SlideShare uma empresa Scribd logo
TAREFAS DE TREINAMENTO
                                     FUTSAL
                                                                                         5ª PARTE




                                                      E
                                                                                         Autor: Pablo Prieto
                                                                                         Seleccionador Nacional de Libia


                                                                       ste mês, apresentaremos uma série de tarefas que
                                                                       nos levarão a conhecer melhor o funcionamento e
                                                                       desenvolvimento do futsal.

                                                       Realizamos um repasso desde A á Z e cada mês aprofundaremos
                                                       em sete tarefas...
198                                                                                                                      199
      NOVEMBRO   Futsal   © Artigo publicado em   www.futbol-tactico.com             Futsal                   NOVEMBRO
Tarefa 1
OBJETIVO: Pivô ( ataque – 3º homem / Defesa do jogo com pivô )

ESPAÇO: 28 X 20

DURAÇÃO: 2 series de 4 minutos ( rotar aos pivôs )

Nº JOGADORES : 8 Jogadores + 2 Goleiros

DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 3 x 3 em 28 X 20 , e cada equipe leva
um curinga que se situa no centro da quadra, ademais cada equipe leva 2 pivôs que se
movem livremente por detrás. Joga-se a 3 toques, quando um jogador no momento do controle
diga “ bola “, sai o curinga de fora que pode passar ao pivô, ou a outro companheiro. Se faz finca pé no
defesa do jogo com pivô , e também no terceiro homem do ataque.

VARIANTES: Limitar número de toques.Se consegue gol , quando se jogue com pivô é DOBRO.Para que
saia o curinga , é obrigatório dar no mínimo 4 passes.


Tarefa 2                                                                                                    OBJETIVO : TOMADA DE DECISÃO – JOGO
                                                                                                            DE “ COLETES “

                                                                                                            ESPAÇO: 40 X 20 		              DURAÇÃO: 8 minutos

                                                                                                            Nº JOGADORES : 10 jogadores ( 5 por cada equipe , sem goleiros ) 	     MATERIAL:      Goleiros,   Bolas,
                                                                                                            Coletes

                                                                                                                DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 5 X 5 em toda a quadra , a toques livres (cada jogador leva um
                                                                                                                      colete na mão). Despois de cada passe, o jogador terá que tirar o “ coletes “ no chão

                                                                                                                                     Quando todos os jogadores tirem o colete, a equipe poderá conseguir GOL ( só
                                                                                                                                            dentro da área). Se existe uma perdida de bola, o jogador terá que ir a
                                                                                                                                              recolher o colete para poder defender

                                                                                                                                         Se um jogador defende sem colete, se penalizará com um a falta no lugar
                                                                                                                                  que haja intervindo.

                                                                                                                           VARIANTES: Limitar número de toques.Mudar de sentido despois do gol.

                                                                                                                    Para que o gol seja valido , tem que passar todos os atacantes a metade da quadra.
200                                                                                                                                                                                                            201
      NOVEMBRO                         Futsal                                  © Artigo publicado em       www.futbol-tactico.com                         Futsal                                   NOVEMBRO
Tarefa 3                                                                                                     Tarefa 5
OBJETIVO : Tomada de decisão (dos jogadores com bola na mão)                                                 OBJETIVO : Tomada de decisão (repregue – superioridades)

ESPAÇO: 40 X 20 DURAÇÃO: 2 series de 6 minutos                                                               ESPAÇO: 40 X 20 		                DURAÇÃO: 6 minutos 	

Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros (2 jogadores de cada equipe levam um bola na mão)                   Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros ( 2 jogadores se situam no meio
                                                                                                             da quadra com uma bola no pé – 1 jogador por equipe )
                                                 MATERIAL: traves, bolas, coletes
                                                                                                             MATERIAL:     traves,    bolas,
                                                                  DESENVOLVIMENTO: Joga-se a
                                                                                                             coletes
                                                                        dois ou três toques um jogo
                                                                                   real. Cada equipe
                                                                                            leva um


jogador que
tem um bola na mão,
o qual não pode nem atacar                                                                                                                                                                 DESENVOLVIMENTO:
nem defender. Para isso tem que                                                                                                                                                   Joga-se a 3 toques em 40 x 20.
desprender-se da bola. Em caso de receber
                                                                                                                                                                        Quando um jogador no momento do controle
com a bola na mão, será falta a favor da equipe
                                                                                                                                                                diga « BOLA «, se incorporar ao jogo seu companheiro
contraria. Em caso de conseguir gol, segue com a posse a
                                                                                                                                                       que estava de curinga no centro da quadra, com a bola que
equipe atacante e muda o sentido do ataque.
                                                                                                             tinha no pé ( passe ), não pode conseguir gol diretamente.
VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques. Que o gol seja valido só dentro da área. Que o gol seja valido
                                                                                                             O jogador que diz « BOLA «, tem que sair-se , e ir ao lugar onde estava o curinga.Se consegue gol numa
a um toque.
                                                                                                             trave, a equipe segue com a posse e muda o sentido do ataque.

 Tarefa 4                                                                                                                                      VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques. Que pode conseguir gol
                                                                                                                                                diretamente o curinga.

OBJETIVO: Toma de decisão (repregues – escanteio rápido)

ESPAÇO: 28 X 20 DURAÇÃO: 6 minutos

Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 goleiros (2 jogadores
curingas de cada equipe se situam com um bola no saque de
escanteio, um em cada lado)

MATERIAL: traves, bolas, coletes

DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 3 x 3 , á 3 toques.

Quando a bola saia fora de banda, se inicia com um escanteio pela zona onde saiu a bola, a
favor da equipe que tem a posse.

Se há gol , inicia a equipe que o conseguiu.

VARIANTES:

Se existe falta, se inicia com escanteio – se dão mais de 3 toques se inicia com escanteio.


202                                                                                                                                                                                                              203
      NOVEMBRO                          Futsal                                    © Artigo publicado em    www.futbol-tactico.com                           Futsal                                   NOVEMBRO
Tarefa 6
OBJETIVO: Tomada de decisão ( repregues – superioridades )
ESPAÇO: 40 X 20
DURAÇÃO: 6 minutos
Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros ( 2 jogadores se situam no
meio da quadra com uma bola na mão – 1 jogador por equipe )
MATERIAL: traves, bolas, coletes
DESENVOLVIMENTO: Joga-se a 3 toques em 40 x 20
Quando um jogador de dentro da quadra, jogue com seu
curinga, este tem duas opções:
1.- Devolver a um toque e o curinga fica no lugar - o jogo continua no mesmo
sentido.
2.- Controlar a bola com a planta do pé, e sair jogando com a bola da mão, em sentido contrario
a onde estava atacando sua equipe. – O jogador que realizou o passe se vai ao lugar onde estava o
curinga.
Se consegue gol numa trave, a equipe segue com a posse e muda o sentido do ataque.Existem saques
de banda e escanteio. Se deve de fazer finca pé no defesa em zona ALTA.
VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques - 2 toques.
Premiar com gol dobre, os gols do segundo pau.


  Tarefa 7
OBJETIVO: Transições – Profundidade

ESPAÇO: 40 X 20 ( duas traves invertidas no centro da
quadra)

DURAÇÃO: 2 series de 5 minutos

Nº JOGADORES : 8 Jogadores + 2 Goleiros

DESENVOLVIMENTO: A equipe VERMELHA, faz de atacante nessa zona da
quadra ( jogo livre ), e a equipe AZUL da defesa (joga dois toques )

Na outra zona da quadra muda-se o rol das equipes.A equipe defensora quando consiga dar 4
passes seguidos , pode passar ao outro campo onde se converte em Atacante.

Se uma equipe consegue GOL, o goleiro põe a bola em jogo com a equipe defensora.

VARIANTES:

No limitar os toques. Todos têm que estar na quadra contraria para que o gol seja valido.

204                                                                                                                                                    205
      NOVEMBRO                          Futsal                                    © Artigo publicado em   www.futbol-tactico.com   Futsal   NOVEMBRO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e ProfundidadeConceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e Profundidade
Leandro Zago
 
Esquema Tatico
Esquema TaticoEsquema Tatico
Esquema Tatico
marceloedf
 
Táticas de defesa e ataque no basquetebol
Táticas de defesa e ataque no basquetebolTáticas de defesa e ataque no basquetebol
Táticas de defesa e ataque no basquetebol
Marcos Dieison
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
Renato Moreira
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
Tony
 
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e Pressing
Leandro Zago
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
carlosmoreira
 
Relatório de jogo Portugal x Holanda
Relatório de jogo Portugal x HolandaRelatório de jogo Portugal x Holanda
Relatório de jogo Portugal x Holanda
Roberto Braguim
 
Rondos - Passes Curtos e Rápidos
Rondos - Passes Curtos e RápidosRondos - Passes Curtos e Rápidos
Rondos - Passes Curtos e Rápidos
Rafael Hackbarth
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
williamwmo
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Apontamentos
ApontamentosApontamentos
Apontamentos
RMOTA3
 
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
Carlos Eduardo Arissa Vargas
 
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão DerbyBenfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Futebol Relatórios e Tácticas
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Rafael Hackbarth
 
Referências para a Ocupação do Espaço sem Bola
Referências para a Ocupação do Espaço sem BolaReferências para a Ocupação do Espaço sem Bola
Referências para a Ocupação do Espaço sem Bola
Leandro Zago
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Fundação Real Madrid
 
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
actualidades
 

Mais procurados (18)

Conceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e ProfundidadeConceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e Profundidade
 
Esquema Tatico
Esquema TaticoEsquema Tatico
Esquema Tatico
 
Táticas de defesa e ataque no basquetebol
Táticas de defesa e ataque no basquetebolTáticas de defesa e ataque no basquetebol
Táticas de defesa e ataque no basquetebol
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
 
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e Pressing
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
 
Relatório de jogo Portugal x Holanda
Relatório de jogo Portugal x HolandaRelatório de jogo Portugal x Holanda
Relatório de jogo Portugal x Holanda
 
Rondos - Passes Curtos e Rápidos
Rondos - Passes Curtos e RápidosRondos - Passes Curtos e Rápidos
Rondos - Passes Curtos e Rápidos
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apontamentos
ApontamentosApontamentos
Apontamentos
 
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
 
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão DerbyBenfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
 
Referências para a Ocupação do Espaço sem Bola
Referências para a Ocupação do Espaço sem BolaReferências para a Ocupação do Espaço sem Bola
Referências para a Ocupação do Espaço sem Bola
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
 
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
 

Destaque

Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Futbol Tactico Brasil
 
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
Futbol Tactico Brasil
 
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3. Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
Futbol Tactico Brasil
 
Fundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum prontoFundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum pronto
ferveronezi09
 
Tatica individual ofensiva 2
Tatica individual ofensiva 2Tatica individual ofensiva 2
Tatica individual ofensiva 2
Futbol Tactico Brasil
 
Tarefa sistematica
Tarefa sistematicaTarefa sistematica
Tarefa sistematica
Futbol Tactico Brasil
 
Plano de curso ed.física - 6ºano
Plano de curso   ed.física - 6ºanoPlano de curso   ed.física - 6ºano
Plano de curso ed.física - 6ºano
nandatinoco
 
História do Futsal
História do FutsalHistória do Futsal
História do Futsal
Argentino Uebas
 
Musculação conceitos e aplicações
Musculação   conceitos e aplicaçõesMusculação   conceitos e aplicações
Musculação conceitos e aplicações
washington carlos vieira
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
NetKids
 
Treinamento musculação métodos e sistemas
Treinamento   musculação métodos e sistemasTreinamento   musculação métodos e sistemas
Treinamento musculação métodos e sistemas
Fernando Valentim
 
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
Edivaldo Santos Lima
 

Destaque (12)

Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
 
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
Tarefas jogadas para a melhora da finalização e sua defesa (2ª Parte)
 
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3. Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.
 
Fundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum prontoFundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum pronto
 
Tatica individual ofensiva 2
Tatica individual ofensiva 2Tatica individual ofensiva 2
Tatica individual ofensiva 2
 
Tarefa sistematica
Tarefa sistematicaTarefa sistematica
Tarefa sistematica
 
Plano de curso ed.física - 6ºano
Plano de curso   ed.física - 6ºanoPlano de curso   ed.física - 6ºano
Plano de curso ed.física - 6ºano
 
História do Futsal
História do FutsalHistória do Futsal
História do Futsal
 
Musculação conceitos e aplicações
Musculação   conceitos e aplicaçõesMusculação   conceitos e aplicações
Musculação conceitos e aplicações
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Treinamento musculação métodos e sistemas
Treinamento   musculação métodos e sistemasTreinamento   musculação métodos e sistemas
Treinamento musculação métodos e sistemas
 
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
148203083 musculacao-biomecanica-e-treinamento
 

Semelhante a Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte

Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
proinfoalda
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
Carlos Thavares
 
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto heppFutsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
dalilahack
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
dalilahack
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
Carlos Thavares
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
Carlos Thavares
 
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfaApostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Débora Medeiros
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
adnete
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
Lisleia Macedo
 
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICASHISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
romanenghiitalo
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
dalilahack
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
marcelosilveirazero1
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
NetKids
 
Handebol
HandebolHandebol
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
edmar02dantas
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
tv2aetabua
 
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
MarcilioFeitosaLima1
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
Sérgio Amaral
 
Handebol
HandebolHandebol
Apresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdfApresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdf
JOÃO PEREIRA
 

Semelhante a Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte (20)

Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto heppFutsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Apostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfaApostila de flagbol_5x5 apfa
Apostila de flagbol_5x5 apfa
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICASHISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
HISTÓRIA DO FUTSAL COMO FOI CRIADO E REGRAS BÁSICAS
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
FUTSAL FUNDAMENTAS.ppt Educação Física24
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Apresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdfApresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdf
 

Mais de Futbol Tactico Brasil

Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Futbol Tactico Brasil
 
Praticas de jogo para a melhora da força de luta
Praticas de jogo para a melhora da força de lutaPraticas de jogo para a melhora da força de luta
Praticas de jogo para a melhora da força de luta
Futbol Tactico Brasil
 
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Futbol Tactico Brasil
 
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsalIniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Futbol Tactico Brasil
 
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
Futbol Tactico Brasil
 
Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.
Futbol Tactico Brasil
 
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
Futbol Tactico Brasil
 
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Futbol Tactico Brasil
 
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
Futbol Tactico Brasil
 
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Futbol Tactico Brasil
 
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Futbol Tactico Brasil
 
Corinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca JuniorsCorinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca Juniors
Futbol Tactico Brasil
 
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsalTreinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Futbol Tactico Brasil
 
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Futbol Tactico Brasil
 
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Futbol Tactico Brasil
 
O ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogoO ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogo
Futbol Tactico Brasil
 
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Futbol Tactico Brasil
 
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionaisPlanificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
Futbol Tactico Brasil
 

Mais de Futbol Tactico Brasil (18)

Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
 
Praticas de jogo para a melhora da força de luta
Praticas de jogo para a melhora da força de lutaPraticas de jogo para a melhora da força de luta
Praticas de jogo para a melhora da força de luta
 
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
 
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsalIniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
 
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
Tarefas para o trabalho de finalizações sobre ataque previsto.
 
Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.
 
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiv...
 
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
 
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
 
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
 
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
 
Corinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca JuniorsCorinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca Juniors
 
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsalTreinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
 
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
 
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
 
O ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogoO ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogo
 
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
 
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionaisPlanificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
Planificacao tática da pre temporada em equipes profissionais
 

Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte

  • 1. TAREFAS DE TREINAMENTO FUTSAL 5ª PARTE E Autor: Pablo Prieto Seleccionador Nacional de Libia ste mês, apresentaremos uma série de tarefas que nos levarão a conhecer melhor o funcionamento e desenvolvimento do futsal. Realizamos um repasso desde A á Z e cada mês aprofundaremos em sete tarefas... 198 199 NOVEMBRO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal NOVEMBRO
  • 2. Tarefa 1 OBJETIVO: Pivô ( ataque – 3º homem / Defesa do jogo com pivô ) ESPAÇO: 28 X 20 DURAÇÃO: 2 series de 4 minutos ( rotar aos pivôs ) Nº JOGADORES : 8 Jogadores + 2 Goleiros DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 3 x 3 em 28 X 20 , e cada equipe leva um curinga que se situa no centro da quadra, ademais cada equipe leva 2 pivôs que se movem livremente por detrás. Joga-se a 3 toques, quando um jogador no momento do controle diga “ bola “, sai o curinga de fora que pode passar ao pivô, ou a outro companheiro. Se faz finca pé no defesa do jogo com pivô , e também no terceiro homem do ataque. VARIANTES: Limitar número de toques.Se consegue gol , quando se jogue com pivô é DOBRO.Para que saia o curinga , é obrigatório dar no mínimo 4 passes. Tarefa 2 OBJETIVO : TOMADA DE DECISÃO – JOGO DE “ COLETES “ ESPAÇO: 40 X 20 DURAÇÃO: 8 minutos Nº JOGADORES : 10 jogadores ( 5 por cada equipe , sem goleiros ) MATERIAL: Goleiros, Bolas, Coletes DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 5 X 5 em toda a quadra , a toques livres (cada jogador leva um colete na mão). Despois de cada passe, o jogador terá que tirar o “ coletes “ no chão Quando todos os jogadores tirem o colete, a equipe poderá conseguir GOL ( só dentro da área). Se existe uma perdida de bola, o jogador terá que ir a recolher o colete para poder defender Se um jogador defende sem colete, se penalizará com um a falta no lugar que haja intervindo. VARIANTES: Limitar número de toques.Mudar de sentido despois do gol. Para que o gol seja valido , tem que passar todos os atacantes a metade da quadra. 200 201 NOVEMBRO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal NOVEMBRO
  • 3. Tarefa 3 Tarefa 5 OBJETIVO : Tomada de decisão (dos jogadores com bola na mão) OBJETIVO : Tomada de decisão (repregue – superioridades) ESPAÇO: 40 X 20 DURAÇÃO: 2 series de 6 minutos ESPAÇO: 40 X 20 DURAÇÃO: 6 minutos Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros (2 jogadores de cada equipe levam um bola na mão) Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros ( 2 jogadores se situam no meio da quadra com uma bola no pé – 1 jogador por equipe ) MATERIAL: traves, bolas, coletes MATERIAL: traves, bolas, DESENVOLVIMENTO: Joga-se a coletes dois ou três toques um jogo real. Cada equipe leva um jogador que tem um bola na mão, o qual não pode nem atacar DESENVOLVIMENTO: nem defender. Para isso tem que Joga-se a 3 toques em 40 x 20. desprender-se da bola. Em caso de receber Quando um jogador no momento do controle com a bola na mão, será falta a favor da equipe diga « BOLA «, se incorporar ao jogo seu companheiro contraria. Em caso de conseguir gol, segue com a posse a que estava de curinga no centro da quadra, com a bola que equipe atacante e muda o sentido do ataque. tinha no pé ( passe ), não pode conseguir gol diretamente. VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques. Que o gol seja valido só dentro da área. Que o gol seja valido O jogador que diz « BOLA «, tem que sair-se , e ir ao lugar onde estava o curinga.Se consegue gol numa a um toque. trave, a equipe segue com a posse e muda o sentido do ataque. Tarefa 4 VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques. Que pode conseguir gol diretamente o curinga. OBJETIVO: Toma de decisão (repregues – escanteio rápido) ESPAÇO: 28 X 20 DURAÇÃO: 6 minutos Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 goleiros (2 jogadores curingas de cada equipe se situam com um bola no saque de escanteio, um em cada lado) MATERIAL: traves, bolas, coletes DESENVOLVIMENTO: Joga-se um 3 x 3 , á 3 toques. Quando a bola saia fora de banda, se inicia com um escanteio pela zona onde saiu a bola, a favor da equipe que tem a posse. Se há gol , inicia a equipe que o conseguiu. VARIANTES: Se existe falta, se inicia com escanteio – se dão mais de 3 toques se inicia com escanteio. 202 203 NOVEMBRO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal NOVEMBRO
  • 4. Tarefa 6 OBJETIVO: Tomada de decisão ( repregues – superioridades ) ESPAÇO: 40 X 20 DURAÇÃO: 6 minutos Nº JOGADORES : 10 Jogadores + 2 Goleiros ( 2 jogadores se situam no meio da quadra com uma bola na mão – 1 jogador por equipe ) MATERIAL: traves, bolas, coletes DESENVOLVIMENTO: Joga-se a 3 toques em 40 x 20 Quando um jogador de dentro da quadra, jogue com seu curinga, este tem duas opções: 1.- Devolver a um toque e o curinga fica no lugar - o jogo continua no mesmo sentido. 2.- Controlar a bola com a planta do pé, e sair jogando com a bola da mão, em sentido contrario a onde estava atacando sua equipe. – O jogador que realizou o passe se vai ao lugar onde estava o curinga. Se consegue gol numa trave, a equipe segue com a posse e muda o sentido do ataque.Existem saques de banda e escanteio. Se deve de fazer finca pé no defesa em zona ALTA. VARIANTES: Deixar o jogo livre de toques - 2 toques. Premiar com gol dobre, os gols do segundo pau. Tarefa 7 OBJETIVO: Transições – Profundidade ESPAÇO: 40 X 20 ( duas traves invertidas no centro da quadra) DURAÇÃO: 2 series de 5 minutos Nº JOGADORES : 8 Jogadores + 2 Goleiros DESENVOLVIMENTO: A equipe VERMELHA, faz de atacante nessa zona da quadra ( jogo livre ), e a equipe AZUL da defesa (joga dois toques ) Na outra zona da quadra muda-se o rol das equipes.A equipe defensora quando consiga dar 4 passes seguidos , pode passar ao outro campo onde se converte em Atacante. Se uma equipe consegue GOL, o goleiro põe a bola em jogo com a equipe defensora. VARIANTES: No limitar os toques. Todos têm que estar na quadra contraria para que o gol seja valido. 204 205 NOVEMBRO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal NOVEMBRO