SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO DE PESQUISA
Português Aplicado
Prof.ª Ana Regina Vieira
IFPE Campus Recife
Versão: maio/2013
CONCEITO
Projeto de pesquisa é o documento em que são
traçados os objetivos e metas a serem
cumpridos para a realização de uma pesquisa.
 É elaborado a partir das ideias e propostas de
um aluno (pesquisador), com a colaboração
de um orientador (com titulação compatível).
FINALIDADE DE UM PROJETO DE PESQUISA
Indicar os caminhos que serão percorridos
para a efetivação da pesquisa, de acordo
com o conhecimento prévio do pesquisador.
CARACTERÍSTICAS
 Deve ser elaborado pelo aluno com rigor
científico e método, com base na literatura
existente.
 De acordo com a sua finalidade, o projeto
deve seguir as recomendações da
instituição à qual é apresentado.
 Deve observar os padrões de elaboração
fornecidos da ABNT (ver NBR 15.287 da ABNT,
publicada em 2005 e Emenda nº 1 dessa NBR).
CARACTERÍSTICAS
 Os resultados de um projeto de pesquisa devem ser
divulgados formalmente em um trabalho acadêmico,
TCC, monografia, dissertação, tese etc., para obtenção
de:
 certificado ou diploma (ex.: de graduação)
 título (ex.: de especialista, mestre ou doutor)
 bolsa de iniciação científica, bolsa de estágio etc.
A informação produzida no estudo deve ser
organizada, comunicada e disseminada, pois essa
transferência contribui para o desenvolvimento
científico-tecnológico.
Projeto de pesquisa 2013
OBJETIVOS DE UM PROJETO DE PESQUISA
Planejar as ações do pesquisador
para responder questões acerca
de um fenômeno.
Descrever a estrutura da
pesquisa.
PASSO A PASSO
Escolha do
Tema
Definição do
Problema de
Pesquisa
Levantamento
da Literatura
Elaboração do
PROJETO
PARTES DE UM PROJETO
PARTES DE UM PROJETO
1. Tema
2. Problema de pesquisa ou questão norteadora
3. Justificativa
4. Objetivos geral e específicos
5. Hipótese(s)
6. Referencial Teórico ou Fundamentação teórica
7. Metodologia ou Material e Métodos
8. Cronograma
9. Plano de Trabalho
10. Orçamento
11. Referências
1. TEMA
 É a definição do que vai ser pesquisado.
 Pode surgir da observação de situações do cotidiano,
do estudo de literatura publicada, de sugestões de
especialistas, de indicações de programas de pesquisa
etc.
 É um tópico específico de uma área temática mais
ampla, que pode ser objeto de uma investigação,
investigação essa que poderá auxiliar outras pessoas a
compreendê-lo melhor ou a mudar seu ponto de vista
sobre ele. Por exemplo:
BUSCA DE TEMAS RELEVANTES
 Dentro de sua área de conhecimento, enumere pelo
menos três temas que lhe interessem.
 Investigue se os temas que levantou são relevantes
na sua área de conhecimento.
 Procure conhecer as linhas e áreas de pesquisa
existentes no país na sua área de conhecimento;
 Busque informações sobre essas linhas e áreas de
pesquisa, para ter ideias sobre temas que já são
pesquisados e pensar em outros que ainda podem ser.
ONDE BUSCAR TEMAS RELEVANTES?
 Na internet, por exemplo:
 nas páginas dos departamentos e programas de pós-
graduação de sua área;
 no site do CNPQ, na página “Grupos de Pesquisa no Brasil”;
 na “Plataforma Lattes”;
 na Base de Dados da CAPES (Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)
 etc.
 Conversando com professores e colegas.
 Em revistas e livros especializados de sua área,
observe os temas ali tratados.
 Nas Introduções e Conclusões de teses e dissertações.
 Em palestras, seminários, fóruns de sua área de
conhecimento.
ATIVIDADE 1
 Em grupos de 4 ou 3, realizar uma sessão de
brainstorming para geração de ideias acerca de
possíveis temas para o projeto.
 Regras:
1. Críticas são rejeitadas;
2. Criatividade é bem-vinda;
3. Quantidade é necessária;
4. Combinação e aperfeiçoamento são necessários.
QUESTÃO OU PROBLEMA DE
PESQUISA
“Só quem sabe o que procura pode encontrar.”
2. PROBLEMA OU QUESTÃO(ÕES) DE
PESQUISA (PROBLEMATIZAÇÃO DO TEMA)
 É um questionamento, uma dúvida a ser solucionada
através do desenvolvimento da pesquisa.
 Em toda pesquisa existem questões que o pesquisador
quer responder e que norteiam seu trabalho.
 As questões não devem ser amplas demais, porque,
se forem, você não vai ser capaz de respondê-las nem
vai dar tempo.
 As questões não devem ser restritas demais, pois
corre-se o risco de que o trabalho não tenha a menor
relevância.
EXEMPLO DE PROBLEMA DE PESQUISA
SUGESTÕES DE FORMULAÇÃO DE QUESTÕES
(HUBNER, 2002)
Quais os fatores determinantes de X?
Há relação entre x e y?
Quais os efeitos de X sobre Y?
Quais as características de X?
Quais as semelhanças (ou diferenças)
entre X e Y?
O que acontece quando...
Qual a causa de ....
Como deveria ser ... para ...
ATIVIDADE 2
 Em grupos de 4 ou 3, elaborar o problema de
pesquisa a partir do tema já definido
(problematização* do tema).
*etapa do planejamento científico que mais costuma tirar a noite
de sono dos pesquisadores, sobretudo dos iniciantes - nada
mais é do que a proposição de uma questão que se buscará
responder por meio de pesquisa. Em outras palavras, problema
é a pergunta que a pesquisa pretende resolver.
Para formular o problema,
devemos transformar o tema em uma
pergunta. Por isso, o melhor caminho para
a redação da problemática no corpo do
texto do projeto é utilizar uma frase
interrogativa.
3. HIPÓTESE
 São prováveis respostas, explicações provisórias,
afirmações que serão testadas mediante a reflexão
teórica ou evidência de dados, por meio da pesquisa.
 Ao final da pesquisa, as hipóteses podem ser
confirmadas ou rejeitadas.
 A hipótese é uma tentativa prévia de responder à
questão de pesquisa. Por exemplo:
4. JUSTIFICATIVA
 Envolve a descrição da origem do problema levantado e
a relação do tema com o contexto social.
 Trata-se de uma argumentação que justifique a escolha
desse tema/problema, considerando as contribuições
para o crescimento pessoal, social, científico e da
instituição. Por exemplo:
5. OBJETIVOS
Determina as metas que se quer alcançar com a
pesquisa/estudo. Podem ser divididos em Geral e
Específicos.
 Geral: é a meta mais ampla da pesquisa/estudo.
 Específicos: determinam aspectos particulares que
se pretende estudar, compreender, explicar, a fim
de alcançar o objetivo geral.
 Podem ser listados com marcadores, usando-se
verbos de ação no infinitivo (estudar, compreender,
entender, explicar, descrever, identificar etc.)
 Cada objetivo envolve um único verbo de ação.
EXEMPLO
 “Verificar a relação entre infraestrutura escolar e o
envolvimento da escola com a comunidade e suas
taxas de evasão e faltas.”
 “Identificar os motivos da evasão e das altos
índices de falta.”
 “Criar mecanismos de atração dos alunos à
escola.”
6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA OU
PRESSUPOSTOS TEÓRICOS
 Elaboração de uma síntese do que já foi dito e
publicado sobre o assunto, ou seja, uma visão
geral do problema.
 Apresenta o “Estado da Arte” ou nível de
desenvolvimento atingido (por uma ciência, uma
técnica) na atualidade.
 Inclusão de citações diretas, indiretas e notas de
rodapé.
 Autores e obras citadas devem estar nas
referências.
 Não é um texto conclusivo: a pesquisa ainda será
desenvolvida.
7. MATERIAL E MÉTODOS (OU METODOLOGIA)
 Indica como serão coletados os dados; como serão
trabalhadas as informações; como será feita a seleção
e a localização das fontes de informação, os sujeitos da
pesquisa (informantes); quais os procedimentos,
instalações, equipamentos e demais instrumentos
utilizados na realização do trabalho.
 São definidas as formas de coleta e análise de dados e
informações: por exemplo, entrevistas, questionários,
formulários, bibliografia, documentos, análises,
estatísticas etc.
 São informados o universo a ser pesquisado e a técnica
de amostragem.
 A confiabilidade da pesquisa depende da
representatividade da amostra.
7. MATERIAL E MÉTODOS OU METODOLOGIA
 Coleta de dados: descreve-se claramente o método
a ser utilizado. Se a opção for uma pesquisa
qualitativa deve-se indicar como serão coletados e
analisados os dados. Se for uma pesquisa
quantitativa, deve-se deixar claro como se
pretende fazer a coleta.
 Seleção dos Participantes ou Informantes e
amostragem: é importante informar quem são os
participantes da pesquisa (ou sujeitos).
 Análise e interpretação dos resultados: deve-se
descrever como serão analisados os resultados da
pesquisa. Se for qualitativa, pode-se interpretar a
resposta global ou individualmente. Se for
quantitativa, pode-se utilizar a estatística descritiva.
8. CRONOGRAMA
 Indica o período de realização e as etapas de
execução em relação ao tempo previsto para
alcançar o que foi estabelecido.
 É essencial que o aluno-pesquisador acompanhe o
desenvolvimento da pesquisa em relação às
atividades propostas, ao tempo gasto etc.
QUADRO 1 - Cronograma das atividades a serem desenvolvidas no projeto
Data/
atividade
Nov
2011
Dez
2011
Jan
2012
Fev
2012
Mar
2012
Abr
2012
Maio
2012
Definição
do tema
x
Elaboração
do Projeto
x x
Revisão da
literatura
x x x x x
Coleta de
dados
x x x x
etc.
9. PLANO DE TRABALHO
 De acordo com o cronograma, apresenta-se um
plano de trabalho onde deve ficar claro o
envolvimento direto do(s) pesquisador(es) com a
pesquisa, suas principais responsabilidades e
funções.
 Por exemplo:
10. ORÇAMENTO
 É o detalhamento dos recursos financeiros
necessários para a realização da pesquisa, como
bolsas; materiais de consumo, deslocamentos e
outros.
 Pode-se avaliar a viabilidade da realização da
pesquisa.
QUADRO 2 – Orçamento do projeto
Material qtd Preço Un Total
Papel A4
Livros
TOTAL
Transportes
TOTAL
TOTAL GERAL
11. REFERÊNCIAS
Deve-se incluir a bibliografia utilizada no
desenvolvimento da proposta conforme as normas
técnicas vigentes.
 NBR 6023, de 2002, com 24 páginas.
 NBR 6034 (12/2004), 4 p.
 NBR 10520 (8/2002), 7 p.
 NBR 10522 (10/1988), 11 p.
 outros documentos complementares.
PROJETO
Produção escrita
ESTRUTURA
Finalidade Uso (Projeto)
Capa Proteção e
identificação
Obrigatório
Folha de Rosto Idem Obrigatório
Sumário Divisão do trabalho Obrigatório
Conforme a ABNT, nas NBRs 15287 e 14724.
ESTRUTURA
Finalidade Uso (Projeto)
1. Introdução Contextualizar o tema Obrigatório
2. Justificativa Apresentar a relevância
do estudo para o
conhecimento técnico-
científico.
Obrigatório
3. Problema ou
Questão de pesquisa
Problematização do
tema.
Obrigatório
4. Objetivos Finalidade do estudo Obrigatório
5. Hipótese(s) Afirmações provisórias
apresentadas pelo
pesquisador, possíveis
respostas.
Obrigatório
6. Referencial Teórico
ou Fundamentação
Teórica
Apresentar ideias,
conceitos e
considerações de
autores dos documentos
consultados para
fundamentar o trabalho.
Obrigatório
ESTRUTURA
Finalidade Uso (Projeto)
6. Referencial Teórico
ou Fundamentação
Teórica
Apresentar ideias,
conceitos e
considerações de
autores consultados para
fundamentar o trabalho.
Obrigatório
7. Metodologia ou
Materiais e Métodos
Planejamento, sequência
e forma de realizar a
pesquisa em função dos
objetivos.
Obrigatório
8. Cronograma Programação de tempo
para a realização das
atividades.
Obrigatório
9. Plano de Trabalho Nomes, funções e
responsabilidades.
Opcional
10. Orçamento Detalhamento dos
recursos financeiros
Opcional
Referências Relacionar obras citadas
no Projeto.
Obrigatório
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Centro xxxxxxxxxxxxxxx
Departamento xxxxxxxxxxxxx
Curso ou Programa de Pós-Graduação xxxxxxxxxxxx
PROJETO DE PESQUISA:
UM ESTUDO SOBRE O CONSUMO PER CAPITA DE
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Aluno(s): autor(res)
Orientador(a): xxxxxxxxxxxxxxxx
Recife
2013
CAPA
AUTOR(ES)
UM ESTUDO SOBRE xxxxx
Projeto de Pesquisa apresentado ao Programa de
Pós-graduação em XXXXXXXXX da Universidade
Federal de Pernambuco, sob a orientação da
Prof.ª Dr.ª XXXXXXXX.
Recife
2013
FOLHA DE ROSTO
REFERÊNCIAS
1. CONDURÚ, M. T.; Pereira, J. A. R. 2010.
Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. 4. ed.
Belém.
2. GIL, A. C. 2010. Como elaborar projetos de
pesquisa. São Paulo: Atlas.
3. GRESSLER. L. A. 2007. Introdução à pesquisa:
projetos e relatórios. São Paulo: Loyola.
4. MARTINS, D. S.; Zilberknop, L. S. 2009.
Português Instrumental. 28. ed. São Paulo: Atlas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metodologia Científica
Metodologia CientíficaMetodologia Científica
Metodologia Científica
CEPPAD/UFPR
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
Larissa Almada
 
Manual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnicoManual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnico
Jean Gadelha de Oliveira
 
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaMetodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Geisa Pereira
 
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tccElaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
Instituto Federal do Paraná - IFPR
 
3 pré-projeto como fazer
3   pré-projeto como fazer3   pré-projeto como fazer
3 pré-projeto como fazer
Janaína Sousa
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Juliana Sarieddine
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Humberto Serra
 
Pesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativaPesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativa
queenbianca
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
lilianpinheiro2015
 
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
Júnior Santos
 
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Aula 2   elaboração trabalhos científicosAula 2   elaboração trabalhos científicos
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Rodrigo Abreu
 
Am aulas de mic
Am  aulas de micAm  aulas de mic
Am aulas de mic
johnbank1
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
marildabacana
 
Como elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisaComo elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisa
Deborah Cattani
 
Relatório
RelatórioRelatório
Relatório
Adriano Medeiros
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Fábio de Oliveira Matos
 
Construindo um projeto de pesquisa
Construindo um projeto de pesquisaConstruindo um projeto de pesquisa
Construindo um projeto de pesquisa
Aliny Lima
 
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESMEProblema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Como problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisaComo problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisa
Antenor Casagrande
 

Mais procurados (20)

Metodologia Científica
Metodologia CientíficaMetodologia Científica
Metodologia Científica
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
 
Manual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnicoManual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnico
 
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaMetodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
 
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tccElaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
 
3 pré-projeto como fazer
3   pré-projeto como fazer3   pré-projeto como fazer
3 pré-projeto como fazer
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
 
Pesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativaPesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativa
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
 
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
 
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Aula 2   elaboração trabalhos científicosAula 2   elaboração trabalhos científicos
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
 
Am aulas de mic
Am  aulas de micAm  aulas de mic
Am aulas de mic
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Como elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisaComo elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisa
 
Relatório
RelatórioRelatório
Relatório
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
Construindo um projeto de pesquisa
Construindo um projeto de pesquisaConstruindo um projeto de pesquisa
Construindo um projeto de pesquisa
 
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESMEProblema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
Problema de Pesquisa e Hipóteses Científicas - Profa.Rilva - GESME
 
Como problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisaComo problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisa
 

Destaque

At for Supported Employment Day 1
At for Supported Employment Day 1At for Supported Employment Day 1
At for Supported Employment Day 1
Mike Marotta
 
Plantilla Marta.H
Plantilla Marta.HPlantilla Marta.H
Plantilla Marta.H
marta64
 
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
Maria Fariña Rodriguez
 
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
UN Focal Point on Youth, Division for Social Policy and Development
 
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
Andreas Schmidt
 
Temario Parte 2
Temario Parte 2Temario Parte 2
Temario Parte 2
CUATE CCH OTE
 
Nuevo paradigma educativo de la historia
Nuevo paradigma educativo de la historia Nuevo paradigma educativo de la historia
Nuevo paradigma educativo de la historia
Fabián Cuevas
 

Destaque (7)

At for Supported Employment Day 1
At for Supported Employment Day 1At for Supported Employment Day 1
At for Supported Employment Day 1
 
Plantilla Marta.H
Plantilla Marta.HPlantilla Marta.H
Plantilla Marta.H
 
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
1ªparte sistemas operativos_y_seguridad_ (1)
 
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
“Informe sobre desarrollo humano para Mercosur2009-2010- Innovar para incluir...
 
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
EmployID - Projektüberblick: Förderung der Weiterentwicklung des beruflichen ...
 
Temario Parte 2
Temario Parte 2Temario Parte 2
Temario Parte 2
 
Nuevo paradigma educativo de la historia
Nuevo paradigma educativo de la historia Nuevo paradigma educativo de la historia
Nuevo paradigma educativo de la historia
 

Semelhante a Projeto de pesquisa 2013

Como elaborar um projeto
Como elaborar um projetoComo elaborar um projeto
Como elaborar um projeto
Evelise Faraco de Oliveira
 
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrnProjeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Sérgio Ferreira DA Silva
 
PTCC - Metodologia
PTCC -  MetodologiaPTCC -  Metodologia
PTCC - Metodologia
alemartins10
 
Modelo de Projeto de dissertação
Modelo de Projeto de dissertaçãoModelo de Projeto de dissertação
Modelo de Projeto de dissertação
Carlos Alberto Monteiro
 
Modelo projeto-mestrado
Modelo projeto-mestradoModelo projeto-mestrado
Modelo projeto-mestrado
pery-ap
 
Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografia
Hotoniones da Silva
 
Classificacao das pesquisas
Classificacao das pesquisasClassificacao das pesquisas
Classificacao das pesquisas
Andreza Patrícia Martins
 
P2 noite
P2 noiteP2 noite
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
marildabacana
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
marildabacana
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Miryam Mastrella
 

Semelhante a Projeto de pesquisa 2013 (11)

Como elaborar um projeto
Como elaborar um projetoComo elaborar um projeto
Como elaborar um projeto
 
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrnProjeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
 
PTCC - Metodologia
PTCC -  MetodologiaPTCC -  Metodologia
PTCC - Metodologia
 
Modelo de Projeto de dissertação
Modelo de Projeto de dissertaçãoModelo de Projeto de dissertação
Modelo de Projeto de dissertação
 
Modelo projeto-mestrado
Modelo projeto-mestradoModelo projeto-mestrado
Modelo projeto-mestrado
 
Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografia
 
Classificacao das pesquisas
Classificacao das pesquisasClassificacao das pesquisas
Classificacao das pesquisas
 
P2 noite
P2 noiteP2 noite
P2 noite
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 

Mais de Jesrayne Nascimento

Sociedades Africanas Medievais
Sociedades Africanas MedievaisSociedades Africanas Medievais
Sociedades Africanas Medievais
Jesrayne Nascimento
 
Teoria da ADM
Teoria da ADMTeoria da ADM
Teoria da ADM
Jesrayne Nascimento
 
O papel do administrador
O papel do administradorO papel do administrador
O papel do administrador
Jesrayne Nascimento
 
Relatorio 2012 visita técnica
Relatorio 2012 visita técnicaRelatorio 2012 visita técnica
Relatorio 2012 visita técnica
Jesrayne Nascimento
 
Regras da ABNT
Regras da ABNTRegras da ABNT
Regras da ABNT
Jesrayne Nascimento
 
Dicas para uma boa apresentação
Dicas para uma boa apresentaçãoDicas para uma boa apresentação
Dicas para uma boa apresentação
Jesrayne Nascimento
 
O impressionismo
O impressionismoO impressionismo
O impressionismo
Jesrayne Nascimento
 
Realismo
RealismoRealismo
A arte no brasil império
A arte no brasil impérioA arte no brasil império
A arte no brasil império
Jesrayne Nascimento
 
Arte comentada, da pré história ao pós-moderno
Arte comentada, da pré história ao pós-modernoArte comentada, da pré história ao pós-moderno
Arte comentada, da pré história ao pós-moderno
Jesrayne Nascimento
 
Word Avançado
Word AvançadoWord Avançado
Word Avançado
Jesrayne Nascimento
 
Apostila mecanica-calor-ondas
Apostila mecanica-calor-ondasApostila mecanica-calor-ondas
Apostila mecanica-calor-ondas
Jesrayne Nascimento
 
Linha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da ArteLinha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da Arte
Jesrayne Nascimento
 
Ecoturismo - TGT
Ecoturismo - TGTEcoturismo - TGT
Ecoturismo - TGT
Jesrayne Nascimento
 
Física - Composicao Movimento
Física - Composicao MovimentoFísica - Composicao Movimento
Física - Composicao Movimento
Jesrayne Nascimento
 
Apostilas concurso banco do brasil português bb
Apostilas concurso banco do brasil   português bbApostilas concurso banco do brasil   português bb
Apostilas concurso banco do brasil português bb
Jesrayne Nascimento
 
Livro linguagens
Livro linguagensLivro linguagens
Livro linguagens
Jesrayne Nascimento
 
Rio de janeiro
Rio de janeiroRio de janeiro
Rio de janeiro
Jesrayne Nascimento
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
Jesrayne Nascimento
 

Mais de Jesrayne Nascimento (20)

Sociedades Africanas Medievais
Sociedades Africanas MedievaisSociedades Africanas Medievais
Sociedades Africanas Medievais
 
Teoria da ADM
Teoria da ADMTeoria da ADM
Teoria da ADM
 
O papel do administrador
O papel do administradorO papel do administrador
O papel do administrador
 
Objectif Express
Objectif Express Objectif Express
Objectif Express
 
Relatorio 2012 visita técnica
Relatorio 2012 visita técnicaRelatorio 2012 visita técnica
Relatorio 2012 visita técnica
 
Regras da ABNT
Regras da ABNTRegras da ABNT
Regras da ABNT
 
Dicas para uma boa apresentação
Dicas para uma boa apresentaçãoDicas para uma boa apresentação
Dicas para uma boa apresentação
 
O impressionismo
O impressionismoO impressionismo
O impressionismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
A arte no brasil império
A arte no brasil impérioA arte no brasil império
A arte no brasil império
 
Arte comentada, da pré história ao pós-moderno
Arte comentada, da pré história ao pós-modernoArte comentada, da pré história ao pós-moderno
Arte comentada, da pré história ao pós-moderno
 
Word Avançado
Word AvançadoWord Avançado
Word Avançado
 
Apostila mecanica-calor-ondas
Apostila mecanica-calor-ondasApostila mecanica-calor-ondas
Apostila mecanica-calor-ondas
 
Linha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da ArteLinha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da Arte
 
Ecoturismo - TGT
Ecoturismo - TGTEcoturismo - TGT
Ecoturismo - TGT
 
Física - Composicao Movimento
Física - Composicao MovimentoFísica - Composicao Movimento
Física - Composicao Movimento
 
Apostilas concurso banco do brasil português bb
Apostilas concurso banco do brasil   português bbApostilas concurso banco do brasil   português bb
Apostilas concurso banco do brasil português bb
 
Livro linguagens
Livro linguagensLivro linguagens
Livro linguagens
 
Rio de janeiro
Rio de janeiroRio de janeiro
Rio de janeiro
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
 

Último

A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 

Projeto de pesquisa 2013

  • 1. PROJETO DE PESQUISA Português Aplicado Prof.ª Ana Regina Vieira IFPE Campus Recife Versão: maio/2013
  • 2. CONCEITO Projeto de pesquisa é o documento em que são traçados os objetivos e metas a serem cumpridos para a realização de uma pesquisa.  É elaborado a partir das ideias e propostas de um aluno (pesquisador), com a colaboração de um orientador (com titulação compatível).
  • 3. FINALIDADE DE UM PROJETO DE PESQUISA Indicar os caminhos que serão percorridos para a efetivação da pesquisa, de acordo com o conhecimento prévio do pesquisador.
  • 4. CARACTERÍSTICAS  Deve ser elaborado pelo aluno com rigor científico e método, com base na literatura existente.  De acordo com a sua finalidade, o projeto deve seguir as recomendações da instituição à qual é apresentado.  Deve observar os padrões de elaboração fornecidos da ABNT (ver NBR 15.287 da ABNT, publicada em 2005 e Emenda nº 1 dessa NBR).
  • 5. CARACTERÍSTICAS  Os resultados de um projeto de pesquisa devem ser divulgados formalmente em um trabalho acadêmico, TCC, monografia, dissertação, tese etc., para obtenção de:  certificado ou diploma (ex.: de graduação)  título (ex.: de especialista, mestre ou doutor)  bolsa de iniciação científica, bolsa de estágio etc. A informação produzida no estudo deve ser organizada, comunicada e disseminada, pois essa transferência contribui para o desenvolvimento científico-tecnológico.
  • 7. OBJETIVOS DE UM PROJETO DE PESQUISA Planejar as ações do pesquisador para responder questões acerca de um fenômeno. Descrever a estrutura da pesquisa.
  • 8. PASSO A PASSO Escolha do Tema Definição do Problema de Pesquisa Levantamento da Literatura Elaboração do PROJETO
  • 9. PARTES DE UM PROJETO
  • 10. PARTES DE UM PROJETO 1. Tema 2. Problema de pesquisa ou questão norteadora 3. Justificativa 4. Objetivos geral e específicos 5. Hipótese(s) 6. Referencial Teórico ou Fundamentação teórica 7. Metodologia ou Material e Métodos 8. Cronograma 9. Plano de Trabalho 10. Orçamento 11. Referências
  • 11. 1. TEMA  É a definição do que vai ser pesquisado.  Pode surgir da observação de situações do cotidiano, do estudo de literatura publicada, de sugestões de especialistas, de indicações de programas de pesquisa etc.  É um tópico específico de uma área temática mais ampla, que pode ser objeto de uma investigação, investigação essa que poderá auxiliar outras pessoas a compreendê-lo melhor ou a mudar seu ponto de vista sobre ele. Por exemplo:
  • 12. BUSCA DE TEMAS RELEVANTES  Dentro de sua área de conhecimento, enumere pelo menos três temas que lhe interessem.  Investigue se os temas que levantou são relevantes na sua área de conhecimento.  Procure conhecer as linhas e áreas de pesquisa existentes no país na sua área de conhecimento;  Busque informações sobre essas linhas e áreas de pesquisa, para ter ideias sobre temas que já são pesquisados e pensar em outros que ainda podem ser.
  • 13. ONDE BUSCAR TEMAS RELEVANTES?  Na internet, por exemplo:  nas páginas dos departamentos e programas de pós- graduação de sua área;  no site do CNPQ, na página “Grupos de Pesquisa no Brasil”;  na “Plataforma Lattes”;  na Base de Dados da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)  etc.  Conversando com professores e colegas.  Em revistas e livros especializados de sua área, observe os temas ali tratados.  Nas Introduções e Conclusões de teses e dissertações.  Em palestras, seminários, fóruns de sua área de conhecimento.
  • 14. ATIVIDADE 1  Em grupos de 4 ou 3, realizar uma sessão de brainstorming para geração de ideias acerca de possíveis temas para o projeto.  Regras: 1. Críticas são rejeitadas; 2. Criatividade é bem-vinda; 3. Quantidade é necessária; 4. Combinação e aperfeiçoamento são necessários.
  • 15. QUESTÃO OU PROBLEMA DE PESQUISA “Só quem sabe o que procura pode encontrar.”
  • 16. 2. PROBLEMA OU QUESTÃO(ÕES) DE PESQUISA (PROBLEMATIZAÇÃO DO TEMA)  É um questionamento, uma dúvida a ser solucionada através do desenvolvimento da pesquisa.  Em toda pesquisa existem questões que o pesquisador quer responder e que norteiam seu trabalho.  As questões não devem ser amplas demais, porque, se forem, você não vai ser capaz de respondê-las nem vai dar tempo.  As questões não devem ser restritas demais, pois corre-se o risco de que o trabalho não tenha a menor relevância.
  • 17. EXEMPLO DE PROBLEMA DE PESQUISA
  • 18. SUGESTÕES DE FORMULAÇÃO DE QUESTÕES (HUBNER, 2002) Quais os fatores determinantes de X? Há relação entre x e y? Quais os efeitos de X sobre Y? Quais as características de X? Quais as semelhanças (ou diferenças) entre X e Y? O que acontece quando... Qual a causa de .... Como deveria ser ... para ...
  • 19. ATIVIDADE 2  Em grupos de 4 ou 3, elaborar o problema de pesquisa a partir do tema já definido (problematização* do tema). *etapa do planejamento científico que mais costuma tirar a noite de sono dos pesquisadores, sobretudo dos iniciantes - nada mais é do que a proposição de uma questão que se buscará responder por meio de pesquisa. Em outras palavras, problema é a pergunta que a pesquisa pretende resolver. Para formular o problema, devemos transformar o tema em uma pergunta. Por isso, o melhor caminho para a redação da problemática no corpo do texto do projeto é utilizar uma frase interrogativa.
  • 20. 3. HIPÓTESE  São prováveis respostas, explicações provisórias, afirmações que serão testadas mediante a reflexão teórica ou evidência de dados, por meio da pesquisa.  Ao final da pesquisa, as hipóteses podem ser confirmadas ou rejeitadas.  A hipótese é uma tentativa prévia de responder à questão de pesquisa. Por exemplo:
  • 21. 4. JUSTIFICATIVA  Envolve a descrição da origem do problema levantado e a relação do tema com o contexto social.  Trata-se de uma argumentação que justifique a escolha desse tema/problema, considerando as contribuições para o crescimento pessoal, social, científico e da instituição. Por exemplo:
  • 22. 5. OBJETIVOS Determina as metas que se quer alcançar com a pesquisa/estudo. Podem ser divididos em Geral e Específicos.  Geral: é a meta mais ampla da pesquisa/estudo.  Específicos: determinam aspectos particulares que se pretende estudar, compreender, explicar, a fim de alcançar o objetivo geral.  Podem ser listados com marcadores, usando-se verbos de ação no infinitivo (estudar, compreender, entender, explicar, descrever, identificar etc.)  Cada objetivo envolve um único verbo de ação.
  • 23. EXEMPLO  “Verificar a relação entre infraestrutura escolar e o envolvimento da escola com a comunidade e suas taxas de evasão e faltas.”  “Identificar os motivos da evasão e das altos índices de falta.”  “Criar mecanismos de atração dos alunos à escola.”
  • 24. 6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA OU PRESSUPOSTOS TEÓRICOS  Elaboração de uma síntese do que já foi dito e publicado sobre o assunto, ou seja, uma visão geral do problema.  Apresenta o “Estado da Arte” ou nível de desenvolvimento atingido (por uma ciência, uma técnica) na atualidade.  Inclusão de citações diretas, indiretas e notas de rodapé.  Autores e obras citadas devem estar nas referências.  Não é um texto conclusivo: a pesquisa ainda será desenvolvida.
  • 25. 7. MATERIAL E MÉTODOS (OU METODOLOGIA)  Indica como serão coletados os dados; como serão trabalhadas as informações; como será feita a seleção e a localização das fontes de informação, os sujeitos da pesquisa (informantes); quais os procedimentos, instalações, equipamentos e demais instrumentos utilizados na realização do trabalho.  São definidas as formas de coleta e análise de dados e informações: por exemplo, entrevistas, questionários, formulários, bibliografia, documentos, análises, estatísticas etc.  São informados o universo a ser pesquisado e a técnica de amostragem.  A confiabilidade da pesquisa depende da representatividade da amostra.
  • 26. 7. MATERIAL E MÉTODOS OU METODOLOGIA  Coleta de dados: descreve-se claramente o método a ser utilizado. Se a opção for uma pesquisa qualitativa deve-se indicar como serão coletados e analisados os dados. Se for uma pesquisa quantitativa, deve-se deixar claro como se pretende fazer a coleta.  Seleção dos Participantes ou Informantes e amostragem: é importante informar quem são os participantes da pesquisa (ou sujeitos).  Análise e interpretação dos resultados: deve-se descrever como serão analisados os resultados da pesquisa. Se for qualitativa, pode-se interpretar a resposta global ou individualmente. Se for quantitativa, pode-se utilizar a estatística descritiva.
  • 27. 8. CRONOGRAMA  Indica o período de realização e as etapas de execução em relação ao tempo previsto para alcançar o que foi estabelecido.  É essencial que o aluno-pesquisador acompanhe o desenvolvimento da pesquisa em relação às atividades propostas, ao tempo gasto etc.
  • 28. QUADRO 1 - Cronograma das atividades a serem desenvolvidas no projeto Data/ atividade Nov 2011 Dez 2011 Jan 2012 Fev 2012 Mar 2012 Abr 2012 Maio 2012 Definição do tema x Elaboração do Projeto x x Revisão da literatura x x x x x Coleta de dados x x x x etc.
  • 29. 9. PLANO DE TRABALHO  De acordo com o cronograma, apresenta-se um plano de trabalho onde deve ficar claro o envolvimento direto do(s) pesquisador(es) com a pesquisa, suas principais responsabilidades e funções.  Por exemplo:
  • 30. 10. ORÇAMENTO  É o detalhamento dos recursos financeiros necessários para a realização da pesquisa, como bolsas; materiais de consumo, deslocamentos e outros.  Pode-se avaliar a viabilidade da realização da pesquisa. QUADRO 2 – Orçamento do projeto Material qtd Preço Un Total Papel A4 Livros TOTAL Transportes TOTAL TOTAL GERAL
  • 31. 11. REFERÊNCIAS Deve-se incluir a bibliografia utilizada no desenvolvimento da proposta conforme as normas técnicas vigentes.  NBR 6023, de 2002, com 24 páginas.  NBR 6034 (12/2004), 4 p.  NBR 10520 (8/2002), 7 p.  NBR 10522 (10/1988), 11 p.  outros documentos complementares.
  • 33. ESTRUTURA Finalidade Uso (Projeto) Capa Proteção e identificação Obrigatório Folha de Rosto Idem Obrigatório Sumário Divisão do trabalho Obrigatório Conforme a ABNT, nas NBRs 15287 e 14724.
  • 34. ESTRUTURA Finalidade Uso (Projeto) 1. Introdução Contextualizar o tema Obrigatório 2. Justificativa Apresentar a relevância do estudo para o conhecimento técnico- científico. Obrigatório 3. Problema ou Questão de pesquisa Problematização do tema. Obrigatório 4. Objetivos Finalidade do estudo Obrigatório 5. Hipótese(s) Afirmações provisórias apresentadas pelo pesquisador, possíveis respostas. Obrigatório 6. Referencial Teórico ou Fundamentação Teórica Apresentar ideias, conceitos e considerações de autores dos documentos consultados para fundamentar o trabalho. Obrigatório
  • 35. ESTRUTURA Finalidade Uso (Projeto) 6. Referencial Teórico ou Fundamentação Teórica Apresentar ideias, conceitos e considerações de autores consultados para fundamentar o trabalho. Obrigatório 7. Metodologia ou Materiais e Métodos Planejamento, sequência e forma de realizar a pesquisa em função dos objetivos. Obrigatório 8. Cronograma Programação de tempo para a realização das atividades. Obrigatório 9. Plano de Trabalho Nomes, funções e responsabilidades. Opcional 10. Orçamento Detalhamento dos recursos financeiros Opcional Referências Relacionar obras citadas no Projeto. Obrigatório
  • 36. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro xxxxxxxxxxxxxxx Departamento xxxxxxxxxxxxx Curso ou Programa de Pós-Graduação xxxxxxxxxxxx PROJETO DE PESQUISA: UM ESTUDO SOBRE O CONSUMO PER CAPITA DE XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Aluno(s): autor(res) Orientador(a): xxxxxxxxxxxxxxxx Recife 2013 CAPA
  • 37. AUTOR(ES) UM ESTUDO SOBRE xxxxx Projeto de Pesquisa apresentado ao Programa de Pós-graduação em XXXXXXXXX da Universidade Federal de Pernambuco, sob a orientação da Prof.ª Dr.ª XXXXXXXX. Recife 2013 FOLHA DE ROSTO
  • 38. REFERÊNCIAS 1. CONDURÚ, M. T.; Pereira, J. A. R. 2010. Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. 4. ed. Belém. 2. GIL, A. C. 2010. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas. 3. GRESSLER. L. A. 2007. Introdução à pesquisa: projetos e relatórios. São Paulo: Loyola. 4. MARTINS, D. S.; Zilberknop, L. S. 2009. Português Instrumental. 28. ed. São Paulo: Atlas.