SlideShare uma empresa Scribd logo
CLIVAGEM
Domenica Palomaris Mariano de Souza
domenica@uft.edu.br
Universidade Federal do Tocantins
Campus Araguaína –TO
Bacharelado em Zootecnia
Introdução
CONCEITO
Fertilização (Fecundação) é o processo pelo qual
duas células sexuais (gametas) se fundem para criar um novo
indivíduo com potenciais genéticos derivados dos dois
genitores.
Recapitulando a Fecundação
Recapitulando a Fecundação
Fecundação
Sexo Reprodução
1ª) É a de transmitir genes dos pais para a prole
2ª) Iniciar no citoplasma do ovo aquelas reações que permitem
o desenvolvimento
Ovo Fertilizado ou Zigoto
O desenvolvimento de um organismo pluricelular
começa com uma única célula - ovo fertilizado ou zigoto.
Tipos de Ovos
Classificação
Distribuição de vitelo
Distribuição do
Citoplasma
Clivagem
Vitelo
Substância nutritiva do ovo;
Os principais componentes do vitelo são as proteínas,
os fosfolipídios e também gorduras neutras.
Os diferentes tipos de ovos estão diretamente
relacionados aos tipos de reprodução e adaptações
embriológicas.
De acordo com a quantidade e distribuição de vitelo:
Tipos de Ovos
São ovos com pouca quantidade e distribuição de vitelo
mais ou menos uniformes.
Ovos Oligolécitos
Cordados inferiores, equinodermas, moluscos,
anelídeos, nematódeos e em platelmintos.
Semelhante aos ovos isolécitos.
Ovos Alécitos
São típicos de mamíferos placentários.
Quantidade moderada de vitelo, distribuída de forma
heterogênea no citoplasma ovular
Ovos Heterolécitos
A densidade do vitelo faz o núcleo celular se deslocar para
o polo animal.
Ovos de Anfíbios
Quantidade grande de vitelo.
Ovos Telolécitos
Ovos típicos de aves, répteis e peixes.
O citoplasma, contendo o núcleo, resume-se a um pequeno
disco, restrito a uma região superficial, encostada na membrana
plasmática.
Apresentam uma quantidade relativamente grande de vitelo,
que se concentra na região central do ovo.
Ovos Centrolécitos
Ovos típicos de artrópodos, especialmente insetos.
Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento
animal
Animais Ovíparos
O desenvolvimento do embrião ocorre no exterior do
corpo da fêmea, dentro de um ovo.
O embrião desenvolve-se à custa das reservas
alimentares do ovo no exterior do organismo materno.
Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento
animal
Animais Ovovivíparos
Retêm os ovos dentro do corpo até a eclosão, e os
embriões também se alimentam das reservas nutritivas
presentes nos ovos.
Constituição do Ovo
Núcleo
Viteloa) Sapo
Núcleo
Vitelo
Albumen
Casca
Câmara
de ar
b) Galinha
Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento
animal
Animais Vivíparos
O embrião depende diretamente da mãe para a sua
nutrição, que ocorre por meio de trocas fisiológicas entre mãe
e feto.
O custo energético é especialmente alto, pois as
fêmeas investem energia na nutrição e no desenvolvimento
do embrião dentro de seus corpos.
Aspectos gerais do desenvolvimento em mamíferos
Variação de acordo
com as subclasses
Prototheria (Monotremados)
Metatheria (Marsupiais) - Placenta Rudimentar
Eutheria (Placentários)
Durante o desenvolvimento uma única célula divide-se
repetidamente para produzir muitas células diferentes.
Desenvolvimento de Organismos Multicelulares
O genoma normalmente e idêntico em todas as
células.
As células diferem não porque contenham
informações genéticas diferentes, mas porque expressam
conjuntos diferentes de genes.
Quatro processos essenciais de construção do
embrião:
Desenvolvimento de Organismos Multicelulares
Segmentação ou Clivagem
Divisões mitóticas do citoplasma do zigoto em células
menores os blastômeros, sem que ocorra o aumento do
volume total do embrião.
x
x
Mitose Normal
Clivagem
Segmentação ou Clivagem
Nos vertebrados os primeiros blastômeros são
totipotentes.
blastômero blastômero
Segmentação ou Clivagem
A quantidade e distribuição de vitelo determina onde
a clivagem pode ocorrer e o tamanho relativo dos
blastômeros.
Vitelo
Inibe a clivagem
(-) Divisão facilitada
Homogênea
(+) Divisão dificultada
Heterogênea
Segmentação ou Clivagem
Quando um polo do ovo é relativamente livre de
vitelo, a divisão celular ocorre nesse polo de uma forma mais
rápida do que a do polo oposto.
Segmentação ou Clivagem
1 célula 2 células
Blastômeros
4 células 8 células
Clivagem Holoblástica
Zigotos com relativamente pouco vitelo a clivagem é
holoblástica ou total.
Holoblástica Radial - Igual
Produz blastômeros iguais, do mesmo tamanho.
Padrão da clivagem 2, 4, 8, 16, 64, 128, 256 alternando
divisões meridionais e equatoriais.
Holoblástica Radial - Desigual
Produz blastômeros de tamanhos diferentes.
Holoblástica Espiral
Principais diferenças:
X
X
A clivagem se dá em ângulos oblíquos, formando a
disposição “espiral” de blastômeros filhos.
Holoblástica Bilateral
O primeiro plano de clivagem estabelece o único plano de
simetria no embrião, separando o embrião do que será o seu
futuro lado direito e esquerdo.
Ovo não clivado 8 células Estágio avançado
Holoblástica Rotacional
A clivagem nos mamíferos está entre as mais lentas do
reino animal – de 12 a 24 horas de separação.
Holoblástica Rotacional
Segunda clivagem um dos dois blastômeros se divide
meridionalmente e o outro se divide equatorialmente.
Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao mesmo
tempo.
Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao mesmo
tempo.
Holoblástica Rotacional
Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao
mesmo tempo.
Embriões de mamíferos não aumentam por igual do
estágio de 2 para 4 e para 8 células, números ímpares são
frequentes.
O genoma mamífero é ativado durante a clivagem
precoce, sendo o responsável pela produção de proteína
necessárias para a clivagem.
Compactação – Mamíferos
2 células 4 células 8 células Compactação
Blastômeros Compactação
Glicoproteínas de adesão de superfície celular (junções gap),
permitem a comunicação e passagem de íons e células
Clivagem Meroblástica (Parcial)
Atinge apenas uma parte do ovo.
Meroblástica Discoidal
Clivagem discoidal é uma característica de aves,
peixes e répteis.
Meroblástica Superficial
A quantidade de vitelo centralizada confina a
clivagem para a borda citoplasmática do ovo..
Meroblástica Bilateral
blastodisco
Recapitulando
Recapitulando
Resultados da Clivagem
Formação da Mórula – 16 a 32 células
No início da clivagem, os blastômeros aderem entre
si formando uma bola sólida com aspecto rugoso – Mórula
(Amora – latim).
Mórula –Final da clivagem – Blástula – Blastulação
Resultados da Clivagem
Formação da Blástula
Blastulação - Arranjo dos blastômeros em torno de
uma cavidade blastocele.
Blástula estrutura com uma parede celular e uma
cavidade cheia de líquido.
Resultados da Clivagem
Blastocele
Formação deve-se à secreção de proteínas pelos
blastômeros, no interior da blástula.
Importância da Compactação em mamíferos
Separação da massa interna celular (MCI) do
trofoblasto.
Compactação
16 blastômeros compactados
1ou 2 MCI
Importância da Compactação em mamíferos
Secreta fluídos
Formam o córion
Secretam Hormônios
Embrioblasto
Saco Vitelino
Alantóide
ÂmnioCavitação
Blastocisto
Importância da Compactação em mamíferos
Parede uterina Trofoblasto
Cavidade uterina
Cavidade do
blastocisto
Botão
embrionário
Estádio de
Blastocisto
Resultados da Clivagem
Espaço
subgerminal
Cicatrícula
Blastoderme
Epiblasto
Hipoblasto
Ovos Telolécitos
Clivagem Meroblástica ou Parcial
Blastocele
Recapitulando

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gravidez e desenvolvimento embrionário
Gravidez e desenvolvimento embrionárioGravidez e desenvolvimento embrionário
Gravidez e desenvolvimento embrionário
Isabel Lopes
 
Embriogênese
EmbriogêneseEmbriogênese
Embriogênese
César Milani
 
Desenvolvimento embrionário dos animais 2
Desenvolvimento embrionário dos animais 2Desenvolvimento embrionário dos animais 2
Desenvolvimento embrionário dos animais 2
letyap
 
158525481 aula-9-parede-celular
158525481 aula-9-parede-celular158525481 aula-9-parede-celular
158525481 aula-9-parede-celular
Patrícia Brinati
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
Fabiano Reis
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETO
Sheila Cassenotte
 
Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)
Bio
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Aula de gametogenese
Aula de gametogeneseAula de gametogenese
Aula de gametogenese
Fatima Comiotto
 
Embriologia
Embriologia Embriologia
Embriologia
Daniela Silveira
 
Tipos de ovos
Tipos de ovosTipos de ovos
Tipos de ovos
Professora Raquel
 
Aula gametogênese
Aula gametogêneseAula gametogênese
Aula gametogênese
César Milani
 
Celula procarionte
Celula procarionte Celula procarionte
Celula procarionte
Karoline Sena
 
1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
Flávio Silva
 
Aula 1 e 2 introduçao a embriologia
Aula 1 e 2 introduçao a embriologiaAula 1 e 2 introduçao a embriologia
Aula 1 e 2 introduçao a embriologia
Felipe Beijamini
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
Victor Hugo
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Gabriel Mendes de Almeida
 
Anexos embrionários
Anexos embrionáriosAnexos embrionários
Anexos embrionários
letyap
 
Organelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticasOrganelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticas
letyap
 
Células-tronco
Células-troncoCélulas-tronco
Células-tronco
Raphael Machado
 

Mais procurados (20)

Gravidez e desenvolvimento embrionário
Gravidez e desenvolvimento embrionárioGravidez e desenvolvimento embrionário
Gravidez e desenvolvimento embrionário
 
Embriogênese
EmbriogêneseEmbriogênese
Embriogênese
 
Desenvolvimento embrionário dos animais 2
Desenvolvimento embrionário dos animais 2Desenvolvimento embrionário dos animais 2
Desenvolvimento embrionário dos animais 2
 
158525481 aula-9-parede-celular
158525481 aula-9-parede-celular158525481 aula-9-parede-celular
158525481 aula-9-parede-celular
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETO
 
Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Aula de gametogenese
Aula de gametogeneseAula de gametogenese
Aula de gametogenese
 
Embriologia
Embriologia Embriologia
Embriologia
 
Tipos de ovos
Tipos de ovosTipos de ovos
Tipos de ovos
 
Aula gametogênese
Aula gametogêneseAula gametogênese
Aula gametogênese
 
Celula procarionte
Celula procarionte Celula procarionte
Celula procarionte
 
1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
 
Aula 1 e 2 introduçao a embriologia
Aula 1 e 2 introduçao a embriologiaAula 1 e 2 introduçao a embriologia
Aula 1 e 2 introduçao a embriologia
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Anexos embrionários
Anexos embrionáriosAnexos embrionários
Anexos embrionários
 
Organelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticasOrganelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticas
 
Células-tronco
Células-troncoCélulas-tronco
Células-tronco
 

Semelhante a Tipos de ovos e clivagem. pptx

Embriologia geral
Embriologia geralEmbriologia geral
Embriologia geral
Carlos Priante
 
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
margaridabt
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
abondio
 
biologiamarciaaraujo.blogspot.com
biologiamarciaaraujo.blogspot.combiologiamarciaaraujo.blogspot.com
biologiamarciaaraujo.blogspot.com
Marcia Moreira
 
Embriologia4485
Embriologia4485Embriologia4485
Embriologia4485
Marcia Moreira
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
URCA
 
Apresentação de biologia
Apresentação de biologiaApresentação de biologia
Apresentação de biologia
Roberto Bagatini
 
Embrio091107 resumo para 3s2011
Embrio091107 resumo para 3s2011Embrio091107 resumo para 3s2011
Embrio091107 resumo para 3s2011
Ionara Urrutia Moura
 
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
Maria Jaqueline Mesquita
 
59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao
Maria Jaqueline Mesquita
 
@bionicolaj Embrio human 01
@bionicolaj Embrio human 01@bionicolaj Embrio human 01
@bionicolaj Embrio human 01
Bionicolaj
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
Pedro Tavares
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
letyap
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
margaridabt
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexo
unesp
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
Claudia Leite
 
Sexo
SexoSexo
Sexo
unesp
 
Embriologia início
Embriologia inícioEmbriologia início
Embriologia início
zbrendo
 
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
agrapacanatejuga
 

Semelhante a Tipos de ovos e clivagem. pptx (20)

Embriologia geral
Embriologia geralEmbriologia geral
Embriologia geral
 
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
 
biologiamarciaaraujo.blogspot.com
biologiamarciaaraujo.blogspot.combiologiamarciaaraujo.blogspot.com
biologiamarciaaraujo.blogspot.com
 
Embriologia4485
Embriologia4485Embriologia4485
Embriologia4485
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Apresentação de biologia
Apresentação de biologiaApresentação de biologia
Apresentação de biologia
 
Embrio091107 resumo para 3s2011
Embrio091107 resumo para 3s2011Embrio091107 resumo para 3s2011
Embrio091107 resumo para 3s2011
 
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
 
59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao
 
@bionicolaj Embrio human 01
@bionicolaj Embrio human 01@bionicolaj Embrio human 01
@bionicolaj Embrio human 01
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexo
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Sexo
SexoSexo
Sexo
 
Embriologia início
Embriologia inícioEmbriologia início
Embriologia início
 
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Tipos de ovos e clivagem. pptx

  • 1. CLIVAGEM Domenica Palomaris Mariano de Souza domenica@uft.edu.br Universidade Federal do Tocantins Campus Araguaína –TO Bacharelado em Zootecnia
  • 2. Introdução CONCEITO Fertilização (Fecundação) é o processo pelo qual duas células sexuais (gametas) se fundem para criar um novo indivíduo com potenciais genéticos derivados dos dois genitores.
  • 4. Recapitulando a Fecundação Fecundação Sexo Reprodução 1ª) É a de transmitir genes dos pais para a prole 2ª) Iniciar no citoplasma do ovo aquelas reações que permitem o desenvolvimento
  • 5. Ovo Fertilizado ou Zigoto O desenvolvimento de um organismo pluricelular começa com uma única célula - ovo fertilizado ou zigoto.
  • 6. Tipos de Ovos Classificação Distribuição de vitelo Distribuição do Citoplasma Clivagem
  • 7. Vitelo Substância nutritiva do ovo; Os principais componentes do vitelo são as proteínas, os fosfolipídios e também gorduras neutras. Os diferentes tipos de ovos estão diretamente relacionados aos tipos de reprodução e adaptações embriológicas.
  • 8. De acordo com a quantidade e distribuição de vitelo: Tipos de Ovos
  • 9. São ovos com pouca quantidade e distribuição de vitelo mais ou menos uniformes. Ovos Oligolécitos Cordados inferiores, equinodermas, moluscos, anelídeos, nematódeos e em platelmintos.
  • 10. Semelhante aos ovos isolécitos. Ovos Alécitos São típicos de mamíferos placentários.
  • 11. Quantidade moderada de vitelo, distribuída de forma heterogênea no citoplasma ovular Ovos Heterolécitos A densidade do vitelo faz o núcleo celular se deslocar para o polo animal. Ovos de Anfíbios
  • 12. Quantidade grande de vitelo. Ovos Telolécitos Ovos típicos de aves, répteis e peixes. O citoplasma, contendo o núcleo, resume-se a um pequeno disco, restrito a uma região superficial, encostada na membrana plasmática.
  • 13. Apresentam uma quantidade relativamente grande de vitelo, que se concentra na região central do ovo. Ovos Centrolécitos Ovos típicos de artrópodos, especialmente insetos.
  • 14. Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento animal Animais Ovíparos O desenvolvimento do embrião ocorre no exterior do corpo da fêmea, dentro de um ovo. O embrião desenvolve-se à custa das reservas alimentares do ovo no exterior do organismo materno.
  • 15. Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento animal Animais Ovovivíparos Retêm os ovos dentro do corpo até a eclosão, e os embriões também se alimentam das reservas nutritivas presentes nos ovos.
  • 16. Constituição do Ovo Núcleo Viteloa) Sapo Núcleo Vitelo Albumen Casca Câmara de ar b) Galinha
  • 17. Tipos de ovos atendendo ao desenvolvimento animal Animais Vivíparos O embrião depende diretamente da mãe para a sua nutrição, que ocorre por meio de trocas fisiológicas entre mãe e feto. O custo energético é especialmente alto, pois as fêmeas investem energia na nutrição e no desenvolvimento do embrião dentro de seus corpos.
  • 18. Aspectos gerais do desenvolvimento em mamíferos Variação de acordo com as subclasses Prototheria (Monotremados) Metatheria (Marsupiais) - Placenta Rudimentar Eutheria (Placentários)
  • 19. Durante o desenvolvimento uma única célula divide-se repetidamente para produzir muitas células diferentes. Desenvolvimento de Organismos Multicelulares O genoma normalmente e idêntico em todas as células. As células diferem não porque contenham informações genéticas diferentes, mas porque expressam conjuntos diferentes de genes.
  • 20. Quatro processos essenciais de construção do embrião: Desenvolvimento de Organismos Multicelulares
  • 21. Segmentação ou Clivagem Divisões mitóticas do citoplasma do zigoto em células menores os blastômeros, sem que ocorra o aumento do volume total do embrião. x x Mitose Normal Clivagem
  • 22. Segmentação ou Clivagem Nos vertebrados os primeiros blastômeros são totipotentes. blastômero blastômero
  • 23. Segmentação ou Clivagem A quantidade e distribuição de vitelo determina onde a clivagem pode ocorrer e o tamanho relativo dos blastômeros. Vitelo Inibe a clivagem (-) Divisão facilitada Homogênea (+) Divisão dificultada Heterogênea
  • 24. Segmentação ou Clivagem Quando um polo do ovo é relativamente livre de vitelo, a divisão celular ocorre nesse polo de uma forma mais rápida do que a do polo oposto.
  • 25. Segmentação ou Clivagem 1 célula 2 células Blastômeros 4 células 8 células
  • 26. Clivagem Holoblástica Zigotos com relativamente pouco vitelo a clivagem é holoblástica ou total.
  • 27. Holoblástica Radial - Igual Produz blastômeros iguais, do mesmo tamanho. Padrão da clivagem 2, 4, 8, 16, 64, 128, 256 alternando divisões meridionais e equatoriais.
  • 28. Holoblástica Radial - Desigual Produz blastômeros de tamanhos diferentes.
  • 29. Holoblástica Espiral Principais diferenças: X X A clivagem se dá em ângulos oblíquos, formando a disposição “espiral” de blastômeros filhos.
  • 30. Holoblástica Bilateral O primeiro plano de clivagem estabelece o único plano de simetria no embrião, separando o embrião do que será o seu futuro lado direito e esquerdo. Ovo não clivado 8 células Estágio avançado
  • 31. Holoblástica Rotacional A clivagem nos mamíferos está entre as mais lentas do reino animal – de 12 a 24 horas de separação.
  • 32. Holoblástica Rotacional Segunda clivagem um dos dois blastômeros se divide meridionalmente e o outro se divide equatorialmente. Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao mesmo tempo. Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao mesmo tempo.
  • 33. Holoblástica Rotacional Os blastômeros de mamíferos não se dividem ao mesmo tempo. Embriões de mamíferos não aumentam por igual do estágio de 2 para 4 e para 8 células, números ímpares são frequentes. O genoma mamífero é ativado durante a clivagem precoce, sendo o responsável pela produção de proteína necessárias para a clivagem.
  • 34. Compactação – Mamíferos 2 células 4 células 8 células Compactação Blastômeros Compactação Glicoproteínas de adesão de superfície celular (junções gap), permitem a comunicação e passagem de íons e células
  • 35. Clivagem Meroblástica (Parcial) Atinge apenas uma parte do ovo.
  • 36. Meroblástica Discoidal Clivagem discoidal é uma característica de aves, peixes e répteis.
  • 37. Meroblástica Superficial A quantidade de vitelo centralizada confina a clivagem para a borda citoplasmática do ovo..
  • 41. Resultados da Clivagem Formação da Mórula – 16 a 32 células No início da clivagem, os blastômeros aderem entre si formando uma bola sólida com aspecto rugoso – Mórula (Amora – latim). Mórula –Final da clivagem – Blástula – Blastulação
  • 42. Resultados da Clivagem Formação da Blástula Blastulação - Arranjo dos blastômeros em torno de uma cavidade blastocele. Blástula estrutura com uma parede celular e uma cavidade cheia de líquido.
  • 43. Resultados da Clivagem Blastocele Formação deve-se à secreção de proteínas pelos blastômeros, no interior da blástula.
  • 44. Importância da Compactação em mamíferos Separação da massa interna celular (MCI) do trofoblasto. Compactação 16 blastômeros compactados 1ou 2 MCI
  • 45. Importância da Compactação em mamíferos Secreta fluídos Formam o córion Secretam Hormônios Embrioblasto Saco Vitelino Alantóide ÂmnioCavitação Blastocisto
  • 46. Importância da Compactação em mamíferos Parede uterina Trofoblasto Cavidade uterina Cavidade do blastocisto Botão embrionário Estádio de Blastocisto
  • 47. Resultados da Clivagem Espaço subgerminal Cicatrícula Blastoderme Epiblasto Hipoblasto Ovos Telolécitos Clivagem Meroblástica ou Parcial Blastocele