SlideShare uma empresa Scribd logo
Filosofia HISTÓRIA
MÓDULO 1-H3 – A PRIMEIRA REPÚBLICA
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
PRIMEIRA REPÚBLICA : 1889 - 1930
1889 - 1891 1891 - 1930
REPÚBLICA DA ESPADA
(Gov. Militar)
- Organização do País -
REPÚBLICA OLIGÁRQUICA
(Grandes Cafeicultores)
- Produção e exportação do
café -
História – 9º Ano
Prof. Francisco Rodrigues
Séc. XIX Séc. XX
O Brasil se torna um país oficialmente CAPITALISTA. Mas o país não se
industrializou como os demais adotando a postura de EXPORTADOR
de matéria- prima e IMPORTADOR de produtos industrializados.
Destaca-se o cultivo do café e forma-se as OLIGARQUIAS rurais no
sudeste (São Paulo).
Prof. Francisco Rodrigues
O PODER MODERADOR GARANTIA AO
IMPERADOR UM PODER CENTRALIZADO
O VOTO ERA CENSITÁRIO, OU SEJA, SÓ
VOTAVA QUEM TINHA RENDA
OS FAZENDEIROS DEPENDIAM DO
TRABALHO ESCRAVO
O CAFÉ ERA O PRICIPAL PRODUTO DE
EXPORTAÇÃO
OBRASILIMPÉRIO
Prof. Francisco Rodrigues
A INSATISFAÇÃO DA IGREJA COM O FATO DO
IMPERADOR DEFENDER A MAÇONARIA
A INSATISFAÇÃO DOS FAZENDEIROS ESCRAVISTAS
COM A ABOLIÇÃO DA ESCRAVIDÃO
O CRESCIMENTO DO MOVIMENTO
REPUBLICANO NO BRASIL
A INSATISFAÇÃO DOS MILITARES COM O
GUERRA DO PARAGUAI
PROBLEMASDO
IMPERADOR
História – 9º Ano
Diante das pressões citadas, da falta de apoio
popular e das constantes críticas que partiam de
vários setores sociais, o imperador e seu governo,
encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente,
D.Pedro II estava cada vez mais afastado das
decisões políticas do país. Enquanto isso, o
movimento republicano ganhava força no Brasil.
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal
Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos,
demitiu o Conselho de Ministros e seu presidente.
Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o
manifesto proclamando a República no Brasil e
instalando um governo provisório.
Prof. Francisco Rodrigues
Prof. Francisco Rodrigues
Gazeta da Tarde
15 de novembro de 1889
"A partir de hoje, 15 de
novembro de 1889, o Brasil
entra em nova fase, pois
pode-se considerar finda a
Monarquia, passando a
regime francamente
democrático com todas as
consequências da Liberdade.
Foi o exército quem operou
esta magna transformação;
assim como a de 7 de abril de
31 ele firmou a Monarquia
constitucional acabando com o
despotismo do Primeiro
Imperador, hoje proclamou,
no meio da maior
tranquilidade e com
solenidade realmente
imponente, que queria outra
forma de governo.
Assim desaparece a única
Monarquia que existia na
América...”
História – 9º Ano
• Mudança do nome do país: Estados Unidos do Brasil;
• Separação entre o Estado e a Igreja e o estabelecimento
da liberdade religiosa;
• Mudança da bandeira;
Prof. Francisco Rodrigues
ALGUMAS MUDANÇAS DA
REPÚBLICA
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
• Instituição do casamento civil;
• Naturalização de todo estrangeiro residente no
país;
• Extinção do senado vitalício;
• Dissolução da Câmara dos Deputados e das
Assembleias provinciais.
• Eleições para uma assembleia constituinte
• 1891 – Fica pronta a nova Constituição Brasileira.
História – 9º Ano
Prof. Francisco Rodrigues
DIVISÃO DOS TRÊS PODERES
LEGISLATIVO EXECUTIVO JUDICIÁRIO
CÂMARA
E
SENADO
PRESIDENTE
VICE
MINISTROS
JUÍZES
FEDERAIS
ELEIÇÕES DIRETAS CONCURSO
História – 9º Ano
• O VOTO ERA ABERTO E DIRETO
NÃO PODIA VOTAR:
• MULHERES
• ANALFABETOS
• MENDIGOS
• SOLDADOS
• MEMBROS DAS ORDENS RELIGIOSAS.
Prof. Francisco Rodrigues
SISTEMA ELEITORAL REPUBLICANO
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
Diferentemente da República Velha, o voto hoje em
dia é executado em uma urna eletrônica, além de
ser secreto e não mais aberto. Cada candidato tem
um número que o representa na hora de votar.
Pessoas de 16 a 18 anos de idade têm o direito de
escolha entre votar ou não, ou seja, elas têm o voto
facultativo. A partir dos 18 anos, quando a pessoa
se torna independente, até os 65 anos, há uma
obrigatoriedade para se votar.
VOTO ATUALMENTE
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
• Instalação da República Federativa;
• Banimento da família imperial;
• Transformou as províncias em estados;
• Instituiu a bandeira nacional, cujo lema "Ordem
e Progresso" é positivista;
• Ofereceu cidadania brasileira aos estrangeiros
aqui residentes;
GOVERNO PROVISÓRIO (1889-1891)
Prof. Francisco Rodrigues
História – 9º Ano
A Primeira República
Prof. Francisco Rodrigues

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
Edenilson Morais
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
Edenilson Morais
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
isameucci
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
Valéria Shoujofan
 
Republica do cafe com leite
Republica do cafe com leiteRepublica do cafe com leite
Republica do cafe com leite
Pérysson Nogueira
 
Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)
Edenilson Morais
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Douglas Barraqui
 
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. MedeirosBrasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
Fatima Freitas
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Fatima Freitas
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
Rodrigo Luiz
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)
Edenilson Morais
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
José Augusto Fiorin
 
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
Diego Bian Filo Moreira
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
Nome Sobrenome
 
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
carlosbidu
 

Mais procurados (20)

Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
Republica do cafe com leite
Republica do cafe com leiteRepublica do cafe com leite
Republica do cafe com leite
 
Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. MedeirosBrasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
 
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
 
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
 

Destaque

I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
Francisco Rodrigues
 
O mundo depois da I guerra mundial
O mundo depois da I guerra mundialO mundo depois da I guerra mundial
O mundo depois da I guerra mundial
Francisco Rodrigues
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Francisco Rodrigues
 
Quem explica
Quem explicaQuem explica
Quem explica
cruchinho
 
Napoleão
NapoleãoNapoleão
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos Humanos
cruchinho
 
Muçulmanos
MuçulmanosMuçulmanos
Muçulmanos
cruchinho
 
Invasões francesas em Sta. Comba Dão
Invasões francesas em Sta. Comba DãoInvasões francesas em Sta. Comba Dão
Invasões francesas em Sta. Comba Dão
cruchinho
 
República velha 4
República velha 4República velha 4
República velha 4
harlissoncarvalho
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
cruchinho
 
Império e monarquia absoluta no século XVIII
Império e monarquia absoluta no século XVIIIImpério e monarquia absoluta no século XVIII
Império e monarquia absoluta no século XVIII
cruchinho
 
Crise de 29
Crise de 29Crise de 29
Crise de 29
Francisco Rodrigues
 
Segunda revolução industrial
Segunda revolução industrialSegunda revolução industrial
Segunda revolução industrial
Francisco Rodrigues
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Francisco Rodrigues
 
República velha
República velhaRepública velha
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
Francisco Rodrigues
 
Primeira República
Primeira República Primeira República
Primeira República
Dismael Sagás
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
cruchinho
 
Educação na primeira república portuguesa
Educação na primeira república portuguesaEducação na primeira república portuguesa
Educação na primeira república portuguesa
Inês Simão
 
História,sujeito e fato histórico
História,sujeito e fato históricoHistória,sujeito e fato histórico
História,sujeito e fato histórico
Uecson Santos
 

Destaque (20)

I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
 
O mundo depois da I guerra mundial
O mundo depois da I guerra mundialO mundo depois da I guerra mundial
O mundo depois da I guerra mundial
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Quem explica
Quem explicaQuem explica
Quem explica
 
Napoleão
NapoleãoNapoleão
Napoleão
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos Humanos
 
Muçulmanos
MuçulmanosMuçulmanos
Muçulmanos
 
Invasões francesas em Sta. Comba Dão
Invasões francesas em Sta. Comba DãoInvasões francesas em Sta. Comba Dão
Invasões francesas em Sta. Comba Dão
 
República velha 4
República velha 4República velha 4
República velha 4
 
1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo1820 e o liberalismo
1820 e o liberalismo
 
Império e monarquia absoluta no século XVIII
Império e monarquia absoluta no século XVIIIImpério e monarquia absoluta no século XVIII
Império e monarquia absoluta no século XVIII
 
Crise de 29
Crise de 29Crise de 29
Crise de 29
 
Segunda revolução industrial
Segunda revolução industrialSegunda revolução industrial
Segunda revolução industrial
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
 
Primeira República
Primeira República Primeira República
Primeira República
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
 
Educação na primeira república portuguesa
Educação na primeira república portuguesaEducação na primeira república portuguesa
Educação na primeira república portuguesa
 
História,sujeito e fato histórico
História,sujeito e fato históricoHistória,sujeito e fato histórico
História,sujeito e fato histórico
 

Semelhante a Primeira república

Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensanteAula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
História Pensante
 
A República Brasileira
A República BrasileiraA República Brasileira
A República Brasileira
Gilmar Rodrigues
 
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptxA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
WilianeBarbosa2
 
Constituição da republica 9° ano e atividades
Constituição da republica 9° ano e atividadesConstituição da republica 9° ano e atividades
Constituição da republica 9° ano e atividades
Gabriel Benicio
 
independencia do brasil
independencia do brasilindependencia do brasil
independencia do brasil
Onésimo Remígio
 
Independencia
IndependenciaIndependencia
Independencia
Jotha Claudio
 
2.a república e a constituição
2.a república e a constituição2.a república e a constituição
2.a república e a constituição
valdeck1
 
Cap. 09 10 - brasil império - 3º ano.
Cap. 09   10 - brasil império - 3º ano.Cap. 09   10 - brasil império - 3º ano.
Cap. 09 10 - brasil império - 3º ano.
Gustavo Cuin
 
Aula hist. brasil
Aula hist. brasilAula hist. brasil
Aula hist. brasil
Barbara Athila
 
Brasil república 9º ano
Brasil república 9º anoBrasil república 9º ano
Brasil república 9º ano
Eloy Souza
 
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
UFMT Universidade Federal de Mato Grosso
 
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930 Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Ricardo Laub
 
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdfBrown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
2006icarogomes
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
MarcosRamos392778
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt
BrandoneLeeOficial
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
Elis Regina Torres Pereira
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.pptBrasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
LyssonAlmeida1
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
ANDRÉA FERREIRA
 
Texto rep velha
Texto rep velhaTexto rep velha
Texto rep velha
felipeimh
 

Semelhante a Primeira república (20)

Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensanteAula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
 
A República Brasileira
A República BrasileiraA República Brasileira
A República Brasileira
 
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptxA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL.pptx
 
Constituição da republica 9° ano e atividades
Constituição da republica 9° ano e atividadesConstituição da republica 9° ano e atividades
Constituição da republica 9° ano e atividades
 
independencia do brasil
independencia do brasilindependencia do brasil
independencia do brasil
 
Independencia
IndependenciaIndependencia
Independencia
 
2.a república e a constituição
2.a república e a constituição2.a república e a constituição
2.a república e a constituição
 
Cap. 09 10 - brasil império - 3º ano.
Cap. 09   10 - brasil império - 3º ano.Cap. 09   10 - brasil império - 3º ano.
Cap. 09 10 - brasil império - 3º ano.
 
Aula hist. brasil
Aula hist. brasilAula hist. brasil
Aula hist. brasil
 
Brasil república 9º ano
Brasil república 9º anoBrasil república 9º ano
Brasil república 9º ano
 
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
Presidentes do Brasil - Republica Velha - 1889 - 1930
 
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930 Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
Presidentes do Brasil República Velha, período 1889-1930
 
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdfBrown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
Brown Vintage Mind Map Brainstorm (1).pdf
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.pptBrasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
Brasil A República das Oligarquias - 3o ano.ppt
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
 
Texto rep velha
Texto rep velhaTexto rep velha
Texto rep velha
 

Mais de Francisco Rodrigues

Bênção do presépio
Bênção do presépioBênção do presépio
Bênção do presépio
Francisco Rodrigues
 
Sobre a Solenidade do Natal do Senhor
Sobre a Solenidade do Natal do SenhorSobre a Solenidade do Natal do Senhor
Sobre a Solenidade do Natal do Senhor
Francisco Rodrigues
 
Te deum
Te deumTe deum
Kalendas
KalendasKalendas
Os passos da leitura orante
Os passos da leitura oranteOs passos da leitura orante
Os passos da leitura orante
Francisco Rodrigues
 
Metodologia catequética
Metodologia catequéticaMetodologia catequética
Metodologia catequética
Francisco Rodrigues
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
Francisco Rodrigues
 
Ofício divino das comunidades
Ofício divino das comunidadesOfício divino das comunidades
Ofício divino das comunidades
Francisco Rodrigues
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
A Santa Missa
Francisco Rodrigues
 
Como consultar o a Bíblia
Como consultar o a BíbliaComo consultar o a Bíblia
Como consultar o a Bíblia
Francisco Rodrigues
 
A santa missa parte por parte
A santa missa parte por parteA santa missa parte por parte
A santa missa parte por parte
Francisco Rodrigues
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
Francisco Rodrigues
 
A pedagogia de Jesus Cristo
A pedagogia de Jesus CristoA pedagogia de Jesus Cristo
A pedagogia de Jesus Cristo
Francisco Rodrigues
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
Francisco Rodrigues
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
Francisco Rodrigues
 
A pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidadeA pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidade
Francisco Rodrigues
 
Afetividade dos catequistas
Afetividade dos catequistasAfetividade dos catequistas
Afetividade dos catequistas
Francisco Rodrigues
 
História da catequese
História da catequeseHistória da catequese
História da catequese
Francisco Rodrigues
 
O catecismo da igreja católica
O catecismo da igreja católicaO catecismo da igreja católica
O catecismo da igreja católica
Francisco Rodrigues
 

Mais de Francisco Rodrigues (19)

Bênção do presépio
Bênção do presépioBênção do presépio
Bênção do presépio
 
Sobre a Solenidade do Natal do Senhor
Sobre a Solenidade do Natal do SenhorSobre a Solenidade do Natal do Senhor
Sobre a Solenidade do Natal do Senhor
 
Te deum
Te deumTe deum
Te deum
 
Kalendas
KalendasKalendas
Kalendas
 
Os passos da leitura orante
Os passos da leitura oranteOs passos da leitura orante
Os passos da leitura orante
 
Metodologia catequética
Metodologia catequéticaMetodologia catequética
Metodologia catequética
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
 
Ofício divino das comunidades
Ofício divino das comunidadesOfício divino das comunidades
Ofício divino das comunidades
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
A Santa Missa
 
Como consultar o a Bíblia
Como consultar o a BíbliaComo consultar o a Bíblia
Como consultar o a Bíblia
 
A santa missa parte por parte
A santa missa parte por parteA santa missa parte por parte
A santa missa parte por parte
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
 
A pedagogia de Jesus Cristo
A pedagogia de Jesus CristoA pedagogia de Jesus Cristo
A pedagogia de Jesus Cristo
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
A pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidadeA pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidade
 
Afetividade dos catequistas
Afetividade dos catequistasAfetividade dos catequistas
Afetividade dos catequistas
 
História da catequese
História da catequeseHistória da catequese
História da catequese
 
O catecismo da igreja católica
O catecismo da igreja católicaO catecismo da igreja católica
O catecismo da igreja católica
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 

Primeira república

  • 1. Filosofia HISTÓRIA MÓDULO 1-H3 – A PRIMEIRA REPÚBLICA
  • 2. Prof. Francisco Rodrigues História – 9º Ano PRIMEIRA REPÚBLICA : 1889 - 1930 1889 - 1891 1891 - 1930 REPÚBLICA DA ESPADA (Gov. Militar) - Organização do País - REPÚBLICA OLIGÁRQUICA (Grandes Cafeicultores) - Produção e exportação do café -
  • 3. História – 9º Ano Prof. Francisco Rodrigues Séc. XIX Séc. XX O Brasil se torna um país oficialmente CAPITALISTA. Mas o país não se industrializou como os demais adotando a postura de EXPORTADOR de matéria- prima e IMPORTADOR de produtos industrializados. Destaca-se o cultivo do café e forma-se as OLIGARQUIAS rurais no sudeste (São Paulo).
  • 4. Prof. Francisco Rodrigues O PODER MODERADOR GARANTIA AO IMPERADOR UM PODER CENTRALIZADO O VOTO ERA CENSITÁRIO, OU SEJA, SÓ VOTAVA QUEM TINHA RENDA OS FAZENDEIROS DEPENDIAM DO TRABALHO ESCRAVO O CAFÉ ERA O PRICIPAL PRODUTO DE EXPORTAÇÃO OBRASILIMPÉRIO
  • 5. Prof. Francisco Rodrigues A INSATISFAÇÃO DA IGREJA COM O FATO DO IMPERADOR DEFENDER A MAÇONARIA A INSATISFAÇÃO DOS FAZENDEIROS ESCRAVISTAS COM A ABOLIÇÃO DA ESCRAVIDÃO O CRESCIMENTO DO MOVIMENTO REPUBLICANO NO BRASIL A INSATISFAÇÃO DOS MILITARES COM O GUERRA DO PARAGUAI PROBLEMASDO IMPERADOR
  • 6. História – 9º Ano Diante das pressões citadas, da falta de apoio popular e das constantes críticas que partiam de vários setores sociais, o imperador e seu governo, encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente, D.Pedro II estava cada vez mais afastado das decisões políticas do país. Enquanto isso, o movimento republicano ganhava força no Brasil. Prof. Francisco Rodrigues
  • 7. História – 9º Ano No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, demitiu o Conselho de Ministros e seu presidente. Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório. Prof. Francisco Rodrigues
  • 8. Prof. Francisco Rodrigues Gazeta da Tarde 15 de novembro de 1889 "A partir de hoje, 15 de novembro de 1889, o Brasil entra em nova fase, pois pode-se considerar finda a Monarquia, passando a regime francamente democrático com todas as consequências da Liberdade. Foi o exército quem operou esta magna transformação; assim como a de 7 de abril de 31 ele firmou a Monarquia constitucional acabando com o despotismo do Primeiro Imperador, hoje proclamou, no meio da maior tranquilidade e com solenidade realmente imponente, que queria outra forma de governo. Assim desaparece a única Monarquia que existia na América...”
  • 9. História – 9º Ano • Mudança do nome do país: Estados Unidos do Brasil; • Separação entre o Estado e a Igreja e o estabelecimento da liberdade religiosa; • Mudança da bandeira; Prof. Francisco Rodrigues ALGUMAS MUDANÇAS DA REPÚBLICA
  • 10. Prof. Francisco Rodrigues História – 9º Ano • Instituição do casamento civil; • Naturalização de todo estrangeiro residente no país; • Extinção do senado vitalício; • Dissolução da Câmara dos Deputados e das Assembleias provinciais. • Eleições para uma assembleia constituinte • 1891 – Fica pronta a nova Constituição Brasileira.
  • 11. História – 9º Ano Prof. Francisco Rodrigues DIVISÃO DOS TRÊS PODERES LEGISLATIVO EXECUTIVO JUDICIÁRIO CÂMARA E SENADO PRESIDENTE VICE MINISTROS JUÍZES FEDERAIS ELEIÇÕES DIRETAS CONCURSO
  • 12. História – 9º Ano • O VOTO ERA ABERTO E DIRETO NÃO PODIA VOTAR: • MULHERES • ANALFABETOS • MENDIGOS • SOLDADOS • MEMBROS DAS ORDENS RELIGIOSAS. Prof. Francisco Rodrigues SISTEMA ELEITORAL REPUBLICANO
  • 13. Prof. Francisco Rodrigues História – 9º Ano Diferentemente da República Velha, o voto hoje em dia é executado em uma urna eletrônica, além de ser secreto e não mais aberto. Cada candidato tem um número que o representa na hora de votar. Pessoas de 16 a 18 anos de idade têm o direito de escolha entre votar ou não, ou seja, elas têm o voto facultativo. A partir dos 18 anos, quando a pessoa se torna independente, até os 65 anos, há uma obrigatoriedade para se votar. VOTO ATUALMENTE
  • 14. Prof. Francisco Rodrigues História – 9º Ano • Instalação da República Federativa; • Banimento da família imperial; • Transformou as províncias em estados; • Instituiu a bandeira nacional, cujo lema "Ordem e Progresso" é positivista; • Ofereceu cidadania brasileira aos estrangeiros aqui residentes; GOVERNO PROVISÓRIO (1889-1891)
  • 16. A Primeira República Prof. Francisco Rodrigues