SlideShare uma empresa Scribd logo
FUNDAMENTOS BÁSICOS E PRINCIPAIS REGRAS DOS
                     ESPORTES


                                      BASQUETEBOL

                            FUNDAMENTOS BÁSICOS
                Os fundamentos representam os movimentos e gestos básicos do basquetebol.
A sua correta execução é condição impar para que o aluno/jogador possa praticar o esporte da
forma mais natural e desenvolta.
Os fundamentos podem ser classificados de acordo com suas características (ataque, defesa,
com bola e sem bola) e possuem tipos diferentes, que implicam variadas mecânicas de
execução. No quadro 1 indicamos os fundamentos, suas características e tipos.


            CLASSIFICAÇÃO, TIPOS E CARACTERÍSTICAS DOS FUNDAMENTOS.
      Fundamentos                                Tipos                            Características
   Controle do corpo    Paradas bruscas, saídas rápidas, fintas, saltos, giros,      Sem bola
                        corridas e deslocamentos.                                     Defesa
                                                                                      Ataque
   Controle de bola     Habilidades diversas                                        Com bola
                                                                                      Ataque
   Drible               Alto, baixo, parado, em velocidade e com mudanças           Com bola
                        de direção.                                                   Ataque
   Passes               Com as duas mãos: à altura do peito, acima da               Com bola
                        cabeça, por baixo e picado.                                   Ataque
                        Com uma das mãos: picado, à altura do ombro, tipo
                        gancho e por baixo.
   Arremessos           Bandeja, com uma das mãos, jump e tipo gancho.              Com bola
                                                                                      Ataque
   Fundamentos          Posição básica de defesa                                     Sem bola
   individuais de       Deslocamentos                                                 Defesa
   defesa
   Rebote               De ataque e de defesa                                     Fase com bola
                                                                                  Fase sem bola
REGRAS BASICAS

REGRA 1 – DEFINIÇÃO

O basquetebol é jogado por duas equipes de cinco jogadores, sendo que o objetivo de cada equipe é o de
marcar pontos na cesta adversária e evitar que a outra equipe faça pontos.
REGRA 2 – DIMENSÕES DA QUADRA
2.1 – A quadra deverá ser de forma retangular e medir oficialmente 28m x 15m.
2.2 – Cada quadra deverá possuir duas tabelas com uma cesta em cada uma delas, cesta que estará afixada
à altura de 3,05m do solo.
2.3 – A bola deverá ser de cor alaranjada e pesar entre 567g e 650g.
REGRA 3 – OFICIAIS DE ARBITRAGEM
3.1 – Em um jogo oficial atuarão: um árbitro, um fiscal (ambos dentro da quadra), um apontador, um
cronometrista e um operador de 24” (estes últimos na mesa de controle).
REGRA 4 – JOGADORES SUBSTITUTOS E TÉCNICOS
4.1 – Cada equipe pode ser formada por até doze jogadores, um técnico e um assistente técnico.
4.2 – A numeração utilizada nas camisetas de jogo será de 4 a 15.
REGRA 5 – REGULAMENTAÇÃO DO TEMPO DE JOGO
5.1 – As partidas oficiais terão a seguinte duração:
    -    Quatro períodos de dez minutos;
    -    Sendo dois minutos de intervalo entre o 1º e 2º e entre o 3º e 4º períodos, e quinze minutos de
         intervalo no meio do jogo.
5.2 – Cada equipe, ao recuperar uma bola viva, terá um tempo de 24” para tentar um arremesso à cesta
adversária.
5.3 – As equipes terão direito a pedidos de tempo que durarão um minuto completo, podendo pedir cada
uma delas:
    -    Dois tempos durante os 1º e 2º períodos e três tempos no restante do jogo 3º e 4º períodos.
5.4 – Caso um jogo termine empatado, haverá um ou vários períodos extras de cinco minutos, até que se
determine um vencedor.
REGRA 6 – REGULAMENTO DO JOGO
6.1 – Um jogo não pode ser iniciado com menos de cinco jogadores em cada equipe, entretanto, após o
inicio da partida, cada equipe poderá jogar até com dois jogadores.
6.2 – A bola deve ser jogada com as mãos e pode ser driblada, passada ou arremessada a cesta.
6.3 – Cada cesta poderá valer: um, dois ou três pontos, dependendo do local e da situação em que a bola é
arremessada.
6.4 – Não há limites para o número de substituições que cada equipe poderá fazer no jogo.
REGRA 7 – VIOLAÇÕES
7.1 – Violação é uma infração as regras que não envolve contato pessoal com o adversário. Exemplos de
violação no jogo: andar com a bola nas mãos; voltar a bola para a zona de defesa; ficar mais que 3” na
área restritiva do garrafão; demorar mais que 8” para passar a bola da zona de defesa para a zona de
ataque.
REGRA 8 – FALTAS
8.1 – Falta é uma infração as regras que envolvem contato pessoal com o adversário e/ou comportamento
antidesportivo.
Tipos de falta em basquetebol: falta pessoal; falta dupla; falta antidesportiva e falta desqualificante.
REGRA 9 – FALTAS TÉCNICAS
9.1 – Faltas técnicas acontecem quando o espírito de cooperação ao jogo é infringido deliberada ou
repetidamente. Existem dois tipos: falta técnica de jogador e falta técnica de técnico, substitutos ou
acompanhantes.
REGRA 10 – PROVISÕES GERAIS
10.1 – Falta de jogador: cada jogador que cometer cinco faltas será automaticamente eliminado da
partida.
10.2 – Falta de equipe (coletiva): cada equipe terá um limite de quatro faltas por período. Após esse
limite, a equipe sofrerá uma punição de dois lances livres a cada falta cometida, exceção feita às faltas
que contarem com penalidades de maior gravidade.



                                  O FUTEBOL
O esporte é praticado de acordo com algumas regras, resumidas aqui.

Os dois times de onze jogadores disputam pela posse da bola para fazer um gol no
adversário. O time que tiver feito mais gols será o vencedor; no caso do jogo ser
finalizado com o mesmo número de gols ele termina empatado. Para conduzir a bola os
jogadores não podem tocar a mesma com as mãos. Qualquer outra parte do corpo é
permitida para se dominar a bola e conduzi-la.

A única exceção são os goleiros (ou guarda-redes em Portugal) e no caso de laterais. Os
goleiros são jogadores únicos que ficam embaixo da trave e cujo objetivo é defender a
baliza dos chutes adversários, podendo para tal usar qualquer parte do corpo. Já as
cobranças de laterais são quando a bola sai pela linha de lado do campo. Neste caso,
para recolocá-la em jogo é necessário usar as duas mãos arremessando-a para um
companheiro. E os escanteios quando a bola sai pela linha de fundo do campo. E neste
caso deve ser recolocada em jogo com os pés.

Esquemas táticos
As regras do futebol não determinam especificamente outras posições além do goleiro.
Porém, com o desenvolvimento do jogo, um certo número de posições especializadas
foi criada. As posições principais no futebol são:
O goleiro ou guarda-redes é quem protege o golo. É o único jogador que pode
       usar as mãos, e mesmo assim só pode usá-las dentro da área. Sua função é
       impedir que a bola passe pelas traves.

       Os zagueiros ou centrais tem a função de ajudar o goleiro a proteger o gol,
       tentando desarmar os atacantes adversários.

       Os laterais ocupam as laterais do campo. Também ajudam o goleiro a proteger
       o golo e normalmente são os responsáveis de repor a bola em jogo quando esta
       sai pelas linhas laterais do campo.

       Os meias, médios, meio campista têm basicamente a função de fazer a conexão
       entre a defesa e o ataque do time, atuando tanto na marcação como nas jogadas
       ofensivas.

       O atacante ou avançado tem a função fundamental de fazer o gol.

As posições definem a área do campo de atuação de um jogador, mas não o prendem a
ela. Jogadores podem trocar de posições, sendo isso bem frequente. Os goleiros tem
uma mobilidade menos versátil por sua função, mas também podem participar de
cobranças de faltas e escanteios.
O número de jogadores em cada posição define o esquema tático do time, sendo os mais
comuns na atualidade o 4-4-2, o 3-5-2 e o 4-5-1. Os números indicam a ordem
sequencial de jogadores nas posições: o 4-4-2, por exemplo, é formado por 4 defensores
(zagueiros mais laterais), 4 meias e 2 atacantes.

Jogadores e Equipamento
Cada equipe é composta de 11 jogadores (excluindo os substituitos), no qual um deve
ser o goleiro. O mínimo de jogadores permitido numa partida em andamento é de sete
jogadores. Se uma equipe ultrapassar esse número (por expulsão ou impossibilidade de
troca) o jogo é terminado com o placar com que foi finalizado.

O equipamento básico necessário são shorts, uma camisa, meias, um calçado e uma
caneleira. Os jogadores são proibidos de usarem qualquer objeto que possa machucar
outros jogadores, como jóias e relógios.

Um certo número de substituições pode ser feita durante o jogo. Em competições
oficiais são permitidas no máximo três substituições. O número, entretanto, pode variar,
sendo isso normalmente em amistosos.
Campo de jogo
O comprimento do campo de jogo numa partida oficial deve ser de 100-100m e a
largura de 64-75m. As duas linhas de marcação denominam-se linhas laterais. As duas
mais curtas são as linhas de meta. A bola ao sair das linhas laterais deve ser recolocada
em jogo pelas maõs. Já nas linhas de metas há duas possibilidades: se o último toque da
bola antes de sair foi feito pelo tim e defensor, será dado o escanteio (que é batido com
os pés) para o time atacante. Do contrário a bola é do goleiro do time defensor.




O gol deve ter um comprimento de 7.32m, e a distânia do travessão (a trave superior) ao
chão deve ser de 2.44m. As redes não são obrigatórias (apesar serem fixadas em
qualquer torneio); elas só podem ser colocadas se estiverem presas de forma que não
atrapalhe o goleiro.

Na frente de cada gol há a área penal (chamada coloquialmente de grande área). Essa
área consiste de duas linhas perpendiculares à linha de meta, a 16,5m de cada poste.
Essas linhas se unem com uma linha de 40,3m paralela à linha de meta. Toda essa área
delimitada é a área penal

Duração
90 minutos no total. As partidas oficiais são compostas de dois tempos iguais de 45
minutos cada um Entre esses tempos há um intervalo, que não poderá exceder 15
minutos.
FUTSAL
REGRAS BÁSICAS

Equipes – as equipes são formadas por cinco jogadores, sendo quatro na linha (um fixo, um
pivô e dois alas) e o goleiro, além dos sete reservas.

Tempo – A partida é disputada em dois períodos de 20 minutos com intervalo de 10 minutos
entre os períodos.

Quadra – a quadra é formada por um retângulo de, no máximo, 42m e, no mínimo, 25m de
comprimento e largura máxima de 22m e mínima de 15m.

Pontuação – cada gol marcado para o time equivale a 1 ponto no placar.

Bola – circunferência: 62-64cm
          massa: 400-440g
Solta de uma altura de 2m, no primeiro salto ela não deve ultrapassar 65cm de altura e deve
saltar, no máximo, 3 vezes.

Árbitros – são dois árbitros, o principal e o auxiliar. Há também o árbitro reserva e o
cronometrista, que fica encarregado da marcação do tempo de partida e da marcação dos
pedidos de tempo dos técnicos.

Tempo técnico – cada treinador tem o direito a dois tempos, um em cada período, com duração
de 1 minuto.

Substituições – as substituições são "volantes", devem ocorrer na zona específica e não
precisam de aviso prévio. O número é indeterminado e o jogador pode sair e retornar à quadra
quantas vezes forem necessárias.

Faltas acumulativas – são acumuladas todas as faltas (técnicas, pessoais e disciplinares),
podendo ocorrer cinco por período de jogo. Da sexta em diante, as infrações são cobradas sem a
formação de barreira, numa marca especial. Os jogadores do time que cobrará a penalidade,
devem estar em seu campo de defesa na hora da cobrança.


FUNDAMENTOS
 Os fundamentos do futsal são: passe; chute; cabeceio; controle; drible; condução;
domínio e marcação.
A QUADRA




                                HANDEBOL
Handebol, jogo de quadra ou campo disputado entre duas equipes cuja finalidade é mandar a
bola ao gol do adversário, jogando-a com a mão desde fora da linha que delimita a área de gol.
Como       jogo      de      campo,     cada     equipe       tem      onze     componentes.
Jogado em quadra coberta, que é o mais comum, as equipes são formadas por cinco ou sete
jogadores.
O jogo foi criado na década de 1890, quando um instrutor de ginástica alemão chamado Konrad
Koch estabeleceu suas regras. É disciplina olímpica desde 1936. O órgão diretor atual é a
Federação Internacional de Handebol (IHF) fundada em 1946.

                                           O jogo

O jogo de handebol é constituído por dois tempos de 30 minutos com 10 minutos de intervalo
entre eles, nas últimas olimpíadas de Atlanta foi permitida a utilização do tempo, como no
voleibol. O número de substituições é ilimitado mas elas tem de ser feitas no espaço de 4,45
metros que cada time possui especialmente para isso, elas são feitas também sem a interrupção
do jogo e é preciso que um jogador saia completamente da quadra antes que outro entre em seu
lugar, caso ocorra uma substituição incorreta, ela deve ser avisada ao árbitro da partida pela
mesa do jogo, que é constituída por um cronometrista e um marcador de gols. E então o jogador
que cometeu a infração recebe uma punição de 2 minutos. O objetivo básico do jogo é manobrar
o adversário passando a bola hábil e rapidamente entre os jogadores e quando possível
arremessá-la ao gol, marcando um ponto caso a bola ultrapasse completamente a linha de gol. É
preciso muito jogo de corpo para enganar o adversário e deixar um companheiro livre. Como no
futebol e no basquete, é preciso mudar rapidamente de direção e velocidade e usar passes
inesperados para atingir o gol.

                               Os Fundamentos
No handebol, os fundamentos são em número de 5: passes, recepções, progressões,
arremessos e dribles.



A Quadra




                                VOLEIBOL
Voleibol é um desporto praticado numa quadra dividida em dois por uma rede, por duas
equipas de seis jogadores cada. O objetivo da modalidade é fazer passar a bola sobre a
rede de modo a que esta toque no chão dentro da quadra adversária, ao mesmo tempo
que se evita que os adversários consigam fazer o mesmo.

O JOGO

No início de cada set, o jogador que ocupa a posição 1 realiza o saque, i.e., acerta a bola
com a mão tencionando fazê-la atravessar o espaço aéreo delimitado pelas duas antenas
e aterrissar na quadra adversária. Os oponentes devem então fazer a bola retornar
tocando-a no máximo três vezes, e evitando que o mesmo jogador toque-a por duas
vezes consecutivas.

O primeiro contato com a bola após o saque é denominado recepção ou passe, e seu
objetivo primordial é evitar que ela atinja uma área válida do campo. Segue-se então
usualmente o levantamento, que procura colocar a bola no ar de modo a permitir que um
terceiro jogador realize o ataque, ou seja, acerte-a de forma a fazê-la aterrissar na quadra
adversária, conquistando deste modo o ponto.




                              No momento em que o time adversário vai atacar, os
                              jogadores que ocupam as posições 2, 3 e 4 podem saltar e
                              estender os braços, numa tentativa de impedir ou dificultar
                              a passagem da bola por sobre a rede. Este movimento é
                              denominado bloqueio, e não é permitido para os outros
                              três atletas que compõem o restante da equipe.

                              Em termos técnicos, os jogadores que ocupam as posições
                              1, 5 e 6 só podem acertar a bola acima da altura da rede em
                              direção à quadra adversária se estiverem no "fundo" de sua
                              própria quadra. Por esta razão, não só o bloqueio torna-se
                              impossível, como restrições adicionais se aplicam ao
                              ataque. Para atacar do fundo, o atleta deve saltar sem tocar
                              com os pés na linha de três metros ou na área por ela
                              delimitada; o contato posterior com a bola, contudo, pode
                              ocorrer no espaço aéreo frontal.

Após o ataque adversário, o time procura interceptar a trajetória da bola com os braços
ou com outras partes do corpo para evitar que ela aterrisse na quadra. Se obtém sucesso,
diz-se que foi feita uma defesa, e seguem-se novos levantamento e ataque. O jogo
continua até que uma das equipes cometa um erro ou consiga fazer a bola tocar o campo
do lado oponente.

Se o time que conquistou o ponto não foi o mesmo que havia sacado, os jogadores
devem deslocar-se em sentido horário, passando a ocupar a próxima posição de número
inferior à sua na quadra (ou a posição 6, no caso do atleta que ocupava a posição 1).
Este movimento é denominado rotação.

FUNDAMENTOS

Um conjunto de seis habilidades básicas, que são: saque, passe, levantamento, ataque,
bloqueio e defesa. A cada um destes fundamentos compreende um certo número de
habilidades e técnicas que foram introduzidas ao longo da história do voleibol e são
hoje consideradas prática comum no esporte.

EQUIPAMENTO

As partidas de voleibol são confrontos envolvendo duas equipes disputados em ginásio
coberto. O campo mede 18 metros de comprimento por 9 de largura, e é dividido por
uma linha central em dois quadrados com lados de nove metros que constituem as
quadras de cada time. O objetivo principal é conquistar pontos fazendo a bola encostar
na quadra adversária ou sair para fora da área de jogo após ter sido tocada por um
oponente.
Acima da linha central, é postada uma rede de material
                           sintético a uma altura de 2,43m para homens ou 2,24m para
                           mulheres (no caso de competições juvenis, infanto-juvenis
                           e mirins, as alturas são diferentes). Cada quadra é por sua
                           vez dividida em duas áreas de tamanhos diferentes
                           (usualmente denominadas "rede" e "fundo") por uma linha
                           que se localiza, em cada lado, a três metros da rede ("linha
                           de 3 metros").

                           No voleibol, todas as linhas delimitadoras são consideradas
                           parte integrante do campo. Deste modo, uma bola que toca
                           a linha é considerada "dentro" (válida), e não "fora"
                           (inválida). Acima da quadra, o espaço aéreo é delimitado
                           no sentido lateral por duas antenas postadas em cada uma
                           das extremidades da rede. No sentido vertical, os únicos
                           limites são as estruturas físicas do ginásio.

A bola empregada nas partidas de voleibol é composta de couro ou couro sintético e
mede aproximadamente 65cm de perímetro.

ESTRUTURA

                                                         Ao contrário de muitos
                                                         esportes coletivos, tais
                                                         como o futebol ou o
                                                         basquete, o voleibol é
                                                         jogado por pontos, e não
                                                         por tempo. Cada partida é
                                                         dividida em sets que
                                                         terminam quando uma das
                                                         duas equipes conquista 25
                                                         pontos. Deve haver também
                                                         uma diferença de no
mínimo dois pontos com relação ao placar do adversário - caso contrário, a disputa
prossegue até que tal diferença seja atingida. O vencedor será aquele que conquistar
primeiramente três sets.

Como o jogo termina quando um time completa três sets vencidos, cada partida de
voleibol dura no máximo cinco sets. Se isto ocorrer, o último recebe o nome de tie-
break e termina quando um dos times atinge a marca de 15, e não 25 pontos. Como no
caso dos demais, também é necessária uma diferença de dois pontos com relação ao
placar do adversário.

Cada equipe é composta por doze jogadores, dos quais seis estão atuando na quadra e
seis permanecem no banco na qualidade de reservas. As substituições são limitadas:
cada técnico pode realizar no máximo seis por set, e cada jogador só pode ser
substituído uma única vez, devendo necessariamente retornar à quadra para ocupar a
posição daquele que toma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
Aandréa Rodrigues
 
Slide handebol
Slide handebolSlide handebol
Slide handebol
Gelcimar Educ Física
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
Balonmano
 
Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
caduroots
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
Nilceia Sc
 
Handebol
HandebolHandebol
Basquete
BasqueteBasquete
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
Carlos Thavares
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
evandrolhp
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
Paula Silva Silva
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
cristiane araujo araujo
 
Primeira Aula De Handebol
Primeira Aula De HandebolPrimeira Aula De Handebol
Primeira Aula De Handebol
caduroots
 
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos) Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
jessica Nogueira
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
Marina Stefanny
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
Lisleia Macedo
 
Trabalho sobre o Futsal
 Trabalho sobre o Futsal Trabalho sobre o Futsal
Trabalho sobre o Futsal
Rafael Paulino
 
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebolReflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
JOSE ARIMATEA MAPURUNGA NETO
 
Andebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogoAndebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogo
Escola Secundaria Moura
 

Mais procurados (20)

O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Slide handebol
Slide handebolSlide handebol
Slide handebol
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
 
Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
 
Primeira Aula De Handebol
Primeira Aula De HandebolPrimeira Aula De Handebol
Primeira Aula De Handebol
 
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos) Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
Trabalho sobre o Futsal
 Trabalho sobre o Futsal Trabalho sobre o Futsal
Trabalho sobre o Futsal
 
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebolReflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
 
Andebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogoAndebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogo
 

Destaque

Dor e qualidade de vida em academias
Dor e qualidade de vida em academiasDor e qualidade de vida em academias
Dor e qualidade de vida em academias
Claudionor Delgado
 
Basquete 3
Basquete 3Basquete 3
Basquete 3
29setembro
 
Regras do basquete
Regras do basqueteRegras do basquete
Regras do basquete
4ndd
 
Basquetebol blog
Basquetebol blogBasquetebol blog
Basquetebol blog
Inácio Júnior
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
Danilo Ruivo de oliveira
 
Atividade FíSica E SaúDe
Atividade FíSica E SaúDeAtividade FíSica E SaúDe
Atividade FíSica E SaúDe
Silvia Arrelaro
 
Anabolizantes
Anabolizantes Anabolizantes
Anabolizantes
joell07
 
A importância do exercício físico para uma vida
A importância do exercício físico para uma vidaA importância do exercício físico para uma vida
A importância do exercício físico para uma vida
Patrícia Morais
 

Destaque (8)

Dor e qualidade de vida em academias
Dor e qualidade de vida em academiasDor e qualidade de vida em academias
Dor e qualidade de vida em academias
 
Basquete 3
Basquete 3Basquete 3
Basquete 3
 
Regras do basquete
Regras do basqueteRegras do basquete
Regras do basquete
 
Basquetebol blog
Basquetebol blogBasquetebol blog
Basquetebol blog
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
 
Atividade FíSica E SaúDe
Atividade FíSica E SaúDeAtividade FíSica E SaúDe
Atividade FíSica E SaúDe
 
Anabolizantes
Anabolizantes Anabolizantes
Anabolizantes
 
A importância do exercício físico para uma vida
A importância do exercício físico para uma vidaA importância do exercício físico para uma vida
A importância do exercício físico para uma vida
 

Semelhante a 3º ano prova bimestral 4º bim.

Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 
Futebol
Futebol Futebol
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
Maria Sequeira
 
Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2
Maria Sequeira
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
TavaresJana
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
Jocasta Luiza
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
HugoSousa93
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
sayonara39
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
NetKids
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
JOÃO PEREIRA
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
Flavio Land
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
Flavio Land
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
TicoM22
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
Sérgio Amaral
 
Word 9 d_11
Word 9 d_11Word 9 d_11
Word 9 d_11
pedrofranciscotic
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
Daniele Gomes
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
dalilahack
 

Semelhante a 3º ano prova bimestral 4º bim. (20)

Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Futebol
Futebol Futebol
Futebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
 
Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
 
Word 9 d_11
Word 9 d_11Word 9 d_11
Word 9 d_11
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
 

Mais de Tony

1º ano prova bimestral 4º bim.
1º ano prova bimestral 4º bim.1º ano prova bimestral 4º bim.
1º ano prova bimestral 4º bim.
Tony
 
2º ano prova bimestral 4º bim.
2º ano prova bimestral 4º bim.2º ano prova bimestral 4º bim.
2º ano prova bimestral 4º bim.
Tony
 
1º ano prova mensal
1º ano prova mensal1º ano prova mensal
1º ano prova mensal
Tony
 
2º ano prova mensal
2º ano prova mensal2º ano prova mensal
2º ano prova mensal
Tony
 
Bimestral 1º ano 3º bimestre
Bimestral 1º ano 3º bimestreBimestral 1º ano 3º bimestre
Bimestral 1º ano 3º bimestre
Tony
 
Bimestral 2º ano 3º bimestre
Bimestral 2º ano 3º bimestreBimestral 2º ano 3º bimestre
Bimestral 2º ano 3º bimestre
Tony
 
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestreBimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Tony
 
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestreBimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Tony
 
1º ano prova bimestral 2º bimestre
1º ano prova bimestral 2º bimestre1º ano prova bimestral 2º bimestre
1º ano prova bimestral 2º bimestre
Tony
 
2º ano prova bimestral 2º bimestre
2º ano prova bimestral 2º bimestre2º ano prova bimestral 2º bimestre
2º ano prova bimestral 2º bimestre
Tony
 
3º ano prova bimestral 2º bimestre
3º ano prova bimestral 2º bimestre3º ano prova bimestral 2º bimestre
3º ano prova bimestral 2º bimestre
Tony
 
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
Tony
 
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
Tony
 
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
Tony
 
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
Tony
 
2º ano glicose e diabetes
2º ano glicose e diabetes2º ano glicose e diabetes
2º ano glicose e diabetes
Tony
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
Tony
 
3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo
Tony
 
3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo
Tony
 
2º ano obesidade x nutrição e colesterol
2º ano obesidade  x  nutrição e colesterol2º ano obesidade  x  nutrição e colesterol
2º ano obesidade x nutrição e colesterol
Tony
 

Mais de Tony (20)

1º ano prova bimestral 4º bim.
1º ano prova bimestral 4º bim.1º ano prova bimestral 4º bim.
1º ano prova bimestral 4º bim.
 
2º ano prova bimestral 4º bim.
2º ano prova bimestral 4º bim.2º ano prova bimestral 4º bim.
2º ano prova bimestral 4º bim.
 
1º ano prova mensal
1º ano prova mensal1º ano prova mensal
1º ano prova mensal
 
2º ano prova mensal
2º ano prova mensal2º ano prova mensal
2º ano prova mensal
 
Bimestral 1º ano 3º bimestre
Bimestral 1º ano 3º bimestreBimestral 1º ano 3º bimestre
Bimestral 1º ano 3º bimestre
 
Bimestral 2º ano 3º bimestre
Bimestral 2º ano 3º bimestreBimestral 2º ano 3º bimestre
Bimestral 2º ano 3º bimestre
 
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestreBimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestre
 
Bimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestreBimestral 3º ano 3º bimestre
Bimestral 3º ano 3º bimestre
 
1º ano prova bimestral 2º bimestre
1º ano prova bimestral 2º bimestre1º ano prova bimestral 2º bimestre
1º ano prova bimestral 2º bimestre
 
2º ano prova bimestral 2º bimestre
2º ano prova bimestral 2º bimestre2º ano prova bimestral 2º bimestre
2º ano prova bimestral 2º bimestre
 
3º ano prova bimestral 2º bimestre
3º ano prova bimestral 2º bimestre3º ano prova bimestral 2º bimestre
3º ano prova bimestral 2º bimestre
 
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
3º ano. prova mensal. 2º bim. fatores que influenciam na ativ.física
 
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
2º ano. prova mensal.2º bim.transtornos alimentares
 
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
1º ano. prova mensal 2º bim. drogas
 
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
3º ano idade como fator de risco e sedentarismo
 
2º ano glicose e diabetes
2º ano glicose e diabetes2º ano glicose e diabetes
2º ano glicose e diabetes
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
 
3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo
 
3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo3º ano alcoolismo e tabagismo
3º ano alcoolismo e tabagismo
 
2º ano obesidade x nutrição e colesterol
2º ano obesidade  x  nutrição e colesterol2º ano obesidade  x  nutrição e colesterol
2º ano obesidade x nutrição e colesterol
 

3º ano prova bimestral 4º bim.

  • 1. FUNDAMENTOS BÁSICOS E PRINCIPAIS REGRAS DOS ESPORTES BASQUETEBOL FUNDAMENTOS BÁSICOS Os fundamentos representam os movimentos e gestos básicos do basquetebol. A sua correta execução é condição impar para que o aluno/jogador possa praticar o esporte da forma mais natural e desenvolta. Os fundamentos podem ser classificados de acordo com suas características (ataque, defesa, com bola e sem bola) e possuem tipos diferentes, que implicam variadas mecânicas de execução. No quadro 1 indicamos os fundamentos, suas características e tipos. CLASSIFICAÇÃO, TIPOS E CARACTERÍSTICAS DOS FUNDAMENTOS. Fundamentos Tipos Características Controle do corpo Paradas bruscas, saídas rápidas, fintas, saltos, giros, Sem bola corridas e deslocamentos. Defesa Ataque Controle de bola Habilidades diversas Com bola Ataque Drible Alto, baixo, parado, em velocidade e com mudanças Com bola de direção. Ataque Passes Com as duas mãos: à altura do peito, acima da Com bola cabeça, por baixo e picado. Ataque Com uma das mãos: picado, à altura do ombro, tipo gancho e por baixo. Arremessos Bandeja, com uma das mãos, jump e tipo gancho. Com bola Ataque Fundamentos Posição básica de defesa Sem bola individuais de Deslocamentos Defesa defesa Rebote De ataque e de defesa Fase com bola Fase sem bola
  • 2. REGRAS BASICAS REGRA 1 – DEFINIÇÃO O basquetebol é jogado por duas equipes de cinco jogadores, sendo que o objetivo de cada equipe é o de marcar pontos na cesta adversária e evitar que a outra equipe faça pontos. REGRA 2 – DIMENSÕES DA QUADRA 2.1 – A quadra deverá ser de forma retangular e medir oficialmente 28m x 15m. 2.2 – Cada quadra deverá possuir duas tabelas com uma cesta em cada uma delas, cesta que estará afixada à altura de 3,05m do solo. 2.3 – A bola deverá ser de cor alaranjada e pesar entre 567g e 650g. REGRA 3 – OFICIAIS DE ARBITRAGEM 3.1 – Em um jogo oficial atuarão: um árbitro, um fiscal (ambos dentro da quadra), um apontador, um cronometrista e um operador de 24” (estes últimos na mesa de controle). REGRA 4 – JOGADORES SUBSTITUTOS E TÉCNICOS 4.1 – Cada equipe pode ser formada por até doze jogadores, um técnico e um assistente técnico. 4.2 – A numeração utilizada nas camisetas de jogo será de 4 a 15. REGRA 5 – REGULAMENTAÇÃO DO TEMPO DE JOGO 5.1 – As partidas oficiais terão a seguinte duração: - Quatro períodos de dez minutos; - Sendo dois minutos de intervalo entre o 1º e 2º e entre o 3º e 4º períodos, e quinze minutos de intervalo no meio do jogo. 5.2 – Cada equipe, ao recuperar uma bola viva, terá um tempo de 24” para tentar um arremesso à cesta adversária. 5.3 – As equipes terão direito a pedidos de tempo que durarão um minuto completo, podendo pedir cada uma delas: - Dois tempos durante os 1º e 2º períodos e três tempos no restante do jogo 3º e 4º períodos. 5.4 – Caso um jogo termine empatado, haverá um ou vários períodos extras de cinco minutos, até que se determine um vencedor. REGRA 6 – REGULAMENTO DO JOGO 6.1 – Um jogo não pode ser iniciado com menos de cinco jogadores em cada equipe, entretanto, após o inicio da partida, cada equipe poderá jogar até com dois jogadores. 6.2 – A bola deve ser jogada com as mãos e pode ser driblada, passada ou arremessada a cesta. 6.3 – Cada cesta poderá valer: um, dois ou três pontos, dependendo do local e da situação em que a bola é arremessada. 6.4 – Não há limites para o número de substituições que cada equipe poderá fazer no jogo.
  • 3. REGRA 7 – VIOLAÇÕES 7.1 – Violação é uma infração as regras que não envolve contato pessoal com o adversário. Exemplos de violação no jogo: andar com a bola nas mãos; voltar a bola para a zona de defesa; ficar mais que 3” na área restritiva do garrafão; demorar mais que 8” para passar a bola da zona de defesa para a zona de ataque. REGRA 8 – FALTAS 8.1 – Falta é uma infração as regras que envolvem contato pessoal com o adversário e/ou comportamento antidesportivo. Tipos de falta em basquetebol: falta pessoal; falta dupla; falta antidesportiva e falta desqualificante. REGRA 9 – FALTAS TÉCNICAS 9.1 – Faltas técnicas acontecem quando o espírito de cooperação ao jogo é infringido deliberada ou repetidamente. Existem dois tipos: falta técnica de jogador e falta técnica de técnico, substitutos ou acompanhantes. REGRA 10 – PROVISÕES GERAIS 10.1 – Falta de jogador: cada jogador que cometer cinco faltas será automaticamente eliminado da partida. 10.2 – Falta de equipe (coletiva): cada equipe terá um limite de quatro faltas por período. Após esse limite, a equipe sofrerá uma punição de dois lances livres a cada falta cometida, exceção feita às faltas que contarem com penalidades de maior gravidade. O FUTEBOL O esporte é praticado de acordo com algumas regras, resumidas aqui. Os dois times de onze jogadores disputam pela posse da bola para fazer um gol no adversário. O time que tiver feito mais gols será o vencedor; no caso do jogo ser finalizado com o mesmo número de gols ele termina empatado. Para conduzir a bola os jogadores não podem tocar a mesma com as mãos. Qualquer outra parte do corpo é permitida para se dominar a bola e conduzi-la. A única exceção são os goleiros (ou guarda-redes em Portugal) e no caso de laterais. Os goleiros são jogadores únicos que ficam embaixo da trave e cujo objetivo é defender a baliza dos chutes adversários, podendo para tal usar qualquer parte do corpo. Já as cobranças de laterais são quando a bola sai pela linha de lado do campo. Neste caso, para recolocá-la em jogo é necessário usar as duas mãos arremessando-a para um companheiro. E os escanteios quando a bola sai pela linha de fundo do campo. E neste caso deve ser recolocada em jogo com os pés. Esquemas táticos As regras do futebol não determinam especificamente outras posições além do goleiro. Porém, com o desenvolvimento do jogo, um certo número de posições especializadas foi criada. As posições principais no futebol são:
  • 4. O goleiro ou guarda-redes é quem protege o golo. É o único jogador que pode usar as mãos, e mesmo assim só pode usá-las dentro da área. Sua função é impedir que a bola passe pelas traves. Os zagueiros ou centrais tem a função de ajudar o goleiro a proteger o gol, tentando desarmar os atacantes adversários. Os laterais ocupam as laterais do campo. Também ajudam o goleiro a proteger o golo e normalmente são os responsáveis de repor a bola em jogo quando esta sai pelas linhas laterais do campo. Os meias, médios, meio campista têm basicamente a função de fazer a conexão entre a defesa e o ataque do time, atuando tanto na marcação como nas jogadas ofensivas. O atacante ou avançado tem a função fundamental de fazer o gol. As posições definem a área do campo de atuação de um jogador, mas não o prendem a ela. Jogadores podem trocar de posições, sendo isso bem frequente. Os goleiros tem uma mobilidade menos versátil por sua função, mas também podem participar de cobranças de faltas e escanteios. O número de jogadores em cada posição define o esquema tático do time, sendo os mais comuns na atualidade o 4-4-2, o 3-5-2 e o 4-5-1. Os números indicam a ordem sequencial de jogadores nas posições: o 4-4-2, por exemplo, é formado por 4 defensores (zagueiros mais laterais), 4 meias e 2 atacantes. Jogadores e Equipamento Cada equipe é composta de 11 jogadores (excluindo os substituitos), no qual um deve ser o goleiro. O mínimo de jogadores permitido numa partida em andamento é de sete jogadores. Se uma equipe ultrapassar esse número (por expulsão ou impossibilidade de troca) o jogo é terminado com o placar com que foi finalizado. O equipamento básico necessário são shorts, uma camisa, meias, um calçado e uma caneleira. Os jogadores são proibidos de usarem qualquer objeto que possa machucar outros jogadores, como jóias e relógios. Um certo número de substituições pode ser feita durante o jogo. Em competições oficiais são permitidas no máximo três substituições. O número, entretanto, pode variar, sendo isso normalmente em amistosos.
  • 5. Campo de jogo O comprimento do campo de jogo numa partida oficial deve ser de 100-100m e a largura de 64-75m. As duas linhas de marcação denominam-se linhas laterais. As duas mais curtas são as linhas de meta. A bola ao sair das linhas laterais deve ser recolocada em jogo pelas maõs. Já nas linhas de metas há duas possibilidades: se o último toque da bola antes de sair foi feito pelo tim e defensor, será dado o escanteio (que é batido com os pés) para o time atacante. Do contrário a bola é do goleiro do time defensor. O gol deve ter um comprimento de 7.32m, e a distânia do travessão (a trave superior) ao chão deve ser de 2.44m. As redes não são obrigatórias (apesar serem fixadas em qualquer torneio); elas só podem ser colocadas se estiverem presas de forma que não atrapalhe o goleiro. Na frente de cada gol há a área penal (chamada coloquialmente de grande área). Essa área consiste de duas linhas perpendiculares à linha de meta, a 16,5m de cada poste. Essas linhas se unem com uma linha de 40,3m paralela à linha de meta. Toda essa área delimitada é a área penal Duração 90 minutos no total. As partidas oficiais são compostas de dois tempos iguais de 45 minutos cada um Entre esses tempos há um intervalo, que não poderá exceder 15 minutos.
  • 6. FUTSAL REGRAS BÁSICAS Equipes – as equipes são formadas por cinco jogadores, sendo quatro na linha (um fixo, um pivô e dois alas) e o goleiro, além dos sete reservas. Tempo – A partida é disputada em dois períodos de 20 minutos com intervalo de 10 minutos entre os períodos. Quadra – a quadra é formada por um retângulo de, no máximo, 42m e, no mínimo, 25m de comprimento e largura máxima de 22m e mínima de 15m. Pontuação – cada gol marcado para o time equivale a 1 ponto no placar. Bola – circunferência: 62-64cm massa: 400-440g Solta de uma altura de 2m, no primeiro salto ela não deve ultrapassar 65cm de altura e deve saltar, no máximo, 3 vezes. Árbitros – são dois árbitros, o principal e o auxiliar. Há também o árbitro reserva e o cronometrista, que fica encarregado da marcação do tempo de partida e da marcação dos pedidos de tempo dos técnicos. Tempo técnico – cada treinador tem o direito a dois tempos, um em cada período, com duração de 1 minuto. Substituições – as substituições são "volantes", devem ocorrer na zona específica e não precisam de aviso prévio. O número é indeterminado e o jogador pode sair e retornar à quadra quantas vezes forem necessárias. Faltas acumulativas – são acumuladas todas as faltas (técnicas, pessoais e disciplinares), podendo ocorrer cinco por período de jogo. Da sexta em diante, as infrações são cobradas sem a formação de barreira, numa marca especial. Os jogadores do time que cobrará a penalidade, devem estar em seu campo de defesa na hora da cobrança. FUNDAMENTOS Os fundamentos do futsal são: passe; chute; cabeceio; controle; drible; condução; domínio e marcação.
  • 7. A QUADRA HANDEBOL Handebol, jogo de quadra ou campo disputado entre duas equipes cuja finalidade é mandar a bola ao gol do adversário, jogando-a com a mão desde fora da linha que delimita a área de gol. Como jogo de campo, cada equipe tem onze componentes. Jogado em quadra coberta, que é o mais comum, as equipes são formadas por cinco ou sete jogadores. O jogo foi criado na década de 1890, quando um instrutor de ginástica alemão chamado Konrad Koch estabeleceu suas regras. É disciplina olímpica desde 1936. O órgão diretor atual é a Federação Internacional de Handebol (IHF) fundada em 1946. O jogo O jogo de handebol é constituído por dois tempos de 30 minutos com 10 minutos de intervalo entre eles, nas últimas olimpíadas de Atlanta foi permitida a utilização do tempo, como no voleibol. O número de substituições é ilimitado mas elas tem de ser feitas no espaço de 4,45 metros que cada time possui especialmente para isso, elas são feitas também sem a interrupção do jogo e é preciso que um jogador saia completamente da quadra antes que outro entre em seu
  • 8. lugar, caso ocorra uma substituição incorreta, ela deve ser avisada ao árbitro da partida pela mesa do jogo, que é constituída por um cronometrista e um marcador de gols. E então o jogador que cometeu a infração recebe uma punição de 2 minutos. O objetivo básico do jogo é manobrar o adversário passando a bola hábil e rapidamente entre os jogadores e quando possível arremessá-la ao gol, marcando um ponto caso a bola ultrapasse completamente a linha de gol. É preciso muito jogo de corpo para enganar o adversário e deixar um companheiro livre. Como no futebol e no basquete, é preciso mudar rapidamente de direção e velocidade e usar passes inesperados para atingir o gol. Os Fundamentos No handebol, os fundamentos são em número de 5: passes, recepções, progressões, arremessos e dribles. A Quadra VOLEIBOL Voleibol é um desporto praticado numa quadra dividida em dois por uma rede, por duas equipas de seis jogadores cada. O objetivo da modalidade é fazer passar a bola sobre a rede de modo a que esta toque no chão dentro da quadra adversária, ao mesmo tempo que se evita que os adversários consigam fazer o mesmo. O JOGO No início de cada set, o jogador que ocupa a posição 1 realiza o saque, i.e., acerta a bola com a mão tencionando fazê-la atravessar o espaço aéreo delimitado pelas duas antenas e aterrissar na quadra adversária. Os oponentes devem então fazer a bola retornar tocando-a no máximo três vezes, e evitando que o mesmo jogador toque-a por duas vezes consecutivas. O primeiro contato com a bola após o saque é denominado recepção ou passe, e seu objetivo primordial é evitar que ela atinja uma área válida do campo. Segue-se então usualmente o levantamento, que procura colocar a bola no ar de modo a permitir que um
  • 9. terceiro jogador realize o ataque, ou seja, acerte-a de forma a fazê-la aterrissar na quadra adversária, conquistando deste modo o ponto. No momento em que o time adversário vai atacar, os jogadores que ocupam as posições 2, 3 e 4 podem saltar e estender os braços, numa tentativa de impedir ou dificultar a passagem da bola por sobre a rede. Este movimento é denominado bloqueio, e não é permitido para os outros três atletas que compõem o restante da equipe. Em termos técnicos, os jogadores que ocupam as posições 1, 5 e 6 só podem acertar a bola acima da altura da rede em direção à quadra adversária se estiverem no "fundo" de sua própria quadra. Por esta razão, não só o bloqueio torna-se impossível, como restrições adicionais se aplicam ao ataque. Para atacar do fundo, o atleta deve saltar sem tocar com os pés na linha de três metros ou na área por ela delimitada; o contato posterior com a bola, contudo, pode ocorrer no espaço aéreo frontal. Após o ataque adversário, o time procura interceptar a trajetória da bola com os braços ou com outras partes do corpo para evitar que ela aterrisse na quadra. Se obtém sucesso, diz-se que foi feita uma defesa, e seguem-se novos levantamento e ataque. O jogo continua até que uma das equipes cometa um erro ou consiga fazer a bola tocar o campo do lado oponente. Se o time que conquistou o ponto não foi o mesmo que havia sacado, os jogadores devem deslocar-se em sentido horário, passando a ocupar a próxima posição de número inferior à sua na quadra (ou a posição 6, no caso do atleta que ocupava a posição 1). Este movimento é denominado rotação. FUNDAMENTOS Um conjunto de seis habilidades básicas, que são: saque, passe, levantamento, ataque, bloqueio e defesa. A cada um destes fundamentos compreende um certo número de habilidades e técnicas que foram introduzidas ao longo da história do voleibol e são hoje consideradas prática comum no esporte. EQUIPAMENTO As partidas de voleibol são confrontos envolvendo duas equipes disputados em ginásio coberto. O campo mede 18 metros de comprimento por 9 de largura, e é dividido por uma linha central em dois quadrados com lados de nove metros que constituem as quadras de cada time. O objetivo principal é conquistar pontos fazendo a bola encostar na quadra adversária ou sair para fora da área de jogo após ter sido tocada por um oponente.
  • 10. Acima da linha central, é postada uma rede de material sintético a uma altura de 2,43m para homens ou 2,24m para mulheres (no caso de competições juvenis, infanto-juvenis e mirins, as alturas são diferentes). Cada quadra é por sua vez dividida em duas áreas de tamanhos diferentes (usualmente denominadas "rede" e "fundo") por uma linha que se localiza, em cada lado, a três metros da rede ("linha de 3 metros"). No voleibol, todas as linhas delimitadoras são consideradas parte integrante do campo. Deste modo, uma bola que toca a linha é considerada "dentro" (válida), e não "fora" (inválida). Acima da quadra, o espaço aéreo é delimitado no sentido lateral por duas antenas postadas em cada uma das extremidades da rede. No sentido vertical, os únicos limites são as estruturas físicas do ginásio. A bola empregada nas partidas de voleibol é composta de couro ou couro sintético e mede aproximadamente 65cm de perímetro. ESTRUTURA Ao contrário de muitos esportes coletivos, tais como o futebol ou o basquete, o voleibol é jogado por pontos, e não por tempo. Cada partida é dividida em sets que terminam quando uma das duas equipes conquista 25 pontos. Deve haver também uma diferença de no mínimo dois pontos com relação ao placar do adversário - caso contrário, a disputa prossegue até que tal diferença seja atingida. O vencedor será aquele que conquistar primeiramente três sets. Como o jogo termina quando um time completa três sets vencidos, cada partida de voleibol dura no máximo cinco sets. Se isto ocorrer, o último recebe o nome de tie- break e termina quando um dos times atinge a marca de 15, e não 25 pontos. Como no caso dos demais, também é necessária uma diferença de dois pontos com relação ao placar do adversário. Cada equipe é composta por doze jogadores, dos quais seis estão atuando na quadra e seis permanecem no banco na qualidade de reservas. As substituições são limitadas: cada técnico pode realizar no máximo seis por set, e cada jogador só pode ser substituído uma única vez, devendo necessariamente retornar à quadra para ocupar a posição daquele que toma