SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Simulação de erupções de diferentes tipos de
atividade vulcânica
Nome do aluno, n.º X, 7.º Z
Escola Básica Marques Leitão
Este trabalho pretende ser o relatório da atividade
laboratorial sobre a simulação de uma erupção vulcânica
que foi realizada no âmbito da disciplina de ciências
naturais, no dia 22 de fevereiro, na aula de turnos, após a
apresentação dos modelos da estrutura do vulcão.
Introdução
A atividade vulcânica é uma manifestação da dinâmica interna da Terra que
pode assumir diferentes formas.
As erupções vulcânicas caracterizam o vulcanismo principal e podem assumir
três formas distintas:
… (descrição dos 3 tipos de erupções vulcânicas, da respetiva morfologia dos
vulcões e dos produtos expelidos)
Quando não existe erupção vulcânica mas existe energia térmica emitida por
corpos magmáticos quentes que se encontram a pequena profundidade temos
o vulcanismo secundário que se pode apresentar sob a forma de:
…
Objetivo: Nesta atividade pretendemos simular dois tipos de erupção vulcânica
diferentes, efusiva e explosiva.
Procedimento (Material e Método)
Para simular uma erupção efusiva utilizamos …
Para simular uma erupção explosiva utilizamos…
Resultados e Discussão
Na simulação da atividade efusiva observamos a efervescência do bicarbonato
de sódio e vinagre. O corante simula a cor da lava e o detergente pretende
ampliar a efervescência.
Nesta simulação formaram-se escoadas de lava e os gases foram libertados
calmamente.
Na simulação da atividade explosiva observamos a libertação violenta de
piroclastos e a sua deposição no cone do vulcão.
(Fotos e discussão da descrição dos 2 tipos de erupções vulcânicas e dos
produtos expelidos)
Conclusão
É possível no laboratório simular erupções vulcânicas de diferentes tipos com
diferentes materiais.
A atividade efusiva pode ser simulada com a efervescência do bicarbonato de
sódio e vinagre. Nesta atividade há escoadas de lava e libertação de gases de
forma calma.
A atividade explosiva pode ser simulada com dicromato de amónia e fita de
magnésio. Nesta atividade há libertação de piroclastos de forma violenta, que
se acumulam à volta da cratera do vulcão.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

5 moc - características da imagem
5   moc - características da imagem5   moc - características da imagem
5 moc - características da imagem
Mina Covas
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Gabriela Bruno
 
Relatório científico- Fósseis
Relatório científico- FósseisRelatório científico- Fósseis
Relatório científico- Fósseis
Machado6
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
Isabel Moura
 
Relatório experimental modelo
Relatório experimental modeloRelatório experimental modelo
Relatório experimental modelo
Angela Boucinha
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
margaridabt
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Isabel Lopes
 
Protocolo vulcanismo
Protocolo vulcanismoProtocolo vulcanismo
Protocolo vulcanismo
MINEDU
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
sandranascimento
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ana Castro
 

Mais procurados (20)

5 moc - características da imagem
5   moc - características da imagem5   moc - características da imagem
5 moc - características da imagem
 
Vulcão eyjafjallajökull
Vulcão eyjafjallajökull Vulcão eyjafjallajökull
Vulcão eyjafjallajökull
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade Radiométrica
 
Relatório científico- Fósseis
Relatório científico- FósseisRelatório científico- Fósseis
Relatório científico- Fósseis
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
 
Relatório experimental modelo
Relatório experimental modeloRelatório experimental modelo
Relatório experimental modelo
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Beneficios do vulcanismo
Beneficios do vulcanismoBeneficios do vulcanismo
Beneficios do vulcanismo
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
 
Vulcanismo Primário
Vulcanismo PrimárioVulcanismo Primário
Vulcanismo Primário
 
Protocolo vulcanismo
Protocolo vulcanismoProtocolo vulcanismo
Protocolo vulcanismo
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
 
TL I.6 - Coeficiente de Viscosidade
TL I.6 - Coeficiente de ViscosidadeTL I.6 - Coeficiente de Viscosidade
TL I.6 - Coeficiente de Viscosidade
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
 
ETAR
ETARETAR
ETAR
 
Bg10 t1a 17_cc
Bg10 t1a 17_ccBg10 t1a 17_cc
Bg10 t1a 17_cc
 

Destaque

Modelo de relatório experimental.pdf fim
Modelo de relatório experimental.pdf fimModelo de relatório experimental.pdf fim
Modelo de relatório experimental.pdf fim
renataiatsunik
 
G17 vulcanismo nos açores
G17   vulcanismo nos açoresG17   vulcanismo nos açores
G17 vulcanismo nos açores
Nuno Correia
 
Actividade experimental célula
Actividade experimental célulaActividade experimental célula
Actividade experimental célula
Carlos Moutinho
 
Actividade Experimental nº2
Actividade Experimental nº2Actividade Experimental nº2
Actividade Experimental nº2
Gabriela Bruno
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas Magmáticas
CristinaViana
 
Actividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º anoActividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º ano
Sofia Ribeiro
 
Consequências da dinâmica interna da terra
Consequências da dinâmica interna da terraConsequências da dinâmica interna da terra
Consequências da dinâmica interna da terra
Manuel Veludo
 

Destaque (20)

Guião do filme "O cume de Dante"
Guião do filme "O cume de Dante"Guião do filme "O cume de Dante"
Guião do filme "O cume de Dante"
 
Relatorio Actividade Vulcoes
Relatorio Actividade VulcoesRelatorio Actividade Vulcoes
Relatorio Actividade Vulcoes
 
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
 
Formação de cristais
Formação de cristaisFormação de cristais
Formação de cristais
 
Formações litológicas
Formações litológicasFormações litológicas
Formações litológicas
 
Modelo de relatório experimental.pdf fim
Modelo de relatório experimental.pdf fimModelo de relatório experimental.pdf fim
Modelo de relatório experimental.pdf fim
 
Actividades práticas
Actividades práticasActividades práticas
Actividades práticas
 
G17 vulcanismo nos açores
G17   vulcanismo nos açoresG17   vulcanismo nos açores
G17 vulcanismo nos açores
 
Actividade experimental célula
Actividade experimental célulaActividade experimental célula
Actividade experimental célula
 
Actividade Experimental nº2
Actividade Experimental nº2Actividade Experimental nº2
Actividade Experimental nº2
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas Magmáticas
 
Actividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º anoActividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º ano
 
Geologia 10º ano
Geologia 10º anoGeologia 10º ano
Geologia 10º ano
 
Consequências da dinâmica interna da terra
Consequências da dinâmica interna da terraConsequências da dinâmica interna da terra
Consequências da dinâmica interna da terra
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Powerpoint Rochas
Powerpoint   RochasPowerpoint   Rochas
Powerpoint Rochas
 
Os minerais e as suas características
Os minerais e as suas característicasOs minerais e as suas características
Os minerais e as suas características
 
Tipos de Rochas
Tipos de RochasTipos de Rochas
Tipos de Rochas
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 

Semelhante a Simulação de erupções de diferentes tipos de atividade vulcânica

Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)
Sasuke Sakura
 
Erupções vulcânicas
Erupções vulcânicas Erupções vulcânicas
Erupções vulcânicas
geocoisas
 
Vesúvio mauro e rui
Vesúvio   mauro e ruiVesúvio   mauro e rui
Vesúvio mauro e rui
scostaalbino
 
Resumo vulcões
Resumo vulcõesResumo vulcões
Resumo vulcões
MINEDU
 
Tipo de erupções
Tipo de erupçõesTipo de erupções
Tipo de erupções
home
 

Semelhante a Simulação de erupções de diferentes tipos de atividade vulcânica (20)

Guia de estudo - Atividade vulcânica
Guia de estudo - Atividade vulcânicaGuia de estudo - Atividade vulcânica
Guia de estudo - Atividade vulcânica
 
Vulcanismo
Vulcanismo  Vulcanismo
Vulcanismo
 
Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)
 
Erupções vulcânicas
Erupções vulcânicas Erupções vulcânicas
Erupções vulcânicas
 
Vesúvio mauro e rui
Vesúvio   mauro e ruiVesúvio   mauro e rui
Vesúvio mauro e rui
 
O Vulcanismo
O VulcanismoO Vulcanismo
O Vulcanismo
 
O Vulcanismo - Vulcões
O Vulcanismo - VulcõesO Vulcanismo - Vulcões
O Vulcanismo - Vulcões
 
Vulcanismo - Vulcões
Vulcanismo - VulcõesVulcanismo - Vulcões
Vulcanismo - Vulcões
 
Cien tic7 i3
Cien tic7 i3Cien tic7 i3
Cien tic7 i3
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 
Resumo vulcões
Resumo vulcõesResumo vulcões
Resumo vulcões
 
Actividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7anoActividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7ano
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
GEORGE GAMOW - Nascimento e morte do sol
GEORGE GAMOW - Nascimento e morte do solGEORGE GAMOW - Nascimento e morte do sol
GEORGE GAMOW - Nascimento e morte do sol
 
Tipo de erupções
Tipo de erupçõesTipo de erupções
Tipo de erupções
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Vulcanologia
Vulcanologia Vulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 

Mais de Cristina Couto Varela

Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos EcossistemasFluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
Cristina Couto Varela
 
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
Cristina Couto Varela
 
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - cuidado...
Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária  - cuidado...Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária  - cuidado...
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - cuidado...
Cristina Couto Varela
 
Medidas de prevenção para doenças infeciosas
Medidas de prevenção para doenças infeciosasMedidas de prevenção para doenças infeciosas
Medidas de prevenção para doenças infeciosas
Cristina Couto Varela
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
Cristina Couto Varela
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
Cristina Couto Varela
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
Cristina Couto Varela
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
Cristina Couto Varela
 

Mais de Cristina Couto Varela (20)

Folheto como interpretar_um_rotulo1
Folheto como interpretar_um_rotulo1Folheto como interpretar_um_rotulo1
Folheto como interpretar_um_rotulo1
 
Ficha de trabalho 2 2018-2019
Ficha de trabalho 2   2018-2019Ficha de trabalho 2   2018-2019
Ficha de trabalho 2 2018-2019
 
Ficha de trabalho 1 2018-2019
Ficha de trabalho 1   2018-2019Ficha de trabalho 1   2018-2019
Ficha de trabalho 1 2018-2019
 
Dia europeu do antibiotico
Dia europeu do antibioticoDia europeu do antibiotico
Dia europeu do antibiotico
 
Guião do filme - o impossível
Guião do filme - o impossívelGuião do filme - o impossível
Guião do filme - o impossível
 
Relatório da visita de estudo à Estufa Fria
Relatório da visita de estudo à Estufa FriaRelatório da visita de estudo à Estufa Fria
Relatório da visita de estudo à Estufa Fria
 
Folheto World Kidney Day 2016
Folheto World Kidney Day 2016Folheto World Kidney Day 2016
Folheto World Kidney Day 2016
 
World Kidney Day (12-16)
World Kidney Day (12-16)World Kidney Day (12-16)
World Kidney Day (12-16)
 
World Kidney Day (6-12)
World Kidney Day (6-12)World Kidney Day (6-12)
World Kidney Day (6-12)
 
Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos EcossistemasFluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
Fluxos de Energia e Ciclos de Matéria nos Ecossistemas
 
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - estilos ...
 
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - cuidado...
Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária  - cuidado...Determinantes  do nível de saúde individual e de saúde comunitária  - cuidado...
Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária - cuidado...
 
Medidas de prevenção para doenças infeciosas
Medidas de prevenção para doenças infeciosasMedidas de prevenção para doenças infeciosas
Medidas de prevenção para doenças infeciosas
 
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2010
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2010Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2010
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2010
 
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2009
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2009Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2009
Exame de Biologia e Geologia: CC EE - 2009
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2009
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2008
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2007
 
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
Exame de Biologia e Geologia: Época especial - 2010
 
Planificação Curricular
Planificação CurricularPlanificação Curricular
Planificação Curricular
 

Último

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 

Simulação de erupções de diferentes tipos de atividade vulcânica

  • 1. Simulação de erupções de diferentes tipos de atividade vulcânica Nome do aluno, n.º X, 7.º Z Escola Básica Marques Leitão Este trabalho pretende ser o relatório da atividade laboratorial sobre a simulação de uma erupção vulcânica que foi realizada no âmbito da disciplina de ciências naturais, no dia 22 de fevereiro, na aula de turnos, após a apresentação dos modelos da estrutura do vulcão. Introdução A atividade vulcânica é uma manifestação da dinâmica interna da Terra que pode assumir diferentes formas. As erupções vulcânicas caracterizam o vulcanismo principal e podem assumir três formas distintas: … (descrição dos 3 tipos de erupções vulcânicas, da respetiva morfologia dos vulcões e dos produtos expelidos) Quando não existe erupção vulcânica mas existe energia térmica emitida por corpos magmáticos quentes que se encontram a pequena profundidade temos o vulcanismo secundário que se pode apresentar sob a forma de: … Objetivo: Nesta atividade pretendemos simular dois tipos de erupção vulcânica diferentes, efusiva e explosiva. Procedimento (Material e Método) Para simular uma erupção efusiva utilizamos … Para simular uma erupção explosiva utilizamos…
  • 2. Resultados e Discussão Na simulação da atividade efusiva observamos a efervescência do bicarbonato de sódio e vinagre. O corante simula a cor da lava e o detergente pretende ampliar a efervescência. Nesta simulação formaram-se escoadas de lava e os gases foram libertados calmamente. Na simulação da atividade explosiva observamos a libertação violenta de piroclastos e a sua deposição no cone do vulcão. (Fotos e discussão da descrição dos 2 tipos de erupções vulcânicas e dos produtos expelidos) Conclusão É possível no laboratório simular erupções vulcânicas de diferentes tipos com diferentes materiais. A atividade efusiva pode ser simulada com a efervescência do bicarbonato de sódio e vinagre. Nesta atividade há escoadas de lava e libertação de gases de forma calma. A atividade explosiva pode ser simulada com dicromato de amónia e fita de magnésio. Nesta atividade há libertação de piroclastos de forma violenta, que se acumulam à volta da cratera do vulcão.