SlideShare uma empresa Scribd logo
OPERADORES DE PLATAFORMAS DE
     TRABALHO EM ALTURA
Principais tipos de
                  plataformas aéreas




Mastro   Telescópica   Tesoura   Unipessoal   Articulada
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA

ESTATÍSTICAS:




      Dados da IGT - Inspeção Geral do Trabalho.
TRABALHO EM ALTURA

DEFINIÇÃO:

   Trabalhos realizados em
    locais elevados, que
    apresentam diferença
    de nível e risco de
    queda aos
    trabalhadores.
SETRAB – Assessoria em Segurança e Medicina do Trabalho Ltda. Rua dos Vianas, 1.580 – Baeta Neves – SBC – SP CEP: 09760-510.
                   Tel./Fax: 4121-5979 – 4124-6543 – Site: www.setrab.com.br - e-mail: setrab@setrab.com.br
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA
TRABALHO EM ALTURA

         RAZÕES TÍPICAS PARA TRABALHAR
                   EM ALTURA:

   Serviços de Montagem;
   Realização de Inspeções;
   Manutenção;
   Resgates.
TRABALHO EM ALTURA

          Principais áreas com grande risco de quedas:


- coberturas - rampas   – silos / reservatórios   - plataformas móveis   - coletivo / individual
TRABALHO EM ALTURA



- torres / chaminés   - galerias / tanques   - pontes-rolantes / sacadas
TRABALHO EM ALTURA



– horizontal + vertical   – caminhões / vagões   - indústria petroquímica
TRABALHO EM ALTURA

IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS:

   Uso de escadas;
   Andaimes;
   Espaços confinados;
   Plataformas Elevatórias;
   Diferenças de nível;
   Acidentes pessoal / Quedas.
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA
RISCOS DE
ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




       RISCOS DE
       ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA
RISCOS DE
ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




       RISCOS DE
       ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




         RISCOS DE
         ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




 RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




RISCOS DE ACIDENTES
TRABALHO EM ALTURA




EVITAR ACIDENTES NA ELEVAÇÃO COM EMPILHADEIRAS
TRABALHO EM ALTURA

MEDIDAS DE CONTROLE:

   Reconhecimento dos riscos;
   Planejamento (APR);
   Procedimentos Necessários
    * Controle Médico;
    * Registros.
   EPI’s obrigatórios;
   Treinamento.
TRABALHO EM ALTURA
             PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS


    As plataformas elevatórias
     podem ser divididas em:

   a) Plataforma Aérea Tipo
    Tesoura;

   b) Plataforma Aérea Tipo Lança
    Articulada.
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

     Plataforma Aérea Tipo Tesoura:

   Plataforma de elevação aérea
    hidráulica /elétrica, equipada com
    uma plataforma de trabalho na
    ponta do mecanismo “Sizzor“
    (Tesoura) de elevação. É utilizada
    para colocar os técnicos, com
    suas ferramentas e suprimentos,
    em posições de trabalho
    elevadas.
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

     Plataforma Aérea Tipo Tesoura:

   Elevadora hidráulica/elétrica que é
    equipada com uma plataforma de
    trabalho. É utilizada para
    posicionar o pessoal com suas
    ferramentas em posições acima
    do nível do solo e pode ser usada
    para alcançar áreas de trabalho
    localizadas acima da maquinaria
    ou equipamento.
TRABALHO EM ALTURA
             PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

               PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA:

   Somente pessoal qualificado deve ter permissão para operar
    a plataforma elevatória;
   Deve portar crachá com qualificação;
   Para trabalhos acima de 2 metros de altura, todos na
    plataforma devem utilizar cintos de segurança com dois
    talabartes fixados em ponto de ancoragem apropriado.
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

   Quando estiver executando serviço em “pipe-rack” o cinto de
    segurança deve estar afixado na gaiola da plataforma e não
    na estrutura do “pipe rack”;

   Não projete o corpo para fora do guarda-corpo da máquina;

   Durante o deslocamento da plataforma somente é permitido
    uma pessoa dentro da gaiola. Sempre virada de frente para a
    direção do deslocamento da máquina. Sempre coloque um
    vigia e use a buzina quando dirigir em área onde a visão seja
    obstruída;
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

   Mantenha um afastamento de pelo menos 3 metros entre
    qualquer parte da máquina a uma rede ou dispositivo elétrico
    submetido a alta tensão;
   O local onde estiver sendo realizado o trabalho deve ser
    devidamente isolado, impedindo a passagem de pessoas;
   Quando a plataforma estiver sendo utilizada em áreas
    próximas à movimentação de carga, a exemplo de talha,
    empilhadeira, deve-se adotar medidas específicas que evitem
    colisões. Assegure-se de que os operadores das outras
    máquinas suspensas ou no solo estejam cientes da presença
    da plataforma elevada;
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

   O local e posicionamento deve ser firme, plano e isento de
    buracos e saliências. Nunca opere a máquina em superfícies
    moles ou desniveladas, pois a mesma pode tombar;

   Não amarre a máquina a qualquer estrutura adjacente.
    Nunca amarre fios, cabos ou itens similares à plataforma;

   Nunca posicione escadas, degraus ou itens semelhantes na
    unidade para fornecer alcance adicional;

   Mantenha os calçados e a área da plataforma sem lama,
    óleo, graxa e outras substâncias escorregadias;
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

   As grades da plataforma não devem ser usadas para manejo
    de materiais;

   Nunca exceder o limite de carga estabelecido pelo fabricante;

   Não realizar trabalhos em plataformas quando a velocidade
    do vento exceder 50 km/h;

   Nunca use a lança para qualquer objetivo que não seja
    posicionar o pessoal, suas ferramentas e equipamentos;
TRABALHO EM ALTURA
              PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS

   Antes de sair da máquina verifique se a mesma esta parada
    e com o sistema de freio travado;

   Faça inspeção periódica de Segurança e vistoria diária da
    plataforma. A inspeção do equipamento e do local de
    trabalho devem ser feitos por pessoas competentes. Não
    opere plataforma em mau funcionamento;

   Não eleve a plataforma enquanto estiver em movimento.
TRABALHO EM ALTURA
 Exemplo de áreas com riscos de quedas e equipamentos disponíveis:
Cadeira Manual

Cadeira Motorizada
Trava-queda para cabo de aço
ou corda
Trava-queda para trilho inox

Trava-queda retrátil para áreas
de carga, telhados e andaimes

Escadas para telhados
Equipamentos manuais para áreas
confinadas
Equipamentos motorizados para
áreas confinadas
Sistemas de Segurança para
movimentação horizontal
Cinturões de segurança e acessórios para ancoragem
TRABALHO EM ALTURA
Substituição do Equipamento:
   Rachaduras, cortes, deformações na lona, couro ou
    nylon do cinto, talabarte ou suspensório;
   Deformação, trinca, oxidação acentuada nas ferragens;
   Defeito ou enfraquecimento das molas (acessórios);
   Rompimento dos fios da corda de nylon.

Manutenção do Equipamento:
   Costuras rompidas;
   Início de corrosão nas ferragens.
TRABALHO EM ALTURA

RESPONSABILIDADES:
   Empregador;
   Empregado;
   SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de
    Segurança e Medicina do Trabalho.
   CIPA;
   Órgãos Públicos.
TRABALHO EM ALTURA
RESPONSABILIDADES:
   Funcionários e Contratados: São responsáveis por cumprir todas as
    etapas destas instruções.
   Gerentes/Coordenadores/Encarregados: São responsáveis por facilitar e
    incentivar os funcionários a executarem a operação de acordo com esta
    instrução e recorrerem a Segurança quando houver dúvidas referentes a
    operações que envolvam riscos de acidentes.
   Segurança do Trabalho: É responsável por fazer cumprir estas instruções,
    avaliando os locais de trabalho, envolvendo outros níveis de
    responsabilidades, treinando os envolvidos em trabalhos em altura e
    fornecendo a Autorização de Trabalho em Altura no local de trabalho.
   Solicitante do serviço: Cabe a área e/ou setores envolvidos na atividade a
    fiel observância das recomendações contidas destas instruções e outras
    que vierem a ser adotadas, zelando pelo cumprimento das mesmas junto a
    seus subordinados e terceiros.
TRABALHO EM ALTURA

                OPERAÇÕES DE RESGATE:
   Equipes de Emergência ciente do serviço;
   Sistema de resgate disponíveis;
   Sistema de comunicação eficiente, conhecido.
   Equipes treinadas:
    Reconhecer os riscos;
    Comunicar irregularidades;
    Parar o serviço.
TRABALHO EM ALTURA

                   TREINAMENTO
                  O que aprendemos hoje?

   Regras de Segurança;
   Reconhecimento dos riscos;
   Uso de Equipamentos;
   Responsabilidades;
   Procedimentos;
   Comunicação.
Treinamento trabalho em altura
TRABALHO EM ALTURA
  CHAME O SERVIÇO DE RESGATE IMEDIATAMENTE:
192 - AMBULÂNCIA
193 – RESGATE
 Identifique-se;
 Dê o número de telefone de onde está ligando;
 Dê a referência do local do acidente;
 Informe o número de acidentados;
 Se possível, faça um breve relato sobre o ocorrido;
OBS: Esta ligação não é cobrada e pode ser feita de qualquer tipo de aparelho
  telefônico.
TRABALHO EM ALTURA
  RCP – RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR
A RCP é uma combinação da respiração assistida (que fornece
   oxigênio aos pulmões da vítima) e de compressões sobre o tórax
   (que faz com que o coração da vítima continue a bombear sangue
   oxigenado).
Considerações gerais:
A RCP pode salvar vidas, mas será melhor realizada por aqueles que
   tenham sido treinados em um curso de RCP. Os procedimentos
   aqui descritos não substituem o treinamento de RCP.
   O tempo é de extrema importância quando se tratar de uma pessoa
   inconsciente, que não está respirando. A morte pode ocorrer de 8 a
   10 minutos e a morte cerebral se inicia de 4 a 6 minutos após a
   falta de oxigênio.
TRABALHO EM ALTURA
VER / OUVIR / SENTIR
TRABALHO EM ALTURA
           PROCEDIMENTO PARA RCP
                           ,

 Constatar ausência de pulso carotídeo;
 Iniciar 30 compressões torácicas;
 Efetuar ciclos de 2 ventilações e 30 compressões;
 Checar pulso;
 Reiniciar.
TRABALHO EM ALTURA

Encare a prevenção como parte do trabalho. Use-a
sempre seguindo as informações aqui transmitidas.

 POR QUE UM BOM DIA É UM DIA SEM
          ACIDENTES!!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento nr 11 07052021
Treinamento nr 11  07052021Treinamento nr 11  07052021
Treinamento nr 11 07052021
Burh Empresas
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
Antonio Ricardo
 
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREASNR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
Guiton Equipamentos Hidráulicos
 
Operação transpaleteira
Operação transpaleteiraOperação transpaleteira
Operação transpaleteira
erickthadeu
 
NR - 35 Trabalho em altura
NR - 35 Trabalho em altura NR - 35 Trabalho em altura
NR - 35 Trabalho em altura
EVALDO JUNIO SILVA DA GAMA
 
Apr montagem de andaime
Apr montagem de andaimeApr montagem de andaime
Apr montagem de andaime
Lazaro Carvalho Neto
 
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
carrovelho
 
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrial
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrialLista de verificação de serviços de escavação em área industrial
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrial
Universidade Federal Fluminense
 
Segurança com pontes rolantes
Segurança com pontes rolantesSegurança com pontes rolantes
Segurança com pontes rolantes
João Junior
 
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente GruaNR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
Claudio Cesar Pontes ن
 
Apr trabalho em altura
 Apr trabalho em altura Apr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
claudinei Nascimento
 
Treinamento-uso da betoneira
 Treinamento-uso da betoneira Treinamento-uso da betoneira
Treinamento-uso da betoneira
elianea
 
Power+point+nr+11
Power+point+nr+11Power+point+nr+11
Power+point+nr+11
Gil Mendes
 
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35
Joziane Pimentel
 
seguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptxseguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptx
Karollyna Maciel
 
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
Luiz Carlos de Almeida
 
Nr 34
Nr 34Nr 34
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptxTreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
rafaelrustiqueli
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
10345934
 
Pta
PtaPta

Mais procurados (20)

Treinamento nr 11 07052021
Treinamento nr 11  07052021Treinamento nr 11  07052021
Treinamento nr 11 07052021
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
 
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREASNR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
NR 12 - NORMA REGULADORA PARA CESTAS AÉREAS
 
Operação transpaleteira
Operação transpaleteiraOperação transpaleteira
Operação transpaleteira
 
NR - 35 Trabalho em altura
NR - 35 Trabalho em altura NR - 35 Trabalho em altura
NR - 35 Trabalho em altura
 
Apr montagem de andaime
Apr montagem de andaimeApr montagem de andaime
Apr montagem de andaime
 
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
71562491 procedimento-operacional-para-plataforma-de-trabalho-aereo-articulada
 
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrial
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrialLista de verificação de serviços de escavação em área industrial
Lista de verificação de serviços de escavação em área industrial
 
Segurança com pontes rolantes
Segurança com pontes rolantesSegurança com pontes rolantes
Segurança com pontes rolantes
 
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente GruaNR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
 
Apr trabalho em altura
 Apr trabalho em altura Apr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
 
Treinamento-uso da betoneira
 Treinamento-uso da betoneira Treinamento-uso da betoneira
Treinamento-uso da betoneira
 
Power+point+nr+11
Power+point+nr+11Power+point+nr+11
Power+point+nr+11
 
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35
 
seguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptxseguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptx
 
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
SEGURANÇA - PONTES ROLANTES -
 
Nr 34
Nr 34Nr 34
Nr 34
 
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptxTreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
TreinamentoNR 11 - Transpaleteira (revisado)(1).pptx
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
 
Pta
PtaPta
Pta
 

Destaque

PLATAFORMAS ELEVADORAS
PLATAFORMAS ELEVADORASPLATAFORMAS ELEVADORAS
PLATAFORMAS ELEVADORAS
Teknodidaktika
 
Manejo de plataformas elevadoras móviles
Manejo  de plataformas elevadoras móvilesManejo  de plataformas elevadoras móviles
Manejo de plataformas elevadoras móviles
Javier Trullàs Cabanas
 
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
Magda Vazquez
 
plataforma elevatoria
plataforma elevatoriaplataforma elevatoria
plataforma elevatoria
jarmiram olindo della barba junior
 
Plataformas elevadoras serie_ da3
Plataformas elevadoras serie_ da3Plataformas elevadoras serie_ da3
Plataformas elevadoras serie_ da3
Plataformas Elevadoras SOCAGE Iberica
 
Trabalho em Altura NR 35
Trabalho em Altura NR 35Trabalho em Altura NR 35
Trabalho em Altura NR 35
Jaime Alves
 
Plataforma Elevatória
Plataforma ElevatóriaPlataforma Elevatória
Plataforma Elevatória
Thaís Frota
 
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e IITrabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
Claudio Cesar Pontes ن
 
Trabalho em altura nr 35 (treinamento)
Trabalho em altura   nr 35 (treinamento)Trabalho em altura   nr 35 (treinamento)
Trabalho em altura nr 35 (treinamento)
Bruno Monteiro
 
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura   nr 35Trabalho em altura   nr 35
Trabalho em altura nr 35
Joaogc
 
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
Riwal do Brasil
 
Acessibilidade Montele
Acessibilidade MonteleAcessibilidade Montele
Acessibilidade Montele
Thaís Frota
 
Procedimento Trabalho Em altura
Procedimento Trabalho Em alturaProcedimento Trabalho Em altura
Procedimento Trabalho Em altura
co100za
 
Check List Plataforma Elevatória
Check List Plataforma ElevatóriaCheck List Plataforma Elevatória
Check List Plataforma Elevatória
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Trabalho em altura
Trabalho em alturaTrabalho em altura
Trabalho em altura
Ivon Pereira
 
PALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHIL
PALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHILPALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHIL
Operador de motosserra
Operador de motosserraOperador de motosserra
Operador de motosserra
Chico Lobato
 
APR
APRAPR
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
Célio Silva Oliveira Oliveira
 
Apostila operador de guindauto.
Apostila operador de guindauto.Apostila operador de guindauto.
Apostila operador de guindauto.
Marco Faria
 

Destaque (20)

PLATAFORMAS ELEVADORAS
PLATAFORMAS ELEVADORASPLATAFORMAS ELEVADORAS
PLATAFORMAS ELEVADORAS
 
Manejo de plataformas elevadoras móviles
Manejo  de plataformas elevadoras móvilesManejo  de plataformas elevadoras móviles
Manejo de plataformas elevadoras móviles
 
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
Seguridad en la operación de plataformas elevadoras de acuerdo a la nom 009-s...
 
plataforma elevatoria
plataforma elevatoriaplataforma elevatoria
plataforma elevatoria
 
Plataformas elevadoras serie_ da3
Plataformas elevadoras serie_ da3Plataformas elevadoras serie_ da3
Plataformas elevadoras serie_ da3
 
Trabalho em Altura NR 35
Trabalho em Altura NR 35Trabalho em Altura NR 35
Trabalho em Altura NR 35
 
Plataforma Elevatória
Plataforma ElevatóriaPlataforma Elevatória
Plataforma Elevatória
 
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e IITrabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
Trabalho em Altura (NR-35) + Anexos I e II
 
Trabalho em altura nr 35 (treinamento)
Trabalho em altura   nr 35 (treinamento)Trabalho em altura   nr 35 (treinamento)
Trabalho em altura nr 35 (treinamento)
 
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura   nr 35Trabalho em altura   nr 35
Trabalho em altura nr 35
 
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
Plataforma Aérea Leonardo - Bravi
 
Acessibilidade Montele
Acessibilidade MonteleAcessibilidade Montele
Acessibilidade Montele
 
Procedimento Trabalho Em altura
Procedimento Trabalho Em alturaProcedimento Trabalho Em altura
Procedimento Trabalho Em altura
 
Check List Plataforma Elevatória
Check List Plataforma ElevatóriaCheck List Plataforma Elevatória
Check List Plataforma Elevatória
 
Trabalho em altura
Trabalho em alturaTrabalho em altura
Trabalho em altura
 
PALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHIL
PALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHILPALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHIL
PALESTRA - OPERADORES MOTOSERRA STHIL
 
Operador de motosserra
Operador de motosserraOperador de motosserra
Operador de motosserra
 
APR
APRAPR
APR
 
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
 
Apostila operador de guindauto.
Apostila operador de guindauto.Apostila operador de guindauto.
Apostila operador de guindauto.
 

Semelhante a Treinamento trabalho em altura

NR 18 - PEMT - 08h.pptx
NR 18 - PEMT - 08h.pptxNR 18 - PEMT - 08h.pptx
NR 18 - PEMT - 08h.pptx
FinanceiroDirectionS
 
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptxNR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
NetoLuiz3
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Isaline Oliveira
 
Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015
Leandro Guimarães de Toledo
 
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdfcursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
JoaodeLimaJunior
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
thiago718348
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptxTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
Nistron
 
Apr hr
Apr hrApr hr
Apr hr
Andre Cruz
 
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
Luiz Fabiano Brenzink
 
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllI.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
AmandaMandinha2
 
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
Roberto Junior
 
Segurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwnSegurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwn
Nestor Neto
 
Apr 15 trabalho em altura
Apr 15   trabalho em alturaApr 15   trabalho em altura
Apr 15 trabalho em altura
Jose Adilson
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
Juliana Weg
 
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdfNR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
EduardoRobertodeCicc
 
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeiraDocslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
STT Segurança do Trabalho e Treinamentos
 

Semelhante a Treinamento trabalho em altura (20)

NR 18 - PEMT - 08h.pptx
NR 18 - PEMT - 08h.pptxNR 18 - PEMT - 08h.pptx
NR 18 - PEMT - 08h.pptx
 
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptxNR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
NR 18 - PTA - 08h pernambuco estrutura.pptx
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
 
Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015
 
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdfcursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
cursos varlei APRESENTAÇÃO PTA - R2.pdf
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptxTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
 
Apr hr
Apr hrApr hr
Apr hr
 
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
 
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
 
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
 
Autoriza trab
Autoriza trabAutoriza trab
Autoriza trab
 
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllI.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
I.docxlllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
 
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
398915376-Apresentacao-NR-35-Trabalho-em-altura-ppt.ppt
 
Segurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwnSegurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwn
 
Apr 15 trabalho em altura
Apr 15   trabalho em alturaApr 15   trabalho em altura
Apr 15 trabalho em altura
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdfNR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
NR10 BASICO modulo 7 - RISCOS-ADICIONAIS-NR10.pdf
 
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeiraDocslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
Docslide.com.br 3 treinamento-nr-11-pa-carregadeira
 

Treinamento trabalho em altura

  • 1. OPERADORES DE PLATAFORMAS DE TRABALHO EM ALTURA
  • 2. Principais tipos de plataformas aéreas Mastro Telescópica Tesoura Unipessoal Articulada
  • 4. TRABALHO EM ALTURA ESTATÍSTICAS: Dados da IGT - Inspeção Geral do Trabalho.
  • 5. TRABALHO EM ALTURA DEFINIÇÃO:  Trabalhos realizados em locais elevados, que apresentam diferença de nível e risco de queda aos trabalhadores.
  • 6. SETRAB – Assessoria em Segurança e Medicina do Trabalho Ltda. Rua dos Vianas, 1.580 – Baeta Neves – SBC – SP CEP: 09760-510. Tel./Fax: 4121-5979 – 4124-6543 – Site: www.setrab.com.br - e-mail: setrab@setrab.com.br
  • 12. TRABALHO EM ALTURA RAZÕES TÍPICAS PARA TRABALHAR EM ALTURA:  Serviços de Montagem;  Realização de Inspeções;  Manutenção;  Resgates.
  • 13. TRABALHO EM ALTURA Principais áreas com grande risco de quedas: - coberturas - rampas – silos / reservatórios - plataformas móveis - coletivo / individual
  • 14. TRABALHO EM ALTURA - torres / chaminés - galerias / tanques - pontes-rolantes / sacadas
  • 15. TRABALHO EM ALTURA – horizontal + vertical – caminhões / vagões - indústria petroquímica
  • 16. TRABALHO EM ALTURA IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS:  Uso de escadas;  Andaimes;  Espaços confinados;  Plataformas Elevatórias;  Diferenças de nível;  Acidentes pessoal / Quedas.
  • 17. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 19. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 22. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 23. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 24. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 25. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 26. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 27. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 28. TRABALHO EM ALTURA RISCOS DE ACIDENTES
  • 35. TRABALHO EM ALTURA EVITAR ACIDENTES NA ELEVAÇÃO COM EMPILHADEIRAS
  • 36. TRABALHO EM ALTURA MEDIDAS DE CONTROLE:  Reconhecimento dos riscos;  Planejamento (APR);  Procedimentos Necessários * Controle Médico; * Registros.  EPI’s obrigatórios;  Treinamento.
  • 37. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS As plataformas elevatórias podem ser divididas em:  a) Plataforma Aérea Tipo Tesoura;  b) Plataforma Aérea Tipo Lança Articulada.
  • 38. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS Plataforma Aérea Tipo Tesoura:  Plataforma de elevação aérea hidráulica /elétrica, equipada com uma plataforma de trabalho na ponta do mecanismo “Sizzor“ (Tesoura) de elevação. É utilizada para colocar os técnicos, com suas ferramentas e suprimentos, em posições de trabalho elevadas.
  • 39. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS Plataforma Aérea Tipo Tesoura:  Elevadora hidráulica/elétrica que é equipada com uma plataforma de trabalho. É utilizada para posicionar o pessoal com suas ferramentas em posições acima do nível do solo e pode ser usada para alcançar áreas de trabalho localizadas acima da maquinaria ou equipamento.
  • 40. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA:  Somente pessoal qualificado deve ter permissão para operar a plataforma elevatória;  Deve portar crachá com qualificação;  Para trabalhos acima de 2 metros de altura, todos na plataforma devem utilizar cintos de segurança com dois talabartes fixados em ponto de ancoragem apropriado.
  • 41. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS  Quando estiver executando serviço em “pipe-rack” o cinto de segurança deve estar afixado na gaiola da plataforma e não na estrutura do “pipe rack”;  Não projete o corpo para fora do guarda-corpo da máquina;  Durante o deslocamento da plataforma somente é permitido uma pessoa dentro da gaiola. Sempre virada de frente para a direção do deslocamento da máquina. Sempre coloque um vigia e use a buzina quando dirigir em área onde a visão seja obstruída;
  • 42. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS  Mantenha um afastamento de pelo menos 3 metros entre qualquer parte da máquina a uma rede ou dispositivo elétrico submetido a alta tensão;  O local onde estiver sendo realizado o trabalho deve ser devidamente isolado, impedindo a passagem de pessoas;  Quando a plataforma estiver sendo utilizada em áreas próximas à movimentação de carga, a exemplo de talha, empilhadeira, deve-se adotar medidas específicas que evitem colisões. Assegure-se de que os operadores das outras máquinas suspensas ou no solo estejam cientes da presença da plataforma elevada;
  • 43. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS  O local e posicionamento deve ser firme, plano e isento de buracos e saliências. Nunca opere a máquina em superfícies moles ou desniveladas, pois a mesma pode tombar;  Não amarre a máquina a qualquer estrutura adjacente. Nunca amarre fios, cabos ou itens similares à plataforma;  Nunca posicione escadas, degraus ou itens semelhantes na unidade para fornecer alcance adicional;  Mantenha os calçados e a área da plataforma sem lama, óleo, graxa e outras substâncias escorregadias;
  • 44. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS  As grades da plataforma não devem ser usadas para manejo de materiais;  Nunca exceder o limite de carga estabelecido pelo fabricante;  Não realizar trabalhos em plataformas quando a velocidade do vento exceder 50 km/h;  Nunca use a lança para qualquer objetivo que não seja posicionar o pessoal, suas ferramentas e equipamentos;
  • 45. TRABALHO EM ALTURA PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS  Antes de sair da máquina verifique se a mesma esta parada e com o sistema de freio travado;  Faça inspeção periódica de Segurança e vistoria diária da plataforma. A inspeção do equipamento e do local de trabalho devem ser feitos por pessoas competentes. Não opere plataforma em mau funcionamento;  Não eleve a plataforma enquanto estiver em movimento.
  • 46. TRABALHO EM ALTURA Exemplo de áreas com riscos de quedas e equipamentos disponíveis: Cadeira Manual Cadeira Motorizada Trava-queda para cabo de aço ou corda Trava-queda para trilho inox Trava-queda retrátil para áreas de carga, telhados e andaimes Escadas para telhados Equipamentos manuais para áreas confinadas Equipamentos motorizados para áreas confinadas Sistemas de Segurança para movimentação horizontal Cinturões de segurança e acessórios para ancoragem
  • 47. TRABALHO EM ALTURA Substituição do Equipamento:  Rachaduras, cortes, deformações na lona, couro ou nylon do cinto, talabarte ou suspensório;  Deformação, trinca, oxidação acentuada nas ferragens;  Defeito ou enfraquecimento das molas (acessórios);  Rompimento dos fios da corda de nylon. Manutenção do Equipamento:  Costuras rompidas;  Início de corrosão nas ferragens.
  • 48. TRABALHO EM ALTURA RESPONSABILIDADES:  Empregador;  Empregado;  SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho.  CIPA;  Órgãos Públicos.
  • 49. TRABALHO EM ALTURA RESPONSABILIDADES:  Funcionários e Contratados: São responsáveis por cumprir todas as etapas destas instruções.  Gerentes/Coordenadores/Encarregados: São responsáveis por facilitar e incentivar os funcionários a executarem a operação de acordo com esta instrução e recorrerem a Segurança quando houver dúvidas referentes a operações que envolvam riscos de acidentes.  Segurança do Trabalho: É responsável por fazer cumprir estas instruções, avaliando os locais de trabalho, envolvendo outros níveis de responsabilidades, treinando os envolvidos em trabalhos em altura e fornecendo a Autorização de Trabalho em Altura no local de trabalho.  Solicitante do serviço: Cabe a área e/ou setores envolvidos na atividade a fiel observância das recomendações contidas destas instruções e outras que vierem a ser adotadas, zelando pelo cumprimento das mesmas junto a seus subordinados e terceiros.
  • 50. TRABALHO EM ALTURA OPERAÇÕES DE RESGATE:  Equipes de Emergência ciente do serviço;  Sistema de resgate disponíveis;  Sistema de comunicação eficiente, conhecido.  Equipes treinadas: Reconhecer os riscos; Comunicar irregularidades; Parar o serviço.
  • 51. TRABALHO EM ALTURA TREINAMENTO O que aprendemos hoje?  Regras de Segurança;  Reconhecimento dos riscos;  Uso de Equipamentos;  Responsabilidades;  Procedimentos;  Comunicação.
  • 53. TRABALHO EM ALTURA CHAME O SERVIÇO DE RESGATE IMEDIATAMENTE: 192 - AMBULÂNCIA 193 – RESGATE  Identifique-se;  Dê o número de telefone de onde está ligando;  Dê a referência do local do acidente;  Informe o número de acidentados;  Se possível, faça um breve relato sobre o ocorrido; OBS: Esta ligação não é cobrada e pode ser feita de qualquer tipo de aparelho telefônico.
  • 54. TRABALHO EM ALTURA RCP – RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR A RCP é uma combinação da respiração assistida (que fornece oxigênio aos pulmões da vítima) e de compressões sobre o tórax (que faz com que o coração da vítima continue a bombear sangue oxigenado). Considerações gerais: A RCP pode salvar vidas, mas será melhor realizada por aqueles que tenham sido treinados em um curso de RCP. Os procedimentos aqui descritos não substituem o treinamento de RCP. O tempo é de extrema importância quando se tratar de uma pessoa inconsciente, que não está respirando. A morte pode ocorrer de 8 a 10 minutos e a morte cerebral se inicia de 4 a 6 minutos após a falta de oxigênio.
  • 55. TRABALHO EM ALTURA VER / OUVIR / SENTIR
  • 56. TRABALHO EM ALTURA PROCEDIMENTO PARA RCP ,  Constatar ausência de pulso carotídeo;  Iniciar 30 compressões torácicas;  Efetuar ciclos de 2 ventilações e 30 compressões;  Checar pulso;  Reiniciar.
  • 57. TRABALHO EM ALTURA Encare a prevenção como parte do trabalho. Use-a sempre seguindo as informações aqui transmitidas. POR QUE UM BOM DIA É UM DIA SEM ACIDENTES!!!!