SlideShare uma empresa Scribd logo
Segurança de Máquinas e
Equipamentos de Trabalho




          Sessão 2 do Módulo 1
                                 1
Segurança de Máquinas e Equipamentos de Trabalho
                    Introdução ao
        Decreto -Lei n.º 103/2008 de 24 de Junho

Os objectivos são:
• Conhecer o Enquadramento Legal que regula a utilização de
  máquinas e equipamentos;
• Conhecer as Directivas Máquinas e Equipamentos
• Definições do Decreto Lei 103_2008
• Colocação de Máquinas no Mercado – processo de avaliação
• Conformidade da Máquina - Marcação CE
• Exemplos de Componentes avaliadas


        SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Máquinas e Equipamentos
                          Enquadramento legal

Analisada a importância da SHST na prevenção de riscos profissionais
quer pela análise dos aspectos de Saúde no Trabalho, quer pela
análise das Estatísticas Nacionais de Acidentes de trabalho é
importante      perceber       o     enquadramento     legal          da
Segurança de máquinas, a dois níveis:


                                     Utilização das      Máquina
   Concepção,         Máquina          máquinas            com
     Fabrico        Conforme para      enquanto         garantia de
                   Comercialização   equipamentos       Segurança
                                                          no uso
                                      de trabalho

              SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Máquinas e Equipamentos
Enquadramento legal

                                                 Directiva
    Concepção,          Máquina                  Máquinas
                      Conforme para
      Fabrico        Comercialização            (actualmente, a Directiva
                                            2006/42/CE, de 17 de Maio, que
                                                   alterou a Directiva
                                               98/79/CE 27 de Outubro)




Estabelece o conjunto de regras reguladoras de mercado que têm como
destinatários os respectivos fabricantes e comerciantes, privilegiando a
prevenção de concepção de tais equipamentos. Tais regras estabelecem as
exigências máximas que devem ser respeitadas nas legislações e práticas
administrativas (por exemplo, Normas Técnicas) dos Estados membros e
funcionam como garantia da liberdade de circulação de mercadorias no
mercado interno europeu;


              SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Maquinas e Equipamentos
Enquadramento legal

                                                       Directiva
       Utilização das         Máquina
         máquinas                                  Equipamentos de
                                com
         enquanto            garantia de               Trabalho
       equipamentos          Segurança             (Directiva 89/655/CEE de 30 de
                               no uso            Novembro, alterada pela Directiva
        de trabalho                             95/63/CE de 5 de Dez e pela Directiva
                                                    2001/45/CE de 27 de Junho)



Estabelece o conjunto de regras reguladoras da segurança no
Trabalho com esses equipamentos que tem como destinatários os
empregadores. Tais regras estabelecem as prescrições mínimas que
devem ser respeitadas nas legislações e práticas administrativas dos
Estados membros e funcionam como garantia da harmonização no
progresso das condições de trabalho.

                 SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Máquinas e Equipamentos
 Transposição para a Legislação Nacional


    Directiva                   É transposta para o direito interno pelo Decreto-Lei
    Máquinas                    103/2008 de 24 de Junho, que revoga o Decreto-Lei
                         ,
 2006/42/CE, de 17 de Maio
                                320/2001 de 12 de Dez.




    Directiva                    Transposta pelo Decreto-Lei 50/2005 de
Equipamentos de                  25 de Fevereiro
    Trabalho
2001/45/CE, de 27 de Junho




                             SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Maquinas Decreto Lei n.º 103/2008



Colocação de Maquinas no Mercado


O Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho estabelece as regras a que deve
obedecer a colocação no mercado e a entrada em serviço das máquinas bem
como a colocação no mercado das quase – máquinas.


Aqui são definidas as disposições de segurança dos
equipamentos e maquinas, de forma a permitir a
instalação de dispositivos de segurança e sinalética
na sua concepção.
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008


   Definições e Exclusões
                        As disposições do decreto aplicam-se a:
      Máquina

  Conjunto de peças ou de órgãos ligados entre si em que um dele é
  móvel e, se for caso disso, de accionadores de circuitos de
  comando e de potência, etc., reunidos de forma solidária com vista a
  uma aplicação definida, nomeadamente para a transformação, o
  tratamento, a deslocação e o acondicionamento de um material
                   Equipamento Intermutável         Dispositivos amovíveis de
                          Correntes, Cabos e Correias transmissão mecânica
                                    Quase-Máquinas       Acessórios de Elevação
Verifique as Definições Dec
 Lei 103_2008 art.º 32,3
                                              8
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008

  Definições e Exclusões

  No âmbito da melhor compreensão da origem das
  responsabilidades pela aplicação da Directiva
  Máquinas, é importante a definição de Fabricante:

   • Quem assume a responsabilidade pela concepção         e ou fabrico da
     máquina ou quase-máquina, bem como pela sua conformidade legal;
   • Quem modifica a utilização prevista de uma máquina, assumindo a
     responsabilidade das consequências que derivem desse facto;
   • Quem    fabrica   máquinas,    quase-máquinas   ou   componentes   de
     segurança, para uso próprio;
   • Quem monta máquinas, partes de máquinas ou componentes de
     segurança de origens diferentes.
                                        9
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008

  As disposições do decreto aplicam-se a:

   Componentes de Segurança
 Qualquer componente de segurança não indispensável para o
 funcionamento de uma máquina, que serve para garantir uma
 função de segurança e cuja avaria e/ou mau funcionamento ponham
 em perigo a segurança de pessoas, tais como:
     Protectores para dispositivos amovíveis de transmissão mecânica


     Sistemas de extracção para emissão de máquinas


     Dispositivos de controlo de carga e do movimento de máquinas de elevação


                                                                                Verifique as Definições Dec
     Dispositivos de paragem de emergência       10                               Lei 103_2008 anexo V
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Princípios de Segurança

O princípio geral estabelecido na Directiva Máquinas indica que a colocação
no mercado e a entrada em serviço das máquinas e componentes de
segurança abrangidos só é possível se não comprometer a segurança e a
saúde de quem quer que seja.
                                                Eliminar ou reduzir os riscos na
                                                concepção e fabrico da máquina;
E, em tal contexto, a norma refere que
o fabricante deverá conceber e
                                           Implementar as medidas de protecção
fabricar os equipamentos em função necessárias e adequadas aos riscos não
da avaliação de riscos que                 eliminados (protecção de máquinas);
previamente deve ter realizado
                                       Informar os adquirentes da máquina dos seus
sobre o equipamento projectado,
                                       riscos residuais, bem como da necessidade de
tendo particularmente em conta:        formação específica e de protecção individual;
                 SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008

Definições Específicas
Para além dos princípios gerais, o decreto estabelece
requisitos adicionais para determinadas categorias de
máquinas, tais como:
• Máquinas agro-alimentares;
• Máquinas portáteis mantidas em posição e ou guiadas à mão;
• Máquinas para madeira e materiais similares;
• Máquinas com riscos associados à sua mobilidade;
• Máquinas destinadas a realizar operações de elevação de
  cargas;
• Máquinas destinadas a realizar operações de elevação ou
  deslocação de pessoas;
• Máquinas destinadas à utilização em trabalhos subterrâneos.


                                                                12
PROPERTIES
On passing, 'Finish' button:       Goes to Next Slide
On failing, 'Finish' button:       Goes to Next Slide
Allow user to leave quiz:          After user has completed quiz
User may view slides after quiz:   At any time
User may attempt quiz:             Unlimited times
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
     Colocação de Máquinas no Mercado
O Decreto Lei n.º 103/2008, de 24
de Junho, á luz da Directiva
Maquinas, define o seguinte percurso de
avaliação para a certificação da conformidade
de
uma Máquina, em que o fabricante tem um
papel fundamental.


A análise do anexo IV que define as
máquinas que obrigam a procedimentos
específicos de avaliação de conformidade é
obrigatória.
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Colocação de Máquinas no Mercado

 1
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Colocação de Máquinas no Mercado

 1                   2




 2
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Colocação de Máquinas no Mercado
                                        3
                     2




                                    3
 2
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Colocação de Máquinas no Mercado
                                        3




                                    3
 2




              3                                  4
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
  Colocação de Máquinas no Mercado

Controlo Interno de Fabrico

Para as máquinas em geral, o fabricante faz a marcação CE na sequência de ter declarado
que a máquina ou componente de segurança está conforme às exigências de segurança
estabelecidas (emissão
da Declaração CE de Conformidade).


Neste caso, a avaliação da conformidade consiste
na constituição, por parte do fabricante, do processo
técnico de fabrico da máquina (ver parte A anexo
VII), o qual deve ser guardado e disponibilizado às
Autoridades competentes sempre que solicitado.
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
  Colocação de Máquinas no Mercado

Avaliação de Conformidade no respeito das Normas Harmonizadas

Para   as   máquinas   consideradas    com   riscos   especiais      e    previstas
especificamente como tal na Directiva (por exemplo, máquinas de trabalhar
madeira e várias máquinas usadas na metalomecânica), se respeitarem normas
técnicas harmonizadas, o fabricante constitui o processo técnico de fabrico da
máquina e envia-o a um Organismo Notificado (entidade designada pela
Direcção-Geral da Indústria e acreditada para o efeito pelo IPQ, como, por
exemplo, o CATIM);
                                                 Consulte a base de dados Europeia com a
                                                     Lista de Organismos Notificados
                                                                Nacionais
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
  Colocação de Máquinas no Mercado

Avaliação de Conformidade sem cumprimento das Normas Harmonizadas


Aplicável às máquinas consideradas com riscos especiais, acima mencionadas e
quando estas não respeitem normas técnicas harmonizadas.
O fabricante deve submeter o dossier de fabrico junto de um organismo
notificado, o qual poderá desencadear uma das seguintes situações:
• Recepção do dossier técnico de fabrico;
• Análise da conformidade do dossier técnico de fabrico com as normas harmonizadas;
• Em última instância, a realização do Exame CE tipo à máquina ou procedimento de
 Garantia Total (aplicação de sistema de qualidade implementado por um organismo
 notificado)
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
Marcação CE

A marcação «CE» de conformidade é constituída pelas iniciais «CE», de acordo com o
modelo constante do anexo III do decreto -lei, que dele faz parte integrante.



A marcação «CE» deve ser aposta na máquina de forma visível, legível e indelével, de
acordo com o disposto no anexo III.



É proibido apor nas máquinas marcações, sinais e inscrições susceptíveis de induzir
terceiros em erro quanto ao significado
Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008
   Marcação CE


A Declaração CE de conformidade para uma
máquina deve ser redigida nas mesmas
condições do manual de instruções. Esta
declaração diz respeito apenas à máquina tal
como se encontra no momento da colocação
no mercado,



A declaração CE de conformidade deve incluir
os elementos constantes do anexo II e deve ser
conservada por 10 anos.                          Ver Exemplo de
                                                   Declaração
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS

• Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho;

  Aquisição de Nova Máquina

Deve ser solicitado ao fabricante:
  • Comprovativo de que a máquina esteja de acordo com a Directiva
  Máquinas, cumprindo com os requisitos essenciais de segurança e saúde
  que lhe são aplicáveis - Declaração de Conformidade CE , em Português;

  • Manual de Instruções, em Português

  • Marcação CE
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho;

  Aquisição de Máquina Usada


 • Certificado emitido por um organismo competente
   notificado, comprovativo de que a máquina não apresenta
   qualquer risco para a segurança e saúde do utilizador

 • Declaração do cedente, contando o seu nome, endereço e
   identificação profissional e o endereço do organismo certificador

 • Manual de Instruções, em Português

 • Proceder a uma verificação e à análise de riscos
PROPERTIES
On passing, 'Finish' button:       Goes to Next Slide
On failing, 'Finish' button:       Goes to Next Slide
Allow user to leave quiz:          After user has completed quiz
User may view slides after quiz:   At any time
User may attempt quiz:             Unlimited times
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
 • Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora




Verificação e análise de
riscos específicos à Máquina
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora


  Para além da sinalética de Segurança indicada, o equipamento deve estar
  provido de:
   •   Cinto de Segurança



   •   Extintor



   •   Manual de Operação / manutenção



   •   Luz Rotativa
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para um Multifunções
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para um Multifunções
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para um Multifunções


  Para além da sinalética de Segurança indicada, o equipamento
  deve estar provido de:
   – Cinto de Segurança

   – Extintor

   – Manual de Operação / manutenção

   – Luz Rotativa
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS

• Componentes de Segurança para Máquinas Industriais
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS

• Componentes de Segurança para Máquinas Industriais




            SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
CONFORMIDADE DE MÁQUINAS
• Componentes de Segurança para Máquinas Industriais
Fim da Sessão



            Obrigada pela sua participação e até breve!




                                                          36

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Certificado nr 12
Certificado nr 12Certificado nr 12
Certificado nr 12
Marcos Rodrigues
 
curso-de-nr-12-unochapeco
curso-de-nr-12-unochapecocurso-de-nr-12-unochapeco
curso-de-nr-12-unochapeco
João Tiago Porto Veloso Leal
 
Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
Alexandre Bastos
 
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosSEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
gelcine Angela
 
Nr12 apostila
Nr12  apostilaNr12  apostila
Nr12 apostila
José Vieira
 
Treinamento NR 12
Treinamento NR 12Treinamento NR 12
Treinamento NR 12
Mauro Sergio Vales de Souza
 
Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)
Jupira Silva
 
Nr18
Nr18Nr18
00 seguranca-com-ferramentas-manuais
00   seguranca-com-ferramentas-manuais00   seguranca-com-ferramentas-manuais
00 seguranca-com-ferramentas-manuais
Alexander C. Logelso Alex
 
Mapa de Riscos
Mapa de RiscosMapa de Riscos
Mapa de Riscos
proftstsergioetm
 
NR05 - Cipa 20h -2023.pptx
NR05 - Cipa 20h -2023.pptxNR05 - Cipa 20h -2023.pptx
NR05 - Cipa 20h -2023.pptx
AndreLuis202744
 
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptxTreinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
STARTSEGURANADOTRABA
 
Riscos em silos
Riscos em silosRiscos em silos
Riscos em silos
Mirela Lopes
 
Curso da CIPA
Curso da CIPACurso da CIPA
Curso da CIPA
Sergio Roberto Silva
 
DDS nr-18
DDS nr-18DDS nr-18
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35
Joziane Pimentel
 
Nr 12 __parte_2_
Nr 12 __parte_2_Nr 12 __parte_2_
Nr 12 __parte_2_
Prof Brasil brasil
 
modelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-riscomodelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-risco
Patrícia Rodrigues
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
Ythia Karla
 
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
Eduardo Campos
 

Mais procurados (20)

Certificado nr 12
Certificado nr 12Certificado nr 12
Certificado nr 12
 
curso-de-nr-12-unochapeco
curso-de-nr-12-unochapecocurso-de-nr-12-unochapeco
curso-de-nr-12-unochapeco
 
Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
 
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosSEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
 
Nr12 apostila
Nr12  apostilaNr12  apostila
Nr12 apostila
 
Treinamento NR 12
Treinamento NR 12Treinamento NR 12
Treinamento NR 12
 
Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)
 
Nr18
Nr18Nr18
Nr18
 
00 seguranca-com-ferramentas-manuais
00   seguranca-com-ferramentas-manuais00   seguranca-com-ferramentas-manuais
00 seguranca-com-ferramentas-manuais
 
Mapa de Riscos
Mapa de RiscosMapa de Riscos
Mapa de Riscos
 
NR05 - Cipa 20h -2023.pptx
NR05 - Cipa 20h -2023.pptxNR05 - Cipa 20h -2023.pptx
NR05 - Cipa 20h -2023.pptx
 
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptxTreinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
Treinamento formação de CIPA - 2022 - ATUALIZADO.pptx
 
Riscos em silos
Riscos em silosRiscos em silos
Riscos em silos
 
Curso da CIPA
Curso da CIPACurso da CIPA
Curso da CIPA
 
DDS nr-18
DDS nr-18DDS nr-18
DDS nr-18
 
Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35Trabalho em altura nr 35
Trabalho em altura nr 35
 
Nr 12 __parte_2_
Nr 12 __parte_2_Nr 12 __parte_2_
Nr 12 __parte_2_
 
modelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-riscomodelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-risco
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
 
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
Soldagem dicas-de-seguranca-e-instrucoes-da-nr-12
 

Destaque

Diretiva máquinas ppt
Diretiva máquinas pptDiretiva máquinas ppt
Diretiva máquinas ppt
Roberto Medeiros
 
Segurança de máq. e equip. de trabalho
Segurança de máq. e equip. de trabalhoSegurança de máq. e equip. de trabalho
Segurança de máq. e equip. de trabalho
Lucas Gimenes
 
Diretiva máquinas
Diretiva máquinasDiretiva máquinas
Diretiva máquinas
Roberto Medeiros
 
Ficha verificação equip mov terras
Ficha verificação equip mov terrasFicha verificação equip mov terras
Ficha verificação equip mov terras
António Domingues
 
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
Pelo Siro
 
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticosSegurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
Ana Batista
 
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Adams David
 
Treinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinasTreinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinas
Flaviano Rodrigues
 
Nr 12 metodologia brasilio da silva
Nr 12 metodologia brasilio da silvaNr 12 metodologia brasilio da silva
Nr 12 metodologia brasilio da silva
Brasilio da Silva
 
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
Pelo Siro
 
Seg prensas
Seg prensasSeg prensas
Seg prensas
Pelo Siro
 
YôGa
YôGaYôGa
Equipa tecnica
Equipa tecnicaEquipa tecnica
Equipa tecnica
Horacio Guimaraes
 
Efeitos
EfeitosEfeitos
Formatos
FormatosFormatos
ST Saude Trabalho SMET
ST Saude Trabalho SMETST Saude Trabalho SMET
ST Saude Trabalho SMET
Horacio Guimaraes
 
M1 S2 SMET
M1 S2 SMETM1 S2 SMET
M1 S2 SMET
Horacio Guimaraes
 
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
Pelo Siro
 
Programas de edição
Programas de ediçãoProgramas de edição
Programas de edição
Horacio Guimaraes
 
Montagem
MontagemMontagem

Destaque (20)

Diretiva máquinas ppt
Diretiva máquinas pptDiretiva máquinas ppt
Diretiva máquinas ppt
 
Segurança de máq. e equip. de trabalho
Segurança de máq. e equip. de trabalhoSegurança de máq. e equip. de trabalho
Segurança de máq. e equip. de trabalho
 
Diretiva máquinas
Diretiva máquinasDiretiva máquinas
Diretiva máquinas
 
Ficha verificação equip mov terras
Ficha verificação equip mov terrasFicha verificação equip mov terras
Ficha verificação equip mov terras
 
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
1188160788 seguranca no_trabalho-estaleiros
 
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticosSegurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
Segurança de máquinas e equipamentos de trabalho guias praticos
 
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
 
Treinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinasTreinamento proteções de maquinas
Treinamento proteções de maquinas
 
Nr 12 metodologia brasilio da silva
Nr 12 metodologia brasilio da silvaNr 12 metodologia brasilio da silva
Nr 12 metodologia brasilio da silva
 
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
1185024584 perfil do_tecnico_de_hst
 
Seg prensas
Seg prensasSeg prensas
Seg prensas
 
YôGa
YôGaYôGa
YôGa
 
Equipa tecnica
Equipa tecnicaEquipa tecnica
Equipa tecnica
 
Efeitos
EfeitosEfeitos
Efeitos
 
Formatos
FormatosFormatos
Formatos
 
ST Saude Trabalho SMET
ST Saude Trabalho SMETST Saude Trabalho SMET
ST Saude Trabalho SMET
 
M1 S2 SMET
M1 S2 SMETM1 S2 SMET
M1 S2 SMET
 
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
1188861057 seguranca no_trabalho-directiva_maquinas
 
Programas de edição
Programas de ediçãoProgramas de edição
Programas de edição
 
Montagem
MontagemMontagem
Montagem
 

Semelhante a M1 s2 SMET

seguranca maq_equip_enq_legislativo
seguranca maq_equip_enq_legislativoseguranca maq_equip_enq_legislativo
seguranca maq_equip_enq_legislativo
VitorGonalves81
 
apresentacao_webinario_30062022.pdf
apresentacao_webinario_30062022.pdfapresentacao_webinario_30062022.pdf
apresentacao_webinario_30062022.pdf
MiguelCosta971452
 
pontes_rolantes (1).pdf
pontes_rolantes (1).pdfpontes_rolantes (1).pdf
pontes_rolantes (1).pdf
RicardoAmadeu3
 
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptxNR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
FernandoFreire66
 
Acid maq-161103024154
Acid maq-161103024154Acid maq-161103024154
Acid maq-161103024154
Marcelo Rodrigues
 
Acid maq
Acid maqAcid maq
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mteNr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
Renato Cardoso
 
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjanDownload cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Érica Vasconcelos
 
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
CIESP Oeste
 
Apresentacao nr12
Apresentacao nr12Apresentacao nr12
Apresentacao nr12
Paulo Roberto Rocha Lobo
 
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptxdokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
AndreLavor1
 
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptxdokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
Andre Lavor Lavor
 
PONTES ROLANTES 005.pptx
PONTES ROLANTES 005.pptxPONTES ROLANTES 005.pptx
PONTES ROLANTES 005.pptx
Vilson Stollmeier
 
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
Yohanan Martins
 
AF_mecanicos_web.pdf
AF_mecanicos_web.pdfAF_mecanicos_web.pdf
AF_mecanicos_web.pdf
JoanaLoureno23
 
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptxApresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
MarcoAntonio825479
 
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORAANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
Wesley Vieira dos Santos
 
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.pptAPRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
RenatoDezotti2
 
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdfapresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
ErnanePinheiro2
 
NR 12
NR 12 NR 12
NR 12
NewAge16
 

Semelhante a M1 s2 SMET (20)

seguranca maq_equip_enq_legislativo
seguranca maq_equip_enq_legislativoseguranca maq_equip_enq_legislativo
seguranca maq_equip_enq_legislativo
 
apresentacao_webinario_30062022.pdf
apresentacao_webinario_30062022.pdfapresentacao_webinario_30062022.pdf
apresentacao_webinario_30062022.pdf
 
pontes_rolantes (1).pdf
pontes_rolantes (1).pdfpontes_rolantes (1).pdf
pontes_rolantes (1).pdf
 
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptxNR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MAQUINAS E EQUIPAMENTOS - INTEPS.pptx
 
Acid maq-161103024154
Acid maq-161103024154Acid maq-161103024154
Acid maq-161103024154
 
Acid maq
Acid maqAcid maq
Acid maq
 
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mteNr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
Nr12 apresentacao-maquinas-e-equipamentos-mte
 
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjanDownload cartilhas riscosmecanicosfirjan
Download cartilhas riscosmecanicosfirjan
 
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
Workshop NR 12 FIESP - outubro 2013
 
Apresentacao nr12
Apresentacao nr12Apresentacao nr12
Apresentacao nr12
 
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptxdokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
 
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptxdokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
dokumen.tips_treinamento-de-ponte-rolante.pptx
 
PONTES ROLANTES 005.pptx
PONTES ROLANTES 005.pptxPONTES ROLANTES 005.pptx
PONTES ROLANTES 005.pptx
 
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
Weg a-seguranca-operacional-em-maquinas-e-equipamentos-artigo-tecnico-portugu...
 
AF_mecanicos_web.pdf
AF_mecanicos_web.pdfAF_mecanicos_web.pdf
AF_mecanicos_web.pdf
 
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptxApresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
Apresentação NR12 MB CONSULTORIA.pptx
 
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORAANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
ANÁLISE DE ADEQUAÇÃO DE UMA PRENSA EXTRUSORA À NORMA REGULAMENTADORA
 
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.pptAPRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
APRESENTAÇÃO NR-12 - teste.ppt
 
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdfapresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
apresentacao-nr12-140606044231-phpapp02.pdf
 
NR 12
NR 12 NR 12
NR 12
 

M1 s2 SMET

  • 1. Segurança de Máquinas e Equipamentos de Trabalho Sessão 2 do Módulo 1 1
  • 2. Segurança de Máquinas e Equipamentos de Trabalho Introdução ao Decreto -Lei n.º 103/2008 de 24 de Junho Os objectivos são: • Conhecer o Enquadramento Legal que regula a utilização de máquinas e equipamentos; • Conhecer as Directivas Máquinas e Equipamentos • Definições do Decreto Lei 103_2008 • Colocação de Máquinas no Mercado – processo de avaliação • Conformidade da Máquina - Marcação CE • Exemplos de Componentes avaliadas SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 3. Segurança de Máquinas e Equipamentos Enquadramento legal Analisada a importância da SHST na prevenção de riscos profissionais quer pela análise dos aspectos de Saúde no Trabalho, quer pela análise das Estatísticas Nacionais de Acidentes de trabalho é importante perceber o enquadramento legal da Segurança de máquinas, a dois níveis: Utilização das Máquina Concepção, Máquina máquinas com Fabrico Conforme para enquanto garantia de Comercialização equipamentos Segurança no uso de trabalho SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 4. Segurança de Máquinas e Equipamentos Enquadramento legal Directiva Concepção, Máquina Máquinas Conforme para Fabrico Comercialização (actualmente, a Directiva 2006/42/CE, de 17 de Maio, que alterou a Directiva 98/79/CE 27 de Outubro) Estabelece o conjunto de regras reguladoras de mercado que têm como destinatários os respectivos fabricantes e comerciantes, privilegiando a prevenção de concepção de tais equipamentos. Tais regras estabelecem as exigências máximas que devem ser respeitadas nas legislações e práticas administrativas (por exemplo, Normas Técnicas) dos Estados membros e funcionam como garantia da liberdade de circulação de mercadorias no mercado interno europeu; SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 5. Segurança de Maquinas e Equipamentos Enquadramento legal Directiva Utilização das Máquina máquinas Equipamentos de com enquanto garantia de Trabalho equipamentos Segurança (Directiva 89/655/CEE de 30 de no uso Novembro, alterada pela Directiva de trabalho 95/63/CE de 5 de Dez e pela Directiva 2001/45/CE de 27 de Junho) Estabelece o conjunto de regras reguladoras da segurança no Trabalho com esses equipamentos que tem como destinatários os empregadores. Tais regras estabelecem as prescrições mínimas que devem ser respeitadas nas legislações e práticas administrativas dos Estados membros e funcionam como garantia da harmonização no progresso das condições de trabalho. SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 6. Segurança de Máquinas e Equipamentos Transposição para a Legislação Nacional Directiva É transposta para o direito interno pelo Decreto-Lei Máquinas 103/2008 de 24 de Junho, que revoga o Decreto-Lei , 2006/42/CE, de 17 de Maio 320/2001 de 12 de Dez. Directiva Transposta pelo Decreto-Lei 50/2005 de Equipamentos de 25 de Fevereiro Trabalho 2001/45/CE, de 27 de Junho SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 7. Segurança de Maquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Maquinas no Mercado O Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho estabelece as regras a que deve obedecer a colocação no mercado e a entrada em serviço das máquinas bem como a colocação no mercado das quase – máquinas. Aqui são definidas as disposições de segurança dos equipamentos e maquinas, de forma a permitir a instalação de dispositivos de segurança e sinalética na sua concepção.
  • 8. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Definições e Exclusões As disposições do decreto aplicam-se a: Máquina Conjunto de peças ou de órgãos ligados entre si em que um dele é móvel e, se for caso disso, de accionadores de circuitos de comando e de potência, etc., reunidos de forma solidária com vista a uma aplicação definida, nomeadamente para a transformação, o tratamento, a deslocação e o acondicionamento de um material Equipamento Intermutável Dispositivos amovíveis de Correntes, Cabos e Correias transmissão mecânica Quase-Máquinas Acessórios de Elevação Verifique as Definições Dec Lei 103_2008 art.º 32,3 8
  • 9. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Definições e Exclusões No âmbito da melhor compreensão da origem das responsabilidades pela aplicação da Directiva Máquinas, é importante a definição de Fabricante: • Quem assume a responsabilidade pela concepção e ou fabrico da máquina ou quase-máquina, bem como pela sua conformidade legal; • Quem modifica a utilização prevista de uma máquina, assumindo a responsabilidade das consequências que derivem desse facto; • Quem fabrica máquinas, quase-máquinas ou componentes de segurança, para uso próprio; • Quem monta máquinas, partes de máquinas ou componentes de segurança de origens diferentes. 9
  • 10. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 As disposições do decreto aplicam-se a: Componentes de Segurança Qualquer componente de segurança não indispensável para o funcionamento de uma máquina, que serve para garantir uma função de segurança e cuja avaria e/ou mau funcionamento ponham em perigo a segurança de pessoas, tais como: Protectores para dispositivos amovíveis de transmissão mecânica Sistemas de extracção para emissão de máquinas Dispositivos de controlo de carga e do movimento de máquinas de elevação Verifique as Definições Dec Dispositivos de paragem de emergência 10 Lei 103_2008 anexo V
  • 11. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Princípios de Segurança O princípio geral estabelecido na Directiva Máquinas indica que a colocação no mercado e a entrada em serviço das máquinas e componentes de segurança abrangidos só é possível se não comprometer a segurança e a saúde de quem quer que seja. Eliminar ou reduzir os riscos na concepção e fabrico da máquina; E, em tal contexto, a norma refere que o fabricante deverá conceber e Implementar as medidas de protecção fabricar os equipamentos em função necessárias e adequadas aos riscos não da avaliação de riscos que eliminados (protecção de máquinas); previamente deve ter realizado Informar os adquirentes da máquina dos seus sobre o equipamento projectado, riscos residuais, bem como da necessidade de tendo particularmente em conta: formação específica e de protecção individual; SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 12. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Definições Específicas Para além dos princípios gerais, o decreto estabelece requisitos adicionais para determinadas categorias de máquinas, tais como: • Máquinas agro-alimentares; • Máquinas portáteis mantidas em posição e ou guiadas à mão; • Máquinas para madeira e materiais similares; • Máquinas com riscos associados à sua mobilidade; • Máquinas destinadas a realizar operações de elevação de cargas; • Máquinas destinadas a realizar operações de elevação ou deslocação de pessoas; • Máquinas destinadas à utilização em trabalhos subterrâneos. 12
  • 13. PROPERTIES On passing, 'Finish' button: Goes to Next Slide On failing, 'Finish' button: Goes to Next Slide Allow user to leave quiz: After user has completed quiz User may view slides after quiz: At any time User may attempt quiz: Unlimited times
  • 14. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado O Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho, á luz da Directiva Maquinas, define o seguinte percurso de avaliação para a certificação da conformidade de uma Máquina, em que o fabricante tem um papel fundamental. A análise do anexo IV que define as máquinas que obrigam a procedimentos específicos de avaliação de conformidade é obrigatória.
  • 15. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado 1
  • 16. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado 1 2 2
  • 17. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado 3 2 3 2
  • 18. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado 3 3 2 3 4
  • 19. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado Controlo Interno de Fabrico Para as máquinas em geral, o fabricante faz a marcação CE na sequência de ter declarado que a máquina ou componente de segurança está conforme às exigências de segurança estabelecidas (emissão da Declaração CE de Conformidade). Neste caso, a avaliação da conformidade consiste na constituição, por parte do fabricante, do processo técnico de fabrico da máquina (ver parte A anexo VII), o qual deve ser guardado e disponibilizado às Autoridades competentes sempre que solicitado.
  • 20. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado Avaliação de Conformidade no respeito das Normas Harmonizadas Para as máquinas consideradas com riscos especiais e previstas especificamente como tal na Directiva (por exemplo, máquinas de trabalhar madeira e várias máquinas usadas na metalomecânica), se respeitarem normas técnicas harmonizadas, o fabricante constitui o processo técnico de fabrico da máquina e envia-o a um Organismo Notificado (entidade designada pela Direcção-Geral da Indústria e acreditada para o efeito pelo IPQ, como, por exemplo, o CATIM); Consulte a base de dados Europeia com a Lista de Organismos Notificados Nacionais
  • 21. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Colocação de Máquinas no Mercado Avaliação de Conformidade sem cumprimento das Normas Harmonizadas Aplicável às máquinas consideradas com riscos especiais, acima mencionadas e quando estas não respeitem normas técnicas harmonizadas. O fabricante deve submeter o dossier de fabrico junto de um organismo notificado, o qual poderá desencadear uma das seguintes situações: • Recepção do dossier técnico de fabrico; • Análise da conformidade do dossier técnico de fabrico com as normas harmonizadas; • Em última instância, a realização do Exame CE tipo à máquina ou procedimento de Garantia Total (aplicação de sistema de qualidade implementado por um organismo notificado)
  • 22. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Marcação CE A marcação «CE» de conformidade é constituída pelas iniciais «CE», de acordo com o modelo constante do anexo III do decreto -lei, que dele faz parte integrante. A marcação «CE» deve ser aposta na máquina de forma visível, legível e indelével, de acordo com o disposto no anexo III. É proibido apor nas máquinas marcações, sinais e inscrições susceptíveis de induzir terceiros em erro quanto ao significado
  • 23. Segurança de Máquinas Decreto Lei n.º 103/2008 Marcação CE A Declaração CE de conformidade para uma máquina deve ser redigida nas mesmas condições do manual de instruções. Esta declaração diz respeito apenas à máquina tal como se encontra no momento da colocação no mercado, A declaração CE de conformidade deve incluir os elementos constantes do anexo II e deve ser conservada por 10 anos. Ver Exemplo de Declaração
  • 24. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho; Aquisição de Nova Máquina Deve ser solicitado ao fabricante: • Comprovativo de que a máquina esteja de acordo com a Directiva Máquinas, cumprindo com os requisitos essenciais de segurança e saúde que lhe são aplicáveis - Declaração de Conformidade CE , em Português; • Manual de Instruções, em Português • Marcação CE
  • 25. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Decreto Lei n.º 103/2008, de 24 de Junho; Aquisição de Máquina Usada • Certificado emitido por um organismo competente notificado, comprovativo de que a máquina não apresenta qualquer risco para a segurança e saúde do utilizador • Declaração do cedente, contando o seu nome, endereço e identificação profissional e o endereço do organismo certificador • Manual de Instruções, em Português • Proceder a uma verificação e à análise de riscos
  • 26. PROPERTIES On passing, 'Finish' button: Goes to Next Slide On failing, 'Finish' button: Goes to Next Slide Allow user to leave quiz: After user has completed quiz User may view slides after quiz: At any time User may attempt quiz: Unlimited times
  • 27. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora Verificação e análise de riscos específicos à Máquina
  • 28. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora
  • 29. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para uma Retro Escavadora Para além da sinalética de Segurança indicada, o equipamento deve estar provido de: • Cinto de Segurança • Extintor • Manual de Operação / manutenção • Luz Rotativa
  • 30. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para um Multifunções
  • 31. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para um Multifunções
  • 32. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para um Multifunções Para além da sinalética de Segurança indicada, o equipamento deve estar provido de: – Cinto de Segurança – Extintor – Manual de Operação / manutenção – Luz Rotativa
  • 33. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para Máquinas Industriais
  • 34. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para Máquinas Industriais SEGURANÇA NO TRABALHO - EQUIPAMENTOS
  • 35. CONFORMIDADE DE MÁQUINAS • Componentes de Segurança para Máquinas Industriais
  • 36. Fim da Sessão Obrigada pela sua participação e até breve! 36