SlideShare uma empresa Scribd logo
PRENSAS E SIMILARES


                Avançar




19/06/2012   Por André, Jéssica, Lílian, Kleber e Vagner   1
O que são Prensas e Similares?
              Prensas são equipamentos utilizados na
              conformação e corte de materiais
              diversos.

                 Tipos de prensas.            Tipos de similares.




19/06/2012                           Kleber           Avançar       2
PRENSAS




                AVANÇAR




19/06/2012                3
PRENSAS




         Vídeo




VOLTAR                     4
SIMILARES




 Vídeo




19/06/2012               5
Voltar




19/06/2012        6
Voltar


19/06/2012    7
Empresas que utilizam prensas.
             Industria calçadista
             Siderúrgica
             Indústria da borracha
             Metalúrgica      Avançar




19/06/2012
                          André         8
Bombas acionadas por
                roda d′água.
                               Avançar




19/06/2012                               9
Siderúrgica semi-
     integrada, produção de
                       Avançar
     laminados.


19/06/2012                       10
As prensas e similares
 ocupam cerca de        do  30%
 maquinário na metalurgia.
                          Avançar

        Utilizadas do corte à conformação.


19/06/2012                                   11
Perigos das prensas
                  e similares

           Zona de
         prensagem.
                         ***Guardem esse nome***




                                      Avançar
19/06/2012
                       André                       12
Avançar

19/06/2012             13
Avançar




 19/06/2012   14
AVANÇAR

Tinha uma mão aqui?
19/06/2012             15
Avançar




19/06/2012             16
Movimentação
              das correias
               Avançar




19/06/2012                   17
Combinação desagradável




                                  Avançar




19/06/2012                                  18
Avançar




19/06/2012             19
Avançar
 19/06/2012   20
Sem proteção de correia
                            Avançar
                          cenas fortes




 19/06/2012                              21
Avançar
19/06/2012             22
Avançar


19/06/2012             23
EPC E EPI.
 De maneira geral as prensas possuem delimitações
 de áreas. Enclausuramento de roldanas e motores.
 No caso dos EPI`s são utilizados luvas para proteção
 das mãos, óculos para proteção dos olhos contra
 partículas volantes e protetores auriculares.
                                     Avançar




19/06/2012
                         Lílian                         24
Sistemas e dispositivos de segurança.

       Comandos elétricos ou interfaces de segurança

             Dispositivos de intertravamento

                 Sensores de segurança

                      Pisos de segurança




19/06/2012
                               Vagner e Jéssica        25
DISPOSITIVOS DE PARTIDA, ACIONAMENTO E PARADA.


             Partida
                       Acionamento

                                  Rearme e Reset
             Parada                    Avançar




19/06/2012
                         Lílian                    26
Tipos de máquinas seguras



19/06/2012
                    Avançar   27
Avançar



19/06/2012             28
Voltar




19/06/2012   29
Contatores, Relés e CLPs              Paradas de Emergência


                                     Itens de Segurança
                                           De Segurança



                   Cortinas de Luz




  Relé de segurança



Piso sensitivo à
    pressão                                                                           Restrição de
                                                                                         acesso



   Voltar


     Enclausuramento                                                           Redes de Segurança


               Chaves de intertravamento
                                                     Emergências por cabo
Conceitos e Aplicações
         Grades de Proteção


    É um sistema de proteção que impede o
ingresso das mãos ou dos dedos dos operadores
        em zonas de perigo da máquina.
         Avançar
Conceitos e Aplicações
                  Bi-Manual
Avançar


   Este sistema impede o operador a ter acesso a
   máquina durante uma condição de perigo. Dois
   botões alocados a um púlpito devidamente
   normalizado devem ser acionados simultaneamente
   para o funcionamento da máquina. Isto evita que o
   operador tenha a possibilidade de colocar uma de
   suas mãos em uma área definida como área de risco.
Piso Sensível à Pressão
Estes dispositivos são usados para fornecer proteção de
uma área de piso ao redor de uma máquina. A matriz dos
tapetes interconectados é colocada ao redor da área
classificada e qualquer pressão aplicada, como por
exemplo passos do operador, causará o desligamento da
fonte de alimentação do perigo, através da unidade
controladora do tapete.

 Avançar
Emergência
Para a parada de emergência existem dois níveis de
categorias. A categoria 0 é a parada por meio da remoção
imediata da alimentação dos atuadores da máquina
sendo considerada uma parada não controlada pois os
sistemas que necessitam de energia para interrupção do
movimento não serão executadas ficando em inércia. Para
a categoria 1 existe um sistema de alimentação para que
os atuadores da máquina consigam parar e tenham sua
alimentação removida após a parada total dos
movimentos. A categoria 0 têm prioridade sobre a 1.
     Avançar
Conceitos e Aplicações
Chaves de Intertravamento
      Voltar
As chaves de intertravamento de portões são usadas para
enviar os comandos de parada para as peças relacionadas
à segurança do sistema de controle. As intertravas do
portão      podem,     mas      não     necessariamente
devem, executar a mesma função de dispositivo de
parada de emergência. As paradas de categoria 0 ou 1
devem ser determinadas pela avaliação de risco. Ao
fechar o portão não deve-se iniciar a máquina. Uma ação
deliberada e à parte deve ser usada para reiniciar a
máquina.
Conceitos e Aplicações
   Voltar         Cortina de Luz
A cortina de luz é um dispositivo de sensor fotoelétrico de
presença que protege o acesso de pessoas as áreas de
risco da máquina. Quando instalada sozinha, o par de
cortinas de luz operará como uma chave de controle
confiável, mas também podem interfacear com outros
dispositivos de controle que forneçam lógicas
necessárias, saídas, diagnósticos do sistema e funções
adicionais para adequar-se às aplicações.
Conceitos e Aplicações
           Relé de Segurança
  São unidades eletro-mecânicas com supervisão eletrônica
  e acionamento positivo nos seus contatos de segurança
  abertos em série, cumprindo assim a exigência de
  redundância. Com a conexão dos dispositivos externos e
  a correta inclusão dos seus contatos em pontos corretos
  do circuito elétrico de automação da máquina, passamos
  a ter um equipamento seguro quanto à sua parada. A
  especificação do relé correto depende da categoria de
  risco, 2, 3, ou 4, avaliada do equipamento em questão.
Voltar
Dispositivo de parada de
             emergência
O que deve fazer.


      Avançar
                        O que não deve fazer.




                    Jéssica                     38
Obrigado
             Todo dia vejo meu Sonho




19/06/2012                             39

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Adams David
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
Daniel Lira
 
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e EquipamentosNR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
Zanel EPIs de Raspa e Vaqueta
 
Capacitação nr 12
Capacitação nr 12Capacitação nr 12
Capacitação nr 12
Anderson Fluflu
 
Modelo pca 04_02_2013_ (1)
Modelo pca 04_02_2013_ (1)Modelo pca 04_02_2013_ (1)
Modelo pca 04_02_2013_ (1)
Sergio Freitas
 
Nr 6 treinamento
Nr 6 treinamentoNr 6 treinamento
Nr 6 treinamento
André Kovtun Sliachticas
 
treinamento nr 18
treinamento nr 18treinamento nr 18
treinamento nr 18
pwolter
 
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
GAC CURSOS ONLINE
 
Nr 12 anexo VII
Nr 12 anexo VIINr 12 anexo VII
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentosO que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
Conecktt
 
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjanDownload cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Érica Vasconcelos
 
Acidentes de trabalho
Acidentes de trabalhoAcidentes de trabalho
Acidentes de trabalho
Renato Lopes de Freitas
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
breno90
 
Trabalho com roçadeira costal
Trabalho com roçadeira costalTrabalho com roçadeira costal
Trabalho com roçadeira costal
Paulo H Bueno
 
Treinamento Segurança em prensas
Treinamento Segurança em prensas Treinamento Segurança em prensas
Treinamento Segurança em prensas
Ane Costa
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Jonas B. Larrosa
 
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
Advantage Automação
 
Parte 1-nova-nr-12-roque
Parte 1-nova-nr-12-roqueParte 1-nova-nr-12-roque
Parte 1-nova-nr-12-roque
Pedro William
 
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscosNbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
Everton Retore Teixeira
 
Modelo PPR
Modelo PPRModelo PPR
Modelo PPR
Clodoaldo Siqueira
 

Mais procurados (20)

Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
 
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e EquipamentosNR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
 
Capacitação nr 12
Capacitação nr 12Capacitação nr 12
Capacitação nr 12
 
Modelo pca 04_02_2013_ (1)
Modelo pca 04_02_2013_ (1)Modelo pca 04_02_2013_ (1)
Modelo pca 04_02_2013_ (1)
 
Nr 6 treinamento
Nr 6 treinamentoNr 6 treinamento
Nr 6 treinamento
 
treinamento nr 18
treinamento nr 18treinamento nr 18
treinamento nr 18
 
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
GERENCIAMENTO EPI CONSCIENTIZAÇÃO E USO – NR 6
 
Nr 12 anexo VII
Nr 12 anexo VIINr 12 anexo VII
Nr 12 anexo VII
 
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentosO que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
O que e NR 12 - norma regulamentadora de seguranca de maquinas e equipamentos
 
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjanDownload cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
 
Acidentes de trabalho
Acidentes de trabalhoAcidentes de trabalho
Acidentes de trabalho
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
 
Trabalho com roçadeira costal
Trabalho com roçadeira costalTrabalho com roçadeira costal
Trabalho com roçadeira costal
 
Treinamento Segurança em prensas
Treinamento Segurança em prensas Treinamento Segurança em prensas
Treinamento Segurança em prensas
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
 
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
 
Parte 1-nova-nr-12-roque
Parte 1-nova-nr-12-roqueParte 1-nova-nr-12-roque
Parte 1-nova-nr-12-roque
 
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscosNbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
Nbr iso-12100-sm-principios-gerais-de-projeto-apreciacao-e-reducao-de-riscos
 
Modelo PPR
Modelo PPRModelo PPR
Modelo PPR
 

Destaque

Manual segurança prensas e similares
Manual segurança prensas e similares Manual segurança prensas e similares
Manual segurança prensas e similares
Matheus Araujo
 
Prensas
PrensasPrensas
Treinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinasTreinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinas
Flaviano Rodrigues
 
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
prevencaonline
 
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
Advantage Automação
 
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis QueirozNormas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
CIESP
 
Equipamentos de Segurança - NR 12
Equipamentos de Segurança - NR 12Equipamentos de Segurança - NR 12
Equipamentos de Segurança - NR 12
safetycontrol
 
Pprs
PprsPprs
Apresentacao nr12
Apresentacao nr12Apresentacao nr12
Apresentacao nr12
Paulo Roberto Rocha Lobo
 
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Brasilio da Silva
 
Grades de segurança MLD
Grades de segurança MLD Grades de segurança MLD
Grades de segurança MLD
Leuze electronic Ltda
 
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
Jean Fabrício Miranda
 
Questionário nr 12 nova 2015
Questionário nr 12 nova   2015Questionário nr 12 nova   2015
Questionário nr 12 nova 2015
Leandro Lopes
 
Workshopnovembro 2013
Workshopnovembro 2013Workshopnovembro 2013
Workshopnovembro 2013
Brasilio da Silva
 
69436461 nr-12-resumo-pratico
69436461 nr-12-resumo-pratico69436461 nr-12-resumo-pratico
69436461 nr-12-resumo-pratico
Du Mucc
 
Caderno maquina e equipamentos
Caderno maquina e equipamentosCaderno maquina e equipamentos
Caderno maquina e equipamentos
Paulo H Bueno
 
Anlise de acidente
Anlise de acidenteAnlise de acidente
Anlise de acidente
Vania Januaria
 
Pprps cydak 2005
Pprps cydak   2005Pprps cydak   2005
Pprps cydak 2005
Joaquim Carlos Gomes
 
Comparativo pprps
Comparativo pprpsComparativo pprps
Comparativo pprps
Andre Guarizo
 
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
Mickeylodeon Brasil
 

Destaque (20)

Manual segurança prensas e similares
Manual segurança prensas e similares Manual segurança prensas e similares
Manual segurança prensas e similares
 
Prensas
PrensasPrensas
Prensas
 
Treinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinasTreinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinas
 
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
NR 12 Comentada - Segurança no Trabalho em Maquinas e Equipamentos.
 
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
NR-12 - Como fazer adequação de máquinas à nr12
 
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis QueirozNormas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
Normas Regulamentadoras (NR12) - Clovis Queiroz
 
Equipamentos de Segurança - NR 12
Equipamentos de Segurança - NR 12Equipamentos de Segurança - NR 12
Equipamentos de Segurança - NR 12
 
Pprs
PprsPprs
Pprs
 
Apresentacao nr12
Apresentacao nr12Apresentacao nr12
Apresentacao nr12
 
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
Treinamento de Segurança do Trabalho NR -12 Autor Brasilio da Silva - (41)928...
 
Grades de segurança MLD
Grades de segurança MLD Grades de segurança MLD
Grades de segurança MLD
 
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
58509611 manual-basico-de-seguranca-em-prensas-e-similares
 
Questionário nr 12 nova 2015
Questionário nr 12 nova   2015Questionário nr 12 nova   2015
Questionário nr 12 nova 2015
 
Workshopnovembro 2013
Workshopnovembro 2013Workshopnovembro 2013
Workshopnovembro 2013
 
69436461 nr-12-resumo-pratico
69436461 nr-12-resumo-pratico69436461 nr-12-resumo-pratico
69436461 nr-12-resumo-pratico
 
Caderno maquina e equipamentos
Caderno maquina e equipamentosCaderno maquina e equipamentos
Caderno maquina e equipamentos
 
Anlise de acidente
Anlise de acidenteAnlise de acidente
Anlise de acidente
 
Pprps cydak 2005
Pprps cydak   2005Pprps cydak   2005
Pprps cydak 2005
 
Comparativo pprps
Comparativo pprpsComparativo pprps
Comparativo pprps
 
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
2010 08 p-profeta-sacerdote-rei
 

Mais de Andre Guarizo

Redação de conclusão de curso sobre orçamento público
Redação de conclusão de curso sobre orçamento públicoRedação de conclusão de curso sobre orçamento público
Redação de conclusão de curso sobre orçamento público
Andre Guarizo
 
Curso epi's construção civil
Curso epi's construção civilCurso epi's construção civil
Curso epi's construção civil
Andre Guarizo
 
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppraTrabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Andre Guarizo
 
Análise primaria e secundaria
Análise primaria e secundariaAnálise primaria e secundaria
Análise primaria e secundaria
Andre Guarizo
 
Biomecânica ocupacionalb32003
Biomecânica ocupacionalb32003Biomecânica ocupacionalb32003
Biomecânica ocupacionalb32003
Andre Guarizo
 
Classes agentes extintores
Classes agentes extintoresClasses agentes extintores
Classes agentes extintores
Andre Guarizo
 
Carretas de extinção
Carretas de extinçãoCarretas de extinção
Carretas de extinção
Andre Guarizo
 
Capacidade extintora
Capacidade extintoraCapacidade extintora
Capacidade extintora
Andre Guarizo
 
Agente extintorhalotron
Agente extintorhalotronAgente extintorhalotron
Agente extintorhalotron
Andre Guarizo
 
Agente extintor inergen
Agente extintor inergenAgente extintor inergen
Agente extintor inergen
Andre Guarizo
 
Sistemas prevenção combate97
Sistemas prevenção combate97Sistemas prevenção combate97
Sistemas prevenção combate97
Andre Guarizo
 
Plano abandonoárea
Plano abandonoáreaPlano abandonoárea
Plano abandonoárea
Andre Guarizo
 
Organização de brigada de incêndio 2011
Organização de brigada de incêndio 2011Organização de brigada de incêndio 2011
Organização de brigada de incêndio 2011
Andre Guarizo
 
Organização de brigada de incêndio
Organização de brigada de incêndioOrganização de brigada de incêndio
Organização de brigada de incêndio
Andre Guarizo
 
Levanta setorizado2
Levanta setorizado2Levanta setorizado2
Levanta setorizado2
Andre Guarizo
 
Levanta setorizado1
Levanta setorizado1Levanta setorizado1
Levanta setorizado1
Andre Guarizo
 
Halon comportamento do fogo 12
Halon comportamento do fogo 12Halon comportamento do fogo 12
Halon comportamento do fogo 12
Andre Guarizo
 
Fatores extintores
Fatores extintoresFatores extintores
Fatores extintores
Andre Guarizo
 
Fatores&extintores(04)
Fatores&extintores(04)Fatores&extintores(04)
Fatores&extintores(04)
Andre Guarizo
 
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Andre Guarizo
 

Mais de Andre Guarizo (20)

Redação de conclusão de curso sobre orçamento público
Redação de conclusão de curso sobre orçamento públicoRedação de conclusão de curso sobre orçamento público
Redação de conclusão de curso sobre orçamento público
 
Curso epi's construção civil
Curso epi's construção civilCurso epi's construção civil
Curso epi's construção civil
 
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppraTrabalho de conclusão de curso tst senac  anexo ppra
Trabalho de conclusão de curso tst senac anexo ppra
 
Análise primaria e secundaria
Análise primaria e secundariaAnálise primaria e secundaria
Análise primaria e secundaria
 
Biomecânica ocupacionalb32003
Biomecânica ocupacionalb32003Biomecânica ocupacionalb32003
Biomecânica ocupacionalb32003
 
Classes agentes extintores
Classes agentes extintoresClasses agentes extintores
Classes agentes extintores
 
Carretas de extinção
Carretas de extinçãoCarretas de extinção
Carretas de extinção
 
Capacidade extintora
Capacidade extintoraCapacidade extintora
Capacidade extintora
 
Agente extintorhalotron
Agente extintorhalotronAgente extintorhalotron
Agente extintorhalotron
 
Agente extintor inergen
Agente extintor inergenAgente extintor inergen
Agente extintor inergen
 
Sistemas prevenção combate97
Sistemas prevenção combate97Sistemas prevenção combate97
Sistemas prevenção combate97
 
Plano abandonoárea
Plano abandonoáreaPlano abandonoárea
Plano abandonoárea
 
Organização de brigada de incêndio 2011
Organização de brigada de incêndio 2011Organização de brigada de incêndio 2011
Organização de brigada de incêndio 2011
 
Organização de brigada de incêndio
Organização de brigada de incêndioOrganização de brigada de incêndio
Organização de brigada de incêndio
 
Levanta setorizado2
Levanta setorizado2Levanta setorizado2
Levanta setorizado2
 
Levanta setorizado1
Levanta setorizado1Levanta setorizado1
Levanta setorizado1
 
Halon comportamento do fogo 12
Halon comportamento do fogo 12Halon comportamento do fogo 12
Halon comportamento do fogo 12
 
Fatores extintores
Fatores extintoresFatores extintores
Fatores extintores
 
Fatores&extintores(04)
Fatores&extintores(04)Fatores&extintores(04)
Fatores&extintores(04)
 
Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]Epi e epc [modo de compatibilidade]
Epi e epc [modo de compatibilidade]
 

Último

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 

Nr 12 ANEXO VIII

  • 1. PRENSAS E SIMILARES Avançar 19/06/2012 Por André, Jéssica, Lílian, Kleber e Vagner 1
  • 2. O que são Prensas e Similares? Prensas são equipamentos utilizados na conformação e corte de materiais diversos. Tipos de prensas. Tipos de similares. 19/06/2012 Kleber Avançar 2
  • 3. PRENSAS AVANÇAR 19/06/2012 3
  • 4. PRENSAS Vídeo VOLTAR 4
  • 8. Empresas que utilizam prensas. Industria calçadista Siderúrgica Indústria da borracha Metalúrgica Avançar 19/06/2012 André 8
  • 9. Bombas acionadas por roda d′água. Avançar 19/06/2012 9
  • 10. Siderúrgica semi- integrada, produção de Avançar laminados. 19/06/2012 10
  • 11. As prensas e similares ocupam cerca de do 30% maquinário na metalurgia. Avançar Utilizadas do corte à conformação. 19/06/2012 11
  • 12. Perigos das prensas e similares Zona de prensagem. ***Guardem esse nome*** Avançar 19/06/2012 André 12
  • 15. AVANÇAR Tinha uma mão aqui? 19/06/2012 15
  • 17. Movimentação das correias Avançar 19/06/2012 17
  • 18. Combinação desagradável Avançar 19/06/2012 18
  • 21. Sem proteção de correia Avançar cenas fortes 19/06/2012 21
  • 24. EPC E EPI. De maneira geral as prensas possuem delimitações de áreas. Enclausuramento de roldanas e motores. No caso dos EPI`s são utilizados luvas para proteção das mãos, óculos para proteção dos olhos contra partículas volantes e protetores auriculares. Avançar 19/06/2012 Lílian 24
  • 25. Sistemas e dispositivos de segurança. Comandos elétricos ou interfaces de segurança Dispositivos de intertravamento Sensores de segurança Pisos de segurança 19/06/2012 Vagner e Jéssica 25
  • 26. DISPOSITIVOS DE PARTIDA, ACIONAMENTO E PARADA. Partida Acionamento Rearme e Reset Parada Avançar 19/06/2012 Lílian 26
  • 27. Tipos de máquinas seguras 19/06/2012 Avançar 27
  • 30. Contatores, Relés e CLPs Paradas de Emergência Itens de Segurança De Segurança Cortinas de Luz Relé de segurança Piso sensitivo à pressão Restrição de acesso Voltar Enclausuramento Redes de Segurança Chaves de intertravamento Emergências por cabo
  • 31. Conceitos e Aplicações Grades de Proteção É um sistema de proteção que impede o ingresso das mãos ou dos dedos dos operadores em zonas de perigo da máquina. Avançar
  • 32. Conceitos e Aplicações Bi-Manual Avançar Este sistema impede o operador a ter acesso a máquina durante uma condição de perigo. Dois botões alocados a um púlpito devidamente normalizado devem ser acionados simultaneamente para o funcionamento da máquina. Isto evita que o operador tenha a possibilidade de colocar uma de suas mãos em uma área definida como área de risco.
  • 33. Piso Sensível à Pressão Estes dispositivos são usados para fornecer proteção de uma área de piso ao redor de uma máquina. A matriz dos tapetes interconectados é colocada ao redor da área classificada e qualquer pressão aplicada, como por exemplo passos do operador, causará o desligamento da fonte de alimentação do perigo, através da unidade controladora do tapete. Avançar
  • 34. Emergência Para a parada de emergência existem dois níveis de categorias. A categoria 0 é a parada por meio da remoção imediata da alimentação dos atuadores da máquina sendo considerada uma parada não controlada pois os sistemas que necessitam de energia para interrupção do movimento não serão executadas ficando em inércia. Para a categoria 1 existe um sistema de alimentação para que os atuadores da máquina consigam parar e tenham sua alimentação removida após a parada total dos movimentos. A categoria 0 têm prioridade sobre a 1. Avançar
  • 35. Conceitos e Aplicações Chaves de Intertravamento Voltar As chaves de intertravamento de portões são usadas para enviar os comandos de parada para as peças relacionadas à segurança do sistema de controle. As intertravas do portão podem, mas não necessariamente devem, executar a mesma função de dispositivo de parada de emergência. As paradas de categoria 0 ou 1 devem ser determinadas pela avaliação de risco. Ao fechar o portão não deve-se iniciar a máquina. Uma ação deliberada e à parte deve ser usada para reiniciar a máquina.
  • 36. Conceitos e Aplicações Voltar Cortina de Luz A cortina de luz é um dispositivo de sensor fotoelétrico de presença que protege o acesso de pessoas as áreas de risco da máquina. Quando instalada sozinha, o par de cortinas de luz operará como uma chave de controle confiável, mas também podem interfacear com outros dispositivos de controle que forneçam lógicas necessárias, saídas, diagnósticos do sistema e funções adicionais para adequar-se às aplicações.
  • 37. Conceitos e Aplicações Relé de Segurança São unidades eletro-mecânicas com supervisão eletrônica e acionamento positivo nos seus contatos de segurança abertos em série, cumprindo assim a exigência de redundância. Com a conexão dos dispositivos externos e a correta inclusão dos seus contatos em pontos corretos do circuito elétrico de automação da máquina, passamos a ter um equipamento seguro quanto à sua parada. A especificação do relé correto depende da categoria de risco, 2, 3, ou 4, avaliada do equipamento em questão. Voltar
  • 38. Dispositivo de parada de emergência O que deve fazer. Avançar O que não deve fazer. Jéssica 38
  • 39. Obrigado Todo dia vejo meu Sonho 19/06/2012 39