento a ser dada às Micros e Em- presas de Pequeno Porte, especificamente, no que diz respeito, às disposições do art. 47 em diante, desta Lei Complementar, que alterou o estatuto das Micros e Em- presas de Pequeno Porte, que trata a Lei Complemen- tar Federal nº 123/2006. O mesmo vereador solici- ta ainda que seja encami- nhado ao Poder Legislati- vo, o que abaixo segue: 1. Informações acer- ca do momento exato que foi iniciada a coleta de lixo com o novo caminhão ad- quirido pelo Município para esta finalidade; 2. Informações refe- rente ao tempo de garantia dada pelo fabricante sobre o caminhão coletor de lixo; 3. Informações acer- ca do problema técnico que ocasionou a paralização do caminhão coletor de lixo, recentemente adquirido, e qual o tempo previsto para a realização do conserto adequado. Em sua justificativa, o vereador alegou que: “Utili- zandodafunçãofiscalizado- ra inerente do Poder Legis- lativo,econsiderandoqueo caminhão coletor foi adqui- ridocomrecursosdesobras deste Poder Legislativo, é que nos motiva a requerer as informações acima, ten- do, em vista, inclusive que tais solicitações foram soli- citadas via telefone ao Ser- vidor Everton, que por mo- tivo não justificado, não ob- tivemosnenhumaresposta. Portanto, por considerar re- levante esta questão, é que estamos formalmente, re- querendo as informações, quereputamospertinentes, acercadautilizaçãoadequa- da do Caminhão Coletor de lixo, que se constituiu numa importanteconquistaparaa população peabiruense”, disseovereadorÂngeloPru- dêncio de Britto. INFORMAÇÕES SOBRE REPARCELAMENTO FISCAL E INFORMAÇÕES SOBRE FORNECIMENTO DE PEÇAS E SERVIÇOS PARA VEÍCULOS DA FROTA MUNICIPAL E INFORMAÇÕE SOBRE A COLETA DE LIXO FAROL A 3ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Pú- blico de Campo Mourão fez recomendação à prefei- ta de Farol, Angela Kraus (PSDB), para que aumen- te o prazo de isenção aos interessados em concurso público autorizado pelo município. A recomendação foi feita após o vereador Ge- nivaldo Ferreira (PSD), encaminhar denúncia à Promotoria sobre irregu- laridades no edital do con- curso para contratação de agentes de endemias. Segundo o vereador, após a publicação do edi- tal, a prefeita fez algumas retificações, prejudicando candidatos que já haviam feito inscrição. Entre a irregularida- de apontada por Ferreira está o prazo do pedido da isenção de taxa pelos candi- datos. Segundo ele, após a retificação do edital, os con- correntes tiveram apenas um dia para apresentar os requerimentos solicitando a isenção. Para o vereador, a medida foi uma manobra adotada pelo Executivo para negar o benefício, garantido por lei municipal, aos inte- ressados no concurso. Outra inconformida- de de acordo com o parla- mentar, é que o primeiro edital exigia do candidato apenas o ensino fundamen- tal, mas após a retificação passou a exigir também o curso introdutório de for- mação inicial e continuada. Dessa forma, a correção feita pelo município deixou alguns candidatos que já haviam feito as inscrições inaptos ao concurso. Informações levan- tadas pela reportagem são de que a prefeita do muni- cípio acatou a recomenda- ção do Ministério Público aumentando o prazo para isenção das taxas. Vereador denuncia irregularidades em concurso
  3. 3. & FatosPolíticaFaltam 161 dias para as próximas eleições... Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 Página 03PARANÁ NOTÍCIAS Acompanhe o site do Jornal Paraná Notícias. Acesse: www.claudinhocruz.com.br Senadores querem que Dilma proponha antecipação de eleição Por sugestão de Lula, grupo que apresentou pro- posta de emenda constitucional que antecipa para este ano a escolha do novo presidente e vice vai enviar carta pedindo apoio a Dilma. Segundo eles, essa é a única saída para a crise. Um grupo de senadores vai enviar uma carta à pre- sidente Dilma Rousseff propondo a ela que apoie a pro- posta de emenda constitucional (PEC 20/16) que anteci- pa para o próximo dia 2 de outubro a eleição presidenci- al. A sugestão de pedir apoio a Dilma foi feita nesta se- mana pelo ex-presidente Lula, procurado por um grupo de nove parlamentares que queriam a adesão dele à tese da antecipação da disputa para presidente. (congresso em foco) Renan se reúne com Temer e Aécio em Brasília Apesar da visível aproximação entre os membros das legendas, PSDB afirma não ter definido se terá ou não participação direta em um eventual governo Temer O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB- AL), recebeu hoje (27) o vice-presidente Michel Temer, seu correligionário, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) na residência oficial do presidente do Senado, em Brasília. O vice-presidente deixou a reunião sem falar com a imprensa, pouco após tirar fotos junto com Renan e com o senador tucano, presidente nacional do PSDB. O principal partido de oposição ainda não definiu se deve ter participação direta em um eventual governo Temer, caso seja aprovado o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em análise no Senado. Lideranças tucanas, como o ex-presidente Fernan- do Henrique Cardoso, o governador de São Paulo, Ge- raldo Alckmin, e o senador José Serra (SP) já deram de- clarações públicas em que não descartam que PSDB ocupe cargos num eventual governo do PMDB. A deci- são será tomada pela direção nacional, segundo Aécio. O presidente do Senado tem realizado uma série de reuniões desde ontem (terça, 26), quando a Casa ele- geu o presidente – Raimundo Lira (PMDB-RJ) – e o rela- tor – Antonio Anastasia (PSDB-MG) – da comissão que vai analisar se aceita o processo de afastamento de Dil- ma, cuja admissibilidade foi aprovada na Câmara. Na mesma data, Renan também se reuniu com o ex-presi- dente Luiz Inácio Lula da Silva na residência oficial. (con- gresso em foco) PF tenta decodificar chip que pode dar pista sobre acidente de Campos Um chip de celular danificado é a mais nova pista a ser analisada pela Polícia Federal no caso do acidente aéreo que matou sete pessoas, entre elas o então candi- dato a presidente Eduardo Campos (PSB-PE). Segundo informado ao blog, a perícia da PF está tentando usar uma máquina para decodificar o chip – encontrado no local do acidente, em Santos – para ten- tar extrair quaisquer dados registrados, como imagens, que tragam alguma informação. A investigação da Polícia Federal está aberta. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aero- náuticos (Cenipa) da Força Aérea Brasileira (FAB) divul- gou em janeiro deste ano o relatório final da investigação. O órgão apontou quatro fatores que contribuíram para a queda do avião: a atitude dos pilotos, as condi- ções meteorológicas adversas, a desorientação espacial e a indisciplina de voo. (G1) Dilma pode anunciar reajuste do Bolsa Família no 1º de maio Segundo o Planalto, aumento deve ser de 5%; me- dida faz parte do Programa Nacional de Emergência, aprovado em fevereiro. A presidente Dilma Rousseff quer aproveitar o Dia do Trabalho, 1º de Maio (domingo), para anunciar um reajuste nos benefícios do programa Bolsa Família. O índice do aumento ainda não está fechado, mas, no Palácio do Planalto, auxiliares da presidente di- zem que será na faixa de 5%. Dilma também foi aconselhada a conceder mais uma bondade neste domingo: um porcentual de corre- ção da tabela do Imposto de Renda para compensar a inflação acumulada. Ela pediu à equipe que refaça os cálculos sobre o impacto da medida no Orçamento. (últi- mo segundo.ig) A pátria educadora que corta verbas da educação O governo Dilma, com o slogan “Pátria Educado- ra”, suspendeu bolsas de pesquisa e intercâmbio para estudantes brasileiros no exterior por falta de verbas.Ano após ano o número de bolsas CNPQ vem caindo, em 2013 eram 16943; em 2014, 9783; e em 2015 foram ape- nas 902 novas bolsas. Este ano pesquisadores que tive- ram projetos aprovados em universidades estrangeiras já não vão mais estudar fora por causa dos cortes. (Fa- bio Campana) Temer diz que apoia fim da reeleição e pede por oposição não predatória O vice-presidente da República, Michel Temer, con- cedeu uma entrevista exclusiva ao SBT Brasil nesta quin- ta-feira (28). Temer afirmou que, se assumir a presidên- cia, não acabará com programas sociais, não se candi- datará a um novo mandato e que apoia o fim da reelei- ção. Além disso, o vice-presidente afirmou que se hou- ver protestos contra o seu governo entenderá como um direito democrático, "desde que não seja predador". Re- portagem exibida no SBT Brasil. (uol)
  4. 4. De segunda a sábado R$ 15,00 - Domingos e feriados R$ 17,00 - Marmitex pequena R$ 7,50 - Média R$ 10,00 - Grande R$ 12,00 Rua Santa Catarina, 2120 - Centro - Campo Mourão PR Fone: (44) 3017-1141 Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 O restaurante do Moacir, localizado na área central de Campo Mourão, vem se tornando ponto de encontro de pessoas de toda região. A passeio ou a trabalho, muitas pessoas tem preferido o restaurante para fazer uma saborosa refeição. Com preços acessíveis e uma ótima qualidade, o restaurante já virou referência na região da Comcam. PARANÁ NOTÍCIASGovernoPágina 04 Paraná é destaque na região Sul em avanços na carreira dos professores Os avanços da car- reira dos profissionais da educação nos últimos anos tornaram o Paraná o me- lhor Estado da região Sul para o exercício da profis- são. A afirmação é de pro- fessores dos estados vizi- nhos que atuam na rede pa- ranaense de ensino através do sistema de permuta, no qual profissionais concursa- dos em outros estados po- dem assumir a mesma fun- ção no estado de sua esco- lha. Entre os principais atrativos está a hora-ativi- dade, o plano de carreira, o salário e a estrutura. Nos últimos cinco anos, o magistério parana- ense teve avanços históri- cos, como reajuste salarial de 82% e a ampliação da hora-atividade em 75%, o que garante mais tempo para a preparação de aulas e correções de trabalhos e provas. “São conquistas his- tóricas importantes para o magistério, que mostram a valorização da categoria pelo Governo do Estado, mesmo nesse momento fi- nanceiro difícil pelo qual o País passa. Enquanto ou- tros estados parcelam os pagamentos, no Paraná nós aumentamos os rendimen- tos e pagamos em dia”, com- parou a secretária de Esta- do da Educação, professora Ana Seres. São essas conquistas históricas que tornam o Paraná referência para o exercício da profissão. A professora de Língua Por- tuguesa Izabel Regina Bas- tos, natural de Frederico Westphalen, no Rio Gran- de do Sul, mudou para o Paraná em 2010. Izabel acompanhou de perto os benefícios obtidos pelo ma- gistério paranaense nos úl- timos anos. “Aqui é melhor para trabalhar porque tem mais e melhores oportuni- dades. O salário é melhor, a infraestrutura, a merenda é melhor”, disse. HORA-ATIVIDADE – Segundo Izabel, uma das principais vantagens do do- cente paranaense, em rela- ção ao estado gaúcho, é a hora-atividade, tempo re- servado para correção de provas e elaboração de tra- balho. “A estrutura aqui no Paraná para o professor é melhor. Financeiramente ele ganha mais e tem a hora- atividade. Lá no Rio Gran- de do Sul, os professores não têm esse benefício. Aqui você tem a hora-atividade na escola com tempo para preparar e organizar as au- las, lá é no final de semana, em casa”, contou Izabel. Em cinco anos, a hora-atividade no Paraná teve aumento de 75%. Para o profissional que trabalha 40 horas semanais são des- tinadas 14 horas para pre- parar aulas, corrigir provas e se dedicar a outras ativi- dades que refletem na qua- lidade do ensino e da apren- dizagem dos estudantes. Ou seja, o professor passa 26 horas por semana em sala de aula. A legislação nacio- nal determina que um ter- ço da jornada de trabalho deve ser destinado à hora- atividade. Nos últimos anos os professores do Paraná rece- beram 82% de reajuste sa- larial. Em 2010, os docen- tes paranaenses em início de carreira, com 40 horas se- manais, recebiam R$ 2 mil (salário mais auxílio-trans- porte). Hoje, o mesmo pro- fissional recebe remunera- ção de R$ 3,6 mil, com au- xílio- transporte. Ao final da carreira o salário do pro- fessor paranaense pode che- gar a aproximadamente R$ 15 mil, somando todos os benefícios da carreira. O salário, pago em dia aos profissionais paranaen- ses, está na frente dos esta- dos vizinhos. Em Santa Ca- tarina, o professor em iní- cio de carreira recebe R$ 2,7 mil para 40 horas semanais. Já o estado gaúcho paga R$ 2,1 mil para a mesma jor- nada. “Pelo ponto de vista salarial e pelo Plano de Car- reira, o Paraná é melhor para trabalhar. Amo meu estado, mas para trabalhar o Paraná está na frente”, disse a professora de Edu- cação Física Isolete Maria Turnes, natural de Santo Amaro da Imperatriz, MAIS BENEFÍCIOS – Ao ingressar no funcionalismo público estadual, os profes- sores possuem um plano de carreira estabelecido por lei que prevê avanços promo- cionais, gratificações e gan- hos salariais para a catego- ria. O Plano de Carreira paranaense oferece aos pro- fissionais da educação avan- ços através da promoção e progressão. A promoção corres- ponde à formação acadêmi- ca do docente, que avança no Plano de Carreira medi- ante apresentação de cursos de especialização, mestrado, doutorado ou Programa de Desenvolvimento Educaci- onal (PDE). Já pela pro- gressão, o profissional evo- lui na carreira através da avaliação de desempenho e participação em atividade de formação ou qualificação profissional. Os profissionais da educação têm outros bene- fícios e ganhos salariais através dos sistemas de quinquênio e anuênio. Pelo quinquênio, os professores, como os demais servidores públicos, recebem 5% de acréscimo salarial a cada cinco anos. Pelo sistema de anuênio, as professoras, ao completar 26 anos de car- reira, têm direito a outros 5% até atingir 30 anos de magistério. Já os homens, passam a ter o direito após 31 anos e recebem o benefí- cio até 36 anos de carreira. O benefício é anual. A cada cinco anos os professores também têm direito a no- venta dias de recesso remu- nerado através da licença prêmio. Os profissionais rece- bem ainda 24% de auxílio- transporte, inclusive em período de férias e licença médica. Os docentes que atuam no período noturno recebem 20% de gratifica- ção. Para quem exerce car- go de direção são 50% a mais na folha salarial. O professor que atua na edu- cação prisional recebe 143% de gratificação salarial. Para licença-maternidade as docentes têm direito a seis meses de afastamento. Assembleia aprova novo salário mínimo regional do ParanáO plenário da As- sembleia Legislativa apro- vou em sessão extraordiná- ria, nesta quarta-feira, 27, o projeto de lei encaminhado pelo governador Beto Richa que fixa, a partir de 1º de maio, os valores do piso sa- larial do Estado do Paraná e sua política de valorização. O piso variará de R$ 1.148,40 a R$ 1.326,60. A proposta é fruto de negociações entre traba- lhadores e empregadores, com participação do Poder Público, através do Conse- lho Estadual do Trabalho e assegura aos trabalhadores paranaenses o maior salário mínimo regional do país. O maior piso é para o grupo de técnicos do ní- vel médio (R$ 1.326,60), seguido pelos trabalhadores da produção de bens e ser- viços industriais, com piso de R$ 1.234,20, pelos tra- balhadores de serviços, ven- dedores do comércio em lo- jas e mercados e trabalha- dores de reparação e manu- tenção, que devem ter re- muneração mínima de R$ 1.190,20 e o piso de R$ 1.148,40 aos trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca. O líder do gover- no na Assembleia, deputa- do Luiz Cláudio Romanelli, ressaltou a importância do Estado estabelecer valores mínimos de remuneração para os trabalhadores. “Esse piso impacta direta- mente na vida de mais de 600 mil trabalhadores que não têm um sindicato ou não pertencem a uma cate- goria profissional. Além disso, impacta também em diversos segmentos econô- micos, mas, fundamental- mente, garante o direito dos trabalhadores que não estão protegidos por um acordo ou convenções coletivas de trabalho”, disse o deputado. VALORIZAÇÃO - O pro- jeto aprovado estabelece, ainda, que a política de va- lorização dos pisos salari- ais a serem fixados a partir do ano de 2021 será objeto de negociação tripartite entre as centrais sindicais e federações patronais, com a participação do Governo do Estado, e acompanha- mento do Ministério Públi- co do Trabalho e da Supe- rintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego. Essa comissão tri- partite deverá ser constitu- ída até o final do primeiro semestre de 2020, e será no- meada por meio de resolu- ção do Conselho Estadual do Trabalho – CET, órgão encarregado de fazer o mo- nitoramento e avaliação da política estadual de valori- zação do piso salarial do Paraná. A proposta é fruto de negociações entre trabalhadores, empregadores e o Poder Público Entre os principais atrativos está a hora-atividade, o plano de carreira, o salário e a estrutura
  5. 5. Governo Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 Página 05PARANÁ NOTÍCIAS Porto de Paranaguá bate recorde de movimentação total de cargasO Porto de Parana- guá voltou a registrar mar- cas históricas. No primeiro trimestre deste ano, bateu o recorde de movimentação total de cargas. Em impor- tações e exportações, o por- to movimentou 11,18 mi- lhões de toneladas de car- gas e superou o recorde an- terior, o de 11,10 milhões de toneladas registradas em 2014. Levando em conta o mesmo período do ano pas- sado, a alta é ainda maior: 23% de aumento. A marca foi alcança- da pelo desempenho nas ex- portações de granéis sóli- dos. Na comparação com os três primeiros meses do ano passado, o Porto de Parana- guá aumentou em 17% a movimentação deste tipo de produto, com mais de 8,4 milhões de toneladas movi- mentadas. Dentro deste grupo, o destaque é a soja, que teve, em março, a me- lhor movimentação mensal de todos os tempos pelo porto, com 1,6 milhão de toneladas. “Registramos marcas muito boas na movimenta- ção, especialmente de grãos, antecipando os estoques da safra de 2015/2016. O rit- mo forte de escoamento deve se manter pelos pró- ximos meses e voltaremos a registrar bons números”, afirma o presidente da Ad- ministração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Di- vidino. A movimentação de granéis líquidos também fechou o primeiro trimestre com forte alta. Foram mais de 1,1 milhão de toneladas movimentadas, crescimento de 17% em relação ao mes- mo período do ano passado. RESULTADOS - A alta na movimentação de cargas é creditada também ao pacote de investimentos feitos no porto para dinami- zar a operação e ganhar produtividade no escoa- mento. Nos últimos cinco anos, foram R$ 511,9 mi- lhões para melhorar a infra- estrutura e logística do Por- to de Paranaguá. Foram adquiridos quatro novos shiploaders (carregadores de navio), substituindo equipamentos da década de 70. Os novos carregadores conseguem embarcar grãos com 33% mais agilidade que os antigos, aumentando a velocidade de embarque de 1,5 mil toneladas por hora para 2 mil toneladas por hora. Também foram ad- quiridos dez novos guindas- tes, balanças para pesagem dos caminhões, tombadores e demais componentes para descarregar cargas, scan- ners para inspeção de car- gas. Além disso, foram ins- taladas guaritas informati- zadas e novos acessos ao Pátio de Triagem. Para os próximos anos estão previstos outros R$ 423 milhões em investi- mentos com recursos públi- cos. DIVERSIFICAÇÃO – As exportações de produtos em contêineres e veículos também apresentaram cres- cimento no período. No caso dos contêineres, a mo- vimentação registrou au- mento de 5% na compara- ção do primeiro trimestre deste ano com o mesmo pe- ríodo do ano passado. Ao todo, foram exportados 90,3 mil TEUs (unidade de medida equivalente a con- têineres de 20 pés) de janei- ro a março. Os produtos que pu- xaram o resultado para cima foram carnes de aves congeladas, com alta de 17%, madeira, com cresci- mento de 46%, e papel, com aumento de 5%. “Paranaguá é, hoje, o porto do Brasil com maior participação do modal fer- roviário, o que é muito im- portante para as operações de contêineres. Conseguimos facili- tar os acessos ao porto por todos os modais, reduzindo filas e tempo de espera, o que sempre foi um compro- misso desta gestão”, afirma o secretário de Infraestru- tura e Logística, José Richa Filho. A exportação de veí- culos por Paranaguá tam- bém teve forte alta no perí- odo de janeiro a março de 2016. Foram exportados 15,7 mil carros pelo porto paranaense, um volume mais de três vezes superior ao exportado no ano passa- do, quando a movimentação foi de 4,2 mil veículos. Secretaria daAgricultura suspende soja safrinha por tempo indeterminado A partir do ano que vem, os produtores parana- enses não poderão mais fa- zer o plantio de soja sobre lavouras de grãos recém- colhidos, a chamada safri- nha. Portaria publicada pela Agência de Defesa Agrope- cuária do Paraná (Adapar) adota a calendarização do plantio e colheita da soja para evitar prejuízos com a ferrugem asiática, que está se tornando resistente à aplicação de fungicidas. O novo calendário, que entra em vigor no ano agrícola de 2016/2017, prevê um só período de semeadura, en- tre 16 de setembro e 31 de dezembro, e colheita ou in- terrupção do ciclo da cultu- ra da soja até 15 de maio. Para a Adapar, é ne- cessário ampliar o vazio sa- nitário, período em que não se planta a soja para prote- ger o grão. O Paraná é o se- gundo maior produtor de soja do Brasil, atrás apenas do Mato Grosso do Sul. Na safra 2014/2015 foram co- lhidas 17 milhões de tone- ladas no estado, gerando lucros de R$ 15 bilhões de reais. O diretor de Defesa Agropecuária da Adapar, Adriano Riesemberg, ex- plica que é durante a safri- nha que a planta fica mais suscetível à ferrugem, que é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, e é também quando os produ- tores mais aplicam fungi- cidas. “Para que não se per- ca de uma vez a eficácia desses produtos, o Paraná está coibindo a safrinha, pelo menos por alguns anos, até que surja uma molécula nova no mercado que permita a sobrevida desses fungicidas”, disse. “Se não tomarmos esta medida, corremos o risco de não fazer mais o contro- le da doença, o que com- prometeria toda a produ- ção de soja do Paraná, re- sultando em um grande desastre econômico para o Estado”, ressalta. Antes de adotar a me- dida, a Secretaria de Esta- do da Agricultura e do Abastecimento promoveu uma série de debates com os produtores rurais e entida- des como a Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep) e a Organi- zação das Cooperativas do Paraná (Ocepar). Também foram feitos seminários em seis cidades-polo do Estado e uma audiência pública na Assembleia Legislativa no ano passado. “Queremos conscientizar os produtores que esta é uma medida de ordem fitossanitária que vem sendo adotada para proteger o interesse do pró- prio agricultor”, explica Riesemberg. PLANEJAMENTO – O diretor da agência destaca que os agricultores podem planejar sua propriedade para incluir outras culturas ou fazer a integração da la- voura com a pecuária no período em que seria plan- tada a safrinha. “Opções existem. O produtor precisa chamar em sua região a as- sistência técnica e se plane- jar para encontrar alterna- tivas. É uma questão de adaptação, pensando que a sustentabilidade da propri- edade é que deve ser perse- guida”, afirma. A Adapar ficará res- ponsável pela fiscalização das propriedades. Os agri- cultores que descumprirem a portaria ficam sujeitos às sançõesadministrativaspre- vistas na Lei Estadual de Defesa Sanitária Vegetal, que vão desde a autuação até o acionamento das promo- torias de Justiça. “Espera- mos que a maioria dos agri- cultores respeite essas nor- mas, até porque a atitude de alguns pode comprometer uma atividade de interesse estratégico para o Paraná”, ressalta Riesemberg. A portaria prevê que, excepcionalmente para fins de pesquisa, poderão ser li- beradas a semeadura e a ma- nutenção de plantas vivas de soja em cultivo protegido. É necessário, porém, entregar à Adapar o documento Co- municação de Cultivo da Soja (anexo à portaria) dez dias antes da data da seme- adura.
  6. 6. Página 06 Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 PARANÁ NOTÍCIAS Por que os Judeus não aceitam Jesus Cristo como o verdadeiro Messias? Por onde andas?Por onde andas?Por onde andas?Por onde andas?Por onde andas?PiadaPiadaPiadaPiadaPiada A vinda de Jesus foi profetizada por diversos profetas no Antigo Testa- mento com detalhes im- pressionantes. Foi dito que o Messias viria de uma vir- gem: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel.” (Isaías 7. 14). Até o local de seu nascimento foi detalhado: “E tu, Belém- Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milha- res de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tem- pos antigos, desde os dias da eternidade.” (Miquéias 5. 2). E também o texto claríssi- mo de Isaías 53. 1 -12 (uns 600 anos antes de Cristo) mostra de forma impressi- onante o Messias Jesus Cristo. O que vemos clara- mente nas narrativas bíbli- cas é que os judeus espera- vam um Messias libertador político, já que, naquele tempo, Roma os oprimia. Esperavam alguém para restabelecer o seu domínio sobre aquela terra. Jesus, porém, nasce como filho de um carpintei- ro, sem nenhuma riqueza ou poder político. Não era o Messias que eles queriam. Com relação a isso a Bíblia também nos revela: “Aquele que é a Palavra [Jesus] veio para o seu próprio país, mas o seu povo não o recebeu.” (João 1. 11 – NTLH) Quando confrontados pela sabedoria e grandeza de Jesus veja como eles o viam como um “Zé nin- guém”: “Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto? E escandali- zavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, senão na sua terra e na sua casa.” (Mt 13. 55-57) Assim, fica claro que os judeus não aceitam Jesus Cristo porque preferem olhar para a sua própria vontade e não para a von- tade de Deus. As evidênci- as são plenas de que Jesus é o Messias prometido por Deus. Infelizmente até hoje existem Judeus que não veem Jesus como o Messias prometido. Ainda aguar- dam um Messias que não virá, pois já veio. (Por An- dré Sanches /esboçando ideias) Loira sequestradora A loira não conse- guia passar no teste para nenhumemprego.Resolveu tomar uma atitude extrema para ganhar dinheiro: - Vou sequestrar uma criança!-pensou!Comodi- nheiro do resgate eu resol- vo a minha vida... Ela encaminhou-se para um playground, num bairro de luxo, viu um meni- no muito bem vestido, pu- xou-oparatrásdamoitaefoi logo escrevendo o bilhete: Um mineirinho com sérios problemas financei- ros vendeu uma mula para outro fazendeiro também mineiro por R$ 100,00, que concordou em receber a mula e nodia seguinte. En- tretanto, no dia seguinte ele chegou e disse: - Cum- padi, cê me discurpa mais a mula morreu. - Morreu? - Morreu. - Intão me devor- ve o dinheiro. - Ih... já gas- tei. - Tudo? - Tudin. - Intão me traiz a mula. - Morta? - É, uai, ela num morreu? - Morreu. Mais qui cê vai fazê com uma mula morta? - Vou rifá? - Rifá? - É, uai! - A mulamorta?Quemvaique- rê? - É só num falá qui ela morreu. - Intão tá intão. Um mês depois os dois se en- contram e o fazendeiro que vendeu a mula pergunta: - Ô Cumpadi, e a mula mor- ta? - Rifei. Vendi 500 biete a 2 real cada. Faturei 998 real. - Eita! I ninguém recra- mô? - Só o homi qui ganhô. - E o que o cê feiz? - Devor- vi os R$ 2,00 real pra ele. VARIEDADES A mula morta “Querida mãe isto é um sequestro. Estou com seu filho. Favor deixar o res- gate de R$10.000,00, ama- nhã, ao meio-dia, atrás da árvore do parquinho”. Ass: Loira sequestradora. Então ela pegou o bi- lhete, dobrou- o e colocou no bolso da jaqueta do me- nino, dizendo: - Agora vai lá e entre- ga esse bilhete para a sua mãe. No dia seguinte, a loi- ra vai até o local combina- do. Encontra uma bolsa. Ela abre,encontraR$10.000,00 em dinheiro e um bilhete junto, dizendo: “Está aí o resgate que você pediu. Só não me conformo como uma loira pôde fazer isso com outra..” Kid Abelha (antes Kid Abelha e os Abóboras Selvagens e, depois, Kid) foi um grupo vocal-instrumen- tal brasileiro, carioca, que fez sucesso no Brasil desde a década de 1980. Era com- posto por Paula Toller, Ge- orge Israel e Bruno Fortu- nato. Eles já venderam 9 milhões de cópias de discos somente no Brasil. O Kid Abelha anun- ciou oficialmente o seu fim na última semana, em suas redes sociais com uma car- ta os fãs. O grupo, que es- tava parado desde 2013, quando encerrou a turnê de 30 anos, afirmou: “A vonta- de de experimentar outras formas de criar e o desgas- te natural de tanto tempo juntos nos levaram a essa decisão”. “Optamos por um soft-ending, um final sua- ve, evitando o sensaciona- lismo, com a convicção de que nossa trajetória vitori- osa sempre se deveu ao en- tusiasmo e dedicação sem- pre renovados a cada dis- co, cada turnê”, afirma o texto, assinado pelos três integrantes da banda: Pau- la Toller, George Israel e Bruno Fortunato.
  7. 7. CidadesPARANÁ NOTÍCIAS Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 Página 07 Campo Mourão: entidades recebem subvenções sociais A prefeita Regina Dubay assinou repasses de subvenções sociais ga- rantindo um total de R$ 526.490,00 para seis enti- dades assistenciais do município, durante uma solenidade que reuniu re- presentantes de entidades, lideranças e a comunida- de no Paço Municipal. Os repasses foram feitos atra- vés da Secretaria de Ação Social, conforme aprova- ção do Conselho Munici- pal de Assistência Social. Foram beneficiadas pelo município as entida- des, Lar Infantil Miriã (R$ 98.910,00); Escola Comu- nitária do Trabalho (R$ 160 mil); Mão Cooperado- ra (R$ 61.810,00); Lar dos Velhinhos Frederico Oza- nam (R$ 85.850,00); Apae – Associação de pais e Amigos dos Excepcionais (R$ 89.860,00); AAPAC – Associação dos Amigos da Pastoral da Criança (R$ 30.060,00). Durante a so- Agricultura familiar entrega produtos para Merenda Escolar lenidade, a secretária munici- pal de Ação Social, Anelise Dubay, falou da representati- vidade dos recursos a serem aplicados em ações de entida- des. Ela lembrou da respon- sabilidade e resultados das entidades na sociedade. A Prefeita Regina Dubay agradeceu a parceria das entidades, enaltecendo os trabalhos realizados na co- munidade. Ela lembrou do grande número de pessoas atendidas no processo soci- al. Também participaram da solenidade a vereadora Nelita Piacentini, o coorde- nador geral do município Cezar Ferreira, e autorida- des municipais. Os repasses foram feitos através da Secretaria de Ação Social, conforme aprovação do Conselho Municipal de Assistência Social As crianças das 42 unidades escolares da rede municipal de ensino vão poder saborear bola- chas caseiras na Merenda Escolar. A produtora Lilia Daiane entregou a produ- ção que foi contratada através do Programa Na- cional e Alimentação Es- colar-PNAE. Ela é uma das 13 produtoras da agricultura familiar do Município beneficiadas pelo programa federal e que são assistidos pela Emater e se enquadram no Pronaf. O técnico agropecuá- rio da Secretaria Municipal de Agricultura, Eber Ro- manczuk , destaca que o va- lor comercializado em 2016 é de R$ 196.184,91. Departamento de Turismo recebe inscrições para 4ª Caminhada da Natureza O limite para cada produtor é de R$ 20 mil. “O compromisso do produtor é entregar o pro- duto perecível diretamente na unidade onde será con- sumido”, explica o técnico. As 42 escolas que recebem os produtos uma vez por se- mana. Os produtos contrata- dos são abobrinha, acelga, alface, batata doce, Beterra- ba, brócolis, bolacha caseira, cebolinha, cenoura, chuchu, couve-flor, couve folha, fei- jão carioca, mel, mandioca, quiabo, repolho e salsinha. O Departamento de Turismo da prefeitura de Campo Mourão está recebendo inscrições para a 4ª Caminhada Internaci- onal da Natureza, que será realizada no próximo dia 15 de maio (domingo). O evento é promo- vido pelo município de Campo Mourão, com apoio Secretaria de Agri- cultura e Meio Ambiente, Unespar, Casa do Artesão, Emater e Sesc. As inscrições são gratuitas, mas os partici- pantes terão como opção café colonial, ao custo de R$ 10,00 e almoço, no va- lor de R$ 20,00. Ambas as refeições serão servidas no Salto Boicotó, na divisa do município de Corumbataí do Sul. A previsão dos or- ganizadores é que o even- to reúna aproximadamen- te 500 pessoas. Segundo o diretor de Turismo, Ruben Or- lando Moyano, a saída está marcada para as 7 ho- ras, atrás da catedral e Parque de Exposições. Os participantes serão transpor- tados gratuitamente de ôni- bus até o Salto Boicotó, onde será o ponto de partida e de chegada da caminhada, que terá um percurso de 11 qui- As 42 escolas que recebem os produtos uma vez por semana As inscrições são gratuitas, mas os participantes terão como opção café colonial, ao custo de R$ 10,00 e almoço, no valor de R$ 20,00 lômetros. As inscrições podem ser feitas pessoalmente no Departamento de Turismo ou pelo endereço eletrônico (turismocmourao@gmail.com), onde o interessado deve in- formar o nome completo, CPF e data de nascimento. Mais informações pelo te- lefone 3525-1878. No Dia das Mães, consumidores vão concorrer a R$ 8 mil em cinco vale compras Os consumidores que fizerem compras nas lojas de Campo Mourão que participam da campanha pro- mocional do Dia das Mães estarão concorrendo a cin- co vale-compras: três no valor de R$ mil cada; um no valor de R$ 2 mil e um no valor de R$ 3 mil. Trata-se de mais uma promoção da Associação Comercial e In- dustrial (Acicam), Sindicato Empresarial do Comércio (Sindicam) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com o apoio do Município. No ato da compra, os consumidores vão receber cupons da campanha “Mãe Premiada”, que deverão ser preenchidos e depositados nas urnas instalados nas próprias lojas. O sorteio será realizado em evento aberto ao público. As empresas participantes começaram a receber o kit com material da campanha nesta quinta- feira e as lojas que aderirem a promoção estarão iden- tificadas com cartaz. Para as empresas que participaram da campanha Compra Premiada, lançada em 2015 e que foi recente- mente encerrada, a adesão a campanha do Dia das Mães não terá custos. Outras empresas interessadas em par- ticipar podem adquirir o kit da campanha “Mãe Premi- ada” no Departamento Comercial da Acicam, em horá- rio comercial. O Dia das Mães é a segunda data mais importan- te do ano para o comércio, superada apenas pelo Natal. Colégio Estadual Duque de Caxias recebe investimentos do Governo do Estado Nesta quinta-feira, 28, o Governo do Estado, através da SEED, disponibilizou recursos para melhorias na estrutura de Colégio da COMCAM. A instituição beneficiada é o Colégio Estadual Duque de Caxias, de Goioerê. Na oportunidade, foi assinado o contrato para início das obras na instituição. Segundo o Secretário de Esporte e Turismo do Paraná, deputado estadual Douglas Fabrício, isto mostra o comprometimento do Governo do Estado com a educação da COMCAM. “O trabalho dá resultado quando há comprometimento de todos e o Governador Beto Richa tem demonstrado grande sensibilidade com os problemas da educação ao atender prontamente nossas reivindicações para melhorias no setor”, finalizou. O valor investido será de R$ 110.329,40 através do modo recursos descentralizados e terá como finalidade pintura parcial do colégio, reforma dos banheiros dos alunos, além das portas das salas de aula e do setor administrativo. CAMPO MOURÃO GOIOERÊ
  8. 8. Página 08 Campo Mourão, 29 e 30 de abril de 2016 Especial PARANÁ NOTÍCIAS Engenheiro Beltrão realiza evento em comemoração ao dia do livro A secretaria de Edu- cação e Cultura em parce- ria com as escolas realizou na semana passada, uma semana do livro, em come- moração ao dia nacional do livro, 18. A semana contou com visita de alunos do Centro Municipal de Edu- cação Pequeno Príncipe e do Centro Municipal de Educação Padre Léo a Bi- blioteca Cidadã Paulo Ce- zar Cordiola. Na oportunidade, os alunos conheceram o espa- ço da biblioteca e também puderam ter acesso ao rico acervo dos livros infantis. O momento mais es- perado pelas crianças foi à chegada da boneca Emília caracterizada pela bibliote- cária Rosália Di Domenico que encantou as crianças. O evento teve conta- da de história e a boneca Emília caracterizada pela bibliotecária Rosária Di Domenico que encantou as crianças. A Emília é uma das personagens principais da história “Sitio do Pica Pau Amarelo” de Monteiro Lobato, que em dia do seu aniversário, é comemorado o dia nacional do livro. O evento tem como objetivo, assim como o dia do livro, irradiar o contato da criança com o mundo da literatura. “Sabemos que quan- to mais cedo à criança ti- ver contato com leitura e perceber o prazer que a lei- tura produz, maior será a probabilidade de se tornar Mesmo com derrota, Engenheiro Beltrão avança na semifinais O time de Engenheiro Beltrão perdeu para o Amé- rica C/M, neste domingo, 24, jogando na casa do adver- sário no Estádio Municipal Roberto Brzezinski , o placar foi de 2 a 0. Mas mesmo com a derrota o Beltrão se classifica para segunda fase, no primeiro jogo da próxima fase o time joga em casa, no Estádio João Cavalcante de Mene- zes, contra o Luiziana. Já o time do sub-17 fez bonito e conquistou uma vitória 3 a 2 contra o time do América C/M. O sub-17 classificado pega o Holanda C/M. O time amador e sub- 17 do Engenheiro Beltrão se classificaram para a segunda fase em terceiro lugar da tabela. CLASSIFICAÇÃO: AMADOR 1º - AMÉRICA/CM - 18 2º - LUIZIANA - 15 3º - ENG. BELTRÃO - 15 4º - ARARUNA - 11 5º - HOLANDA/CM - 10 6º - QUINTA DO SOL - 07 7º - ESTRELA/CM - 06 8º - MAMBORÊ - 03 CLASSIFICAÇÃO: SUB-17 1º - ARARUNA - 16 2º - HOLANDA/CM - 15 3º - ENG. BELTRÃO - 13 4º - LUIZIANA - 12 5º - AMÉRICA/CM - 08 6º - ESTRELA/CM - 06 7º - QUINTA DO SOL - 05 8º - MAMBORÊ - 05 SEMIFINAIS: SUB-17. ENG. BELTRÃO X HOLANDA/CM LUIZIANA X ARARUNA AMADOR ARARUNA X AMÉRICA/CM ENG. BELTRÃO X LUIZIANA um adulto leitor”, disse a coordenadora do Centro Municipal de Educação Pe- queno Príncipe Dircelene Rodrigues. Tudo tem ori- gem nos sonhos. Primeiro sonhamos, depois fazemos.” Monteiro Lobato.

×