SlideShare uma empresa Scribd logo
Rafael Bordalo Pinheiro As críticas à Monarquia Centenário da República 1910-2010
Rafael Bordalo Pinheiro Rafael Augusto Prostes Bordalo Pinheiro (Lisboa, 21 de Março de 1846 — 23 de Janeiro de 1905) foi um artista português, de obra vasta dispersa por largas dezenas de livros e publicações, precursor do cartaz artístico em Portugal, desenhador, aguarelista, ilustrador, decorador, caricaturista político e social, jornalista, ceramista e professor. É o autor da representação popular do Zé Povinho, que se veio a tornar num símbolo do povo português.
Zé Povinho Zé Povinho é uma personagem de crítica social, criada por Rafael Bordalo Pinheiro e adoptada como personificação nacional portuguesa. É também conhecido como João Bítor, grande amante de binho e xixas. Resignado perante a corrupção e a injustiça, ajoelhado pela carga dos impostos e ignorante das grandes questões: "O Zé Povinho olha para um lado e para o outro e... fica como sempre... na mesma". (RaphaelBordallo-Pinheiro)  Tem como característica principal o gesto do manguito (como se pode ver na figura), representando a sua faceta de revolta e insolência.
“A Paródia” Na revista “A Paródia”, surgida em 1900, Rafael Bordalo demonstra o seu desencanto face à vida política do País.  “O desprezo que começa a sentir pelos jogos políticos e oportunismo extensivo a todos os partidos e instituições nacionais, transparece logo na capa do 1º número onde apresenta a política nacional como “A grande porca “.
“A Paródia” Nos números seguintes prossegue com "O grande cão" (finanças),
“A Paródia” "A galinha choca" (economia),
“A Paródia” "O grande papagaio"  (retórica parlamentar)
“A Paródia” "A grande toupeira", representativa da reacção.
“A Paródia” A colaboração do filho, Manuel Gustavo, viria a aumentar a lista de símbolos políticos com "O progresso nacional: O grande caranguejo",
“A Paródia” "A burocracia: A grande rata",
“A Paródia” "A beneficência: O grande cágado"
“A Paródia” "A instrução pública: A grande burra".
“A Nação no seu estado interessante aguarda um novo aborto”
Autores:Hélder Brandão, Daniel Silva12º C e Antony Costa, 9º B Biografia de Rafael Bordalo Pinheiro Fontes http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/biografia.html http://cvc.instituto-camoes.pt/figuras/rbpinheiro.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Rafael_Bordalo_Pinheiro http://pt.wikipedia.org/wiki/Z%C3%A9_Povinho http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/parodia.html Fonte imagens http://www.repository.utl.pt/bitstream/10400.5/1440/3/Anexo%20Imagens_Doutoramento%20Design_MAF%20Jul%2007.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
Valeriya Rozhkova
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Faianças Bordalo Pinheiro
Faianças Bordalo PinheiroFaianças Bordalo Pinheiro
Faianças Bordalo Pinheiro
complementoindirecto
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
Ana Barreiros
 
Picasso
PicassoPicasso
Picasso
hcaslides
 
Arquitectura neoclassica em Portugal
Arquitectura neoclassica em Portugal Arquitectura neoclassica em Portugal
Arquitectura neoclassica em Portugal
Carlos Vieira
 
O Fontismo
O FontismoO Fontismo
O Fontismo
Jorge Almeida
 
A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xx
Ana Barreiros
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Michele Pó
 
Deutscher Werkbund
Deutscher WerkbundDeutscher Werkbund
Deutscher Werkbund
Hely Costa Júnior
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
Ana Barreiros
 
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMOMISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
VIVIAN TROMBINI
 
Geração de 70
Geração de 70Geração de 70
Geração de 70
inesabento
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
j_sdias
 
Musica Barroca
Musica BarrocaMusica Barroca
Musica Barroca
Carlos Pinheiro
 
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º AnoProblemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
713773
 
Cultura de massas .
Cultura de massas .Cultura de massas .
Cultura de massas .
TavaresJoana
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
A arte e a cultura em Portugal do século XIX
A arte e a cultura em Portugal do século XIXA arte e a cultura em Portugal do século XIX
A arte e a cultura em Portugal do século XIX
anabelasilvasobral
 
Vanguardas Europeias - I Modernismo
Vanguardas Europeias - I ModernismoVanguardas Europeias - I Modernismo
Vanguardas Europeias - I Modernismo
Carlos Vieira
 

Mais procurados (20)

HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Faianças Bordalo Pinheiro
Faianças Bordalo PinheiroFaianças Bordalo Pinheiro
Faianças Bordalo Pinheiro
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
Picasso
PicassoPicasso
Picasso
 
Arquitectura neoclassica em Portugal
Arquitectura neoclassica em Portugal Arquitectura neoclassica em Portugal
Arquitectura neoclassica em Portugal
 
O Fontismo
O FontismoO Fontismo
O Fontismo
 
A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xx
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Deutscher Werkbund
Deutscher WerkbundDeutscher Werkbund
Deutscher Werkbund
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
 
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMOMISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
MISSÃO ARTÍSTICA FRANCESA, ACADEMIA DE BELAS ARTES E SUPERAÇÃO DO ACADEMICISMO
 
Geração de 70
Geração de 70Geração de 70
Geração de 70
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Musica Barroca
Musica BarrocaMusica Barroca
Musica Barroca
 
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º AnoProblemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
Problemas no espaço urbano - Geografia 11º Ano
 
Cultura de massas .
Cultura de massas .Cultura de massas .
Cultura de massas .
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
A arte e a cultura em Portugal do século XIX
A arte e a cultura em Portugal do século XIXA arte e a cultura em Portugal do século XIX
A arte e a cultura em Portugal do século XIX
 
Vanguardas Europeias - I Modernismo
Vanguardas Europeias - I ModernismoVanguardas Europeias - I Modernismo
Vanguardas Europeias - I Modernismo
 

Destaque

Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
Eduardo Miranda
 
Fracções; Exercícios
Fracções; ExercíciosFracções; Exercícios
Fracções; Exercícios
MariaJoão Agualuza
 
Ficha de trabalho de matemática
Ficha de trabalho de matemáticaFicha de trabalho de matemática
Ficha de trabalho de matemática
MariaJoão Agualuza
 
Teste1 fracçoes
Teste1 fracçoes Teste1 fracçoes
Ficha revisões fracções
Ficha revisões fracçõesFicha revisões fracções
Ficha revisões fracções
Cristina Jesus
 
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano bMatemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
lveiga
 

Destaque (6)

Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
Aa rafael bordalo pinheiro ceramica 2 (som) [somente leitura] [modo de compat...
 
Fracções; Exercícios
Fracções; ExercíciosFracções; Exercícios
Fracções; Exercícios
 
Ficha de trabalho de matemática
Ficha de trabalho de matemáticaFicha de trabalho de matemática
Ficha de trabalho de matemática
 
Teste1 fracçoes
Teste1 fracçoes Teste1 fracçoes
Teste1 fracçoes
 
Ficha revisões fracções
Ficha revisões fracçõesFicha revisões fracções
Ficha revisões fracções
 
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano bMatemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
 

Semelhante a Rafael Bordalo Pinheiro

j carlos
j carlosj carlos
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
Isabella Ruas
 
B.desenhada 1
B.desenhada 1B.desenhada 1
B.desenhada 1
Sameiro Rocha
 
Histórico das produções clássicas
Histórico das produções clássicasHistórico das produções clássicas
Histórico das produções clássicas
gepoteriko
 
O homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
O homem do Sitio do Pica Pau AmareloO homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
O homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
letiprenda
 
Brasil século XX aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
 Brasil  século XX  aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR	 Brasil  século XX  aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
Brasil século XX aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
Luis Nassif
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iiRoteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Modernismo em Portugal.pptx
Modernismo em Portugal.pptxModernismo em Portugal.pptx
Modernismo em Portugal.pptx
MariaAntunes70
 
[C6] hq no brasil (paula)
[C6] hq no brasil (paula)[C6] hq no brasil (paula)
[C6] hq no brasil (paula)
agaoque
 
Caricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª RepúblicaCaricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª República
Carolina Penedo
 
“O Jogo da Política Moderna!”
“O Jogo da Política Moderna!” “O Jogo da Política Moderna!”
“O Jogo da Política Moderna!”
Rogério Santos
 
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
Cláudia Heloísa
 
Comemoração do Centenário da República
Comemoração do Centenário da RepúblicaComemoração do Centenário da República
Comemoração do Centenário da República
cnoetz
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Era Vargas: a construção de um Brasil novo
Era Vargas: a construção de um Brasil novoEra Vargas: a construção de um Brasil novo
Era Vargas: a construção de um Brasil novo
Edenilson Morais
 
Alguns quadrinistas e seus personagens
Alguns quadrinistas e seus personagensAlguns quadrinistas e seus personagens
Alguns quadrinistas e seus personagens
Guzteon
 
Charge e Cartum
Charge e CartumCharge e Cartum
Charge e Cartum
aylton sheverino
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Renata Haratani
 
Alguns riscos da caricatura no teatro de revista
Alguns riscos da caricatura no teatro de revistaAlguns riscos da caricatura no teatro de revista
Alguns riscos da caricatura no teatro de revista
+ Aloisio Magalhães
 

Semelhante a Rafael Bordalo Pinheiro (20)

j carlos
j carlosj carlos
j carlos
 
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
 
B.desenhada 1
B.desenhada 1B.desenhada 1
B.desenhada 1
 
Histórico das produções clássicas
Histórico das produções clássicasHistórico das produções clássicas
Histórico das produções clássicas
 
O homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
O homem do Sitio do Pica Pau AmareloO homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
O homem do Sitio do Pica Pau Amarelo
 
Brasil século XX aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
 Brasil  século XX  aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR	 Brasil  século XX  aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
Brasil século XX aO PÉ DA LETRA DA CANÇÃO POPULAR
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iiRoteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
 
Modernismo em Portugal.pptx
Modernismo em Portugal.pptxModernismo em Portugal.pptx
Modernismo em Portugal.pptx
 
[C6] hq no brasil (paula)
[C6] hq no brasil (paula)[C6] hq no brasil (paula)
[C6] hq no brasil (paula)
 
Caricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª RepúblicaCaricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª República
 
“O Jogo da Política Moderna!”
“O Jogo da Política Moderna!” “O Jogo da Política Moderna!”
“O Jogo da Política Moderna!”
 
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
 
Comemoração do Centenário da República
Comemoração do Centenário da RepúblicaComemoração do Centenário da República
Comemoração do Centenário da República
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
Era Vargas: a construção de um Brasil novo
Era Vargas: a construção de um Brasil novoEra Vargas: a construção de um Brasil novo
Era Vargas: a construção de um Brasil novo
 
Alguns quadrinistas e seus personagens
Alguns quadrinistas e seus personagensAlguns quadrinistas e seus personagens
Alguns quadrinistas e seus personagens
 
Charge e Cartum
Charge e CartumCharge e Cartum
Charge e Cartum
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
Alguns riscos da caricatura no teatro de revista
Alguns riscos da caricatura no teatro de revistaAlguns riscos da caricatura no teatro de revista
Alguns riscos da caricatura no teatro de revista
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

Rafael Bordalo Pinheiro

  • 1. Rafael Bordalo Pinheiro As críticas à Monarquia Centenário da República 1910-2010
  • 2. Rafael Bordalo Pinheiro Rafael Augusto Prostes Bordalo Pinheiro (Lisboa, 21 de Março de 1846 — 23 de Janeiro de 1905) foi um artista português, de obra vasta dispersa por largas dezenas de livros e publicações, precursor do cartaz artístico em Portugal, desenhador, aguarelista, ilustrador, decorador, caricaturista político e social, jornalista, ceramista e professor. É o autor da representação popular do Zé Povinho, que se veio a tornar num símbolo do povo português.
  • 3. Zé Povinho Zé Povinho é uma personagem de crítica social, criada por Rafael Bordalo Pinheiro e adoptada como personificação nacional portuguesa. É também conhecido como João Bítor, grande amante de binho e xixas. Resignado perante a corrupção e a injustiça, ajoelhado pela carga dos impostos e ignorante das grandes questões: "O Zé Povinho olha para um lado e para o outro e... fica como sempre... na mesma". (RaphaelBordallo-Pinheiro) Tem como característica principal o gesto do manguito (como se pode ver na figura), representando a sua faceta de revolta e insolência.
  • 4. “A Paródia” Na revista “A Paródia”, surgida em 1900, Rafael Bordalo demonstra o seu desencanto face à vida política do País. “O desprezo que começa a sentir pelos jogos políticos e oportunismo extensivo a todos os partidos e instituições nacionais, transparece logo na capa do 1º número onde apresenta a política nacional como “A grande porca “.
  • 5. “A Paródia” Nos números seguintes prossegue com "O grande cão" (finanças),
  • 6. “A Paródia” "A galinha choca" (economia),
  • 7. “A Paródia” "O grande papagaio" (retórica parlamentar)
  • 8. “A Paródia” "A grande toupeira", representativa da reacção.
  • 9. “A Paródia” A colaboração do filho, Manuel Gustavo, viria a aumentar a lista de símbolos políticos com "O progresso nacional: O grande caranguejo",
  • 10. “A Paródia” "A burocracia: A grande rata",
  • 11. “A Paródia” "A beneficência: O grande cágado"
  • 12. “A Paródia” "A instrução pública: A grande burra".
  • 13. “A Nação no seu estado interessante aguarda um novo aborto”
  • 14. Autores:Hélder Brandão, Daniel Silva12º C e Antony Costa, 9º B Biografia de Rafael Bordalo Pinheiro Fontes http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/biografia.html http://cvc.instituto-camoes.pt/figuras/rbpinheiro.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Rafael_Bordalo_Pinheiro http://pt.wikipedia.org/wiki/Z%C3%A9_Povinho http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/parodia.html Fonte imagens http://www.repository.utl.pt/bitstream/10400.5/1440/3/Anexo%20Imagens_Doutoramento%20Design_MAF%20Jul%2007.pdf