SlideShare uma empresa Scribd logo

“Andeis como sábios”

J
JUERP

Estudo 09 - As Cartas de Paulo III – Gl-Ef-Fp-Cl

1 de 15
Baixar para ler offline
As cartas de Paulo III
                     Gálatas, Efésios,
                        Filipenses e
                        Colossenses




Diretrizes para
as igrejas primitivas
que valem para as
igrejas cristãs de hoje
As cartas de Paulo III
                             Gálatas, Efésios,
                                Filipenses e
                                Colossenses

                                        Estudo 09
“Andeis como sábios”

Texto bíblico – Ef 5 e 6
Texto áureo – Ef 5.15,16
“Portanto, vede diligentemente como
andais,não como néscios, mas como
sábios, usando bem cada oportunidade,
porquanto os dias são maus.”
Chegamos ao âmago maior do
 significado e importância desta
     carta do apóstolo Paulo.
     Sim, porque se nos três
 primeiros capítulos ele abordou
    as questões específicas da
  unidade que judeus e gentios
 deveriam ter como crentes em
Cristo, foi a partir do capítulo 4
que ele começa a apontar para a
   vida diferente que eles, não
    importando a origem racial
deveriam ter em comparação com
            o mundo.
Assim, nos três últimos capítulos
   o apóstolo se propõe a falar
sobre a vida santa do cristão.
Já a partir do versículo 17 do
  capítulo 4 que estudamos no
 domingo passado ele começa a
explicar que a “santidade cristã
   é oposta aos costumes dos
            gentios”.

 Isto vai até o versículo 21 do
capítulo 5, quando descreve “os
deveres domésticos” do crente,
em decorrência desta santidade
   de vida. O que vai até ao
   versículo 9 do capítulo 6.

    Para então de 6.10 a 20
   terminar apontando para o
revestimento espiritual do crente
        diante do mundo.
Assim, podemos afirmar que
    esta carta tem como
   finalidade precípua do
apóstolo, mostrar ao mundo
cristão que se constituía, e
 Éfeso era a segunda maior
 cidade do Império Romano
     nesta época, qual o
 procedimento e o modo de
  vida que se esperava da
  nova criatura em Cristo
    diante de um mundo
corrompido e mal. Este é o
    nosso retrato atual!
Vamos abrir as nossas Bíblias no texto da lição.
 Capítulos 5 e 6. Vamos retirar dele a inspiração que
precisamos receber do apóstolo para o enfrentamento
  dos tempos presentes tão difíceis para todos nós.
Anúncio

Recomendados

Um Chamado à Separação - A. W. Pink
Um Chamado à Separação - A. W. PinkUm Chamado à Separação - A. W. Pink
Um Chamado à Separação - A. W. PinkSilvio Dutra
 
A bênção apostólica
A bênção apostólicaA bênção apostólica
A bênção apostólicaProfetico Atos
 
O evangelho chega a Tessalônica_Contexto do Trimestre_1_Lição da Escola Sabatina
O evangelho chega a Tessalônica_Contexto do Trimestre_1_Lição da Escola SabatinaO evangelho chega a Tessalônica_Contexto do Trimestre_1_Lição da Escola Sabatina
O evangelho chega a Tessalônica_Contexto do Trimestre_1_Lição da Escola SabatinaGerson G. Ramos
 
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.Cleide Corrêa
 
Portas para demonios parte tres
Portas para demonios parte tresPortas para demonios parte tres
Portas para demonios parte tresRômulo Martins
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

“Que vos ameis uns aos outros"
“Que vos ameis uns aos outros"“Que vos ameis uns aos outros"
“Que vos ameis uns aos outros"JUERP
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”JUERP
 
“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”JUERP
 
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões InterpessoaisLição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões InterpessoaisErberson Pinheiro
 
A encarnação e o nascimento de Cristo Surgeon
A encarnação e o nascimento de Cristo   SurgeonA encarnação e o nascimento de Cristo   Surgeon
A encarnação e o nascimento de Cristo SurgeonSilvio Dutra
 
Primeira carta do Apostolo Pedro 1
Primeira carta do Apostolo Pedro 1Primeira carta do Apostolo Pedro 1
Primeira carta do Apostolo Pedro 1Mensagens Virtuais
 
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésios
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésiosEpístolas de santo inácio de antióquia aos magnésios
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésiosLidio Sousa
 
Primeira carta do Apostolo Pedro
Primeira carta do Apostolo PedroPrimeira carta do Apostolo Pedro
Primeira carta do Apostolo PedroMensagens Virtuais
 
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristo
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristoLivro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristo
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristoDerbi Mota de Souza
 
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013Gerson G. Ramos
 
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13Gerson G. Ramos
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.RODRIGO FERREIRA
 
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014Gerson G. Ramos
 
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)Deusdete Soares
 

Mais procurados (20)

“Que vos ameis uns aos outros"
“Que vos ameis uns aos outros"“Que vos ameis uns aos outros"
“Que vos ameis uns aos outros"
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
 
“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”“Filho e herdeiro por Deus”
“Filho e herdeiro por Deus”
 
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões InterpessoaisLição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
 
A encarnação e o nascimento de Cristo Surgeon
A encarnação e o nascimento de Cristo   SurgeonA encarnação e o nascimento de Cristo   Surgeon
A encarnação e o nascimento de Cristo Surgeon
 
Primeira carta do Apostolo Pedro 1
Primeira carta do Apostolo Pedro 1Primeira carta do Apostolo Pedro 1
Primeira carta do Apostolo Pedro 1
 
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésios
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésiosEpístolas de santo inácio de antióquia aos magnésios
Epístolas de santo inácio de antióquia aos magnésios
 
Primeira carta do Apostolo Pedro
Primeira carta do Apostolo PedroPrimeira carta do Apostolo Pedro
Primeira carta do Apostolo Pedro
 
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristo
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristoLivro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristo
Livro ebook-a-encarnacao-e-o-nascimento-de-cristo
 
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013
Resumo_Reavivamento: nossa grande necessidade_132013
 
EPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDROEPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDRO
 
Boletim ippi 02.08.2015
Boletim ippi 02.08.2015Boletim ippi 02.08.2015
Boletim ippi 02.08.2015
 
Boletim ippi 02.08.2015
Boletim ippi 02.08.2015Boletim ippi 02.08.2015
Boletim ippi 02.08.2015
 
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13
Amigos para sempre I Tess. 2:13-3:13
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
 
Deus prospera os que fazem
Deus prospera os que fazemDeus prospera os que fazem
Deus prospera os que fazem
 
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
 
Carta do Apostolo Paulo aos 2
Carta do Apostolo Paulo aos 2Carta do Apostolo Paulo aos 2
Carta do Apostolo Paulo aos 2
 
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)
A encarnação e o nascimento de cristo (charles haddon spurgeon)
 
Missão frutificadora da igreja
Missão frutificadora da igrejaMissão frutificadora da igreja
Missão frutificadora da igreja
 

Destaque

Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24
Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24
Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24Mauro RS
 
Estudo Bíblico 3 - A Origem do Mal
Estudo Bíblico 3 - A Origem do MalEstudo Bíblico 3 - A Origem do Mal
Estudo Bíblico 3 - A Origem do MalJoão Carlos
 
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimentoEis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimentoSergio Silva
 
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus Cristo
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus CristoEis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus Cristo
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus CristoSergio Silva
 
As obras da carne / grupos familiares e evangelismo
As obras da carne  / grupos familiares e evangelismo As obras da carne  / grupos familiares e evangelismo
As obras da carne / grupos familiares e evangelismo Isaias Gomes de Oliveira
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoJoselito Machado
 
Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Daniel Junior
 

Destaque (8)

Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24
Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24
Estudo bíblico pessoal completo 11 a 24
 
Filipenses
FilipensesFilipenses
Filipenses
 
Estudo Bíblico 3 - A Origem do Mal
Estudo Bíblico 3 - A Origem do MalEstudo Bíblico 3 - A Origem do Mal
Estudo Bíblico 3 - A Origem do Mal
 
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimentoEis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
 
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus Cristo
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus CristoEis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus Cristo
Eis que venho sem demora - Lição 01 - Uma revelação de Jesus Cristo
 
As obras da carne / grupos familiares e evangelismo
As obras da carne  / grupos familiares e evangelismo As obras da carne  / grupos familiares e evangelismo
As obras da carne / grupos familiares e evangelismo
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 
Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)
 

Semelhante a “Andeis como sábios”

Epistolaaos Colossenses
Epistolaaos ColossensesEpistolaaos Colossenses
Epistolaaos ColossensesJNR
 
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaAula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaIBC de Jacarepaguá
 
Epistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosEpistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosJNR
 
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos Gerson G. Ramos
 
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRRespostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRGerson G. Ramos
 
“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”JUERP
 
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESPAprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESPJose Maria Magalhaes
 
Primeira Epistolaaos Tessalonicenses
Primeira Epistolaaos TessalonicensesPrimeira Epistolaaos Tessalonicenses
Primeira Epistolaaos TessalonicensesJNR
 
Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Gerson G. Ramos
 
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2Segunda carta do Aposto Paulo aos 2
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2Mensagens Virtuais
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”JUERP
 
“O amor de Cristo nos constrange”
“O amor de Cristo nos constrange”“O amor de Cristo nos constrange”
“O amor de Cristo nos constrange”JUERP
 
Aula 3 - Seminário sobre a Igreja
Aula 3 - Seminário sobre a IgrejaAula 3 - Seminário sobre a Igreja
Aula 3 - Seminário sobre a IgrejaIBC de Jacarepaguá
 
Primeira Epistolade Pedro
Primeira Epistolade PedroPrimeira Epistolade Pedro
Primeira Epistolade PedroJNR
 
ROMANOS - Biblia Amplificada
ROMANOS - Biblia AmplificadaROMANOS - Biblia Amplificada
ROMANOS - Biblia Amplificadaedbtr
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”JUERP
 
Carta de santo inácio de antioquia aos efésios
Carta de santo inácio de antioquia aos efésiosCarta de santo inácio de antioquia aos efésios
Carta de santo inácio de antioquia aos efésiosDiêgo De Lima Dantas
 

Semelhante a “Andeis como sábios” (20)

Epistolaaos Colossenses
Epistolaaos ColossensesEpistolaaos Colossenses
Epistolaaos Colossenses
 
Tessalonicenses
TessalonicensesTessalonicenses
Tessalonicenses
 
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaAula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
 
Epistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosEpistolaaos Efesios
Epistolaaos Efesios
 
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
 
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRRespostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
 
“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”“Pela graça sois salvos”
“Pela graça sois salvos”
 
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESPAprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
 
Primeira Epistolaaos Tessalonicenses
Primeira Epistolaaos TessalonicensesPrimeira Epistolaaos Tessalonicenses
Primeira Epistolaaos Tessalonicenses
 
Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014
 
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2Segunda carta do Aposto Paulo aos 2
Segunda carta do Aposto Paulo aos 2
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”
 
“O amor de Cristo nos constrange”
“O amor de Cristo nos constrange”“O amor de Cristo nos constrange”
“O amor de Cristo nos constrange”
 
éFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadenteéFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadente
 
Aula 3 - Seminário sobre a Igreja
Aula 3 - Seminário sobre a IgrejaAula 3 - Seminário sobre a Igreja
Aula 3 - Seminário sobre a Igreja
 
Primeira Epistolade Pedro
Primeira Epistolade PedroPrimeira Epistolade Pedro
Primeira Epistolade Pedro
 
Tessalonicenses 2
Tessalonicenses 2Tessalonicenses 2
Tessalonicenses 2
 
ROMANOS - Biblia Amplificada
ROMANOS - Biblia AmplificadaROMANOS - Biblia Amplificada
ROMANOS - Biblia Amplificada
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”
 
Carta de santo inácio de antioquia aos efésios
Carta de santo inácio de antioquia aos efésiosCarta de santo inácio de antioquia aos efésios
Carta de santo inácio de antioquia aos efésios
 

Mais de JUERP

“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”JUERP
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”JUERP
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"JUERP
 
"Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores""Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores"JUERP
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”JUERP
 
“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”JUERP
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”JUERP
 
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”JUERP
 
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"JUERP
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”JUERP
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”JUERP
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clJUERP
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”JUERP
 
A Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaA Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaJUERP
 
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”JUERP
 
"O Justo viverá pela fé"
"O Justo viverá pela fé""O Justo viverá pela fé"
"O Justo viverá pela fé"JUERP
 
"Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim""Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim"JUERP
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”JUERP
 
“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”JUERP
 
“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”JUERP
 

Mais de JUERP (20)

“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”“Perseveravam na oração”
“Perseveravam na oração”
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
 
"Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores""Somos mais que vencedores"
"Somos mais que vencedores"
 
“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”“Para que todos sejam um”
“Para que todos sejam um”
 
“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”“Passou a noite toda em oração a Deus”
“Passou a noite toda em oração a Deus”
 
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
“Atende a oração de teu servo, ó Senhor”
 
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”“Buscarás ao Senhor teu Deus”
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
 
"O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações""O Senhor ouviu as orações"
"O Senhor ouviu as orações"
 
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
“Os homens começaram a invocar o nome de Deus”
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
 
“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”“Há um só corpo e um só Espírito”
“Há um só corpo e um só Espírito”
 
A Deus seja a glória
A Deus seja a glóriaA Deus seja a glória
A Deus seja a glória
 
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”
 
"O Justo viverá pela fé"
"O Justo viverá pela fé""O Justo viverá pela fé"
"O Justo viverá pela fé"
 
"Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim""Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim"
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
 
“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”
 
“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”“As muitas águas não podem apagar o amor”
“As muitas águas não podem apagar o amor”
 

Último

Novena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNovena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNilson Almeida
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docxJose Moraes
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelNilson Almeida
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeNilson Almeida
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Nilson Almeida
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxCelso Napoleon
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Nilson Almeida
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...advbrunomoretti
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxRodrigoTavares484059
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoNilson Almeida
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxCelso Napoleon
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfjoseciceroroberto197
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNilson Almeida
 

Último (20)

Novena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNovena De Santo Onofre
Novena De Santo Onofre
 
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
 
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdfCarta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da Sobriedade
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola
 
Orações Vocacionais
Orações VocacionaisOrações Vocacionais
Orações Vocacionais
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
 
Novena De Santa Marta
Novena De Santa MartaNovena De Santa Marta
Novena De Santa Marta
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada Conceição
 
Invocação À Luz
Invocação À LuzInvocação À Luz
Invocação À Luz
 

“Andeis como sábios”

  • 1. As cartas de Paulo III Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses Diretrizes para as igrejas primitivas que valem para as igrejas cristãs de hoje
  • 2. As cartas de Paulo III Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses Estudo 09 “Andeis como sábios” Texto bíblico – Ef 5 e 6 Texto áureo – Ef 5.15,16 “Portanto, vede diligentemente como andais,não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus.”
  • 3. Chegamos ao âmago maior do significado e importância desta carta do apóstolo Paulo. Sim, porque se nos três primeiros capítulos ele abordou as questões específicas da unidade que judeus e gentios deveriam ter como crentes em Cristo, foi a partir do capítulo 4 que ele começa a apontar para a vida diferente que eles, não importando a origem racial deveriam ter em comparação com o mundo. Assim, nos três últimos capítulos o apóstolo se propõe a falar sobre a vida santa do cristão.
  • 4. Já a partir do versículo 17 do capítulo 4 que estudamos no domingo passado ele começa a explicar que a “santidade cristã é oposta aos costumes dos gentios”. Isto vai até o versículo 21 do capítulo 5, quando descreve “os deveres domésticos” do crente, em decorrência desta santidade de vida. O que vai até ao versículo 9 do capítulo 6. Para então de 6.10 a 20 terminar apontando para o revestimento espiritual do crente diante do mundo.
  • 5. Assim, podemos afirmar que esta carta tem como finalidade precípua do apóstolo, mostrar ao mundo cristão que se constituía, e Éfeso era a segunda maior cidade do Império Romano nesta época, qual o procedimento e o modo de vida que se esperava da nova criatura em Cristo diante de um mundo corrompido e mal. Este é o nosso retrato atual!
  • 6. Vamos abrir as nossas Bíblias no texto da lição. Capítulos 5 e 6. Vamos retirar dele a inspiração que precisamos receber do apóstolo para o enfrentamento dos tempos presentes tão difíceis para todos nós.
  • 7. Ef 5.1-7 - A santidade cristã em oposição ao mundo 1.Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados; 2. e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave. 3. Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, como convém a santos, 4. nem baixeza, nem conversa tola, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças. 5. Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. 6. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7. Portanto não sejais participantes com eles;
  • 8. Ef 5.8-13 - A diferença existente - Luz X Trevas 8. pois outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz 9. (pois o fruto da luz está em toda a bondade, e justiça e verdade), 10. provando o que é agradável ao Senhor; 11. e não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém, condenai-as; 12. porque as coisas feitas por eles em oculto, até o dizê-las é vergonhoso. 13. Mas todas estas coisas, sendo condenadas, se manifestam pela luz, pois tudo o que se manifesta é luz.
  • 9. Ef 5.14-21 – Andando em sabedoria 14. Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará. 15. Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16. usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. 17. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. 18. E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito, 19. falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, 20. sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, 21. sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.
  • 10. Ef 5.22-28 – Os deveres domésticos (o casal) 22. Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23. porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. 24. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. 25. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26. a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra, 27. para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
  • 11. Ef 5.29-33 A união conjugal do crente 29. Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja; 30. porque somos membros do seu corpo. 31. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne. 32. Grande é este mistério, mas eu falo em referência a Cristo e à igreja. 33. Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido.
  • 12. Ef 6.1-9 - Pais e filhos; Senhores e servos 1. Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), 3. para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra. 4. E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor. 5. Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo, 6. não servindo somente à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus, 7. servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. 8. Sabendo que cada um, seja escravo, seja livre, receberá do Senhor todo bem que fizer. 9. E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor tanto deles como vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.
  • 13. Ef 6.10-16 – A armadura do crente 10. Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. 11. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; 12. pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes. 13. Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. 14. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, 15. e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz, 16. tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.
  • 14. Ef 6.17-24 – A armadura do crente e saudação final 17. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18. com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos, 19. e por mim, para que me seja dada a palavra, no abrir da minha boca, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do evangelho, 20. pelo qual sou embaixador em cadeias, para que nele eu tenha coragem para falar como devo falar. 21. Ora, para que vós também possais saber como estou e o que estou fazendo, Tíquico, irmão amado e fiel ministro no Senhor, vos informará de tudo; 22. o qual vos envio para este mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele vos conforte o coração. 23. Paz seja com os irmãos, e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. 24. A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com amor incorruptível.
  • 15. Conclusão 3. Como você se sente em vista do padrão de santidade cristã que Paulo apresenta? 2. Aprovado ou em débito? 3. É mais fácil ou difícil ser cristão hoje do que no tempo de Paulo? 4. Em termos dos seus deveres domésticos que nota você se dá? 5. Qual dos instrumentos da armadura de Deus ao crente você considera mais poderoso? 6. Verdade? Justiça? Paz? Fé? Salvação? Espírito Santo?