O slideshow foi denunciado.

Transportes e Telecomunicações

827 visualizações

Publicada em

Transportes e Telecomunicações

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Transportes e Telecomunicações

  1. 1. REDES, MODOS DE TRANSPORTE E TELECOMUNICAÇÕES
  2. 2. Fig. Noção de acessibilidade. Pág.193/194 Maior ou menor facilidade (de tempo, custo e esforço) de alcançar um lugar a partir de outros ou de, a partir de um dado lugar, chegar a outros. ACESSIBILIDADE ACESSIBILIDADE E DESENVOLVIMENTO Fig. Tempo de acesso à cidade mais próxima com mais de 50 mil habitantes.
  3. 3. A facilidade de acesso às grandes cidades mais próximas: é maior nas regiões mais povoadas e urbanizadas. A facilidade de acesso às grandes cidades mais próximas: é menor em territórios de muitos países em desenvolvimento e nos grandes vazios humanos. Fig. Tempo de acesso à cidade mais próxima com mais de 50 mil habitantes. ACESSIBILIDADE E DESENVOLVIMENTO Pág.194 /195
  4. 4. Fig. Ponte Vasco da Gama, Lisboa. Fig. Transporte de mercadorias, Portugal.  ultrapassar barreiras físicas;  melhorar a segurança das deslocações;  reduzir os tempos das viagens;  aumentar a capacidade de carga dos veículos;  diminuir o consumo de energia;  reduzir os custos das deslocações. A modernização das redes e meios de transporte tem permitido: ACESSIBILIDADE E DESENVOLVIMENTO Pág.196
  5. 5. Fig. Gare do Oriente, Lisboa. TRANSPORTE INTERMODAL Intermodalidade dos transportesIntermodalidade dos transportes Distância-custo Despesa efetuada com uma dada deslocação. Distância-tempo Tempo necessário para percorrer um dado trajeto. diminui: Os passageiros mudam facilmente de um modo e/ou meio de transporte para outro, beneficiando também da conjugação de horários e, por vezes, de títulos de transporte comuns. Uma carga é recolhida por um operador que a faz chegar ao destino, combinando vantagens de diferentes modos de transporte e encarregando-se também do seu transbordo. PASSAGEIROSPASSAGEIROSMERCADORIASMERCADORIAS Pág.196/197
  6. 6. Fig. Noção de modos de transporte. TRANSPORTES… A escolha do transporte depende, essencialmente, do seu custo, da distância a percorrer, do nível de conforto e segurança que oferece aos passageiros e da maior ou menor adequação ao serviço e à carga a transportar. forma de deslocação, considerando o meio físico em que ocorre – terra, água ou ar: modo terrestre, aquático ou aéreo. Modo de transporte:Modo de transporte: Pág.193/200
  7. 7. Fig. Estação de comboios, Londres.Fig. Comboio de alta velocidade. TRANSPORTE FERROVIÁRIO  Elevada capacidade de carga.  Via própria – mais rápido e seguro.  Uso de energia elétrica.  Custo da alta velocidade inferior à do avião.  Especialização do material circulante, das ferrovias e dos serviços.  Rigidez de itinerários.  Velocidade inferior à do avião.  Maior custo que o navio em longas distâncias.  Exigir transbordo. DESVANTAGENSDESVANTAGENSVANTAGENSVANTAGENS Pág.200/201
  8. 8. Fig. Homem a conduzir um carro.Fig. Praça de táxis, Portugal. Fig. Congestionamento numa estrada, Alemanha. Fig. Emissão de gases pelos carros. TRANSPORTE RODOVIÁRIO VANTAGENSVANTAGENS  Grande flexibilidade de itinerários.  Especialização dos veículos e serviços. DESVANTAGENSDESVANTAGENS Fig. Vítimas mortais de acidentes, segundo o modo de transporte, nos EUA e na UE-27 (2011).  Forte impacte ambiental.  Congestionamentos de trânsito.  Elevada sinistralidade. Pág.200/201
  9. 9. Fig. Avião. TRANSPORTE AÉREO  Grande rapidez.  Vantagens no tráfego de: • passageiros: beneficiam também de maior comodidade; • mercadorias: sobretudo perecíveis, de maior valor, mais urgentes ou mais leves.  Elevado custo e demorado processo de embarque e desembarque.  Grande consumo de energia que o torna muito poluente. VANTAGENSVANTAGENS DESVANTAGENSDESVANTAGENS Pág.200/201
  10. 10. Fig. Pipeline, Ásia. TRANSPORTE TUBULAR  Baixos custos de transporte.  Maior segurança para as pessoas e o ambiente. VANTAGENSVANTAGENS DESVANTAGENSDESVANTAGENS  Elevados custos de construção.  Gasoduto – no transporte de gás natural;  Oleoduto – no transporte de petróleo. TRANSPORTE TUBULAR - PIPELINETRANSPORTE TUBULAR - PIPELINE Pág.202/203
  11. 11. TRANSPORTE AQUÁTICO Fig. Principais rotas e portos marítimos (2012). As principais rotas marítimas ligam a Europa Ocidental, América do Norte, Médio Oriente e Ásia Oriental. CC CC Os maiores portos marítimos localizam-se nessas regiões, sobretudo da frente oriental da Ásia. Pág.204/205
  12. 12. Fig. Relação entre custo e distância – comparação entre os diferentes modos de transporte. Fig. Porta Aviões. Fig. Navio porta-contentores no porto de Hamburgo. VANTAGENSVANTAGENS DESVANTAGENSDESVANTAGENS TRANSPORTE AQUÁTICO Pág.206  Elevada capacidade de carga.  Menor consumo de energia e baixas emissões.  Custo inferior nas longas distâncias.  Capacidade de especialização.  Menor velocidade.  Necessidade de transbordo e dependência dos transportes terrestres.  Riscos de poluição marinha. Fig. Lote de contentores de carga de carga no porto. Fig. Maré negra, Tailândia.
  13. 13. Fig. Barco, rio Sena, Paris. A navegabilidade de muitos lagos e rios permite o transporte fluvial: TRANSPORTE AQUÁTICO  de passageiros, que é mais importante em países/regiões com rios navegáveis, e onde as vias terrestres são pouco desenvolvidas;  de mercadorias, mais relevante nos países em desenvolvimento, onde há menores alternativas terrestres. O transporte fluvial apresenta vantagens e inconvenientes semelhantes aos do marítimo, contribuindo para a redução do congestionamento dos principais eixos de transporte terrestre. Pág.205/206
  14. 14. Fig. Consumo de energia e emissões de gases no setor dos transportes. IMPACTES DA UTILIZAÇÃO DOS TRANSPORTES Energia mais utilizada pelos transportes. Modo de transporte com maiores emissões de CO2. Pág.208/209
  15. 15. IMPACTES DA UTILIZAÇÃO DOS TRANSPORTES ECONÓMICOS E SOCIAISECONÓMICOS E SOCIAIS  Permitem a mobilidade de pessoas e bens.  Favorecem o desenvolvimento das atividades económicas.  Geram emprego e riqueza.  Aumentam a possibilidade de acesso aos bens e serviços.  O aumento do preço dos combustíveis pode refletir- se negativamente na economia. Pág.208/209 Fig. Modos de transporte.
  16. 16. Fig. Estrada, Xangai. IMPACTES DA UTILIZAÇÃO DOS TRANSPORTES AMBIENTAISAMBIENTAIS Exploração de recursos energéticos e gera emissão de gases poluentes e com efeito de estufa. Pode destruir habitats naturais e reduzir a biodiversidade. CONSUMO DE ENERGIA CONSTRUÇÃO DE INFRAESTRUTURAS Pág.208/209
  17. 17. TELECOMUNICAÇÕES
  18. 18. Fig. Rádio.Fig. Telefone. Fig. Telégrafo. Fig. Noção de internet. Fig. Televisão. Fig. Projetor de vídeo. TELECOMUNICAÇÕES Pág.211 Marcos importantes: Telégrafo (1838); Telefone (1877);  Rádio (1890); Cinema sonoro (1929); Televisão (1941); Telemática (1970) – permitiu o desenvolvimento da internet.
  19. 19. TELECOMUNICAÇÕES Atualmente, a capacidade das redes de telecomunicação e a inovação tecnológica permitem a oferta de serviços que conjugam telefone, internet e televisão, por vezes, no mesmo aparelho, como um telemóvel ou tablet. Fig. Tablet.  videocomunicação;  transmissão de dados e documentos;  acesso a compras e inúmeros serviços. Facilita: Pág.211
  20. 20. Fig. Satélite em órbita. TELECOMUNICAÇÕES A grande expansão das redes de telecomunicação e a crescente velocidade de circulação da informação devem-se ao desenvolvimento científico e tecnológico, com grande importância dos: satélites artificiais de telecomunicação; cabos de fibra ótica. Fig. Cabo de fibra ótica. Comunicação em tempo real e em simultâneo. Pág.212
  21. 21. Fig. Utilização de telemóvel em percentagem do total de habitantes (2013). TELECOMUNICAÇÕES…. CONTRASTES MUNDIAIS Nos países desenvolvidos, há mais e melhores redes de telecomunicação e os preços são mais acessíveis. A sua utilização é maior. Nos países desenvolvidos, há mais e melhores redes de telecomunicação e os preços são mais acessíveis. A sua utilização é maior. Pág.213 Fig. Custo da banda larga relativamente ao PNB/per capita (2013).
  22. 22. TELECOMUNICAÇÕES…. CONTRASTES MUNDIAIS Nos países em desenvolvimento, a oferta é mais limitada e os equipamentos e serviços são mais caros. Logo a sua menor utilização. Nos países em desenvolvimento, a oferta é mais limitada e os equipamentos e serviços são mais caros. Logo a sua menor utilização. Pág.213 Fig. Custo da banda larga relativamente ao PNB/per capita (2013).Fig. Utilização de telemóvel em percentagem do total de habitantes (2013).
  23. 23. Fig. Smartphone. O PAPEL DAS TELECOMUNICAÇÕES Contactar pessoas. Aceder a serviços e informação. Comprar e vender bens. Participar em programas de rádio e televisão e em redes sociais. Solicitar e receber apoio. Divulgar acontecimentos, saberes, ideias e experiências. Maior inclusão, no mercado de trabalho, de cidadãos com necessidades especiais. NA VIDA PESSOAL E SOCIALNA VIDA PESSOAL E SOCIAL Pág.214/215
  24. 24. Fig. Reunião de negócios. O PAPEL DAS TELECOMUNICAÇÕES  Efetuar contactos de negócios, operações financeiras, campanhas de marketing, etc.  Gerar emprego e riqueza.  Agilizar o funcionamento de todas as atividades económicas. NA ECONOMIANA ECONOMIA Pág.214/215
  25. 25. Fig. Adolescentes em formação profissional ambiental. O PAPEL DAS TELECOMUNICAÇÕES  Reduzir a emissão de gases poluentes.  Divulgar e promover a educação ambiental. NO AMBIENTENO AMBIENTE Pág.214/215
  26. 26. Fig. Lixo informático.  Produção de lixo eletrónico.  Facilidade de difusão de vírus informáticos, ideias e comportamentos incorretos.  Perigos associados ao «convívio» com desconhecidos nas redes sociais, etc. TELECOMUNICAÇÕES…. DESVANTAGENS Pág.215
  27. 27. EM PORTUGAL… Fig. Principais redes de transporte em Portugal (2012). A maior densidade de redes terrestres encontra- se no litoral. No interior as principais vias são de ligação a Espanha. Pág.216
  28. 28. EM PORTUGAL… Fig. Distribuição das centrais da PT e dos serviços de televisão por subscrição (STVS), em Portugal (2012). O território nacional está coberto pelas redes dos serviços essenciais de telefone (fixo e móvel), rádio, televisão e internet. Verificam-se, contudo, assimetrias na concentração e diversificação da oferta. Pág.217
  29. 29. ATIVIDADE 3 – Analisa a figura que se segue. Apresenta as razões que justifiquem as assimetrias verificadas entre o litoral e o interior. Fig. Principais redes de transporte em Portugal (2012). Verificar respostaVerificar resposta EM PORTUGAL… Pág. 216/217
  30. 30. Fim da apresentação

×