Aulas 1 e 2 esparta e atenas

1.647 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas 1 e 2 esparta e atenas

  1. 1. História Civilização Grega Esparta e Atenas Prof.ª Me. Luciana Carvalho professora lu.historia@gmail.com
  2. 2. História Aula 1- Das diásporas gregas a Esparta Prof.ª Me. Luciana Carvalho professora lu.historia@gmail.com
  3. 3. Sul da península Balcânica.
  4. 4. Relevo montanhoso e clima relativamente seco, dificultando a ocupação do território. Características do território grego: Montanhas e Mar
  5. 5. Os agricultores gregos cultivavam principalmente trigo, cevada, uvas e azeitona para fabricação de azeite.
  6. 6. Pólis (cerca de 160 soberanas); Atenas e Esparta foram as mais importantes; O relevo dificultava a integração entre as pólis; Não havia unidade política (cada pólis tinha sua forma de governo); Havia uma unidade cultural (língua, religião, costumes e etnia)
  7. 7. Século XII ao VII a.C; Ilíada e Odisséia (poemas) – Homero Os gregos viviam em genos (pequenas comunidades familiares); propriedade da terra era coletiva; Pater familias dividia igualmente; Crescimento demográfico destruiu o geno e deu início à propriedade privada da terra e à escravidão; Eupátridas – “bem nascidos” passam a controlar a sociedade.
  8. 8. Para Eco há uma dicotomia entre a "beleza apolínea", fundada na harmonia e na serenidade, e a "beleza dionisíaca", que é desregrada, provocante e visceral. A história da beleza resultaria do embate entre esses ideais.
  9. 9. Situada na região da Lacônia, na Planície do Peloponeso; Fundada pelos dórios cerca do século IX a.C; Durante o período homérico viveram o sistema gentílico; depois da conquista da Planície da Messênia a propriedade coletiva desapareceu e deu lugar à escravidão e à propriedade estatal e privada;
  10. 10. Sem mobilidade social dividida em espartíatas, periecos (homens livres, mas sem direitos) e hilotas (escravos); Espartíatas Periecos Hilotas
  11. 11. Até o século VII a.C, Grande Retra (lei espartana atribuída ao lendário Licurgo): diarquia (dois reis), hereditário, que governavam junto com conselho (Gerúsia) e a assembleia (Ápela) Após a conquista da Messênia (séc. VII), a forma de governo se tornou a oligarquia. A Gerúsia monopolizava o poder. Contava com 28 gerontes, homens com mais de 60 anos e poder vitalício.
  12. 12. Poder Executivo – Éforos (5 com mandato de um ano, escolhidos pelos gerontes). A Ápela tornou-se apenas orgão formal de legitimação do poder, de caráter consultivo. Diarquia continuou a existir, mas os reis não tinham poderes políticos. Cuidavam das obrigações religiosas e militares. Esparta teve um caráter conservador, resultado da necessidade de manter a maioria hilota subordinada.
  13. 13. Você está lacônico hoje!! A professora de História é uma pessoa lacônica??
  14. 14. 1. Situava-se na península do Peloponeso, na região da Lacônia: a) Atenas b) Esparta c) Grécia d) Mesopotâmia e) Roma 2. Não é uma das divisões da sociedade espartana: a) Esparciatas b) Periecos c) Hilotas d) Genos e) Todos 3. Em relação ao poder político de Esparta podemos afirmar que era: a) Diarquia b) Oligarquia c) Perieco d) Anarquia e) Monarquia
  15. 15. 4. Não era um órgão da administração política de Esparta: a) Conselhos da monarquia b) Gerúsia c) Ápela d) Conselhos dos Éforos e) Todas as alternativas 5. Corresponde a assembleia composta dos mais importantes cidadãos espartanos maiores de 30 anos de idade: a) Ápela b) Gerúsia c) acrópole d) Arcontado e) Metecos
  16. 16. História Aula 2 - Atenas e o período clássico Prof.ª Me. Luciana Carvalho professora lu.historia@gmail.com
  17. 17. Situada na Ática, península pouco fértil, mas próxima ao Porto de Pirineu, o que ajudou a desenvolver a navegação e o comércio marítimo. Institucionalizou a escravidão como sistema de produção; A escravidão foi defendida pelo filósofo Aristóteles: … “o senhor é unicamente o senhor do escravo, e não lhe pertence, enquanto o escravo é não somente o escravo do senhor, mas lhe pertence inteiramente.” Um escravo é aquele que “pertence por natureza não a si mesmo, mas a outra
  18. 18. Sociedade sem mobilidade social dividida em eupátridas (proprietários das melhores terras), demiurgos (comerciantes e artesãos) e georgóis (pequenos proprietários rurais) e thetas (sem terra); Eupátridas Demiurgos Georgóis Thetas
  19. 19. Eupátridas Mercadores Demiurgos Georgóis Thetas
  20. 20. 1ª Diáspora, no período Homérico, Atenas tornou-se um grande centro comercial; As tensões sociais aumentaram muito e muitos pequenos proprietários acabaram perdendo suas terras e escravizados por dívidas; Originariamente, o poder político pertencia ao Basileus, que concentrava poderes políticos, militares e religiosos. Seu poder era limitado pelo Areópago (conselho de anciãos)
  21. 21. O poder acabou concentrado nas mãos de uma oligarquia, cujo poder era exercido pelo Arcontado e pelo Areópago; Reações populares violentas contra a opressão da oligarquia ateniense fez surgir as primeiras leis; Dracon (621 a.C) foi o primeiro legislador, mas suas leis eram extremamente severas e não transformaram as bases da propriedade privada da terra, causadora da maioria das tensões sociais.
  22. 22. Sólon (549 a.C) propôs leis que estimulavam o comércio, acabavam com a escravidão por dívidas, criou um sistema de participação política baseado na renda e não mais no nascimento. Essas medidas não beneficiaram a maioria da população gerando sucessivas crises que levaram Atenas à instituição da TIRANIA (quando o poder é tomado por meio de um golpe e mantido pela força)
  23. 23. Em 507 a.C, Clístenes – um aristocrata instituiu a DEMOCRACIA; POVO PODER
  24. 24. Homens; Maiores de 18 anos; Filhos de pai e mãe atenienses, de origem jônica; Dentre os 450 mil habitantes de Atenas, somente 35 mil eram detentores de cidadania.
  25. 25. DIRETA REPRESENTATIVA INDIRETA
  26. 26. Suspensão dos direitos políticos por 10 anos
  27. 27. Século de ouro
  28. 28. UNESP/ A palavra democracia originou-se na Grécia Antiga e ganhou conteúdo diferente a partir do século XIX. Ao contrário do seu significado contemporâneo, a democracia na pólis grega: A - funcionava num quadro de restrições específicas de direitos políticos, convivendo com a escravidão, excluindo do direito de participação os estrangeiros e as mulheres; B - abrangia o conjunto da população da cidade, reconhecendo o direito de participação de camponeses e artesãos em assembléias plebeias livremente eleitas; C - pregava a igualdade de todas as camadas sociais perante a lei, garantindo a todos o direito de tomar a palavra na Assembléia dos cidadãos reunida na praça da cidade; D - evitava a participação dos militares e guerreiros, considerando-os incapazes para o exército da livre discussão e para a tomada de decisões consensuais; E - era exercida pelos cidadãos de maneira indireta, considerando que estes escolhiam seus representantes políticos por intermédio de eleições periódicas e regulares.

×