SlideShare uma empresa Scribd logo
PSICOMOTRICIDADE


  Professora Tatiana Comiotto
Significado
PSICO: Intelectual, cognitivo emocional, afetivo,
mental e neurológico.

MOTRICIDADE: Movimento, ato, ação, gesto.

                PSICOMOTRICIDADE é a realização
                de um pensamento através de um ato
                motor coeso, econômico e harmonioso,
                exigindo para isso uma afetividade
                equilibrada.
Definições
ROSSEL: Educação psicomotora é a educação do controle
mental e da expressão motora.

AJURIAGUERRA: É a realização do pensamento através de
um ato motor preciso, econômico e harmonioso.

VAYER: É a educação da integridade do ser, através do seu
corpo.

HURTADO: É a ciência da educação que enfoca a unidade
indivisível do homem (constituída pela soma e psique),
educando o movimento ao mesmo tempo que põe em jogo as
funções intelectuais.
COSTALLAT: É a ciência da educação que realiza o
          enfoque integral do desenvolvimento nos aspectos:
          físico, psíquico e intelectual de maneira harmoniosa.

LE BOULCH: Tem por finalidade assegurar o desenvolvimento
funcional, tendo em conta as possibilidades das crianças e ajudar sua
afetividade a expandir-se e equilibrar-se através do intercâmbio com o
ambiente humano.

NEGRINE: Sua finalidade é promover através de uma ação
pedagógica o desenvolvimento de todas as potencialidades da criança,
objetivando o equilíbrio biopsico-social.

WALLON: Propicia o estudo da função tônica da musculatura e sua
relação com o emocional.

PIAGET: Essa ciência trata da relação entre o homem, seu corpo, o
meio físico e sóciocultural na qual convive.
Percepções
É a capacidade de reconhecer e compreender estímulos
recebidos.

Está ligada à atenção, consciência e memória.

É o fenômeno de captar, distinguir, associar e interpretar
as sensações.

Divide-se em espacial, temporal,
visual, auditiva, olfativa, gustativa,
termo-tátil e de análise e síntese.
Percepção Espacial
É a capacidade que temos de orientar-nos no espaço.
Se desenvolve entre 1 e 6 anos.
Percepção Temporal
É a capacidade de situar um fato no tempo e de discernir
a velocidade de um movimento.
Percepção Visual: É a percepção de objetos, de
         pessoas, de formas, cores, tamanhos, espessuras, etc.

         Percepção Auditiva: Discriminação através do
         ouvido de sons, ruídos e tonalidades.

Percepção Olfativa: Identificação através do olfato de
diferentes perfumes, odores ou cheiros específicos.

Percepção Gustativa: Verificação de sabores diferentes,
azedo, amargo, salgado, doce, etc.

Percepção Termo-tátil: Interpretação tátil ou térmica
relacionada com formas, tamanhos, texturas, peso,
temperaturas.

Análise e síntese: O todo pode se decompor em partes
(análise) e as partes podem formar um todo (síntese).
Motricidade
AMPLA: Desenvolvimento dos movimentos corporais realizados
pelos grandes músculos (braços, pernas, tronco);
–   Deve proporcionar:
          –   Agilidade motora;
          –   Coordenação dos grandes movimentos;
          –   Equilíbrio do corpo;

FINA: Refere-se a ações de pequenos músculos que levam à
precisão, rapidez e força muscular;
–   Coordenação viso-motora: é a integração entre visão e os movimentos do
    corpo.
–   Coordenação viso-manual: envolve o gesto manual e a visão.
–   Coordenação óculo-pedal: membros inferiores e a visão.
–   Motricidade lingual: para a pronúncia correta.
–   Motricidade dígito-manual: movimentação ordenada de mãos e dedos.
Memória Visual
É a capacidade que a criança tem de armazenar
imagens.

É a capacidade do indivíduo reter com exatidão, a
longo ou a curto prazo, uma série de estímulos
apresentados visualmente.

Está intimamente relacionada com a atenção e com a
figura – fundo.

É por meio dessa capacidade que a criança
memorizará, mais tarde, letras, números e formas.
Habilidades Visuais Específicas
Percepção e discriminação de semelhanças e diferenças: Em
relação ao tamanho, forma, cor, posição e detalhes internos.

Constância de percepção de forma e tamanho: É a capacidade
de perceber que um determinado objeto permanece inalterado apesar
da posição que ocupa no espaço ou independente do ângulo que é
percebido.

Percepção de figura – fundo: O cérebro faz uma seleção dos
estímulos que recebemos, e ela varia conforme o interesse do
momento.
–   O estímulo selecionado pelo cérebro como foco principal da atenção
    chama-se FIGURA e os estímulos restantes são o FUNDO.
Ritmo
Abrange a noção de ordem, sucessão, duração e alternância;

Depende do equilíbrio emocional da criança;

Etapas de aquisição do ritmo:
–   Pré-operatória
     •   A criança sente o ritmo por meio de seu corpo (coração, respiração,
         deglutição);
     •   A criança começa a perceber a sequência no universo dos sons e movimentos
         (palmas);
–   Operações concretas: Começa a dominar a noção de tempo (antes,
    depois,causa, efeito)
–   Operações abstratas: Perceber simultaneamente sucessão de sons,
    símbolo, movimentos. Identifica melodias.
A importância do Ritmo
É a condição inata do ser humano e suscetível de educação;

Favorece a percepção da ocorrência e pausa dos sons
(duração e sucessão);

A falta dessa habilidade poderá causar:
–   Leitura lenta e silábica;
–   Erros de pontuação e entonação;
–   Não respeito ao espaço entre as palavras;
–   União de palavras ou sílabas;
–   Omissão ou audição de sílabas;
–   Falhas na acentuação (escrita e leitura);
Concentração e Atenção
Concentrar-se é o poder de prender a atenção em
função de algo ou em alguém durante um tempo
considerável, sem deixar-se distrair por algo ou
alguém ao seu redor.

Atenção é a aplicação cuidadosa
da mente em alguma coisa
(escutar, ver).

Para acontecer a concentração,
primeiro deve ocorrer a atenção.
Problemas da falta de atenção, principalmente na
           idade escolar:
            –   O ambiente;
            –   A prática pedagógica – a tarefa não deverá se
                demasiadamente fácil, nem extremamente difícil;
            –   A motivação;

Causas da má concentração:
–   Fixação dos olhos: a criança vagueia com os olhos sem achar um
    objeto ou alvo específico;
–   Acomodação: o ambiente deverá ser confortável;
–   Acuidade visual: visão turva ou incerta;
–   Reconhecimento da forma e da cor;
–   Percepção auditiva;
–   Vocabulário;
–   Discriminação figura – fundo;
Equilíbrio

É a capacidade de manutenção do corpo
em uma mesma posição durante um
tempo determinado, pode ser estático
ou dinâmico;

Está diretamente ligado a atenção e a
afetividade;
Habilidades Auditivas Específicas

Discriminação de sons: É a capacidade de se perceber e
discriminar auditivamente e, sem ambiguidade, todos os sons
existente na língua falada.

Discriminação auditiva figura – fundo: É a capacidade
de seleção auditiva dos estímulos principais e acessórios do
ambiente.

Memória Auditiva: Permite a atenção e a recordação das
informações captadas auditivamente.
–   Mediata: lembrar experiências vividas
–   Imediata: lembrar em detalhes e na sequência correta as
    informações auditivas adquiridas.
Freio Inibitório

É a capacidade de deter voluntariamente os
movimentos de supressão dos movimentos no tempo e
no espaço preciso.
Conhecimento de Direita e
               Esquerda

Está ligado aos conceitos de esquema corporal e
lateralidade.

Permite distinguir os lados direito e esquerdo em si,
nas outras pessoas e nos objetos.

É esperado entre 6 e 7 anos.
Dominância Lateral

Predomínio ocular, auditivo e sensório-motor de um
dos membros superiores ou inferiores.

Se define por volta de 5 anos e será mais forte, mais
ágil do lado direito ou esquerdo.
Lateralidade

É o uso preferencial de um lado do corpo para a
realização das atividades (olhos, mãos, pés e ouvidos).

Essa preferência se explica pela predominância de um
dos hemisférios cerebrais.

Se o hemisfério predominante for
o direito, a pessoa será canhota,
se for o esquerdo, será destra.
Tipos de Lateralidade
Contrariada: Geralmente canhotos que foram
obrigados a mudar a preferência devido a pressões
sociais ou familiares.

Cruzada: Quando não existe homogeneidade na
preferência de um dos lados do corpo – olho direito,
mão esquerda, pé direito.

Indefinida: Crianças que não definiram sua
preferência lateral após 5 anos.

Ambidestria: Utilização de ambos os lados do corpo
com a mesma habilidade e destreza.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
マル シオ
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
Gil Pereira
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Silvia Marina Anaruma
 
Ritmo na Psicomotricidade
Ritmo na PsicomotricidadeRitmo na Psicomotricidade
Ritmo na Psicomotricidade
David Alcantara
 
Funções executivas e aprendizagem
Funções executivas e aprendizagemFunções executivas e aprendizagem
Funções executivas e aprendizagem
Lucimary Bezerra Florentino A
 
O que é psicomotricidade
O que é psicomotricidadeO que é psicomotricidade
O que é psicomotricidade
Psicomotricidade
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
Heloiza Moura
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
Elisms88
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil  Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Flavia Fernandes
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
Deisiane Cazaroto
 
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptxA Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
drrscfisio
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
Ulisses Vakirtzis
 
Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Desenvolvimento motor e psicomotricidadeDesenvolvimento motor e psicomotricidade
Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Arnaldo Alves
 
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidadeWallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
rikardofs
 
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias 1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Testes psicomotores
Testes psicomotoresTestes psicomotores
Testes psicomotores
Claírton Soares Lopes
 
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
Joelson Honoratto
 

Mais procurados (20)

Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
 
Ritmo na Psicomotricidade
Ritmo na PsicomotricidadeRitmo na Psicomotricidade
Ritmo na Psicomotricidade
 
Funções executivas e aprendizagem
Funções executivas e aprendizagemFunções executivas e aprendizagem
Funções executivas e aprendizagem
 
O que é psicomotricidade
O que é psicomotricidadeO que é psicomotricidade
O que é psicomotricidade
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil  Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
 
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptxA Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
 
Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Desenvolvimento motor e psicomotricidadeDesenvolvimento motor e psicomotricidade
Desenvolvimento motor e psicomotricidade
 
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidadeWallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
Wallon - Desenvolvimento motor e psicomotricidade
 
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias 1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Testes psicomotores
Testes psicomotoresTestes psicomotores
Testes psicomotores
 
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
Estudo sobre o desenvolvimento humano (parte I)
 

Semelhante a Psicomotricidade - 1

Psicomotricidade - Visão Geral
Psicomotricidade - Visão GeralPsicomotricidade - Visão Geral
Psicomotricidade - Visão Geral
leokos
 
6.psicomotricidade texto1
6.psicomotricidade texto16.psicomotricidade texto1
6.psicomotricidade texto1
Jane Silva
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Percepção sensorial na e fi
     Percepção sensorial na e fi     Percepção sensorial na e fi
Percepção sensorial na e fi
Aline Siemionko Dos Santos
 
Glossário de educação especial
Glossário de educação especialGlossário de educação especial
Glossário de educação especial
jferrinho
 
57102594 areas-da-psicomotricidade
57102594 areas-da-psicomotricidade57102594 areas-da-psicomotricidade
57102594 areas-da-psicomotricidade
Beatriz Madeira
 
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
vanessa270433
 
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptxatividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
AnaoneleoliveiraFurt
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
Pedro Silva
 
Artigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchettiArtigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchetti
lbsefs
 
Artigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchettiArtigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchetti
lbsefs
 
Bases psicomotoras retomando conceitos
Bases psicomotoras retomando conceitosBases psicomotoras retomando conceitos
Bases psicomotoras retomando conceitos
Anaí Peña
 
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
SimoneHelenDrumond
 
psicomotricidade
psicomotricidadepsicomotricidade
psicomotricidade
PauloCahu3
 
Psicomotricidade.ppt
Psicomotricidade.pptPsicomotricidade.ppt
Psicomotricidade.ppt
MateusRotermundBarat
 
Piaget completo
Piaget completoPiaget completo
Piaget completo
Camila Munari
 
Artigo 4
Artigo 4Artigo 4

Semelhante a Psicomotricidade - 1 (20)

Psicomotricidade - Visão Geral
Psicomotricidade - Visão GeralPsicomotricidade - Visão Geral
Psicomotricidade - Visão Geral
 
6.psicomotricidade texto1
6.psicomotricidade texto16.psicomotricidade texto1
6.psicomotricidade texto1
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Percepção sensorial na e fi
     Percepção sensorial na e fi     Percepção sensorial na e fi
Percepção sensorial na e fi
 
Glossário de educação especial
Glossário de educação especialGlossário de educação especial
Glossário de educação especial
 
57102594 areas-da-psicomotricidade
57102594 areas-da-psicomotricidade57102594 areas-da-psicomotricidade
57102594 areas-da-psicomotricidade
 
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
 
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptxatividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
atividade01092014-140909143029-phpapp02.pptx
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
Artigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchettiArtigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchetti
 
Artigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchettiArtigo luciene lécia lucchetti
Artigo luciene lécia lucchetti
 
Bases psicomotoras retomando conceitos
Bases psicomotoras retomando conceitosBases psicomotoras retomando conceitos
Bases psicomotoras retomando conceitos
 
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
13ARTIGO PSICOMOTRICIDADE.pdf
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
 
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdfARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
ARTIGO 4 PSICOMOTRICIDADE .pdf
 
psicomotricidade
psicomotricidadepsicomotricidade
psicomotricidade
 
Psicomotricidade.ppt
Psicomotricidade.pptPsicomotricidade.ppt
Psicomotricidade.ppt
 
Piaget completo
Piaget completoPiaget completo
Piaget completo
 
Artigo 4
Artigo 4Artigo 4
Artigo 4
 

Psicomotricidade - 1

  • 1. PSICOMOTRICIDADE Professora Tatiana Comiotto
  • 2. Significado PSICO: Intelectual, cognitivo emocional, afetivo, mental e neurológico. MOTRICIDADE: Movimento, ato, ação, gesto. PSICOMOTRICIDADE é a realização de um pensamento através de um ato motor coeso, econômico e harmonioso, exigindo para isso uma afetividade equilibrada.
  • 3. Definições ROSSEL: Educação psicomotora é a educação do controle mental e da expressão motora. AJURIAGUERRA: É a realização do pensamento através de um ato motor preciso, econômico e harmonioso. VAYER: É a educação da integridade do ser, através do seu corpo. HURTADO: É a ciência da educação que enfoca a unidade indivisível do homem (constituída pela soma e psique), educando o movimento ao mesmo tempo que põe em jogo as funções intelectuais.
  • 4. COSTALLAT: É a ciência da educação que realiza o enfoque integral do desenvolvimento nos aspectos: físico, psíquico e intelectual de maneira harmoniosa. LE BOULCH: Tem por finalidade assegurar o desenvolvimento funcional, tendo em conta as possibilidades das crianças e ajudar sua afetividade a expandir-se e equilibrar-se através do intercâmbio com o ambiente humano. NEGRINE: Sua finalidade é promover através de uma ação pedagógica o desenvolvimento de todas as potencialidades da criança, objetivando o equilíbrio biopsico-social. WALLON: Propicia o estudo da função tônica da musculatura e sua relação com o emocional. PIAGET: Essa ciência trata da relação entre o homem, seu corpo, o meio físico e sóciocultural na qual convive.
  • 5. Percepções É a capacidade de reconhecer e compreender estímulos recebidos. Está ligada à atenção, consciência e memória. É o fenômeno de captar, distinguir, associar e interpretar as sensações. Divide-se em espacial, temporal, visual, auditiva, olfativa, gustativa, termo-tátil e de análise e síntese.
  • 6. Percepção Espacial É a capacidade que temos de orientar-nos no espaço. Se desenvolve entre 1 e 6 anos.
  • 7. Percepção Temporal É a capacidade de situar um fato no tempo e de discernir a velocidade de um movimento.
  • 8. Percepção Visual: É a percepção de objetos, de pessoas, de formas, cores, tamanhos, espessuras, etc. Percepção Auditiva: Discriminação através do ouvido de sons, ruídos e tonalidades. Percepção Olfativa: Identificação através do olfato de diferentes perfumes, odores ou cheiros específicos. Percepção Gustativa: Verificação de sabores diferentes, azedo, amargo, salgado, doce, etc. Percepção Termo-tátil: Interpretação tátil ou térmica relacionada com formas, tamanhos, texturas, peso, temperaturas. Análise e síntese: O todo pode se decompor em partes (análise) e as partes podem formar um todo (síntese).
  • 9. Motricidade AMPLA: Desenvolvimento dos movimentos corporais realizados pelos grandes músculos (braços, pernas, tronco); – Deve proporcionar: – Agilidade motora; – Coordenação dos grandes movimentos; – Equilíbrio do corpo; FINA: Refere-se a ações de pequenos músculos que levam à precisão, rapidez e força muscular; – Coordenação viso-motora: é a integração entre visão e os movimentos do corpo. – Coordenação viso-manual: envolve o gesto manual e a visão. – Coordenação óculo-pedal: membros inferiores e a visão. – Motricidade lingual: para a pronúncia correta. – Motricidade dígito-manual: movimentação ordenada de mãos e dedos.
  • 10. Memória Visual É a capacidade que a criança tem de armazenar imagens. É a capacidade do indivíduo reter com exatidão, a longo ou a curto prazo, uma série de estímulos apresentados visualmente. Está intimamente relacionada com a atenção e com a figura – fundo. É por meio dessa capacidade que a criança memorizará, mais tarde, letras, números e formas.
  • 11. Habilidades Visuais Específicas Percepção e discriminação de semelhanças e diferenças: Em relação ao tamanho, forma, cor, posição e detalhes internos. Constância de percepção de forma e tamanho: É a capacidade de perceber que um determinado objeto permanece inalterado apesar da posição que ocupa no espaço ou independente do ângulo que é percebido. Percepção de figura – fundo: O cérebro faz uma seleção dos estímulos que recebemos, e ela varia conforme o interesse do momento. – O estímulo selecionado pelo cérebro como foco principal da atenção chama-se FIGURA e os estímulos restantes são o FUNDO.
  • 12. Ritmo Abrange a noção de ordem, sucessão, duração e alternância; Depende do equilíbrio emocional da criança; Etapas de aquisição do ritmo: – Pré-operatória • A criança sente o ritmo por meio de seu corpo (coração, respiração, deglutição); • A criança começa a perceber a sequência no universo dos sons e movimentos (palmas); – Operações concretas: Começa a dominar a noção de tempo (antes, depois,causa, efeito) – Operações abstratas: Perceber simultaneamente sucessão de sons, símbolo, movimentos. Identifica melodias.
  • 13. A importância do Ritmo É a condição inata do ser humano e suscetível de educação; Favorece a percepção da ocorrência e pausa dos sons (duração e sucessão); A falta dessa habilidade poderá causar: – Leitura lenta e silábica; – Erros de pontuação e entonação; – Não respeito ao espaço entre as palavras; – União de palavras ou sílabas; – Omissão ou audição de sílabas; – Falhas na acentuação (escrita e leitura);
  • 14. Concentração e Atenção Concentrar-se é o poder de prender a atenção em função de algo ou em alguém durante um tempo considerável, sem deixar-se distrair por algo ou alguém ao seu redor. Atenção é a aplicação cuidadosa da mente em alguma coisa (escutar, ver). Para acontecer a concentração, primeiro deve ocorrer a atenção.
  • 15. Problemas da falta de atenção, principalmente na idade escolar: – O ambiente; – A prática pedagógica – a tarefa não deverá se demasiadamente fácil, nem extremamente difícil; – A motivação; Causas da má concentração: – Fixação dos olhos: a criança vagueia com os olhos sem achar um objeto ou alvo específico; – Acomodação: o ambiente deverá ser confortável; – Acuidade visual: visão turva ou incerta; – Reconhecimento da forma e da cor; – Percepção auditiva; – Vocabulário; – Discriminação figura – fundo;
  • 16. Equilíbrio É a capacidade de manutenção do corpo em uma mesma posição durante um tempo determinado, pode ser estático ou dinâmico; Está diretamente ligado a atenção e a afetividade;
  • 17. Habilidades Auditivas Específicas Discriminação de sons: É a capacidade de se perceber e discriminar auditivamente e, sem ambiguidade, todos os sons existente na língua falada. Discriminação auditiva figura – fundo: É a capacidade de seleção auditiva dos estímulos principais e acessórios do ambiente. Memória Auditiva: Permite a atenção e a recordação das informações captadas auditivamente. – Mediata: lembrar experiências vividas – Imediata: lembrar em detalhes e na sequência correta as informações auditivas adquiridas.
  • 18. Freio Inibitório É a capacidade de deter voluntariamente os movimentos de supressão dos movimentos no tempo e no espaço preciso.
  • 19. Conhecimento de Direita e Esquerda Está ligado aos conceitos de esquema corporal e lateralidade. Permite distinguir os lados direito e esquerdo em si, nas outras pessoas e nos objetos. É esperado entre 6 e 7 anos.
  • 20. Dominância Lateral Predomínio ocular, auditivo e sensório-motor de um dos membros superiores ou inferiores. Se define por volta de 5 anos e será mais forte, mais ágil do lado direito ou esquerdo.
  • 21. Lateralidade É o uso preferencial de um lado do corpo para a realização das atividades (olhos, mãos, pés e ouvidos). Essa preferência se explica pela predominância de um dos hemisférios cerebrais. Se o hemisfério predominante for o direito, a pessoa será canhota, se for o esquerdo, será destra.
  • 22. Tipos de Lateralidade Contrariada: Geralmente canhotos que foram obrigados a mudar a preferência devido a pressões sociais ou familiares. Cruzada: Quando não existe homogeneidade na preferência de um dos lados do corpo – olho direito, mão esquerda, pé direito. Indefinida: Crianças que não definiram sua preferência lateral após 5 anos. Ambidestria: Utilização de ambos os lados do corpo com a mesma habilidade e destreza.