O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Tcardoso vii jadp-caceres-2015.03.14

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 107 Anúncio

Tcardoso vii jadp-caceres-2015.03.14

Baixar para ler offline

TIC e Educação em Línguas: ferramentas online para PLE/PL2
VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS - Cáceres, Espanha
Teresa Cardoso, 14.03.2015

TIC e Educação em Línguas: ferramentas online para PLE/PL2
VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS - Cáceres, Espanha
Teresa Cardoso, 14.03.2015

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Semelhante a Tcardoso vii jadp-caceres-2015.03.14 (20)

Anúncio

Mais de Teresa Cardoso (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Tcardoso vii jadp-caceres-2015.03.14

  1. 1. TIC e Educação em Línguas: ferramentas online para PLE/PL2 t Teresa Cardoso # tcardoso@uab.pt < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > 14 de março de 2015
  2. 2. TIC e Educação em Línguas: ferramentas online para PLE/PL2 Roteiro | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 # 1 | histórias da minha educação… # 2 | TIC e Educação em Línguas: um ponto de situação # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2
  3. 3. # 1 | histórias da minha educação… em línguas TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  4. 4. # 1 | histórias da minha educação… em TIC TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  5. 5. # 1 | histórias da minha educação… porquê??? TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  6. 6. # 1 | histórias da minha educação… porquê??? TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  7. 7. # 1 | histórias da minha educação… porquê??? TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  8. 8. # 1 | histórias da minha educação… porquê??? TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  9. 9. # 2 | TIC e Educação em Línguas: um ponto de situação TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Salema, L. & Cardoso, T. (2012). “Curriculum e novos media na educação em línguas”. Em J. F. Matos, N. Pedro, A. Pedro, P. Patrocínio, J. Piedade & S. Lemos (Org.). Atas do II Congresso Internacional TIC e Educação «Em direção à educação 2.0» – ticEDUCA (versão em CD-ROM) (pp.1425-1442). Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 30 de novembro a 2 de dezembro (ISBN: 978-989-96999-8-4). Disponível a partir de http://ticeduca.ie.ul.pt/atas/pdf/224.pdf.
  10. 10. Curriculum e novos media na educação em línguas Luís Salema e Teresa Cardoso
  11. 11. Sumário Aspetos introdutórios Tecnologia e curriculum Línguas e novos media Línguas, EaD e e-learning Perspetivas
  12. 12. Porquê este trabalho? • Interesse pelas questões ligadas à aprendizagem de línguas • Tecnologia na aprendizagem de línguas e desenvolvimento de competências linguísticas • Línguas e ensino a distância • Inventário de práticas de utilização da tecnologia na aprendizagem de línguas
  13. 13. O que se pretendeu? • i) Como enquadrar a tecnologia no ensino das línguas? • ii) Quais as tecnologias mais adequadas para uma determinada experiência de aprendizagem, nas aulas de língua? • iii) Que desafios apresenta a aprendizagem de línguas, na modalidade de e-learning? • iv) Que desafios reserva o futuro, nesta área curricular, no que diz respeito à utilização da tecnologia?
  14. 14. Como se procedeu? • Estudo exploratório • Meta-análise sobre o recurso à tecnologia, na aprendizagem de línguas • Levantamento de atividades específicas para as aulas de línguas, no âmbito do TPACK • Mapeamento de exemplos de práticas de e-learning • Estado da arte sobre a importância da oralidade em ambientes de e-learning
  15. 15. Como se procedeu? • Constituição de um corpus de textos para a realização da meta-análise
  16. 16. Como se procedeu? • Constituição de um corpus de textos para a realização da meta-análise
  17. 17. Como se procedeu? • Constituição de um corpus de textos para a realização da meta-análise • 45 referências • Portugal, Reino Unido, Croácia e Turquia • 2000 - 2011
  18. 18. Tecnologia e curriculum Technological Pedagogical Content Knowledge (Harris et al., 2009, adaptado de Mishra e Koehler, 2008).
  19. 19. Línguas e novos media http://www.oficinamiriade.com/2011/03/codices-metal-jordania/ http://ciencianabiblia.blogspot.pt/2011/12/ciencia-do-texto-biblico.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Trovadorismo http://pt.wikipedia.org/wiki/Trovadorismo
  20. 20. Línguas e novos media http://www.ulbra.br/ilulbra/cursos http://www.open.edu/itunes/subjects/languages Alimemaj, 2010; Conole & Alevizou, 2010; Coutinho & Bottentuit Junior, 2008; Fitzpatrick, 2004; Franklin & Harmelen, 2007; Hampel & Hauck, 2006; Paiva, s.d.; Wheeler, 2009.
  21. 21. Línguas e novos media Dimensão Tipo de atividade Breve descrição Tecnologias possíveis Compreensão oral Ouvir uma história Os estudantes ouvem uma história e leem em voz alta. CD, web, YouTube Expressão oral Criar um registo áudio ou vídeo Os estudantes criam uma gravação (um anúncio publicitário para um produto inventado ou real, uma canção, um rap). Gravador de vídeo, gravador de áudio, podcast Expressão escrita Criar um jornal, uma newsletter, revista ou brochura Os estudantes sintetizam a informação a partir de livros de texto, enciclopédias ou websites e concebem um periódico em formato eletrónico ou impresso. Processador de texto, software de publicação online (ex. issuu), wiki Leitura Ler uma banda desenhada ou um cartoon político Os estudantes leem uma banda desenhada/um cartoon e relacionam-na/o com as realidades políticas representadas. Web Visionamento Ver uma exposição Os estudantes fazem visitas de estudo virtuais (museus de arte, artefactos, trabalhos de outros estudantes, exposições da escola, …). Web, videoconferências, visitas virtuais, realizadas online Atividades-tipoparaasaulasdelínguasegunda/estrangeira (traduçãoapartirdooriginaldevanOlphenetal.2010;2011)
  22. 22. Línguas e novos media Dimensão Tipo de atividade Breve descrição Tecnologias possíveis Funcionamento da língua / conhecimento gramatical Aquisição de vocabulário Os estudantes adquirem vocabulário novo e desenvolvem a capacidade de compreender as relações vocabulares, entre as palavras. Software para a elaboração de mapas de conceitos (ex. Wordle), dicionários online, websites de poesia; jogos de vocabulário online Atividades-tipo para as aulas de língua materna, no âmbito do funcionamento da língua/conhecimento gramatical (tradução a partir do original de Young et al. 2009; 2010)
  23. 23. Línguas, EaD e e-learning http://timerime.com/en/event/637147/Se+funda+el+Institut+Toussaint+et+Langenscheidt/ http://www.findabout.net/gustav-langenscheidt.html 1856 – Primeiro curso de línguas a distância
  24. 24. Línguas, EaD e e-learning http://enciclopediadecromos.blogspot.pt/
  25. 25. Línguas, EaD e e-learning http://articulo.mercadolibre.cl/MLC-405411037-ingles-cursos-de-idiomas-fasciculos-planeta-de-agostini-_JM http://www.tusanuncios.com/detalleanuncio?idAnuncio=7730436&tipo=5
  26. 26. Línguas, EaD e e-learning http://loja.uab.pt/catalogo.aspx?idc=74& http://portadaloja.blogspot.pt/2012/08/os-servicos-da-televisao-publica-antes.html • Telescola (1964) • Ciclo Preparatório TV (1968) • Ano Propedêutico (1977) • Universidade Aberta (1988)
  27. 27. Línguas, EaD e e-learning http://www.youtube.com/watch?v=PGiNjI1j2P4
  28. 28. Línguas, EaD e e-learning
  29. 29. Línguas, EaD e e-learning Fallanhkair et al. (2004)
  30. 30. Línguas, EaD e e-learning http://projects.kmi.open.ac.uk/lyceum/
  31. 31. Perspetivas Trabalho futuro • E-learning, m-learning, televisão interativa e aprendizagem de línguas • Ambientes imersivos (Second Life®) • Desenvolvimento de competências ao nível da oralidade (compreensão, produção, interação) • Línguas minoritárias • Aprendizagem ao longo da vida
  32. 32. Koľko rečí vieš, toľkokrát si človekom. O número de línguas que uma pessoa fala é o número de vezes que é humana. Provérbio eslovaco
  33. 33. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  34. 34. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, T., Melo, S. & Rebelo, I. (2006). “Algumas configurações de didacticidade em chats como tarefa em aula de língua estrangeira”. Em Revista do Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais – CIED – Da investigação às práticas. Estudos de natureza educacional, VII, 1 (pp.79-102). Escola Superior de Educação de Lisboa (ISSN: 0874- 9620). < http://serv.eselx.ipl.pt/cied/publicacoes/inv/2006/05_Teresa_Cardoso.pdf. >
  35. 35. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, et al. (2006: 85)
  36. 36. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, et al. (2006: 90)
  37. 37. TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, T. & Matos, F. (2012). “O skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras”. Comunicação apresentada nas II Jornadas ticLínguas 2012 «Exploração e aplicação em contexto de aprendizagem». Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, 30-31 de março. < https://www.youtube.com/watch?v=S5IQouHLidk > # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2
  38. 38. no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras o Teresa Cardoso Filipa Matos Universidade do Minho Braga, 30 de março
  39. 39. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • Contextualização de uma experiência inédita • Potencialidades e limitações • Estratégias mais e menos recorrentes • Outras estratégias a considerar • Aspetos inovadores nas práticas pedagógicas itinerário da apresentação Teresa Cardoso & Filipa Matos | LE@D, UAb Universidade do Minho Braga, 30 de março
  40. 40. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • novos ambientes virtuais de aprendizagem (cf. Estudo no âmbito do Mestrado em Pedagogia do Elearning da UAb) Contextualização de uma experiência inédita
  41. 41. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • projeto Teletandem Brasil: Línguas estrangeiras para todos (cf. parceria entre a Universidade Estadual Paulista de Assis e a Universidade de Salerno) Contextualização de uma experiência inédita Estudantes de pós-graduação Estudantes de graduação (futuros) professores de língua
  42. 42. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • tandem > etandem > teletandem envolve pares de falantes nativos (ou competentes) de diferentes línguas, que trabalham colaborativamente com o objetivo de aprender a língua um do outro; implica que cada um desempenha o papel de estudante (falando e praticando a língua do outro); depois trocam os papéis e a língua; assenta em três princípios* 1. separação entre o uso de ambas as línguas 2. reciprocidade 3. autonomia Contextualização de uma experiência inédita * Brammerts, H. (2002). “Aprendizagem autônoma de línguas em tandem: desenvolvimento de um conceito”. Em Delille et al (eds), Aprendizagem autônoma de línguas em tandem. Lisboa: edições Colibri.
  43. 43. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras vantagens inerentesAplicação gratuita o chat o chamada o videoconferência o troca síncrona de documentos o quadro interativoTalkandwrite o pesquisa dos contactos inscritos Simples de fazer download e de utilizar Convergência multimédia Compatibilidade com todos os sistemas operativos Pouca interferência durante uma chamada/videoconferência Flexibilidade e adaptabilidade para um processo de aprendizagem (de línguas, de tecnologias, …) Ferramenta global: permite interagir em qualquer momento, com pessoas geograficamente distantes Clareza e pouca ambiguidade de escrita (relativamente ao msn messenger, por ex.)Autonomia / “aprender a aprender” Contextualização de uma experiência inédita
  44. 44. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras + Aprendizagem interativa + Aquisição e desenvolvimento de novas competências tecnológicas, sociológicas e linguísticas + Flexibilidade e adaptabilidade a um processo de aprendizagem (de línguas, de tecnologias, …) + Desenvolvimento da capacidade de pesquisar, compreender e usar fontes online (information literacy) Potencialidades e limitações
  45. 45. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras + Correção e auto-correção (oral e escrita) + Possibilidade de monitorar o processo de aprendizagem da parte de ambos os participantes (reflective and critical thinking) + Aumento do sentido de responsabilidade + Avaliação de e-portefólios (cf. gravação áudio/vídeo do histórico skype), aliando tarefas de escrita + Acesso a linguagens autênticas e informais Potencialidades e limitações
  46. 46. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras - Suportes tecnológicos (acesso a um computador e ligação de banda larga à internet) - Dificuldades no uso de novas tecnologias - Eventual instabilidade dos recursos (ligação à rede, vírus, …) - Necessidade uma participação mais ativa, com maior empenho Potencialidades e limitações
  47. 47. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras - Fragilidades a colmatar… … sobretudo de cariz técnico, para potenciar e recomendar o uso do skype como ferramenta de ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras Potencialidades e limitações
  48. 48. 70% 89% 30% 11% 11% 33% 30% 15% 22% 33% 7% 63% 15% 19% 30% 7% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% 14. Que actividades realizou nas sessões de teletandem TTB? Das opções listadas, indique as 3 que mais utilizou. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras Estratégias mais e menos recorrentes
  49. 49. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • Colaborativas e de negociação de significados • Facilitadoras da comunicação • Literácitas (ex. literacia digital) • Mediadoras da aprendizagem • Dinâmicas e diversificadas • Afetivas e de aproximação Outras estratégias a considerar
  50. 50. o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras • Adequação ao ensino-aprendizagem a distância • Articulação entre características formais e informais • Dimensão de lazer e de prazer • Disponibilização de recursos em tempo real • Qualidade das atividades realizadas (motivadoras e significativas) • Pertinência para uma formação de professores atual e atualizada Aspetos inovadores nas práticas pedagógicas
  51. 51. • nas palavras dos estudantes: o skype no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras Aspetos inovadores nas práticas pedagógicas
  52. 52. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, et al. (2013). “Podcasts e showcasts no ensino superior a distância: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras online”. Em M. J. Gomes, et al. Atas da VIII Conferência Internacional de TIC na Educação «Challenges 2013: Aprender a qualquer hora e em qualquer lugar» (pp.667-674). https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/33643/1/APRENDER%20EM%2 0REDE(S).pdf
  53. 53. Podcasts e Showcasts no Ensino Superior a Distância: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras online Teresa Cardoso | teresa.cardoso@uab.pt Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre Comunicações Livres (S13-M16) 16 de julho de 2013 Sala: 0016 < Comunicações Livres (S13-M16) _16 de julho_Sala: 0016 >
  54. 54. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  55. 55. http://www2.uab.pt/uab25/hmUAb_2007.php Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  56. 56. . oferta pedagógica da UAb http://www.uab.pt/web/guest/estudar-na-uab/oferta-pedagogica Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  57. 57. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre . Modelo Pedagógico Virtual da UAb®
  58. 58. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre . Q. Europeu Comum de Referência para as Línguas .: Níveis comuns de referência .: O uso da língua e o utilizador/aprendente .: As competências do utilizador/aprendente (Alves, 2001)
  59. 59. “ficheiros áudio digitais, de curta duração” (Cardoso et al, 2013)
  60. 60. Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online
  61. 61. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  62. 62. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  63. 63. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  64. 64. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  65. 65. “um documento PowerPoint com finalidades didáticas que integra texto, imagem e áudio/vídeo” (Cardoso et al, 2013)
  66. 66. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  67. 67. SCOTS IN SWEDEN UPSET BY CHEAP JOKES by Dennis Baker
  68. 68. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre . O que dizem os nossos estudantes?
  69. 69. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  70. 70. Podcasts e showcasts no ESaD: cinco anos a inovar no ensino-aprendizagem de LE online Teresa Cardoso, Katja Göttsche, Ana Paula Machado, Ana Nobre
  71. 71. # 3 | algumas ferramentas online para PLE/PL2 TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Pestana, F. & Cardoso, T. (2014). “Conceções de Professores acerca da Wikipédia: um estudo exploratório no ensino superior online”. Em G. Lobato Miranda, et al. (Org.). Artigos Selecionados das Atas do III Encontro Internacional TIC e Educação «Aprendizagem Online» – ticEDUCA (pp.614-623) (ISBN: 978-989-8753-07-6). http://ticeduca2014.ie.ul.pt/downloads/AtasDigitais/Atas_Digitais_ticEDUCA2014.pdf
  72. 72. Conceções de Professores acerca da Wikipédia: um estudo exploratório no ensino superior online Filomena Pestana | Teresa Cardoso Sessões temáticas – Sábado, 15 Nov – 16:00-17:30 (sala 18) TEMA 4: e-learning no Ensino Superior e na Formação Profissional
  73. 73. CONCEÇÕES SOBRE A Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 82 W I K I P E D I A http://thumbs.dreamstime.com/x/pergunta-5847807.jpg
  74. 74. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 83 W I K I P E D I A Conhece a wikipédia? Expectativas ao usar a wikipédia? Recomenda a utilização da wikipédia? Porquê? Utiliza a wikipédia? (sim; para que fins? Com que frequência? Em que idioma?) Já criou/atualizou artigo(s) na wikipédia? Porquê? (sim; para quê?)
  75. 75. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 84 W I K I P E D I A Conhece a wikipédia? Expectativas ao usar a wikipédia? Recomenda a utilização da wikipédia? Porquê? Utiliza a wikipédia? (sim; para que fins? Com que frequência? Em que idioma?) Já criou/atualizou artigo(s) na wikipédia? Porquê? (sim; para quê?)
  76. 76. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 85 W I K I P E D I A Conhece a wikipédia? Expectativas ao usar a wikipédia? Recomenda a utilização da wikipédia? Porquê? Utiliza a wikipédia? (sim; para que fins? Com que frequência? Em que idioma?) Já criou/atualizou artigo(s) na wikipédia? Porquê? (sim; para quê?)
  77. 77. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 86 W I K I P E D I A Conhece a wikipédia? Expectativas ao usar a wikipédia? Recomenda a utilização da wikipédia? Porquê? Utiliza a wikipédia? (sim; para que fins? Com que frequência? Em que idioma?) Já criou/atualizou artigo(s) na wikipédia? Porquê? (sim; para quê?)
  78. 78. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 87 W I K I P E D I A Conhece a wikipédia? Expectativas ao usar a wikipédia? Recomenda a utilização da wikipédia? Porquê? Utiliza a wikipédia? (sim; para que fins? Com que frequência? Em que idioma?) Já criou/atualizou artigo(s) na wikipédia? Porquê? (sim; para quê?)
  79. 79. CONCEÇÕES SOBRE A Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 88 W I K I P E D I A http://1.bp.blogspot.com/-GPX_EgrhTZU/Thr_1f3oNfI/AAAAAAAALg4/_mqpzD--mig/s320/romeburning.jpg
  80. 80. CONCEÇÕES SOBRE A Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 89 W I K I P E D I A http://1.bp.blogspot.com/-GPX_EgrhTZU/Thr_1f3oNfI/AAAAAAAALg4/_mqpzD--mig/s320/romeburning.jpg http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a9/Diptych_Barberini_Louvre_OA3850.JPG
  81. 81. CONCEÇÕES SOBRE A Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 90 W I K I P E D I A http://1.bp.blogspot.com/-GPX_EgrhTZU/Thr_1f3oNfI/AAAAAAAALg4/_mqpzD--mig/s320/romeburning.jpg http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a9/Diptych_Barberini_Louvre_OA3850.JPG
  82. 82. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões Fundamentação Metodologia Análise e Discussão dos Dados Conclusões Web 2.0 - Wikis - Wikipédia - - Questão de Investigação - Design do Estudo - Participantes Caracterização da Amostra - Perceção sobre a Wikipédia - - Síntese dos Resultados - Considerações Finais 91
  83. 83. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões 92 W E B 2 . 0 Web 1.0 Web 3.0 Web 4.0 Pestana(2014:12)
  84. 84. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 93 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões Discussão Colaboração Motivação Revisão por Pares Avaliação Wikipédia 1995 Cunnigham Rápido Software Social Open Source Ferramentas Escrita Colaborativa Aplicações Existentes naInternet Ferramentas dePartilhade Recursose Experiências W I K I S MediaWiki Pestana(2014:32)
  85. 85. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 94 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões “How a bunch of nobodies created the world’s greatest E N C Y C L O P E D I A ” Lih (2009) Rápido rápido, Muito rápido W I K I P E D I A Rápido
  86. 86. Britannica Online Vicipaedia WikiCiências Enciclopédias Online Nupedia Citizendium Wikipédia Wikinotícias Wikimedia Foundation Wikiquote Wikiversidade Wikicionário Wikispicies Wikisource Wikimedia Commons Meta-Wiki Wikidata Wikivoyage Administrador Stigmergia Direta IndiretaMedia Wiki Jimmy Walles Larry Sanger Wikipédia Colaboração 3 Princípios Fundadores 5 Pilares Wikipédia Educação Coletivo Eliminador Burocrata Verificador Supervisor Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões Britannica Online Vicipaedia WikiCiências Enciclopédias Online Nupedia Citizendium Wikipédia Wikinotícias Wikimedia Foundation Wikiquote Wikiversidade Wikicionário Wikispicies Wikisource Wikimedia Commons Meta-Wiki Wikidata Wikivoyage 95 W I K I P E D I A Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014
  87. 87. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 96 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões ― Que conceções têm professores do ensino superior online sobre a Wikipédia? QUESTÃO DE INVESTIGAÇÃO DESIGN DA INVESTIGAÇÃO ― Abordagem multimodal; ― Método descritivo e interpretativo; ― Estudo exploratório. PARTICIPANTES ― População Todos os Professores da Universidade em estudo ― Amostra 42 Professores
  88. 88. Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões RECOLHA E ANÁLISE DE DADOS 97Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014
  89. 89. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 98 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA PROFESSORES - Sexo: Masculino (42%); Feminino (58%) - Idade: 41/50 anos (46,5%); > 50 anos (44,2%) - Habilitações: 3.º Ciclo de Estudos (86%) - Departamento: Educação e Ensino a Distância (32,6%); Ciências Sociais e Gestão (25,6%); Ciências e Tecnologia (20,9%); Humanidades (20,9%) PERCEÇÃO SOBRE A WIKIPÉDIA QUE CONCEÇÃO TÊM SOBRE A WIKIPÉDIA? - Os professores do ensino superior online que inquirimos têm uma conceção positiva sobre este projeto. Contudo, este exemplo paradigmático da construção colaborativa, na realidade, ainda não faz parte das salas de aula – incluindo as virtuais (Creelman, 2012; Pestana, 2014).
  90. 90. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 99 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões SÍNTESE DOS RESULTADOS Pestana(2014:131)
  91. 91. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 100 Introdução Fundamentação Metodologia Análise e Discussão Conclusões CONSIDERAÇÕES FINAIS W I K I P E D I A “a project to produce a free content E N C Y C L O P E D I A to which anyone can contribute. […] has become the first place millions of people go to get a quick factor to launch extensive research.” Broughton (2008:XV) “a controversial new departure in the history of education.” Knight e Pryke (2012:1)
  92. 92. Conceções de professores acerca da Wikipédia | Pestana e Cardoso, 2014 101 R E F E R Ê N C I A S Broughton, J. (2008). Wikipedia the Missing Manual. USA: O’Reilly Media (Pogue Press). Lih, A. (2009). The Wikipedia Revolution. How a bunch of nobodies created the world’s greatest encyclopedia. Great Britain: Aurum Press. Creelman, A. (2012). Wikipedia in the classroom. Retirado de http://acreelman.blogspot.pt/2012/03/wikipedia-in-classroom.html. Knight, C. & Pryke, S. (2012). Wikipedia and the University, a case study. Teaching in Higher Education, 17(6), 649-659. Retirado de http://www.tandfonline.com/doi/pdf/10.1080/13562517.2012.666734. Pestana, F. (2014). A Wikipédia como Recurso Educacional Aberto: conceções e práticas de estudantes e professores no ensino superior online. Lisboa: Universidade Aberta, Dissertação de Mestrado. Retirado de http://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/3370.
  93. 93. # | abertura para uma síntese TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 Cardoso, T. (2012). “Jogos e Mobile Learning em Portugal: em que nível estamos?”. Em A. A. A. Carvalho, T. Pessoa, S. Cruz, A. Moura & C. G. Marques (Org.). Atas do Encontro sobre Jogos e Mobile Learning (versão em CD-ROM) (pp.61-76). Braga: CIEd. Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, 26 de outubro (ISBN: 978-989-8525-15-4). < http://www.fpce.uc.pt/ejml2014/Atas%20EJML-2012.pdf >
  94. 94. .: i n s t r u ç õ e s :. . Contextualização . .. Problema e objetivos .. … Metodologia … …. Análise de dados …. ….. Conclusão ….. Jogos e Mobile Learning em Portugal: em que nível estamos? Teresa Cardoso | tcardoso@uab.pt rede conceptual em torno de jogosjogosjogosjogos e mmmm----learninglearninglearninglearning
  95. 95. TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015
  96. 96. TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 O b r i g a d a e a t é … … “em qualquer lugar do mundo”, por ex. no CURSO ALV da UNIVERSIDADE AbERTA – A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA PROMOÇÃO DA LEITURA RECREATIVA http://www.uab.pt/c/document_library/get_file?uuid=e9cc5f6c-8ed4-4e12-b08f-25f697398c22&groupId=10136
  97. 97. TIC e Educação em Línguas | Teresa Cardoso < VII JORNADAS DE ATUALIZAÇÃO DOCENTE DE PORTUGUÊS > Cáceres, 14.03.2015 B R I G A D A ! Obrigada! ☺
  98. 98. TIC e Educação em Línguas: ferramentas online para PLE/PL2 Teresa Cardoso tcardoso@uab.pt > Cáceres, 14.03.2015

×