SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA PÚBLICO FEDERALUNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁHOSPITAL UNIVERSITÁRIO JOÃO DE BARROS BARRETORESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICAInfectologiaEdienny Viana LobatoR1 – Clínica MédicaBELÉM – PA2009
Caso Clínico
CASO CLÍNICOPlantão tranqüilo numa unidade de UE em Belém, até que chega uma ambulância...
Jorge, 25 anos, história de febre elevada com evolução há 5 dias.
Ao exame físico:
Confusão mental
Temperatura: 38,9oC
Taquicárdico (110 bpm), taquipnéico (27 ipm)
PA: 90x65 mmHgQual o diagnóstico?
Sepse, Sepse Grave e Choque Séptico
O que é sepse?InfecçãoSIRSSepseSepse GraveDMOSInfecçãoSIRSSepseSepse GraveDMOSResposta inflamatória reacional à presença de microorganismo em tecidos normalmente estéreisUma resposta clínica não específica incluindo dois dos seguintes: Leucocitose (>12.000) ou leucopenia (<4000) ou >10% de bastões
FC > 90 bpm
Temperatura >38 ou <36oC
FR > 20 ipm ou PaCO2<32mmHgSIRS também pode ser causada por trauma, queimaduras, pancreatite...SIRS com  processo infeccioso confirmado ou presumidoSepse com pelo menos uma disfunção orgânica aguda: Hipotensão
 Confusão Mental
Oligúria
Hipóxia*
 Acidose metabólica (láctica)
 Coagulação intravascular disseminada (CIVD)
 Disfunção hepática*Choque Séptico:Sepse grave refratária a reposição de volumeFunção orgânica alterada em pacientes agudamente enfermos, nos quais a homeostase não pode ser mantida sem intervenção
SepseSepse: um dos maiores desafios da medicina
1970: 170.000 casos/ano
2000: 660.000 casos/ano
Mortalidade: 46% (sepse grave) 52% (choque séptico)
2ª maior causa de óbito em UTI’s não cardiológicasProdutos bacterianos envolvidosProdutos Extracelulares: ExotoxinasEfeitos pró inflamatórios à distânciaInfecçãoBactériasProdutos da parede celularEndotoxinasBactérias gram negativas: LPS Resposta pró-inflamatória: Citocinas (TNF-alfa, IL1 e IL6)
Resposta inflamatória EXCESSIVA à infecçãoQuais são os mediadores?
EndotoxinasLiberação de citocinas pró inflamatórias: TNF-alfa e IL1Ativação LeucocitáriaDisfunção EndotelialConsumo local de oxigênio e Liberação da ElastaseNeutrofílicaAtivação do sistema complementoLiberação de Óxido NítricoVasodilatação Periférica Lesão TissularDisfunção HematológicaDisfunção RespiratóriaDisfunção RenalDisfunção Cardiovascular
Mediadores Anti-inflamatórios
Disfunção CardiovascularVasodilatação Periférica↑ Débito Cardiáco insuficientePerda da homeostase na regulação do fluxo sanguíneoDisfunção MiocárdicaShunt de parte do volume circulante para leitos capilaresPiora da perfusão periférica e exacerbação da hipóxia tecidualACIDOSE METABÓLICA
Disfunção CardiovascularPAS < 90 mmHg ou PAM < 70 mmHg (por pelo menos 1h
Apesar de:
ressuscitaçãovolêmica adequada (500mL em 30´)
Parâmetros adequados de volemia (PVC > 8mmHg ou PCP >12 mmHg)
Necessidade de uso de vasopressoresDisfunção RespiratóriaDegranulação de Neutrófilos no interstício pulmonarAcúmulo de líquido e células inflamatórias nos espaços alveolaresPREJUÍZO NAS TROCAS GASOSASHipóxia + Tromboxano↑ Resistência Vascular Pulmonar↓ Resistência Vascular SistêmicaEDEMA INTERSTICIAL E HIPERTENSÃO PULMONAR
SDRALPA (Lesão Pulmonar Aguda):
Início agudo
PaO2/FiO2: 200-300 (apesar do uso de PEEP)
Rx Tórax: Infiltrados alvéolo-intersticiais, micro ou macronodulares, bilaterais e assimétricos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula PCR
Aula PCRAula PCR
Aula PCR
Anestesiador
 
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Janaína Lassala
 
Abordagem Queimaduras
Abordagem QueimadurasAbordagem Queimaduras
Abordagem Queimaduras
Tiago Teixeira
 
Antisepticos
AntisepticosAntisepticos
Antisepticos
Juliermeson Morais
 
Fraturas Expostas
Fraturas ExpostasFraturas Expostas
Fraturas Expostas
Carlos Andrade
 
Parada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória aclsParada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória acls
dapab
 
Palestra de Queimaduras
Palestra de QueimadurasPalestra de Queimaduras
Palestra de Queimaduras
Instituto Consciência GO
 
Balanco hidrico
Balanco hidricoBalanco hidrico
Balanco hidrico
eduardo leao
 
Infecção de pele e partes moles
Infecção de pele e partes molesInfecção de pele e partes moles
Infecção de pele e partes moles
Professor Robson
 
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
WALFRIDO Farias Gomes
 
Drenos e Sondas
Drenos e SondasDrenos e Sondas
Drenos e Sondas
Eduardo Bernardino
 
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Janaína Lassala
 
Choque séptico apresentação de slides
Choque séptico   apresentação de slidesChoque séptico   apresentação de slides
Choque séptico apresentação de slides
Lindiane Eloisa
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Proqualis
 
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdfAula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
ThiagoCunha93
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Will Nunes
 
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações CirúrgicasPós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Francisco Doria
 
8 infecção hospitalar e ccih
8   infecção hospitalar e ccih8   infecção hospitalar e ccih
8 infecção hospitalar e ccih
Larissa Paulo
 
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolíticoTrabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
Teresa Oliveira
 
Principais infecçoes hospitalares
Principais infecçoes hospitalaresPrincipais infecçoes hospitalares
Principais infecçoes hospitalares
Jonathan Sampaio
 

Mais procurados (20)

Aula PCR
Aula PCRAula PCR
Aula PCR
 
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
 
Abordagem Queimaduras
Abordagem QueimadurasAbordagem Queimaduras
Abordagem Queimaduras
 
Antisepticos
AntisepticosAntisepticos
Antisepticos
 
Fraturas Expostas
Fraturas ExpostasFraturas Expostas
Fraturas Expostas
 
Parada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória aclsParada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória acls
 
Palestra de Queimaduras
Palestra de QueimadurasPalestra de Queimaduras
Palestra de Queimaduras
 
Balanco hidrico
Balanco hidricoBalanco hidrico
Balanco hidrico
 
Infecção de pele e partes moles
Infecção de pele e partes molesInfecção de pele e partes moles
Infecção de pele e partes moles
 
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
 
Drenos e Sondas
Drenos e SondasDrenos e Sondas
Drenos e Sondas
 
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
 
Choque séptico apresentação de slides
Choque séptico   apresentação de slidesChoque séptico   apresentação de slides
Choque séptico apresentação de slides
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
 
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdfAula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
Aula 1- Assistência ao Paciente Grave.pdf
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
 
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações CirúrgicasPós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
 
8 infecção hospitalar e ccih
8   infecção hospitalar e ccih8   infecção hospitalar e ccih
8 infecção hospitalar e ccih
 
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolíticoTrabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico
 
Principais infecçoes hospitalares
Principais infecçoes hospitalaresPrincipais infecçoes hospitalares
Principais infecçoes hospitalares
 

Semelhante a Sepse, sepse grave, choque séptico

Choques
ChoquesChoques
Pancreatite
PancreatitePancreatite
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
Juliana Ledur
 
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
THIALYMARIASILVADACU
 
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
Atila Haber
 
Aula pancreatite aguda_final
Aula pancreatite aguda_finalAula pancreatite aguda_final
Aula pancreatite aguda_final
Evandro Heston
 
Hemostasia IVI
Hemostasia IVIHemostasia IVI
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonarSíndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
Henrique Fiorillo
 
Aula-Choque(1).pdf
Aula-Choque(1).pdfAula-Choque(1).pdf
Aula-Choque(1).pdf
Nayara85
 
Hiponatremia
HiponatremiaHiponatremia
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
Liliana Mendes
 
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagemExames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
Elys Regina
 
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascularPós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Paulo Sérgio
 
Lucas
LucasLucas
8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt
MEDUFPI90
 
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
Steban Freire
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Tep
TepTep
Tep
galegoo
 
Insuficiência renal aguda
Insuficiência renal agudaInsuficiência renal aguda
Insuficiência renal aguda
Ana Nataly
 
Cetoacidose Diabética
Cetoacidose DiabéticaCetoacidose Diabética
Cetoacidose Diabética
Joyce Wadna
 

Semelhante a Sepse, sepse grave, choque séptico (20)

Choques
ChoquesChoques
Choques
 
Pancreatite
PancreatitePancreatite
Pancreatite
 
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
Sepse e choque séptico em pediatria 11 2013
 
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
aula-pacientespticoeosprotocolosdeatendimendodasepseemuti-enfa-240416210215-6...
 
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
Sepseechoquespticoempediatria112013 131107115246-phpapp01
 
Aula pancreatite aguda_final
Aula pancreatite aguda_finalAula pancreatite aguda_final
Aula pancreatite aguda_final
 
Hemostasia IVI
Hemostasia IVIHemostasia IVI
Hemostasia IVI
 
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonarSíndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
Síndromes hepatorrenal e hepatopulmonar
 
Aula-Choque(1).pdf
Aula-Choque(1).pdfAula-Choque(1).pdf
Aula-Choque(1).pdf
 
Hiponatremia
HiponatremiaHiponatremia
Hiponatremia
 
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
LILIANA MENDES Mini curso jovem gastro df cirrose e suas complicações
 
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagemExames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
Exames laboratoriais e-intervencoes-de-enfermagem
 
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascularPós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
 
Lucas
LucasLucas
Lucas
 
8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt
 
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
Conduta no paciente com dengue com base na estratificação de risco - 2010/2011
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Tep
TepTep
Tep
 
Insuficiência renal aguda
Insuficiência renal agudaInsuficiência renal aguda
Insuficiência renal aguda
 
Cetoacidose Diabética
Cetoacidose DiabéticaCetoacidose Diabética
Cetoacidose Diabética
 

Sepse, sepse grave, choque séptico