SlideShare uma empresa Scribd logo
Prostituição Infantil A prostituição infantil é um mau presente em todas as partes do paísnormalmente envolvendo o crimeorganizado que a alicia para estaatividade.
Prostituição A prostituição pode ser definida como a troca consciente de favores sexuais por interesses não sentimentais, afetivos ou prazer. Apesar de comumente a prostituição consistir numa relação de troca entre sexo e dinheiro, esta não é uma regra. Pode-se trocar relações sexuais por favorecimento profissional, por bens materiais (incluindo-se o dinheiro), por informação, etc. A prostituição é praticada mais comumente por mulheres, mas há um grande número de casos de prostituição masculina em diversos locais ao redor do mundo.
O aliciador O aliciador, popularmente conhecido como “cafetão”ou “cafetina” é a pessoa que atua como“empresário” da prostituição. Eles são encarregadosde “enturmar” os jovens no mundo daprostituição. Em troca desse “favor”,parte do dinheiro que as prostitutas recebem,é destinado para o aliciador, caso contrário, as prostitutas são castigadas com favores sexuais ou na forma de violência.
Atualmente No Brasil há pelo menos  500 mil crianças sendo exploradassexualmente. Esses númeroscorrespondem a quase 1370 crianças a cada dia, dessas 500 mil crianças, Aproximadamente 87,8% estão na faixa de 9 a 15 anos, de acordo com o levantamento da Polícia Rodoviária Federal, existem hoje no Brasil cerca de 1.918 pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nos 60 mil quilômetros de estradas federais.
A prostituição infantil é uma forma de exploração de crianças onde essas são levadas a prostituirem-se. Ocorre sobretudo em locais com condições socioeconômicas desfavoráveis. Muitas vezes as crianças são levadas à prostituição pelos próprios pais, ou por meio de aliciadores. A presença de crianças na prostituição atrai muitos pedófilos praticantes do turismo sexual. Na maioria dos países a exploração da prostituição infantil corresponde em um crime grave. A prostituição infantil pode acontecer: quando uma criança ou adolescente se prostitui nas ruas de qualquer cidade em busca de dinheiro.
A prostituição infantil hoje em dia é um dos problemas mais comuns na sociedade, é algo que  para muitos não é nada demais,  mas pensando bem é algo de grande  preocupação. É um problema grave que afeta a muitos na  sociedade, pois é tido como algo normal  embora seja algo muito sério.
Um fato que é incontestável é que arede de prostituição infantil no brasil continua sem solução, talvez isso ocorra porque este tipo de negócio transformou-se no terceiro mais rentável comércio mundial, atrás apenas da indústria de armas e do narcotráfico. Este é um daqueles temas que houve-se muito mas sabe-se pouco. Não é por menos que é problema que vem preocupando, não só o governo brasileiro, mas também do mundo inteiro. Como toda atividade clandestina, a prostituição infantil sempre foi abafada. Na visão da grande maioria das pessoas, não só dos leigos como também dos instruídos, acreditam que os principais clientes que procuram pelos serviços das menores eram os turistas estrangeiros, que vem para o país e se encantam com as mulheres seminuas que encontram nas praias e, por quê não, nas ruas. No entanto, o trabalho da polícia mostra que a maioria dos clientes são brasileiros de classe média alta e rica, empresários bem sucedidos, aparentemente bem casados e, algumas vezes, com filhos adultos ou crianças. Além dos empresários estão, também, na lista, os motoristas de caminhão e de táxis, gerentes de hotéis e até mesmo os policiais. Algumas vezes a mãe não sabe o que acontece ao seu redor, acredita que sua filha possa estar trabalhando em algum lugar "decente" e não tem a mínima ideia de que ela possa estar fazendo programas. Já em outros casos, os próprios pais as levam para se prostituirem. É um trabalho rentável e que gera lucro à toda família, sendo a garota a única prejudicada.
As meninas são pobres e que moram em uma total miséria na periferia. A primeira relação sexual pode ter ocorrido com o próprio pai, padrasto ou até mesmo seu responsável aos 10, 12 ou 17 anos.Além da degradação moral de toda espécie humana, a onda de pedofilia está contribuindo para criar uma geração precoce de portadores do vírus da AIDS, já que as crianças, mais frágeis fisicamente, estão propensas a sofrer ferimentos durante o ato, o que facilita a infecção. Adicionando à posição de inferioridade, que não os dá direito de exigir do parceiro o uso de preservativos.Existem leis que obrigam os motéis e estabelecimentos similares a entrada de menores de 18 anos. No entanto, como todas as leis, esta também não é cumprida. Os casais entram nestes lugares sem o mínimo de intervenção, por esse motivo os homens podem entrar não só com uma menor mas duas ou três, depende de seu gosto e sua disposição.
Riscos da Prostituição Infantil: Contrair algum tipo de DST. Numerosos transtornos orgânicos e psíquicos.                                                          Ex: baixa autoestima, fadiga, confusão de identidade, ansiedade generalizada, furtos, medo de morrer, uso de drogas,         doenças venéreas, irritação na garganta e atraso no desenvolvimento. Gravidez precoce e/ou indesejada. Exploração por parte dos clientes. Sofrer agressões físicas do aliciador.
Notícia: Denunciada suposta rede de prostituição infantil no Litoral Norte. A Polícia Civil investiga se em três municípios do Litoral Norte existe uma rede de exploração sexual infantil. Denúncia de garotas entre 10 e 12 anos atesta que uma quadrilha de pedófilos atua na Barra de Santo Antônio, Paripueira e em Porto Calvo. Por conta disso, a delegada Paula Frassinete Arcanjo Tenório ouve, nesta tarde, cinco acusados de integrar o esquema. Conforme as meninas denunciaram, os abusos sexuais aconteciam com frequência. Elas eram obrigadas a praticar sexo oral com os acusados e recebiam, pelo ato, entre R$ 5 e R$ 10. Este caso também já é de conhecimento do Conselho Tutelar. Os suspeitos ainda não tiveram os nomes divulgados, mas sabe-se, por enquanto, que existem um comerciante e um proprietário de uma casa de veraneio, que fica no povoado Ilha da Crôa, na Barra de Santo Antônio.
Ex-prostituta, A.L., 18, agora pinta tecidos. Prostituta dos 12 aos 17 anos, A.L., 18, é uma das mais assíduas frequentadoras do Espaço Meninas. Nas oficinas do projeto, aprendeu a pintar tecidos e hoje se intitula profissional -diz conseguir ganhar até dois salários mínimos por mês vendendo peças estampadas por ela mesma. Filha de prostituta, estuprada pelo padrasto aos 8 anos, A.L. conseguiu deixar a prostituição, mas teve dificuldades porque necessitava sustentar a filha. (FS) Agência Folha - O que levou você à prostituição?A.L. - Meu padrasto me estuprou aos 8 anos. Eu morava com meu padrinho, minha madrinha, minha mãe adotiva e meu padrasto. Quando meu padrinho faleceu, cada um foi para um canto. Minha mãe era prostituta.Não acabei os estudos. Fiquei bolando aula. Com 12 anos, e até os 17, fui prostituta. Aos 14, me amiguei com um rapaz da minha idade, só que não deu certo. Agência Folha - Foi uma tentativa de deixar a prostituição?A.L. - Foi, só que eu me afundei mais ainda na prostituição, porque ele entrou nas drogas. Eu tinha de me sustentar, e ele roubava meu dinheiro. Com 15 anos, engravidei -hoje tenho uma filha. Com dois meses de gravidez, conheci um coroa, advogado, 64 anos, casado, que ajudou a pagar minhas contas, mas um tempo depois sumiu. Aí, comecei a trabalhar num bar.
Razões Para Se Prostituir A(O) garota(o) pode não ter condições financeiras para sobreviver e, por obrigação dos pais folgados ter que trabalhar para conseguir sustentar sua casa. A(O) garota(o) pode ser submetida(o) à violência dentro de casa e resolve fugir. Faz qualquer coisa para ficar livre de casa e de sua família, se oferecendo a qualquer tipo de pagamento
Prostituição infantil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exploração Sexual
Exploração SexualExploração Sexual
Exploração Sexual
Fábio Simões
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
CatarinaKaulitz
 
Prostitui[1]..
Prostitui[1]..Prostitui[1]..
Prostitui[1]..
guest9ed87c
 
Prostituiçãoo
ProstituiçãooProstituiçãoo
Prostituiçãoo
guest61f4512
 
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentes
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentesViolência e exploração sexual de crianças e adolescentes
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentes
Gleisi Hoffmann
 
ProstituiçãO Fisohi
ProstituiçãO FisohiProstituiçãO Fisohi
ProstituiçãO Fisohi
Joao Paulo Polles
 
ProstituiçãO
ProstituiçãOProstituiçãO
ProstituiçãO
Joao Paulo Polles
 
Exploração sexual
Exploração sexual  Exploração sexual
Exploração sexual
Jonathas Augusto
 
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamentoExploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
Breados Online
 
Prostituição minha visao
Prostituição minha visaoProstituição minha visao
Prostituição minha visao
biankauiara87
 
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuMariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Paulo Sérgio
 
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuEloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Paulo Sérgio
 
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Marilene dos Santos
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Apostila do curso violência sexual
Apostila do curso violência sexual Apostila do curso violência sexual
Apostila do curso violência sexual
Laura Fernanda Nunes
 
VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
 VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
Darciane Brito
 
Formação Cívica
Formação Cívica Formação Cívica
Formação Cívica
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano BartolomeuGabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
Paulo Sérgio
 
Abuso sexual
Abuso sexualAbuso sexual
Abuso sexual
severinoj
 
Juventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexualJuventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexual
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 

Mais procurados (20)

Exploração Sexual
Exploração SexualExploração Sexual
Exploração Sexual
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
 
Prostitui[1]..
Prostitui[1]..Prostitui[1]..
Prostitui[1]..
 
Prostituiçãoo
ProstituiçãooProstituiçãoo
Prostituiçãoo
 
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentes
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentesViolência e exploração sexual de crianças e adolescentes
Violência e exploração sexual de crianças e adolescentes
 
ProstituiçãO Fisohi
ProstituiçãO FisohiProstituiçãO Fisohi
ProstituiçãO Fisohi
 
ProstituiçãO
ProstituiçãOProstituiçãO
ProstituiçãO
 
Exploração sexual
Exploração sexual  Exploração sexual
Exploração sexual
 
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamentoExploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
Exploração sexual infantil: causas, consequências e políticas de enfrentamento
 
Prostituição minha visao
Prostituição minha visaoProstituição minha visao
Prostituição minha visao
 
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuMariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
 
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuEloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Eloá Prado - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
 
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantil
 
Apostila do curso violência sexual
Apostila do curso violência sexual Apostila do curso violência sexual
Apostila do curso violência sexual
 
VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
 VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
VISÃO SOBRE O ABUSO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
 
Formação Cívica
Formação Cívica Formação Cívica
Formação Cívica
 
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano BartolomeuGabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
Gabriel Fernando - Maio Laranja - 8º Ano Bartolomeu
 
Abuso sexual
Abuso sexualAbuso sexual
Abuso sexual
 
Juventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexualJuventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexual
 

Destaque

Prostituição
ProstituiçãoProstituição
Prostituição
Isabel Cabral
 
abuso sexual infantil
abuso sexual infantilabuso sexual infantil
abuso sexual infantil
ANDRES FELIPE VARGAS LOPEZ
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Luisa Sena
 
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentesPalestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Michelle Moraes Santos
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Alinebrauna Brauna
 
Cartilha violencia
Cartilha violenciaCartilha violencia
Cartilha violencia
Alinebrauna Brauna
 
Folder sobre orientação sexual para meninas
Folder sobre orientação sexual para meninasFolder sobre orientação sexual para meninas
Folder sobre orientação sexual para meninas
Evelyn Monte
 
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
Andre Nascimento
 
O Propósito da Tentação
O Propósito da TentaçãoO Propósito da Tentação
O Propósito da Tentação
pralucianaevangelista
 
Por que esperar até o casamento?
Por que esperar até o casamento?Por que esperar até o casamento?
Por que esperar até o casamento?
Ascencio Ascenciano
 
21 dicas resiliência
21 dicas resiliência21 dicas resiliência
21 dicas resiliência
Oficina Psicologia
 
Abusos sexuais
Abusos sexuaisAbusos sexuais
Abusos sexuais
Diogo Ferreira
 
Quando Deus diz não as nossas orações
Quando Deus diz não as nossas oraçõesQuando Deus diz não as nossas orações
Quando Deus diz não as nossas orações
Almy Alves
 
4 fases da tentação
4 fases da tentação4 fases da tentação
4 fases da tentação
viniciusbig
 
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
Carlos Cirleno Neves
 
Armas de nossa guerra
Armas de nossa guerraArmas de nossa guerra
Armas de nossa guerra
Almy Alves
 
O cristão e as drogas
O cristão e as drogasO cristão e as drogas
O cristão e as drogas
Luan Almeida
 
Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual
blogped1
 
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia! Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
Metodista_Barreto
 

Destaque (19)

Prostituição
ProstituiçãoProstituição
Prostituição
 
abuso sexual infantil
abuso sexual infantilabuso sexual infantil
abuso sexual infantil
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
 
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentesPalestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Cartilha violencia
Cartilha violenciaCartilha violencia
Cartilha violencia
 
Folder sobre orientação sexual para meninas
Folder sobre orientação sexual para meninasFolder sobre orientação sexual para meninas
Folder sobre orientação sexual para meninas
 
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
EBD Palavra e Vida 2T2015.Aula 5: O céu realmente existe?
 
O Propósito da Tentação
O Propósito da TentaçãoO Propósito da Tentação
O Propósito da Tentação
 
Por que esperar até o casamento?
Por que esperar até o casamento?Por que esperar até o casamento?
Por que esperar até o casamento?
 
21 dicas resiliência
21 dicas resiliência21 dicas resiliência
21 dicas resiliência
 
Abusos sexuais
Abusos sexuaisAbusos sexuais
Abusos sexuais
 
Quando Deus diz não as nossas orações
Quando Deus diz não as nossas oraçõesQuando Deus diz não as nossas orações
Quando Deus diz não as nossas orações
 
4 fases da tentação
4 fases da tentação4 fases da tentação
4 fases da tentação
 
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
 
Armas de nossa guerra
Armas de nossa guerraArmas de nossa guerra
Armas de nossa guerra
 
O cristão e as drogas
O cristão e as drogasO cristão e as drogas
O cristão e as drogas
 
Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual
 
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia! Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
Aula 7 - A Bebida Alcoólica à luz da Bíblia!
 

Semelhante a Prostituição infantil

Abuso Sexual
Abuso SexualAbuso Sexual
Abuso Sexual
mayane almeid
 
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkabuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
crasPREFNOVARESENDE
 
Trabalho do curso de direito sobre pedofilia
Trabalho do curso de direito sobre pedofiliaTrabalho do curso de direito sobre pedofilia
Trabalho do curso de direito sobre pedofilia
Ohanny Menezes
 
Pedofilia
PedofiliaPedofilia
Pedofilia
guest2bc110
 
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
WilnaMargelaOliveira1
 
Exploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso SexualExploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso Sexual
Michele Pó
 
Exploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso SexualExploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso Sexual
Michele Pó
 
A escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescenteA escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescente
Daiane Andrade
 
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
Eugenio Rocha
 
DW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
DW Debate:Abuso sexual de Menores em AngolaDW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
DW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
Development Workshop Angola
 
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
SimoneHelenDrumond
 
ProstituiçãO Infantil
ProstituiçãO InfantilProstituiçãO Infantil
ProstituiçãO Infantil
Rodrigo Bona
 
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
anncaty
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Maria Antonia
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Maria Antonia
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Aline Kelly
 
Campanha de Choque
Campanha de ChoqueCampanha de Choque
Campanha de Choque
Carlos Cebola
 
Tráfico Humano
Tráfico Humano Tráfico Humano
Tráfico Humano
complementoindirecto
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
Alinebrauna Brauna
 
AForcadaMulherContraoTrafico
AForcadaMulherContraoTraficoAForcadaMulherContraoTrafico
AForcadaMulherContraoTrafico
Isabel Kopschitz
 

Semelhante a Prostituição infantil (20)

Abuso Sexual
Abuso SexualAbuso Sexual
Abuso Sexual
 
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkabuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Trabalho do curso de direito sobre pedofilia
Trabalho do curso de direito sobre pedofiliaTrabalho do curso de direito sobre pedofilia
Trabalho do curso de direito sobre pedofilia
 
Pedofilia
PedofiliaPedofilia
Pedofilia
 
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
 
Exploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso SexualExploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso Sexual
 
Exploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso SexualExploração e Abuso Sexual
Exploração e Abuso Sexual
 
A escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescenteA escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescente
 
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
Seminário de enfrentamento a Pedofilia 2013
 
DW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
DW Debate:Abuso sexual de Menores em AngolaDW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
DW Debate:Abuso sexual de Menores em Angola
 
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
26 DIREITO E O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTEPEDOFILIA O LOBO MAU DA IN...
 
ProstituiçãO Infantil
ProstituiçãO InfantilProstituiçãO Infantil
ProstituiçãO Infantil
 
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
 
Campanha de Choque
Campanha de ChoqueCampanha de Choque
Campanha de Choque
 
Tráfico Humano
Tráfico Humano Tráfico Humano
Tráfico Humano
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
 
AForcadaMulherContraoTrafico
AForcadaMulherContraoTraficoAForcadaMulherContraoTrafico
AForcadaMulherContraoTrafico
 

Prostituição infantil

  • 1. Prostituição Infantil A prostituição infantil é um mau presente em todas as partes do paísnormalmente envolvendo o crimeorganizado que a alicia para estaatividade.
  • 2. Prostituição A prostituição pode ser definida como a troca consciente de favores sexuais por interesses não sentimentais, afetivos ou prazer. Apesar de comumente a prostituição consistir numa relação de troca entre sexo e dinheiro, esta não é uma regra. Pode-se trocar relações sexuais por favorecimento profissional, por bens materiais (incluindo-se o dinheiro), por informação, etc. A prostituição é praticada mais comumente por mulheres, mas há um grande número de casos de prostituição masculina em diversos locais ao redor do mundo.
  • 3. O aliciador O aliciador, popularmente conhecido como “cafetão”ou “cafetina” é a pessoa que atua como“empresário” da prostituição. Eles são encarregadosde “enturmar” os jovens no mundo daprostituição. Em troca desse “favor”,parte do dinheiro que as prostitutas recebem,é destinado para o aliciador, caso contrário, as prostitutas são castigadas com favores sexuais ou na forma de violência.
  • 4. Atualmente No Brasil há pelo menos 500 mil crianças sendo exploradassexualmente. Esses númeroscorrespondem a quase 1370 crianças a cada dia, dessas 500 mil crianças, Aproximadamente 87,8% estão na faixa de 9 a 15 anos, de acordo com o levantamento da Polícia Rodoviária Federal, existem hoje no Brasil cerca de 1.918 pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nos 60 mil quilômetros de estradas federais.
  • 5.
  • 6. A prostituição infantil é uma forma de exploração de crianças onde essas são levadas a prostituirem-se. Ocorre sobretudo em locais com condições socioeconômicas desfavoráveis. Muitas vezes as crianças são levadas à prostituição pelos próprios pais, ou por meio de aliciadores. A presença de crianças na prostituição atrai muitos pedófilos praticantes do turismo sexual. Na maioria dos países a exploração da prostituição infantil corresponde em um crime grave. A prostituição infantil pode acontecer: quando uma criança ou adolescente se prostitui nas ruas de qualquer cidade em busca de dinheiro.
  • 7. A prostituição infantil hoje em dia é um dos problemas mais comuns na sociedade, é algo que para muitos não é nada demais, mas pensando bem é algo de grande preocupação. É um problema grave que afeta a muitos na sociedade, pois é tido como algo normal embora seja algo muito sério.
  • 8. Um fato que é incontestável é que arede de prostituição infantil no brasil continua sem solução, talvez isso ocorra porque este tipo de negócio transformou-se no terceiro mais rentável comércio mundial, atrás apenas da indústria de armas e do narcotráfico. Este é um daqueles temas que houve-se muito mas sabe-se pouco. Não é por menos que é problema que vem preocupando, não só o governo brasileiro, mas também do mundo inteiro. Como toda atividade clandestina, a prostituição infantil sempre foi abafada. Na visão da grande maioria das pessoas, não só dos leigos como também dos instruídos, acreditam que os principais clientes que procuram pelos serviços das menores eram os turistas estrangeiros, que vem para o país e se encantam com as mulheres seminuas que encontram nas praias e, por quê não, nas ruas. No entanto, o trabalho da polícia mostra que a maioria dos clientes são brasileiros de classe média alta e rica, empresários bem sucedidos, aparentemente bem casados e, algumas vezes, com filhos adultos ou crianças. Além dos empresários estão, também, na lista, os motoristas de caminhão e de táxis, gerentes de hotéis e até mesmo os policiais. Algumas vezes a mãe não sabe o que acontece ao seu redor, acredita que sua filha possa estar trabalhando em algum lugar "decente" e não tem a mínima ideia de que ela possa estar fazendo programas. Já em outros casos, os próprios pais as levam para se prostituirem. É um trabalho rentável e que gera lucro à toda família, sendo a garota a única prejudicada.
  • 9. As meninas são pobres e que moram em uma total miséria na periferia. A primeira relação sexual pode ter ocorrido com o próprio pai, padrasto ou até mesmo seu responsável aos 10, 12 ou 17 anos.Além da degradação moral de toda espécie humana, a onda de pedofilia está contribuindo para criar uma geração precoce de portadores do vírus da AIDS, já que as crianças, mais frágeis fisicamente, estão propensas a sofrer ferimentos durante o ato, o que facilita a infecção. Adicionando à posição de inferioridade, que não os dá direito de exigir do parceiro o uso de preservativos.Existem leis que obrigam os motéis e estabelecimentos similares a entrada de menores de 18 anos. No entanto, como todas as leis, esta também não é cumprida. Os casais entram nestes lugares sem o mínimo de intervenção, por esse motivo os homens podem entrar não só com uma menor mas duas ou três, depende de seu gosto e sua disposição.
  • 10. Riscos da Prostituição Infantil: Contrair algum tipo de DST. Numerosos transtornos orgânicos e psíquicos. Ex: baixa autoestima, fadiga, confusão de identidade, ansiedade generalizada, furtos, medo de morrer, uso de drogas, doenças venéreas, irritação na garganta e atraso no desenvolvimento. Gravidez precoce e/ou indesejada. Exploração por parte dos clientes. Sofrer agressões físicas do aliciador.
  • 11. Notícia: Denunciada suposta rede de prostituição infantil no Litoral Norte. A Polícia Civil investiga se em três municípios do Litoral Norte existe uma rede de exploração sexual infantil. Denúncia de garotas entre 10 e 12 anos atesta que uma quadrilha de pedófilos atua na Barra de Santo Antônio, Paripueira e em Porto Calvo. Por conta disso, a delegada Paula Frassinete Arcanjo Tenório ouve, nesta tarde, cinco acusados de integrar o esquema. Conforme as meninas denunciaram, os abusos sexuais aconteciam com frequência. Elas eram obrigadas a praticar sexo oral com os acusados e recebiam, pelo ato, entre R$ 5 e R$ 10. Este caso também já é de conhecimento do Conselho Tutelar. Os suspeitos ainda não tiveram os nomes divulgados, mas sabe-se, por enquanto, que existem um comerciante e um proprietário de uma casa de veraneio, que fica no povoado Ilha da Crôa, na Barra de Santo Antônio.
  • 12. Ex-prostituta, A.L., 18, agora pinta tecidos. Prostituta dos 12 aos 17 anos, A.L., 18, é uma das mais assíduas frequentadoras do Espaço Meninas. Nas oficinas do projeto, aprendeu a pintar tecidos e hoje se intitula profissional -diz conseguir ganhar até dois salários mínimos por mês vendendo peças estampadas por ela mesma. Filha de prostituta, estuprada pelo padrasto aos 8 anos, A.L. conseguiu deixar a prostituição, mas teve dificuldades porque necessitava sustentar a filha. (FS) Agência Folha - O que levou você à prostituição?A.L. - Meu padrasto me estuprou aos 8 anos. Eu morava com meu padrinho, minha madrinha, minha mãe adotiva e meu padrasto. Quando meu padrinho faleceu, cada um foi para um canto. Minha mãe era prostituta.Não acabei os estudos. Fiquei bolando aula. Com 12 anos, e até os 17, fui prostituta. Aos 14, me amiguei com um rapaz da minha idade, só que não deu certo. Agência Folha - Foi uma tentativa de deixar a prostituição?A.L. - Foi, só que eu me afundei mais ainda na prostituição, porque ele entrou nas drogas. Eu tinha de me sustentar, e ele roubava meu dinheiro. Com 15 anos, engravidei -hoje tenho uma filha. Com dois meses de gravidez, conheci um coroa, advogado, 64 anos, casado, que ajudou a pagar minhas contas, mas um tempo depois sumiu. Aí, comecei a trabalhar num bar.
  • 13. Razões Para Se Prostituir A(O) garota(o) pode não ter condições financeiras para sobreviver e, por obrigação dos pais folgados ter que trabalhar para conseguir sustentar sua casa. A(O) garota(o) pode ser submetida(o) à violência dentro de casa e resolve fugir. Faz qualquer coisa para ficar livre de casa e de sua família, se oferecendo a qualquer tipo de pagamento