SlideShare uma empresa Scribd logo
Transportes Ferroviários
        Trabalho realizado por:
          Márcia Gomes Nº20
       Maria Inês Rodrigues Nº21
         Mariana Neves Nº23
         Viviana Macário Nº27
Introdução
No âmbito da disciplina de Geografia, lecionada pela
professora Rute Ricardo, foi-nos proposto a realização de um
trabalho com o seguinte tema:
                      - Transportes Ferroviários.
História dos Transportes Ferroviários
 O transporte ferroviário é um meio que se começou a
desenvolver essencialmente no período da Revolução
Industrial.
  Iniciado no Reino Unido, graças a uma extraordinária
máquina a vapor, inventada por James Watt;
  James Watt cedo se apercebeu das vantagens de uma
máquina aplicada nos transportes de minérios entre as
minas e os portos ou locais de embarque;
E é assim que se começa a construir a primeira linha de
caminho-de-ferro;
 Anos depois, os governos dos diversos estados europeus
começam a estimular o uso deste meio de transporte e a
desenvolverem as suas próprias redes e as ligações com
os países vizinhos;
História dos transportes ferroviários em Portugal

   Foi criado o Ministério das Obras Públicas
   O comboio fez a sua estreia em Portugal no dia 28 de
  Outubro de 1856, há precisamente 156 anos;
    Fez o percurso de Lisboa ao Carregado;
    Os caminhos de ferro continuaram a evoluir até aos dias
  de hoje;
Evolução dos transportes ferroviários em
                 Portugal
1856 – comboio a vapor;
1895 – elétrico;
1948 – comboio diesel-elétrico;
1959 – metro;
1987 – alfa.
1.                      2.




           4.                           3.




      1.   - comboio a vapor;
      2.   - elétrico;
 5.   3.   - comboio diesel-elétrico;
      4.   - metro;
      5.   - alfa.
Metropolitano em Portugal

 O metropolitano, mais conhecido como “metro”, foi
inaugurado em Lisboa em 1959, sendo inaugurado no
Porto apenas em 2003.
 É um transporte rápido e pouco poluente que circula, a
maior parte das vezes, debaixo da terra.
Vantagens
 Maior capacidade de carga em relação aos transportes
rodoviários e ao aéreo.
 Transporte terrestre por excelência, para combustíveis
minerais sólidos (ex: carvão, minérios de ferro, cimentos, cal,
adubos, produtos alimentares, cereais, forragens, veículos).
 Menor ocupação do espaço pelas vias férreas
comparativamente às estradas.
 Sem congestionamentos.
 Menor impacto ambiental, caso das redes eletrificadas.
Desvantagens
  Horários rígidos.
  Existência de uma via pode condicionar competitividade
  A natureza da sua estrutura implica fraca flexibilidade.
  A exclusividade da exploração do transporte ferroviário
limita a sua capacidade concorrencial face à diversidade da
oferta apresentada pelo rodoviário.
Principais redes de transporte
• A nível mundial:

                                 - Rússia: 87 157 km
                                 - China: 70 058 km
                                 - Índia: 63 140km
• A nível europeu:



                     - Alemanha: 46 039 km
                     - França: 32 175 km
                     - Polónia: 23 852 km
• A nível nacional:


  A rede ferroviária nacional inclui os
 seguintes eixos:

 √Rede principal – com 1420 km.
 √Rede complementar – com cerca de 1085 km.
 √Rede secundária – com cerca de 176 km.


 total: 2681 km.
As Principais Estações de Comboios Nacionais
 Gare do Oriente (Lisboa);
 Estação de Santa Apolónia(Lisboa);
 Campanhã (Porto).




                               Gare do Oriente – Lisboa.
TGV
 Train à Grande Vitesse;
 Comboio de alta velocidade (pode atingir a velocidade de 320
km/h);
 Foi inaugurado em França, dia 23 de setembro de 1981;
 Movido a eletricidade;
 Hoje em dia liga Paris à Bélgica, Holanda, Alemanha e ao Reino
Unido, através do Canal da Mancha.
Curiosidade:
  http://www.jn.pt/multimedia/infografia.aspx?content_id=
1181253
Comboio Bala
Japão
http://www.youtube.com/watch?v=9uhV8ndrhVs
Webgrafia
  http://www.infoescola.com/transporte/ferroviario/
  http://www.slideshare.net/geoesfmp/t-ferroviario-12-7
  http://geotranquilidade.weebly.com/uploads/1/2/5/1/12
51556/transportes.pdf
  http://www.jn.pt/multimedia/infografia.aspx?content_id=
1181253
Bibliografia
 MATOS, Maria João; CASTELÃO, Raul Geografia: À
Descoberta 1ª edição Santillana, 2007
Transportes Ferroviários

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
francisogam
 
Transportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugalTransportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugal
Mayjö .
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeias
Ilda Bicacro
 
A rede ferroviária portuguesa
A rede ferroviária portuguesaA rede ferroviária portuguesa
A rede ferroviária portuguesa
Miguel Jesus
 
Os transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
Os transportes em Portugal - Geografia 11º AnoOs transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
Os transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
713773
 
Geografia A- Transportes Rodoviários
Geografia A- Transportes Rodoviários Geografia A- Transportes Rodoviários
Geografia A- Transportes Rodoviários
Ana Catarina
 
Transportes Rodoviários em Portugal
Transportes Rodoviários em PortugalTransportes Rodoviários em Portugal
Transportes Rodoviários em Portugal
Ayandra Silva
 
Transportes aereos
Transportes aereosTransportes aereos
Transportes aereos
Mayjö .
 
Transporte tubular - gasodutos e oelodutos
Transporte tubular - gasodutos e oelodutosTransporte tubular - gasodutos e oelodutos
Transporte tubular - gasodutos e oelodutos
Pedro Peixoto
 
Transportes e Telecomunicações
Transportes e TelecomunicaçõesTransportes e Telecomunicações
Transportes e Telecomunicações
Geografia .
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
Ilda Bicacro
 
Transporte ferroviário - o comboio
Transporte ferroviário - o comboioTransporte ferroviário - o comboio
Transporte ferroviário - o comboio
Pedro Peixoto
 
Metropolitano
MetropolitanoMetropolitano
Metropolitano
Pedro Peixoto
 
Transportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia ATransportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia A
Ana Catarina
 
Transportes ferroviários - comboio
Transportes ferroviários - comboioTransportes ferroviários - comboio
Transportes ferroviários - comboio
geografianaserpapinto
 
A distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicaçãoA distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicação
Ilda Bicacro
 
Geografia - transportes
Geografia - transportesGeografia - transportes
Geografia - transportes
kyzinha
 
Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviais
Mayjö .
 
As características da rede urbana
As características da rede urbanaAs características da rede urbana
As características da rede urbana
Ilda Bicacro
 
Transportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimoTransportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimo
geografianaserpapinto
 

Mais procurados (20)

Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
 
Transportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugalTransportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugal
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeias
 
A rede ferroviária portuguesa
A rede ferroviária portuguesaA rede ferroviária portuguesa
A rede ferroviária portuguesa
 
Os transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
Os transportes em Portugal - Geografia 11º AnoOs transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
Os transportes em Portugal - Geografia 11º Ano
 
Geografia A- Transportes Rodoviários
Geografia A- Transportes Rodoviários Geografia A- Transportes Rodoviários
Geografia A- Transportes Rodoviários
 
Transportes Rodoviários em Portugal
Transportes Rodoviários em PortugalTransportes Rodoviários em Portugal
Transportes Rodoviários em Portugal
 
Transportes aereos
Transportes aereosTransportes aereos
Transportes aereos
 
Transporte tubular - gasodutos e oelodutos
Transporte tubular - gasodutos e oelodutosTransporte tubular - gasodutos e oelodutos
Transporte tubular - gasodutos e oelodutos
 
Transportes e Telecomunicações
Transportes e TelecomunicaçõesTransportes e Telecomunicações
Transportes e Telecomunicações
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
 
Transporte ferroviário - o comboio
Transporte ferroviário - o comboioTransporte ferroviário - o comboio
Transporte ferroviário - o comboio
 
Metropolitano
MetropolitanoMetropolitano
Metropolitano
 
Transportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia ATransportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia A
 
Transportes ferroviários - comboio
Transportes ferroviários - comboioTransportes ferroviários - comboio
Transportes ferroviários - comboio
 
A distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicaçãoA distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicação
 
Geografia - transportes
Geografia - transportesGeografia - transportes
Geografia - transportes
 
Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviais
 
As características da rede urbana
As características da rede urbanaAs características da rede urbana
As características da rede urbana
 
Transportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimoTransportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimo
 

Destaque

Os meios de transporte
Os meios de transporteOs meios de transporte
Os meios de transporte
lidia76
 
Os Comboios
Os ComboiosOs Comboios
Os Comboios
Jorge Almeida
 
Comboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em PortugalComboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em Portugal
Cláudio Carneiro
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º4
Trabalho transportes ferroviários, 9º4Trabalho transportes ferroviários, 9º4
Trabalho transportes ferroviários, 9º4
Mayjö .
 
Tipos de Transportes
Tipos de TransportesTipos de Transportes
Tipos de Transportes
lidia76
 
Transportes ferroviários em portugal
Transportes ferroviários em portugalTransportes ferroviários em portugal
Transportes ferroviários em portugal
Mayjö .
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º5
Trabalho transportes ferroviários, 9º5Trabalho transportes ferroviários, 9º5
Trabalho transportes ferroviários, 9º5
Mayjö .
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º2
Trabalho transportes ferroviários, 9º2Trabalho transportes ferroviários, 9º2
Trabalho transportes ferroviários, 9º2
Mayjö .
 
Trabalho transportes aéreos, 9º2
Trabalho transportes aéreos, 9º2Trabalho transportes aéreos, 9º2
Trabalho transportes aéreos, 9º2
Mayjö .
 
Trabalho transportes fluviais, 9º4
Trabalho transportes fluviais, 9º4Trabalho transportes fluviais, 9º4
Trabalho transportes fluviais, 9º4
Mayjö .
 
Rapaz de bronze
Rapaz de bronzeRapaz de bronze
Rapaz de bronze
Mayjö .
 

Destaque (11)

Os meios de transporte
Os meios de transporteOs meios de transporte
Os meios de transporte
 
Os Comboios
Os ComboiosOs Comboios
Os Comboios
 
Comboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em PortugalComboios de Mercadorias em Portugal
Comboios de Mercadorias em Portugal
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º4
Trabalho transportes ferroviários, 9º4Trabalho transportes ferroviários, 9º4
Trabalho transportes ferroviários, 9º4
 
Tipos de Transportes
Tipos de TransportesTipos de Transportes
Tipos de Transportes
 
Transportes ferroviários em portugal
Transportes ferroviários em portugalTransportes ferroviários em portugal
Transportes ferroviários em portugal
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º5
Trabalho transportes ferroviários, 9º5Trabalho transportes ferroviários, 9º5
Trabalho transportes ferroviários, 9º5
 
Trabalho transportes ferroviários, 9º2
Trabalho transportes ferroviários, 9º2Trabalho transportes ferroviários, 9º2
Trabalho transportes ferroviários, 9º2
 
Trabalho transportes aéreos, 9º2
Trabalho transportes aéreos, 9º2Trabalho transportes aéreos, 9º2
Trabalho transportes aéreos, 9º2
 
Trabalho transportes fluviais, 9º4
Trabalho transportes fluviais, 9º4Trabalho transportes fluviais, 9º4
Trabalho transportes fluviais, 9º4
 
Rapaz de bronze
Rapaz de bronzeRapaz de bronze
Rapaz de bronze
 

Semelhante a Transportes Ferroviários

Património cultural patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
Património cultural   patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...Património cultural   patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
Património cultural patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
Artur Filipe dos Santos
 
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
Gustavo Ribeiro
 
Comboios De Ontem Comboios De Hoje
Comboios De Ontem Comboios De HojeComboios De Ontem Comboios De Hoje
Comboios De Ontem Comboios De Hoje
fercarvalho40
 
Modo de Transporte Ferroviário 11º ano
Modo de Transporte Ferroviário 11º anoModo de Transporte Ferroviário 11º ano
Modo de Transporte Ferroviário 11º ano
Daniela Azevedo
 
Transporte Ferroviário no Brasil - por Maísa da Silva Fernandes
Transporte Ferroviário no Brasil  - por  Maísa da Silva FernandesTransporte Ferroviário no Brasil  - por  Maísa da Silva Fernandes
Transporte Ferroviário no Brasil - por Maísa da Silva Fernandes
Maísa Fernandes
 
A propósito de uma rede europeia de alta velocidade
A  propósito de uma rede europeia de alta velocidadeA  propósito de uma rede europeia de alta velocidade
A propósito de uma rede europeia de alta velocidade
GRAZIA TANTA
 
Transportes ferrovários, 9º1
Transportes ferrovários, 9º1Transportes ferrovários, 9º1
Transportes ferrovários, 9º1
Mayjö .
 
Transportes
TransportesTransportes
Transporteseensino
TransporteseensinoTransporteseensino
Transporteseensino
Roferro1964
 
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
João Costa
 
Modal Ferroviário
Modal FerroviárioModal Ferroviário
Modal Ferroviário
Gustavo Ribeiro
 
Rte t2014.20
Rte t2014.20Rte t2014.20
Rte t2014.20
Idalina Leite
 
Transp 1
Transp 1Transp 1
Transp 1
milaoliveira118
 
Apresentação transportes ferroviários
Apresentação   transportes ferroviáriosApresentação   transportes ferroviários
Apresentação transportes ferroviários
Mayjö .
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Mayjö .
 
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIXA Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
António Teixeira
 
Transportes porto 100_anos[2]
Transportes porto 100_anos[2]Transportes porto 100_anos[2]
Transportes porto 100_anos[2]
António Luís Catarino
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
Fernando Alcoforado
 
O desprezo pela via ferroviária
O desprezo pela via ferroviáriaO desprezo pela via ferroviária
O desprezo pela via ferroviária
GRAZIA TANTA
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
Alfredo Garcia
 

Semelhante a Transportes Ferroviários (20)

Património cultural patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
Património cultural   patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...Património cultural   patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
Património cultural patrimonio industrial português -o caminho de ferro em ...
 
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
Roteiro de apresentação - Modal Ferroviário
 
Comboios De Ontem Comboios De Hoje
Comboios De Ontem Comboios De HojeComboios De Ontem Comboios De Hoje
Comboios De Ontem Comboios De Hoje
 
Modo de Transporte Ferroviário 11º ano
Modo de Transporte Ferroviário 11º anoModo de Transporte Ferroviário 11º ano
Modo de Transporte Ferroviário 11º ano
 
Transporte Ferroviário no Brasil - por Maísa da Silva Fernandes
Transporte Ferroviário no Brasil  - por  Maísa da Silva FernandesTransporte Ferroviário no Brasil  - por  Maísa da Silva Fernandes
Transporte Ferroviário no Brasil - por Maísa da Silva Fernandes
 
A propósito de uma rede europeia de alta velocidade
A  propósito de uma rede europeia de alta velocidadeA  propósito de uma rede europeia de alta velocidade
A propósito de uma rede europeia de alta velocidade
 
Transportes ferrovários, 9º1
Transportes ferrovários, 9º1Transportes ferrovários, 9º1
Transportes ferrovários, 9º1
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Transporteseensino
TransporteseensinoTransporteseensino
Transporteseensino
 
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
11-APP-INSERÇÃO DE PORTUGAL NAS REDES TRANSEUROPEIAS.ppt
 
Modal Ferroviário
Modal FerroviárioModal Ferroviário
Modal Ferroviário
 
Rte t2014.20
Rte t2014.20Rte t2014.20
Rte t2014.20
 
Transp 1
Transp 1Transp 1
Transp 1
 
Apresentação transportes ferroviários
Apresentação   transportes ferroviáriosApresentação   transportes ferroviários
Apresentação transportes ferroviários
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIXA Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
A Rede de Transportes na segunda metade do século XIX
 
Transportes porto 100_anos[2]
Transportes porto 100_anos[2]Transportes porto 100_anos[2]
Transportes porto 100_anos[2]
 
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
AS GRANDES INVENÇÕES NO TRANSPORTE TERRESTRE E DUTOVIÁRIO DA HISTÓRIA E SUA F...
 
O desprezo pela via ferroviária
O desprezo pela via ferroviáriaO desprezo pela via ferroviária
O desprezo pela via ferroviária
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 

Último

Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 

Último (20)

Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 

Transportes Ferroviários

  • 1. Transportes Ferroviários Trabalho realizado por: Márcia Gomes Nº20 Maria Inês Rodrigues Nº21 Mariana Neves Nº23 Viviana Macário Nº27
  • 2. Introdução No âmbito da disciplina de Geografia, lecionada pela professora Rute Ricardo, foi-nos proposto a realização de um trabalho com o seguinte tema: - Transportes Ferroviários.
  • 3. História dos Transportes Ferroviários O transporte ferroviário é um meio que se começou a desenvolver essencialmente no período da Revolução Industrial. Iniciado no Reino Unido, graças a uma extraordinária máquina a vapor, inventada por James Watt; James Watt cedo se apercebeu das vantagens de uma máquina aplicada nos transportes de minérios entre as minas e os portos ou locais de embarque;
  • 4. E é assim que se começa a construir a primeira linha de caminho-de-ferro; Anos depois, os governos dos diversos estados europeus começam a estimular o uso deste meio de transporte e a desenvolverem as suas próprias redes e as ligações com os países vizinhos;
  • 5. História dos transportes ferroviários em Portugal Foi criado o Ministério das Obras Públicas O comboio fez a sua estreia em Portugal no dia 28 de Outubro de 1856, há precisamente 156 anos; Fez o percurso de Lisboa ao Carregado; Os caminhos de ferro continuaram a evoluir até aos dias de hoje;
  • 6. Evolução dos transportes ferroviários em Portugal 1856 – comboio a vapor; 1895 – elétrico; 1948 – comboio diesel-elétrico; 1959 – metro; 1987 – alfa.
  • 7. 1. 2. 4. 3. 1. - comboio a vapor; 2. - elétrico; 5. 3. - comboio diesel-elétrico; 4. - metro; 5. - alfa.
  • 8. Metropolitano em Portugal O metropolitano, mais conhecido como “metro”, foi inaugurado em Lisboa em 1959, sendo inaugurado no Porto apenas em 2003. É um transporte rápido e pouco poluente que circula, a maior parte das vezes, debaixo da terra.
  • 9. Vantagens Maior capacidade de carga em relação aos transportes rodoviários e ao aéreo. Transporte terrestre por excelência, para combustíveis minerais sólidos (ex: carvão, minérios de ferro, cimentos, cal, adubos, produtos alimentares, cereais, forragens, veículos). Menor ocupação do espaço pelas vias férreas comparativamente às estradas. Sem congestionamentos. Menor impacto ambiental, caso das redes eletrificadas.
  • 10. Desvantagens Horários rígidos. Existência de uma via pode condicionar competitividade A natureza da sua estrutura implica fraca flexibilidade. A exclusividade da exploração do transporte ferroviário limita a sua capacidade concorrencial face à diversidade da oferta apresentada pelo rodoviário.
  • 11. Principais redes de transporte • A nível mundial: - Rússia: 87 157 km - China: 70 058 km - Índia: 63 140km
  • 12. • A nível europeu: - Alemanha: 46 039 km - França: 32 175 km - Polónia: 23 852 km
  • 13. • A nível nacional: A rede ferroviária nacional inclui os seguintes eixos: √Rede principal – com 1420 km. √Rede complementar – com cerca de 1085 km. √Rede secundária – com cerca de 176 km. total: 2681 km.
  • 14. As Principais Estações de Comboios Nacionais Gare do Oriente (Lisboa); Estação de Santa Apolónia(Lisboa); Campanhã (Porto). Gare do Oriente – Lisboa.
  • 15. TGV Train à Grande Vitesse; Comboio de alta velocidade (pode atingir a velocidade de 320 km/h); Foi inaugurado em França, dia 23 de setembro de 1981; Movido a eletricidade; Hoje em dia liga Paris à Bélgica, Holanda, Alemanha e ao Reino Unido, através do Canal da Mancha.
  • 18. Webgrafia http://www.infoescola.com/transporte/ferroviario/ http://www.slideshare.net/geoesfmp/t-ferroviario-12-7 http://geotranquilidade.weebly.com/uploads/1/2/5/1/12 51556/transportes.pdf http://www.jn.pt/multimedia/infografia.aspx?content_id= 1181253
  • 19. Bibliografia MATOS, Maria João; CASTELÃO, Raul Geografia: À Descoberta 1ª edição Santillana, 2007