SlideShare uma empresa Scribd logo
Diretora: Leila Vieira Santos Stacke
Vices: Larissa Senna da Silva, Marcia Gabe, Alessandra Guterres
Escola Estadual de Educação Básica Estado de Goiás
• DADOS
• PEDAGÓGICO
Central
1.100 alunos
Bairros e zona rural
Nível de frequência e rendimento- bom
Repetência 6º E 7º ano
Uniformidade: avaliação, questões
disciplinares, Metodológicas
Dados coletados das reuniões de construção Projeto Político Pedagógico, nas falas os diferentes segmentos da comunidade escolar
• ESTRUTURAIS
Necessita de reformas tantos externas
como internas
• ADMINISTRATIVAS
Maior visibilidade das ações e sintonia
entre os segmentos
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVO
ESPECÍFICO
METAS
PLANEJAMENTO
PROPOSTAS
OPERACIONAL
Trabalhar em um processo participativo e de
transparência das decisões, promovendo melhorias
Pedagógicas, Administrativas, Estruturais e Financeira,
propiciando a qualificação, a integração e a
humanização de todos os segmentos da escola.
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
METAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• OBJETIVO GERAL
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
METAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Oportunizar espaços de estudos, discussão e
atualização dos professores, funcionários, alunos e pais;
• Melhorar a aprendizagem e por consequência os índices
de aprovação dos alunos;
• Buscar a participação mais efetiva das famílias no
processo de aprendizagem de seus filhos, alunos da
escola;
• Desenvolver projetos pedagógicos, culturais e sociais
atendendo as potencialidades dos alunos, envolvendo
toda a comunidade escolar, através de parcerias com
empresas, universidade, entidades;
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
METAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Promover melhorias na estrutura física da escola interna e
externamente, proporcionando um espaço agradável de
convivência e desenvolvimento das atividades cognitivas,
lúdicas e desportivas;
• Coordenar pesquisa de demanda de mercado para
implantação de novos cursos Técnicos e manter o curso
Técnico em Logística;
• Primar pela preservação do prédio , de seu entorno e do
patrimônio da escolar ;
• Projetar a Escola Estadual de Educação Básica Estado de
Goiás no âmbito Municipal, divulgando o trabalho de
qualidade realizado;
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
METASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
METAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• PEDAGÓGICAS;
• FINANCEIRO-ESTRUTURAL;
• ADMINISTRATIVAS;
METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
PEDAGÓGICAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Concluir Proposta Pedagógica e Regimento escolar;
• Propiciar reuniões de formação pedagógica, qualificação
profissional para os docentes e funcionários;
• Desenvolver projetos culturais e sociais atendendo as
necessidades da comunidade escolar;
• Aumentar índices de aprovação e de rendimento escolar;
METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
PEDAGÓGICAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Rever o sistema de registro da avaliação do Currículo por
atividades;
• Resgatar o Projeto Guardião como tema transversal a
partir do quinto ano;
• Qualificar o Curso Técnico em Logística;
• Estabelecer temas prioritários para serem trabalhados em
toda a escola, por toda a comunidade, ao mesmo tempo;
METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
PEDAGÓGICAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Aprimorar a utilização da música na escola como
mecanismo de concentração, inspiração, motivação e
colaboração na qualidade da aprendizagem e na
convivência;
• Apoiar e incentivar estratégias para efetivo direito a
educação inclusiva e aprendizagem dos alunos
matriculados na sala de recursos;
• Padronizar as questões disciplinares e normativas da
escola;
METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
PEDAGÓGICAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Estudar, avaliar viabilidade e vantagens de implantação
da sala ambiente por área;
• Incentivar e proporcionar condições para elaboração de
Plano de Trabalho em todos os setores, com definição de
funções, sonhos, metas, cronograma e avaliação;
METAS FINANCEIRO ESTRUTURALDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
FINANCEIRO
ESTRURURAL
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Revitalizar a área externa, interna e preservar o Patrimônio;
• Adquirir materiais pedagógicos, móveis, equipamentos
tecnológicos;
• Viabilizar portão eletrônico, com sistema de câmera na
guarita, bem como rever forma de funcionamento;
• Reativar o auditório;
• Repaginar os banheiros;
• Viabilizar campanhas para investir na escola (Cobertura
laboratório informática, atletismo, cantina, estacionamento).
METAS ADMINISTRATIVASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
ADMINISTRATIVAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Difundir o conceito de gestão democrática baseada na
divisão de responsabilidades, intensificando ações que
visem a interação e participação da comunidade escolar;
• Primar pela transparência quanto à execução dos recursos
financeiros e pela divulgação dos eventos, ações
pedagógicas, sociais e culturais, junto à comunidade
escolar;
• Primar pelos direitos e deveres funcionais junto aos órgãos
competentes, apoiado na legislação vigente;
• Apoiar iniciativas que visem o crescimento coletivo,
integração e interação da comunidade escolar;
METAS ADMINISTRATIVASDIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
ADMINISTRATIVAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
• Trabalhar em equipe, estimulando uma relação de
respeito e consideração mútuos;
• Incentivar e reforçar a uso do uniforme e da agenda
escolar;
• Implantar comissões para organização de diferentes
eventos na escola;
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
METAS
PLANEJAMENTO
OPERACIONAL
PROPOSTAS
É a forma como pretende-se atingir as metas estabelecidas
para os três anos (previsão). Em todos os momentos a
Comunidade Escolar tem responsabilidades e ações a
desenvolver, porém para que alcancemos sucesso, em alguns
desdobramentos é necessário maior envolvimento de um ou de
outro setor, comissão ou serviço.
PLANEJAMENTO
O quê Como? Quando?
Proposta Pedagógica e regimento
escolar
Reuniões 2016
Formações e Reuniões Pedagógicas Nas datas estabelecidas pela Mantenedora
Reuniões quinzenais por turno
Reuniões gerais trimestrais (cronograma) ou
havendo necessidade
Reuniões por área
2016 a 2018
Eventos culturais, esportivos e Sociais Shows de talentos, campeonatos, gincanas,
saraus, exposições, semana literária, momento
de leitura, workshop, seminários...
Criação de comissões para coordenar os
eventos
2016 a 2018
O quê Como? Quando?
Aumentar índices de aprovação
e rendimento escolar
Grupos de estudos sob tutela dos professores e
supervisão;
Momentos de recuperação para alunos com
dificuldades de aprendizagem;
Oficinas de aprendizagem nas áreas de Linguagens,
Matemática e Ciências da Natureza;
Simulado nos três trimestres para alunos do Ensino
Médio;
Readequar os Conselhos de classes
Interação com a Sala de Recursos
2016 a 2018
O quê? Como? Quando?
Registro da Avaliação Elaboração de uma ficha padrão de avaliação para
acompanhar o aluno no ano posterior
Reorganização do Boletim Currículo
2016 a 2018
Qualificação do curso Técnico Intercâmbios entre as escolas
Participação da MEP
Banco de Currículos
Seminários, Palestras, Visitas Técnicas
2016 a 2018
Música na Escola Música na hora de entrada, recreio e saída, contatos
com diferentes gêneros musicais
Buscar parcerias para criação do Coral e da Banda
2016 a 2018
O quê? Como? Quando?
Campanhas Coletivas: inclusão,
preservação ambiental e patrimonial,
respeito...
Elencar temas prioritários, conforme demanda, elaboração
de projetos e aplicabilidade em todos os segmentos da
escola;
Retorno do projeto Guardião como tema transversal no
quinto ano para todos os alunos
2016 a 2018
Aluno com Deficiência Reuniões de orientação com profissional responsável pela
sala de Recursos, Palestras, interação SOE, SSE, Educadora
Especial, Professor do Aluno e pais
2016 a 2018
O quê? Como? Quando?
Questões disciplinares,
normativas da escola e
transparência nas ações;
Elaboração do Plano de Trabalho em todos os
setores, Conselho Escolar e CPM com definição de
funções, sonhos, metas, cronograma e avaliação;
Contrato didático: normas indispensáveis para o
bom andamento da escola, unificando a sua
cobrança
2016 a 2018
Sala Ambiente Intercâmbio com escolas que já implantaram,
estudos de viabilidade
Organização do espaço e implantação e
implementação, caso seja viável
2016
2017 e 2018
O quê? Como? Quando?
Pintura do prédio
Paisagismo
Aquisição de material
didático, móveis e
equipamentos
Apresentação de Projeto, reforçando a
necessidade para elaboração e encaminhamento
de processo junto a CRE e CRO
Parcerias para captação de recursos
Levantamento das necessidades junto aos
professores- SSE, SOE, Campanhas Nota Fiscal,
Óleo saturado, latinha...
2016 a 2018
Guarita Busca de melhores preços e serviços, Angariar
fundos, Padronização de funcionamento
2016
Auditório Definindo sala e reorganizando após reforma das
salas interditadas
2016 a 2018
O quê Como? Quando?
Conscientização e
Conservação Ambiental e
Patrimonial
Elaboração de Projeto e Aplicabilidade com ações
durante todo ano letivo
2016 a 2018
Banheiros Repaginar: Louças, azulejos, portas, pinturas 2016 a 2018
Aumento de receitas Campanhas junto à comunidade escolar, parcerias
-FOCO na META
2016 a 2018
O quê? Como? Quando?
Mecanismos de Transparência e
Comunicação
Ativar blog e fanpage da Escola;
Divulgar e utilizar estes canais de comunicação, definindo
alguém responsável para articular;
Buscar patrocinadores e/ou recursos para a criação do site;
Implantar jornal Mural com prestação de contas, metas,
notícias, divulgações, avisos em lugar bem visível, definindo
responsável pela atualização;
Retorno da agenda escolar;
2016 a 2018
Utilização do Uniforme Escolar Campanhas de conscientização e valorização do uso do
uniforme
Obrigatoriedade nas saídas de campo do currículo por
Atividades
2016 a 2018
O quê Como? Quando?
Reuniões de planejamento,
avaliação das metas, discussão,
resolução de problemas,
prestação de contas, com todos os
segmentos da comunidade
escolar, em cronograma pré-
estabelecido e/ou extraordinária,
quando necessário
Através de reuniões com os diferentes segmentos em
calendários pré-estabelecidos
2016 a 2018
DIAGNÓSTICO
OBJETIVO
GERAL
OBJETIVO
ESPECÍFICO
METAS
PLANEJAMENTO
PROPOSTAS
OPERACIONAL
• As metas serão atendidas de acordo com as prioridades
estabelecidas pelos segmentos da comunidade escolar,
como também pela constatação da Direção e Conselho
Escolar.
• Os recursos da autonomia financeira e da contribuição dos
pais darão suporte para o alcance das metas.
• As metas pedagógicas serão atingidas com a participação
efetiva dos segmentos da comunidade escolar.
• O CPM e o Conselho Escolar devem estar sempre
presentes para que juntos possamos planejar e destinar
as verbas recebidas, bem como nos apoiar nas ações aqui
propostas e em toda programação e evento que a Escola
realizar.
OPERACIONALIZÇÃO
Sonhamos em 2012 e realizamos com a ajuda da comunidade
• Implantação do Técnico em Logística;
• Destaques em diferentes avaliações como ENEM, MEP e em
eventos esportivos, culturais, artísticos;
• Reformas e investimentos: ar- condicionado em todas as salas,
data show e sistema de som, compra de notebooks, ampliação da
pracinha, despensa na cozinha, pintura e piso do ginásio e guarita,
ampliação das coberturas externas, lixeiras seletivas, rampa,
readequação de setores: xerox, SOE, SSE, Sala de recursos,
reforma geral no lab de informática..
Estamos sonhando para os próximos 3 anos e
realizaremos com a ajuda da comunidade
Implantação de site, Mural da
transparência, Pintura do Prédio,
Implementar cantina, reorganizar
guarita, revitalização da área
externa, ser destaque em
educação. Em diferentes áreas...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
CÉSAR TAVARES
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
Cidinha Professora FALC
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Arivaldom
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
carmensilva723002
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
Nailson Rocha
 
Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
Alessandra Alves
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
Superestagio
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
QUEDMA SILVA
 
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógicoModelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
Elicio Lima
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
ssuser6c03a6
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
Elisângela Chaves
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
dencia999
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
pdescola
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
Antônio Fernandes
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
aparecidalavagnoli521
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
Anaí Peña
 
BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
Grasiela Dourado
 
Plano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseliPlano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseli
Daniela F Almenara
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
Maria da C.A.Versiani
 

Mais procurados (20)

Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
 
Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
 
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógicoModelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
 
BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
 
Plano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseliPlano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseli
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 

Semelhante a Plano de ação - Chapa 2

Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide shareApresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Vania Bastos Nacaxe
 
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolaresCinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
unieubra
 
Plano De Melhoramento Revisado
Plano De Melhoramento RevisadoPlano De Melhoramento Revisado
Plano De Melhoramento Revisado
dicamari
 
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
dicamari
 
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
ElieneDias
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
Helia Pessoa do Amaral Figueiredo
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
Helia Pessoa do Amaral Figueiredo
 
Planejamento na escola
Planejamento na escolaPlanejamento na escola
Planejamento na escola
gindri
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne
 
Saers 2008
Saers 2008Saers 2008
Saers 2008
Meri RochaLeite
 
Proposta Pedagogica 2016
Proposta Pedagogica 2016Proposta Pedagogica 2016
Proposta Pedagogica 2016
Andrea Mariano
 
Relatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º PeríodoRelatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º Período
SalaAmarelaJIGradil
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
Antonio Burnat
 
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Jhosyrene Oliveira
 
Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1
Andréa Otoni Sales
 
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
Leandro Balejos
 
Programa Jovem de Futuro
Programa Jovem de FuturoPrograma Jovem de Futuro
Programa Jovem de Futuro
EEMTI Custódio da Silva Lemos
 
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
sitedcoeste
 
Formador de formadores
Formador de formadoresFormador de formadores
Formador de formadores
Claudio Roberto Ribeiro Junior
 
Formador de formadores
Formador de formadoresFormador de formadores
Formador de formadores
Claudio Ribeiro
 

Semelhante a Plano de ação - Chapa 2 (20)

Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide shareApresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
 
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolaresCinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
Cinco critérios para uma formação eficaz de gestores escolares
 
Plano De Melhoramento Revisado
Plano De Melhoramento RevisadoPlano De Melhoramento Revisado
Plano De Melhoramento Revisado
 
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
 
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
 
Planejamento na escola
Planejamento na escolaPlanejamento na escola
Planejamento na escola
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
 
Saers 2008
Saers 2008Saers 2008
Saers 2008
 
Proposta Pedagogica 2016
Proposta Pedagogica 2016Proposta Pedagogica 2016
Proposta Pedagogica 2016
 
Relatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º PeríodoRelatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º Período
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
 
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
 
Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1
 
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
 
Programa Jovem de Futuro
Programa Jovem de FuturoPrograma Jovem de Futuro
Programa Jovem de Futuro
 
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2012
 
Formador de formadores
Formador de formadoresFormador de formadores
Formador de formadores
 
Formador de formadores
Formador de formadoresFormador de formadores
Formador de formadores
 

Plano de ação - Chapa 2

  • 1. Diretora: Leila Vieira Santos Stacke Vices: Larissa Senna da Silva, Marcia Gabe, Alessandra Guterres Escola Estadual de Educação Básica Estado de Goiás
  • 2. • DADOS • PEDAGÓGICO Central 1.100 alunos Bairros e zona rural Nível de frequência e rendimento- bom Repetência 6º E 7º ano Uniformidade: avaliação, questões disciplinares, Metodológicas Dados coletados das reuniões de construção Projeto Político Pedagógico, nas falas os diferentes segmentos da comunidade escolar • ESTRUTURAIS Necessita de reformas tantos externas como internas • ADMINISTRATIVAS Maior visibilidade das ações e sintonia entre os segmentos DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECÍFICO METAS PLANEJAMENTO PROPOSTAS OPERACIONAL
  • 3. Trabalhar em um processo participativo e de transparência das decisões, promovendo melhorias Pedagógicas, Administrativas, Estruturais e Financeira, propiciando a qualificação, a integração e a humanização de todos os segmentos da escola. DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS METAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • OBJETIVO GERAL
  • 4. DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS METAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Oportunizar espaços de estudos, discussão e atualização dos professores, funcionários, alunos e pais; • Melhorar a aprendizagem e por consequência os índices de aprovação dos alunos; • Buscar a participação mais efetiva das famílias no processo de aprendizagem de seus filhos, alunos da escola; • Desenvolver projetos pedagógicos, culturais e sociais atendendo as potencialidades dos alunos, envolvendo toda a comunidade escolar, através de parcerias com empresas, universidade, entidades; OBJETIVOS ESPECÍFICOS
  • 5. DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS METAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Promover melhorias na estrutura física da escola interna e externamente, proporcionando um espaço agradável de convivência e desenvolvimento das atividades cognitivas, lúdicas e desportivas; • Coordenar pesquisa de demanda de mercado para implantação de novos cursos Técnicos e manter o curso Técnico em Logística; • Primar pela preservação do prédio , de seu entorno e do patrimônio da escolar ; • Projetar a Escola Estadual de Educação Básica Estado de Goiás no âmbito Municipal, divulgando o trabalho de qualidade realizado; OBJETIVOS ESPECÍFICOS
  • 7. METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Concluir Proposta Pedagógica e Regimento escolar; • Propiciar reuniões de formação pedagógica, qualificação profissional para os docentes e funcionários; • Desenvolver projetos culturais e sociais atendendo as necessidades da comunidade escolar; • Aumentar índices de aprovação e de rendimento escolar;
  • 8. METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Rever o sistema de registro da avaliação do Currículo por atividades; • Resgatar o Projeto Guardião como tema transversal a partir do quinto ano; • Qualificar o Curso Técnico em Logística; • Estabelecer temas prioritários para serem trabalhados em toda a escola, por toda a comunidade, ao mesmo tempo;
  • 9. METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Aprimorar a utilização da música na escola como mecanismo de concentração, inspiração, motivação e colaboração na qualidade da aprendizagem e na convivência; • Apoiar e incentivar estratégias para efetivo direito a educação inclusiva e aprendizagem dos alunos matriculados na sala de recursos; • Padronizar as questões disciplinares e normativas da escola;
  • 10. METAS PEDAGÓGICASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Estudar, avaliar viabilidade e vantagens de implantação da sala ambiente por área; • Incentivar e proporcionar condições para elaboração de Plano de Trabalho em todos os setores, com definição de funções, sonhos, metas, cronograma e avaliação;
  • 11. METAS FINANCEIRO ESTRUTURALDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS FINANCEIRO ESTRURURAL PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Revitalizar a área externa, interna e preservar o Patrimônio; • Adquirir materiais pedagógicos, móveis, equipamentos tecnológicos; • Viabilizar portão eletrônico, com sistema de câmera na guarita, bem como rever forma de funcionamento; • Reativar o auditório; • Repaginar os banheiros; • Viabilizar campanhas para investir na escola (Cobertura laboratório informática, atletismo, cantina, estacionamento).
  • 12. METAS ADMINISTRATIVASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS ADMINISTRATIVAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Difundir o conceito de gestão democrática baseada na divisão de responsabilidades, intensificando ações que visem a interação e participação da comunidade escolar; • Primar pela transparência quanto à execução dos recursos financeiros e pela divulgação dos eventos, ações pedagógicas, sociais e culturais, junto à comunidade escolar; • Primar pelos direitos e deveres funcionais junto aos órgãos competentes, apoiado na legislação vigente; • Apoiar iniciativas que visem o crescimento coletivo, integração e interação da comunidade escolar;
  • 13. METAS ADMINISTRATIVASDIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS ADMINISTRATIVAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS • Trabalhar em equipe, estimulando uma relação de respeito e consideração mútuos; • Incentivar e reforçar a uso do uniforme e da agenda escolar; • Implantar comissões para organização de diferentes eventos na escola;
  • 14. DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS METAS PLANEJAMENTO OPERACIONAL PROPOSTAS É a forma como pretende-se atingir as metas estabelecidas para os três anos (previsão). Em todos os momentos a Comunidade Escolar tem responsabilidades e ações a desenvolver, porém para que alcancemos sucesso, em alguns desdobramentos é necessário maior envolvimento de um ou de outro setor, comissão ou serviço. PLANEJAMENTO
  • 15. O quê Como? Quando? Proposta Pedagógica e regimento escolar Reuniões 2016 Formações e Reuniões Pedagógicas Nas datas estabelecidas pela Mantenedora Reuniões quinzenais por turno Reuniões gerais trimestrais (cronograma) ou havendo necessidade Reuniões por área 2016 a 2018 Eventos culturais, esportivos e Sociais Shows de talentos, campeonatos, gincanas, saraus, exposições, semana literária, momento de leitura, workshop, seminários... Criação de comissões para coordenar os eventos 2016 a 2018
  • 16. O quê Como? Quando? Aumentar índices de aprovação e rendimento escolar Grupos de estudos sob tutela dos professores e supervisão; Momentos de recuperação para alunos com dificuldades de aprendizagem; Oficinas de aprendizagem nas áreas de Linguagens, Matemática e Ciências da Natureza; Simulado nos três trimestres para alunos do Ensino Médio; Readequar os Conselhos de classes Interação com a Sala de Recursos 2016 a 2018
  • 17. O quê? Como? Quando? Registro da Avaliação Elaboração de uma ficha padrão de avaliação para acompanhar o aluno no ano posterior Reorganização do Boletim Currículo 2016 a 2018 Qualificação do curso Técnico Intercâmbios entre as escolas Participação da MEP Banco de Currículos Seminários, Palestras, Visitas Técnicas 2016 a 2018 Música na Escola Música na hora de entrada, recreio e saída, contatos com diferentes gêneros musicais Buscar parcerias para criação do Coral e da Banda 2016 a 2018
  • 18. O quê? Como? Quando? Campanhas Coletivas: inclusão, preservação ambiental e patrimonial, respeito... Elencar temas prioritários, conforme demanda, elaboração de projetos e aplicabilidade em todos os segmentos da escola; Retorno do projeto Guardião como tema transversal no quinto ano para todos os alunos 2016 a 2018 Aluno com Deficiência Reuniões de orientação com profissional responsável pela sala de Recursos, Palestras, interação SOE, SSE, Educadora Especial, Professor do Aluno e pais 2016 a 2018
  • 19. O quê? Como? Quando? Questões disciplinares, normativas da escola e transparência nas ações; Elaboração do Plano de Trabalho em todos os setores, Conselho Escolar e CPM com definição de funções, sonhos, metas, cronograma e avaliação; Contrato didático: normas indispensáveis para o bom andamento da escola, unificando a sua cobrança 2016 a 2018 Sala Ambiente Intercâmbio com escolas que já implantaram, estudos de viabilidade Organização do espaço e implantação e implementação, caso seja viável 2016 2017 e 2018
  • 20. O quê? Como? Quando? Pintura do prédio Paisagismo Aquisição de material didático, móveis e equipamentos Apresentação de Projeto, reforçando a necessidade para elaboração e encaminhamento de processo junto a CRE e CRO Parcerias para captação de recursos Levantamento das necessidades junto aos professores- SSE, SOE, Campanhas Nota Fiscal, Óleo saturado, latinha... 2016 a 2018 Guarita Busca de melhores preços e serviços, Angariar fundos, Padronização de funcionamento 2016 Auditório Definindo sala e reorganizando após reforma das salas interditadas 2016 a 2018
  • 21. O quê Como? Quando? Conscientização e Conservação Ambiental e Patrimonial Elaboração de Projeto e Aplicabilidade com ações durante todo ano letivo 2016 a 2018 Banheiros Repaginar: Louças, azulejos, portas, pinturas 2016 a 2018 Aumento de receitas Campanhas junto à comunidade escolar, parcerias -FOCO na META 2016 a 2018
  • 22. O quê? Como? Quando? Mecanismos de Transparência e Comunicação Ativar blog e fanpage da Escola; Divulgar e utilizar estes canais de comunicação, definindo alguém responsável para articular; Buscar patrocinadores e/ou recursos para a criação do site; Implantar jornal Mural com prestação de contas, metas, notícias, divulgações, avisos em lugar bem visível, definindo responsável pela atualização; Retorno da agenda escolar; 2016 a 2018 Utilização do Uniforme Escolar Campanhas de conscientização e valorização do uso do uniforme Obrigatoriedade nas saídas de campo do currículo por Atividades 2016 a 2018
  • 23. O quê Como? Quando? Reuniões de planejamento, avaliação das metas, discussão, resolução de problemas, prestação de contas, com todos os segmentos da comunidade escolar, em cronograma pré- estabelecido e/ou extraordinária, quando necessário Através de reuniões com os diferentes segmentos em calendários pré-estabelecidos 2016 a 2018
  • 24. DIAGNÓSTICO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECÍFICO METAS PLANEJAMENTO PROPOSTAS OPERACIONAL • As metas serão atendidas de acordo com as prioridades estabelecidas pelos segmentos da comunidade escolar, como também pela constatação da Direção e Conselho Escolar. • Os recursos da autonomia financeira e da contribuição dos pais darão suporte para o alcance das metas. • As metas pedagógicas serão atingidas com a participação efetiva dos segmentos da comunidade escolar. • O CPM e o Conselho Escolar devem estar sempre presentes para que juntos possamos planejar e destinar as verbas recebidas, bem como nos apoiar nas ações aqui propostas e em toda programação e evento que a Escola realizar. OPERACIONALIZÇÃO
  • 25. Sonhamos em 2012 e realizamos com a ajuda da comunidade • Implantação do Técnico em Logística; • Destaques em diferentes avaliações como ENEM, MEP e em eventos esportivos, culturais, artísticos; • Reformas e investimentos: ar- condicionado em todas as salas, data show e sistema de som, compra de notebooks, ampliação da pracinha, despensa na cozinha, pintura e piso do ginásio e guarita, ampliação das coberturas externas, lixeiras seletivas, rampa, readequação de setores: xerox, SOE, SSE, Sala de recursos, reforma geral no lab de informática..
  • 26. Estamos sonhando para os próximos 3 anos e realizaremos com a ajuda da comunidade Implantação de site, Mural da transparência, Pintura do Prédio, Implementar cantina, reorganizar guarita, revitalização da área externa, ser destaque em educação. Em diferentes áreas...