O Triste Fim de Policarpo Quaresma

16.155 visualizações

Publicada em

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - Literatura brasileira

2 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.155
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
366
Comentários
2
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Triste Fim de Policarpo Quaresma

  1. 1. PrincipaisPERSONAGENS
  2. 2. POLICARPO QUARESMA• Policarpo era pequeno, magro, e diferente dos homens da sua época usava fraque e cartola, o tornando uma figura diferente da do comum. Usava óculos, e como ao andar olhava sempre para baixo, quando levantava o olhar penetrava fundo no que lhe interessava, criando um senso de forte respeito provindo do dito cujo.• Era um homem sem muita ambição, queria apenas conforto e viver bem, tinha suas manias e caráter forte e decidido, quando colocava algo na cabeça seguia até o fim. Era também um nacionalista irremediável. Vivia com sua irmã Adelaide.
  3. 3. OLGA• Uma mulher forte, criada pelo pai, o italiano Coleoni, e esse a deixou livre para fazer suas escolhas. O pai queria casá-la, mas, por ele, ela se casaria com quem lhe fosse ao gosto da mesma. Olga também era decidida e inteligente, ao contrário do perfil das mulheres da época.• Ela era sobrinha de Policarpo e ficou ao seu lado até o fim dos dias do padrinho.
  4. 4. RICARDO CORAÇÃO DOS OUTROS• Um tocador de modinha (o que vem a como os cantores hojeem dia), que tinha um pouco de nacionalismo, porém, nãomuito exagerado como de Policarpo.• O cantor ficou amigo de Quaresmae foi, junto com Olga, elequem lutara pela vida doamigo.
  5. 5. SOBRE A OBRA
  6. 6. O TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA• É um tipo de obra que cada personagem que aparece é apresentado com uma história sua, sobre um feito do mesmo, porém, o tema central da obra é mostrar como o personagem principal, Quaresma, era visto pelos seus companheiros, mostrar também como era a sociedade da época.
  7. 7. AMBIENTE• Rio de Janeiro de 1893 onde a República, há quatro anos, sido proclamada, o país passava por reformas radicais, regido por Floriano Peixoto.• O ambiente descrito no livro se dá de duas maneiras.
  8. 8. SOCIEDADE CARIOCA• A primeira fase do livro se dá na sociedade Carioca de 1983, onde haviam vários generais e políticos que tinham cargos respeitáveis, onde havia um vínculo com várias pessoas importantes como o General Albernaz e o Doutor Florêncio.
  9. 9. SÍTIO E INTERIOR• A Segunda, no interior do Rio, em Curuzu, onde o povo era mais simples. Policarpo mexia com a terra, junto aos seus empregado Anastácio, Felizardo e Mané Cadeeiro, porém, também, mesmo a contra gosto, se envolveu em política, por causa de seu título “Major”, onde os políticos da região achavam que ele viera com segundas intenções para o Curuzu, para se meter na política.
  10. 10. O TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA• O momento de mais tirar o fôlego da historia se situa nos últimos dias de Policarpo quando o mesmo é condenado, junto com a luta de Olga e Ricardo para salva-lo. Onde também está presente o desfecho, o triste fim de Policarpo Quaresma é o resultado de toda a sua jornada patriota e seus feitos para a pátria amada. Quaresma refletindo sobre sua vida no colo de Olga.
  11. 11. “Um povo livre eindependente deve terlíngua própria. Quandoos portugueseschegaram, nós jáestávamos aqui, alíngua dos Índios é averdadeira línguabrasileira.”―Policarpo Quaresma
  12. 12. Alvair DavidAriadne PrevedelloSuelen AlvesEscola Estadual Alda G. Scopel - 3° Ano E

×