SlideShare uma empresa Scribd logo
1
SERMÃO1
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro
TEXTO: Salmo 23
INTRODUÇÃO:
Exórdio:
Você já brincou de pega-pega? De esconde-
esconde? De polícia e ladrão? Acredito que a maioria
de nós, ou melhor, acredito que todos e todas
participamos dessas brincadeiras em nossa infância.
Você já teve que fugir de algum perigo de
verdade. De um cachorro? De alguém na escola? Já
precisou de se esconder de verdade?
Em momentos como este, seja brincando ou na
vida real, o que mais queremos é encontrar um lugar
seguro, um abrigo, um refúgio.
Nas brincadeiras sempre tinham o pique. Se
chegássemos lá antes de quem estava nos
perseguindo, estávamos seguros.
2
Explicação:
O Salmo 23, um dos trechos mais citados da
Bíblia, é conhecido como o Salmo do Pastor. Esta
oração retrata bem a confiança do salmista em Deus.
Ele ressalta o cuidado de Deus para consigo, tal como
o de um pastor zeloso por sua ovelha.
Este é um salmo de confiança individual. Alguém
que canta, ou ora, ou recita declarando sua confiança
plena em Deus.
Porém, a figura pastoril não é única utilizada
neste salmo. A segunda parte, trata de um outro
ambiente. Ainda que continue falando da confiança
plena em Deus e no seu cuidado, o salmista apresenta
outra figura de linguagem.
Ele vai retratar a perseguição, o risco de
violência, o risco de morte e a importância de estar
num lugar seguro.
Nos tempos bíblicos, principalmente na cultura
do Oriente Médio acolher o caminhante, o
estrangeiro é um mandamento a ser cumprido. A
Bíblia é repleta de exemplos.
3
Naquela época existiam Templos Refúgio,
Cidades Refúgio, para acolher aquelas pessoas que
estavam sendo perseguidas. Ali o perseguido
encontraria guarida.
A segunda parte do Salmo 23, fala sobre este
cuidado do hospedeiro para com aquele que é seu
hóspede.
Imagine só, alguém que caminhou pelo deserto,
com muito medo e angústia, agora chega neste lugar
tremendamente hospitaleiro. Lugar de cuidado. De
acolhida.
Assim como na primeira parte, esta retrata a
proteção, segurança e cuidado com a vida em meio
aos perigos e sinais de morte.
Proposição:
Vejamos as características do Deus-Hospedeiro
apresentado pelo salmista:
4
DESENVOLVIMENTO
1ª Característica – Prepara a mesa.
2ª Característica – Unge a cabeça com perfume.
3ª Característica – Mantém a taça cheia.
4ª Característica – Envia uma escolta para
proteger o perseguido até um lugar seguro.
CONCLUSÃO:
Em tempos de Quarentena, quando para
cumprir com responsabilidade o isolamento social,
temos que nos refugiar em nossa própria casa.
O inimigo, não é visível a olho nu, mas tem poder
de promover muita violência e inclusive levar à morte.
O salmista não omite o fato de que existem
momento em nossa história que precisamos fugir da
morte. Temos uma responsabilidade com a vida que o
Senhor nos deu. Não podemos ser negligentes.
5
Tal como o salmista que para preservar sua vida
vai ao encontro de um refúgio, nós somos convidados
e até mesmo convocados a ficar no lugar mais seguro
neste momento, nossas casas. Ela é o nosso REFÚGIO
neste tempo de Pandemia.
Deus, o nosso hospedeiro-mor está presente em
nosso lar. Ele cuida de nós.
Quanto aqueles e aquelas, que tal como os
acompanhantes na escolta, precisam sair do REFÚGIO
porque têm a tarefa de proteger outros, rogamos a
Deus que os proteja no caminho.
Sejamos nós, povo de Deus, aqueles e aquelas
que reconhecendo o ministério da preservação da
vida, cuida de si e cuida dos outros.
Que Deus nos abençoe!
1
Sermão proferido pelo Prof. Paulo Dias Nogueira como parte da disciplina Homilética
(5º semestre) do Curso de Bacharel em Teologia oferecido pela Faculdade de Teologia
da Universidade Metodista de São Paulo (Fateo/Umesp).
Período Noturno - 07 de abril de 2019
Período Matutino - 08 de abril de 2019

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O cânon do novo testamento
O cânon do novo testamentoO cânon do novo testamento
O cânon do novo testamento
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
Moisés Sampaio
 
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
Gustavo Zimmermann
 
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Viva a Igreja
 
17 isaias
17  isaias17  isaias
17 isaias
PIB Penha
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
Moisés Sampaio
 
Estudo Sobre Atos
Estudo Sobre AtosEstudo Sobre Atos
Estudo Sobre Atos
Luciano Campos
 
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
Keed Muller
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Erivelton Rodrigues Nunes
 
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
Rondinelle Salles
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
Presbítero Maurício
 
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdfO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
Del Souza
 
Disciplina de Hermenêutica
Disciplina de HermenêuticaDisciplina de Hermenêutica
Disciplina de Hermenêutica
faculdadeteologica
 
Panorama do AT - Ageu
Panorama do AT - AgeuPanorama do AT - Ageu
Panorama do AT - Ageu
Respirando Deus
 
Lição 09 o bom pastor conhece suas ovelhas
Lição 09   o bom pastor conhece suas ovelhasLição 09   o bom pastor conhece suas ovelhas
Lição 09 o bom pastor conhece suas ovelhas
Márcio Pereira
 
Curso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizadoCurso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizado
JOSIAS MOURA DE MENEZES
 
Bibliologia
BibliologiaBibliologia
14 ise - levítico - números - deuteronômio
14   ise - levítico - números - deuteronômio14   ise - levítico - números - deuteronômio
14 ise - levítico - números - deuteronômio
Léo Mendonça
 

Mais procurados (20)

O cânon do novo testamento
O cânon do novo testamentoO cânon do novo testamento
O cânon do novo testamento
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
 
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
Aula 10 - Livros Históricos (part. 3)
 
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
 
17 isaias
17  isaias17  isaias
17 isaias
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
 
Estudo Sobre Atos
Estudo Sobre AtosEstudo Sobre Atos
Estudo Sobre Atos
 
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
Conhecendo a verdade - Manual do Professor (Volume I)
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
 
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdfO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
 
Disciplina de Hermenêutica
Disciplina de HermenêuticaDisciplina de Hermenêutica
Disciplina de Hermenêutica
 
Panorama do AT - Ageu
Panorama do AT - AgeuPanorama do AT - Ageu
Panorama do AT - Ageu
 
Lição 09 o bom pastor conhece suas ovelhas
Lição 09   o bom pastor conhece suas ovelhasLição 09   o bom pastor conhece suas ovelhas
Lição 09 o bom pastor conhece suas ovelhas
 
Curso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizadoCurso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizado
 
Bibliologia
BibliologiaBibliologia
Bibliologia
 
14 ise - levítico - números - deuteronômio
14   ise - levítico - números - deuteronômio14   ise - levítico - números - deuteronômio
14 ise - levítico - números - deuteronômio
 

Semelhante a O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro -

Salmo 23
Salmo 23Salmo 23
Salmo 23
elainegrazielle
 
9 pastorear, a arte de restituir vidas
9 pastorear, a arte de restituir vidas9 pastorear, a arte de restituir vidas
9 pastorear, a arte de restituir vidas
Josenilton Pinheiro Pinheiro
 
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro salmo 23
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro   salmo 23O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro   salmo 23
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro salmo 23
Paulo Dias Nogueira
 
Lição 7 o cuidado com as ovelhas
Lição 7   o cuidado com as ovelhasLição 7   o cuidado com as ovelhas
Lição 7 o cuidado com as ovelhas
prvladimir
 
Lição 3 - O supremo Bom Pastor
Lição 3 - O supremo Bom PastorLição 3 - O supremo Bom Pastor
Lição 3 - O supremo Bom Pastor
Éder Tomé
 
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdfSlide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
PauloNeto762685
 
O Deus Conosco Vulnerabilidade
O Deus Conosco VulnerabilidadeO Deus Conosco Vulnerabilidade
O Deus Conosco Vulnerabilidade
Leone Orlando
 
O senhor é meu pastor e hospedeiro salmo 23 (2012)
O senhor é meu pastor e hospedeiro   salmo 23 (2012)O senhor é meu pastor e hospedeiro   salmo 23 (2012)
O senhor é meu pastor e hospedeiro salmo 23 (2012)
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
Sermão   o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)Sermão   o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
Sermão o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
Paulo Dias Nogueira
 
Como preparar uma pregação
Como preparar uma pregaçãoComo preparar uma pregação
Como preparar uma pregação
Alípio Vallim
 
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdfLECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
FbioFerreira207918
 
Amorte porquetemê-la-resumo
Amorte porquetemê-la-resumoAmorte porquetemê-la-resumo
Amorte porquetemê-la-resumo
Magali ..
 
Jesus a porta kardec a chave
Jesus a porta kardec a chaveJesus a porta kardec a chave
Jesus a porta kardec a chave
Helio Cruz
 
Sl23.4 vale de sombra
Sl23.4   vale de sombraSl23.4   vale de sombra
Sl23.4 vale de sombra
Eliezer Almeida
 
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
Carlos Alexandre Ribeiro Dorte
 
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
Natalino das Neves Neves
 
As virtudes dos salvos em Cristo
As virtudes dos salvos em CristoAs virtudes dos salvos em Cristo
As virtudes dos salvos em Cristo
Moisés Sampaio
 
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
Pedro Manoel Rosa Domingues Santos
 
Jesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastorJesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastor
Joselito Machado
 
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdfHermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
AMILTON gomes Gomes
 

Semelhante a O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro - (20)

Salmo 23
Salmo 23Salmo 23
Salmo 23
 
9 pastorear, a arte de restituir vidas
9 pastorear, a arte de restituir vidas9 pastorear, a arte de restituir vidas
9 pastorear, a arte de restituir vidas
 
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro salmo 23
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro   salmo 23O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro   salmo 23
O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro salmo 23
 
Lição 7 o cuidado com as ovelhas
Lição 7   o cuidado com as ovelhasLição 7   o cuidado com as ovelhas
Lição 7 o cuidado com as ovelhas
 
Lição 3 - O supremo Bom Pastor
Lição 3 - O supremo Bom PastorLição 3 - O supremo Bom Pastor
Lição 3 - O supremo Bom Pastor
 
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdfSlide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
Slide Jovens - Canal Descomp a Teologia - Lição 04.pdf
 
O Deus Conosco Vulnerabilidade
O Deus Conosco VulnerabilidadeO Deus Conosco Vulnerabilidade
O Deus Conosco Vulnerabilidade
 
O senhor é meu pastor e hospedeiro salmo 23 (2012)
O senhor é meu pastor e hospedeiro   salmo 23 (2012)O senhor é meu pastor e hospedeiro   salmo 23 (2012)
O senhor é meu pastor e hospedeiro salmo 23 (2012)
 
Sermão o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
Sermão   o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)Sermão   o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
Sermão o senhor é meu pastor e hospedeiro - salmo 23 (2012)
 
Como preparar uma pregação
Como preparar uma pregaçãoComo preparar uma pregação
Como preparar uma pregação
 
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdfLECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
LECTIO_DIVINA_DO_EVANGELHO_DO_I_DOMINGO_DE_ADVENTO_A_2022.pdf
 
Amorte porquetemê-la-resumo
Amorte porquetemê-la-resumoAmorte porquetemê-la-resumo
Amorte porquetemê-la-resumo
 
Jesus a porta kardec a chave
Jesus a porta kardec a chaveJesus a porta kardec a chave
Jesus a porta kardec a chave
 
Sl23.4 vale de sombra
Sl23.4   vale de sombraSl23.4   vale de sombra
Sl23.4 vale de sombra
 
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
4° trimestre 2017 lição 12 pr. carlos alexandre
 
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
 
As virtudes dos salvos em Cristo
As virtudes dos salvos em CristoAs virtudes dos salvos em Cristo
As virtudes dos salvos em Cristo
 
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
FORMAÇÃO DE MINISTRO DA PALAVRA DE DEUS - Ministério Pastora Juciara Ferrone ...
 
Jesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastorJesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastor
 
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdfHermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
Hermeneutica__Interpretacao_Textual.pdf
 

Mais de Paulo Dias Nogueira

Em Jesus os opostos se atraem
Em Jesus os opostos se atraemEm Jesus os opostos se atraem
Em Jesus os opostos se atraem
Paulo Dias Nogueira
 
Plano de Ação Pastoral - aula e exemplo
Plano de Ação Pastoral - aula e exemploPlano de Ação Pastoral - aula e exemplo
Plano de Ação Pastoral - aula e exemplo
Paulo Dias Nogueira
 
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33 Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
Paulo Dias Nogueira
 
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa CristãLiturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
Paulo Dias Nogueira
 
SERMÃO: Natal - as mensagens dos anjos
SERMÃO: Natal  - as mensagens dos anjosSERMÃO: Natal  - as mensagens dos anjos
SERMÃO: Natal - as mensagens dos anjos
Paulo Dias Nogueira
 
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjosSERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
Paulo Dias Nogueira
 
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAMPOV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
Paulo Dias Nogueira
 
Gaivota 183 encarte
Gaivota 183 encarteGaivota 183 encarte
Gaivota 183 encarte
Paulo Dias Nogueira
 
Gaivota 183
Gaivota 183Gaivota 183
Gaivota 183
Paulo Dias Nogueira
 
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
Paulo Dias Nogueira
 
Apresentação do pov 2015
Apresentação do pov 2015Apresentação do pov 2015
Apresentação do pov 2015
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão pedro - um homem em busca de compromisso
Sermão   pedro - um homem em busca de compromissoSermão   pedro - um homem em busca de compromisso
Sermão pedro - um homem em busca de compromisso
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermãoSermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
Sermão   jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)Sermão   jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
Sermão jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
Sermão   jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexãoSermão   jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
Sermão jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
Sermão   eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17Sermão   eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
Sermão eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
Paulo Dias Nogueira
 
Sermão conversão dos olhos mãos e pés - atos 3 1-10 (sem texto)
Sermão   conversão dos olhos mãos e pés -  atos 3 1-10 (sem texto)Sermão   conversão dos olhos mãos e pés -  atos 3 1-10 (sem texto)
Sermão conversão dos olhos mãos e pés - atos 3 1-10 (sem texto)
Paulo Dias Nogueira
 
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermãoOuvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Paulo Dias Nogueira
 

Mais de Paulo Dias Nogueira (20)

Em Jesus os opostos se atraem
Em Jesus os opostos se atraemEm Jesus os opostos se atraem
Em Jesus os opostos se atraem
 
Plano de Ação Pastoral - aula e exemplo
Plano de Ação Pastoral - aula e exemploPlano de Ação Pastoral - aula e exemplo
Plano de Ação Pastoral - aula e exemplo
 
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016Boletim Mensageiro - 05 06 2016
Boletim Mensageiro - 05 06 2016
 
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33 Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
Sermão - Não Temais... Sou Eu - Mt 14:22-33
 
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
Sermão - O maior Mandamento - Mt 22 34-40
 
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa CristãLiturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
Liturgia - Da Páscoa Judaica à Páscoa Cristã
 
SERMÃO: Natal - as mensagens dos anjos
SERMÃO: Natal  - as mensagens dos anjosSERMÃO: Natal  - as mensagens dos anjos
SERMÃO: Natal - as mensagens dos anjos
 
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjosSERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
SERMÃO - Natal: as mensagens dos anjos
 
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAMPOV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
POV 2016 - Carta de orientação e ficha da CLAM
 
Gaivota 183 encarte
Gaivota 183 encarteGaivota 183 encarte
Gaivota 183 encarte
 
Gaivota 183
Gaivota 183Gaivota 183
Gaivota 183
 
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
Liturgia - da páscoa judaica à páscoa cristã - grupo de comunhão do campos el...
 
Apresentação do pov 2015
Apresentação do pov 2015Apresentação do pov 2015
Apresentação do pov 2015
 
Sermão pedro - um homem em busca de compromisso
Sermão   pedro - um homem em busca de compromissoSermão   pedro - um homem em busca de compromisso
Sermão pedro - um homem em busca de compromisso
 
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermãoSermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
 
Sermão jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
Sermão   jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)Sermão   jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
Sermão jesus o bom pastor - joão 10 11-18 (2012)
 
Sermão jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
Sermão   jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexãoSermão   jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
Sermão jesus nos chama ao compromisso - lucas 14 25-33 - reflexão
 
Sermão eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
Sermão   eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17Sermão   eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
Sermão eliseu e a mulher sunamita - 2 reis 4 8-17
 
Sermão conversão dos olhos mãos e pés - atos 3 1-10 (sem texto)
Sermão   conversão dos olhos mãos e pés -  atos 3 1-10 (sem texto)Sermão   conversão dos olhos mãos e pés -  atos 3 1-10 (sem texto)
Sermão conversão dos olhos mãos e pés - atos 3 1-10 (sem texto)
 
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermãoOuvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
 

Último

karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro -

  • 1. 1 SERMÃO1 O Senhor é meu Pastor e Hospedeiro TEXTO: Salmo 23 INTRODUÇÃO: Exórdio: Você já brincou de pega-pega? De esconde- esconde? De polícia e ladrão? Acredito que a maioria de nós, ou melhor, acredito que todos e todas participamos dessas brincadeiras em nossa infância. Você já teve que fugir de algum perigo de verdade. De um cachorro? De alguém na escola? Já precisou de se esconder de verdade? Em momentos como este, seja brincando ou na vida real, o que mais queremos é encontrar um lugar seguro, um abrigo, um refúgio. Nas brincadeiras sempre tinham o pique. Se chegássemos lá antes de quem estava nos perseguindo, estávamos seguros.
  • 2. 2 Explicação: O Salmo 23, um dos trechos mais citados da Bíblia, é conhecido como o Salmo do Pastor. Esta oração retrata bem a confiança do salmista em Deus. Ele ressalta o cuidado de Deus para consigo, tal como o de um pastor zeloso por sua ovelha. Este é um salmo de confiança individual. Alguém que canta, ou ora, ou recita declarando sua confiança plena em Deus. Porém, a figura pastoril não é única utilizada neste salmo. A segunda parte, trata de um outro ambiente. Ainda que continue falando da confiança plena em Deus e no seu cuidado, o salmista apresenta outra figura de linguagem. Ele vai retratar a perseguição, o risco de violência, o risco de morte e a importância de estar num lugar seguro. Nos tempos bíblicos, principalmente na cultura do Oriente Médio acolher o caminhante, o estrangeiro é um mandamento a ser cumprido. A Bíblia é repleta de exemplos.
  • 3. 3 Naquela época existiam Templos Refúgio, Cidades Refúgio, para acolher aquelas pessoas que estavam sendo perseguidas. Ali o perseguido encontraria guarida. A segunda parte do Salmo 23, fala sobre este cuidado do hospedeiro para com aquele que é seu hóspede. Imagine só, alguém que caminhou pelo deserto, com muito medo e angústia, agora chega neste lugar tremendamente hospitaleiro. Lugar de cuidado. De acolhida. Assim como na primeira parte, esta retrata a proteção, segurança e cuidado com a vida em meio aos perigos e sinais de morte. Proposição: Vejamos as características do Deus-Hospedeiro apresentado pelo salmista:
  • 4. 4 DESENVOLVIMENTO 1ª Característica – Prepara a mesa. 2ª Característica – Unge a cabeça com perfume. 3ª Característica – Mantém a taça cheia. 4ª Característica – Envia uma escolta para proteger o perseguido até um lugar seguro. CONCLUSÃO: Em tempos de Quarentena, quando para cumprir com responsabilidade o isolamento social, temos que nos refugiar em nossa própria casa. O inimigo, não é visível a olho nu, mas tem poder de promover muita violência e inclusive levar à morte. O salmista não omite o fato de que existem momento em nossa história que precisamos fugir da morte. Temos uma responsabilidade com a vida que o Senhor nos deu. Não podemos ser negligentes.
  • 5. 5 Tal como o salmista que para preservar sua vida vai ao encontro de um refúgio, nós somos convidados e até mesmo convocados a ficar no lugar mais seguro neste momento, nossas casas. Ela é o nosso REFÚGIO neste tempo de Pandemia. Deus, o nosso hospedeiro-mor está presente em nosso lar. Ele cuida de nós. Quanto aqueles e aquelas, que tal como os acompanhantes na escolta, precisam sair do REFÚGIO porque têm a tarefa de proteger outros, rogamos a Deus que os proteja no caminho. Sejamos nós, povo de Deus, aqueles e aquelas que reconhecendo o ministério da preservação da vida, cuida de si e cuida dos outros. Que Deus nos abençoe! 1 Sermão proferido pelo Prof. Paulo Dias Nogueira como parte da disciplina Homilética (5º semestre) do Curso de Bacharel em Teologia oferecido pela Faculdade de Teologia da Universidade Metodista de São Paulo (Fateo/Umesp). Período Noturno - 07 de abril de 2019 Período Matutino - 08 de abril de 2019