SlideShare uma empresa Scribd logo
Atmosferas
Explosivas
Segurança
e confiabilidade
Atmosferas Explosivas2
Atmosferas Explosivas
Quando o assunto é área de risco o uso de produtos apropriados e a
manutenção adequada são exigências obrigatórias para atender normas e
padrões de mercado. Contudo, ao questionarmos qual a real importância
de um bom gerenciamento de áreas de risco, concluímos que se trata
da preservação do seu patrimônio e, sobretudo, da vida de pessoas que
contribuem e acreditam no seu negócio.
A WEG investe constantemente no desenvolvimento de produtos, novas
tecnologias, qualificação dos colaboradores e treinamento da rede de
Assistência Técnica Credenciada.
Temos como objetivo conscientizar a indústria a respeito das mudanças
que estão ocorrendo no mercado e ressaltar a importância do
gerenciamento de áreas de risco como forma de prevenir danos
irreversíveis para sua empresa.
Atmosferas Explosivas3
O Brasil, desde a década de 50, vem evoluindo em normas e
regulamentações para atmosferas explosivas de forma a tornar mais
seguro o gerenciamento de áreas de risco de explosão. Na década de 90,
tornou-se obrigatória a certificação de motores e a classificação de áreas
de risco.
Um marco neste processo evolutivo ocorreu em 2008 com a publicação
da Norma ABNT NBR IEC 60079-19 - Reparo, Revisão e Recuperação
de Equipamentos, que estabelece requisitos técnicos para realização de
serviços de reparo em equipamentos elétricos que operam em atmosferas
explosivas. Esta norma foi regulamentada pelo INMETRO através da
portaria nº 179 publicada em maio de 2010. A portaria determina que
os serviços de reparo de equipamentos Ex deverão obrigatoriamente ser
prestados por empresas que estejam em conformidade com essa norma,
a partir de maio de 2013.
Fique atento! A empresa prestadora de serviços em motores
aplicados em atmosferas explosivas deve estar em conformidade
com a norma para garantir a segurança da sua empresa!
Normas
Atmosferas Explosivas 5
Os motores elétricos podem constituir-se em fontes de ignição quando
operando em uma área classificada. Para evitar este risco, devem ser
projetados com algumas características particulares que os tornem
capazes de operar, de forma segura, em atmosferas potencialmente
explosivas.
Desta forma tornou-se necessário o desenvolvimento de técnicas de
proteção para que medidas construtivas sejam projetadas e aplicadas nos
motores visando torná-los aptos a operar em áreas de risco.
Sistema de retenção de chamas,
aplicado em motores à prova de
explosão, composto por interstícios
entre peças cuidadosamente
projetadas.
Atmosferas Explosivas6
Os equipamentos elétricos a serem instalados nestes locais
devem eliminar ou isolar a fonte de ignição, evitando a ocorrência
simultânea dos três componentes que formam o triângulo do fogo:
combustível, oxigênio e fonte de ignição.
Afinal, o que é uma
Atmosfera Explosiva??
?
Uma atmosfera explosiva é quando existe em contato com o oxigênio uma
proporção tal de gás, vapor, poeira ou fibras, onde uma faísca proveniente
de um circuito elétrico ou o aquecimento de um equipamento pode ser fonte
de ignição e provocar uma explosão.
Combustível
Gases, vapores,
poeiras ou fibras
Fonte de Ignição
Aparelhos/instalações
elétricas ou fontes de calor
Comburente
O2
Explosão
Atmosferas Explosivas 7
Atmosferas propícias a uma explosão podem ser encontradas
nos mais diversos segmentos da Indústria como o Petroquímico,
Alimentício, Usinas de Açúcar e Etanol, Farmacêutico, Têxtil, Papel
e Celulose entre tantos outros.
?
Atmosferas Explosivas8
Como Identificar uma
Atmosfera Explosiva
Saiba quais são os grupos de gases, vapores inflamáveis,
poeiras e fibras combustíveis que podem estar presentes em
sua planta industrial.
Características dos Gases, Vapores Inflamáveis,
Poeiras e Fibras Combustíveis
Para classificar uma planta industrial, é necessário determinar o tipo de
substância inflamável presente no ambiente, as suas características,
a probabilidade com que essa substância será liberada para o meio
externo e as condições ambientais.
Designação ABNT NBR IEC para Gases
e Vapores Inflamáveis
Designação ABNT NBR IEC para Poeiras
e Fibras Combustíveis
Grupo II A - Propano Grupo III A - Fibras combustíveis
Grupo II B - Etileno Grupo III B - Poeiras não condutivas
Grupo II C - Acetileno/Hidrogênio Grupo III C - Poeiras condutivas
Atmosferas Explosivas 9
Para evitar qualquer risco de explosão, as temperaturas de
superfície do motor devem ficar sempre abaixo da temperatura
de ignição* da mistura explosiva.
Classes de temperatura (ºC)
IEC/ABNT Temperatura máxima de superfície
T1 450 ºC
T2 300 ºC
T3 200 ºC
T4 135 ºC
T5 100 ºC
T6 85 ºC
*Temperatura de ignição: é a menor temperatura em que uma mistura de substância inflamável, na forma de gás,
vapor ou poeira com o ar, ou ainda, determinada espessura de camada de poeira, entra em combustão sem
contato com a chama.
Atmosferas Explosivas10
Classificação das
Áreas de Risco
Zona 2
Zona 2
Zona 1
Zona 0
Classificação das Zonas para Atmosferas Explosivas de acordo
com as normas IEC/CENELEC/ABNT
Gases e Vapores Inflamáveis
Zona 0: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva é
frequentemente presente. Utilizar equipamentos com nível de proteção
(EPL) Ga.
Zona 1: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva pode
ocorrer ocasionalmente em condições normais de operação. Utilizar
equipamentos com nível de proteção (EPL) Gb.
Zona 2: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva não
é provável de ocorrer em condições normais de operação mas, se
ocorrer, irá persistir somente por um curto período. Utilizar equipamentos
com nível de proteção (EPL) Gc.
Poeiras e Fibras Combustíveis
Resumo
Zona 20: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva é
frequentemente presente. Utilizar equipamentos com nível de proteção
(EPL) Da.
Zona 21: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva pode
ocorrer ocasionalmente em condições normais de operação. Utilizar
equipamentos com nível de proteção (EPL) Db.
Zona 22: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva não
é provável de ocorrer em condições normais de operação, mas se
ocorrer, irá persistir somente por um curto período. Utilizar equipamentos
com nível de proteção (EPL) Dc.
Zona 2 e 22 - área onde não é provável, em condições normais de
funcionamento, a formação de uma atmosfera explosiva constituída por
uma mistura com o ar, de substâncias inflamáveis sob a forma de gás,
vapor, névoa ou poeira ou onde, caso se verifique, essa formação seja
de curta duração. Utilizar equipamentos com EPL Gc ou Dc.
Zona 1 e 21 - área onde é provável, em condições normais de
funcionamento, a formação ocasional de uma atmosfera explosiva
constituída por uma mistura com o ar, de substâncias inflamáveis
sob a forma de gás, vapor, névoa ou poeira. Utilizar equipamentos
com EPL Gb ou Db.
Zona 0 e 20 - área onde existe permanentemente, durante longos
períodos de tempo, ou frequentemente, uma atmosfera explosiva
constituída por uma mistura com o ar de substâncias inflamáveis
sob a forma de gás, vapor, névoa ou poeira. Utilizar equipamentos
com EPL Ga ou Da.
Atmosferas Explosivas 11
Consulte uma empresa
especializada em classificação de áreas!
Atmosferas Explosivas12
Como Prevenir uma
Explosão ???Para prevenir uma explosão e evitar danos irreversíveis à sua
empresa, algumas medidas devem ser tomadas. É essencial uma
gestão de áreas de risco que inclua o uso de equipamentos com
a proteção apropriada para o seu ambiente e uma manutenção
adequada.
Gases e Vapores Inflamáveis
À prova de explosão - Ex d / *Ex de (EPL Gb):
tipo de proteção na qual as partes que podem
causar a ignição de uma atmosfera explosiva são
confinadas em um invólucro capaz de suportar uma
explosão interna sem permitir que se propague para
o meio externo.
Norma: ABNT NBR IEC 60079-1 - Atmosferas
Explosivas - Parte 1: Proteção de Equipamentos
por Invólucros à Prova de Explosão “d”.
* Motores Ex d com caixa de ligação e bornes/
terminais do tipo Ex e.
Não acendível - Ex n (EPL Gc): tipo de proteção
aplicada a equipamento elétrico de modo que,
em funcionamento normal e em certas condições
anormais específicas, não possa inflamar o
ambiente explosivo.
Norma: ABNT NBR IEC 60079-15 - Equipamento
Elétricos para Atmosferas Explosivas - Parte 15:
Construção, Ensaio e Marcação de Equipamentos
Elétricos com Tipo de Proteção “n”.
Segurança Aumentada - Ex e (EPL Gb): tipo
de proteção na qual o equipamento elétrico, em
condições normais de operação, não produzirá
arcos, faíscas ou aquecimento suficiente para
causar a ignição da atmosfera explosiva.
Norma: ABNT NBR IEC 60079-7 - Atmosferas
Explosivas - Parte 7: Proteção de Equipamentos por
Segurança Aumentada “e”.
Atmosferas Explosivas 13
Conheça os tipos de proteção para
motores que operam em áreas classificadas.
Poeiras e Fibras Combustíveis
Proteção por invólucro - Ex t (EPL Db ou Dc):
tipo de proteção em que as partes que podem
causar a ignição de uma atmosfera explosiva são
confinadas em um invólucro total ou parcialmente
protegido contra a entrada de poeiras.
Norma: ABNT NBR IEC 60079-31 - Atmosferas
Explosivas - Parte 31: Proteção de Equipamento
Contra Ignição de Poeira por Invólucros “t”.
Pressurizado - Ex p (EPL Gb ou Gc): tipo de
proteção na qual o equipamento é fabricado para
operar com pressão positiva interna de forma a
evitar a entrada de gases e vapores inflamáveis para
o interior do invólucro, onde existem partes que
podem causar a ignição da atmosfera explosiva.
Norma: ABNT NBR IEC 60079-2 - Atmosferas
Explosivas - Parte 2: Proteção de Equipamento por
Involucro Pressurizado “p”.
Para todos os tipos de proteção, deve-se respeitar a
temperatura máxima de superfície indicada no motor de acordo
com a área na qual ele irá operar.
Atmosferas Explosivas14
Gerenciamento de
Áreas de Risco
Já sabemos que para garantir a segurança de sua planta industrial
é de extrema importância classificar as áreas de risco e adquirir os
equipamentos adequados. Mas, isso não é suficiente. Para manter a
sua planta sempre segura é necessário realizar serviços de reparo,
revisão e recuperação no seu motor, em oficinas que atendam à norma
ABNT NBR IEC 60079-19.
O uso de equipamentos reparados em uma oficina que não
atenda os requisitos exigidos pela legislação, deixará o
usuário e a oficina sujeitos às penalidades legais. Além da
possibilidade do não pagamento de sinistro pela seguradora.
Lembre-se sempre de levar o seu motor a um Assistente
Técnico Credenciado WEG Atmosferas Explosivas.
Atmosferas Explosivas 15
Atmosferas Explosivas16
Diferenciais dos nossos Assistentes Técnicos Credenciados
Atmosferas Explosivas
De acordo com a norma ABNT NBR IEC 60079-19 um
Assistente Técnico Credenciado WEG Atmosferas Explosivas
possui:
g
Um sistema de gestão da qualidade
g
Profissionais qualificados para reparo de motores Ex
g
Equipamentos e processos de reparo adequados
g
Uso de peças originais do fabricante
Após o reparo, o motor elétrico obrigatoriamente deverá receber uma
marcação indicando que foi reparado. Existem dois tipos de marcações
indicadas na norma ABNT NBR IEC 60079-19:
g
R dentro do quadrado: indica que o motor está em conformidade com
	 os documentos de certificação.
g
R dentro do triângulo invertido: indica que o motor está em conformidade 		
	 com a norma de reparo e as normas dos tipos de proteção, porém 		
	 não atende mais aos documentos de certificação.
R
R
Atmosferas Explosivas 17
Todos esses diferenciais são essenciais para que o motor, após
o reparo, esteja apto novamente a operar de forma segura em
uma área classificada.
Caso o motor reparado não mais atenda aos requisitos da norma
ABNT NBR IEC 60079-19 e as normas dos tipos de proteção, ele não mais
estará apto a operar em uma área de risco de explosão e, neste caso, o
motor não receberá a devida marcação de reparo. Cabe ao usuário manter
arquivados todos os documentos referente ao motor tais como, cópia do
certificado, desenhos e histórico dos relatórios de reparos anteriores.
Atmosferas Explosivas18
A WEG possui a maior e mais qualificada rede de Assistentes
Técnicos Credenciados Atmosferas Explosivas para manter a
originalidade e alta tecnologia de nossos produtos.
Não espere por danos irreversíveis se você pode evitá-los.
Garanta a segurança de sua planta industrial!
Estamos prontos para atendê-lo!
Acesse:
www.weg.net
Segurança e Confiabilidade
Atmosferas Explosivas 19
Conte com a WEG
Grupo WEG - Unidade Motores
Jaraguá do Sul - SC - Brasil
Telefone:	(47) 3276-4000
motores@weg.net
www.weg.net
www.youtube.com/wegvideos
@weg_wr
Cód:50039055|Rev:02|Data(m/a):04/2014
Sujeitoaalteraçõessemavisoprévio.Asinformaçõescontidassãovaloresdereferência.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.pptNR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
SESMTVermontMinerao
 
Proteção combate incendio
Proteção combate incendioProteção combate incendio
Proteção combate incendio
Mauricio Cesar Soares
 
Avaliação nr33
Avaliação nr33Avaliação nr33
Avaliação nr33
Brasilio da Silva
 
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADOApresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
Robson Peixoto
 
Sinalização de Segurança act
Sinalização de Segurança actSinalização de Segurança act
Sinalização de Segurança act
APF Ngangu
 
Treinamento de Brigada de Incêndio
Treinamento de Brigada de IncêndioTreinamento de Brigada de Incêndio
Treinamento de Brigada de Incêndio
conbetcursos
 
teoria do fogo
teoria do fogoteoria do fogo
teoria do fogo
Ricardocicera
 
3 teoria do fogo
3 teoria do fogo3 teoria do fogo
3 teoria do fogo
Jose Wilton Sousa Nunes
 
Segurança na Industria
Segurança na IndustriaSegurança na Industria
Segurança na Industria
Iago Caldas
 
Espaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurançaEspaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurança
Cleber Adriano da Silva
 
Princípios do FOGO
Princípios do FOGOPrincípios do FOGO
Princípios do FOGO
Jorge Alex Rodrigues
 
NR 20 - NOVO.pptx
NR 20 - NOVO.pptxNR 20 - NOVO.pptx
NR 20 - NOVO.pptx
Anderson Fernandes Gomes
 
NR-33 espaço confinado (2017/2018)
NR-33 espaço confinado (2017/2018)NR-33 espaço confinado (2017/2018)
NR-33 espaço confinado (2017/2018)
Claudio Cesar Pontes ن
 
Treinamento de Brigada de Emergência 2011
Treinamento de Brigada de Emergência 2011Treinamento de Brigada de Emergência 2011
Treinamento de Brigada de Emergência 2011
Sergio Silva
 
Ltcat
LtcatLtcat
PT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo ModeloPT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo Modelo
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
NR 34 SOLDA
NR 34 SOLDANR 34 SOLDA
NR 34 SOLDA
Pilar345603
 
HAZOP
HAZOPHAZOP
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.pptTREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
PauloDeSousa22
 
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Erick Luiz Coutinho dos Santos
 

Mais procurados (20)

NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.pptNR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
NR 20 INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS - Slides.ppt
 
Proteção combate incendio
Proteção combate incendioProteção combate incendio
Proteção combate incendio
 
Avaliação nr33
Avaliação nr33Avaliação nr33
Avaliação nr33
 
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADOApresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
Apresentação NR33 ESPAÇO CONFINADO
 
Sinalização de Segurança act
Sinalização de Segurança actSinalização de Segurança act
Sinalização de Segurança act
 
Treinamento de Brigada de Incêndio
Treinamento de Brigada de IncêndioTreinamento de Brigada de Incêndio
Treinamento de Brigada de Incêndio
 
teoria do fogo
teoria do fogoteoria do fogo
teoria do fogo
 
3 teoria do fogo
3 teoria do fogo3 teoria do fogo
3 teoria do fogo
 
Segurança na Industria
Segurança na IndustriaSegurança na Industria
Segurança na Industria
 
Espaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurançaEspaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurança
 
Princípios do FOGO
Princípios do FOGOPrincípios do FOGO
Princípios do FOGO
 
NR 20 - NOVO.pptx
NR 20 - NOVO.pptxNR 20 - NOVO.pptx
NR 20 - NOVO.pptx
 
NR-33 espaço confinado (2017/2018)
NR-33 espaço confinado (2017/2018)NR-33 espaço confinado (2017/2018)
NR-33 espaço confinado (2017/2018)
 
Treinamento de Brigada de Emergência 2011
Treinamento de Brigada de Emergência 2011Treinamento de Brigada de Emergência 2011
Treinamento de Brigada de Emergência 2011
 
Ltcat
LtcatLtcat
Ltcat
 
PT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo ModeloPT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo Modelo
 
NR 34 SOLDA
NR 34 SOLDANR 34 SOLDA
NR 34 SOLDA
 
HAZOP
HAZOPHAZOP
HAZOP
 
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.pptTREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
TREINAMENTO MANUSEIO de Químicos.ppt
 
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
Procedimento operacional manutenção mecânica_rev.00
 

Destaque

Isto é weg
Isto é wegIsto é weg
Isto é weg
Hermes Martins
 
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
WEG
 
Drupal - WEG
Drupal - WEGDrupal - WEG
Drupal - WEG
Helal Cabral
 
Caso weg 28.03.13
Caso weg 28.03.13Caso weg 28.03.13
Caso weg 28.03.13
Prof. Randes Enes, M.Sc.
 
WEG 3T12 Apresentação de Resultados
WEG 3T12 Apresentação de ResultadosWEG 3T12 Apresentação de Resultados
WEG 3T12 Apresentação de Resultados
WEG
 
WEG 4T12 Apresentação de Resultados
WEG 4T12 Apresentação de ResultadosWEG 4T12 Apresentação de Resultados
WEG 4T12 Apresentação de Resultados
WEG
 
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos ResultadosEmpreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Fabio Zoppi Barrionuevo, MBA
 
TCC Gestão Empresas WEG Eduardo Luis Olinger
TCC Gestão Empresas WEG  Eduardo Luis OlingerTCC Gestão Empresas WEG  Eduardo Luis Olinger
TCC Gestão Empresas WEG Eduardo Luis Olinger
Eduardo Luis Olinger
 
WEG Transformadores.
WEG Transformadores.WEG Transformadores.
WEG Transformadores.
Mércia Regina da Silva
 

Destaque (9)

Isto é weg
Isto é wegIsto é weg
Isto é weg
 
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
WEG Apresentação APIMEC SP Agosto 2009
 
Drupal - WEG
Drupal - WEGDrupal - WEG
Drupal - WEG
 
Caso weg 28.03.13
Caso weg 28.03.13Caso weg 28.03.13
Caso weg 28.03.13
 
WEG 3T12 Apresentação de Resultados
WEG 3T12 Apresentação de ResultadosWEG 3T12 Apresentação de Resultados
WEG 3T12 Apresentação de Resultados
 
WEG 4T12 Apresentação de Resultados
WEG 4T12 Apresentação de ResultadosWEG 4T12 Apresentação de Resultados
WEG 4T12 Apresentação de Resultados
 
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos ResultadosEmpreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
Empreendedorismo: Da Liderança Transformadora aos Resultados
 
TCC Gestão Empresas WEG Eduardo Luis Olinger
TCC Gestão Empresas WEG  Eduardo Luis OlingerTCC Gestão Empresas WEG  Eduardo Luis Olinger
TCC Gestão Empresas WEG Eduardo Luis Olinger
 
WEG Transformadores.
WEG Transformadores.WEG Transformadores.
WEG Transformadores.
 

Semelhante a Weg cartilha atmosfera explosiva

Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
Evandro Esteves
 
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptxnr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
victortanny1
 
492 inst explosiva
492 inst explosiva492 inst explosiva
492 inst explosiva
André Vinícius
 
Areas classificadas
Areas classificadasAreas classificadas
Areas classificadas
Dirceu Rodrigues
 
Área classificada.pptx
Área classificada.pptxÁrea classificada.pptx
Área classificada.pptx
juamis morais
 
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdfmanual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
RafaelRocha436870
 
1. Directivas ATEX.pdf
1. Directivas ATEX.pdf1. Directivas ATEX.pdf
1. Directivas ATEX.pdf
DavidIncio8
 
Informativotecnico
InformativotecnicoInformativotecnico
Informativotecnico
Celso Brasil
 
Informativo atmosfera explosiva
Informativo atmosfera explosivaInformativo atmosfera explosiva
Informativo atmosfera explosiva
Cesar Silva Campelo
 
Informativotecnico
InformativotecnicoInformativotecnico
Informativotecnico
TIAGO FIGUEIREDO
 
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivas
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivasTrabalhar em segurança em atmosfera explosivas
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivas
Adony Amorim
 
Nutsteel guia ex
Nutsteel guia exNutsteel guia ex
Nutsteel guia ex
Vladímer Tomarevski
 
áRea classificada
áRea classificadaáRea classificada
áRea classificada
Nelson Dias
 
áReas classificadas conceitos
áReas classificadas conceitosáReas classificadas conceitos
áReas classificadas conceitos
zetec10
 
Extintor co2
Extintor co2Extintor co2
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
Shirlene Maciel Rafino
 
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptxResumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
Gabrieltubergames
 
TREINAMENTO DE NR 20 - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
TREINAMENTO DE NR 20  - OFICIAL - Rev.02.2019.pptTREINAMENTO DE NR 20  - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
TREINAMENTO DE NR 20 - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
FabioSouza270
 
Atmosfera explosiva
Atmosfera explosivaAtmosfera explosiva
Atmosfera explosiva
TSE Energia e Automação
 
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdfAs_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
Rosinaldo Monteiro de Vasconcelos
 

Semelhante a Weg cartilha atmosfera explosiva (20)

Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
Catálogo Geral Técnico Polar Componentes e Sistemas CG17-02
 
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptxnr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
nr20_trein_areas-classificadas_2_2022.pptx
 
492 inst explosiva
492 inst explosiva492 inst explosiva
492 inst explosiva
 
Areas classificadas
Areas classificadasAreas classificadas
Areas classificadas
 
Área classificada.pptx
Área classificada.pptxÁrea classificada.pptx
Área classificada.pptx
 
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdfmanual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
manual_ex_atualizado_melfex - atimosfera explosiva.pdf
 
1. Directivas ATEX.pdf
1. Directivas ATEX.pdf1. Directivas ATEX.pdf
1. Directivas ATEX.pdf
 
Informativotecnico
InformativotecnicoInformativotecnico
Informativotecnico
 
Informativo atmosfera explosiva
Informativo atmosfera explosivaInformativo atmosfera explosiva
Informativo atmosfera explosiva
 
Informativotecnico
InformativotecnicoInformativotecnico
Informativotecnico
 
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivas
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivasTrabalhar em segurança em atmosfera explosivas
Trabalhar em segurança em atmosfera explosivas
 
Nutsteel guia ex
Nutsteel guia exNutsteel guia ex
Nutsteel guia ex
 
áRea classificada
áRea classificadaáRea classificada
áRea classificada
 
áReas classificadas conceitos
áReas classificadas conceitosáReas classificadas conceitos
áReas classificadas conceitos
 
Extintor co2
Extintor co2Extintor co2
Extintor co2
 
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
Mod 10 combate a incêndios reciclagem nr10
 
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptxResumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
Resumo Programa Elétrica e Instrumentação-16 h.pptx
 
TREINAMENTO DE NR 20 - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
TREINAMENTO DE NR 20  - OFICIAL - Rev.02.2019.pptTREINAMENTO DE NR 20  - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
TREINAMENTO DE NR 20 - OFICIAL - Rev.02.2019.ppt
 
Atmosfera explosiva
Atmosfera explosivaAtmosfera explosiva
Atmosfera explosiva
 
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdfAs_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
As_Instalacoes_eletricas_na_pratica_e_a_NR-10_dez18[84944].pdf
 

Último

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 

Weg cartilha atmosfera explosiva

  • 2. Atmosferas Explosivas2 Atmosferas Explosivas Quando o assunto é área de risco o uso de produtos apropriados e a manutenção adequada são exigências obrigatórias para atender normas e padrões de mercado. Contudo, ao questionarmos qual a real importância de um bom gerenciamento de áreas de risco, concluímos que se trata da preservação do seu patrimônio e, sobretudo, da vida de pessoas que contribuem e acreditam no seu negócio. A WEG investe constantemente no desenvolvimento de produtos, novas tecnologias, qualificação dos colaboradores e treinamento da rede de Assistência Técnica Credenciada. Temos como objetivo conscientizar a indústria a respeito das mudanças que estão ocorrendo no mercado e ressaltar a importância do gerenciamento de áreas de risco como forma de prevenir danos irreversíveis para sua empresa.
  • 4. O Brasil, desde a década de 50, vem evoluindo em normas e regulamentações para atmosferas explosivas de forma a tornar mais seguro o gerenciamento de áreas de risco de explosão. Na década de 90, tornou-se obrigatória a certificação de motores e a classificação de áreas de risco. Um marco neste processo evolutivo ocorreu em 2008 com a publicação da Norma ABNT NBR IEC 60079-19 - Reparo, Revisão e Recuperação de Equipamentos, que estabelece requisitos técnicos para realização de serviços de reparo em equipamentos elétricos que operam em atmosferas explosivas. Esta norma foi regulamentada pelo INMETRO através da portaria nº 179 publicada em maio de 2010. A portaria determina que os serviços de reparo de equipamentos Ex deverão obrigatoriamente ser prestados por empresas que estejam em conformidade com essa norma, a partir de maio de 2013. Fique atento! A empresa prestadora de serviços em motores aplicados em atmosferas explosivas deve estar em conformidade com a norma para garantir a segurança da sua empresa! Normas
  • 5. Atmosferas Explosivas 5 Os motores elétricos podem constituir-se em fontes de ignição quando operando em uma área classificada. Para evitar este risco, devem ser projetados com algumas características particulares que os tornem capazes de operar, de forma segura, em atmosferas potencialmente explosivas. Desta forma tornou-se necessário o desenvolvimento de técnicas de proteção para que medidas construtivas sejam projetadas e aplicadas nos motores visando torná-los aptos a operar em áreas de risco. Sistema de retenção de chamas, aplicado em motores à prova de explosão, composto por interstícios entre peças cuidadosamente projetadas.
  • 6. Atmosferas Explosivas6 Os equipamentos elétricos a serem instalados nestes locais devem eliminar ou isolar a fonte de ignição, evitando a ocorrência simultânea dos três componentes que formam o triângulo do fogo: combustível, oxigênio e fonte de ignição. Afinal, o que é uma Atmosfera Explosiva?? ? Uma atmosfera explosiva é quando existe em contato com o oxigênio uma proporção tal de gás, vapor, poeira ou fibras, onde uma faísca proveniente de um circuito elétrico ou o aquecimento de um equipamento pode ser fonte de ignição e provocar uma explosão. Combustível Gases, vapores, poeiras ou fibras Fonte de Ignição Aparelhos/instalações elétricas ou fontes de calor Comburente O2 Explosão
  • 7. Atmosferas Explosivas 7 Atmosferas propícias a uma explosão podem ser encontradas nos mais diversos segmentos da Indústria como o Petroquímico, Alimentício, Usinas de Açúcar e Etanol, Farmacêutico, Têxtil, Papel e Celulose entre tantos outros. ?
  • 8. Atmosferas Explosivas8 Como Identificar uma Atmosfera Explosiva Saiba quais são os grupos de gases, vapores inflamáveis, poeiras e fibras combustíveis que podem estar presentes em sua planta industrial. Características dos Gases, Vapores Inflamáveis, Poeiras e Fibras Combustíveis Para classificar uma planta industrial, é necessário determinar o tipo de substância inflamável presente no ambiente, as suas características, a probabilidade com que essa substância será liberada para o meio externo e as condições ambientais. Designação ABNT NBR IEC para Gases e Vapores Inflamáveis Designação ABNT NBR IEC para Poeiras e Fibras Combustíveis Grupo II A - Propano Grupo III A - Fibras combustíveis Grupo II B - Etileno Grupo III B - Poeiras não condutivas Grupo II C - Acetileno/Hidrogênio Grupo III C - Poeiras condutivas
  • 9. Atmosferas Explosivas 9 Para evitar qualquer risco de explosão, as temperaturas de superfície do motor devem ficar sempre abaixo da temperatura de ignição* da mistura explosiva. Classes de temperatura (ºC) IEC/ABNT Temperatura máxima de superfície T1 450 ºC T2 300 ºC T3 200 ºC T4 135 ºC T5 100 ºC T6 85 ºC *Temperatura de ignição: é a menor temperatura em que uma mistura de substância inflamável, na forma de gás, vapor ou poeira com o ar, ou ainda, determinada espessura de camada de poeira, entra em combustão sem contato com a chama.
  • 10. Atmosferas Explosivas10 Classificação das Áreas de Risco Zona 2 Zona 2 Zona 1 Zona 0 Classificação das Zonas para Atmosferas Explosivas de acordo com as normas IEC/CENELEC/ABNT Gases e Vapores Inflamáveis Zona 0: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva é frequentemente presente. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Ga. Zona 1: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva pode ocorrer ocasionalmente em condições normais de operação. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Gb. Zona 2: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva não é provável de ocorrer em condições normais de operação mas, se ocorrer, irá persistir somente por um curto período. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Gc.
  • 11. Poeiras e Fibras Combustíveis Resumo Zona 20: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva é frequentemente presente. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Da. Zona 21: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva pode ocorrer ocasionalmente em condições normais de operação. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Db. Zona 22: local onde a ocorrência de uma atmosfera explosiva não é provável de ocorrer em condições normais de operação, mas se ocorrer, irá persistir somente por um curto período. Utilizar equipamentos com nível de proteção (EPL) Dc. Zona 2 e 22 - área onde não é provável, em condições normais de funcionamento, a formação de uma atmosfera explosiva constituída por uma mistura com o ar, de substâncias inflamáveis sob a forma de gás, vapor, névoa ou poeira ou onde, caso se verifique, essa formação seja de curta duração. Utilizar equipamentos com EPL Gc ou Dc. Zona 1 e 21 - área onde é provável, em condições normais de funcionamento, a formação ocasional de uma atmosfera explosiva constituída por uma mistura com o ar, de substâncias inflamáveis sob a forma de gás, vapor, névoa ou poeira. Utilizar equipamentos com EPL Gb ou Db. Zona 0 e 20 - área onde existe permanentemente, durante longos períodos de tempo, ou frequentemente, uma atmosfera explosiva constituída por uma mistura com o ar de substâncias inflamáveis sob a forma de gás, vapor, névoa ou poeira. Utilizar equipamentos com EPL Ga ou Da. Atmosferas Explosivas 11 Consulte uma empresa especializada em classificação de áreas!
  • 12. Atmosferas Explosivas12 Como Prevenir uma Explosão ???Para prevenir uma explosão e evitar danos irreversíveis à sua empresa, algumas medidas devem ser tomadas. É essencial uma gestão de áreas de risco que inclua o uso de equipamentos com a proteção apropriada para o seu ambiente e uma manutenção adequada. Gases e Vapores Inflamáveis À prova de explosão - Ex d / *Ex de (EPL Gb): tipo de proteção na qual as partes que podem causar a ignição de uma atmosfera explosiva são confinadas em um invólucro capaz de suportar uma explosão interna sem permitir que se propague para o meio externo. Norma: ABNT NBR IEC 60079-1 - Atmosferas Explosivas - Parte 1: Proteção de Equipamentos por Invólucros à Prova de Explosão “d”. * Motores Ex d com caixa de ligação e bornes/ terminais do tipo Ex e. Não acendível - Ex n (EPL Gc): tipo de proteção aplicada a equipamento elétrico de modo que, em funcionamento normal e em certas condições anormais específicas, não possa inflamar o ambiente explosivo. Norma: ABNT NBR IEC 60079-15 - Equipamento Elétricos para Atmosferas Explosivas - Parte 15: Construção, Ensaio e Marcação de Equipamentos Elétricos com Tipo de Proteção “n”. Segurança Aumentada - Ex e (EPL Gb): tipo de proteção na qual o equipamento elétrico, em condições normais de operação, não produzirá arcos, faíscas ou aquecimento suficiente para causar a ignição da atmosfera explosiva. Norma: ABNT NBR IEC 60079-7 - Atmosferas Explosivas - Parte 7: Proteção de Equipamentos por Segurança Aumentada “e”.
  • 13. Atmosferas Explosivas 13 Conheça os tipos de proteção para motores que operam em áreas classificadas. Poeiras e Fibras Combustíveis Proteção por invólucro - Ex t (EPL Db ou Dc): tipo de proteção em que as partes que podem causar a ignição de uma atmosfera explosiva são confinadas em um invólucro total ou parcialmente protegido contra a entrada de poeiras. Norma: ABNT NBR IEC 60079-31 - Atmosferas Explosivas - Parte 31: Proteção de Equipamento Contra Ignição de Poeira por Invólucros “t”. Pressurizado - Ex p (EPL Gb ou Gc): tipo de proteção na qual o equipamento é fabricado para operar com pressão positiva interna de forma a evitar a entrada de gases e vapores inflamáveis para o interior do invólucro, onde existem partes que podem causar a ignição da atmosfera explosiva. Norma: ABNT NBR IEC 60079-2 - Atmosferas Explosivas - Parte 2: Proteção de Equipamento por Involucro Pressurizado “p”. Para todos os tipos de proteção, deve-se respeitar a temperatura máxima de superfície indicada no motor de acordo com a área na qual ele irá operar.
  • 14. Atmosferas Explosivas14 Gerenciamento de Áreas de Risco Já sabemos que para garantir a segurança de sua planta industrial é de extrema importância classificar as áreas de risco e adquirir os equipamentos adequados. Mas, isso não é suficiente. Para manter a sua planta sempre segura é necessário realizar serviços de reparo, revisão e recuperação no seu motor, em oficinas que atendam à norma ABNT NBR IEC 60079-19. O uso de equipamentos reparados em uma oficina que não atenda os requisitos exigidos pela legislação, deixará o usuário e a oficina sujeitos às penalidades legais. Além da possibilidade do não pagamento de sinistro pela seguradora. Lembre-se sempre de levar o seu motor a um Assistente Técnico Credenciado WEG Atmosferas Explosivas.
  • 16. Atmosferas Explosivas16 Diferenciais dos nossos Assistentes Técnicos Credenciados Atmosferas Explosivas De acordo com a norma ABNT NBR IEC 60079-19 um Assistente Técnico Credenciado WEG Atmosferas Explosivas possui: g Um sistema de gestão da qualidade g Profissionais qualificados para reparo de motores Ex g Equipamentos e processos de reparo adequados g Uso de peças originais do fabricante Após o reparo, o motor elétrico obrigatoriamente deverá receber uma marcação indicando que foi reparado. Existem dois tipos de marcações indicadas na norma ABNT NBR IEC 60079-19: g R dentro do quadrado: indica que o motor está em conformidade com os documentos de certificação. g R dentro do triângulo invertido: indica que o motor está em conformidade com a norma de reparo e as normas dos tipos de proteção, porém não atende mais aos documentos de certificação. R R
  • 17. Atmosferas Explosivas 17 Todos esses diferenciais são essenciais para que o motor, após o reparo, esteja apto novamente a operar de forma segura em uma área classificada. Caso o motor reparado não mais atenda aos requisitos da norma ABNT NBR IEC 60079-19 e as normas dos tipos de proteção, ele não mais estará apto a operar em uma área de risco de explosão e, neste caso, o motor não receberá a devida marcação de reparo. Cabe ao usuário manter arquivados todos os documentos referente ao motor tais como, cópia do certificado, desenhos e histórico dos relatórios de reparos anteriores.
  • 18. Atmosferas Explosivas18 A WEG possui a maior e mais qualificada rede de Assistentes Técnicos Credenciados Atmosferas Explosivas para manter a originalidade e alta tecnologia de nossos produtos. Não espere por danos irreversíveis se você pode evitá-los. Garanta a segurança de sua planta industrial! Estamos prontos para atendê-lo! Acesse: www.weg.net Segurança e Confiabilidade
  • 20. Grupo WEG - Unidade Motores Jaraguá do Sul - SC - Brasil Telefone: (47) 3276-4000 motores@weg.net www.weg.net www.youtube.com/wegvideos @weg_wr Cód:50039055|Rev:02|Data(m/a):04/2014 Sujeitoaalteraçõessemavisoprévio.Asinformaçõescontidassãovaloresdereferência.