SlideShare uma empresa Scribd logo
TuberculoseAna Margarida PINTO, Nº2Biologia 12º AEscola E.B. 2,3/ s de Mora 	    2010/2011
O que é a tuberculose??A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada pelo “bacilo de Koch”. Nome científico: Mycobacteriumtuberculosis
Principais Sintomas:Tosse (por mais de 3 semanas);
Febre (mais comum ao entardecer);
Existência e persistência de suores nocturnos (dos que ensopam o lençol);Dores no tórax;
Perda de peso, lenta e progressiva;
Falta de apetite, anorexia, apatia completa com quase tudo o que está à sua volta.Como se transmite??A tuberculose é uma doença contagiosa que se transmite de pessoa para pessoa.Ao falar, tossir ou espirrar, os doentes não tratados costumam expulsar grandes quantidades de bactérias no ambiente. Essas bactérias podem ser inspiradas por pessoas saudáveis, levando ao adoecimento.
Os bacilos vão se multiplicando no organismo e causando um grande estrago por onde passam.Eles preferem ficar nos pulmões, mas podem alojar-se em qualquer parte do organismo. Este processo é algo demorado e, quando o indivíduo vem a    apresentar sintomas, ele já está doente há alguns meses e é possível que já tenha contaminado outras pessoas.A tuberculose pulmonar é a mais comum, porém a doença pode ocorrer em outros órgãos, como as meninges (meningite), ossos, rins, etc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula tuberculose
Aula tuberculoseAula tuberculose
Aula tuberculose
Renato Tonay
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Rui Alves
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Inês Santos
 
TUBERCULOSE
TUBERCULOSETUBERCULOSE
TUBERCULOSE
Flávia Salame
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Marco Antonio
 
Mycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
Mycobacteruim tuberculosis - Renato VargesMycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
Mycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
Renato Varges - UFF
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Cláudia Sofia
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
André Pombo
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Hugo Fialho
 
Tuberculose pulmonar
Tuberculose pulmonarTuberculose pulmonar
Tuberculose pulmonar
Erick Bragato
 
Tuberculose slide
Tuberculose slideTuberculose slide
Tuberculose slide
Vinicius Monteirobarreto
 
Tuberculose - 12ºano Biologia
Tuberculose - 12ºano BiologiaTuberculose - 12ºano Biologia
Tuberculose - 12ºano Biologia
Daniela Filipa Sousa
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Maria Eliane Santos
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Fêe Oliveira
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
naiellyrodrigues
 
Módulo Tuberculose- Aula 01
Módulo Tuberculose- Aula 01Módulo Tuberculose- Aula 01
Módulo Tuberculose- Aula 01
Flávia Salame
 
Meningite
MeningiteMeningite
Meningite
Fausto Barros
 
Poliomielite
PoliomielitePoliomielite
Poliomielite
Junior Scalise
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
Aline Bandeira
 
tuberculose - princípios e formas
tuberculose - princípios e formastuberculose - princípios e formas
tuberculose - princípios e formas
douglas870578
 

Mais procurados (20)

Aula tuberculose
Aula tuberculoseAula tuberculose
Aula tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
TUBERCULOSE
TUBERCULOSETUBERCULOSE
TUBERCULOSE
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Mycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
Mycobacteruim tuberculosis - Renato VargesMycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
Mycobacteruim tuberculosis - Renato Varges
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose pulmonar
Tuberculose pulmonarTuberculose pulmonar
Tuberculose pulmonar
 
Tuberculose slide
Tuberculose slideTuberculose slide
Tuberculose slide
 
Tuberculose - 12ºano Biologia
Tuberculose - 12ºano BiologiaTuberculose - 12ºano Biologia
Tuberculose - 12ºano Biologia
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
 
Módulo Tuberculose- Aula 01
Módulo Tuberculose- Aula 01Módulo Tuberculose- Aula 01
Módulo Tuberculose- Aula 01
 
Meningite
MeningiteMeningite
Meningite
 
Poliomielite
PoliomielitePoliomielite
Poliomielite
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
tuberculose - princípios e formas
tuberculose - princípios e formastuberculose - princípios e formas
tuberculose - princípios e formas
 

Semelhante a Tuberculose (trabalho/apresentação ppt) - Ana Margarida Pinto

Tuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitaisTuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitais
Josy Farias
 
O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?
Renata Telha
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Catiaprof
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Catiaprof
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Catiaprof
 
Tuberculose - TB
Tuberculose - TBTuberculose - TB
Tuberculose - TB
feraps
 
Kaio
KaioKaio
Kaio
Catiaprof
 
Tuberculose dots
Tuberculose dotsTuberculose dots
Tuberculose dots
Dessa Reis
 
Resumo tuberculose grupo 5
Resumo   tuberculose grupo 5Resumo   tuberculose grupo 5
Resumo tuberculose grupo 5
Inês Santos
 
Escola estadual riachuelo
Escola estadual riachueloEscola estadual riachuelo
Escola estadual riachuelo
L4R1SS4
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
DCRDANYLA
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
JussaraGranado
 
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungos
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungosDoenças causadas por Virus , bactérias e fungos
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungos
Camila Araújo
 
Peste Negra
Peste NegraPeste Negra
Peste Negra
André Botelho
 
2011 vol22 3tubrculose
2011 vol22 3tubrculose2011 vol22 3tubrculose
2011 vol22 3tubrculose
kaiquea1234
 
introdução a tb.pptx
introdução a tb.pptxintrodução a tb.pptx
introdução a tb.pptx
Mellanamela
 
TB.pptx
TB.pptxTB.pptx
TB.pptx
Mellanamela
 
Tuberculose dots
Tuberculose dotsTuberculose dots
Tuberculose dots
Cms Nunes
 
tuberculose.pptx
tuberculose.pptxtuberculose.pptx
tuberculose.pptx
Mellanamela
 
TUBERCULOSE.pptx
TUBERCULOSE.pptxTUBERCULOSE.pptx
TUBERCULOSE.pptx
CHRISLAYNESILVA2
 

Semelhante a Tuberculose (trabalho/apresentação ppt) - Ana Margarida Pinto (20)

Tuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitaisTuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitais
 
O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
 
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºdRenata thays e gabryella damascena 1ºd
Renata thays e gabryella damascena 1ºd
 
Tuberculose - TB
Tuberculose - TBTuberculose - TB
Tuberculose - TB
 
Kaio
KaioKaio
Kaio
 
Tuberculose dots
Tuberculose dotsTuberculose dots
Tuberculose dots
 
Resumo tuberculose grupo 5
Resumo   tuberculose grupo 5Resumo   tuberculose grupo 5
Resumo tuberculose grupo 5
 
Escola estadual riachuelo
Escola estadual riachueloEscola estadual riachuelo
Escola estadual riachuelo
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungos
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungosDoenças causadas por Virus , bactérias e fungos
Doenças causadas por Virus , bactérias e fungos
 
Peste Negra
Peste NegraPeste Negra
Peste Negra
 
2011 vol22 3tubrculose
2011 vol22 3tubrculose2011 vol22 3tubrculose
2011 vol22 3tubrculose
 
introdução a tb.pptx
introdução a tb.pptxintrodução a tb.pptx
introdução a tb.pptx
 
TB.pptx
TB.pptxTB.pptx
TB.pptx
 
Tuberculose dots
Tuberculose dotsTuberculose dots
Tuberculose dots
 
tuberculose.pptx
tuberculose.pptxtuberculose.pptx
tuberculose.pptx
 
TUBERCULOSE.pptx
TUBERCULOSE.pptxTUBERCULOSE.pptx
TUBERCULOSE.pptx
 

Mais de AMLDRP

Patagónia
PatagóniaPatagónia
Patagónia
AMLDRP
 
filosofia - A morte é...
filosofia - A morte é... filosofia - A morte é...
filosofia - A morte é...
AMLDRP
 
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celularRelatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
AMLDRP
 
Folheto filosofia - direitos dos animais
Folheto filosofia - direitos dos animaisFolheto filosofia - direitos dos animais
Folheto filosofia - direitos dos animais
AMLDRP
 
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA... ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
AMLDRP
 
Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia
AMLDRP
 
Ficha de leitura - brida
Ficha de leitura - bridaFicha de leitura - brida
Ficha de leitura - brida
AMLDRP
 
Ficha de leitura - o natal de poirot
Ficha de leitura - o natal de poirotFicha de leitura - o natal de poirot
Ficha de leitura - o natal de poirot
AMLDRP
 
Ficha de leitura: a conspiração - dan brown
Ficha de leitura: a conspiração - dan brownFicha de leitura: a conspiração - dan brown
Ficha de leitura: a conspiração - dan brown
AMLDRP
 
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santosFicha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
AMLDRP
 
Reflexao critica - baraka
Reflexao critica -  barakaReflexao critica -  baraka
Reflexao critica - baraka
AMLDRP
 
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assisrecensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
AMLDRP
 
Ficha de leitura - anjos e demónios
Ficha de leitura -  anjos e demóniosFicha de leitura -  anjos e demónios
Ficha de leitura - anjos e demónios
AMLDRP
 
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
AMLDRP
 
a espécie humana
a espécie humanaa espécie humana
a espécie humana
AMLDRP
 
daphniasemmora
 daphniasemmora daphniasemmora
daphniasemmora
AMLDRP
 
Vós jovens sois a esperança do futuro corrigido texto orientado
Vós jovens sois a esperança do futuro  corrigido texto orientadoVós jovens sois a esperança do futuro  corrigido texto orientado
Vós jovens sois a esperança do futuro corrigido texto orientado
AMLDRP
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Tabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de CamposTabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de Campos
AMLDRP
 
Campo magnético terrestre
Campo magnético terrestreCampo magnético terrestre
Campo magnético terrestre
AMLDRP
 

Mais de AMLDRP (20)

Patagónia
PatagóniaPatagónia
Patagónia
 
filosofia - A morte é...
filosofia - A morte é... filosofia - A morte é...
filosofia - A morte é...
 
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celularRelatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
 
Folheto filosofia - direitos dos animais
Folheto filosofia - direitos dos animaisFolheto filosofia - direitos dos animais
Folheto filosofia - direitos dos animais
 
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA... ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 
Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia
 
Ficha de leitura - brida
Ficha de leitura - bridaFicha de leitura - brida
Ficha de leitura - brida
 
Ficha de leitura - o natal de poirot
Ficha de leitura - o natal de poirotFicha de leitura - o natal de poirot
Ficha de leitura - o natal de poirot
 
Ficha de leitura: a conspiração - dan brown
Ficha de leitura: a conspiração - dan brownFicha de leitura: a conspiração - dan brown
Ficha de leitura: a conspiração - dan brown
 
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santosFicha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
Ficha de leitura o sétimo selo - josé rodrigues dos santos
 
Reflexao critica - baraka
Reflexao critica -  barakaReflexao critica -  baraka
Reflexao critica - baraka
 
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assisrecensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
recensao critica (portugues) - a igreja do diabo, machado de assis
 
Ficha de leitura - anjos e demónios
Ficha de leitura -  anjos e demóniosFicha de leitura -  anjos e demónios
Ficha de leitura - anjos e demónios
 
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
Ficha de leitura - as valquírias, paulo coelho
 
a espécie humana
a espécie humanaa espécie humana
a espécie humana
 
daphniasemmora
 daphniasemmora daphniasemmora
daphniasemmora
 
Vós jovens sois a esperança do futuro corrigido texto orientado
Vós jovens sois a esperança do futuro  corrigido texto orientadoVós jovens sois a esperança do futuro  corrigido texto orientado
Vós jovens sois a esperança do futuro corrigido texto orientado
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Tabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de CamposTabacaria - Álvaro de Campos
Tabacaria - Álvaro de Campos
 
Campo magnético terrestre
Campo magnético terrestreCampo magnético terrestre
Campo magnético terrestre
 

Último

A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 

Tuberculose (trabalho/apresentação ppt) - Ana Margarida Pinto

  • 1. TuberculoseAna Margarida PINTO, Nº2Biologia 12º AEscola E.B. 2,3/ s de Mora 2010/2011
  • 2. O que é a tuberculose??A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada pelo “bacilo de Koch”. Nome científico: Mycobacteriumtuberculosis
  • 3. Principais Sintomas:Tosse (por mais de 3 semanas);
  • 4. Febre (mais comum ao entardecer);
  • 5. Existência e persistência de suores nocturnos (dos que ensopam o lençol);Dores no tórax;
  • 6. Perda de peso, lenta e progressiva;
  • 7. Falta de apetite, anorexia, apatia completa com quase tudo o que está à sua volta.Como se transmite??A tuberculose é uma doença contagiosa que se transmite de pessoa para pessoa.Ao falar, tossir ou espirrar, os doentes não tratados costumam expulsar grandes quantidades de bactérias no ambiente. Essas bactérias podem ser inspiradas por pessoas saudáveis, levando ao adoecimento.
  • 8. Os bacilos vão se multiplicando no organismo e causando um grande estrago por onde passam.Eles preferem ficar nos pulmões, mas podem alojar-se em qualquer parte do organismo. Este processo é algo demorado e, quando o indivíduo vem a apresentar sintomas, ele já está doente há alguns meses e é possível que já tenha contaminado outras pessoas.A tuberculose pulmonar é a mais comum, porém a doença pode ocorrer em outros órgãos, como as meninges (meningite), ossos, rins, etc.
  • 9. epidemiologiaA tuberculose parece ser tão antiga quanto a humanidade. Já se descobriu a presença de tuberculose em múmias do Egipto antigo e textos da Roma antiga faziam menção à doença tal como conhecemos hoje. E, actualmente, já é sabido que o bacilo de Koch é um longínquo companheiro da evolução humana. Existindo muito antes dos nossos primeiros ancestrais hominídeos, seguramente até antes dos primeiros mamíferos.
  • 10. Zonas mais afectadasDos 22 países mais afectados em todo o mundo, correspondendo a 80% do peso mundial da tuberculose, 9 encontram-se na Região Africana.
  • 11. Números…Todos os anos 60 milhões de pessoas são infectados com tuberculose.A tuberculose mata aproximadamente dois milhõesde pessoas por ano, 98 por cento das quais em países em desenvolvimento.Um terço da população mundial encontra-se infectado pelo bacilo da tuberculose.