SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
O discipulado cristão Estudo 11 O discipulado cristão nas cartas de Pedro Texto bíblico: 1Pd 1-5 e 2Pd 1-3 Texto áureo:  1Pedro 1.14-16
Introdução (I) Pouco sabemos da trajetória de Pedro após o texto de Atos 15.6-12. Como líder do colégio apóstólico liderou a igreja de Cristo até que ela começou a institucionalizar-se sob o pastoreio de Tiago, o irmão de Cristo.
Introdução (II) Como este Concílio deu-se em Jerusalém em cerca de 46/47 d.C. e as grandes perseguições de Nero, quando Pedro deverá ser preso em Roma, deram-se em torno dos anos 62/64, supõe-se que estas cartas devem ter sido escritas dali, por volta dos anos 65 a 67 d.C.
Introdução (III) Durante esses 20 anos não temos notícias objetivas e diretas dele, a não ser a suposição geral dos comentaristas de que por ser ele um dos remanescentes do colégio apostólico, deveria situar-se em Jerusalém exercendo sua liderança na igreja-mãe, enquanto Paulo realizava suas viagens.
Introdução (IV) Como Paulo depois de sua viagem a Roma, não deu mais notícias, supõe-se que Pedro em determinado momento resolveu ir para lá onde se concentrava a igreja cristã na capital do Império na época. É de lá que escreve:  “ A vossa co-eleita em Babilônia, vos saúda ”. 1Pd 5.13
O texto bíblico em seu início  nos leva ao  seguinte quadro: ” Pedro, apóstolo de Jesus Cristo,  aos peregrinos da Dispersão no… Ponto… Galácia… Capadócia…    Ásia e …   Bitínia, Roma Jerusalém Antioquia Intro- dução (V) África Grécia
Introdução (VI) Os “ peregrinos da Dispersão ”, seriam os judeus crentes e gentios também que expulsos de Jerusalém primeiro e depois de Roma, se espalharam pela Àsia, daí a sua carta para todas essas igrejas que sobreviviam após as viagens de Paulo por essas regiões.
Introdução (VII) Como as últimas cartas de Paulo devem ter sido escritas em 64 d.C., pois supõe-se que em 65 ele teria sido morto em Roma, as igrejas que fundara estavam sem assistência apostólica, razão pela qual Pedro deve ter se dirigido a elas, (65/67), agora que estava em Roma também.
Introdução (VIII) Suas cartas são eminentemente discipuladoras, ou seja, de orientação aos discípulos. Vai abordar basicamente os mesmos pontos que Paulo abordara mas com um toque pessoal em face de sua experiência de vida apostólica.
O pescador de Cafarnaum, chamado por Cristo,juntamente com seu irmão André, vai se tornar o mentor das igrejas que espalhadas pelo mundo dependiam de seu trabalho apostólico, agora que o apóstolo dos gentios se fora. “ E Jesus andando ao longo do mar da Galiléia,  viu dois irmãos – Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, os quais lançavam a rede ao mar,  porque eram pescadores.” (Mt 4.18)
Pedro que se tornou testemunha ocular e viva dos grande milagres de Cristo, como por exemplo o da pesca maravilhosa, vai se tornar o intérprete do melhor discipulado para os crentes da Ásia. “ Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, não tendes nada que comer? Responderam-lhe: Não. Disse-lhes ele: Lançai a rede à direita do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam puxar por causa da grande quantidade de peixes.”  (Jo. 21.5,6)
Capítulo 1 (1Pd 1.3-12) Depois da saudação inicial ele exalta a excelência da salvação que os crentes alcançaram em Cristo: “ Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que segundo a sua grande misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada nos céus para vós.” (1Pd 1.3,4)
Capítulo 1  (1Pd 1.13-25) Para em seguida recomendar insistemente a uma vida de santidade: “…  mas como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo vosso procedimento; porquanto está escrito: Sereis santos,  porque eu sou santo” (1Pd 1.15,16)
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Capítulo 1 (2Pd 1.1-10) Neste primeiro capítulo o apóstolo traz um receituário esplêndido para o discipulado: “ E, por isso mesmo, vós, empregando toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude…  a ciência…  o domínio próprio…  a perseverança…  a piedade…  a fraternidade…  e à fraternidade o amor.”  (2Pd 1.5-7)
Capítulo 2  (2Pd.1-22) No capítulo 2 ele adverte contra os falsos guias ou mestres e pastores: ” Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.” (1Pd 2.1)
Capítulo 3 (3Pd 3.1-18) Para encerrar a carta com uma palavra de alento e esperança para o crente: A volta do Senhor! ” Mas, vós amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a tenham por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.”  (2Pd 3.8-9)
[object Object],[object Object],7) Você vive vigilante e em oração? 8) Você respeita os “anciãos” de sua igreja? 8) Você se humilha diante da “potente mão de Deus? 9) Você se cuida diante dos falsos “mestres”? 10) Você aguarda a volta do Senhor?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2
Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2
Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2Andre Nascimento
 
Doutrina ii corintios
Doutrina  ii corintiosDoutrina  ii corintios
Doutrina ii corintiosJoel Silva
 
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano B
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano BComentário: 1º Domingo do Advento - Ano B
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano BJosé Lima
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-andamento
Aula 3  a a queda do homem-21-01-18-andamentoAula 3  a a queda do homem-21-01-18-andamento
Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-andamentoDenise Ribeiro
 
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaSergio Silva
 
Lição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na JudeiaLição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na JudeiaQuenia Damata
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorErberson Pinheiro
 
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusQuenia Damata
 
Lição 10 - Acerca do Fim dos Tempos
Lição 10 - Acerca do Fim dos TemposLição 10 - Acerca do Fim dos Tempos
Lição 10 - Acerca do Fim dos TemposÉder Tomé
 
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Nehemias Santos
 

Mais procurados (20)

Estudo Livro de Apocalipse - aula II
Estudo Livro de Apocalipse - aula IIEstudo Livro de Apocalipse - aula II
Estudo Livro de Apocalipse - aula II
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2
Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2
Aula Jonatas 28: Nadando contra a maré parte 2
 
Doutrina ii corintios
Doutrina  ii corintiosDoutrina  ii corintios
Doutrina ii corintios
 
Ii corintios
Ii corintiosIi corintios
Ii corintios
 
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano B
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano BComentário: 1º Domingo do Advento - Ano B
Comentário: 1º Domingo do Advento - Ano B
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-andamento
Aula 3  a a queda do homem-21-01-18-andamentoAula 3  a a queda do homem-21-01-18-andamento
Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-andamento
 
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
 
Lição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na JudeiaLição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na Judeia
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
1 pedro (moody)
1 pedro (moody)1 pedro (moody)
1 pedro (moody)
 
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de Deus
 
Judaização da igreja
Judaização da igrejaJudaização da igreja
Judaização da igreja
 
Livro De Romanos
Livro De RomanosLivro De Romanos
Livro De Romanos
 
Pregação
PregaçãoPregação
Pregação
 
Lição 10 - Acerca do Fim dos Tempos
Lição 10 - Acerca do Fim dos TemposLição 10 - Acerca do Fim dos Tempos
Lição 10 - Acerca do Fim dos Tempos
 
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
Lição 9 - Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses.
 
Saulo de tarso
Saulo de tarsoSaulo de tarso
Saulo de tarso
 
Lição 01 aula dominical
Lição 01 aula dominicalLição 01 aula dominical
Lição 01 aula dominical
 

Destaque

2ª Aula para Formação de Discipuladores
2ª Aula para Formação de Discipuladores2ª Aula para Formação de Discipuladores
2ª Aula para Formação de DiscipuladoresIBC de Jacarepaguá
 
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15Abrigo R15
 
Bíblia para discipulado em grupos familiares
Bíblia  para discipulado em grupos familiares Bíblia  para discipulado em grupos familiares
Bíblia para discipulado em grupos familiares Isaias Gomes de Oliveira
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosAilton da Silva
 
Eventos Bom Conselho
Eventos Bom ConselhoEventos Bom Conselho
Eventos Bom ConselhoEvbomconselho
 
O discipulado de jesus segundo mateus
O discipulado de jesus segundo mateusO discipulado de jesus segundo mateus
O discipulado de jesus segundo mateusEdleusa Silva
 
Exemplos bíblicos de discipulado
Exemplos bíblicos de discipuladoExemplos bíblicos de discipulado
Exemplos bíblicos de discipuladoJUERP
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujosJNR
 
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADASDiscipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADASRoberto Trindade
 
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1Ramón Zazatt
 
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas marquione ban
 
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristo
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristoEstudo bíblico sobre os apóstlos de cristo
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristoSergio Silva
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na PráticaNarlea Walkyse
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeChristian Lepelletier
 

Destaque (16)

2ª Aula para Formação de Discipuladores
2ª Aula para Formação de Discipuladores2ª Aula para Formação de Discipuladores
2ª Aula para Formação de Discipuladores
 
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
 
Bíblia para discipulado em grupos familiares
Bíblia  para discipulado em grupos familiares Bíblia  para discipulado em grupos familiares
Bíblia para discipulado em grupos familiares
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
 
O que é Discipulado
O que é DiscipuladoO que é Discipulado
O que é Discipulado
 
Eventos Bom Conselho
Eventos Bom ConselhoEventos Bom Conselho
Eventos Bom Conselho
 
O discipulado de jesus segundo mateus
O discipulado de jesus segundo mateusO discipulado de jesus segundo mateus
O discipulado de jesus segundo mateus
 
Exemplos bíblicos de discipulado
Exemplos bíblicos de discipuladoExemplos bíblicos de discipulado
Exemplos bíblicos de discipulado
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
 
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADASDiscipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
 
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1
Uma Visão do Discipulado Cristão - Parte 1
 
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
 
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristo
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristoEstudo bíblico sobre os apóstlos de cristo
Estudo bíblico sobre os apóstlos de cristo
 
Exposição 01 = A Mensagem de Gálatas
Exposição 01 = A Mensagem de GálatasExposição 01 = A Mensagem de Gálatas
Exposição 01 = A Mensagem de Gálatas
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na Prática
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
 

Semelhante a Discipulado segundo Pedro

O Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de JoãoO Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de JoãoJUERP
 
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptxSlide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptxJooSalaroli
 
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesO Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesJUERP
 
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristã
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristãestudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristã
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristãMarinice Cavalcanti Jeronymo
 
Bem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com JesusBem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com JesusViva a Igreja
 
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano C
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano CComentário: 6° domingo de Pascoa - Ano C
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano CJosé Lima
 
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdf
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdfHernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdf
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdfBio7rsEmbalagens
 
Os Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida CristãOs Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida CristãJUERP
 
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdf
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdfApocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdf
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdfPrDanielBarros
 
O discipulado Cristão nas Cartas aos Coríntios
O discipulado Cristão nas Cartas aos CoríntiosO discipulado Cristão nas Cartas aos Coríntios
O discipulado Cristão nas Cartas aos CoríntiosJUERP
 
Lição 1 as cartas aos coríntios
Lição 1   as cartas aos coríntiosLição 1   as cartas aos coríntios
Lição 1 as cartas aos coríntiosTomas Faraci
 
Lição 6 as funções da igreja
Lição  6  as funções da igrejaLição  6  as funções da igreja
Lição 6 as funções da igrejaCésar Aguiar
 
Lição 10 o lider diante da chegada da morte 3º trimestre de 2015
Lição 10   o lider diante da chegada da morte   3º trimestre de 2015Lição 10   o lider diante da chegada da morte   3º trimestre de 2015
Lição 10 o lider diante da chegada da morte 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblicaMarcos Kinho
 
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes32148989
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clJUERP
 

Semelhante a Discipulado segundo Pedro (20)

O Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de JoãoO Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de João
 
NT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdfNT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdf
 
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptxSlide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptx
Slide Licao 3 - 2T - 2022 - BETEL.pptx
 
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos TessalonicensesO Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
O Discipulado Cristão nas Cartas aos Tessalonicenses
 
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristã
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristãestudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristã
estudo 13_-_exortação_final_sobre_a_vida_cristã
 
Bem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com JesusBem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com Jesus
 
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano C
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano CComentário: 6° domingo de Pascoa - Ano C
Comentário: 6° domingo de Pascoa - Ano C
 
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdf
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdfHernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdf
Hernandes Dias Lopes - Estudos no Livro de Apocalipse (1).pdf
 
34 efésios
34 efésios34 efésios
34 efésios
 
Os Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida CristãOs Benefícios da Vida Cristã
Os Benefícios da Vida Cristã
 
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdf
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdfApocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdf
Apocalipse-Versículo-por-Versículo-cpad.pdf
 
O discipulado Cristão nas Cartas aos Coríntios
O discipulado Cristão nas Cartas aos CoríntiosO discipulado Cristão nas Cartas aos Coríntios
O discipulado Cristão nas Cartas aos Coríntios
 
Livro do apocalipse
Livro do apocalipse Livro do apocalipse
Livro do apocalipse
 
Lição 1 as cartas aos coríntios
Lição 1   as cartas aos coríntiosLição 1   as cartas aos coríntios
Lição 1 as cartas aos coríntios
 
Lição 6 as funções da igreja
Lição  6  as funções da igrejaLição  6  as funções da igreja
Lição 6 as funções da igreja
 
Lição 10 o lider diante da chegada da morte 3º trimestre de 2015
Lição 10   o lider diante da chegada da morte   3º trimestre de 2015Lição 10   o lider diante da chegada da morte   3º trimestre de 2015
Lição 10 o lider diante da chegada da morte 3º trimestre de 2015
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblica
 
2 coríntios (moody)
2 coríntios (moody)2 coríntios (moody)
2 coríntios (moody)
 
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes
13227647 estudos-no-livro-de-apocalipse-hernandes-dias-lopes
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
 

Mais de JUERP

“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”JUERP
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”JUERP
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"JUERP
 
"Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores""Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores"JUERP
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”JUERP
 
“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”JUERP
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”JUERP
 
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”JUERP
 
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"JUERP
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”JUERP
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”JUERP
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”JUERP
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”JUERP
 
“Andeis como sábios”
“Andeis como sábios”“Andeis como sábios”
“Andeis como sábios”JUERP
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”JUERP
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”JUERP
 
A Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaA Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaJUERP
 
“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”JUERP
 
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”JUERP
 
“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”JUERP
 

Mais de JUERP (20)

“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
 
"Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores""Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores"
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”
 
“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
 
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
 
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
 
“Andeis como sábios”
“Andeis como sábios”“Andeis como sábios”
“Andeis como sábios”
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”
 
A Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaA Deus seja a glória
A Deus seja a glória
 
“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”
 
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
 
“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”
 

Último

O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
Oração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoOração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoNilson Almeida
 

Último (11)

O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Oração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoOração Alma De Cristo
Oração Alma De Cristo
 

Discipulado segundo Pedro

  • 1. O discipulado cristão Estudo 11 O discipulado cristão nas cartas de Pedro Texto bíblico: 1Pd 1-5 e 2Pd 1-3 Texto áureo: 1Pedro 1.14-16
  • 2. Introdução (I) Pouco sabemos da trajetória de Pedro após o texto de Atos 15.6-12. Como líder do colégio apóstólico liderou a igreja de Cristo até que ela começou a institucionalizar-se sob o pastoreio de Tiago, o irmão de Cristo.
  • 3. Introdução (II) Como este Concílio deu-se em Jerusalém em cerca de 46/47 d.C. e as grandes perseguições de Nero, quando Pedro deverá ser preso em Roma, deram-se em torno dos anos 62/64, supõe-se que estas cartas devem ter sido escritas dali, por volta dos anos 65 a 67 d.C.
  • 4. Introdução (III) Durante esses 20 anos não temos notícias objetivas e diretas dele, a não ser a suposição geral dos comentaristas de que por ser ele um dos remanescentes do colégio apostólico, deveria situar-se em Jerusalém exercendo sua liderança na igreja-mãe, enquanto Paulo realizava suas viagens.
  • 5. Introdução (IV) Como Paulo depois de sua viagem a Roma, não deu mais notícias, supõe-se que Pedro em determinado momento resolveu ir para lá onde se concentrava a igreja cristã na capital do Império na época. É de lá que escreve: “ A vossa co-eleita em Babilônia, vos saúda ”. 1Pd 5.13
  • 6. O texto bíblico em seu início nos leva ao seguinte quadro: ” Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos peregrinos da Dispersão no… Ponto… Galácia… Capadócia… Ásia e … Bitínia, Roma Jerusalém Antioquia Intro- dução (V) África Grécia
  • 7. Introdução (VI) Os “ peregrinos da Dispersão ”, seriam os judeus crentes e gentios também que expulsos de Jerusalém primeiro e depois de Roma, se espalharam pela Àsia, daí a sua carta para todas essas igrejas que sobreviviam após as viagens de Paulo por essas regiões.
  • 8. Introdução (VII) Como as últimas cartas de Paulo devem ter sido escritas em 64 d.C., pois supõe-se que em 65 ele teria sido morto em Roma, as igrejas que fundara estavam sem assistência apostólica, razão pela qual Pedro deve ter se dirigido a elas, (65/67), agora que estava em Roma também.
  • 9. Introdução (VIII) Suas cartas são eminentemente discipuladoras, ou seja, de orientação aos discípulos. Vai abordar basicamente os mesmos pontos que Paulo abordara mas com um toque pessoal em face de sua experiência de vida apostólica.
  • 10. O pescador de Cafarnaum, chamado por Cristo,juntamente com seu irmão André, vai se tornar o mentor das igrejas que espalhadas pelo mundo dependiam de seu trabalho apostólico, agora que o apóstolo dos gentios se fora. “ E Jesus andando ao longo do mar da Galiléia, viu dois irmãos – Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, os quais lançavam a rede ao mar, porque eram pescadores.” (Mt 4.18)
  • 11. Pedro que se tornou testemunha ocular e viva dos grande milagres de Cristo, como por exemplo o da pesca maravilhosa, vai se tornar o intérprete do melhor discipulado para os crentes da Ásia. “ Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, não tendes nada que comer? Responderam-lhe: Não. Disse-lhes ele: Lançai a rede à direita do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam puxar por causa da grande quantidade de peixes.” (Jo. 21.5,6)
  • 12. Capítulo 1 (1Pd 1.3-12) Depois da saudação inicial ele exalta a excelência da salvação que os crentes alcançaram em Cristo: “ Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que segundo a sua grande misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada nos céus para vós.” (1Pd 1.3,4)
  • 13. Capítulo 1 (1Pd 1.13-25) Para em seguida recomendar insistemente a uma vida de santidade: “… mas como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo vosso procedimento; porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo” (1Pd 1.15,16)
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. Capítulo 1 (2Pd 1.1-10) Neste primeiro capítulo o apóstolo traz um receituário esplêndido para o discipulado: “ E, por isso mesmo, vós, empregando toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude… a ciência… o domínio próprio… a perseverança… a piedade… a fraternidade… e à fraternidade o amor.” (2Pd 1.5-7)
  • 19. Capítulo 2 (2Pd.1-22) No capítulo 2 ele adverte contra os falsos guias ou mestres e pastores: ” Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.” (1Pd 2.1)
  • 20. Capítulo 3 (3Pd 3.1-18) Para encerrar a carta com uma palavra de alento e esperança para o crente: A volta do Senhor! ” Mas, vós amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a tenham por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.” (2Pd 3.8-9)
  • 21.